O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Capítulo 2O Básico sobrea Oferta e aDemanda
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 2Tópicos para Discussão Oferta e Demanda O Mecanismo de Mercado Deslocame...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 3Tópicos para Discussão Compreendendo e Prevendo os Efeitosdas Modificações...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 4Introdução Aplicações da Análise de Oferta eDemandaCompreensão e previsão...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 5Introdução Aplicações da Análise de Oferta eDemandaAnálise do modo pelo q...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 6Oferta e Demanda A Curva de OfertaA curva de oferta mostra a quantidade d...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 7Oferta e Demanda A Curva de OfertaEssa relação entre preço e quantidade p...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 8O eixo horizontal mede aquantidade (Q) ofertada em número de unidades porpe...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 9Oferta e DemandaSA curva de oferta tem inclinaçãopositiva, demonstrando que...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda Outros Determinantes da Oferta além doPreçoCustos de Produ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda O custo dasmatérias-primas cai Ao preço P1, produz-seQ2 A...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda Oferta - RevisãoA oferta é afetada por outras variáveis al...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda Oferta - RevisãoMudanças na quantidade ofertada causadaspo...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda A Curva de Demanda A curva de demanda mostra a quantidade ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e DemandaQuantidadeO eixo horizontal mede a quantidade (Q)demandada em...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e DemandaDA curva de demanda teminclinação negativa, demonstrando queo...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda Outros Determinantes da Demanda alémdo PreçoRendaGostos d...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDPQQ1P2Q0P1D’Q2Deslocamento da DemandaDeslocamento da DemandaOferta e demanda...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideMudanças na Oferta e Demanda Demanda - Revisão A demanda é afetada por outr...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de MercadoQuantidadeDSAs curvas se cruzam noponto de equilíbrio.A...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de Mercado Características do preço de equilíbrioQD = QSNão há...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de MercadoQuantidadeDSP0Q0Se o preço estiver acimado ponto de equ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de Mercado O preço de mercado está acima do equilíbrio Há exces...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de MercadoDSQ1Suponha que o preço seja P1 ,então:1) Qs : Q2 > Qd ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de Mercado O preço de mercado está acima do equilíbrio Há exces...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de MercadoDSQ1 Q2P2Escassez deOfertaQuantidadePreço($ por unidade...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de Mercado O preço de mercado está abaixo do equilíbrio: Há esc...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de Mercado O mecanismo de mercado - Resumo1) Oferta e demanda in...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDeslocamentos na Oferta e na Demanda Os preços de equilíbrio são determinado...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideS’Q2 Preços das matérias-primas caem S muda para S’ Há excesso de ofertaao...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideD’ SDQ3P3 A renda aumenta A demanda muda paraD’ Há escassez de ofertaao pr...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideD’ S’ A renda aumenta e ospreços da matéria -prima caem O aumento em D émai...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDeslocamentos na Oferta e na Demanda Quando a oferta e a demanda mudamsimult...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO preço dos Ovos e o preçodo Ensino Universitário revisitados O preço real d...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideMercado de OvosQ (milhões de dúzias)P(Dólares de 1970por dúzia)D1970S1970$0,6...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Preço do Ensino Universitário O preço real do ensino universitário aumento...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideMercado para o Ensino UniversitárioQ (milhões de alunosmatriculados))P(custo ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDeslocamentos na Oferta e na Demanda Desigualdade salarial nos EstadosUnidos...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDeslocamentos na Oferta e na Demanda Pergunta:Por que a distribuição de ren...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideConsumo & Preço do Cobre1880-1998
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Comportamento de Longo Prazodos Preços dos Recursos Naturais Observações:...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideS1998D1998D1900S1900 S1950D1950Trajetória de longo prazodo preço e consumoDes...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide ConclusãoA redução dos custos de produção causou oaumento da oferta em nív...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide ObservaçõesPara prever com precisão o preço futuro dealgum produto ou serv...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Em geral, a elasticidade é uma medidada se...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Mede a sensibilidade da quantidadedemandad...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade-preço da demanda é dadapor:...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A variação percentual de uma variávelcorre...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Logo, a elasticidade-preço da demandatambé...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Interpretando Valores das Elasticidades-pr...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Interpretando Valores dasElasticidades-pre...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda O determinante básico da elasticidade-preç...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades-preço da DemandaQPreçoQ = 8 - 2PEp = -1Ep = 0∞= -EP O segmento ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades-preço da DemandaDP*∞= -EPQuantidadePreçoDemanda Infinitamente E...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades-preço da DemandaQ*0EP =QuantidadePreçoDemanda Completamente Ine...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade-renda da demanda medea vari...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade-renda da demanda é dadapor:...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade cruzada da demandamede a va...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade cruzada da demanda édada po...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade-preço da oferta mede a vari...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Podemos falar de elasticidades da oferta e...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Curva de Oferta de Trigo em 1981QS = 1.80...
Elasticidades da Oferta e Demanda Equilíbrio: Q S = Q DPP 266550.3240800.1 −=+750.1506 =PbushelP /46,3=bushelsdemilhões63...
Elasticidades da Oferta e DemandaInelástica35,0)266(630.246,3−=−=∆∆=PQQPE DDPInelástica32,0)240(630.246,3==∆∆=PQQPE SSPO M...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Suponha que o preço do trigo seja$4,00/bus...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide1981 1800 + 240P 3550 - 266P 1800+240P = 3550-266P506P = 1750P1981 = $3,46/bu...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo Prazo A elasticida...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Para a maioria dos bens e serviços: A elasticidade de curto prazo é menor ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideGasolina: Curvas de Demanda deCurto e Longo PrazosDCPDLPNo longo prazo, as pe...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDCPDLPAs compras de carros novospodem ser adiadas, masno longo prazo os carro...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide A elasticidade-renda também varia com operíodo de tempo de que o consumidor...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Para a maioria dos bens e serviços:A elasticidade-renda é maior no longo p...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Para outros bens (duráveis):A elasticidade-renda é menor no longo prazodo ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide A gasolina e os automóveis são benscomplementares.Elasticidades de Curto Pr...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Gasolina As elasticidades em relação a preço e renda sãomaiores no longo p...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlidePreço -0.11 -0.22 -0.32 -0.49 -0.82 -1.17Renda 0.07 0.13 0.20 0.32 0.54 0.78A...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlidePreço -1.20 -0.93 -0.75 -0.55 -0.42 -0.40Renda 3.00 2.33 1.88 1.38 1.02 1.00A...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Os dados explicam:1) Por que o preço do petróleo não subiu alémdos $30/barr...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Para a maioria dos bens e serviços:A elasticidade-preço da oferta é maior ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideSCPCobre Primário: Curvas de Ofertade Curto e Longo PrazosCobre Primário: Cur...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideSCPCobre Secundário: Curvas de Ofertade Curto e Longo PrazosCobre Secundário:...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta primária 0,20 1,60Oferta secundária 0,43 0,31Oferta total 0,25 1,50Ela...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide As elasticidades explicam por que ospreços do café são tão voláteis.A razã...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlidePreço do Café Brasileiro
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDSP0Q0 QuantidadePreçoP1No Curto Prazo:1) Oferta completamente inelástica2) D...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideS’DSP0Q0P2Q2No Médio Prazo:1) Oferta e demanda maiselásticas2) Preço recua pa...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDSP0Q0No Longo Prazo:1) Oferta extremamente elástica.2) Preço volta para P0.3...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Em primeiro lugar, precisamos aprendercomo “ajustar” curvas de demanda eofe...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Dados DisponíveisPreço de Equilíbrio, P*Quantidade de Equilíbrio, Q*Elas...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDemanda: Q = a - bPa/bOferta: Q = c + dP-c/dP*Q*ED = -bP*/Q*ES = dP*/Q*Compre...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Podemos começar apresentando asequações da oferta e da demanda:Demanda: QD ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Passo 1:Lembre que:P)Q/(P/Q)(E ∆∆=Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasMo...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide No caso de curvas de demanda e ofertalineares, a variação na quantidadedivi...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Inserindo as inclinações de cada curvanas fórmulas das respectivaselasticid...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Dado que temos valores para ED, ES, P*, eQ*, podemos resolver para b & d, e...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Cálculo da oferta e demanda de cobre nolongo prazo:Os dados relevantes são...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Es = d(P*/Q*) 1,6 = d(0,75/7,5)= 0,1d d = 1,6/0,1 = 16 Ed = -b(P*/Q*) -...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Oferta = QS* = c + dP* 7,5 = c + 16(0,75) 7,5 = c + 12 c = 7,5 - 12 c =...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Igualando oferta e demanda obtemos:Oferta = -4,5 + 16p = 13,5 - 8p = Demand...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta: QS = -4,5 + 16P+0,28 = -c/d Demanda: QD = 13,5 - 8P1,69 = a/b0,757,5C...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Escrevemos as equações de oferta e demandade modo que elas dependessem apen...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Temos as seguintes informaçõesrelativas à indústria do cobre:I = 1,0P* = ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide O valor de f pode ser calculado a partirda fórmula da elasticidade-renda:IQ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Resolvendo para f :1,3 = (1,0/7,5)ff = (1,3)(7,5)/1,0 = 9,75Compreendendo e...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Resolvendo para a :7,5 = a - 8(0,75) + 9,75(1,0)a = 3,75Compreendendo e Pre...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Demanda Declinante e oComportamento dos Preços do Cobre As principais caus...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlidePreços Reais versus Preços Nominaisdo Cobre: 1965 - 1999Preço nominalPreço re...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Vamos tentar estimar o impacto de umaredução de 20% na demanda por cobre. ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Multiplique o lado direito dessa equação por0,80 de modo a obter a nova equ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide O novo preço de equilíbrio é:-4,5 + 16P = 10,8 – 6,4P-16P + 6,4P = 10,8 + 4...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide A diminuição de 20% na demanda porcobre resultou na redução do preço deequi...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlidePreço do Petróleo CruPreço real ($ de1990)Preço nominal
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo Podemos prever numericamente o ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideEstimativas da Elasticidade-PreçoDemanda Mundial: -0,05 -0,40Oferta Competiti...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo Impacto de curto prazo da inter...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo Impacto de curto prazo da inter...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo Preço Após a ReduçãoDemanda = O...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDQuantidade(bilhões de barris/ano)Preço($ porbarril)518ST0 5 15 20 25 30 3510...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo Impacto de longo prazo da inter...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo O novo preço de equilíbrio pode...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDQuantidade(bilhões de barris/ano)Preço($ porbarril)5ST0 5 15 20 25 30 351010...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideEfeitos da Intervenção Governamental– Controles de Preços Quando o preço de ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDEfeitos dos Controles de PreçosQuantidadePreçoP0Q0SPmáxExcesso de demandaSe ...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideControle de Preços e Escassez deGás Natural Desde 1954, o governo federal do...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Os controles de preços geraram um excessode demanda de 7 trilhões de pés cú...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide$2/tpcdepreçoao75,35:25,0214:1,5petróleodedemandadacruzadadeElasticida5,00,1p...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideControle de Preços e Escassez deGás NaturalDados Relativos ao Gás NaturalDado...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideResumo A análise de oferta e demanda é umaferramenta básica da microeconomia...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideResumo As elasticidades descrevem a sensibilidade daoferta e da demanda às v...
Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideResumo Através de análises numéricas simples,freqüentemente é possível ajust...
Fim do Capítulo 2O Básico sobrea Oferta e aDemanda
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cap02

2.950 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Cap02

  1. 1. Capítulo 2O Básico sobrea Oferta e aDemanda
  2. 2. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 2Tópicos para Discussão Oferta e Demanda O Mecanismo de Mercado Deslocamentos na Oferta e na Demanda Elasticidades da Oferta e Demanda Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo Prazo
  3. 3. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 3Tópicos para Discussão Compreendendo e Prevendo os Efeitosdas Modificações das Condições deMercado Efeitos da Intervenção Governamental –Controles de Preço
  4. 4. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 4Introdução Aplicações da Análise de Oferta eDemandaCompreensão e previsão dos efeitos dascondições econômicas mundiais sobre ospreços de mercado e a produção.Análise dos efeitos do controle de preçospelo governo, do salário mínimo, da políticade preços mínimos e dos incentivos àprodução
  5. 5. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 5Introdução Aplicações da Análise de Oferta eDemandaAnálise do modo pelo qual os impostos, ossubsídios e as restrições às importaçõesafetam consumidores e produtores
  6. 6. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 6Oferta e Demanda A Curva de OfertaA curva de oferta mostra a quantidade deuma mercadoria que os produtores estãodispostos a vender a um determinado preço,considerando constantes outros fatores quepossam afetar a quantidade ofertada
  7. 7. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 7Oferta e Demanda A Curva de OfertaEssa relação entre preço e quantidade podeser demonstrada pela equação:)(PQQ ss =
  8. 8. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 8O eixo horizontal mede aquantidade (Q) ofertada em número de unidades porperíodo de tempoO eixo vertical mede opreço (P) recebidopor unidade em dólaresOferta e DemandaGráfico da Curva de OfertaGráfico da Curva de OfertaQuantidadePreço($ por unidade)
  9. 9. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide 9Oferta e DemandaSA curva de oferta tem inclinaçãopositiva, demonstrando que, parapreços mais elevados, as firmasproduzirão maisGráfico da Curvade OfertaGráfico da Curvade OfertaQuantidadePrrço($ por unidade)P1Q1P2Q2
  10. 10. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda Outros Determinantes da Oferta além doPreçoCustos de Produção Mão de Obra Capital Matérias-primas
  11. 11. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda O custo dasmatérias-primas cai Ao preço P1, produz-seQ2 Ao preço P2, produz-seQ1 A Curva de Ofertadesloca-se para a direita(S’) Para qualquer preço, aprodução em S’é maiordo que em SPSDeslocamento da OfertaDeslocamento da OfertaQP1P2Q1Q0S’Q2
  12. 12. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda Oferta - RevisãoA oferta é afetada por outras variáveis alémdo preço, tais como o custo da mão de obra,capital e matérias-primas.Mudanças na oferta associadas amodificações nos determinantes extra-preçosão representadas por deslocamentos detoda a curva de oferta.
  13. 13. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda Oferta - RevisãoMudanças na quantidade ofertada causadaspor alterações no preço do produto sãorepresentadas por movimentos ao longo dacurva de oferta.
  14. 14. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda A Curva de Demanda A curva de demanda mostra a quantidade de umamercadoria que os consumidores estão dispostos acomprar para cada preço unitário, considerandoconstantes outros fatores que não sejam o preço Essa relação entre preço e quantidade pode serrepresentada pela equação:(P)QQ DD =
  15. 15. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e DemandaQuantidadeO eixo horizontal mede a quantidade (Q)demandada em número deunidades por período de tempoO eixo vertical mede o preço (P) pagopor unidade em dólaresPreço($ por unidade)
  16. 16. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e DemandaDA curva de demanda teminclinação negativa, demonstrando queos consumidores estão dispostos acomprar mais a um preço mais baixo,à medida que o produto se tornarelativamente mais barato ea renda real do consumidor aumenta.QuantidadePreço($ por unidade)
  17. 17. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta e Demanda Outros Determinantes da Demanda alémdo PreçoRendaGostos do consumidorPreço de Bens Relacionados Substitutos Complementares
  18. 18. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDPQQ1P2Q0P1D’Q2Deslocamento da DemandaDeslocamento da DemandaOferta e demanda Aumento daRenda Ao preço P1, compra-se Q2 Ao preço P2, compra-se Q1 A curva de demandadesloca-se para a direita Para qualquer preço, aquantidade comprada emD’ é maior do que em D
  19. 19. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideMudanças na Oferta e Demanda Demanda - Revisão A demanda é afetada por outras variáveis além dopreço, tais como, renda, preço de bens relacionadose gostos. Mudanças na demanda associadas a modificaçõesnos determinantes extra-preço são representadaspor deslocamentos de toda a curva de demanda. Mudanças na quantidade demandada associadas amudanças no preço do produto são representadaspor movimentos ao longo da curva de demanda.
  20. 20. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de MercadoQuantidadeDSAs curvas se cruzam noponto de equilíbrio.Ao preço P0a quantidade ofertadaé igual à quantidadedemandada, Q0 .P0Q0Preço($ por unidade)
  21. 21. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de Mercado Características do preço de equilíbrioQD = QSNão há escassez de ofertaNão há excesso de ofertaNão há pressão para que o preço sejaalterado
  22. 22. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de MercadoQuantidadeDSP0Q0Se o preço estiver acimado ponto de equilíbrio:1) O preço está acima dopreço de equilíbrio2) Qs > Qd3) O preço cai para o preçode equilíbrio do mercadoP1Excessode ofertaPreço($ por unidade)
  23. 23. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de Mercado O preço de mercado está acima do equilíbrio Há excesso de oferta Os produtores diminuem os preços A quantidade demandada aumenta e a ofertadadiminui O mercado continua a se ajustar até que o preço deequilíbrio seja atingido.Excesso de OfertaExcesso de Oferta
  24. 24. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de MercadoDSQ1Suponha que o preço seja P1 ,então:1) Qs : Q2 > Qd : Q12) O excesso de oferta é Q2 – Q1.3) Os produtores diminuem opreço.4) A quantidade ofertada diminuie a demandada aumenta.5) O ponto de equilíbrio se dáem P2Q3P1ExcessoDe OfertaQ2 QuantidadePreço($ por unidade)P2Q3
  25. 25. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de Mercado O preço de mercado está acima do equilíbrio Há excesso de oferta Os produtores diminuem os preços A quantidade demandada aumenta e a ofertadadiminui O mercado continua a se ajustar até que o preço deequilíbrio seja atingido.Excesso de Oferta - RevisãoExcesso de Oferta - Revisão
  26. 26. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de MercadoDSQ1 Q2P2Escassez deOfertaQuantidadePreço($ por unidade)Suponha que o preço seja P2 ,então:1) Qd : Q2 > Qs : Q12) A escassez de oferta é Q2 – Q1.3) Os produtores elevam opreço.4) A quantidade ofertadaaumenta e a demandadadiminui.5) O ponto de equilíbrio se dáem P3, Q3Q3P3
  27. 27. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de Mercado O preço de mercado está abaixo do equilíbrio: Há escassez de oferta Os produtores aumentam os preços A quantidade demandada diminui e a ofertadaaumenta O mercado continua a se ajustar até que o preço deequilíbrio seja atingido.Escassez de OfertaEscassez de Oferta
  28. 28. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Mecanismo de Mercado O mecanismo de mercado - Resumo1) Oferta e demanda interagem paradeterminar o preço de equilíbrio.2) Quando não estiver em equilíbrio, o mercadose ajustará diminuindo o excesso ou escassezde oferta e restabelecendo, assim, o equilíbrio.3) Os mercados devem ser competitivos paraque o mecanismo seja eficiente.
  29. 29. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDeslocamentos na Oferta e na Demanda Os preços de equilíbrio são determinados pelonível relativo de oferta e demanda. Oferta e demanda são determinados porvalores específicos de suas variáveisdeterminantes. Alterações em qualquer uma dessas variáveis,ou numa combinação delas, podem causarmudanças no preço de equilíbrio e/ou naquantidade.
  30. 30. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideS’Q2 Preços das matérias-primas caem S muda para S’ Há excesso de ofertaao preço P1 de Q2 – Q1. O ponto de equilíbrio sedá em P3, Q3PQSDP3Q3Q1P1Deslocamentos na Oferta e na Demanda
  31. 31. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideD’ SDQ3P3 A renda aumenta A demanda muda paraD’ Há escassez de ofertaao preço P1 de Q2 – Q1 O ponto de equilíbrio sedá em P3, Q3PQDeslocamentos na Oferta e na DemandaQ2Q1P1
  32. 32. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideD’ S’ A renda aumenta e ospreços da matéria -prima caem O aumento em D émaior que o aumentoem S O preço de equilíbrio ea quantidadeaumentam para P2, Q2PQSP2Q2DP1Q1Deslocamentos na Oferta e na Demanda
  33. 33. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDeslocamentos na Oferta e na Demanda Quando a oferta e a demanda mudamsimultaneamente, o impacto no preço deequilíbrio e na quantidade é determinadopelos seguintes fatores:1) Direção e tamanho relativo das mudanças2) Formato das curvas de oferta e demanda
  34. 34. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO preço dos Ovos e o preçodo Ensino Universitário revisitados O preço real dos ovos caiu 59% entre 1970 e1998. A oferta aumentou devido ao crescimento damecanização na criação de aves e ao custo deprodução reduzido. A demanda diminuiu devido à crescentepreocupação do consumidor com a saúde ecom as conseqüências da ingestão docolesterol contido nos ovos.
  35. 35. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideMercado de OvosQ (milhões de dúzias)P(Dólares de 1970por dúzia)D1970S1970$0,615.500D1998S1998Os preços caíram atéum novo equilíbrio seratingido ao preço de $0,26e uma quantidade de5.300 milhões de dúzias$0,265.300
  36. 36. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Preço do Ensino Universitário O preço real do ensino universitário aumentou68 por cento entre 1970 e 1995. A oferta diminuiu devido a custos maiselevados com equipamentos e manutençãodas salas de aula, laboratórios e bibliotecas,além de salários mais altos do corpo docente. A demanda aumentou devido ao maior númerode estudantes que ingressam na universidadeapós concluir o ensino médio.
  37. 37. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideMercado para o Ensino UniversitárioQ (milhões de alunosmatriculados))P(custo anualem dólaresde 1970)D1970S1970S1995D1995$4,57312.3Os preços aumentaramaté um novo pontode equilíbrio ser atingidoao preço de $4,573e uma quantidade de12.3 milhões de alunosmatriculados$2,5307.4
  38. 38. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDeslocamentos na Oferta e na Demanda Desigualdade salarial nos EstadosUnidosRenda líquida real entre 1977 e 1999: Aumentou mais de 40% para os 20% maisricos Caiu mais de 10% para os 20% maispobres
  39. 39. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDeslocamentos na Oferta e na Demanda Pergunta:Por que a distribuição de renda tornou-semais desigual entre 1977 e 1999?
  40. 40. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideConsumo & Preço do Cobre1880-1998
  41. 41. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideO Comportamento de Longo Prazodos Preços dos Recursos Naturais Observações:O consumo do cobre aumentou cerca de 100vezes entre 1880 e 1998, indicando forteaumento na demanda.O preço real do cobre permaneceurelativamente constante.
  42. 42. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideS1998D1998D1900S1900 S1950D1950Trajetória de longo prazodo preço e consumoDeslocamentos na Oferta e na DemandaQuantidadePreço
  43. 43. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide ConclusãoA redução dos custos de produção causou oaumento da oferta em nível mais do quesuficiente para compensar o aumento dademanda.Deslocamentos na Oferta e na Demanda
  44. 44. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide ObservaçõesPara prever com precisão o preço futuro dealgum produto ou serviço, é necessário levarem consideração as mudanças potenciais naoferta e na demanda de mercado.As previsões para os mercados de petróleoe outros minerais realizadas em 1970 serevelaram incorretas por terem levado emconsideração apenas o lado da demanda.Deslocamentos na Oferta e na Demanda
  45. 45. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Em geral, a elasticidade é uma medidada sensibilidade de uma variável emrelação a outra. Ela nos informa a variação percentual emuma variável em decorrência da variaçãode 1% em outra variável.
  46. 46. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Mede a sensibilidade da quantidadedemandada em relação a mudanças nopreço.Mede a variação percentual na quantidadedemandada de um bem ou serviço quedecorre da variação de 1% no preço.Elasticidade-preço da DemandaElasticidade-preço da Demanda
  47. 47. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade-preço da demanda é dadapor:P)Q)/(%(%EP ∆∆=
  48. 48. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A variação percentual de uma variávelcorresponde à sua variação absolutadividida por seu valor original.Elasticidade-preço da DemandaElasticidade-preço da Demanda
  49. 49. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Logo, a elasticidade-preço da demandatambém é dada por:PQQPP/PQ/QEP∆∆=∆∆=Elasticidade-preço da DemandaElasticidade-preço da Demanda
  50. 50. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Interpretando Valores das Elasticidades-preço da Demanda1) Dada a relação inversa entre P e Q, EP énegativa.2) Se |EP| > 1, a variação percentual naquantidade é maior do que a variaçãopercentual no preço. Nesse caso, dizemos quea demanda é elástica em relação ao preço.
  51. 51. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Interpretando Valores dasElasticidades-preço da Demanda3) Se |EP| < 1, a variação percentual naquantidade é menor do que a variaçãopercentual no preço. Nesse caso,dizemos que a demanda é inelástica emrelação ao preço.
  52. 52. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda O determinante básico da elasticidade-preço da demanda é a disponibilidade debens substitutos.Se há muitos substitutos: a demanda éelástica em relação ao preçoSe há poucos substitutos: a demanda éinelástica em relação ao preçoElasticidade-preço da DemandaElasticidade-preço da Demanda
  53. 53. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades-preço da DemandaQPreçoQ = 8 - 2PEp = -1Ep = 0∞= -EP O segmento inferior de umacurva de demanda negativamenteinclinada é menos elástico que osegmento superior.4824Curva de Demanda LinearQ = a - bPQ = 8 - 2P
  54. 54. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades-preço da DemandaDP*∞= -EPQuantidadePreçoDemanda Infinitamente Elástica
  55. 55. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades-preço da DemandaQ*0EP =QuantidadePreçoDemanda Completamente Inelástica
  56. 56. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade-renda da demanda medea variação percentual na quantidadedemandada que decorre da variação de1% na renda.Outras Elasticidades da DemandaOutras Elasticidades da Demanda
  57. 57. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade-renda da demanda é dadapor:IQQII/IQ/QEI∆∆=∆∆=Outras Elasticidades da DemandaOutras Elasticidades da Demanda
  58. 58. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade cruzada da demandamede a variação percentual naquantidade demandada de umamercadoria que decorre da variação de1% no preço de outra mercadoria. Como exemplo, considere o caso de doisbens substitutos - manteiga e margarina.Outras Elasticidades da DemandaOutras Elasticidades da Demanda
  59. 59. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade cruzada da demanda édada por:mbbmmmbbPQPQQP/PP/QQE mb∆∆=∆∆= A elasticidade cruzada é positiva no caso de benssubstitutos, e negativa no caso de bens complementares.
  60. 60. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda A elasticidade-preço da oferta mede a variaçãopercentual na quantidade ofertada que decorre davariação de 1% no preço do bem. Em geral, a elasticidade é positiva, dado que opreço e a quantidade ofertada são positivamenterelacionados. Preços mais elevados incentivam os produtores aaumentar a produçãoElasticidades da OfertaElasticidades da Oferta
  61. 61. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Podemos falar de elasticidades da oferta emrelação a variáveis como taxas de juros,salários e custos de matérias-primas.Elasticidades da OfertaElasticidades da Oferta
  62. 62. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Curva de Oferta de Trigo em 1981QS = 1.800 + 240P Curva de Demanda de Trigo em 1981QD = 3.550 - 266PO Mercado de TrigoO Mercado de Trigo
  63. 63. Elasticidades da Oferta e Demanda Equilíbrio: Q S = Q DPP 266550.3240800.1 −=+750.1506 =PbushelP /46,3=bushelsdemilhões630.2)46,3)(240(800.1 =+=QO Mercado de TrigoO Mercado de TrigoChapter 2: The Basics of Supply and Demand Slide 63
  64. 64. Elasticidades da Oferta e DemandaInelástica35,0)266(630.246,3−=−=∆∆=PQQPE DDPInelástica32,0)240(630.246,3==∆∆=PQQPE SSPO Mercado de TrigoO Mercado de TrigoChapter 2: The Basics of Supply and Demand Slide 64
  65. 65. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades da Oferta e Demanda Suponha que o preço do trigo seja$4,00/bushel486.2)00,4)(266(550.3 =−=DQ43,0)266(486.200,4−=−=DPEO Mercado de TrigoO Mercado de Trigo
  66. 66. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide1981 1800 + 240P 3550 - 266P 1800+240P = 3550-266P506P = 1750P1981 = $3,46/bushel1998 1944 + 207P 3244 - 283P 1944+207P = 3244-283PP1998 = $2,65/bushelOferta (Qs) Demanda (QD) Preço de Equilíbrio (Qs = QD)Mudanças no Mercado: 1981-1998O Mercado de TrigoO Mercado de Trigo
  67. 67. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideElasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo Prazo A elasticidade-preço da demanda variacom o período de tempo de que oconsumidor dispõe para reagir àsmudanças no preço.DemandaDemanda
  68. 68. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Para a maioria dos bens e serviços: A elasticidade de curto prazo é menor que aelasticidade de longo prazo (p.ex.: gasolina,médicos) Para outros bens (duráveis): A elasticidade de curto prazo é maior que aelasticidade de longo prazo (p.ex.: automóveis)Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoDemandaDemanda
  69. 69. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideGasolina: Curvas de Demanda deCurto e Longo PrazosDCPDLPNo longo prazo, as pessoastendem a dirigirautomóveis menores e queconsumam menoscombustívelGasolinaQuantidadePreço
  70. 70. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDCPDLPAs compras de carros novospodem ser adiadas, masno longo prazo os carrosmais velhos precisam sersubstituídos.AutomóveisAutomóveis: Curvas de Demandade Curto e Longo PrazosQuantidadePreço
  71. 71. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide A elasticidade-renda também varia com operíodo de tempo de que o consumidordispõe para reagir às mudanças narenda.Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoElasticidades-rendaElasticidades-renda
  72. 72. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Para a maioria dos bens e serviços:A elasticidade-renda é maior no longo prazodo que no curto prazo. Rendas mais altas podem ser convertidasem automóveis maiores, de modo que aelasticidade-renda da demanda degasolina aumenta com o tempo.Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoElasticidades-rendaElasticidades-renda
  73. 73. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Para outros bens (duráveis):A elasticidade-renda é menor no longo prazodo que no curto prazo.Inicialmente, os consumidores desejamaumentar seu estoque de automóveis.Num segundo momento, as aquisiçõesobjetivam apenas substituir os automóveismais antigos.Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoElasticidades-rendaElasticidades-renda
  74. 74. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide A gasolina e os automóveis são benscomplementares.Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoA Demanda por Gasolinae AutomóveisA Demanda por Gasolinae Automóveis
  75. 75. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Gasolina As elasticidades em relação a preço e renda sãomaiores no longo prazo do que no curto prazo. Automóveis As elasticidades em relação a preço e renda sãomenores no longo prazo do que no curto prazo.Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoA Demanda por Gasolinae AutomóveisA Demanda por Gasolinae Automóveis
  76. 76. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlidePreço -0.11 -0.22 -0.32 -0.49 -0.82 -1.17Renda 0.07 0.13 0.20 0.32 0.54 0.78Anos após a Mudança no Preço ou RendaElasticidade 1 2 3 4 5 6A Demanda por GasolinaA Demanda por GasolinaElasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo Prazo
  77. 77. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlidePreço -1.20 -0.93 -0.75 -0.55 -0.42 -0.40Renda 3.00 2.33 1.88 1.38 1.02 1.00Anos após a Mudança no Preço ou RendaElasticidade 1 2 3 4 5 6A Demanda por AutomóveisA Demanda por AutomóveisElasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo Prazo
  78. 78. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Os dados explicam:1) Por que o preço do petróleo não subiu alémdos $30/barril, apesar do crescimento muitorápido verificado no início da década de 1970.2) Por que as vendas de automóveis são tãosensíveis aos ciclos de negócios.Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoA Demanda por Gasolinae AutomóveisA Demanda por Gasolinae Automóveis
  79. 79. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Para a maioria dos bens e serviços:A elasticidade-preço da oferta é maior nolongo prazo do que no curto prazo. Para outros bens (duráveis, recicláveis):A elasticidade-preço da oferta é menor nolongo prazo do que no curto prazoElasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoOfertaOferta
  80. 80. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideSCPCobre Primário: Curvas de Ofertade Curto e Longo PrazosCobre Primário: Curvas de Ofertade Curto e Longo PrazosQuantidadePreçoElasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoSLPNo curto prazo, as firmasestão limitadas porrestrições de capacidade.No longo prazo, elaspodem ampliar suacapacidade e produzirmais.
  81. 81. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideSCPCobre Secundário: Curvas de Ofertade Curto e Longo PrazosCobre Secundário: Curvas de Ofertade Curto e Longo PrazosQuantidadePreçoElasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoSLPAumentos de preçosincentivam a conversãode sucata em novaoferta de cobre.No longo prazo, oestoque de sucata e aoferta de cobre secundáriocaem.
  82. 82. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta primária 0,20 1,60Oferta secundária 0,43 0,31Oferta total 0,25 1,50Elasticidades-preço: Curto prazo Longo prazoOferta de cobreOferta de cobreElasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo Prazo
  83. 83. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide As elasticidades explicam por que ospreços do café são tão voláteis.A razão básica reside na diferença entre aelasticidade da oferta no curto e longoprazos.Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoO Clima no Brasile o Preço do Caféem Nova YorkO Clima no Brasile o Preço do Caféem Nova York
  84. 84. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlidePreço do Café Brasileiro
  85. 85. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDSP0Q0 QuantidadePreçoP1No Curto Prazo:1) Oferta completamente inelástica2) Demanda relativamente inelástica3) Variação significativa no preçoUma geada ou secadiminui a oferta de caféS’Q1Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoCaféCafé
  86. 86. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideS’DSP0Q0P2Q2No Médio Prazo:1) Oferta e demanda maiselásticas2) Preço recua para P2.3) Quantidade cai para Q2Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoQuantidadePreçoCaféCafé
  87. 87. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDSP0Q0No Longo Prazo:1) Oferta extremamente elástica.2) Preço volta para P0.3) Quantidade volta para Q0.Elasticidades de Curto Prazo versusElasticidades de Longo PrazoCaféCaféQuantidadePreço
  88. 88. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Em primeiro lugar, precisamos aprendercomo “ajustar” curvas de demanda eoferta lineares aos dados de mercado. Dessa forma, poderemos determinarnumericamente como uma mudança emuma variável deverá deslocar a oferta oua demanda, afetando, assim, aquantidade e o preço de mercado.Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  89. 89. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Dados DisponíveisPreço de Equilíbrio, P*Quantidade de Equilíbrio, Q*Elasticidades-preço da oferta, ES, e dademanda, ED.Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  90. 90. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDemanda: Q = a - bPa/bOferta: Q = c + dP-c/dP*Q*ED = -bP*/Q*ES = dP*/Q*Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de MercadoQuantidadePreço
  91. 91. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Podemos começar apresentando asequações da oferta e da demanda:Demanda: QD = a - bPOferta: QS = c + dP Devemos escolher valores para a, b, c,e d.Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  92. 92. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Passo 1:Lembre que:P)Q/(P/Q)(E ∆∆=Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  93. 93. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide No caso de curvas de demanda e ofertalineares, a variação na quantidadedividida pela variação no preço éconstante (e igual à inclinação da curva).Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  94. 94. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Inserindo as inclinações de cada curvanas fórmulas das respectivaselasticidades, obtemos:/Q*)*b(P-ED =/Q*)*d(PES =Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  95. 95. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Dado que temos valores para ED, ES, P*, eQ*, podemos resolver para b & d, e emseguida para a & c.Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado**bPaQD −=**dPcQS +=
  96. 96. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Cálculo da oferta e demanda de cobre nolongo prazo:Os dados relevantes são: Q* = 7,5 mtm/ano P* = $0,75/libra ES = 1,6 ED = -0,8Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  97. 97. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Es = d(P*/Q*) 1,6 = d(0,75/7,5)= 0,1d d = 1,6/0,1 = 16 Ed = -b(P*/Q*) -0,8 = -b(0,75/7,5)= -0,1b b = 0,8/0,1 = 8Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  98. 98. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Oferta = QS* = c + dP* 7,5 = c + 16(0,75) 7,5 = c + 12 c = 7,5 - 12 c = -4,5 Q = -4,5 + 16P Demanda = QD* = a -bP* 7,5 = a -(8)(0,75) 7,5 = a - 6 a = 7,5 + 6 a =13,5 Q = 13,5 - 8PCompreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  99. 99. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Igualando oferta e demanda obtemos:Oferta = -4,5 + 16p = 13,5 - 8p = Demanda16p + 8p = 13,5 + 4,5p = 18/24 = 0,75Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  100. 100. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideOferta: QS = -4,5 + 16P+0,28 = -c/d Demanda: QD = 13,5 - 8P1,69 = a/b0,757,5Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de MercadoMtm/anoPreço
  101. 101. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Escrevemos as equações de oferta e demandade modo que elas dependessem apenas dopreço. A demanda também poderia depender darenda. Nesse caso, a demanda seria representadapor:Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de MercadofIbPaQ +−=
  102. 102. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Temos as seguintes informaçõesrelativas à indústria do cobre:I = 1,0P* = 0,75Q* = 7,5b = 8Elasticidade-renda: E = 1,3Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  103. 103. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide O valor de f pode ser calculado a partirda fórmula da elasticidade-renda:IQf ∆∆= /)/)(/( IQQIE ∆∆=eCompreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  104. 104. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Resolvendo para f :1,3 = (1,0/7,5)ff = (1,3)(7,5)/1,0 = 9,75Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de Mercado
  105. 105. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Resolvendo para a :7,5 = a - 8(0,75) + 9,75(1,0)a = 3,75Compreendendo e Prevendo os Efeitos dasModificações das Condições de MercadofIbPaQ +−= **
  106. 106. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Demanda Declinante e oComportamento dos Preços do Cobre As principais causas da redução nademanda por cobre foram:1) A redução na taxa de crescimento dageração de energia elétrica.2) O desenvolvimento de produtossubstitutos: fibras óticas e alumínio.
  107. 107. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlidePreços Reais versus Preços Nominaisdo Cobre: 1965 - 1999Preço nominalPreço real ($ de1972)
  108. 108. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Vamos tentar estimar o impacto de umaredução de 20% na demanda por cobre. Lembre-se da equação da curva dedemanda:Q = 13,5 - 8PPreços Reais versus Preços Nominaisdo Cobre: 1965 - 1999
  109. 109. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Multiplique o lado direito dessa equação por0,80 de modo a obter a nova equação:Q = (0,80)(13,5 - 8P)Q = 10,8 – 6,4P Lembre-se da equação da oferta:Q = -4,5 + 16PPreços Reais versus Preços Nominaisdo Cobre: 1965 - 1999
  110. 110. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide O novo preço de equilíbrio é:-4,5 + 16P = 10,8 – 6,4P-16P + 6,4P = 10,8 + 4,5P = 15,3/22,4P = $0,683/libraPreços Reais versus Preços Nominaisdo Cobre: 1965 - 1999
  111. 111. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide A diminuição de 20% na demanda porcobre resultou na redução do preço deequilíbrio de $0,75 para $0,683, ou seja,numa redução de cerca de 10%.Preços Reais versus Preços Nominaisdo Cobre: 1965 - 1999
  112. 112. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlidePreço do Petróleo CruPreço real ($ de1990)Preço nominal
  113. 113. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo Podemos prever numericamente o impacto deuma redução na oferta de petróleo da OPEP. Em 1995: P* = $18/barril Demanda mundial e oferta total = 23 bb/ano. Oferta da OPEP = 10 bb/ano. Oferta de países não membros da OPEP = 13bb/ano
  114. 114. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideEstimativas da Elasticidade-PreçoDemanda Mundial: -0,05 -0,40Oferta Competitiva: 0,10 0,40(países não-membros da OPEP)Curto Prazo Longo Prazo
  115. 115. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo Impacto de curto prazo da interrupção naprodução de petróleo da Arábia Saudita,correspondente a 3 bb/ano.Demanda de curto prazo D = 24,08 – 0,06POferta competitiva de curto prazo SC = 11,74 + 0,07P
  116. 116. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo Impacto de curto prazo da interrupção naprodução de petróleo da Arábia Saudita,correspondente a 3 bb/ano. Oferta total de curto prazo—antes da redução naprodução (inclui OPEP, 10bb/ano) ST = 21,74 + 0,07P Oferta total de curto prazo—após a redução naprodução ST = 18,74 + 0,07P
  117. 117. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo Preço Após a ReduçãoDemanda = Oferta24,08 – 0,06P = 18,74 + 0,07PP = 41,08
  118. 118. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDQuantidade(bilhões de barris/ano)Preço($ porbarril)518ST0 5 15 20 25 30 3510101520253035404523Impacto do Corte na Produção daArábia SauditaSCEfeito decurto prazoS’T
  119. 119. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo Impacto de longo prazo da interrupção naprodução de petróleo da Arábia Saudita,correspondente a 3 bb/ano.Demanda de longo prazo D = 32,18 – 0,51POferta total de longo prazo S = 17,78 + 0,29P
  120. 120. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideA Alta Forçada no Mercado Mundial dePetróleo O novo preço de equilíbrio pode serencontrado igualando-se a oferta e ademanda de longo prazo:32,18 – 0,51P = 14,78 + 0,29PP = 21,75
  121. 121. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDQuantidade(bilhões de barris/ano)Preço($ porbarril)5ST0 5 15 20 25 30 351010152025303540452318Impacto do Corte na Produção daArábia SauditaSCDevido às elasticidadesda oferta e demanda delongo prazo, o efeitode longo prazo de umcorte na produçãoé menor do queno curto prazo.S’TEfeito delongo prazo
  122. 122. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideEfeitos da Intervenção Governamental– Controles de Preços Quando o preço de equilíbrio éconsiderado alto demais, o governo podeestabelecer um preço-teto máximo.
  123. 123. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideDEfeitos dos Controles de PreçosQuantidadePreçoP0Q0SPmáxExcesso de demandaSe o preço máximofor fixado em Pmáx,a quantidade ofertadacai para Q1 e a quantidadedemandada aumenta paraQ2. Verifica-se umasituação de escassez.Q1 Q2
  124. 124. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideControle de Preços e Escassez deGás Natural Desde 1954, o governo federal dos EUAtem regulado o preço do gás natural. A partir de 1962, os preços-teto fixadospelo governo tornaram-se restritivos,dando origem a excessos de demandapelo produto.
  125. 125. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide Os controles de preços geraram um excessode demanda de 7 trilhões de pés cúbicos. A regulação de preços foi um dos principaiselementos da política energética dos EUA nasdécadas de 1960 e 1970, e sua influênciasobre os mercados de gás natural persistiu nosanos 80.Controle de Preços e Escassez deGás Natural
  126. 126. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a Slide$2/tpcdepreçoao75,35:25,0214:1,5petróleodedemandadacruzadadeElasticida5,00,1petróleodeofertadacruzadadeElasticida2,0DemandaOfertaPPQDemandaPPQOfertaPPOGOGDESE=+−=++==−===Controle de Preços e Escassez deGás NaturalDados Relativos ao Gás NaturalDados Relativos ao Gás Natural
  127. 127. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideControle de Preços e Escassez deGás NaturalDados Relativos ao Gás NaturalDados Relativos ao Gás Naturaltpc/ano7demandadeExcessotpc25etpc18$1,00/tpcdepreçoAo$1,001975dereguladoPreço====DS QQ
  128. 128. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideResumo A análise de oferta e demanda é umaferramenta básica da microeconomia. O mecanismo de mercado é a tendênciapara que oferta e demanda seequilibrem, de modo que não hajaexcesso de oferta ou de demanda
  129. 129. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideResumo As elasticidades descrevem a sensibilidade daoferta e da demanda às variações nos preços,na renda e em outras variáveis. As elasticidades referem-se a determinadosintervalos de tempo. Se for possível estimar as curvas de oferta edemanda para um determinado mercado,poderemos calcular o preço de equilíbrio domercado.
  130. 130. Capítulo 2: O básico sobre a oferta e a SlideResumo Através de análises numéricas simples,freqüentemente é possível ajustar curvasde oferta e demanda lineares aos dadosrelativos a preços, quantidades eestimativas de elasticidades dedeterminado mercado.
  131. 131. Fim do Capítulo 2O Básico sobrea Oferta e aDemanda

×