SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
MAPA - SEG - NORMAS TÉCNICAS EM SEGURANÇA
DO TRABALHO (NR) - 54/2023
Assessoria nos seus TRABALHOS entre em contato com a DL ASSESSORIA
E-mail: assessoriaacademicadl@gmail.com
(15) 99143-3322
QUESTÃO 1
Você sabe quando é necessário se constituir uma CIPA (Comissão Interna de Prevenção de
Acidentes), e quais são as atribuições que essa comissão possui dentro do ambiente de
trabalho?
Todas as empresas precisam ter um representante da CIPA, se a empresa não se enquadrar no
dimensionamento dependendo do grau de risco e número de funcionários, o empregador deve
indicar um representante que será chamado de designado. Este funcionário fará o treinamento
de cipeiro, a carga horária dependerá do grau de risco da empresa e terá as mesmas
responsabilidades, mas não terá estabilidade, visto que para se ter estabilidade precisa-se ter
sido eleito em escrutínio secreto pelos empregados.
Você já foi cipeiro? Você foi eleito como representante dos empregados ou indicado como
representante do empregador? Você sabe a diferença entre os dois tipos de cipeiros?
Os representantes dos empregados e dos empregadores em suas funções não tem diferença,
tem que estar junto aos funcionários, ouvindo o que está bom e o que poderia melhorar, para
reduzir o número de acidentes e reduzir as doenças ocupacionais. A única diferença é que o
eleito pelos funcionários tem estabilidade desde a sua candidatura até 1 ano após o término de
seu mandato.
Diante disso, leia o excerto a seguir:
O trabalhador, ao executar suas tarefas, está exposto a alguns riscos ambientais no local de
trabalho que, quando não controlados, podem resultar em acidentes e desenvolvimento de
doenças ocupacionais ou do trabalho. Porém, essas condições variam de acordo com as
atividades de cada empresa. Para o enquadramento da empresa no que se refere ao grau de
risco, é levando em consideração o CNAE (Classificação Nacional das Atividades
Econômicas). Por meio dela, existe uma escala numérica de 1 a 4 para avaliar a intensidade
de riscos para os trabalhadores. Assim, fica mais fácil para o empregador entender e cumprir
suas obrigações e responsabilidades, além de estar sempre em dia com as leis trabalhistas.
Recentemente, a NR-5, norma que regulamenta diretamente assuntos sobre a CIPA
(Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) passou por algumas transformações. Dentre
todas as mudanças, uma das que mais exige atenção das empresas é a adequação da carga
horária dos cursos de acordo com grau de risco no qual a empresa se enquadra.
Disponível em: <https://www.sesirs.org.br/blog-sesi-saude/nova-nr-5-o-que-muda>. Acesso
em: 07 ago 2022.
Mediante o exposto, e com base nos conhecimentos adquiridos na disciplina de Normas
Técnicas em Segurança do Trabalho, nossa atividade MAPA consiste na seguinte situação
hipotética:
Supondo que você foi contratado como tecnólogo em segurança no trabalho, em uma
indústria de fabricação de artefatos têxteis, para uso doméstico com CNAE (Classificação
Nacional de Atividades Econômicas) igual a 13.51-1 com 238 funcionários e grau de risco 3,
esses artefatos podem ser roupas de cama, mesa e banho, além de cobertores, edredons, por
exemplo.
Sua primeira atividade no cargo, é proceder com o processo de eleição e posse,
dimensionamento e treinamento dos cipeiros, considerando a NR 05/2021. Lembrando que a
CIPA possui os funcionários eleitos (representantes dos empregados) e indicados
(representantes do empregador). Para isso considere a tabela abaixo:
INÍCIO DESCRIÇÃO – O quadro 1 refere-se ao dimensionamento de CIPA. O quadro
possui 16 colunas e 6 linhas, sendo a primeira o título Número de Empregados no Estab
elecimento. A segunda linha está dividida com as 16 colunas: Grau de risco*,
Número de integrantes da CIPA, 0 a 19, 20 a 29, 30 a 50, 51 a 80, 81 a 100, 101 a 120,
121 a 140, 141 a 300, 301 a 500, 501 a 1000, 1001 a 2500, 2501 a 5000, 5001 a 10000 e
Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar.
Grau de risco: 1; Número de integrantes da CIPA: Efetivos: de 0 a 80 estão em branco;
81 a 100 até 141 a 300 todos estão com 1; 301 a 500 com 2; 501 a 1000 com 5; 2501 a
5000 com 6; 5001 a 10000 com 8; Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar
com 1. Número de integrantes da CIPA: Suplentes: igual a de efetivos até 301 a 500; 501
a 1000 com 3; 1001 a 2500 com 4; 2501 a 5000 com 5; 5001 a 10000 com 6; Acima de
10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 1.
Grau de risco: 2; Número de integrantes da CIPA: Efetivos: de 0 a 50 estão em branco;
51 a 80 e 81 a 100 com 1; 101 a 120 e 121 a 140 com 2; 141 a 300 com 3; 301 a 500 com
4; 501 a 1000 com 5; 1001 a 2500 com 6; 2501 a 5000 com 8; 5001 a 10000 com 10;
Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 1. Número de integrantes da
CIPA: Suplentes: igual a de efetivos até 81 a 100; 101 a 120 e 121 a 140 com 1; 141 a 300
com 2; 301 a 500 com 3; 501 a 1000 com 4; 1001 a 2500 com 5; 2501 a 5000 com 6; 5001
a 10000 com 8 e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 1.
Grau de risco: 3; Número de integrantes da CIPA: Efetivos: 0 a 19 em branco; 20 a 29 e
30 a 50 com 1; 51 a 80, 81 a 100 e 101 a 120 com 2; 121 a 140 com 3; 141 a 300 com 4;
301 a 500 com 5; 501 a 1000 com 6; 1001 a 2500 com 8; 2501 a 5000 com 10; 5001 a
10000 com 12 e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 2. Número de
integrantes da CIPA: Suplentes: igual efetivos até 30 a 50; 51 a 80 até 101 a 120 com 1;
121 a 140 e 141 a 300 com 2; 301 a 500 e 501 a 1000 com 4; 1001 a 2500 com 6; 2501 a
5000 e 5001 a 10000 com 8 e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com
2.
Grau de risco: 4; Número de integrantes da CIPA: Efetivos: 0 a 19 em branco; 20 a 29
com 1; 30 a 50 com 2; 51 a 80 e 81 a 100 com 3; 101 a 120 até 141 a 300 com 4; 301 a 500
com 5; 501 a 1000 com 6; 1001 a 2500 com 9; 2501 a 5000 com 11; 5001 a 10000 com 13
e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 2. Número de integrantes
da CIPA: Suplentes igual efetivos até 20 a 29; 30 a 50 com 1; de 51 a 80 a 121 a 140 com
2; 141 a 300 com 3; 301 a 500 com 4; 501 a 1000 com 5; 1001 a 2500 com 7; 2501 a 5000
com 8; 5001 a 10000 com 10 e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar
com 2.
Abaixo do quadro tem a seguinte informação: *Grau de risco conforme estabelecido
no Quadro I da NR-04 – Relação da Classificação Nacional de Atividades
Econômicas – CNAE (Versão 2.0), com correspondente Grau de Risco – GR para fins
de dimensionamento do SESMT. FIM DESCRIÇÃO.
A partir do caso apresentado, das descrições sobre a CIPA e das orientações explicadas pela
NR 05, nesta Atividade MAPA da disciplina de Normas Técnicas em Segurança do Trabalho,
seu papel é:
a) Dimensionar a CIPA para o caso apresentado: a indústria de fabricação de artefatos têxteis.
OBS: Citar quantos membros titulares e suplentes, representantes dos empregados e
empregador.
b) Informar qual é a carga horária mínima de treinamento dos CIPEIROS para o caso
apresentado e como pode ser ministrado.
c) Informar o que acontece quando a empresa não se enquadra no Quadro 01 da NR 05.
d) Citar quais empregados não podem ser dispensados arbitrariamente sem justa causa e por
quanto tempo.
e) Elaborar um texto de 05 (cinco) a 15 (quinze) linhas explicando qual a importância de se
ter uma CIPA dentro da empresa, duração do mandato da CIPA e quantas reeleições são
permitidas.
Alguns cuidados importantes:
- Baixe o formulário padrão para resposta disponível na pasta “Material da disciplina”.
- A utilização do formulário padrão para a realização da resolução da atividade MAPA é
obrigatória.
- Responda as cinco perguntas propostas na atividade, conforme a estrutura do Formulário
Padrão.
- Siga as normas da ABNT, utilizando letra Arial ou Times New Roman 12, com
espaçamento 1,5 entre linhas e alinhamento das margens justificado.
- Anexe seu arquivo no espaço da atividade MAPA e clique em "Responder".
Abraço, bom estudo!
Equipe Mediação de Segurança no Trabalho
MAPA - SEG - NORMAS TÉCNICAS EM SEGURANÇA DO TRABALHO (NR) - 54/2023

Mais conteúdo relacionado

Último

Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimWashingtonSampaio5
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadodanieligomes4
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzAlexandrePereira818171
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 

MAPA - SEG - NORMAS TÉCNICAS EM SEGURANÇA DO TRABALHO (NR) - 54/2023

  • 1. MAPA - SEG - NORMAS TÉCNICAS EM SEGURANÇA DO TRABALHO (NR) - 54/2023 Assessoria nos seus TRABALHOS entre em contato com a DL ASSESSORIA E-mail: assessoriaacademicadl@gmail.com (15) 99143-3322 QUESTÃO 1 Você sabe quando é necessário se constituir uma CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), e quais são as atribuições que essa comissão possui dentro do ambiente de trabalho? Todas as empresas precisam ter um representante da CIPA, se a empresa não se enquadrar no dimensionamento dependendo do grau de risco e número de funcionários, o empregador deve indicar um representante que será chamado de designado. Este funcionário fará o treinamento de cipeiro, a carga horária dependerá do grau de risco da empresa e terá as mesmas responsabilidades, mas não terá estabilidade, visto que para se ter estabilidade precisa-se ter sido eleito em escrutínio secreto pelos empregados. Você já foi cipeiro? Você foi eleito como representante dos empregados ou indicado como representante do empregador? Você sabe a diferença entre os dois tipos de cipeiros? Os representantes dos empregados e dos empregadores em suas funções não tem diferença, tem que estar junto aos funcionários, ouvindo o que está bom e o que poderia melhorar, para reduzir o número de acidentes e reduzir as doenças ocupacionais. A única diferença é que o eleito pelos funcionários tem estabilidade desde a sua candidatura até 1 ano após o término de seu mandato. Diante disso, leia o excerto a seguir: O trabalhador, ao executar suas tarefas, está exposto a alguns riscos ambientais no local de trabalho que, quando não controlados, podem resultar em acidentes e desenvolvimento de doenças ocupacionais ou do trabalho. Porém, essas condições variam de acordo com as atividades de cada empresa. Para o enquadramento da empresa no que se refere ao grau de risco, é levando em consideração o CNAE (Classificação Nacional das Atividades
  • 2. Econômicas). Por meio dela, existe uma escala numérica de 1 a 4 para avaliar a intensidade de riscos para os trabalhadores. Assim, fica mais fácil para o empregador entender e cumprir suas obrigações e responsabilidades, além de estar sempre em dia com as leis trabalhistas. Recentemente, a NR-5, norma que regulamenta diretamente assuntos sobre a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) passou por algumas transformações. Dentre todas as mudanças, uma das que mais exige atenção das empresas é a adequação da carga horária dos cursos de acordo com grau de risco no qual a empresa se enquadra. Disponível em: <https://www.sesirs.org.br/blog-sesi-saude/nova-nr-5-o-que-muda>. Acesso em: 07 ago 2022. Mediante o exposto, e com base nos conhecimentos adquiridos na disciplina de Normas Técnicas em Segurança do Trabalho, nossa atividade MAPA consiste na seguinte situação hipotética: Supondo que você foi contratado como tecnólogo em segurança no trabalho, em uma indústria de fabricação de artefatos têxteis, para uso doméstico com CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) igual a 13.51-1 com 238 funcionários e grau de risco 3, esses artefatos podem ser roupas de cama, mesa e banho, além de cobertores, edredons, por exemplo. Sua primeira atividade no cargo, é proceder com o processo de eleição e posse, dimensionamento e treinamento dos cipeiros, considerando a NR 05/2021. Lembrando que a CIPA possui os funcionários eleitos (representantes dos empregados) e indicados (representantes do empregador). Para isso considere a tabela abaixo: INÍCIO DESCRIÇÃO – O quadro 1 refere-se ao dimensionamento de CIPA. O quadro possui 16 colunas e 6 linhas, sendo a primeira o título Número de Empregados no Estab elecimento. A segunda linha está dividida com as 16 colunas: Grau de risco*, Número de integrantes da CIPA, 0 a 19, 20 a 29, 30 a 50, 51 a 80, 81 a 100, 101 a 120, 121 a 140, 141 a 300, 301 a 500, 501 a 1000, 1001 a 2500, 2501 a 5000, 5001 a 10000 e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar. Grau de risco: 1; Número de integrantes da CIPA: Efetivos: de 0 a 80 estão em branco; 81 a 100 até 141 a 300 todos estão com 1; 301 a 500 com 2; 501 a 1000 com 5; 2501 a 5000 com 6; 5001 a 10000 com 8; Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 1. Número de integrantes da CIPA: Suplentes: igual a de efetivos até 301 a 500; 501
  • 3. a 1000 com 3; 1001 a 2500 com 4; 2501 a 5000 com 5; 5001 a 10000 com 6; Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 1. Grau de risco: 2; Número de integrantes da CIPA: Efetivos: de 0 a 50 estão em branco; 51 a 80 e 81 a 100 com 1; 101 a 120 e 121 a 140 com 2; 141 a 300 com 3; 301 a 500 com 4; 501 a 1000 com 5; 1001 a 2500 com 6; 2501 a 5000 com 8; 5001 a 10000 com 10; Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 1. Número de integrantes da CIPA: Suplentes: igual a de efetivos até 81 a 100; 101 a 120 e 121 a 140 com 1; 141 a 300 com 2; 301 a 500 com 3; 501 a 1000 com 4; 1001 a 2500 com 5; 2501 a 5000 com 6; 5001 a 10000 com 8 e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 1. Grau de risco: 3; Número de integrantes da CIPA: Efetivos: 0 a 19 em branco; 20 a 29 e 30 a 50 com 1; 51 a 80, 81 a 100 e 101 a 120 com 2; 121 a 140 com 3; 141 a 300 com 4; 301 a 500 com 5; 501 a 1000 com 6; 1001 a 2500 com 8; 2501 a 5000 com 10; 5001 a 10000 com 12 e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 2. Número de integrantes da CIPA: Suplentes: igual efetivos até 30 a 50; 51 a 80 até 101 a 120 com 1; 121 a 140 e 141 a 300 com 2; 301 a 500 e 501 a 1000 com 4; 1001 a 2500 com 6; 2501 a 5000 e 5001 a 10000 com 8 e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 2. Grau de risco: 4; Número de integrantes da CIPA: Efetivos: 0 a 19 em branco; 20 a 29 com 1; 30 a 50 com 2; 51 a 80 e 81 a 100 com 3; 101 a 120 até 141 a 300 com 4; 301 a 500 com 5; 501 a 1000 com 6; 1001 a 2500 com 9; 2501 a 5000 com 11; 5001 a 10000 com 13 e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 2. Número de integrantes da CIPA: Suplentes igual efetivos até 20 a 29; 30 a 50 com 1; de 51 a 80 a 121 a 140 com 2; 141 a 300 com 3; 301 a 500 com 4; 501 a 1000 com 5; 1001 a 2500 com 7; 2501 a 5000 com 8; 5001 a 10000 com 10 e Acima de 10000 para cada grupo de 2500 acrescentar com 2. Abaixo do quadro tem a seguinte informação: *Grau de risco conforme estabelecido no Quadro I da NR-04 – Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE (Versão 2.0), com correspondente Grau de Risco – GR para fins de dimensionamento do SESMT. FIM DESCRIÇÃO. A partir do caso apresentado, das descrições sobre a CIPA e das orientações explicadas pela NR 05, nesta Atividade MAPA da disciplina de Normas Técnicas em Segurança do Trabalho, seu papel é: a) Dimensionar a CIPA para o caso apresentado: a indústria de fabricação de artefatos têxteis. OBS: Citar quantos membros titulares e suplentes, representantes dos empregados e empregador. b) Informar qual é a carga horária mínima de treinamento dos CIPEIROS para o caso apresentado e como pode ser ministrado. c) Informar o que acontece quando a empresa não se enquadra no Quadro 01 da NR 05. d) Citar quais empregados não podem ser dispensados arbitrariamente sem justa causa e por quanto tempo. e) Elaborar um texto de 05 (cinco) a 15 (quinze) linhas explicando qual a importância de se ter uma CIPA dentro da empresa, duração do mandato da CIPA e quantas reeleições são permitidas. Alguns cuidados importantes: - Baixe o formulário padrão para resposta disponível na pasta “Material da disciplina”.
  • 4. - A utilização do formulário padrão para a realização da resolução da atividade MAPA é obrigatória. - Responda as cinco perguntas propostas na atividade, conforme a estrutura do Formulário Padrão. - Siga as normas da ABNT, utilizando letra Arial ou Times New Roman 12, com espaçamento 1,5 entre linhas e alinhamento das margens justificado. - Anexe seu arquivo no espaço da atividade MAPA e clique em "Responder". Abraço, bom estudo! Equipe Mediação de Segurança no Trabalho