O Lar Adventista - Estudo 08

636 visualizações

Publicada em

Série de Estudos sobre o Livro "O Lar Adventista" preparados para apresentação nos Cultos de Quarta-feira nas Igrejas Adventistas do Sétimo Dia. Material Preparado pelo Ministério da Família da União Sul Brasileira da IASD.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
636
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Lar Adventista - Estudo 08

  1. 1. QUARTAS ESPECIAIS – O LAR ADVENTISTA CULTO ADORANDO EM FAMILIA Estudo 08 – A Grande DecisãoPág. 43Um Casamento Feliz ou Infeliz?Caso aqueles que pensam em casar-se não queiram fazer amargas, infelizes reflexões depois do casamento,precisam torná-lo objeto de considerações sérias, atentas agora. Dado precipitadamente, esse passo é um dosmeios mais eficazes para arruinar a utilidade de rapazes e moças. A vida se torna um fardo, uma maldição. Pessoaalguma pode com mais eficácia estragar a felicidade e a utilidade de uma mulher, e tornar-lhe a vida mais pungentefardo, que seu marido; e ninguém pode fazer a centésima parte para despedaçar as esperanças e aspirações de umhomem, para lhe paralisar as energias e arruinar-lhe a influência e as perspectivas, como sua própria esposa. É dahora de seu enlace matrimonial que muitos homens e mulheres datam seu êxito ou fracasso nesta vida, e suasesperanças de existência futura. Review and Herald, 2 de fevereiro de 1886.Quisera poder fazer com que a juventude visse e sentisse seu perigo, especialmente o de fazerem casamentosinfelizes. Testimonies, vol. 4, pág. 622.O casamento é alguma coisa que influenciará e afetará vossa vida tanto neste mundo como no por vir. Um cristãosincero não levará avante seus planos sem conhecer que Deus lhe aprove as intenções. Não quererá escolher porsi mesmo, mas sentirá que Deus deve escolher. Não temos de nos agradar a nós mesmos, pois Cristo não Seagradou a Si próprio. Não quero que entendam que estou querendo dizer que alguém deve casar-se com umapessoa a quem não ame. Isto seria pecado. Porém a fantasia e a natureza emocional não devem ter permissão dedirigir para a ruína. Deus requer todo coração, o supremo afeto. Review and Herald, 25 de setembro de 1888.Pág. 44Sem PressaPoucos têm idéias corretas acerca da relação conjugal. Muitos pensam que o casamento é a conquista da perfeitabem-aventurança; mas se eles soubessem um quarto dos pesares de homens e mulheres ligados pelos votosmatrimoniais em cadeias que eles não podem e não ousam quebrar, e não se surpreenderiam que eu traçasseestas linhas. O casamento, na maioria dos casos, é um jugo muito aflitivo. Milhares há que se acham acasalados,porém não casados. Os livros do Céu acham-se carregados com os infortúnios, a impiedade e o abuso que jazemocultos sob o manto do casamento. Eis porque eu desejaria advertir os jovens que se acham em idade casadoura asofrearem a pressa na escolha de um companheiro. O caminho da vida conjugal pode parecer belo e pleno defelicidade; mas por que não podereis ser decepcionados como milhares de outros o têm sido? Review and Herald, 2de fevereiro de 1886.Os que pensam em casar-se devem tomar em conta qual será o caráter e a influência do lar que vão fundar. Aotornarem-se pais, é-lhes confiado um santo legado. Deles depende em grande medida o bem-estar dos filhos neste
  2. 2. QUARTAS ESPECIAIS – O LAR ADVENTISTA CULTO ADORANDO EM FAMILIAmundo, e sua felicidade no mundo por vir. Eles determinam em grande extensão a imagem física e a moral que ospequeninos recebem. E da qualidade do lar depende a condição da sociedade; o peso da influência de cada famíliaconcorrerá para fazer subir ou descer o prato da balança. A Ciência do Bom Viver, pág. 357.Fatores Vitais na EscolhaDeve a juventude cristã exercer grande cuidado na formação de amizades e na escolha de companheiros. Cuidai,para que isso que agora julgais ser ouro puro, não se vos demonstre metal vil. As companhias profanas tendem apôr empecilhos no caminho de vosso serviço a Deus, e muitas almas são arruinadas por uniõesPág. 45infelizes, quer em negócios quer no casamento, com os que não podem elevar ou enobrecer. Fundamentos daEducação Cristã, pág. 500.Pesai cada sentimento, e observai todo desenvolvimento de caráter naquele a quem pensais ligar o destino devossa vida. O passo que estais prestes a dar é um dos mais importantes em vossa vida, e não deve ser dadoprecipitadamente. Se bem que ameis, não ameis cegamente.Considerais a ver se vossa vida conjugal seria feliz ou destituída de harmonia e arruinada. Formulai a pergunta:Ajudar-me-á esta união na direção do Céu? Aumentará ela meu amor para com Deus? Ampliará ela minha esferade utilidade nesta vida? Caso estas reflexões não apresentarem motivos de recuos, então, ide avante, no temor deDeus. Fundamentos da Educação Cristã, págs. 104 e 105.Muitos homens e mulheres agiram, ao entrar para a relação matrimonial, como se a única questão que lhes cabiaresolver, fosse se amavam um ao outro ou não. Devem, entretanto, compreender que sobre eles repousa, narelação matrimonial, responsabilidade maior que essa. Cumpre-lhes considerar se seus descendentes terão saúdefísica, e força mental e moral. Mas poucos agiram com motivos nobres, e com elevadas considerações que nãopoderiam rejeitar levianamente - que a sociedade tinha sobre eles direitos, que o peso de sua família influiria naescala ascendente ou descendente. Mensagens aos Jovens, pág. 461.A escolha do companheiro para a vida deve ser feita de molde a assegurar, aos pais e aos filhos, a felicidade física,mental e espiritual de sorte que habilite tanto os pais como os filhos a serem uma bênção aos semelhantes e umahonra ao Criador. A Ciência do Bom Viver, págs. 357 e 358.Qualidades a Serem Buscadas numa EsposaProcure o jovem, para lhe ficar ao lado, aquela que esteja habilitada a assumir a devida parte dosPág. 46encargos da vida, cuja influência o enobreça e refine, fazendo-o feliz com seu amor.
  3. 3. QUARTAS ESPECIAIS – O LAR ADVENTISTA CULTO ADORANDO EM FAMILIA"Do Senhor vem a mulher prudente." Prov. 19:14. "O coração do seu marido está nela confiado. ... Ela lhe faz bem enão mal, todos os dias da sua vida. Abre a boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua. Olhapelo governo de sua casa e não come o pão da preguiça. Levantam-se seus filhos, e chamam-na bem-aventurada;como também seu marido, que a louva, dizendo: Muitas filhas agiram virtuosamente, mas tu a todas és superior."Prov. 31:11, 12, 26-29. O que consegue tal esposa "acha uma coisa boa e alcançou a benevolência do Senhor".Prov. 18:22. A Ciência do Bom Viver, pág. 359.Eis algumas coisas que devem ser consideradas: Trará aquela a quem desposais, felicidade a vosso lar? Éeconômica, ou há de, quando casada, gastar não somente todos os seus rendimentos, mas todos os vossos, parasatisfazer a vaidade, o amor da aparência? São seus princípios corretos nesse sentido? Possui ela agora algumacoisa de que possa depender? ... Sei que no espírito de um homem absorvido pelo amor e pensamentos decasamento, estas perguntas serão varridas para longe como de nenhuma importância. Estas coisas, no entanto,devem ser devidamente consideradas, porquanto têm que ver com vossa vida futura. ...Em vossa escolha de uma esposa, estudai-lhe o caráter. Será ela paciente e laboriosa? Ou deixará ela de cuidar devossa mãe e vosso pai justamente ao tempo em que eles necessitam de um filho forte em que se apoiarem? Ou háde ela afastar esse filho do convívio deles a fim de levar avante seus planos e servir a seu prazer, deixando o pai ea mãe que, em vez de ganharem uma filha afetuosa, perderam um filho? Carta 23, 1886.Pág. 47Qualidades a Serem Buscadas num MaridoAntes de dar a mão em casamento, deveria toda mulher indagar se aquele com quem está para unir seu destino, édigno. Qual é seu passado? É pura a sua vida? É o amor que ele exprime de caráter nobre, elevado, ou é simplesinclinação emotiva? Tem os traços de caráter que a tornarão feliz? Poderá ela encontrar verdadeira paz e alegria naafeição dele? Ser-lhe-á permitido, a ela, conservar sua individualidade, ou terá de submeter seu juízo e consciênciaao domínio do marido? Como discípula de Cristo, ela não pertence a si mesma, foi comprada por preço. Podehonrar as reivindicações do Salvador como supremas? Serão conservados puros e santos o corpo e a alma, ospensamentos e propósitos? Essas perguntas têm influência vital sobre o bem-estar de toda mulher que se casa.Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 119.Que a mulher que deseja uma união pacífica e feliz, que quer escapar a futuras misérias e tristezas, indague, antesde entregar suas afeições: Tem meu pretendente mãe? Que espécie de caráter tem ela? Reconhece ele suasobrigações para com ela? É ele atencioso para com os seus desejos e sua felicidade? Se ele não respeita nemhonra a mãe, porventura manifestará respeito e amor, bondade e atenção para com a esposa? Passada a novidadedo casamento, continuará a amar-me? Será paciente com os meus erros, ou crítico, despótico e ditatorial? A afeiçãoverdadeira passará por alto muitos erros; o amor não os distinguirá. Fundamentos da Educação Cristã, pág. 105.Aceitar Apenas Traços Puros, Varonis
  4. 4. QUARTAS ESPECIAIS – O LAR ADVENTISTA CULTO ADORANDO EM FAMILIAReceba a jovem como companheiro vitalício tão-somente ao que possua traços de caráter puros e varonis, que sejadiligente, honesto e tenha aspirações, que ame e tema a Deus. A Ciência do Bom Viver, pág. 359.Evitai os que são irreverentes. Evitai aquele que ama a ociosidade; evitai o que for zombador das coisas sagradas.Pág. 48 Esquivai-vos à companhia daquele que usa linguagem profana, ou é dado ao uso de um copo que seja de bebidaalcoólica. Não escuteis as propostas de um homem que não tem percepção de sua responsabilidade para comDeus. A verdade pura que santifica a alma, dar-vos-á coragem para vos desvencilhardes da mais aprazível relaçãode amizade com quem sabeis que não ama nem teme a Deus, nem conhece nada acerca dos princípios daverdadeira justiça. Podemos suportar sempre as fraquezas de um amigo e sua ignorância, porém nunca seus vícios.Carta 51, 1894.É Mais Fácil Cometer um Erro do que Corrigi-loOs casamentos planejados impulsiva e de forma egoísta, não dão em geral bom resultado, antes se demonstramlamentáveis fracassos. Ambas as partes sentem-se enganadas, e de boa vontade desfariam aquilo que fizeram soba paixão. É mais fácil, muito mais fácil, cometer um erro, do que corrigi-lo depois de cometido. Carta 23, 1886.É Melhor Romper um Noivado ImprudenteMesmo que tenhais chegado a um noivado sem pleno conhecimento do caráter da pessoa com quem vospretendeis unir, não penseis que o noivado constitua positiva necessidade de que pronuncieis o voto matrimonial eligueis vossa vida a uma pessoa a quem não possais amar e respeitar. Sede muito cuidadosos quanto à maneirapor que entrais em um noivado condicional; porém é melhor, muito melhor, romper com o noivado antes docasamento, do que vos separardes depois, como fazem muitos. Fundamentos da Educação Cristã, pág. 105.Poderás dizer: "Mas eu dei minha palavra, e deverei agora voltar atrás?" Respondo: Se fizeste uma promessacontrária às Escrituras, por todos os meios retrata-a sem demora, e em humildade diante de Deus arrepende-te davaidade que te levou a dar a palavra tão precipitadamente.ATIVIDADE DO DIAFilhos, Na hora de escolher um cônjuge o que deve ser observado? No dia de hoje gaste tempo com os filhosconversando com eles sobre o futuro deles. Como vai ser? Quem escolher? Qual a vontade de Deus?

×