Pesquisa de Placas Solares na
UFPE do Agreste
Desafio Santander de
Sustentabilidade
Djuri Tafnes Vieira
Mariana Thamires
R...
Desafios para a sustentabilidade são muitos.
Mas vamos focar o consumo de energia, mais
especificamente o uso de meios que...
Queremos abordar a pesquisa sobre a utilização
da energia produzida através da irradiação solar
capitada por placas fotovo...
Temos 1592
lâmpadas a
32W cada
Funcionando 10h/dia,
gastaríamos 509,44kWh/dia
Ao custo de
R$0,309kW/h
praticado pela
Celpe...
• Quantidade de lâmpadas:1592,
com potência de 32W cada ou
0,032kW/h
• Funcionando 10h/dia, temos:
1592lâmpadas x 0,032kW/...
– 2840placas x R$1900(placas e baterias)=R$5.396.000,00
– R$120(controladores) x 2840placas= R$340.800
– 1279 inversores x...
• Uma placa solar é formada por
células fotovoltaica de silício, que
transformam a luz diretamente em
eletricidade, é a fo...
A pesquisa pode ser
desenvolvida em outras
universidades sem problemas, e é
uma maneira de interligar os
aspectos da suste...
...mas treinar e desenvolvê-las para um
consumo consciente através de práticas de:
Ensino, Pesquisa e Extensão,
Capacitaçã...
Projeto de pesquisa de placas solares na ufpe do agreste
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto de pesquisa de placas solares na ufpe do agreste

2.421 visualizações

Publicada em

Projeto de incentivo à pesquisa de uso de placas solares fotovoltaicas em Caruaru-PE, no Campus da UFPE do Agreste.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.421
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Nesse slide (ou na deixa do anterior, que até prefiro) digam que essa simulação é feita (em particular no que tange à quantidade de lâmpadas que os cálculos se embasaram e no custo do kw/h) foi para a realidade local nesse momento. Contudo, vocês podem dizer que isso será ou melhor, poderá ser expandido para outras universidades. Assim, vocês ganhariam pontos na avaliação.
  • Projeto de pesquisa de placas solares na ufpe do agreste

    1. 1. Pesquisa de Placas Solares na UFPE do Agreste Desafio Santander de Sustentabilidade Djuri Tafnes Vieira Mariana Thamires Renata Mendonça Universidade Federal de Pernambuco
    2. 2. Desafios para a sustentabilidade são muitos. Mas vamos focar o consumo de energia, mais especificamente o uso de meios que não poluam/agridam nosso ambiente! Nossa proposta é o desenvolvimento da pesquisa de energias sustentáveis no nosso campus, mais específico de placas solares. Nosso objetivo é que através da pesquisa na universidade os custos das placas possam ser menores, sua capacidade maior e sua acessibilidade também.
    3. 3. Queremos abordar a pesquisa sobre a utilização da energia produzida através da irradiação solar capitada por placas fotovoltaicas. Além de não poluir, sua manutenção é mínima, e deixa o exemplo para a sociedade local. Entretanto, seu uso em larga escala não é viável, devido aos altos custos. Entretanto, quanto mais pessoas e entidades apoiarem essas ações, mais pessoas poderão praticar a sustentabilidade! Vejamos a simulação a seguir com as lâmpadas que existem hoje em nosso campus:
    4. 4. Temos 1592 lâmpadas a 32W cada Funcionando 10h/dia, gastaríamos 509,44kWh/dia Ao custo de R$0,309kW/h praticado pela Celpe em PE Teríamos como custo R$4.722,508 por mês apenas com as lâmpadas fluorescentes que existem hoje! Com 2840 placas solares produzindo em sua capacidade total, 180W/h, teríamos produzido energia suficiente para cobrir esse gasto!
    5. 5. • Quantidade de lâmpadas:1592, com potência de 32W cada ou 0,032kW/h • Funcionando 10h/dia, temos: 1592lâmpadas x 0,032kW/h x 10h x 30dias x R$0,309kW/h =R$4.722,508 • Cada placa produz até 180W/h ou 0,18kW/h. Assim, 2840 placas cobrem o gasto das lâmpadas fluorescentes.
    6. 6. – 2840placas x R$1900(placas e baterias)=R$5.396.000,00 – R$120(controladores) x 2840placas= R$340.800 – 1279 inversores x R$256cada = R$327.424 – Total do investimento: R$6.064.224,00 – Se hoje gastamos R$4.722,508 com as lâmpadas, em 107 anos teríamos pago o investimento. Há alguma maneira de tornar mais acessível a SUSTENTALIBIDADE
    7. 7. • Uma placa solar é formada por células fotovoltaica de silício, que transformam a luz diretamente em eletricidade, é a fotossíntese eletrônica. A transformação é feita sem qualquer desgaste de material, assegurando à placa solar uma durabilidade praticamente ilimitada. • A pesquisa é responsável por criar conhecimento. Através dela podemos desenvolver e tornar muito mais viável esse consumo sustentável.
    8. 8. A pesquisa pode ser desenvolvida em outras universidades sem problemas, e é uma maneira de interligar os aspectos da sustentabilidade: social, ambiental e econômico. Como nosso campus é privilegiado pela quantidade de sol que recebe, há mais facilidade para o desenvolvimento de estudos na área. Mas o importante é integrar a universidade com a indústria e com a sociedade. Além de ser referência no Nordeste, podemos ser referência nacional.
    9. 9. ...mas treinar e desenvolvê-las para um consumo consciente através de práticas de: Ensino, Pesquisa e Extensão, Capacitação de pessoas(técnicos); Incentivo para a sociedade, indústria e comércio; Incentivos financeiros por parte de bancos para fabricação e compra; Incentivos de entidades fomentadoras de pesquisa.

    ×