Planejamento de marketing digital - 8 módulos

1.394 visualizações

Publicada em

Esta apresentação é um resumo do Curso Completo de Marketing Digital do Digitalks, baseado no conteúdo dos professores citados nos slides.

Publicada em: Negócios
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.394
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
108
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento de marketing digital - 8 módulos

  1. 1. PLANEJAMENTO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL FLAVIO HORTA
  2. 2. PLANEJAMENTO DE MARKETING DIGITAL Definição de estratégias Elaboração de pesquisas Planejamento das estratégias
  3. 3. ESTRATÉGIAS DE MARKETING DIGITAL Relacionamento Branding Performance
  4. 4. MARKETING DIGITAL EM 8 MÓDULOS FERRAMENTASSEARCH: Otimização de Sites - SEOSEARCH: Links PatrocinadosMÍDIAS SOCIAISMÍDIA ONLINE DISPLAYE-MAIL MARKETINGMOBILE MARKETINGPRODUÇÃO WEBMÉTRICAS
  5. 5. SEARCHOtimização de Sites - SEO
  6. 6. COMO FUNCIONAM OS BUSCADORES FASE DIRETÓRIOS: buscadores catalogavam as informaçõesDECÍNIO: a internet cresceu e ficou incatalogável
  7. 7. COMO FUNCIONAM OS BUSCADORES FASE ROBÔS: buscadores usavamrobôs para identificar e catalogar os sites DECLÍNIO: descrições manipuladas
  8. 8. COMO FUNCIONAM OS BUSCADORES FASE GOOGLE:era da relevância DECLÍNIO:quando o Google não apresentar aresposta esperada
  9. 9. BUSCAS NO BRASIL
  10. 10. FATORES QUE INFLUENCIAM NA BUSCA
  11. 11. CONTEÚDO E ESTRUTURA DAS PÁGINASConteúdo originalConteúdo de qualidadeConteúdo pensado a partir dos termos buscadosLayout do siteNavegação do siteTempo de carregamentoGaranta que suas páginas sejam acessíveis aosusuários e buscadores
  12. 12. CONTEÚDO E ESTRUTURA DAS PÁGINAS
  13. 13. CONTEÚDO E ESTRUTURA DAS PÁGINAS
  14. 14. CONTEÚDO E ESTRUTURA DAS PÁGINAS
  15. 15. CONTEÚDO E ESTRUTURA DAS PÁGINAS
  16. 16. PALAVRAS-CHAVEEscolha palavras-chave relevantes para o seunegócioEscolha palavras com bastante volume de buscaUse as palavras-chave com bastante frequênciano seu site: título, URL, texto e imagens
  17. 17. PALAVRAS-CHAVE
  18. 18. LINK BUILDINGLinks que apontam para o seu siteSites de alta reputação e grande volume de page-views tem mais relevância ao apontar para o seusiteUse os links dos outros sites nas palavras maisrelevantes para o seu negócio
  19. 19. REDES SOCIAISFaças as redes socias trabalharem para a melhorado seu rankingCurtindo seu conteúdoCompartilhando seu conteúdoLinks no twitterMarcar como Google +1
  20. 20. BLACK HATATENÇÃO: não tente enganar o Google. A não serque você seja mais inteligente que todos osengenheiro juntos que trabalham por lá.
  21. 21. DICAS DE FERRAMENTASGoogle Keyword ToolsGoogle Insights for SearchGoogle Webmaster ToolsGoogle SuggestUbersuggest
  22. 22. SEO - OTIMIZAÇÃO DE SITESParte do conteúdo extraído do Curso de MarketingDigital do DIGITALKS com o professor:- Denis Andrade
  23. 23. SEARCHLinks Patrocinados
  24. 24. LINKS PATROCINADOS
  25. 25. LINKS PATROCINADOS
  26. 26. LINKS PATROCINADOS
  27. 27. LINKS PATROCINADOS
  28. 28. LINKS PATROCINADOS
  29. 29. LINKS PATROCINADOShttp://www.youtube.com/watch?v=Fg01uSe72lc
  30. 30. LINKS PATROCINADOSCPC x Índice de QualidadeÍndice de Qualidade: relevância da palavra e do anúncio histórico da palavra na conta do anunciante qualidade da landing page
  31. 31. LINKS PATROCINADOSParte do conteúdo extraído do Curso de MarketingDigital do DIGITALKS com o professor:- Renato Beralzir - F.biz
  32. 32. MÍDIAS SOCIAIS
  33. 33. MÍDIAS SOCIAIS
  34. 34. MÍDIAS SOCIAIS
  35. 35. MÍDIAS SOCIAIS
  36. 36. MÍDIAS SOCIAIS
  37. 37. MÍDIAS SOCIAIS
  38. 38. MÍDIAS SOCIAIS
  39. 39. MÍDIAS SOCIAIS Crie um plano estratégico paracolocar a sua empresa nas mídias sociais
  40. 40. MÍDIAS SOCIAIS Esteja preparado para interagir eresponder 100% dos consumidores interessados com falar da sua empresa
  41. 41. MÍDIAS SOCIAISEsteja preparado para crises
  42. 42. MÍDIAS SOCIAISGere conteúdo relevante e atualizado
  43. 43. MÍDIAS SOCIAISÉ melhor estar em uma única mídia social do que em várias sem respaldo
  44. 44. MÍDIAS SOCIAISPense no público que está no mobile
  45. 45. MÍDIAS SOCIAIS Não é modismo! Leve a sério! É necessário ter profissionais experientes na área decomunicação para administrar as redes sociais das empresas
  46. 46. MÍDIAS SOCIAIS
  47. 47. MÍDIAS SOCIAIS
  48. 48. MÍDIAS SOCIAIShttp://www.youtube.com/ http://www.youtube.com/watch?v=h42UeR-f8ZA watch?v=FZ1st1Vw2kY
  49. 49. As 10 leis deRedes Sociais Pela presidente da Creative KeySplash Inc, Susan Gunelius
  50. 50. MÍDIAS SOCIAIS10 LEIS DAS MÍDIAS SOCIAIS ESCUTAR TER FOCO TER QUALIDADE SER PACIENTE CONSTRUIR SER INFLUENTE CRIAR VALOR RECONHECER SER ACESSÍVEL RECIPROCIDADE
  51. 51. MÍDIAS SOCIAISParte do conteúdo extraído do Curso de MarketingDigital do DIGITALKS com o professor:- Denis Zanini
  52. 52. MÍDIAS ONLINE DISPLAY
  53. 53. MÍDIA ONLINE DISPLAY
  54. 54. MÍDIA ONLINE DISPLAY
  55. 55. MÍDIA ONLINE DISPLAY
  56. 56. MÍDIA ONLINE DISPLAY
  57. 57. MÍDIA ONLINE DISPLAY
  58. 58. MÍDIA ONLINE DISPLAY
  59. 59. MÍDIA ONLINE DISPLAY
  60. 60. MÍDIA ONLINE DISPLAY
  61. 61. MÍDIA ONLINE DISPLAY
  62. 62. MÍDIA ONLINE DISPLAYhttp://iabbrasil.ning.com/page/guias-e-referencias
  63. 63. MÍDIA ONLINE DISPLAYParte do conteúdo extraído do Curso de MarketingDigital do DIGITALKS com o professor:- Felipe Morais - GiulianaFlores.com.br
  64. 64. E-MAIL MARKETING
  65. 65. E-MAIL MARKETINGMensagem publicitária enviada por e-mail para clientes queoptaram por receber esse tipo de comunicação. Base opt-in Base double opt-in Relevante Segmentado
  66. 66. SPAMMensagem publicitária enviada por e-mail para clientes quenão optaram por receber esse tipo de comunicação. Base desconhecida; Base de outra empresa; spiced ham Sem relevância; (presunto condimentado) Sem segmentação.
  67. 67. E-MAIL MARKETING RELACIONAMENTO• Não pode ter um caráter comercial• Deve oferecer conteúdo interessante
  68. 68. E-MAIL MARKETING RETENÇÃO• Mostrar que está preocupado como cliente• Oferecer benefícios para o clientecontinuar com você• Ser simpático• Mostrar que vale a pena
  69. 69. E-MAIL MARKETING FIDELIZAÇÃO• Campanha que oferece benefícios aosclientes cadastrados• Comunicação deve ser direta
  70. 70. E-MAIL MARKETING VENDAS• Apresentar preço• Mostrar diferenciais• Produtos devem ser relevantes aopúblico• Usar segmentação
  71. 71. E-MAIL MARKETING GERAÇÃO DE LEADS• Tem caráter promocional• Chama para um cadastro• Alimenta um banco de dados• Tem necessidade de continuidade
  72. 72. E-MAIL MARKETING INFORMATIVO• Informações relevantes ao público• Notícias• Destaques• Não pode ter um caráter comercial• Não pode ter foco em venda
  73. 73. E-MAIL MARKETING AÇÃO PROMOCIONAL• Tem caráter comercial• A promoção deve ser relevante• A comunicação deve ser direta
  74. 74. E-MAIL MARKETING INSTITUCIONAL• É simpático• Agradece o primeiro contato• Mostra mais informações sobre aempresa
  75. 75. E-MAIL MARKETING OS PRINCIPAIS DESAFIOS DOE-MAIL MARKETING
  76. 76. 1° passo CONSTRUÇÃO E SEGMENTAÇÃO DA BASE
  77. 77. CADASTRO OPT-IN NO SITEVisível, claro, objetivo, poucos campos...
  78. 78. CAPTAÇÃO OFF-LINEPromoçõesSorteiosPesquisa de satisfação
  79. 79. SEGMENTAÇÃOAtenção para criar as segmentações de acordo com o seu público. Homens Homens Mulheres Solteiros Casados
  80. 80. 2° passo ENVIO E ENTREGA
  81. 81. FERRAMENTAS DE ENVIO E ENTREGA• Enviar é uma coisa, entregar é outra;• Volume de e-mails: quanto maior o volume, maior a chance deser barrado no anti-spam dos servidores de recebimento;• Algumas ferramentas existentes: IQ DIRECT, DINAMIZE, VIRID,EXACT TARGET, IQ MAIL, MAIL SENDER, UOL HOST, LOCAWEB.
  82. 82. SUBJECT• Por que o e-mail pode ser barrado no anti-spam por causa dosubject?
  83. 83. SPF - SENDER POLICY FRAMEWORKTecnologia para combater a falsificação de endereços de retorno dose-mail (return-path). O mecanismo permite:• ao administrador de um domínio: definir e publicar uma política SPF, onde são designados os endereços das máquinas autorizadas a enviar mensagens em nome deste domínio; e• ao administrador de um serviço de e-mail: estabelecer critérios de aceitação de mensagens em função da checagem das políticas SPF publicadas para cada domínio.O processo de publicação de uma política SPF é independente daimplantação de checagem de SPF por parte do MTA, estes podem ounão ser feitos em conjunto.
  84. 84. HTMLPor que o e-mail pode ser barrado no anti-spam por causa doHTML?
  85. 85. CONTEÚDORelação imagem e texto.
  86. 86. 3° passo ABERTURA
  87. 87. SENDER OU REMETENTE• Conhecido - tem que conter o nome da empresa que o cliente secadastrou• Objetivo - sem explicar nada. Sender é simplesmente o nome daempresa rementente.
  88. 88. SUBJECT OU ASSUNTO• Influencia diretamente para gerar interesse de abertura• Precisa ser objetivo• Não pode enganar ou ser diferente do conteúdo da peça de e-mail• Tem que ter algum atrativo claro
  89. 89. DIA E HORÁRIO• Influencia diretamente na abertura• Analise o seu público para descobrir qual o momento ele estarámais relaxado• Evite que o seu cliente receba fora do horário em que ele está nocomputador
  90. 90. 4° passo CLIQUE
  91. 91. CUSTOMIZAÇÃOSEGMENTAÇÃORELEVÂNCIADESTAQUE DO LINKNÍVEL DE INTERATIVIDADE
  92. 92. 5° passo LANDING PAGE
  93. 93. LANDING PAGE OU PÁGINA DE POUSO• É a continuidade da peça de e-mail marketing• O conteúdo dessa página deve estar de acordo com o conteúdo dapeça• A ação que você quer que o cliente faça deve estar nessa página,de forma clara e destacada
  94. 94. 6° passo Unsubscribe
  95. 95. UNSUBSCRIBE OU DESCADASTRO• Periodicidade• Sem relevância• Horário
  96. 96. 7° passo Continuidade
  97. 97. Por mais que o curso possa ensinar, cada cliente tem seus púbicos diferentes e necessidades diferentes. Portanto, é importante:• Armazenar os dados• Analisar os resultados• Reparar erros• Criar novas campanhas a partir do aprendizado
  98. 98. TESTEA/B
  99. 99. Utilizar uma amostra da base para efetuar os testes antes da campanha real
  100. 100. 8° passo MÉTRICAS
  101. 101. REFERÊNCIASwww.antispam.brwww.abemd.org.brwww.iabbrasil.org.br
  102. 102. MOBILE MARKETING
  103. 103. MOBILE MARKETING
  104. 104. MOBILE MARKETING
  105. 105. MOBILE MARKETING
  106. 106. MOBILE MARKETING
  107. 107. MOBILE MARKETING
  108. 108. MOBILE MARKETING
  109. 109. MOBILE MARKETING
  110. 110. MOBILE MARKETING
  111. 111. MOBILE MARKETING
  112. 112. MOBILE MARKETING
  113. 113. MOBILE MARKETING
  114. 114. MOBILE MARKETING
  115. 115. MOBILE MARKETING
  116. 116. MOBILE MARKETING
  117. 117. MOBILE MARKETING
  118. 118. MOBILE MARKETINGParte do conteúdo extraído do Curso de MarketingDigital do DIGITALKS com os professores:- Tore Haugland - Ouvi- João Guilherme Franco - Hands
  119. 119. PRODUÇÃO WEB
  120. 120. PRODUÇÃO WEBDefinição de objetivosBriefingProdução
  121. 121. DEFINIÇÃO DE OBJETIVOSVisitasCliquesRelacionamentoEngajamentoVendas
  122. 122. BRIEFINGObjetivo de comunicaçãoObjetivo do projetoPrazoVerba
  123. 123. PRODUÇÃO WEBSITE PARA INGLÊS VER
  124. 124. PRODUÇÃO WEB SITE PARA ATENDER O SEU CLIENTEWordpress e Joomla Pronto para ser indexado pelo google Fácil instalação no servidor Fácil criação Aberto para criar novos layouts Administração totalmente pronta Plugin pra “tudo”Comunidade que ajuda no desenvolvimento: http://wp-brasil.org/
  125. 125. PRODUÇÃO WEB
  126. 126. PRODUÇÃO WEB
  127. 127. PRODUÇÃO WEB
  128. 128. PRODUÇÃO WEB
  129. 129. CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA - BANNERS
  130. 130. CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA - EMAIL MKT
  131. 131. CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA - RICH MEDIAhttp://demo.admotion.com.ar/formatos/videobanner/audia5-lrec.htm
  132. 132. CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA - VÍDEO http://www.youtube.com/watch?v=4ba1BqJ4S2M http://www.youtube.com/profile?user=tippexperience&feature=iv&annotation_id=annotation_820885
  133. 133. PRODUÇÃO WEBParte do conteúdo extraído do Curso de MarketingDigital do DIGITALKS com o professor:- Eurípedes Magalhães
  134. 134. MÉTRICAS
  135. 135. MÉTRICAS
  136. 136. MÉTRICAS
  137. 137. WEB ANALYTICS
  138. 138. WEB ANALYTICS MOSTRAM COMO OS CLIENTES: Interagem Navegam De onde vieram Que conteúdo consomem Campanhas mais efetivas O que compram Quanto compram Quantos voltam Que horas acessam Melhores e piores páginas Retorno em relação ao investimento
  139. 139. MÉTRICAS
  140. 140. DEFINIÇÃO DE KPIs KPI Key Performance IndicatorIndicadores de Performence
  141. 141. MÉTRICAS
  142. 142. MÉTRICAS
  143. 143. MÉTRICAS
  144. 144. MÉTRICASParte do conteúdo extraído do Curso de MarketingDigital do DIGITALKS com o professor:- Gerson Ribeiro - dp6
  145. 145. O QUE VEM POR AÍ
  146. 146. Crowdsourcing União de esforços de usuários em prol de umdeterminado objetivo por meio de conhecimentos coletivos e voluntários.
  147. 147. CrowdfundingFinanciamento coletivo de iniciativas de interesse múltiplo
  148. 148. GamificationTransformar em jogo/conquista dos usuários algo que não premia, apenas pela brincadeira
  149. 149. Aplicativos para FacebookCriação de jogos para Facebook e Orkut visando engajar e fidelizar os consumidores. Marcas aproveitam bastante esse potencial
  150. 150. Aplicativos Mobile Aplicativos patrocinados para smartphones quepermitem interação e informação aos consumidores
  151. 151. Social Commerce Há vários conceitos de Social Commerce no mercado. A que mais se aproxima é a da venda direta por meio da rede social, como Like Stores.DICA: Quer fazer Social Commerce mas não tem budget para investir agora?Que tal criar uma tab com produtos que redirecionem para o seu e- commerce?
  152. 152. QR CodeÚtil para cross entre ações online e offline, o QR Codepode ser gerado facilmente e encaminhado para links da sua marca.Nunca esqueça de Taggear!
  153. 153. O futuro das mídias digitais• Mobile• Localizado por GPS• Onipresente• Está em todos os lugares
  154. 154. OBRIGADO FLÁVIO HORTA flavio@digitalks.com.br @flaviohortaWWW.DIGITALKS.COM.BR

×