SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
A FILOSOFIA
POLÍTICA DE
MAQUIAVEL.

Prof. Douglas Gregorio
Objetivo da aula: apresentar a filosofia
política de Maquiavel.

- Quem foi, onde viveu – o contexto.
-- Sua obra.
-- A revolução na ciência política.

-- Os princípios básicos da filosofia
política de Maquiavel.
Até o
Renascimento, a
Filosofia Política
sempre girou em
torno da idéia da
associação da
vontade de Deus
com a justiça
social, ou seja,
uma política
CRISTÃ.
Mas foi justamente no
Renascimento que surgiu um
filósofo que veio a revolucionar as
abordagens filosóficas da política.
Nicolau Maquiavel.
Florença, Itália.
1469 – 1527.
Fundador da Ciência
Política Moderna, Maquiavel
também foi historiador,
diplomata, dramaturgo,
poeta, músico.
Foi chanceler e secretário
das relações exteriores de
César Borgia, condottiere
(governante absolutista) de
Florença que era filho do
Papa (isso mesmo, filho do
Papa) Alexandre VI.
Principais Obras:
A Primeira Década de
Tito Lívio – tema: história
da antiguidade romana.
A Mandrágora: peça
teatral, comédia.
O Príncipe: sua obraprima, filosofia e ciência
política.
Princípios
básicos do
pensamento
político de
Maquiavel:
(Entenda-se por Príncipe
todo e qualquer político).
1 - Todo governo é
dividido por dois
princípios opostos: o
desejo dos grandes de
oprimir e comandar, e o
desejo do povo de não
ser oprimido nem
comandado – a política
resulta da ação social a
partir das divisões
sociais.
2 - O objetivo real da
política não é o bem comum
e a justiça – a mentira dos
grandes - mas sim a
TOMADA E MANUTENÇÃO
DO PODER.

A lógica da política não é a
lógica da justiça e da ética,
mas sim A LÓGICA DA
FORÇA TRANSFORMADA EM
PODER E LEI.
3 – A virtude de um
Príncipe não é ser “sábio
e justo”.
A virtude de um Príncipe é
saber ser RESPEITADO E
TEMIDO, porém, não
odiado.
Para isso, é lícito mentir,
usar violência, astúcia e
força.
4 – Não interessa se o
governo é uma monarquia,
democracia ou ditadura. Um
governo se legitima se o
poder é superior aos grandes
e se faz a serviço do povo, ou
seja, a liberdade da RES
PUBLICA – interesses
particulares não podem se
sobrepor ao interesse geral.
Máximas famosas
de Maquiavel.
Pois a força é justa
quando necessária.
Quem quiser ser
bonzinho não pode
evitar sua ruína entre
tantos que são maus.
É melhor ser temido
que ser amado. O amor
se rompe quando não é
mais necessário, mas o
medo da punição
nunca falha.

Os fins justificam os meios.
• Produção, editoração e roteiro: prof. Douglas Gregorio.
• Assessoria pedagógica: Laboratório de Linguagens
Digitais – LLD, da ECA-USP.
• Imagens: Corbis e Google.
•www.kafenacoca.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
Rodrigo Cisco
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
Alison Nunes
 
Cap 2 os filosofos da natureza - postar
Cap 2   os filosofos da natureza - postarCap 2   os filosofos da natureza - postar
Cap 2 os filosofos da natureza - postar
José Ferreira Júnior
 

Mais procurados (20)

Aula de filosofia antiga, tema: Sofistas
Aula de filosofia antiga, tema: SofistasAula de filosofia antiga, tema: Sofistas
Aula de filosofia antiga, tema: Sofistas
 
Nicolau maquiavel
Nicolau maquiavelNicolau maquiavel
Nicolau maquiavel
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
 
Nicolau Maquiavel
Nicolau MaquiavelNicolau Maquiavel
Nicolau Maquiavel
 
Schopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracionalSchopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracional
 
Nietzsche
NietzscheNietzsche
Nietzsche
 
Sócrates
SócratesSócrates
Sócrates
 
Aula de filosofia antiga, tema: São Tomás de Aquino
Aula de filosofia antiga, tema: São Tomás de AquinoAula de filosofia antiga, tema: São Tomás de Aquino
Aula de filosofia antiga, tema: São Tomás de Aquino
 
Aula02 - Metafísica
Aula02 - MetafísicaAula02 - Metafísica
Aula02 - Metafísica
 
Contratualistas
ContratualistasContratualistas
Contratualistas
 
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
 
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultAula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
 
Metafísica em aristóteles
Metafísica em aristótelesMetafísica em aristóteles
Metafísica em aristóteles
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
Aula de filosofia antiga, tema: Sócrates
Aula de filosofia antiga, tema: SócratesAula de filosofia antiga, tema: Sócrates
Aula de filosofia antiga, tema: Sócrates
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
 
O QUE É POLÍTICA EM ARISTÓTELES
O QUE É POLÍTICA EM ARISTÓTELESO QUE É POLÍTICA EM ARISTÓTELES
O QUE É POLÍTICA EM ARISTÓTELES
 
Filosofia política em Platão e Aristóteles
Filosofia política em Platão e AristótelesFilosofia política em Platão e Aristóteles
Filosofia política em Platão e Aristóteles
 
Cap 2 os filosofos da natureza - postar
Cap 2   os filosofos da natureza - postarCap 2   os filosofos da natureza - postar
Cap 2 os filosofos da natureza - postar
 
Contratualistas quadro-comparativo
Contratualistas quadro-comparativoContratualistas quadro-comparativo
Contratualistas quadro-comparativo
 

Destaque

Maquiavel e a natureza da política
Maquiavel e a natureza da políticaMaquiavel e a natureza da política
Maquiavel e a natureza da política
Carla Motta
 
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IVMaquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
Adm Unime
 
Hobbes e o poder absoluto do estado
Hobbes e o poder absoluto do estadoHobbes e o poder absoluto do estado
Hobbes e o poder absoluto do estado
Janayna Andrade
 

Destaque (18)

Maquiavel
MaquiavelMaquiavel
Maquiavel
 
Maquiavel o príncipe
Maquiavel o príncipeMaquiavel o príncipe
Maquiavel o príncipe
 
Maquiavel
MaquiavelMaquiavel
Maquiavel
 
Thomas Hobbes
Thomas HobbesThomas Hobbes
Thomas Hobbes
 
O príncipe - Nicolau Maquiavel
O príncipe - Nicolau MaquiavelO príncipe - Nicolau Maquiavel
O príncipe - Nicolau Maquiavel
 
Aula 13 filosofia política
Aula 13   filosofia políticaAula 13   filosofia política
Aula 13 filosofia política
 
Maquiavel, vida e obra: O Príncipe.
Maquiavel, vida e obra: O Príncipe.Maquiavel, vida e obra: O Príncipe.
Maquiavel, vida e obra: O Príncipe.
 
Maquiavel e o pensamento político moderno
Maquiavel e o pensamento político modernoMaquiavel e o pensamento político moderno
Maquiavel e o pensamento político moderno
 
Natureza Humana Hobbes E Rousseau
Natureza Humana   Hobbes E RousseauNatureza Humana   Hobbes E Rousseau
Natureza Humana Hobbes E Rousseau
 
Pensamento Político de Maquiavel
Pensamento Político de MaquiavelPensamento Político de Maquiavel
Pensamento Político de Maquiavel
 
1 Nicolau Maquiavel: O cidadão sem fortuna, o intelectual de virtú.pdf
1  Nicolau Maquiavel: O cidadão sem fortuna, o intelectual de virtú.pdf1  Nicolau Maquiavel: O cidadão sem fortuna, o intelectual de virtú.pdf
1 Nicolau Maquiavel: O cidadão sem fortuna, o intelectual de virtú.pdf
 
Resenha de o principe
Resenha de o principeResenha de o principe
Resenha de o principe
 
Nicolau Maquiavel
Nicolau MaquiavelNicolau Maquiavel
Nicolau Maquiavel
 
Maquiavel e a natureza da política
Maquiavel e a natureza da políticaMaquiavel e a natureza da política
Maquiavel e a natureza da política
 
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IVMaquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
 
O príncipe - Maquiavel - Prof. Altair Aguilar
O príncipe - Maquiavel - Prof. Altair AguilarO príncipe - Maquiavel - Prof. Altair Aguilar
O príncipe - Maquiavel - Prof. Altair Aguilar
 
Filosofia politica de maquiavel a rosseau
Filosofia politica   de maquiavel a rosseauFilosofia politica   de maquiavel a rosseau
Filosofia politica de maquiavel a rosseau
 
Hobbes e o poder absoluto do estado
Hobbes e o poder absoluto do estadoHobbes e o poder absoluto do estado
Hobbes e o poder absoluto do estado
 

Semelhante a Maquiavel

éTica+de+maquiavel+ +paulo+alexandre+roxo+fernandes
éTica+de+maquiavel+ +paulo+alexandre+roxo+fernandeséTica+de+maquiavel+ +paulo+alexandre+roxo+fernandes
éTica+de+maquiavel+ +paulo+alexandre+roxo+fernandes
Paulo Fernandes
 

Semelhante a Maquiavel (20)

Maquiavel os fins justificamo os meios.
Maquiavel os fins justificamo os meios.Maquiavel os fins justificamo os meios.
Maquiavel os fins justificamo os meios.
 
Filosofia Renascentista
Filosofia  RenascentistaFilosofia  Renascentista
Filosofia Renascentista
 
Nicolau Maquiavel
Nicolau MaquiavelNicolau Maquiavel
Nicolau Maquiavel
 
Etica para OAB
Etica para OABEtica para OAB
Etica para OAB
 
Filosofia politica
Filosofia politicaFilosofia politica
Filosofia politica
 
ARTIDO DISCIPLINA: PRODUÇÃO FILOSÓFICA umberto neves
ARTIDO DISCIPLINA: PRODUÇÃO FILOSÓFICA   umberto nevesARTIDO DISCIPLINA: PRODUÇÃO FILOSÓFICA   umberto neves
ARTIDO DISCIPLINA: PRODUÇÃO FILOSÓFICA umberto neves
 
éTica e política
éTica e políticaéTica e política
éTica e política
 
Filosofia política e filosofia da arte Thomas Hobbes, Maquiavel
Filosofia política e filosofia da arte Thomas Hobbes, MaquiavelFilosofia política e filosofia da arte Thomas Hobbes, Maquiavel
Filosofia política e filosofia da arte Thomas Hobbes, Maquiavel
 
Maquiavel fundador dopensamentopolíticomoderno.
Maquiavel fundador dopensamentopolíticomoderno.Maquiavel fundador dopensamentopolíticomoderno.
Maquiavel fundador dopensamentopolíticomoderno.
 
ILUMINISMO
ILUMINISMOILUMINISMO
ILUMINISMO
 
Iluminismo2
Iluminismo2Iluminismo2
Iluminismo2
 
SociologiaMaquiavel
SociologiaMaquiavelSociologiaMaquiavel
SociologiaMaquiavel
 
éTica+de+maquiavel+ +paulo+alexandre+roxo+fernandes
éTica+de+maquiavel+ +paulo+alexandre+roxo+fernandeséTica+de+maquiavel+ +paulo+alexandre+roxo+fernandes
éTica+de+maquiavel+ +paulo+alexandre+roxo+fernandes
 
Maquiavel: vida e obra, folder
Maquiavel:  vida e obra, folderMaquiavel:  vida e obra, folder
Maquiavel: vida e obra, folder
 
Filosofia política
Filosofia política Filosofia política
Filosofia política
 
A FILOSOFIA DE MAQUIAVEL.docx
A FILOSOFIA DE MAQUIAVEL.docxA FILOSOFIA DE MAQUIAVEL.docx
A FILOSOFIA DE MAQUIAVEL.docx
 
Filosofia política/Política: para quê?
Filosofia política/Política: para quê?Filosofia política/Política: para quê?
Filosofia política/Política: para quê?
 
Filosofia politica
Filosofia politicaFilosofia politica
Filosofia politica
 
1888 6852-2-pb
1888 6852-2-pb1888 6852-2-pb
1888 6852-2-pb
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 

Mais de Douglas Gregorio

Mais de Douglas Gregorio (20)

MOOC - o que é?
MOOC - o que é?MOOC - o que é?
MOOC - o que é?
 
A Cultura Underground.
A Cultura Underground.A Cultura Underground.
A Cultura Underground.
 
Micromacroeconomia.
Micromacroeconomia.Micromacroeconomia.
Micromacroeconomia.
 
A Virtude.
A Virtude.A Virtude.
A Virtude.
 
A Revolução Digital.
A Revolução Digital.A Revolução Digital.
A Revolução Digital.
 
A sociedade em rede.
A sociedade em rede.A sociedade em rede.
A sociedade em rede.
 
Questão ambiental.
Questão ambiental.Questão ambiental.
Questão ambiental.
 
Cultura, o que é.
Cultura, o que é.Cultura, o que é.
Cultura, o que é.
 
Conflitos mundiais.
Conflitos mundiais.Conflitos mundiais.
Conflitos mundiais.
 
Ciência, introdução.
Ciência, introdução.Ciência, introdução.
Ciência, introdução.
 
Sociologia, introdução.
Sociologia, introdução.Sociologia, introdução.
Sociologia, introdução.
 
Comunidade, sociologia.
Comunidade, sociologia.Comunidade, sociologia.
Comunidade, sociologia.
 
Conhecimento mítico
Conhecimento míticoConhecimento mítico
Conhecimento mítico
 
Subdesenvolvimento.
Subdesenvolvimento.Subdesenvolvimento.
Subdesenvolvimento.
 
A natureza humana.
A natureza humana. A natureza humana.
A natureza humana.
 
Walter Benjamin e o conceito de história.
Walter Benjamin e o conceito de história.Walter Benjamin e o conceito de história.
Walter Benjamin e o conceito de história.
 
Socialização
SocializaçãoSocialização
Socialização
 
Antropologia.
Antropologia.Antropologia.
Antropologia.
 
Marketing - análise ambiental - tecnologia e competitividade.
Marketing - análise ambiental - tecnologia e competitividade.Marketing - análise ambiental - tecnologia e competitividade.
Marketing - análise ambiental - tecnologia e competitividade.
 
Marketing - análise ambiental - ambiente social.
Marketing - análise ambiental - ambiente social.Marketing - análise ambiental - ambiente social.
Marketing - análise ambiental - ambiente social.
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 

Maquiavel

  • 2. Objetivo da aula: apresentar a filosofia política de Maquiavel. - Quem foi, onde viveu – o contexto. -- Sua obra. -- A revolução na ciência política. -- Os princípios básicos da filosofia política de Maquiavel.
  • 3. Até o Renascimento, a Filosofia Política sempre girou em torno da idéia da associação da vontade de Deus com a justiça social, ou seja, uma política CRISTÃ.
  • 4. Mas foi justamente no Renascimento que surgiu um filósofo que veio a revolucionar as abordagens filosóficas da política.
  • 6. Fundador da Ciência Política Moderna, Maquiavel também foi historiador, diplomata, dramaturgo, poeta, músico. Foi chanceler e secretário das relações exteriores de César Borgia, condottiere (governante absolutista) de Florença que era filho do Papa (isso mesmo, filho do Papa) Alexandre VI.
  • 7. Principais Obras: A Primeira Década de Tito Lívio – tema: história da antiguidade romana. A Mandrágora: peça teatral, comédia. O Príncipe: sua obraprima, filosofia e ciência política.
  • 9. 1 - Todo governo é dividido por dois princípios opostos: o desejo dos grandes de oprimir e comandar, e o desejo do povo de não ser oprimido nem comandado – a política resulta da ação social a partir das divisões sociais.
  • 10. 2 - O objetivo real da política não é o bem comum e a justiça – a mentira dos grandes - mas sim a TOMADA E MANUTENÇÃO DO PODER. A lógica da política não é a lógica da justiça e da ética, mas sim A LÓGICA DA FORÇA TRANSFORMADA EM PODER E LEI.
  • 11. 3 – A virtude de um Príncipe não é ser “sábio e justo”. A virtude de um Príncipe é saber ser RESPEITADO E TEMIDO, porém, não odiado. Para isso, é lícito mentir, usar violência, astúcia e força.
  • 12. 4 – Não interessa se o governo é uma monarquia, democracia ou ditadura. Um governo se legitima se o poder é superior aos grandes e se faz a serviço do povo, ou seja, a liberdade da RES PUBLICA – interesses particulares não podem se sobrepor ao interesse geral.
  • 14. Pois a força é justa quando necessária. Quem quiser ser bonzinho não pode evitar sua ruína entre tantos que são maus.
  • 15. É melhor ser temido que ser amado. O amor se rompe quando não é mais necessário, mas o medo da punição nunca falha. Os fins justificam os meios.
  • 16.
  • 17. • Produção, editoração e roteiro: prof. Douglas Gregorio. • Assessoria pedagógica: Laboratório de Linguagens Digitais – LLD, da ECA-USP. • Imagens: Corbis e Google. •www.kafenacoca.blogspot.com