Crowdfunding: Como levantar investimentos para sua ideia ou negócio

557 visualizações

Publicada em

Apresentação de Frederico Rizzo, Co-Fundador – BROOTA, no Expo Fórum de Marketing Digital 2015. Palestra falou sobre: Crowdfunding: Como levantar investimentos para sua ideia ou negócio.

Publicada em: Marketing
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
557
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
64
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crowdfunding: Como levantar investimentos para sua ideia ou negócio

  1. 1. Captando Investimento com auxílio da internet
  2. 2. I) A história por trás do Broota II) A inovação: mini-IPO de startup III) Mecânica de uma captação online IV) Broota hoje Agenda 3 12 19 27
  3. 3. ACESSO A CAPITAL COMPLEXIDADE SOMADA À ESCASSEZ
  4. 4. Recompensa Doação Equity Dívida CROWDFUNDING OS DISTINTOS MODELOS EXISTENTES
  5. 5. MERCADO REGULADO
  6. 6. U$16bi em 2014 via crowdfunding
  7. 7. a INOVAÇÃO mini-IPO de uma startup 3
  8. 8. Estágio do Negócio ValorInvestido FFF Investidor Anjo, Aceleradora, Subvenção Capital Semente Venture Capital Private Equity Conceito/ Pesquisa Plano de Negócios Desenvolvimento do Produto Primeiros Clientes Operando com receita Expansão IPO ESTÁGIOS DE FINANCIAMENTO FONTES DE RECURSOS MVP / Validação / Product-Market FitPré-operacional Tração / Growth / Escala
  9. 9. Declaração de Direitos do Empreendedor • Decisões rápidas • Documentos padronizados • Rodadas alocadas • Decisões independentes • Capte menos, se dilua menos • Sem direito de Controle • Relações horizontais • Conhecimentos específicos • Cash up front
  10. 10.  A oferta pública de distribuição de valores mobiliários de emissão de empresas de pequeno porte e microempresas é automaticamente dispensada de registro na CVM (art. 5º, III, da Instrução CVM 400/2003) No Brasil a CVM abriu brecha para o crowdfunding em 2010  Não requer a participação de instituição intermediária  Limitada a R$2,4 milhões a cada período de 12 meses
  11. 11. Investidores no Contrato Social Pouca proteção dos riscos superiores ao capital investido Ltda’s não foram feitas para o mercado de capital Empreendedores Investidores
  12. 12. Título de Dívida Conversível • Não havia precedentes no mercado local, no âmbito de oferta pública; • Emissão, pela EPP/ME, de título de dívida conversível em ações quando e se houver futura conversão da EPP/ME em sociedade anônima; • Sócios da EPP/ME comprometem-se a transformar a EPP/ME em sociedade anônima em determinadas hipóteses, ou na maturidade do título; • Após transformação, há aumento de capital e os titulares dos títulos de dívida tornam-se acionistas da companhia, integralizando capital com crédito; • Sócios da EPP/ME renunciam à sua preferência na subscrição das ações no respectivo aumento de capital.
  13. 13. ACESSO À NOVOS INVESTIDORES MENORES CUSTOS DE TRANSAÇÃO FACILIDADE PARA O INVESTIDOR PLATAFORMA ONLINE INVESTIMENTO COLETIVO PARA STARTUPS
  14. 14. a MECÂNICA de uma Rodada de captação no Broota 3
  15. 15. COMO UTILIZAR 1. CRIAR PERFIL DA STARTUP NO BROOTA 2. APROVAR PITCH DECK JUNTO AO REGULADOR (CVM) 3. PROCESSO DE ROADSHOW + BOOKBUILDING 4. OFERTA PRIVADA VS. PÚBLICA: CROWDFUNDING 5. FECHAMENTO DA RODADA: CHAMADA DE CAPITAL + EMISSÃO DOS TÍTULOS CAPTAÇÃO ONLINE D-0 1 – 2 semanas Reunião sobre Dúvidas do Modelo Criar Perfil na Plataforma 1 – 2 semanas Protocolar CVM Preparar Deck investidores 1 – 4 semanas 2 semanas1 semana Roadshow Oferta Pública vs PrivadaValidar Contratos Chamada de Capital
  16. 16. No online ou offline, 1o fuzil depois metralhadora Não se perca com valuations e detalhes da estrutura do negócio, mas conheça os jargões 1 2 3 4 Crie o perfil o quanto antes e o mantenha atualizado Pitch de 30 segundos Pitch de 2 minutos Blog “A Primer for Fundraising on Angelist”: http://thehalltruth.co/ 5 Aprove material na CVM e tenha um Ás na manga
  17. 17. BOB WOLLHEIM, SÓCIO-FUNDADOR DO STARTUPI, DO YOUPIX E DA APPIES “O BROOTA É O TIPO DE EMPRESA QUE PRECISA EXISTIR EM NOSSO ECOSSISTEMA DE EMPREENDEDORISMO.É ENTUSIASMANTE IMAGINAR AS OPORTUNIDADES QUE PODEM DECORRER DE MODELOS MAIS DISTRIBUÍDOS COMO O CROWDFUNDING" DANIEL IZZO, SÓCIO FUNDADOR DA VOX CAPITAL “JÁ ESTAVA NA HORA DE SURGIR NO BRASIL UMA PLATAFORMA DE INVESTIMENTO QUE FACILITASSE O SURGIMENTO DE NEGÓCIOS INOVADORES, COM GRANDE POTENCIAL DE IMPACTO SOCIAL E RETORNO FINANCEIRO POR ISSO EU APOIO O BROOTA!" TIAGO MABILDE, CO-FUNDADOR DA ACELERADORA PIPA “PENSO QUE UTILIZARÍAMOS O BROOTA PARA LIDERAR INVESTIMENTOS DAS EMPRESAS POR NÓS ACELERADAS. ESSA É UMA ABORDAGEM INOVADORA, QUE VAI FACILITAR A VIDA DAS STARTUPS E AINDA TRAZER MAIS CAPITAL SEMENTE PARA ECONOMIAS LOCAIS PELO PAÍS” INVESTIDORES-ÂNCORA ACESSO + LIDERANÇA
  18. 18. GOVERNANÇA PRESTAÇÃO DE CONTAS o Comunicar periodicamente aos investidores as principais métricas do negócio, seja ele com ou sem fins lucrativos; o Breve descrição sobre o período (principais conquistas + acertos, erros e ajustes previstos nas métricas + como os investidores podem ajudar?) RELAÇÃO COM INVESTIDOR
  19. 19. MODELO JURÍDICO PRINCIPAIS TERMOS DO CONTRATO Direito a Informação: exceto se um Investidor Major, os demais não estão garantidos do direito de informação a demonstrativos financeiros e outros indicadores de performance. Direito de Preferência: apenas Investidores Major têm direito de participarem em rodadas seguintes (pro-rata). Tag Along: caso a empresa receba um oferta de compra do seu controle, o todo investidor terá o direito de vender sua participação aos mesmos termos e preço oferecido ao controlador. Conversão: Investidores Crowd convertem seus Títulos em Ações Preferenciais, sem direito a voto; já Investidores Major convertem em Ações Ordinárias, com direito a voto. Venda a terceiros: os Títulos poderão ser cedidos a terceiros a qualquer momento, até a data de vencimento ou conversão dos mesmos.
  20. 20. INVESTIDORES (usuários da plataforma Broota) STARTUPS (selecionadas por Investidores Líderes ou Parceiros) • 5% do lucro realizado, caso haja liquidez em até 10anos • Líquidos do custo de estruturação, taxa fixa e única de R$15mil ~3% • Taxa de serviço: R$0 a R$5.000 sobre valor captado, dependendo do nível de liderança existente na Oferta • Acesso a startups • Programas: seleção de startups • Ferramentas de governança • Acesso a investidores/mentores • Suporte à realização e fechamento da Oferta • Disponibilização eletrônica dos documentos da Oferta MODELO DE NEGÓCIO
  21. 21. “FICAMOS SURPRESOS COM A VELOCIDADE COM QUE ALCANÇAMOS A NOSSA META E COM A QUALIDADE DOS INVESTIDORES QUE ATRAIMOS.” HADRIEN , CO-FUNDADOR DA CREMME EMPREENDEDORES DEPOIMENTO DE QUEM JÁ USOU “O PERFIL DOS INVESTIDORES NOS SURPREENDEU POR SEREM PESSOAS DE DIFERENTES SEGMENTOS E EXTREMAMENTE DISPOSTOS A COLABORAR COM COM FEEDBACKS E CONTATOS.” FABIANY , FUNDADORA DA TIMOKIDS
  22. 22. MAIS DE 3.000.000 INVESTIDOS POR 360 INVESTIDORES ONLINE R$ 30.000.000DE INTENÇÕES NOS PRÓXIMOS 3 ANOS DE 1.650 INVESTIDORES R$ O HOJE Mulheres 7% Rodada Média R$280mil Tempo Médio 45 dias Investimento Médio R$ 7.843
  23. 23. PIONEIRISMO NO BRASIL “PRIMEIRO “MINI IPO” REALIZADO ATRAVÉS DE UMA PLATAFORMA ELETRÔNICA NO BRASIL”
  24. 24. PARCERIAS COM EMPRESAS Request for Startups (RFS) • Marketplace potencializa efeito de rede • Canal segmentado e inteligente alinhado com estratégia da empresa • Dashboard exclusivo e customizável para mentores e equipe de inovação Captações Customizadas INVESTIDORES, sócios, colaboradores, Institutos&Fundações STARTUPS, selecionadas pela empresa
  25. 25. broota.com.br @BrootaBrasil /brootabr contato@broota.com.br INVESTIDOR / EMPREENDEDOR PARTICIPE! CRIE SEU PERFIL NO BROOTA Obrigado!

×