SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
História – Primeiro Ano
Civilização Grega
História – Primeiro Ano
ASPECTO NATURAL
 Território dividido entre:
• Grécia Continental (Hélade)
= Península Balcânica;
• Grécia Insular = ilhas;
• Grécia Asiática = Ásia menor
• Sicília e sul da Península
Itálica (Magna Grécia)
• Relevo acidentado, caracterizado por montanhas com litoral
recortado dotado de portos naturais
História – Primeiro Ano
PERIODIZAÇÃO
 Período Pré-Homérico (séc. XX a XII aC);
 Período Homérico (séc. XII a VI aC);
 Período Arcaico (séc. VIII a VI aC);
 Período Clássico (séc. V a IV aC);
 Período Helenístico/Macedônio (séc.
IV a I aC);
História – Primeiro Ano
PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO
 Civilização Minóica
 Ilha de Creta (300 km da
Grécia / 700 km do Egito)
 Povo de origens incertas
(Finícios?)
 2500 aC – presença de
cidades de avançadas
condições
História – Primeiro Ano
PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO
 Civilização Minóica
 Desenvolvimento de
navegação: da canoagem à
navegação comercial
 Desenvolvimento
comercial e
urbanístico
(Cnossos)
História – Primeiro Ano
PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO
 Desenvolvimento de dois sistemas de escrita: Linear A e Linear B
 Civilização Minóica
História – Primeiro Ano
PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO
 Civilização Minóica
História – Primeiro Ano
PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO
Templo de Cnossos
 Civilização Minóica
História – Primeiro Ano
PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO
 Hierarquia social: 1) Nobreza, 2)
mercadores e sacerdotes, 3) artesãos,
artistas e burocratas, 4) agricultores e
pastores e 5) escravos
 Decadência: devastação por
terremotos (fator natural), guerras
entre cidades e facções (fator interno)
e invasão dos aqueus até tomada de
Cnossos em 1400 aC (fator externo)
 Civilização Minóica
História – Primeiro Ano
PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO
 Povoamento da Grécia:
 Ocupação primitiva: Pelasgos ou Pelágios (cerca de 2000 aC)
 Comunidades coletoras no litoral da Grécia continental
 Invasões de povos indo-europeus e domínio sobre Pelasgos:
• Aqueus  Fixação entre 2000 e
1700 aC  Fundação de Micenas
• Eólios  Fixação entre 1700 e
1400 aC  Ocupação da região
da Tessália
• Jônios  Fixação por volta de
1400 aC  Ocupação da região
da Ática e fundação de Atenas
História – Primeiro Ano
PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO
 Povoamento da Grécia:
• 1400 a 1200 aC  predominância de Micenas (Civilização
Micênica)
• 1200 aC  Invasão dos
Dórios  Derrubada da
Civilização Micênica e
deslocamento de grandes
populações da Hélade
para ilhas do Mar Egeu e
para a Ásia Menor 
Primeira Diáspora Grega
História – Primeiro Ano
PERÍODO HOMÉRICO
 Invasão dórica: saques, abandono da escrita, enfraquecimento da
vida política e da economia
 Formação do Sistema Gentílico:
• Genos  Tradicional agrupamento familiar patriarcal
característico da formação dos povos gregos no Período Pré-
Homérico, que passou a ser a forma predominante de
organização após a invasão dórica
• Decadência urbana, genos convertidos em isoladas unidades
econômicas, políticas, sociais e religiosas
• Propriedade coletiva e chefia do pater
 Escassez de fontes escritas - Fontes arqueológicas
 Fonte literária: “Ilíada” e “Odisseia” de Homero
História – Primeiro Ano
PERÍODO HOMÉRICO
 Crise do Sistema Gentílico:
• Guerras entre genos  Disputa por domínio de terras
• Reuniões de genos (fratria), que poderiam constituir tribos
chefiadas pelo filobaliseu (chefe militar) e ainda agrupadas
em demos liderados pelo basileu
• Estrutura interna em crise  Fim da propriedade coletiva da
terra  Constituição de elite (eupátridas), segmento
intermediário (georgóis) e classe dominada (thetas ou
“marginais”)
• Insuficiência de condições  Estímulo à migração,
colonização e dispersão populacional  Segunda Diáspora
Grega
História – Primeiro Ano
Indivíduo
Geno Fratria
Tribo
Demo
PÓLIS = CIDADE-ESTADO
PERÍODO ARCAICO
 Formação das póleis:
História – Primeiro Ano
 Transformações gerais:
• Fim das sociedades gentílicas
• Substituição da economia domés-
tica por economia de mercado
• Aristocracia monárquica X
Oligarquia
• Pólis  Estrutura urbana
autônoma que possuía praça
pública central (ágora), templos,
prédios públicos, residências,
comércio e dotada também de
domínios rurais.
PERÍODO ARCAICO
História – Primeiro Ano
 Esparta (Lacedemônia)
• Localizada na Lacônia, sudeste do
Peloponeso, dotada de fortificação natural
• Fundada pelos dórios no século IX aC e
conquistou expansão dominando regiões
ao redor
História – Primeiro Ano
 Esparta
• Sociedade hierarquizada
Esparciatas  Descendentes dos dórios  Elite
dominante
Periecos  Povos dos arredores da pólis
 Eram livres, mas de cidadania limitada
Hilotas  Descendentes dos povos
dominados pelos dórios  Servos
dominados pelos esparciatas
submetidos a extremo controle
PERÍODO ARCAICO
História – Primeiro Ano
 Esparta
• Sociedade militarizada
• Legislação assegurava manutenção das desigualdades
• Estrutura de poder:
ÉFOROS
5 anciãos eleitos anualmente para exercer o Poder Executivo
DIARQUIA
2 reis responsáveis pelo exército e pela religião
GERÚSIA
28 membros que legislavam, julgavam e
fiscalizavam os reis
ÁPELA OU ASSEMBLEIA
Homens acima dos 30 anos, que elaboravam leis
e escolhiam gerontes
EXÉRCITO
Importante base da sociedade espartana,
liderado por membros da elite esparciatas e que
também convocava periecos para serviço militar
PERÍODO ARCAICO
História – Primeiro Ano
• Localizada na península da Ática
 Atenas
• Fundada pelos jônios e poupada da inva-
são dórica, manteve a monarquia liderada
pelo basileu, substituído por uma
república do acontado: polemarca (mili-
tar), arconte epônimo (religião), thesmo-
thetas (em número de 6, exerciam autori-
dades judiciárias)
História – Primeiro Ano
• Areópago  Assembleia de cidadãos
 Atenas
• Sociedade hierarquizada:
EUPÁTRIDAS
DEMIURGOS(comerciantes e artesãos prósperos)
GEORGÓIS e THETAS (pequenos agricultores e marginalizados em geral)
METECOS (estrangeiros)
ESCRAVOS (povos conquistados)
• Restrições sociais e escravidão por dívidas
PERÍODO ARCAICO
História – Primeiro Ano
 Atenas
Dracon  Registro escrito e codificado das leis
Sólon  criação do tribunal popular (Bulé) com
mesmo peso na votação entre cidadãos ricos e
pobres e maior poder para a Eclésia
Clístenes Divisão da população em grupamentos
(demos) chefiados por demiarcas eleitos =
democracia com assembleia livre para cidadãos
PERÍODO ARCAICO
História – Primeiro Ano
PERÍODO CLÁSSICO
 Guerras Greco-Pérsicas (Guerras
Médicas)
• 490 aC – Dario tenta invadir
Grécia
• 480 aC – Xerxes enviou 250
mil homens para ataque
frustrado em Platéia
• Deslocamento do conflito
para Ásia Menor = novas
vitórias gregas
• Paz de Susa (448 aC) =
reconhecimento da
vitória grega
História – Primeiro Ano
PERÍODO CLÁSSICO
 Guerra do Peloponeso
• Hegemonia ateniense pós-derrota persa
• Liga de Delos  liderança de Atenas
• Liga do Peloponeso  liderança espartana
• 435 aC = início de guerra entre Atenas e Esparta
• 404 aC = vitória ateniense com apoio persa
• Imposição de governo submisso à Esparta em Atenas
• Rebelião ateniense e restauração da democracia
• 395 aC: início de ondas rebeldes contra Esparta
• 377 aC: Epaminondas de Tebas  derrota definitiva de
Esparta
História – Primeiro Ano
PERÍODO MACEDÔNIO
 Macedônia  norte da Grécia (atuais
Macedônia e partes da Iugoslávia e Bulgária)
 Reino materialmente inferior à Grécia
 Tentativa de Filipe II de estabelecer interferência
em póleis gregas  reação Atenas e Tebas: vitória
macedônia (Batalha de Queronéia, em 338 aC)
 336 aC assassinato de Filipe II antes de
concretização de ataque aos persas: coroação de
Alexandre, aos 20 anos de idade
História – Primeiro Ano
PERÍODO MACEDÔNIO
 334 aC – conquista da
Ásia Menor /
Conquistas sobre
Fenícia e Egito
 331 aC – derrota dos
persas liderados por
Dario III (Batalha de
Arbelas)
 Investida sobre a Índia
 323 aC – morte aos 33 anos (malária?)  Sucessão tumultuada:
fragmentação e disputas internas durante 40 anos  Divisão –
Reinos Helenísticos: Reino da Macedônia (Macedônia e Grécia),
Reino do Egito, Reino da Ásia (posteriormente subdividido)
História – Primeiro Ano
PERÍODO MACEDÔNIO
 Helenismo: Interação entre Ocidente e Oriente  Ampliação do
intercâmbio cultural
 Consequências da
expansão de Alexandre:
Deslocamento do eixo
econômico para o Oriente
 Novas cidades: As
Alexandrias, Pérgamo
(Grécia) e Antióquia 
Circulação dos tesouros
persas  Desenvolvi-
mento de áreas do
conhecimento
História – Primeiro Ano
RELIGIÃO
 Politeísmo com divindades humanizadas, Sem dogmas nem
mandamentos, Crença livre que objetivava a proteção
 Mitologia  Conjunto de narrativas de caráter religioso,
místico e moral
História – Primeiro Ano
RELIGIÃO
 Primórdios: Urano e Gaia  Geração dos Titãs
O Mundo Primordial
História – Primeiro Ano
TITÃS
Titãs
Oceanus O rio que circundava o mundo
Céos Titã da inteligência
Créos Titã do frio e inverno assim como dos rebanhos e das
manadas
Hipérion O fogo astral e a visão
Jápeto Associado à criação dos seres
Cronos O tempo e rei dos Titãs
Titânides
Febe Titânide da lua
Mnemosine Personificação da memória e mãe das Musas com Zeus
Reia Rainha dos titãs com Cronos
Têmis Encarnação da ordem titãnica, das leis e costumes
Tétis Titânide do mar
Téia Titânide da visão e da luz
História – Primeiro Ano
RELIGIÃO
 Deuses Olímpicos
Zeus: Reis dos deuses, pai de
divindades, de heróis, de
semi-deuses
Olimpo: Morada dos deuses
História – Primeiro Ano
RELIGIÃO
 Deuses Olímpicos
Hera: Rainha dos deuses,
deusa do casamento e da
maternidade
Posseidon: Deus dos
Mares, dos terremotos
e dos cavalos
Hades: Deus dos
mortos, dos Infernos e
das riquezas da terra
História – Primeiro Ano
RELIGIÃO
 Deuses Olímpicos
Deméter: Deusa da
fertilidade, agricultura,
natureza e estações do
ano
Héstia: Deusa virgem
do lar e da lareira
História – Primeiro Ano
RELIGIÃO
 Deuses Olímpicos
Afrodite: Deusa do
amor, da beleza e da
sexualidade
Apolo: Deus da luz, da cura, da
música, poesia, profecia e do
tiro ao arco
História – Primeiro Ano
RELIGIÃO
 Deuses Olímpicos
Ares: Deus da
Guerra
Artêmis: Deusa virgem
da caça e da lua
Athena: Deusa virgem
da sabedoria, ofícios e
estratégia militar
História – Primeiro Ano
RELIGIÃO
 Deuses Olímpicos
Hefesto: Ferreiro dos
deuses, deus do fogo e
da metalurgia
Hermes: Mensageiro
dos deuses, deus do
comércio e dos ladrões
Dionísio: Deus do
vinho, das festas e do
êxtase
História – Primeiro Ano
ARTE
 Arquitetura e escultura: expressão máxima (Fídias e Morón)
 Estilos: Dórico (simples e sólido), Jônico (leve e gracioso) e
Coríntio (detalhista)
Dórico Jônico Coríntio
História – Primeiro Ano
ARTE
História – Primeiro Ano
ARTE
História – Primeiro Ano
ARTE
História – Primeiro Ano
ARTE
História – Primeiro Ano
ARTE
 Teatro:
 Tragédias – comportamento e natureza do homem
 Comédias – costumes e política
 Autores: Ésquilo, Sófocles, Eurípedes e Aristófanes
 História:
 Heródoto – fatos e mitos
 Tucídides – 8 livros sobre a Guerra do Peloponeso
 Ciências: Tales e Pitágoras
(matemática), Hipócrates
(medicina)

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Civilização Grega I.ppt

Semelhante a Civilização Grega I.ppt (20)

Antiguidade Clássica Grécia e Roma
Antiguidade Clássica Grécia e RomaAntiguidade Clássica Grécia e Roma
Antiguidade Clássica Grécia e Roma
 
1° ano - Grécia Antiga
1° ano -  Grécia Antiga1° ano -  Grécia Antiga
1° ano - Grécia Antiga
 
1ano grciaantiga-130509220340-phpapp01 (1)
1ano grciaantiga-130509220340-phpapp01 (1)1ano grciaantiga-130509220340-phpapp01 (1)
1ano grciaantiga-130509220340-phpapp01 (1)
 
grecia antiga 1 ano
grecia antiga 1 anogrecia antiga 1 ano
grecia antiga 1 ano
 
1ano grciaantiga-130509220340-phpapp01
1ano grciaantiga-130509220340-phpapp011ano grciaantiga-130509220340-phpapp01
1ano grciaantiga-130509220340-phpapp01
 
Grecia
GreciaGrecia
Grecia
 
EGITO ANTIGO
EGITO ANTIGOEGITO ANTIGO
EGITO ANTIGO
 
Hebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e PersasHebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e Persas
 
Grécia e Roma Antiga
Grécia e Roma AntigaGrécia e Roma Antiga
Grécia e Roma Antiga
 
Grecia
GreciaGrecia
Grecia
 
Grecia Antiga: Atenas e Esparta
Grecia Antiga: Atenas e EspartaGrecia Antiga: Atenas e Esparta
Grecia Antiga: Atenas e Esparta
 
Semi extensivo - frente 2 módulos 1 e 2- esparta e atenas
Semi extensivo - frente 2 módulos 1 e  2- esparta e atenasSemi extensivo - frente 2 módulos 1 e  2- esparta e atenas
Semi extensivo - frente 2 módulos 1 e 2- esparta e atenas
 
Grecia antiga
Grecia antigaGrecia antiga
Grecia antiga
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
 
Grecia
GreciaGrecia
Grecia
 
Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade Moderna
Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade ModernaEgito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade Moderna
Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade Moderna
 
Grécia antiga 1
Grécia antiga 1Grécia antiga 1
Grécia antiga 1
 
HISTÓRIA DA GRÉCIA.pptx
HISTÓRIA DA GRÉCIA.pptxHISTÓRIA DA GRÉCIA.pptx
HISTÓRIA DA GRÉCIA.pptx
 
A civilização grega
A civilização gregaA civilização grega
A civilização grega
 
Grecia
GreciaGrecia
Grecia
 

Mais de DouglasPereira177705

Mais de DouglasPereira177705 (6)

O que é o capitalismo.pptx
O que é o capitalismo.pptxO que é o capitalismo.pptx
O que é o capitalismo.pptx
 
MAIAS ASTECAS E INCAS.pptx
MAIAS ASTECAS E INCAS.pptxMAIAS ASTECAS E INCAS.pptx
MAIAS ASTECAS E INCAS.pptx
 
PRIMEIRO REINADO PRIMEIRO REINADO (1822-1831).pptx
PRIMEIRO REINADO PRIMEIRO REINADO (1822-1831).pptxPRIMEIRO REINADO PRIMEIRO REINADO (1822-1831).pptx
PRIMEIRO REINADO PRIMEIRO REINADO (1822-1831).pptx
 
independencia da america espanhola.pptx
independencia da america espanhola.pptxindependencia da america espanhola.pptx
independencia da america espanhola.pptx
 
Crise do catolicismo.pptx
Crise do catolicismo.pptxCrise do catolicismo.pptx
Crise do catolicismo.pptx
 
INCONFIDENCIA MINEIRA.pptx
INCONFIDENCIA MINEIRA.pptxINCONFIDENCIA MINEIRA.pptx
INCONFIDENCIA MINEIRA.pptx
 

Último

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...GisellySobral
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 

Último (20)

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 

Civilização Grega I.ppt

  • 1. História – Primeiro Ano Civilização Grega
  • 2. História – Primeiro Ano ASPECTO NATURAL  Território dividido entre: • Grécia Continental (Hélade) = Península Balcânica; • Grécia Insular = ilhas; • Grécia Asiática = Ásia menor • Sicília e sul da Península Itálica (Magna Grécia) • Relevo acidentado, caracterizado por montanhas com litoral recortado dotado de portos naturais
  • 3. História – Primeiro Ano PERIODIZAÇÃO  Período Pré-Homérico (séc. XX a XII aC);  Período Homérico (séc. XII a VI aC);  Período Arcaico (séc. VIII a VI aC);  Período Clássico (séc. V a IV aC);  Período Helenístico/Macedônio (séc. IV a I aC);
  • 4. História – Primeiro Ano PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO  Civilização Minóica  Ilha de Creta (300 km da Grécia / 700 km do Egito)  Povo de origens incertas (Finícios?)  2500 aC – presença de cidades de avançadas condições
  • 5. História – Primeiro Ano PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO  Civilização Minóica  Desenvolvimento de navegação: da canoagem à navegação comercial  Desenvolvimento comercial e urbanístico (Cnossos)
  • 6. História – Primeiro Ano PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO  Desenvolvimento de dois sistemas de escrita: Linear A e Linear B  Civilização Minóica
  • 7. História – Primeiro Ano PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO  Civilização Minóica
  • 8. História – Primeiro Ano PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO Templo de Cnossos  Civilização Minóica
  • 9. História – Primeiro Ano PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO  Hierarquia social: 1) Nobreza, 2) mercadores e sacerdotes, 3) artesãos, artistas e burocratas, 4) agricultores e pastores e 5) escravos  Decadência: devastação por terremotos (fator natural), guerras entre cidades e facções (fator interno) e invasão dos aqueus até tomada de Cnossos em 1400 aC (fator externo)  Civilização Minóica
  • 10. História – Primeiro Ano PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO  Povoamento da Grécia:  Ocupação primitiva: Pelasgos ou Pelágios (cerca de 2000 aC)  Comunidades coletoras no litoral da Grécia continental  Invasões de povos indo-europeus e domínio sobre Pelasgos: • Aqueus  Fixação entre 2000 e 1700 aC  Fundação de Micenas • Eólios  Fixação entre 1700 e 1400 aC  Ocupação da região da Tessália • Jônios  Fixação por volta de 1400 aC  Ocupação da região da Ática e fundação de Atenas
  • 11. História – Primeiro Ano PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO  Povoamento da Grécia: • 1400 a 1200 aC  predominância de Micenas (Civilização Micênica) • 1200 aC  Invasão dos Dórios  Derrubada da Civilização Micênica e deslocamento de grandes populações da Hélade para ilhas do Mar Egeu e para a Ásia Menor  Primeira Diáspora Grega
  • 12. História – Primeiro Ano PERÍODO HOMÉRICO  Invasão dórica: saques, abandono da escrita, enfraquecimento da vida política e da economia  Formação do Sistema Gentílico: • Genos  Tradicional agrupamento familiar patriarcal característico da formação dos povos gregos no Período Pré- Homérico, que passou a ser a forma predominante de organização após a invasão dórica • Decadência urbana, genos convertidos em isoladas unidades econômicas, políticas, sociais e religiosas • Propriedade coletiva e chefia do pater  Escassez de fontes escritas - Fontes arqueológicas  Fonte literária: “Ilíada” e “Odisseia” de Homero
  • 13. História – Primeiro Ano PERÍODO HOMÉRICO  Crise do Sistema Gentílico: • Guerras entre genos  Disputa por domínio de terras • Reuniões de genos (fratria), que poderiam constituir tribos chefiadas pelo filobaliseu (chefe militar) e ainda agrupadas em demos liderados pelo basileu • Estrutura interna em crise  Fim da propriedade coletiva da terra  Constituição de elite (eupátridas), segmento intermediário (georgóis) e classe dominada (thetas ou “marginais”) • Insuficiência de condições  Estímulo à migração, colonização e dispersão populacional  Segunda Diáspora Grega
  • 14. História – Primeiro Ano Indivíduo Geno Fratria Tribo Demo PÓLIS = CIDADE-ESTADO PERÍODO ARCAICO  Formação das póleis:
  • 15. História – Primeiro Ano  Transformações gerais: • Fim das sociedades gentílicas • Substituição da economia domés- tica por economia de mercado • Aristocracia monárquica X Oligarquia • Pólis  Estrutura urbana autônoma que possuía praça pública central (ágora), templos, prédios públicos, residências, comércio e dotada também de domínios rurais. PERÍODO ARCAICO
  • 16. História – Primeiro Ano  Esparta (Lacedemônia) • Localizada na Lacônia, sudeste do Peloponeso, dotada de fortificação natural • Fundada pelos dórios no século IX aC e conquistou expansão dominando regiões ao redor
  • 17. História – Primeiro Ano  Esparta • Sociedade hierarquizada Esparciatas  Descendentes dos dórios  Elite dominante Periecos  Povos dos arredores da pólis  Eram livres, mas de cidadania limitada Hilotas  Descendentes dos povos dominados pelos dórios  Servos dominados pelos esparciatas submetidos a extremo controle PERÍODO ARCAICO
  • 18. História – Primeiro Ano  Esparta • Sociedade militarizada • Legislação assegurava manutenção das desigualdades • Estrutura de poder: ÉFOROS 5 anciãos eleitos anualmente para exercer o Poder Executivo DIARQUIA 2 reis responsáveis pelo exército e pela religião GERÚSIA 28 membros que legislavam, julgavam e fiscalizavam os reis ÁPELA OU ASSEMBLEIA Homens acima dos 30 anos, que elaboravam leis e escolhiam gerontes EXÉRCITO Importante base da sociedade espartana, liderado por membros da elite esparciatas e que também convocava periecos para serviço militar PERÍODO ARCAICO
  • 19. História – Primeiro Ano • Localizada na península da Ática  Atenas • Fundada pelos jônios e poupada da inva- são dórica, manteve a monarquia liderada pelo basileu, substituído por uma república do acontado: polemarca (mili- tar), arconte epônimo (religião), thesmo- thetas (em número de 6, exerciam autori- dades judiciárias)
  • 20. História – Primeiro Ano • Areópago  Assembleia de cidadãos  Atenas • Sociedade hierarquizada: EUPÁTRIDAS DEMIURGOS(comerciantes e artesãos prósperos) GEORGÓIS e THETAS (pequenos agricultores e marginalizados em geral) METECOS (estrangeiros) ESCRAVOS (povos conquistados) • Restrições sociais e escravidão por dívidas PERÍODO ARCAICO
  • 21. História – Primeiro Ano  Atenas Dracon  Registro escrito e codificado das leis Sólon  criação do tribunal popular (Bulé) com mesmo peso na votação entre cidadãos ricos e pobres e maior poder para a Eclésia Clístenes Divisão da população em grupamentos (demos) chefiados por demiarcas eleitos = democracia com assembleia livre para cidadãos PERÍODO ARCAICO
  • 22. História – Primeiro Ano PERÍODO CLÁSSICO  Guerras Greco-Pérsicas (Guerras Médicas) • 490 aC – Dario tenta invadir Grécia • 480 aC – Xerxes enviou 250 mil homens para ataque frustrado em Platéia • Deslocamento do conflito para Ásia Menor = novas vitórias gregas • Paz de Susa (448 aC) = reconhecimento da vitória grega
  • 23. História – Primeiro Ano PERÍODO CLÁSSICO  Guerra do Peloponeso • Hegemonia ateniense pós-derrota persa • Liga de Delos  liderança de Atenas • Liga do Peloponeso  liderança espartana • 435 aC = início de guerra entre Atenas e Esparta • 404 aC = vitória ateniense com apoio persa • Imposição de governo submisso à Esparta em Atenas • Rebelião ateniense e restauração da democracia • 395 aC: início de ondas rebeldes contra Esparta • 377 aC: Epaminondas de Tebas  derrota definitiva de Esparta
  • 24. História – Primeiro Ano PERÍODO MACEDÔNIO  Macedônia  norte da Grécia (atuais Macedônia e partes da Iugoslávia e Bulgária)  Reino materialmente inferior à Grécia  Tentativa de Filipe II de estabelecer interferência em póleis gregas  reação Atenas e Tebas: vitória macedônia (Batalha de Queronéia, em 338 aC)  336 aC assassinato de Filipe II antes de concretização de ataque aos persas: coroação de Alexandre, aos 20 anos de idade
  • 25. História – Primeiro Ano PERÍODO MACEDÔNIO  334 aC – conquista da Ásia Menor / Conquistas sobre Fenícia e Egito  331 aC – derrota dos persas liderados por Dario III (Batalha de Arbelas)  Investida sobre a Índia  323 aC – morte aos 33 anos (malária?)  Sucessão tumultuada: fragmentação e disputas internas durante 40 anos  Divisão – Reinos Helenísticos: Reino da Macedônia (Macedônia e Grécia), Reino do Egito, Reino da Ásia (posteriormente subdividido)
  • 26. História – Primeiro Ano PERÍODO MACEDÔNIO  Helenismo: Interação entre Ocidente e Oriente  Ampliação do intercâmbio cultural  Consequências da expansão de Alexandre: Deslocamento do eixo econômico para o Oriente  Novas cidades: As Alexandrias, Pérgamo (Grécia) e Antióquia  Circulação dos tesouros persas  Desenvolvi- mento de áreas do conhecimento
  • 27. História – Primeiro Ano RELIGIÃO  Politeísmo com divindades humanizadas, Sem dogmas nem mandamentos, Crença livre que objetivava a proteção  Mitologia  Conjunto de narrativas de caráter religioso, místico e moral
  • 28. História – Primeiro Ano RELIGIÃO  Primórdios: Urano e Gaia  Geração dos Titãs O Mundo Primordial
  • 29. História – Primeiro Ano TITÃS Titãs Oceanus O rio que circundava o mundo Céos Titã da inteligência Créos Titã do frio e inverno assim como dos rebanhos e das manadas Hipérion O fogo astral e a visão Jápeto Associado à criação dos seres Cronos O tempo e rei dos Titãs Titânides Febe Titânide da lua Mnemosine Personificação da memória e mãe das Musas com Zeus Reia Rainha dos titãs com Cronos Têmis Encarnação da ordem titãnica, das leis e costumes Tétis Titânide do mar Téia Titânide da visão e da luz
  • 30. História – Primeiro Ano RELIGIÃO  Deuses Olímpicos Zeus: Reis dos deuses, pai de divindades, de heróis, de semi-deuses Olimpo: Morada dos deuses
  • 31. História – Primeiro Ano RELIGIÃO  Deuses Olímpicos Hera: Rainha dos deuses, deusa do casamento e da maternidade Posseidon: Deus dos Mares, dos terremotos e dos cavalos Hades: Deus dos mortos, dos Infernos e das riquezas da terra
  • 32. História – Primeiro Ano RELIGIÃO  Deuses Olímpicos Deméter: Deusa da fertilidade, agricultura, natureza e estações do ano Héstia: Deusa virgem do lar e da lareira
  • 33. História – Primeiro Ano RELIGIÃO  Deuses Olímpicos Afrodite: Deusa do amor, da beleza e da sexualidade Apolo: Deus da luz, da cura, da música, poesia, profecia e do tiro ao arco
  • 34. História – Primeiro Ano RELIGIÃO  Deuses Olímpicos Ares: Deus da Guerra Artêmis: Deusa virgem da caça e da lua Athena: Deusa virgem da sabedoria, ofícios e estratégia militar
  • 35. História – Primeiro Ano RELIGIÃO  Deuses Olímpicos Hefesto: Ferreiro dos deuses, deus do fogo e da metalurgia Hermes: Mensageiro dos deuses, deus do comércio e dos ladrões Dionísio: Deus do vinho, das festas e do êxtase
  • 36. História – Primeiro Ano ARTE  Arquitetura e escultura: expressão máxima (Fídias e Morón)  Estilos: Dórico (simples e sólido), Jônico (leve e gracioso) e Coríntio (detalhista) Dórico Jônico Coríntio
  • 41. História – Primeiro Ano ARTE  Teatro:  Tragédias – comportamento e natureza do homem  Comédias – costumes e política  Autores: Ésquilo, Sófocles, Eurípedes e Aristófanes  História:  Heródoto – fatos e mitos  Tucídides – 8 livros sobre a Guerra do Peloponeso  Ciências: Tales e Pitágoras (matemática), Hipócrates (medicina)