Web Analytics - 16h

1.581 visualizações

Publicada em

0 comentários
13 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.581
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
169
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
107
Comentários
0
Gostaram
13
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Web Analytics - 16h

  1. 1. Profª. Fernanda Oliveira @_dp6 Métricas e Web Analytics2013 dp6 - todos os direitos reservados
  2. 2. Fernanda Oliveira atua no mercado de Web Analytics há mais de 6 anos, com passagens por grandes empresas como AgênciaClick Isobar e AG2. Possui vasta experiência em métricas, teste multivariável, links patrocinados e e-commerce. É Head de Digital Analytics na dp6. fernanda.oliveira@dp6.com.br www.linkedin.com/fernanda.bianca2013 dp6 - todos os direitos reservados
  3. 3. AgendaIntrodução a Web Analytics e Planejamento de métricasOrigem das métricas – Tipos de FerramentasAnálise de Audiência, Segmentação e NavegaçãoAnálise de usabilidade e Testes MultivariáveisAnálise de performance e conversãoAnálise de Redes Sociais2013 dp6 - todos os direitos reservados
  4. 4. AgendaIntrodução a Web Analytics e Planejamento de métricasOrigem das métricas – Tipos de FerramentasAnálise de Audiência, Segmentação e NavegaçãoAnálise de usabilidade e Testes MultivariáveisAnálise de performance e conversãoAnálise de Redes Sociais2013 dp6 - todos os direitos reservados
  5. 5. Vamos pensar nos meios de comunicação tradicionais...ATLBTL 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  6. 6. ATL e BTL? 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  7. 7. Não há razão para pensar Offline e Onlineseparado!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  8. 8. É possível consumir alguma dessas mídias sem usar o digital?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  9. 9. Surge o Through the Line... 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  10. 10. Tudo precisa estar integrado ...ATLBTL 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  11. 11. Web Marketing ou Digital Marketing?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  12. 12. Não estamos falando apenas de Web ... Nosso mercadoganhou diversas novas possibilidades!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  13. 13. O Marketing Digital está se tornando apenas…2013 dp6 - todos os direitos reservados
  14. 14. Tudo o que é Digital, Pode e Deve ser mensurado!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  15. 15. E o que isso significa?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  16. 16. O Marketing Digital está se tornando mais evoluídoe automatizado...2013 dp6 - todos os direitos reservados
  17. 17. …e está sendo guiado cada vez mais pelos dados!2013 dp6 - todos os direitos reservados 17
  18. 18. Os dados são hoje a cola entre as plataformas ecanais Varejo E-Commerce Social Atendimento Dados Mídia Etc…2013 dp6 - todos os direitos reservados
  19. 19. E quais os desafios de guiar um projeto de marketing moderno?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  20. 20. Dirigir um projeto sem métricas é como dirigircego2013 dp6 - todos os direitos reservados
  21. 21. Porém mais dados não significam necessariamentemais resultados... É preciso planejar e escolherbem as métricas! Uma boa estratégia de métricas afasta o fenômeno da paralisia da informação (analysis paralysis)2013 dp6 - todos os direitos reservados
  22. 22. Métricas erradas levam a conclusões erradas2013 dp6 - todos os direitos reservados
  23. 23. Qual banner obteve melhor resultado? Banner 2 – Banner 3 – Banner 1 – Mulher na Criança +Preço + Oferta praia Bicicleta CTR: CTR: CTR: 0,1% 2,1% 1,3%2013 dp6 - todos os direitos reservados
  24. 24. Qual banner obteve melhor resultado? Banner 2 – Banner 3 – Banner 1 – Mulher na Criança +Preço + Oferta praia Bicicleta CTR: CTR: CTR: 0,1% 2,1% 1,3%2013 dp6 - todos os direitos reservados
  25. 25. O desenvolvimento de projetos têm se tornado cada maisiterativo e evolutivo Idéia / planejamento Insights para melhorias e Protótipo correções Versões Análise de uso e preliminares navegação (alfa/beta)2013 dp6 - todos os direitos reservados
  26. 26. Primeiro Passo: Onde e quando entram as métricas? Planejamento Criação Desenv. Validação Veiculação • Estratégia de • Design • Programação • Testes • Mobile comunicação • Testes de de Interface • Correções Marketing • Arquitetura da usabilidade • Programação • Aprovação do • Social Media informação • Produção de de Back-end projeto • Search • Plano de mídia aúdio, vídeo, • Integrações Marketing animação, etc • Display Media • Produção de peças2013 dp6 - todos os direitos reservados
  27. 27. Desde o primeiro planejamento! Planejar a mensuração é essencial Planejamento Criação Desenv. Validação Veiculação • Estratégia de • Design • Programação • Testes • Mobile Marketing comunicação • Testes de de Interface • Correções • Social Media • Arquitetura da usabilidade • Programação • Aprovação do • Search Marketing informação • Produção de de Back-end projeto • Display Media • Plano de mídia aúdio, vídeo, • Integrações • Validação de animação, etc • Análises, • Definição de • Implementação tags e Resultados e indicadores • Produção de de tags medições Otimizações • Escolha de peças Web Analytics • Especificação e Ad Servers de pontos de medição2013 dp6 - todos os direitos reservados
  28. 28. Deixar para medir depois, já ficou tarde demais 66% das empresas entrevistadas não implementou métricas a tempo em seus projetos (Fonte: Pesquisa Panorama do Uso do Web Analytics no Brasil – IAB – 2011)Incluir web analytics desde o começo é essencial paraprovar hipóteses e sacramentar decisões de usabilidade!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  29. 29. O que vem primeiro? As pessoas ou as ferramentas?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  30. 30. O diferencial está nas pessoas, numa boa equipe Como é um orçamento em Métricas que gere resultados? 10% Pessoas/Inteligência Ferramentas 90% Fonte: http://www.kaushik.net/avinash/the-10-90-rule-for-magnificient-web-analytics-success/2013 dp6 - todos os direitos reservados
  31. 31. A maioria das pessoas não entendem os números ... Fonte: Pesquisa Panorama do Uso do Web Analytics no Brasil – IAB - 2011 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  32. 32. Quais as maiores dificuldades encontradas? Fonte: Pesquisa Panorama do Uso do Web Analytics no Brasil – IAB - 2011 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  33. 33. Se Web Analytics está se tornando o cockpit de navegação dos projetos online...2013 dp6 - todos os direitos reservados
  34. 34. Há muito que se investir na formação das pessoas 54% dos profissionais de métricas tem dificuldades para entender os dados gerados É um assunto complexo Educação e treinamento são essenciais para desenvolvimento de boas equipes Mercado quente, poucos profissionais = oportunidade clara e turn-over alto Fonte: Pesquisa Panorama do Uso do Web Analytics no Brasil – IAB - 20112013 dp6 - todos os direitos reservados
  35. 35. Dá pra dizer que faltam ferramentas?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  36. 36. Dá pra dizer que custam caro? Web Analytics Predictive Surveys Tag Managers Dashboards Retention Analysis Mobile Analytics Navigation panel Search Intelligence Tudo GRÁTIS ou com planos começando a menos de US$502013 dp6 - todos os direitos reservados
  37. 37. As métricas tem o poder de levar todos a enxergarem o mesmo horizonte Campanhas e Pessoas canais Gestão Processos Financeira Gestão de Conteúdo performance Dados ePlanejamento Resultado análise2013 dp6 - todos os direitos reservados
  38. 38. Planejando a distribuição de informação Frequência Relevância / Nível de • Mensal Contexto detalhamento • Semanal • Tecnologia /TI • Executivo / diretoria • Diária • Marketing • Gerencial • Vendas • Operacional2013 dp6 - todos os direitos reservados
  39. 39. Informação é poder! = 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  40. 40. O varejo é um bom exemplo!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  41. 41. 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  42. 42. Pensem em uma padaria ...2013 dp6 - todos os direitos reservados
  43. 43. Precisamos entender os números para entregar conteúdo mais relevante aos nossos usuários!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  44. 44. Será que o hábito de consumo é o mesmo no pc, celular etablet? 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  45. 45. Afinal, já posso começar a definir meus Indicadores?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  46. 46. O primeiro passo é entender o que realmente queremos ... Qual nosso objetivo?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  47. 47. Antes de tudo precisamos chegar no coração do problema, para alinhar e planejar os melhores indicadoresVocê realmente sabe qual o seu objetivo? Qual a sua proposta de valor? O que você pode oferecer as pessoas? Vender? Fidelizar? Atender? Rentabilizar? Vender com qualidade? Quais são seus objetivos para isso? Existe algum que é indispensável? E quais podemos dizer que são efeitos colaterais ou consequências? 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  48. 48. Agora que já sabemos para onde vamos, pergunte:Como? Qual a razão da minha ação? Para fidelizar, criaremos promoções periódicas para cada perfil de consumidor cadastrado. Para aumentar meu ticket-médio, criarei triggers de cross-sell ou up-sell no site e por e-mail. Para rentabilizar meu tráfego, negociarei inventário publicitário disponível em cada categoria. O que espero que a maioria dos clientes façam? Usuários retornantes serão identificado por cookies de remarketing e verão promoções que realmente gostariam de aproveitar. Usuários com dúvidas serão atendidos por vendedores especializados em cada categoria 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  49. 49. Pronto, agora vamos definir os indicadores! Que métrica ou cálculo pode me dizer que minhas ações estão indo bem ou mal? Posso compará-los com outras métricas ou indicadores? Quais os níveis que espero para os meus indicadores?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  50. 50. Como assim? Indicadores? Indicadores dizem, ou auxiliam a Médias dizer se um número é bom ou ruim • Média de compras por cliente no período 100.000 visitas é bom ou ruim? • Ticket-médio Depende! Qual a perspectiva? • Tempo médio no site • CPA Indicadores fornecem contexto por Percentuais • % Novos Visitantes si só • % Visitantes retornantes Índice de satisfação • % Visitas que não encontram resultados Taxa de conversão • % Clientes satisfeitos Taxas e razões Indicadores respondem às suas • Taxa de conversão • Índice de retorno ações • Taxa de rejeição Parei minha campanha de fidelização, • Taxa de abandono meu índice de retorno caiu? 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  51. 51. Cuidado! Indicadores não excluem a inteligência!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  52. 52. Cuidado com as médias Uau, um ticket- médio de R$1.000 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  53. 53. As aparências (e as médias) enganam! Distribuição de frequência por valor de compra R$ 100 74 R$ 200 3 (74*100)+(3*200)+(6*500)+(8*1.000)+(8*10.000) Ticket-médio = R$ 500 6 74+3+6+8+8 R$ 1.000 8 Ticket-médio = R$ 1.000 R$ 10.000 8 0 10 20 30 40 50 60 70 80 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  54. 54. Segmente seus indicadores... Cuidado com as médias Como são influenciadas pelos extremos, quanto mais homogêneos forem os segmentos, melhor! Otimize baseado em segmentos Descobrir que um segmento gera o dobro de receita média que outros, facilita, não? Segmentar é simples!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  55. 55. Key Performance Indicators KPIs (ou Indicadores Chave de Desempenho) são medidas de performance que servem para avaliar o estado atual do negócio em questão e auxiliar na recomendação de ações visando melhorar seu desempenho. Ou seja, são eles que vão nos dizer se atingimos os nossos objetivos e orientar nossas ações para melhorar os nossos resultados!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  56. 56. Todo o processo:2013 dp6 - todos os direitos reservados
  57. 57. Definição de KPIs Objetivos Os KPIs derivam diretamente de objetivos estratégicos do negócio. KBRs Tactical Business Requirements KPIs KeyPortanto, as necessidades do Performance Indicatorsnegócio que a ação realizadavisa suprir devem estar claraspara que os KPIs definidos Métricassejam eficazes.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  58. 58. Definição de KPIs Transações, Visitas, Métricas Pageviews, Tempo médio, Bouce-rate, Clicks Indicadores Custo por aquisição (CPA), (KPIs) Ticket Médio, Taxa de conversão Requisitos de negócio Incremento em Vendas, (KBRs) Melhoria do relacionamento, Fidelização, Ampliar percepção de marca Objetivos, problemas e Queda na receita, Chegada metas de um novo concorrente, Market share desejado2013 dp6 - todos os direitos reservados
  59. 59. O que acabamos de fazer?KBR (Key Business Requirements)• Quais os requisitos de negócio?• O que você espera que sua ação faça?• Como você vai atingir o seu objetivo? KPI (Key Performance Indicators) • Quais são os indicadores capazes de dizer se você está no caminho certo? • Como posso dizer com números que minha ação foi boa ou ruim? • Como calculo que atingi a meta? Métricas • Quais são as fontes de dados que trazem números para meus indicadores? • Como mensuro cada etapa necessária para a performance do meu negócio? • Quais dados, valores e informações preciso acompanhar?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  60. 60. Exemplo de KBRs • Incrementar vendas on-line E-commerce • Ampliar ticket entre clientes Indústria de • Fidelizar consumidores • Estudar perfil e hábitos Eletrodomésticos • Estimular compra de pacotes nas lojasAgência de Viagens • Incrementar reservas em baixa-temporada Fabricante de • Gerar experimentação de produtos e opcionais • Gerar leads de vendas para concessionárias automóveis2013 dp6 - todos os direitos reservados
  61. 61. Exemplo de KPIs • Taxa de Conversão = Total de Vendas / Total de Visitas aoIncrementar vendas on-line site • Ticket-Médio = Total de Receita / Total de VendasAmpliar ticket entre clientes Incrementar reservas em • Taxa de ocupação nos meses de baixa temporada = Total de clientes na baixa temporada / Total de vagas disponíveis baixa-temporada • Índice de retorno = Total de visitas retornantes / Total de Fidelizar consumidores clientes Gerar experimentação de • Índice de engajamento = Total de visitantes que utilizaram minha ferramenta / Total de visitantes produtos e opcionaisAtingir maior audiência para • Alcance = Total de audiência do meu conteúdo / Total de usuários na internet brasileira o meu conteúdo • Índice de influência = Total de posts “curtidos” ouInfluenciar minha audiência “retuitados” / Total de posts publicados2013 dp6 - todos os direitos reservados
  62. 62. Exemplos de métricas • Total de Vendas (Sistema de vendas ou Web Analytics) Taxa de conversão • Total de Visitas ao site (Web Analytics) • Total de visitantes que utilizaram minha ferramenta (Web Índice de engajamento Analytics) • Total de visitantes (Web Analytics) • Total de posts “curtidos” (Facebook) Índice de influência • Total de posts “tuitados” (Twitter) • Total de posts publicados (ferramenta de publicação) • Total de pessoas que acessaram meu site (Painel) Share de audiência na • Total de pessoas que acessaram algum site da minha categoria categoria (Painel) • Total de audiência da minha campanha (AdServer)Atingir maior audiência • Total de usuários na internet brasileira (Painel)para a minha campanha2013 dp6 - todos os direitos reservados
  63. 63. Como construir os indicadores?Ticket-Médio • Receita total / total de transações • Origem: back-office e/ou web analyticsCPA mídia • Total investido em mídia / total de transações originadas pela mídia • Origem: back-office e/ou web analytics% Visitantes retornantes • (Total de visitantes identificados por cookie anterior / Total de visitantes) * 100 • Origem: web analytics% Clientes satisfeitos • (Total de clientes que responderam pesquisa de satisfação com índice superior a 7 / total de clientes que responderam pesquisa de satisfação) * 100 • Origem: Ferramenta de pesquisaTaxa de conversão • (Total de conversões / total de visitas) * 100 • Origem: back-office + web analyticsTaxa de abandono de carrinho • (Total de visitas no início do carrinho ou login – total de conversões / Total de visitas no início do carrinho) * 100 • Origem: web analytics 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  64. 64. Definição de KPIs Exemplo: Em sua área logada, o Área logada site de uma empresa de cartões de crédito demonstra dois 1 2 Reduzir Facilitar o Acesso a objetivos principais: demanda no serviços Call Center básicos Potencializar Novas Saving ($) oportunidades2013 dp6 - todos os direitos reservados
  65. 65. Definição de KPIsOBJETIVOS KBRs AÇÕES KPIs Parcela (%) de uso Site deve ser do site na base de utilizado por ampla clientes. Reestruturação parcela da base de da área logada do clientes. Volume de site. Chamadas na Redução Central. da Demanda Demanda no call Saving ($) na no Call center deve ser Central. menor (gerando Center. saving). Dúvidas Ampliação da solucionadas por 1 seção de FAQ. Dúvidas e FAQ. demandas devem ser solucionadas no Dúvidas ambiente logado. solucionadas por chat.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  66. 66. Definição de KPIsOBJETIVOS KBRs AÇÕES KPIs Parcela (%) de uso Uso do site para os principais serviços básicos serviços deve ser ampliado na base. Facilitação Redesenho dos do acesso Parcela (%) de formulários e a serviços menus do site. perda nas etapas Formulários devem dos diferentes básicos. ser intuitivos, não formulários. gerando dúvidas 2 que impeçam o uso correto. Novos cadastros no ambiente online.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  67. 67. 7 características para um bom KPI Todo KPI reflete ou tem a ver com os objetivos gerais do negócio Um KPI é decidido pela gestão ou planejamento e não no dia-a-dia operacional Um KPI provê contexto, ou seja, não é apenas um número, mas sim qualifica alguma ação ou representa explicitamente uma perspectiva Um KPI tem significado entre todos os níveis do negócio Um KPI é baseado em dados legítimos e de qualidade Um KPI é fácil de entender Um KPI é a base para uma decisão ou uma açãoFonte: http://www.slideshare.net/dennis.mortensen/the-difference-between-a-kpi-and-a-metric 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  68. 68. Mãos à massa Definindo KPIs2013 dp6 - todos os direitos reservados
  69. 69. Mãos à massa Definindo KPIs E-commerce BlogIncorporadora de Imóveis Nova Marca de BebidasOperadora de Telefonia 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  70. 70. Nos seus grupos: Defina os objetivos, indicadores emétricas para o seu projeto KBR KPI Métrica2013 dp6 - todos os direitos reservados
  71. 71. Exemplo: Veículo de conteúdo e mídia on-line • Gerar receita e monetizar conteúdo através de: • Publicidade • Venda de assinaturas KBR • Garantir que o valor de venda de publicidade seja viável e justo • Taxa de conversão em assinaturas • Índice de Fidelização = Audiência Retornante / Total de Assinantes na base • Churn = Total de assinantes perdidos / Total de Assinantes na base KPI • eCPM = Receita a cada mil impressões de página • Total de vendas de assinaturas (Web Analytics ou Sistema de Vendas) • Total de assinantes na base (CRM / Banco de Dados) • Visitantes retornantes (Web Analytics) Métrica • Visualizações / impressões de páginas (Web Analytics) • Receita total de publicidade (Área Comercial / Financeira)2013 dp6 - todos os direitos reservados 71
  72. 72. AgendaIntrodução a Web Analytics e Planejamento de métricasOrigem das métricas – Tipos de FerramentasAnálise de Audiência, Segmentação e NavegaçãoAnálise de usabilidade e Testes MultivariáveisAnálise de performance e conversãoAnálise de Redes Sociais2013 dp6 - todos os direitos reservados
  73. 73. E as métricas? De onde vem?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  74. 74. As métricas nada mais são do que pistas que os usuários deixam... Escopo do site Retornantes Páginas vistas Acesso Caminho para aquisição direto Pontos principais Rejeição de Saída Compra Direta Aquisição Impressões Permanentes Cliques Visitas Visitas Evasão de Leads cadastro Saída do Mídias Site2013 dp6 - todos os direitos reservados
  75. 75. Que tipos de pistas? Interação com Mídia  Adservers •Como o público da campanha interagiu com as peças? •Como está o alcance, frequência da mídia? Interação com website, apps, navegação  Web Analytics •O que fizeram no seu site ou app? •Que conteúdo consumiram? •Que serviços ou produtos adquiriram? Consumo de mídia  Painéis de Audiência e Pesquisa •Como está audiência entre os sites da categoria? •Meu usuário também navega em outros site? •Qual o perfil do público de cada site? Redes Sociais  Ferramentas de Monitoramento •O que dizem sobre sua marca? •Quem são os influenciadores?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  76. 76. Qual ferramenta usar? Atmosphere2013 dp6 - todos os direitos reservados
  77. 77. Adservers Se você vai precisar de métricas sobre as suas veiculações de mídia. Sim, você vai precisar de um Adserver! Aplicações e usos: Veiculação centralizada de campanhas Medição centralizada de performance de campanhas de mídia Análises de alcance e frequência de mídia Métricas/relatórios comuns: Impressões CTR (Click-Through, ou Taxa de clique) VTR (View-Through, ou Viu mas não clicou) Frequência Etc...2013 dp6 - todos os direitos reservados
  78. 78. Tipos de Adservers • Usado por portais e sites que desejam comercializar publicidade; • Foco é gerenciar inventário, padronizar entregas, For executar inserções, oferecer relatórios aos Publishers anunciantes; • Diferencial está na flexibilidade dos formatos, no controle do inventário remanescente • Usado por anunciantes que desejam centralizar toda a sua veiculação em uma só plataforma; For • Foco é otimizar a veiculação, obter uma visão consolidada da campanha, analisar frequência e Advertisers alcance; • É onde há a maior necessidade de sofisticação dos relatórios para as ações de marketing;2013 dp6 - todos os direitos reservados
  79. 79. Alguns Adservers disponíveis For Pubslishers For Advertisers Doubleclick DFP Doubleclick DFA • www.google.com/doubleclick/publishers/ • www.google.com/doubleclick/advertisers/ • Small Business: www.google.com/dfp/info/sb MediaMind Adtech • www.mediamind.com.br • www.adtech.com Atlas • www.atlassolutions.com Realmedia • www.realmedia.com.br Predicta Maestro FA • www.predicta.com.br Predicta Maestro FP AdMotion • www.predicta.com.br • www.admotion.com.br2013 dp6 - todos os direitos reservados
  80. 80. Adservers Aplicações e usos • Veiculação centralizada de campanhas peças • Medição centraliza de performance de campanhas de mídia • Análises de alcance e frequência de mídia Cuidados • Algumas métricas exigem implementações específicas como VTR, Conversões, Retargeting • A operação da mídia envolve muitos detalhes (peças, criativos, clicktags, agendamento, otimização, etc) Conte com o serviço de AdOperations do fornecedor, da agência ou de consultoria especializada2013 dp6 - todos os direitos reservados
  81. 81. Painéis de Audiência e Pesquisa de Mídia Para planejar sua mídia ou fazer um estudo competitivo de concorrentes, você precisa dos dados de painéis Aplicações e usos: Planejamento de mídia Análise competitiva e benchmarking da concorrência Análise de audiência e inventário Métricas/relatórios comuns: Audiência única (pessoas) por site Tempo médio por site Overlap/Afinidade entre sites Perfil da audiência Etc...2013 dp6 - todos os direitos reservados
  82. 82. Tipos de Painéis de Audiência e Pesquisa de Mídia Painéis de Painéis online de Painéis consumo de navegação especializados mídia e comportamento Ibope Netratings Experian Ibope TGI Hitwise comScore MediaMetrix Google Ipsos Doubleclick Insights for Marplan AdPlanner Search2013 dp6 - todos os direitos reservados
  83. 83. Painéis de Audiência e pesquisa de mídia Aplicações e usos • Planejamento de mídia • Análise competitiva e benchmarking da concorrência • Análise de audiência e inventário Cuidados • Amostra e método de coleta dos dados devem ser levados em conta • Audiências fragmentadas ou pequenas são incorretamente representadas • Ferramentas diferentes tem maneiras diferentes de agrupar e sumarizar sites, portais e categorias, fique atento2013 dp6 - todos os direitos reservados
  84. 84. Vamos ver um pouquinho? IbopeNetRatings, comScore, Doubleclick Adplanner – Painéis de navegação online2013 dp6 - todos os direitos reservados
  85. 85. Vamos ver um pouquinho? Hitwise, Google Insights for search – Painéis de comportamento de busca2013 dp6 - todos os direitos reservados
  86. 86. Ferramentas de Monitoramento em Redes Sociais Para acompanhar a citação de sua marca ou produto nas redes sociais ou ainda monitorar alguns temas competitivos Aplicações e usos: Monitoramento de marcas em redes sociais Atendimento online via redes sociais Gestão de crises e relações públicas Previsão de tendências Métricas/relatórios comuns: Posts/Citações Análise de Sentimento Categorização / Tags Influenciadores Agressores, detratores Etc...2013 dp6 - todos os direitos reservados
  87. 87. Tipos de ferramentas de monitoramento de redes sociais Social Social CRM Analytics Scup Scup SocialMetrix LiveBuzz Livebuzz Hubspot Radian 6 Sprout Brandwatch Desk.com Adobe Social Analytics Adobe Social2013 dp6 - todos os direitos reservados
  88. 88. Exemplos de ferramentas de Social Analytics Scup, Brandwatch, Adobe Social Analytics2013 dp6 - todos os direitos reservados
  89. 89. Exemplos de ferramentas de Social CRM Hubspot, Scup,2013 dp6 - todos os direitos reservados
  90. 90. Ferramentas de Audiência e Engajamento =Métricas sobre suas propriedades sociais Aplicações e usos Avaliar o perfil da sua rede de seguidores Comparar sua rede com a de concorrentes Analisar quantitativamente o engajamento da sua rede com seu conteúdo Métricas/relatórios comuns: Shares / Likes / Retweets Viralização Perfil da base Alcance das suas ações nas redes Engajamento2013 dp6 - todos os direitos reservados
  91. 91. Analisando Twitter Ferramenta Que informação fornece followerwonk Informações sobre os seguidores de determinada página + comparação com concorrentes twittercounter Evolução no número de followers e following (gratuito), retweets e mentions (pago). Twend.it Mostra o histórico de Trending Topics no mundo e no Brasil. Tweetreach Mostra o alcance de um perfil, seus retweets e principais contribuidores da disseminação da informação Crowdbooster Matriz de audiência vs. Engajamento para cada post da marca. Klout, PeerIndex, Índices de influência de um perfil nas redes sociais etc.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  92. 92. Analisando Facebook Existem ferramentas especializadas em Fã Pages e outros dados do Facebook facebook insights2013 dp6 - todos os direitos reservados
  93. 93. Ferramentas de Monitoramento em Redes Sociais Aplicações e usos • Monitoramento de marcas em redes sociais • Atendimento online via redes sociais • Gestão de crises e relações públicas • Previsão de tendências Cuidados • Classificações automáticas de sentimentos e polaridade (positivo, negativo) ainda não são tão precisos • Escolha atentamente cada termo e palavra monitorada, pequenas variações podem fazer toda a diferença • Ferramentas diferentes tem métodos diferentes para capturar atualizações, fique atento2013 dp6 - todos os direitos reservados
  94. 94. Web Analytics Para analisar e entender toda a interação dos usuários com um determinado site, app ou campanha Aplicações e Usos: Análise de resultados de sites e campanhas Mensuração de vendas e transações em sites de comércio eletrônico Navegação e consumo de conteúdo Métricas/relatórios comuns: Visitas, Pageviews, Visitantes Tempo médio Taxa de rejeição Conversão / Engajamento Multi-canais Etc...2013 dp6 - todos os direitos reservados
  95. 95. Tipos de ferramentas de Web Analytics All-in-One / Especialistas Suites Realtime •Woopra, Chartbeat / Newsbeat Google Analytics Mobile •Flurry, Bango, AppClix, Distimo, AppFigures Pesquisa •4QSurvey, Kiss Insights Adobe SiteCatalyst Lifetime-Value, Retenção •MixPanel, KissMetrics Testes •Optimizely, Visual Website Optimizer, IBM Coremetrics Convert.com Segmentação, Behaviroral •Navegg, BTBuckets2013 dp6 - todos os direitos reservados
  96. 96. Web Analytics Aplicações e usos • Análise de resultados de sites e campanhas • Mensuração de vendas e transações em sites de comércio eletrônico • Navegação e consumo de conteúdo Cuidados • Qualidade dos dados depende de uma boa implementação técnica • Ferramentas diferentes tem tags e métodos diferentes de calcular usuários2013 dp6 - todos os direitos reservados
  97. 97. Mãos à massa2013 dp6 - todos os direitos reservados
  98. 98. Mãos à massaTweetReach, SocialMention, Google Trends, Google DisplayNetwork Ad Planner E-commerce Blog de turismoIncorporadora de Imóveis Nova Marca de BebidasOperadora de Telefonia 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  99. 99. TweetReach Acessem: http://tweetreach.com/ Busquem pelos termos desejados, autentiquem e voilá!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  100. 100. SocialBakers Acessem: http://www.socialbakers.com/ Escolham as categorias desejadas, autentiquem e voilá!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  101. 101. SocialMention Acessem: http://socialmention.com/ Busquem pelos termos desejados e voilá!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  102. 102. Google Trends Acessem: http://www.google.com/trends/ Busquem pelos termos desejados, autentiquem e voilá! Escolham as categorias desejadas, autentiquem e voilá!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  103. 103. Google Display Network Ad Planner Acessem: https://www.google.com/adplanner/ Procurem sites da rede GDN e avaliem o perfil dos usuários2013 dp6 - todos os direitos reservados
  104. 104. É tudo automático? Não preciso fazer nada? O Google Analytics oferece a solução de Web Analytics atualmente mais fácil e simples de instalar e utilizar Porém, para explorar todos os recursos (incluindo alguns exemplificados nesta apresentação), são necessários ajustes técnicos na implementação das tags ou na configuração dos relatórios2013 dp6 - todos os direitos reservados
  105. 105. Um pouco sobre Tag Management2013 dp6 - todos os direitos reservados
  106. 106. Como é uma implementação tradicional de web analytics Website Ferramentas T Página 1 T T Página 2 T T Página 3 T2013 dp6 - todos os direitos reservados
  107. 107. Quantas tags, em média, temos em um site?Site # tags Quais são elasSubmarino 6 24/7 Media, ATG Recommendations, Facebook Social Plugins, Google Analytics, Twitter Button, WebTrendsPontofrio 9 Amadesa, Coremetrics, DoubleClick, Facebook Social Plugins, Google +1, Google Adsense, Google AdWords Conversion, Google Analytics, Twitter ButtonBuscapé 7 24/7 Media, DoubleClick, Facebook Connect, Facebook Social, Plugins, Google Analytics, Optimizely, ScoreCard Research BeaconWalmart 4 24/7 Media, DoubleClick, Google AdWords Conversion, OmnitureNetshoes 16 24/7 Media, Baynote Observer, Coremetrics, Crazy Egg, DoubleClick, DoubleClick Floodlight, Facebook Social Plugins, Google +1, Google AdWords Conversion, Google Analytics, Harren Media, Invite Media, Microsoft Atlas, Right Media, ScoreCard Research Beacon, Twitter ButtonDafiti 13 Adnetik, ClickTale, DoubleClick, DoubleClick Floodlight, Google AdWords Conversion, Google Analytics, Microsoft Atlas, NetAffiliation, Next Performance, Omniture, Right Media, Teracent, Webtrekk2013 dp6 - todos os direitos reservados
  108. 108. Como funciona um Tag Manager Website Ferramentas T Página 1 Tag Manager T Página 2 T Página 32013 dp6 - todos os direitos reservados
  109. 109. Comparando… Implementação tradicional Tag Management• Duplicação de código • Centralização dos códigos• Obsolência de versões de tags • Atualização ágil• Erros na implantação manual • Integração fácil entre• Esforço escalar na ferramentas implementação de muitas • Otimização do carregamento ferramentas em conjunto javascript• Integração difícil • Independência para• Má performance de execução atualização de tags e• Dependência da área de parâmetros pelas áreas de desenvolvimento / tecnologia negócios e marketing2013 dp6 - todos os direitos reservados
  110. 110. Algumas ferramentas de Tag Management Google Tag Manager http://www.google.com.br/tagmanager/ Ensighten http://www.ensighten.com/ Tealium http://www.tealium.com/ TagMan http://www.tagman.com/ TagCommander http://www.tagcommander.com/ Adobe Tag Manager http://www.omniture.com/en/products/platform/tag-manager SiteApps http://siteapps.com/ Satellite http://www.searchdiscovery.com/satellite/2013 dp6 - todos os direitos reservados
  111. 111. Vamos as Métricas de Web Analytics!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  112. 112. Page Views, Visitas e Visitantes únicos Visualização de página (Pageview) É a ocorrência de uma visualização de uma página Visita É o conjunto de page views ou interações no site em determinado período de tempo Visualização de página única (Unique Pageview) Quando o usuário passa mais de uma vez por uma página na mesma visita, será contabilizado apenas 1 unique pageview Equivale à métrica ‘Visita’ para o nível de página Visitante único É o usuário identificado unicamente que realiza uma visita. Reconhecido através de cookie, essa métrica pode ser chamada também de browsers únicos2013 dp6 - todos os direitos reservados
  113. 113. Como funciona na prática? "Me falaram deste site, lá vou conhecer..." /home /produtos /prod1 /falecom2013 dp6 - todos os direitos reservados
  114. 114. Como funciona na prática? Traduzindo em métricas... 1 Page view 1 Page view 1 Page view 1 Page view /home /produtos /prod1 /falecom 1 Visitante único 1 Visita2013 dp6 - todos os direitos reservados
  115. 115. Como funciona na prática? Pageview vs Unique Pageview 1 Page view 1 Page view 1 Page view 1 Page view /home /produtos /home /prod1 1 Visitante único 1 Visita Pageview Unique Pageview /home 2 1 /produtos 1 1 /prod1 1 12013 dp6 - todos os direitos reservados
  116. 116. Como funciona na prática? Mas ela enviou para uma amiga... E a amiga, não gostou de primeira... /home /produtos /prod1 /falecom /home2013 dp6 - todos os direitos reservados
  117. 117. Como funciona na prática? Novamente, em métricas... /home /produtos /prod1 /falecom 1 Visita com 4 page views /home 1 Visita com 1 page view 2 Visitantes únicos 2 Visitas Total de page views: 52013 dp6 - todos os direitos reservados
  118. 118. Como funciona na prática? A amiga, não tinha gostado, mas pensou melhor e resolveu consultar novamente 1h depois /home /produtos /prod1 /falecom (20h) /home (21h) /home /produtos /prod12013 dp6 - todos os direitos reservados
  119. 119. Como funciona na prática? Novamente, em métricas... /home /produtos /prod1 /falecom 1 Visita com 4 page views (20h) /home (21h) /home /produtos /prod1 1 Visita com 1 pv 1 Visita com 3 page views 2 Visitantes únicos 3 Visitas Total de page views: 82013 dp6 - todos os direitos reservados
  120. 120. Como funciona na prática? A amiga, ficou com o produto na cabeça e resolveu acessar no trabalho no dia seguinte... /home /produtos /prod1 /falecom (20h) /home (21h) /home /produtos /prod1 /home /falecom2013 dp6 - todos os direitos reservados
  121. 121. Como funciona na prática? Novamente, em métricas... /home /produtos /prod1 /falecom 1 Visita com 4 page views (20h) /home (21h) /home /produtos /prod1 1 Visita com 1 pv 1 Visita com 3 page views 3 Visitantes únicos /home /falecom 4 Visitas Total de page views: 10 1 Visita com 2 pv2013 dp6 - todos os direitos reservados
  122. 122. Tempo Tempo na página É a diferença de tempo entre o horário de visualização de uma página até a visualização da seguinte Tempo no site É a soma das diferenças de tempo da visualizações de páginas em uma visita. Problema Não considera o tempo de visualização da última página de uma visita, pois não pode inferir o horário da saída. Existem soluções técnicas customizadas para isso, porém, nenhuma é padrão no Google Analytics.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  123. 123. Como funciona na prática? Vamos analisar novamente a primeira visita 15:35:00 15:36:30 15:37:20 15:40:10 15:43:10 /home /produtos /prod1 /falecom Saiu2013 dp6 - todos os direitos reservados
  124. 124. Como funciona na prática? O tempo de cada página é calculado em relação à diferença dos horários dos page views 15:35:00 15:36:30 15:37:20 15:40:10 15:43:10 /home /produtos /prod1 /falecom Saiu 1m30s 50s 2m50s 3m O tempo na última página, porém, não pode ser calculado, pois o sistema não sabe quando o usuário fechou ou saiu2013 dp6 - todos os direitos reservados
  125. 125. Como funciona na prática? O tempo da visita é calculado somando todos os intervalos entre as páginas 15:35:00 15:36:30 15:37:20 15:40:10 15:43:10 /home /produtos /prod1 /falecom Saiu 1m30s + 50s + 2m50s 3m 5m10s E o tempo total da visita também ignora o tempo na última página2013 dp6 - todos os direitos reservados
  126. 126. E a expiração (timeout) da visita? Se o usuário não solicita nenhuma página ou não realiza nenhuma interação até um limite de tempo (padrão 30min) a visita é considerada encerrada /home /produtos /prod1 /falecom 35min 1 visita começando na home 1 visita começando no prod1 2 page views 2 page views Mesmo visitante, mesmo computador, mesmo site, porém 2 visitas diferentes É importante estar atento em sites cujo comportamento do usuário pode levar o usuário a se afastar por períodos diferentes e customizar a implementação da tag Sites de Games, Intranets, Extranets2013 dp6 - todos os direitos reservados
  127. 127. Mudança na atribuição de visitas Novidades a partir de 11/ago/2011! Quando o visitante volta ao site em menos de 30 minutos, através de uma outra origem, uma nova visita é contabilizada Acessou o site às 20h (20h) /home Saiu do site, fez nova busca no Google Voltou ao site em menos (20h15) /produtos /prod1 de 30min2013 dp6 - todos os direitos reservados
  128. 128. Taxa de Rejeição / Bounce-rate Taxa de Rejeição de uma página É o percentual de visitas que entraram no site por esta determinada página e encerraram a visita sem acessar nenhum outro conteúdo do site. Taxa de Rejeição do site É o percentual de visitas que saíram do site após a visualização da primeira página da visita apenas. Ex: Entrou na Home e saiu logo em seguida.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  129. 129. Como funciona na prática? Novamente, nossas usuárias... Saiu /home /produtos /prod1 /falecom /home Saiu Taxa de rejeição das visitas: 50% Páginas com maiores taxas de rejeição Bounce /home – 50%2013 dp6 - todos os direitos reservados
  130. 130. Impressões, cliques e CTR Impressão É a “entrega” ou visualização de uma peça digital de publicidade. Clique É a interação com a peça digital de publicidade CTR É a taxa percentual de cliques de uma peça em relação ao total de impressões desta peça. É uma métrica de desempenho criativo.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  131. 131. Como funciona na prática? Novamente, nossas usuárias... 1 impressão 1 clique /home 1 pageview 1 visita2013 dp6 - todos os direitos reservados
  132. 132. Entendo as repetições de interações Viu mais de uma vez? Clicou mais de uma vez? Reload? +1 impressão Clicou 2 vezes? +1 clique CTR não muda Reload? /home +1 pageview Visita mantém2013 dp6 - todos os direitos reservados
  133. 133. Conversão / Conclusão de meta Conversão É a conclusão de um objetivo de negócio. É uma compra efetuada, um cadastro realizado, um lead gerado, etc. Taxa de conversão É a taxa percentual de conversões em relação ao total de visitas ou visitantes. É uma métrica de desempenho de negócios. Análises? Conversão por canal/origem Conversão por peça Conversão produto Conversão por região2013 dp6 - todos os direitos reservados
  134. 134. Métricas e relatórios no Google Analytics2013 dp6 - todos os direitos reservados
  135. 135. Métricas no Google Analytics Painel geral Métricas de todo o site2013 dp6 - todos os direitos reservados
  136. 136. Métricas no Google Analytics Selecionando períodos2013 dp6 - todos os direitos reservados
  137. 137. Métricas no Google Analytics Comparando período2013 dp6 - todos os direitos reservados
  138. 138. Métricas no Google Analytics Visualizando por semana e por mês2013 dp6 - todos os direitos reservados
  139. 139. Métricas no Google Analytics É difícil lembrar tudo que aconteceu com o site ou campanha no período? Anote!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  140. 140. Relatórios – Opções de visualização Visualização padrão: Dados (tabela)2013 dp6 - todos os direitos reservados
  141. 141. Relatórios – Opções de visualização Gráficos comparativos – Porcentagem (gráfico em pizza)2013 dp6 - todos os direitos reservados
  142. 142. Relatórios – Opções de visualização Gráficos comparativos – Desempenho (gráfico em barra)2013 dp6 - todos os direitos reservados
  143. 143. Relatórios – Opções de visualização Gráficos comparativos – Comparação à média do site2013 dp6 - todos os direitos reservados
  144. 144. Relatórios – Opções de visualização Nuvem de termos2013 dp6 - todos os direitos reservados
  145. 145. Relatórios – Opções de visualização Tabela Dinâmica (pivot table) Deseja cruzar duas informações?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  146. 146. Relatórios – Opções de visualização Motion Charts – Gráfico animado Os gráficos de movimento são ferramentas ótimas para correlacionar 2 a 4 variáveis e acompanhar sua evolução no tempo. São os famosos gráficos de “bolha” de outros softwares. Você pode cruzar métricas e acompanhar a evolução durante o tempo Defina qual variável Defina qual variável deverá ser deverá ser representada em representada no eixo cores na bolhas y No “play”, você pode acompanhar a Defina qual variável evolução de todas as deverá ser variáveis ao longo do Defina qual variável representada no tempo deverá ser tamanho das bolhas representada no eixo x Guia completo http://www.google.com/support/googleanalytics/bin/topic.py?hlrm=en&topic=16275 Guia em vídeo http://www.youtube.com/watch?v=UKsBTqqhVTs2013 dp6 - todos os direitos reservados
  147. 147. Relatórios – Opções de visualização Filtro de relatório - Localize os dados por métricas ou dimensões2013 dp6 - todos os direitos reservados
  148. 148. Métricas no Google Analytics Primeiro conjunto de relatórios: Público-alvo2013 dp6 - todos os direitos reservados
  149. 149. Métricas no Google Analytics Idioma: do navegador utilizado2013 dp6 - todos os direitos reservados
  150. 150. Métricas no Google Analytics Novos vs Antigos: quais estão acessando pela primeira vez? New visitor: visita número 1 Returning visitor: visita número 2 ou mais2013 dp6 - todos os direitos reservados
  151. 151. Métricas no Google Analytics Frequência e Recência2013 dp6 - todos os direitos reservados
  152. 152. Métricas no Google Analytics Engajamento: distribuição do tempo médio e páginas/visita2013 dp6 - todos os direitos reservados
  153. 153. Métricas no Google Analytics Navegador e sistema operacional: aspectos técnicos do navegador2013 dp6 - todos os direitos reservados
  154. 154. Métricas no Google Analytics Celular: volume de acessos via mobile2013 dp6 - todos os direitos reservados
  155. 155. Métricas no Google Analytics Fluxo de visitantes: novo relatório sobre o fluxo de navegação2013 dp6 - todos os direitos reservados
  156. 156. Métricas no Google Analytics Segundo conjunto de relatórios: Fontes de Tráfego2013 dp6 - todos os direitos reservados
  157. 157. Métricas no Google Analytics Dados de Conteúdo2013 dp6 - todos os direitos reservados
  158. 158. Análise de Conteúdo Por onde começam as visitas? Elas continuam a navegação em seguida? Exemplo: A rejeição é maior quando o usuário cai diretamente numa página de artigo. Podemos melhorar a navegação e adicionar links relacionados para que os visitantes vejam mais conteúdos?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  159. 159. Análise de Conteúdo Pesquisa interna2013 dp6 - todos os direitos reservados
  160. 160. Análise de Conteúdo Eventos (Event Tracking) Nem tudo é pageview! Ações do usuário com a página: Scroll, Mouse Over, etc Interação com conteúdo rico: Vídeo, jogos, animações Página ≠2013 dp6 - todos os direitos reservados
  161. 161. Mãos à massaGoogle Analytics2013 dp6 - todos os direitos reservados
  162. 162. Google Analytics Acessem: www.google.com/analytics Usuário: alunodigitalks@gmail.com Senha: alunometricas2013 dp6 - todos os direitos reservados
  163. 163. AgendaIntrodução a Web Analytics e Planejamento de métricasOrigem das métricas – Tipos de FerramentasAnálise de Audiência, Segmentação e NavegaçãoAnálise de usabilidade e Testes MultivariáveisAnálise de performance e conversãoAnálise de Redes Sociais2013 dp6 - todos os direitos reservados
  164. 164. AS PISTAS QUE AS PESSOAS DEIXAM2013 dp6 - todos os direitos reservados
  165. 165. As pistas que as pessoas deixam INTELIGÊNCIA COMPETITIVA – Audiência, Comportamento, Perfil e Segmentação de usuários2013 dp6 - todos os direitos reservados
  166. 166. Antes de usar os dados é importante entendê-los Entenda exatamente como os dados são coletados; Entenda o tamanho da amostra e sua representatividade; Entenda o viés de amostragem dos dados; Utilize os dados. ATENÇÃO: Tenha cuidado ao utilizar um conjunto de dados provindos de diferentes ferramentas!2013 dp6 - todos os direitos reservados
  167. 167. Google Trends Como os dados são coletados?Base de dados agregados de milhões de pesquisas feitas no Google ao longo dotempo. Prós:Análise da tendência de busca no Google Cuidados: Os valores apresentados não são absolutos, os números são normalizados (ou seja,divididos por uma variável comum para cancelar efeito da variável nos dados,como regionalização).Os dados apresentados são com base nas buscas realizadas no Google e nãoconsidera os outros mecanismos de busca.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  168. 168. Qual a sazonalidade dos meus concorrentes?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  169. 169. Quem são meus reais concorrentes?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  170. 170. Ferramentas de painel (audiência) Como os dados são coletados?Através da instalação de um software de monitoração (explícito ou implícito) noscomputadores dos participantes do painel e mensuração direta (tags nas páginas depublishers). Prós:Não dependem de cookies no navegadorNão são impactados por acessos de spider e bots Cuidados:Verificar qual a amostragem considerada: é distribuída e representativa?Considerar que não são considerados lugares como bancos, lan-houses, etc.Os participantes ganham prêmios em troca de utilizar o painel, pode haver umadistorção pelo comportamento desse público.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  171. 171. Qual a audiência dos meus concorrentes?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  172. 172. Qual o perfil dos usuários que acessam?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  173. 173. Em busca do 1º lugar...2013 dp6 - todos os direitos reservados
  174. 174. Ferramentas de painel (share) Como os dados são coletados?Por meio de parcerias com empresas de painéis sindicalizados (opt-in), provêmétricas qualificadas sobre o comportamento anônimo. Prós:Análise de comportamento de buscaAnálise de comportamento de navegaçãoAtualização diária, semanal e mensal Cuidados:Não possui números absolutos, mas sim porcentagem da população online.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  175. 175. Quais foram os termos pesquisados logo antes e logo depois da visita ao seu site2013 dp6 - todos os direitos reservados
  176. 176. Qual é o anunciante mais forte em determinado site?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  177. 177. Entendendo o usuário Olhar para o tempo médio, média de visitas por dia, bounce-rate médio é considerar todos os usuários iguais... E não são...2013 dp6 - todos os direitos reservados
  178. 178. Segment or die! Analisar grupos com comportamento ou características semelhantes é uma maneira de compreender os usuários melhor2013 dp6 - todos os direitos reservados
  179. 179. Segmentações avançadas já estão disponíveis na maioria dasferramentas de web analytics É possível criar grupos com características pré-definidas e compará-los entre si e analisar o seu comportamento no site Já experimentou isolar somente quem compra no site e avaliar o seu perfil?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  180. 180. Segmentação Preditiva É possível “adivinhar” o perfil ou os interesses de visitantes antes mesmo que eles se cadastrem no seu site?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  181. 181. Sim é possível! Ferramenta: Navegg (www.navegg.com) Inteligência de rede que monitora mais de 80milhões de usuários únicos2013 dp6 - todos os direitos reservados
  182. 182. Segmentação de Audiência• É um ramo do Behavioral Targeting • Modelo que tornou o BT famoso inicialmente foi o de recomendação baseado em filtro colaborativo • Clientes não são classificados. O Sistema “aprende” que produtos oferecer e traz sempre uma nova recomendação. 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  183. 183. Segmentação de Audiência • Conjunto de técnicas para identificar e classificar usuários, um a um, com base no seu comportamento de navegação. • O que eles buscam na Internet? • Quais produtos desejam? • Por quais conteúdos se interessam? A segmentação de audiência se ocupa em classificar os usuários em grupos de similaridade, de acordo com diversos critérios, sem fazer nenhuma recomendação ou ação direta. Sistemas de segmentação retornam informação sobre cada internauta, e é a partir desses dados que é possível agir.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  184. 184. Formas de Segmentação de Usuário2013 dp6 - todos os direitos reservados
  185. 185. Formas de Segmentação de Usuário • Modelo copiado do Marketing Direto • O internauta ativamente fornece informações e é classificado por elas • Vantagem: • Dados precisos • Desvantagens: • Muito caro e demorado • Alcance reduzido • Desatualiza com o tempo • Variantes sazonais de comportamento e intenção não são levadas em conta.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  186. 186. Formas de Segmentação de Usuário • Modelos implícitos de segmentação tentam contornar as limitações dos cadastros utilizando dados passivos de navegação como fonte de inteligência. • No sistema baseado em regras é o próprio site que define como agrupar seu público (leitura de uma página, clique em um botão). • Vantagem: • Flexibilidade – regras próprias de negócio • Desvantagens: • Implementação quase impossível em sites grandes • Visão restrita do comportamento do usuário2013 dp6 - todos os direitos reservados
  187. 187. Formas de Segmentação de Usuário • Modelo adotado pelo Navegg • Mesmo conjunto de critérios de perfilamento é utilizado por diversos sites simultaneamente • Observamos o comportamento dos usuários em rede, obtendo uma visão mais completa de cada pessoa. • Esse modelo elimina a configuração de regras página a página.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  188. 188. O Navegg2013 dp6 - todos os direitos reservados
  189. 189. Instalação do Navegg Tag javascript que deve ser inserida no Head de todas as páginas do site que você deseja analisar.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  190. 190. Coletando DadosPara conteúdos de interesse e intenção de compra as informações são baseadas emdemonstrações explícitas. Quando os usuários visitam determinados sites da rede Naveggeles demonstram exatamente por quais conteúdos têm mais interesse e quais produtosdesejam comprar. Essas dados são analisados estatísticamente para completar o perfil dointernauta com seus assuntos favoritos e produtos que deseja comprar.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  191. 191. Integração A integração do Google Analytics com o Navegg permite que dados de segmentação sejam inputados no Google Analytics pelas variáveis customizáveis. Dessa forma conseguimos cruzar esses dados com métricas do Google Analytics.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  192. 192. Integrar – Utilizando variáveis customizadasdo Google Analytics Visitantes do sexo feminino, entre 25 e 34 anos, solteiras, ensino médio completo e classe B possuem a melhor taxa de conversão em E-Commerce2013 dp6 - todos os direitos reservados
  193. 193. São muitas possibilidades Gerar insights, embasar recomendações, personalizar conteúdo, segmentar mídia2013 dp6 - todos os direitos reservados
  194. 194. As pistas que as pessoas deixam Fontes de Tráfego2013 dp6 - todos os direitos reservados
  195. 195. Tráfego Direto O que é?Os acessos ao site através da digitação da URL ou através dos favoritos gravados nonavegador. O que me diz?Quais páginas são mais acessadas diretamenteQuais páginas mais salvas como favoritosReconhecimento de marca/siteImpacto de campanha offline2013 dp6 - todos os direitos reservados
  196. 196. Tráfego Direto Normalmente essas visitas possuem um desempenho superior em relação às outras origens de tráfego, então é importante entender a diferença no comportamento e navegação delas:2013 dp6 - todos os direitos reservados
  197. 197. Tráfego Direto Conhecendo melhor esses visitantes:- Fluxo de cliques na navegação- Frequência e recência da visita- Engajamento da visita- Termos pesquisados no site- Produtos/Serviços comprados ou visitados2013 dp6 - todos os direitos reservados
  198. 198. Sites de Referência O que é?Acessos vindos através de sites que possuem um link do seu site. O que me diz?- Quais sites trazem mais visitas- Por que esses sites direcionavam para o seu- Qual o conteúdo mais linkado- Quais sites trazem visitas mais qualificadas2013 dp6 - todos os direitos reservados
  199. 199. Parâmetros de Campanhas O que é?Através de um processo de parametrização dos links de divulgação de campanhas,há a possibilidade de customização das cinco variáveis por meio do URL Builderpara que seja identificada a origem.Se estiver contabilizando entradas de campanhas do AdWords, também existe apossibilidade de acompanhamento automático, que deve ser configurada nomomento da subida da campanha na ferramenta. O que me diz?Qual o banner, formato, palavra-chave ou link de email marketing que foi clicada,originando uma visita.2013 dp6 - todos os direitos reservados
  200. 200. Mãos à massa Parametrização de links de campanhas2013 dp6 - todos os direitos reservados
  201. 201. Parâmetros de Campanhas2013 dp6 - todos os direitos reservados
  202. 202. Por onde passam os usuários? Que conteúdo consomem? Que ações fazem no site? Onde clicam?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  203. 203. E nos caminhos críticos? Como é o passo-a-passo do funil deconversão? Em que passo há mais abandono? Para ondem vão após determinado passo?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  204. 204. O que os usuários buscam no seu site pode revelar muito sobre oque ele espera do seu conteúdo Que termos buscam? Buscam por estarem perdidos? Para onde vão após a busca? Quantos recebem 0 resultados para suas buscas? Quantos abandonam o site após a busca?2013 dp6 - todos os direitos reservados
  205. 205. Exemplos de Análise2013 dp6 - todos os direitos reservados
  206. 206. Qual a taxa de rejeição do site? Analisar o Bounce Rate do site indica, principalmente, a qualidade de nossas páginas e o quanto estamos desperdiçando dinheiro em determinadas mídias.200.000 30% 180.336180.000 166.066 166.335 162.015 25%160.000 140.193 136.488140.000 20%120.000 121.810100.000 15% 80.000 10% 60.000 40.000 5% 20.000 26% 23% 25% 14% 16% 16% 15% 0 0% W38 W39 W40 W41 W42 W43 W44 Bounce Rate Visits 2013 dp6 - todos os direitos reservados
  207. 207. Qual a taxa de conversão do site? Analisar a Taxa de Conversão do site indica qual a qualidade de nossas visitas. Acompanhar este trend e realizar ajustes no site pode aumentar consideravelmente a conversão / vendas do site.70.000 11,28% 11,72% 11,07% 12,00% 10,68%60.000 9,58% 9,29% 9,21% 8,96% 10,00% 8,29% 8,30% 8,54%50.000 7,89% 7,55% 8,00%40.000 6,00%30.000 4,00%20.00010.000 2,00% 36.301 51.324 30.031 37.840 35.526 36.849 38.262 38.836 37.166 45.719 45.881 43.112 30.874 0 0,00% Visitas Tx de Conversão2013 dp6 - todos os direitos reservados

×