História da extensão rural no brasil

21.800 visualizações

Publicada em

Extensão Rural

História da extensão rural no brasil

  1. 1. História da Extensão Rural no Brasil A idéia da Extensão Rural no Brasil surgiu em 1930, em Minas Gerais, quando foirealizada a Primeira Semana do Fazendeiro. Ocasião em que técnicos e produtores ruraisaproveitaram para trocar informações. Em 1948 foi registrada a primeira experiênciaextensionista no campo, nos municípios de Santa Rita do Passa Quatro e São José do RioPardo, no Estado de São Paulo. As ações foram denominadas “Trabalhos cooperativos”,quando a comunidade se organizava num esforço conjunto, para a resolução dos problemascomuns. A primeira preocupação dos trabalhos comunitários visava resolver problemas dealimentação do gado no período da seca. Esse movimernto deu bons resultados e motivou aopinião pública que oficializou o trabalho do extensionista, criando a Associação de Crédito eAssistência Rural (ACAR), que teve como objetivo levar ao homem do campo e sua família ocrédito rural supervisionado, que incluía, além dos recursos financeiros, a assistência técnicaagronômica e social. O sucesso da iniciativa motivou outras unidades, solidificando-se nacionalmente em1956, com a formação do Sistema Brasileiro de Extensão Rural, liderado pela AssociaçãoBrasileira de Crédito e Assistência Rural (ABCAR). A partir de 1975, os serviços de assistênciatécnica e extensão rural passaram ao âmbito governamental, sob a forma de empresaspúblicas vinculadas ao Ministério da Agricultura e às Secretarias de Agricultura, foi criada entãoa Embrater- Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural, responsável pelocredenciamento, supervisão e fiscalização das empresas privadas que prestam assistênciatécnica aos agricultores em todo Brasil.Origem da Extensão Rural Em Mato Grosso, o serviço de Extensão Rural foi constituído oficialmente no dia 15 desetembro de 1964, com a criação da Associação de Crédito e Assistência Rural de MatoGrosso. A primeira equipe de trabalho era formada pelas seguintes pessoas: Superintendente,Bento Machado Lobo; Tesoureuro, Alino Ferreira Magalhães; Secretário e Assessor, Januárioda Silva Rondon; Auxiliares de serviço, Maria Juliana Camargo e Araci Miranda; ServiçosGerais, Rosalina Candelária Camargo; oficce-boy, Eldes de Souza e o motorista, Pombinho.Essa equipe pioneira constituía a primeira frente da extensão rural em Mato Grosso. A Acarmat, nos fins de 1972 terminava a elaboração do diagnóstico básico da situaçãoda agropecuária de Mato Grosso. Surgia nessa época, o Projeto Fomento Agrícola para odesenvolvimento das culturas de soja, sorgo, milho e a exploração de gado de corte na área deinfluência do Programa Corredores de Exportação. O Projeto Fomento Agrícola envolveuquatro das cinco regiões administrativas da ACARMAT, correspondendo às regiões deRondonópolis , Campo Grande, Dourados e Três Lagoas atendendo 49 municípios. Grandesresultados foram obtidos com destaque para a introdução de equipamentos agrícolas esementes selecionadas.
  2. 2. A preocupação da Extensão Rural nesse período foi a busca de novas tecnologiascapazes de aumentar a produtividade agrícola. Foram instalados vários campos dedemonstração para produtos agrícolas e pecuária de corte, contribuindo para a difusão detecnologias e lançamentos dos programas PROTERRA e PROBOR. Sob os incentivos doPROTERRA, foram implantados projetos agropecuários, principalmente na Amazônia Mato-grossense. O programa PROBOR motivou a instalação de escritórios locais para atendimento dosheveicultores, grandes áreas de seringais foram implantadas, com isso a extensão ruralcontribuiu para a bertura e povoamento da Amazônia Mato-grossense pela efetivação da mão-de-obra.A Emater assume as atividades da Acarmat A ACARMAT executou os programas de assistência e extensão rural, até dezembro de1976, quando então foi extinta. Surgindo em 1º de janeiro de 1977, a Empresa de AssistênciaTécnica e Extensão Rural do Estado de Mato Grosso (Emater),empresa pública, vinculada àSecretaria de agricultura, passou a executar a política de assistência técnica no Estado. Nesseperíodo foi dado continuidade ao Programa PROBOR que implantou outros programas:PROCAL, PRONA-ZEM, POLAMAZÔNIA e o POLOCENTRO, programa provavelmente maisimportante da época, pois previa a incorporação de terras de cerrado ao processo produtivo.Em 19 de março de 1977 surge a soja como cultura alternativa, e a Emater realiza o primeirodia de campo no Estado. A nova instituição nasceu com o compromisso de dar continuidade ao trabalho de suaantecessora, como novo organograma e propósitos de modernização administrativa,conservando a mesma filosofia de trabalho, promover o desenvolvimento das comunidadesrurais, através de ações educativas e assistenciais, transferindo tecnologia agropecuária egerencial, capaz de elevar a produtividade, a produção e a renda das famílias rurais,trabalhando com todos os extratos de público, o pequeno, médio e o grande produtor. Em 1980, a Emater executa o programa POLONOROESTE para beneficiar ospequenos produtores, constituindo a ferramenta de trabalho para a extensão rural. Em 1986,no município de Alto Taquari, foi implantada a primeira microbacia hidrográfica, isso mostra quea empresa sempre foi a pioneira em desenvolver novas técnicas para a agricultura no Estadode Mato Grosso.Surge finalmente a Empaer Em decorrência da fusão da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural(EMATER), Empresa de Pesquisa Agropecuária (EMPA) e Companhia de DesenvolvimentoAgrícola (CODEAGRI) surge a Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e ExtensãoRural (EMPAER). Sendo uma sociedade de economia mista, vinculada à Secretaria de
  3. 3. Desenvolvimento Rural (SEDER), dotada de personalidade jurídica de direito privado, compatrimônio próprio financeira, revestindo a forma de sociedade anônima. A Empaer tem como missão gerar, adaptar e transferir tecnologias e conhecimentospara o desenvolvimento sustentável dos segmentos agropecuários, florestal, agro-industrial eexecuta o serviço de extensão rural e fomento, trabalho essencialmente educativo que visapropiciar a melhoria da qualidade de vida da família rural.Fonte: EMPAER

×