Design de interface

Design De Interface
Conceito
No Design de Interface evidenciam-se os
elementos que permitem executar as operações,
como por exemplo, a configuração e a organização
de informações verbais, visuais, sonoras e
sinestésicas, além dos índices de navegação e de
interação. No entanto, a expressão visual da página
– incluindo os elementos indicativos de
interatividade – aparece como um conjunto de
ícones, menus, linhas e outros elementos, que são
dispositivos metafóricos de uma realidade
operacional interativa acessível aos usuários.
Nesse sentido, essa visualidade além de
representar a realidade, também se constitui como
um tipo de realidade. Os elementos visuais que
aparecem no monitor compõem um espaço de
ação, portanto cabe ao designer projetar os
elementos de modo que induzam as ações.
Entretanto, para isso ser viável, torna-se necessário
planejar de modo eficiente o processo simbólico
de cada elemento, tendo em vista as
características próprias, considerando a influência
do contexto material e simbólico que circunda os
elementos e usuários [1].
Design De Interface
Critérios de análise
Existem vários autores que tratam do assunto,
contudo, para este livro, foram escolhidos os
estudos de Bonsiepe por articular
conhecimentos de Design com temas que
envolvem avaliações de interface digital. O
termo clínica de Design é usado por Bonsiepe
para apresentar critérios de análise de Design
de Interface. Ao submeter um aplicativo a uma
clínica de design, dirige-se a atenção para uma
série de critérios que podem ser agrupados em
três classes. Estes critérios, abaixo
apresentados, estão descritos na íntegra no
livro: Design, Cultura e Sociedade [2] do autor.
Primeira classe: Critérios que se referem às
sequências de ações e modos de interação do
usuário com o software: quais são as
possibilidades de ação? Quais são os modos de
interação? Qual é o feedback? Existe ajuda?
Qual é a forma da curva de aprendizagem? É
coerente com o grau de dificuldade crescente?
Etc.
Design De Interface
Critérios de análise
Segunda classe: Critérios que se referem à
apresentação das sequências de ação no uso do
software, ou seja, os aspectos comunicativos e
perceptivos; às características formais e à
distribuição dos itens na tela: a interface está
dividida em zonas funcionais? Quais? Como são
diferenciadas, hierarquizadas e enfatizadas as
informações? Qual é a variedade de tipografia (tipo
de fonte, tamanhos, estilos)? Como se usam as
cores? Qual é o tratamento das imagens
(tratamento digital, paletas cromáticas)? Qual é a
forma dos ícones? Como se usam as animações?
Como se usa o som? Etc.
•
Terceira classe: Critérios que se referem às
qualidades de agradabilidade da interface. A
interface é agradável, lúdica, complexa? Qual é o
clima estético formal apresentado pela interface?
A interface é adequada para o conteúdo? A
interface é coerente com seus objetivos?
Design De Interface
Interface Gráfica
Muitos autores compartilham a ideia de que o
Design de interface é tarefa do designer dentro de
uma equipe multidisciplinar. Ulbritch apoia esta
ideia ao afirmar que:
• A tarefa de conceber e desenvolver a interface gráfica de um
ambiente hipermidiático é uma atribuição do designer gráfico,
que é o profissional dotado de tal competência. Entretanto, ela
deve atender a todas as condicionantes e restrições definidas
pelo conjunto de profissionais da equipe. É prudente que, no
contexto de desenvolvimento de projetos de interface para
ambientes hipermidiáticos, a tarefa siga as metodologias
tradicionais do design gráfico centradas no usuário [3].
• Assim, uma mesma interface dificilmente terá o
mesmo significado para dois usuários distintos, ou
para um mesmo usuário em momentos distintos.
Neste sentido, conhecer bem o seu usuário e sua
forma de interagir com os sistemas hipermidiáticos
pode ser uma estratégia a fim de minimizar o
“abismo” de interpretações possíveis e conceber
interfaces que proporcionem usabilidade.
1 de 4

Recomendados

Design de Interfaces por
Design de InterfacesDesign de Interfaces
Design de InterfacesJuliana Padron
3K visualizações57 slides
The elements of User Experience por
The elements of User ExperienceThe elements of User Experience
The elements of User ExperienceFrevo on Rails
470 visualizações13 slides
Experiência de usuário e flat design por
Experiência de usuário e flat design  Experiência de usuário e flat design
Experiência de usuário e flat design Jurandyr Neto
294 visualizações12 slides
Elements pt por
Elements ptElements pt
Elements ptDaniela Carvalho
1.8K visualizações1 slide
Minicurso de UX Design (Resumo) por
Minicurso de UX Design (Resumo)Minicurso de UX Design (Resumo)
Minicurso de UX Design (Resumo)Thiago Esser
2.3K visualizações21 slides
Webdesign - Design Interface por
Webdesign - Design InterfaceWebdesign - Design Interface
Webdesign - Design InterfaceOdair Cavichioli
942 visualizações7 slides

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Viagem virtual pelo_mundo_-_ity por
Viagem virtual pelo_mundo_-_ityViagem virtual pelo_mundo_-_ity
Viagem virtual pelo_mundo_-_ityKevin Chichetti
546 visualizações78 slides
Leandro e Rafael por
Leandro e RafaelLeandro e Rafael
Leandro e RafaelPaulinhaGregorio
390 visualizações6 slides
Como um APP pode ajudar a captar mais imóveis por
Como um APP pode ajudar a captar mais imóveisComo um APP pode ajudar a captar mais imóveis
Como um APP pode ajudar a captar mais imóveisBr Estate
1K visualizações9 slides
Cartilha pedereiro por
Cartilha pedereiroCartilha pedereiro
Cartilha pedereiroMesaque Chama
556 visualizações35 slides
Benamor.belgacemالمشاركة لا المغالبة por
 Benamor.belgacemالمشاركة لا المغالبة Benamor.belgacemالمشاركة لا المغالبة
Benamor.belgacemالمشاركة لا المغالبةbenamor belgacem
63 visualizações240 slides
Inmseotef lopnna saia A universidad fermin toro por
Inmseotef lopnna saia A universidad fermin toroInmseotef lopnna saia A universidad fermin toro
Inmseotef lopnna saia A universidad fermin torokhader inmseotef
154 visualizações3 slides

Destaque(20)

Viagem virtual pelo_mundo_-_ity por Kevin Chichetti
Viagem virtual pelo_mundo_-_ityViagem virtual pelo_mundo_-_ity
Viagem virtual pelo_mundo_-_ity
Kevin Chichetti546 visualizações
Leandro e Rafael por PaulinhaGregorio
Leandro e RafaelLeandro e Rafael
Leandro e Rafael
PaulinhaGregorio390 visualizações
Como um APP pode ajudar a captar mais imóveis por Br Estate
Como um APP pode ajudar a captar mais imóveisComo um APP pode ajudar a captar mais imóveis
Como um APP pode ajudar a captar mais imóveis
Br Estate1K visualizações
Cartilha pedereiro por Mesaque Chama
Cartilha pedereiroCartilha pedereiro
Cartilha pedereiro
Mesaque Chama556 visualizações
Benamor.belgacemالمشاركة لا المغالبة por benamor belgacem
 Benamor.belgacemالمشاركة لا المغالبة Benamor.belgacemالمشاركة لا المغالبة
Benamor.belgacemالمشاركة لا المغالبة
benamor belgacem63 visualizações
Inmseotef lopnna saia A universidad fermin toro por khader inmseotef
Inmseotef lopnna saia A universidad fermin toroInmseotef lopnna saia A universidad fermin toro
Inmseotef lopnna saia A universidad fermin toro
khader inmseotef154 visualizações
10 inês pinheiro_17lucianapires_tic_so por lulupires
10 inês pinheiro_17lucianapires_tic_so10 inês pinheiro_17lucianapires_tic_so
10 inês pinheiro_17lucianapires_tic_so
lulupires331 visualizações
Mar Azul Boulevard - Jardim Armação por Edson Barros
Mar Azul Boulevard - Jardim ArmaçãoMar Azul Boulevard - Jardim Armação
Mar Azul Boulevard - Jardim Armação
Edson Barros501 visualizações
Mindo por keshaaaaa
MindoMindo
Mindo
keshaaaaa199 visualizações
Trabajo Final de Word Katherin Y. Serna Lopez. por kathe19722000
Trabajo Final de Word Katherin Y. Serna Lopez.Trabajo Final de Word Katherin Y. Serna Lopez.
Trabajo Final de Word Katherin Y. Serna Lopez.
kathe19722000228 visualizações
Formato Dis.curr. situ 2 por hollman16
Formato Dis.curr. situ 2Formato Dis.curr. situ 2
Formato Dis.curr. situ 2
hollman16178 visualizações
Mapas conceituais por Lxa Alx
Mapas conceituaisMapas conceituais
Mapas conceituais
Lxa Alx824 visualizações
Maui Recreio | Calçada | Lançamento Apartamentos no Recreio | Pontal Oceânico por Porto Imóveis Rio
Maui Recreio | Calçada | Lançamento Apartamentos no Recreio | Pontal OceânicoMaui Recreio | Calçada | Lançamento Apartamentos no Recreio | Pontal Oceânico
Maui Recreio | Calçada | Lançamento Apartamentos no Recreio | Pontal Oceânico
Porto Imóveis Rio739 visualizações
Portaria 096 2013 regulamento_pibid por Jamille Marques
Portaria 096 2013 regulamento_pibidPortaria 096 2013 regulamento_pibid
Portaria 096 2013 regulamento_pibid
Jamille Marques540 visualizações
Apresentação de resultados do 3 t12 por BancoABCRI
Apresentação de resultados do 3 t12Apresentação de resultados do 3 t12
Apresentação de resultados do 3 t12
BancoABCRI284 visualizações
Mídia kit por mayracanalonga
Mídia kitMídia kit
Mídia kit
mayracanalonga327 visualizações
Informe de practica por Sthefany Zuñiga
Informe de practicaInforme de practica
Informe de practica
Sthefany Zuñiga187 visualizações
Patagonia por Robson Loureiro
PatagoniaPatagonia
Patagonia
Robson Loureiro187 visualizações

Similar a Design de interface

User experience por
User experienceUser experience
User experienceRafael Souza
299 visualizações12 slides
Apresentação tarefa 2 ihm por
Apresentação tarefa 2 ihmApresentação tarefa 2 ihm
Apresentação tarefa 2 ihmMaxnilson Almeida
244 visualizações25 slides
Jai apostila por
Jai apostilaJai apostila
Jai apostilaLuciana Martins
1.5K visualizações46 slides
Design Centrado no Usuário para Interface Digital por
Design Centrado no Usuário para Interface DigitalDesign Centrado no Usuário para Interface Digital
Design Centrado no Usuário para Interface DigitalMarconi Pacheco
1.7K visualizações16 slides
Cap 6 O Processo De Design De InteraçãO por
Cap 6 O Processo De Design De InteraçãOCap 6 O Processo De Design De InteraçãO
Cap 6 O Processo De Design De InteraçãOMarcelo Bitencourt
3.1K visualizações20 slides
Engenharia semiotica por
Engenharia semioticaEngenharia semiotica
Engenharia semioticaDenilson Sousa
2.9K visualizações44 slides

Similar a Design de interface(20)

User experience por Rafael Souza
User experienceUser experience
User experience
Rafael Souza299 visualizações
Apresentação tarefa 2 ihm por Maxnilson Almeida
Apresentação tarefa 2 ihmApresentação tarefa 2 ihm
Apresentação tarefa 2 ihm
Maxnilson Almeida244 visualizações
Jai apostila por Luciana Martins
Jai apostilaJai apostila
Jai apostila
Luciana Martins1.5K visualizações
Design Centrado no Usuário para Interface Digital por Marconi Pacheco
Design Centrado no Usuário para Interface DigitalDesign Centrado no Usuário para Interface Digital
Design Centrado no Usuário para Interface Digital
Marconi Pacheco1.7K visualizações
Cap 6 O Processo De Design De InteraçãO por Marcelo Bitencourt
Cap 6 O Processo De Design De InteraçãOCap 6 O Processo De Design De InteraçãO
Cap 6 O Processo De Design De InteraçãO
Marcelo Bitencourt3.1K visualizações
Engenharia semiotica por Denilson Sousa
Engenharia semioticaEngenharia semiotica
Engenharia semiotica
Denilson Sousa2.9K visualizações
as-cinco-competencias-do-design-de-experiencia-do-usuario-__-uxmatters.pdf por Arlindo Correia
as-cinco-competencias-do-design-de-experiencia-do-usuario-__-uxmatters.pdfas-cinco-competencias-do-design-de-experiencia-do-usuario-__-uxmatters.pdf
as-cinco-competencias-do-design-de-experiencia-do-usuario-__-uxmatters.pdf
Arlindo Correia70 visualizações
D c u vivi zorzo por VivianiZorzo
D c u vivi zorzoD c u vivi zorzo
D c u vivi zorzo
VivianiZorzo268 visualizações
Interação Homem Computador Aula 02 por igoroliveiracosta
Interação Homem Computador Aula 02Interação Homem Computador Aula 02
Interação Homem Computador Aula 02
igoroliveiracosta8.2K visualizações
Aula 01 - Conceitos de IHC - Prof.ª Cristiane Fidelix por Cris Fidelix
Aula 01 - Conceitos de IHC - Prof.ª Cristiane FidelixAula 01 - Conceitos de IHC - Prof.ª Cristiane Fidelix
Aula 01 - Conceitos de IHC - Prof.ª Cristiane Fidelix
Cris Fidelix170 visualizações
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa por wudrs
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato RosaPalestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
wudrs5.8K visualizações
Arquitetura de Informação e Usabilidade por Scriptutex
Arquitetura de Informação e UsabilidadeArquitetura de Informação e Usabilidade
Arquitetura de Informação e Usabilidade
Scriptutex20 visualizações
Gp cibercultura taciana de lima burgos por Luara Schamó
Gp cibercultura taciana de lima burgosGp cibercultura taciana de lima burgos
Gp cibercultura taciana de lima burgos
Luara Schamó744 visualizações
Inserção da pesquisa no contexto de ihc - 1 bim por Reuel Lopes
Inserção da pesquisa no contexto de ihc -  1 bimInserção da pesquisa no contexto de ihc -  1 bim
Inserção da pesquisa no contexto de ihc - 1 bim
Reuel Lopes442 visualizações
Manuela Quaresma | UX Design(er): mercado e formação por UXPA-Rio
Manuela Quaresma | UX Design(er): mercado e formaçãoManuela Quaresma | UX Design(er): mercado e formação
Manuela Quaresma | UX Design(er): mercado e formação
UXPA-Rio327 visualizações
Engenharia Semiótica e Engenharia Cognitiva por Dayane Cristine Leite
Engenharia Semiótica e Engenharia CognitivaEngenharia Semiótica e Engenharia Cognitiva
Engenharia Semiótica e Engenharia Cognitiva
Dayane Cristine Leite916 visualizações
Capítulo 2 compreendendo e conceitualizando a interação [ final ] por M. Torres
Capítulo 2   compreendendo e conceitualizando a interação [ final ]Capítulo 2   compreendendo e conceitualizando a interação [ final ]
Capítulo 2 compreendendo e conceitualizando a interação [ final ]
M. Torres1.4K visualizações
DESIGN DE INTERFACE por Andrea Dalforno
DESIGN DE INTERFACEDESIGN DE INTERFACE
DESIGN DE INTERFACE
Andrea Dalforno6.6K visualizações
Técnicas de Concepção - Livro de Walter Cybis por Luiz Agner
Técnicas de Concepção - Livro de Walter CybisTécnicas de Concepção - Livro de Walter Cybis
Técnicas de Concepção - Livro de Walter Cybis
Luiz Agner2.5K visualizações

Design de interface

  • 1. Design De Interface Conceito No Design de Interface evidenciam-se os elementos que permitem executar as operações, como por exemplo, a configuração e a organização de informações verbais, visuais, sonoras e sinestésicas, além dos índices de navegação e de interação. No entanto, a expressão visual da página – incluindo os elementos indicativos de interatividade – aparece como um conjunto de ícones, menus, linhas e outros elementos, que são dispositivos metafóricos de uma realidade operacional interativa acessível aos usuários. Nesse sentido, essa visualidade além de representar a realidade, também se constitui como um tipo de realidade. Os elementos visuais que aparecem no monitor compõem um espaço de ação, portanto cabe ao designer projetar os elementos de modo que induzam as ações. Entretanto, para isso ser viável, torna-se necessário planejar de modo eficiente o processo simbólico de cada elemento, tendo em vista as características próprias, considerando a influência do contexto material e simbólico que circunda os elementos e usuários [1].
  • 2. Design De Interface Critérios de análise Existem vários autores que tratam do assunto, contudo, para este livro, foram escolhidos os estudos de Bonsiepe por articular conhecimentos de Design com temas que envolvem avaliações de interface digital. O termo clínica de Design é usado por Bonsiepe para apresentar critérios de análise de Design de Interface. Ao submeter um aplicativo a uma clínica de design, dirige-se a atenção para uma série de critérios que podem ser agrupados em três classes. Estes critérios, abaixo apresentados, estão descritos na íntegra no livro: Design, Cultura e Sociedade [2] do autor. Primeira classe: Critérios que se referem às sequências de ações e modos de interação do usuário com o software: quais são as possibilidades de ação? Quais são os modos de interação? Qual é o feedback? Existe ajuda? Qual é a forma da curva de aprendizagem? É coerente com o grau de dificuldade crescente? Etc.
  • 3. Design De Interface Critérios de análise Segunda classe: Critérios que se referem à apresentação das sequências de ação no uso do software, ou seja, os aspectos comunicativos e perceptivos; às características formais e à distribuição dos itens na tela: a interface está dividida em zonas funcionais? Quais? Como são diferenciadas, hierarquizadas e enfatizadas as informações? Qual é a variedade de tipografia (tipo de fonte, tamanhos, estilos)? Como se usam as cores? Qual é o tratamento das imagens (tratamento digital, paletas cromáticas)? Qual é a forma dos ícones? Como se usam as animações? Como se usa o som? Etc. • Terceira classe: Critérios que se referem às qualidades de agradabilidade da interface. A interface é agradável, lúdica, complexa? Qual é o clima estético formal apresentado pela interface? A interface é adequada para o conteúdo? A interface é coerente com seus objetivos?
  • 4. Design De Interface Interface Gráfica Muitos autores compartilham a ideia de que o Design de interface é tarefa do designer dentro de uma equipe multidisciplinar. Ulbritch apoia esta ideia ao afirmar que: • A tarefa de conceber e desenvolver a interface gráfica de um ambiente hipermidiático é uma atribuição do designer gráfico, que é o profissional dotado de tal competência. Entretanto, ela deve atender a todas as condicionantes e restrições definidas pelo conjunto de profissionais da equipe. É prudente que, no contexto de desenvolvimento de projetos de interface para ambientes hipermidiáticos, a tarefa siga as metodologias tradicionais do design gráfico centradas no usuário [3]. • Assim, uma mesma interface dificilmente terá o mesmo significado para dois usuários distintos, ou para um mesmo usuário em momentos distintos. Neste sentido, conhecer bem o seu usuário e sua forma de interagir com os sistemas hipermidiáticos pode ser uma estratégia a fim de minimizar o “abismo” de interpretações possíveis e conceber interfaces que proporcionem usabilidade.