Revolta da Chibata T.81

4.742 visualizações

Publicada em

Trabalho de História da turma 81, desenvolvido pela Profª. Ângela, da Escola Básica Municipal Intendente Aricomedes da Silva, Florianópolis/SC, sobre as Revoltas da República Velha.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.742
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
105
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
106
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revolta da Chibata T.81

  1. 1. REVOLTA DA CHIBATA
  2. 2. A Revolta da Chibata A Revolta da Chibata foi um movimento de militares da Marinha do Brasil , planejado por cerca de dois anos e que culminou com uma revolta que se estendeu de 22 até 27 de novembro de 1910 na baía de Guanabara , no Rio de Janeiro , à época a capital do país , sob a liderança do marinheiro joão Cândido. Na ocasião rebelaram-se cerca de 2400 marinheiros contra a aplicação de castigos físicos a eles impostos (as faltas graves eram punidas com 25 chibatadas), ameaçando bombardear a cidade.
  3. 3. A Revolta pelo fim da Chibata Marinheiros revoltosos (1910). João Cândido ao centro. Encouraçado Minas Gerais (1910). Foi originalmente marcada para dez dias depois da posse do Presidente eleito da República, Hermes da Fonseca , a ocorrer no dia 15 de Novembro de 1910. Entretanto, a punição aplicada ao marinheiro Marcelino Rodrigues Menezes do Encouraçado Minas Gerais , precipitou o início da revolta.
  4. 5. Na baía de Guanabara, na noite de 22 de novembro de 1910, os marinheiros do Minas Gerais amotinaram-se ao constatarem que o comandante Batista das Neves havia retornado mais cedo do jantar oferecido a bordo do navio francês Duguay-Trouin, onde tinha combinado de passar toda a noite.
  5. 7. Quan Quando ele foi para sua câmara dormir, um marinheiro mais afoito atacou o oficial de plantão, Álvaro Alberto, o que fez com que o comandante voltasse de sua câmara para o convés. Batista das Neves foi cercado pelos amotinados e intimado a deixar o navio. O marinheiro Bulhões aconselhou-o a abrigar-se, mas ele terá respondido: "Eu não saio de bordo ".
  6. 9. Criadores dessa Grande Obra Cultural Nomes : Marcos , Douglas , Rodrigo LOKO Data : 14/04/2011 Professor(a): Angela

×