SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 56
Baixar para ler offline
MÓDULO IV – Existência e sobrevivência do Espírito
ROTEIRO 2: ORIGEM E NATUREZA DO ESPÍRITO - PARTE 1
ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA
PROGRAMA FUNDAMENTAL - TOMO I
Federação Espírita Brasileira.
Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita
Programa Fundamental
Tomo I.
MÓDULO IV
EXISTÊNCIA E SOBREVIVÊNCIA DO ESPÍRITO
OBJETIVO GERAL
•Propiciar conhecimento a
respeito da existência e da
sobrevivência do Espírito
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
• Informar a respeito da origem e da
natureza do Espírito, segundo a Doutrina
Espírita.
• Explicar, em linhas gerais, como se
processa a evolução do princípio
inteligente.
ROTEIRO 2
ORIGEM E NATUREZA DO ESPÍRITO
ESPÍRITO
Do latim spirĭtus
sopro, exalação, alma, a parte
imaterial do ser humano.
Haveria, assim, dois elementos gerais
do Universo: a matéria e o espírito?
Sim e acima de ambos, Deus, o
criador, o pai de todas as coisas.
Essas três coisas são o princípio de
tudo o que existe, a trindade
universal...
O Livro dos Espíritos. Questão 27
REVISÃO
TRINDADE UNIVERSAL
6
DEUS
PRINCÍPIO
MATERIAL
PRINCÍPIO
ESPIRITUAL
REVISÃO
SUBSÍDIOS
1. ORIGEM DO ESPÍRITO
Ensina a Doutrina Espírita que o espírito (escrito em
letra minúscula) é o [...] princípio inteligente do
Universo (6), sendo a inteligência seu atributo
essencial (7).
Esse princípio inteligente, que tem sua origem no [...]
elemento inteligente universal (21), passa por um
processo de elaboração e individualização até
transformar-se no ser denominado Espírito. (4, 23)
Assim, a palavra Espírito, tanto é empregada para
designar o princípio inteligente do Universo, quanto
para designar esse mesmo princípio após a sua
individualização.
O Espírito (princípio
inteligente
individualizado) é
criado por Deus.
Não é, porém, uma
emanação ou uma
porção da Divindade.
É sua obra, [o Espírito
...] exatamente qual
a máquina o é do
homem que a fabrica.
A máquina é obra do
homem, não é o
próprio homem (10).
Deus cria o Espírito pela sua
vontade, como o faz em relação a
tudo no Universo (13).
Como Deus jamais deixou de criar,
a criação dos Espíritos é
permanente (12).
O Espírito é a individualização do
princípio inteligente assim como o
corpo é a individualização do
princípio material (11).
Essa individualização do princípio inteligente se efetua
numa série de existências que precedem o período da
Humanidade (22), existências essas onde o princípio
inteligente passa a primeira fase do seu desenvolvimento,
ensaiando-se para a vida.
Esse seria para o Espírito, por assim dizer, o seu período de
incubação (4).
É, de certo modo, um trabalho preparatório, como o da
germinação, por efeito do qual o princípio inteligente sofre
uma transformação e se torna Espírito.
Entra então no período da humanização, começando a ter
consciência do seu futuro, capacidade de distinguir o bem
do mal e a responsabilidade dos seus atos (23).
23. Que é o Espírito?
“O princípio inteligente do Universo.”
a) - Qual a natureza íntima do Espírito?
“Não é fácil analisar o Espírito com a vossa
linguagem. Para vós, ele nada é, por não ser
palpável. Para nós, entretanto, é alguma
coisa. Ficai sabendo: coisa nenhuma é o
nada e o nada não existe.”
(6) QUESTÃO 23 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE PRIMEIRA: DAS
CAUSAS PRIMÁRIAS - CAPÍTULO II: DOS ELEMENTOS GERAIS DO
UNIVERSO - ESPÍRITO E MATÉRIA
24. Espírito é sinônimo de inteligência?
“A inteligência é um atributo essencial
do Espírito. Uma e outro, porém, se
confundem num princípio comum, de
sorte que, para vós, são a mesma
coisa.”
(7) QUESTÃO 24 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE PRIMEIRA: DAS
CAUSAS PRIMÁRIAS - CAPÍTULO II: DOS ELEMENTOS GERAIS DO
UNIVERSO - ESPÍRITO E MATÉRIA
Na linguagem correta, a inteligência é atributo do Espírito e
não sinônimo, por não ser igual à fonte de onde promana.
Os valores da alma são inúmeros, por vezes incontáveis, na
área do seu despertamento espiritual.
As nossas comparações são pálidas, referindo-se ao
Espírito.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS
COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ – QUESTÃO 24 COMENTADA
[...] Estudemos, de mãos dadas, em todas as escolas do
mundo, e ingressemos cada vez mais no estudo da escola
espiritual, porque ela é um passo a mais para a nossa
libertação.
Alcançaremos a paz espiritual pelo trabalho de luz, na luz
de Deus.
http://www.olivrodosespiritoscomentado.com/fev1q24c.html
O LIVRO DOS ESPÍRITOS
COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ – QUESTÃO 24 COMENTADA
606. Donde tiram os animais o princípio inteligente
que constitui a alma de natureza especial de que são
dotados?
“Do elemento inteligente universal.”
a) Então, emanam de um único princípio a
inteligência do homem e a dos animais?
“Sem dúvida alguma, porém, no homem, passou
por uma elaboração que a coloca acima da que
existe no animal.”
QUESTÃO 606 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU
MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO XI - DOS TRÊS REINOS - OS ANIMAIS E O HOMEM
607. Dissestes (190) que o estado da alma do
homem, na sua origem, corresponde ao estado da
infância na vida corporal, que sua inteligência
apenas desabrocha e se ensaia para a vida.
Onde passa o Espírito essa primeira fase do seu
desenvolvimento?
“Numa série de existências que precedem o
período a que chamais Humanidade.”
QUESTÃO 607 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU
MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO XI - DOS TRÊS REINOS - OS ANIMAIS E O HOMEM
a) Parece que, assim, se
pode considerar a alma
como tendo sido o
princípio inteligente dos
seres inferiores da criação,
não?
“Já não dissemos que
todo em a Natureza se
encadeia e tende para
a unidade?
Nesses seres, cuja totalidade estais longe de conhecer,
é que o princípio inteligente se elabora, se
individualiza pouco a pouco e se ensaia para a vida,
conforme acabamos de dizer.
É, de certo modo, um trabalho preparatório, como o
da germinação, por efeito do qual o princípio
inteligente sofre uma transformação e se torna
Espírito.
Entra então no período da humanização, começando a
ter consciência do seu futuro, capacidade de distinguir
o bem do mal e a responsabilidade dos seus atos.
Assim, à fase da infância se segue a da adolescência,
vindo depois a da juventude e da madureza.
Nessa origem, coisa alguma há de humilhante para o
homem.
Sentir-se-ão humilhados os grandes gênios por terem
sido fetos informes nas entranhas que os geraram?
Se alguma coisa há que lhe seja humilhante, é a sua
inferioridade perante Deus e sua impotência para lhe
sondar a profundeza dos desígnios e para apreciar a
sabedoria das leis que regem a harmonia do Universo.
Reconhecei a grandeza de Deus nessa
admirável harmonia, mediante a qual tudo é
solidário na Natureza. Acreditar que Deus
haja feito, seja o que for, sem um fim, e
criado seres inteligentes sem futuro, fora
blasfemar da Sua bondade, que se estende
por sobre todas as suas criaturas.”
QUESTÃO 607- a - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO
DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO XI - DOS TRÊS REINOS - OS ANIMAIS E O HOMEM
b) Esse período de humanização principia na
Terra?
“A Terra não é o ponto de partida da primeira
encarnação humana.
O período da humanização começa, geralmente,
em mundos ainda inferiores à Terra.
Isto, entretanto, não constitui regra absoluta, pois
pode suceder que um Espírito, desde o seu início
humano, esteja apto a viver na Terra. Não é
frequente o caso; constitui antes uma exceção.”
QUESTÃO 607- b - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU
MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO XI - DOS TRÊS REINOS - OS ANIMAIS E O HOMEM
O LIVRO DOS ESPÍRITOS
COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
INFÂNCIA DA VIDA
O Espírito, quando
se humaniza, não
fica necessariamente
no mundo onde
começou a dar seus
primeiros passos no
reino vegetal e
animal.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
Os mundos que
circulam no universo
são casas do mesmo
Deus, capazes de
abrigar multidões de
seres que
correspondem às suas
necessidades
espirituais.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
Troca-se de casas
planetárias, como se
troca de escolas,
quando preciso.
Entretanto, muitos
ficam onde
começaram a
despertar.
MERCÚRIO
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
Nada na vida é estático;
as leis têm aberturas
diversas para mostrar aos
homens estudiosos a
grandeza de Deus.
Os homens, na sua primeira
infância, são como crianças
ou talvez piores que muitas
dessas, que já carregam
bagagem de outras vidas.
JÚPITER
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
Deus não tem pressa,
mas não pára de
operar.
Assim deves fazer
igualmente:
deixar, por onde
passares, o traço das
coisas boas que já
aprendeste.
NASA/AMES/JPL-CALTECH - KEPLER-22B
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
O animal que rasteja no chão
com o perpassar (transcorrer)
dos milênios, ouvirá dentro de
si, quando já preparado, as
palavras anotadas por Lucas,
no capítulo onze, versículo dez:
"Pois todo o que pede, recebe;
o que busca, encontra e a
quem bate abrir-se-á.“
Na humanização do animal, ele
vai tendo o princípio de
consciência do seu futuro.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
A extensão do tempo a
que se submete é o pedido
de melhoria; os seus
movimentos, a busca no
silêncio, e as lutas que tem
no seu reino, são as
batidas nas portas do
progresso, para achar a sua
melhoria, que vem na
mudança de reinos.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
Alguma luz brilha na sua
mente, a lhe dizer da
esperança em uma vida
melhor e a face da
infância vai se
transformando, qual a da
criança do mundo para a
adolescência e depois
para alcançar a madureza.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
São processos que
regulam todos os
reinos da natureza,
mas, o grandioso é que
todas as coisas
caminham para essa
vida livre e grandiosa.
Assim Deus o quer.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
Como já dissemos, a Terra
não é o ponto de partida
de todas as
reencarnações, nem o
fim.
Nos mundos onde
existem humanidades
reencarnadas,
processam-se neles as
trocas.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
Avalanches de entidades
periodicamente saem e
entram, para
engrandecimento das
criaturas de Deus.
Muitos Espíritos querem
descobrir a sua gênese, mas
nem sempre lhes é
permitido.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
Essas verdades vêm com
lentidão, de acordo com as
necessidades espirituais e
a vontade de Deus. Sem a
permissão de Deus, nada
será feito.
Compreende-se, pois, que
existe um comando central,
nas mãos d'Aquele que
tudo criou por amor.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
Assim como há Espíritos de
alta hierarquia
comunicando-se na Terra,
há os que ainda não sabem
o que fazem; são alunos
nos primeiros anos de
escola, a quem por vezes, é
permitido o intercâmbio,
como exercício de
aprendizado.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA
Os Espíritos não devem
se sentir humilhados
por saberem que
vieram do reino
animal, pois tal se deu
por vontade do
Criador, e todos
passam pelo mesmo
processo para alcançar
a inteligência.
23. Tomando a Humanidade no
grau mais baixo da escala
espiritual, como se encontra entre
os mais atrasados selvagens,
perguntarão se é aí o ponto inicial
da alma humana.
Na opinião de alguns filósofos
espiritualistas, o princípio inteligente —
que é diferente do princípio material —
se individualiza e elabora, passando
pelos diversos graus da vida animal.
É aí que a alma ensaia para a vida e
desenvolve suas primeiras faculdades
pelo exercício.
Por assim dizer, esse seria para ela o
período de incubação. Chegada ao grau
de desenvolvimento que esse estado
comporta, ela recebe as potencialidades
especiais que formam a alma humana.
Haveria assim filiação espiritual do
animal para o homem, como há filiação
corporal.
A GÊNESE CAPÍTULO XI GÊNESE ESPIRITUAL – ITEM 23
79. Pois que há dois elementos gerais no Universo: o
elemento inteligente e o elemento material, poder-se-á
dizer que os Espíritos são formados do elemento
inteligente, como os corpos inertes o são do elemento
material?
“Evidentemente. Os Espíritos são a individualização do
princípio inteligente, como os corpos são a
individualização do princípio material.
A época e o modo por que essa formação se operou é
que são desconhecidos.”
QUESTÃO 79 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO
MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO I -
DOS ESPÍRITOS - ORIGEM E NATUREZA DOS ESPÍRITOS
80. A criação dos Espíritos é permanente, ou só se
deu na origem dos tempos?
“É permanente. Quer dizer: Deus jamais deixou de
criar.”
QUESTÃO 80- O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO
MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO I - DOS
ESPÍRITOS - ORIGEM E NATUREZA DOS ESPÍRITOS
81. Os Espíritos se formam
espontaneamente, ou procedem uns
dos outros?
“Deus os cria, como a todas as outras
criaturas, pela Sua vontade.
Mas, repito ainda uma vez, a origem deles é
mistério.”
QUESTÃO 81- O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO
MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO I - DOS
ESPÍRITOS - ORIGEM E NATUREZA DOS ESPÍRITOS
Acreditar que os Espíritos se formam espontaneamente é
desconhecer as leis do Criador, a Sua ação benfeitora em todo o
universo.
Por não dispormos de outro termo mais adequado, cabe-nos dizer
que Deus nos criou pela Sua potente força de vontade.
E como se encontra na gênese:
Faça-se a luz, e a luz se fez.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS
COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
Em relação à alma, podemos dizer que o disse:
“Faça-se o Espírito, e o Espírito se fez, não deixando de ser um
simbolismo divino, na divina estrutura da criação.
O tempo na contagem humana, que se gastou para que o Espírito
se expressasse como alma inteligente, está perdido no próprio
tempo.”
Nada se opera no esquema de Deus sem o trabalho permanente
d'Ele mesmo e dos Seus filhos maiores, disseminados em toda a
criação universal.
[...] A Suprema Inteligência do Universo não deseja esconder os
Seus segredos da humanidade encarnada e desencarnada, porém,
a revelação deve ser gradativa, para evitar perturbações naqueles
que não suportam uma verdade mais acentuada.
Devemos intentar andar de passo a passo e, quando o progresso
nos chamar, busquemos acelerar nossa marcha, por já
suportarmos o entendimento.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
Tudo que Ele fez está perfeito; a ignorância é que nos faz ver erro
onde não existe.
Estamos todos em processo de despertamento espiritual, e aí é
que encontramos a desarmonia, sem que ela exista realmente.
Se Deus nos criou à Sua Semelhança, no que devemos crer,
estamos de posse de muitas qualidades, que aparecerão com o
tempo, que fará desabrochar os nossos talentos pelas bênçãos do
próprio Criador.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
Somos Seus filhos, e já que moramos no mesmo lar, somos
herdeiros diretos do Seu amor.
Compete a nós outros sabermos usar esses dons espirituais, como
sementes que devemos semear, de sorte que devemos saciar a
fome com os seus frutos.
Analisemos os nossos pensamentos e a seleção que temos o
direito de fazer. Parece que eles surgem espontaneamente, no que
tange ao que sentimos, no entanto, eles têm um princípio na nossa
mente ou em mentes exteriores.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
Não se formam espontaneamente, e eis que se trata de
pensamentos.
No que se refere ao Espírito, a coisa é muito mais séria.
Seria sua formação espontânea?
Certamente que não;
é uma programação divina, a Sua mais perfeita criação.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
Nada existe imperfeito, saído das Suas mãos de luz.
O entendimento da formação das coisas e dos Espíritos nos
leva ao maior respeito por tudo que nos serve e que nos
ajuda a ascender para o infinito.
Agora, devemos pedir a Jesus para nos ajudar a
compreender com mais acerto certas leis que nos assistem
e nos comandam.
O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
KARDEC, Allan. A gênese. Trad. de Guillon
Ribeiro. 48. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005.
Cap. 11, item 10, p. 210-211.
2. ______. Item 11, p. 211.
3. ______. Item 12, p. 211.
4. ______. Item 23, p. 216.
5. ______. Cap. 14, item 10, p. 279.
6. KARDEC, Allan. O livro dos espíritos.
Trad. de Guillon Ribeiro. 86. ed. Rio de
Janeiro: FEB, 2005. Questão 23, p. 59.
7. ______. Questão 24, p. 59.
8. ______. Questão 44, p. 65.
9. ______. Questão 45, p. 66.
10. ______. Questão 77, p. 80.
11. ______. Questão 79, p. 81.
12. ______. Questão 80, p. 81.
13. ______. Questão 81, p. 81.
14. ______. Questão 82, p. 82.
15. ______. Questão 88, p. 83.
16. ______. Questão 88-a, p. 83.
17. ______. Questão 89, p. 84.
18. ______. Questão 91, p. 84.
19. ______. Questão 92, p. 84.
20. ______. Questão 92-a, p. 84.
21. ______. Questão 606.
22. ______. Questão 607, p. 299.
23. ______. Questão 607-a, p. 299.
24. DELANNE, Gabriel. A evolução anímica. Tradução
de Manuel Quintão. 11. ed. Rio de Janeiro: FEB,
2005. Cap. 2 (A alma animal), item: A Evolução da
alma, p. 75-77.
25. DENIS, Léon. O problema do ser, do destino e da
dor. 28. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. Cap. 9 (A
evolução e finalidade da alma), p. 122-123.
26. XAVIER, Francisco Cândido. Evolução em dois
mundos. Pelo Espírito André Luiz. 23. ed. Rio de
Janeiro: FEB, 2005. Primeira parte. Cap. 3 (Evolução e
corpo espiritual), item: Primórdios da vida, p. 37-38.
27. ______. item: Dos artrópodos aos dromatérios e
anfitérios, p. 40.
28. ______. item: Faixas inaugurais da razão, p. 41.
29. ______. item: Elos desconhecidos da evolução, p.
41-42.
IEDC
Instituto Espírita Dias da Cruz
DAE
Departamento de
Assistência Espiritual
Facilitadores:
Denise Maria de Aguiar da Silva
Deise Cristina Maciel de Aguiar
2017

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Roteiro 5 retorno à vida corporal - infância
Roteiro 5    retorno à vida corporal - infânciaRoteiro 5    retorno à vida corporal - infância
Roteiro 5 retorno à vida corporal - infânciaBruno Cechinel Filho
 
Roteiro 5 diferentes categorias de mundos habitados
Roteiro 5   diferentes categorias de mundos habitadosRoteiro 5   diferentes categorias de mundos habitados
Roteiro 5 diferentes categorias de mundos habitadosBruno Cechinel Filho
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteDenise Aguiar
 
A reencarnação visão geral
A reencarnação visão geralA reencarnação visão geral
A reencarnação visão geralAnderson Dias
 
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdfFundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdfRosimeire Alves
 
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan KardecSonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardecmarjoriestavismeyer
 
Roteiro 2 elementos gerais do universo - matéria e espírito
Roteiro 2   elementos gerais do universo - matéria e espíritoRoteiro 2   elementos gerais do universo - matéria e espírito
Roteiro 2 elementos gerais do universo - matéria e espíritoBruno Cechinel Filho
 
2.8.1 O sono e os sonhos
2.8.1   O sono e os sonhos2.8.1   O sono e os sonhos
2.8.1 O sono e os sonhosMarta Gomes
 
Progressão dos Espíritos 2ª Parte
Progressão dos Espíritos 2ª ParteProgressão dos Espíritos 2ª Parte
Progressão dos Espíritos 2ª ParteDenise Aguiar
 
Esde módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médium
Esde    módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médiumEsde    módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médium
Esde módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médiumElysio Laroide Lugarinho
 
2.6.1 espiritos errantes
2.6.1   espiritos errantes2.6.1   espiritos errantes
2.6.1 espiritos errantesMarta Gomes
 
Elementos gerais do universo video
Elementos gerais do universo videoElementos gerais do universo video
Elementos gerais do universo videoCeile Bernardo
 
O sono, sonhos, emancipação da alma, desdobramento
O sono, sonhos, emancipação da alma, desdobramentoO sono, sonhos, emancipação da alma, desdobramento
O sono, sonhos, emancipação da alma, desdobramentoJose Luiz Maio
 
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o EspiritismoCB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o EspiritismoRoseli Lemes
 
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivosRoteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivosBruno Cechinel Filho
 

Mais procurados (20)

Perispírito
PerispíritoPerispírito
Perispírito
 
Roteiro 5 retorno à vida corporal - infância
Roteiro 5    retorno à vida corporal - infânciaRoteiro 5    retorno à vida corporal - infância
Roteiro 5 retorno à vida corporal - infância
 
Roteiro 5 diferentes categorias de mundos habitados
Roteiro 5   diferentes categorias de mundos habitadosRoteiro 5   diferentes categorias de mundos habitados
Roteiro 5 diferentes categorias de mundos habitados
 
Espírito E Matéria
Espírito E MatériaEspírito E Matéria
Espírito E Matéria
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
 
A reencarnação visão geral
A reencarnação visão geralA reencarnação visão geral
A reencarnação visão geral
 
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdfFundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
 
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan KardecSonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
 
Roteiro 2 elementos gerais do universo - matéria e espírito
Roteiro 2   elementos gerais do universo - matéria e espíritoRoteiro 2   elementos gerais do universo - matéria e espírito
Roteiro 2 elementos gerais do universo - matéria e espírito
 
2.8.1 O sono e os sonhos
2.8.1   O sono e os sonhos2.8.1   O sono e os sonhos
2.8.1 O sono e os sonhos
 
Progressão dos Espíritos 2ª Parte
Progressão dos Espíritos 2ª ParteProgressão dos Espíritos 2ª Parte
Progressão dos Espíritos 2ª Parte
 
Esde módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médium
Esde    módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médiumEsde    módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médium
Esde módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médium
 
2.6.1 espiritos errantes
2.6.1   espiritos errantes2.6.1   espiritos errantes
2.6.1 espiritos errantes
 
7 aula reencarnação
7   aula reencarnação7   aula reencarnação
7 aula reencarnação
 
Elementos gerais do universo video
Elementos gerais do universo videoElementos gerais do universo video
Elementos gerais do universo video
 
O sono, sonhos, emancipação da alma, desdobramento
O sono, sonhos, emancipação da alma, desdobramentoO sono, sonhos, emancipação da alma, desdobramento
O sono, sonhos, emancipação da alma, desdobramento
 
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o EspiritismoCB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
 
O Passe
O PasseO Passe
O Passe
 
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.
 
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivosRoteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
 

Destaque

Contexto histórico da Doutrina Espírita. Filósofos
Contexto histórico da Doutrina Espírita. FilósofosContexto histórico da Doutrina Espírita. Filósofos
Contexto histórico da Doutrina Espírita. FilósofosDenise Aguiar
 
Introdução ao estudo do espiritismo - cientistas
Introdução ao estudo do espiritismo - cientistasIntrodução ao estudo do espiritismo - cientistas
Introdução ao estudo do espiritismo - cientistasDenise Aguiar
 
Contexto histórico - Espiritismo - Governantes
Contexto histórico - Espiritismo - GovernantesContexto histórico - Espiritismo - Governantes
Contexto histórico - Espiritismo - GovernantesDenise Aguiar
 
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espiritaEsdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espiritaDenise Aguiar
 
Esdei 01.01 parte i_2016
Esdei 01.01 parte i_2016Esdei 01.01 parte i_2016
Esdei 01.01 parte i_2016Denise Aguiar
 
Esdei 01.04 pontos principais da doutrina espírita
Esdei 01.04 pontos principais da doutrina espíritaEsdei 01.04 pontos principais da doutrina espírita
Esdei 01.04 pontos principais da doutrina espíritaDenise Aguiar
 
02.02 allan kardec 1_parte
02.02 allan kardec 1_parte02.02 allan kardec 1_parte
02.02 allan kardec 1_parteDenise Aguiar
 
Esdei 01.01 parte ii_2016
Esdei 01.01 parte ii_2016Esdei 01.01 parte ii_2016
Esdei 01.01 parte ii_2016Denise Aguiar
 
Contexto Histórico - Espiritismo - Pintores
Contexto Histórico - Espiritismo - PintoresContexto Histórico - Espiritismo - Pintores
Contexto Histórico - Espiritismo - PintoresDenise Aguiar
 
Fatos que antecederam a codificação do espiritismo
Fatos que antecederam a codificação do espiritismoFatos que antecederam a codificação do espiritismo
Fatos que antecederam a codificação do espiritismoMárcia Albuquerque
 
Contexto Histórico do século XIX - escritores
Contexto Histórico do século XIX - escritoresContexto Histórico do século XIX - escritores
Contexto Histórico do século XIX - escritoresDenise Aguiar
 
Antecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRitaAntecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRitaPower Point
 
Grandes etapas da história da terra
Grandes etapas da história da terraGrandes etapas da história da terra
Grandes etapas da história da terraacatarina82
 
Contexto histórico - Espiritismo
Contexto histórico - EspiritismoContexto histórico - Espiritismo
Contexto histórico - EspiritismoDenise Aguiar
 
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificaçãoPrimeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificaçãoCeiClarencio
 
Origem e natureza do Espirito parte 3
Origem e natureza do Espirito parte 3Origem e natureza do Espirito parte 3
Origem e natureza do Espirito parte 3Denise Aguiar
 
Etapas Da História Da Terra
Etapas Da História Da TerraEtapas Da História Da Terra
Etapas Da História Da TerraTânia Reis
 
Palestra 01 contexto histórico do século xix na europa
Palestra 01 contexto histórico do século xix na europaPalestra 01 contexto histórico do século xix na europa
Palestra 01 contexto histórico do século xix na europaJose Ferreira Almeida
 
02.01 fenominos parte 1_hydesville
02.01 fenominos parte 1_hydesville02.01 fenominos parte 1_hydesville
02.01 fenominos parte 1_hydesvilleDenise Aguiar
 

Destaque (20)

Contexto histórico da Doutrina Espírita. Filósofos
Contexto histórico da Doutrina Espírita. FilósofosContexto histórico da Doutrina Espírita. Filósofos
Contexto histórico da Doutrina Espírita. Filósofos
 
Introdução ao estudo do espiritismo - cientistas
Introdução ao estudo do espiritismo - cientistasIntrodução ao estudo do espiritismo - cientistas
Introdução ao estudo do espiritismo - cientistas
 
Contexto histórico - Espiritismo - Governantes
Contexto histórico - Espiritismo - GovernantesContexto histórico - Espiritismo - Governantes
Contexto histórico - Espiritismo - Governantes
 
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espiritaEsdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
 
Esdei 01.01 parte i_2016
Esdei 01.01 parte i_2016Esdei 01.01 parte i_2016
Esdei 01.01 parte i_2016
 
Esdei 01.04 pontos principais da doutrina espírita
Esdei 01.04 pontos principais da doutrina espíritaEsdei 01.04 pontos principais da doutrina espírita
Esdei 01.04 pontos principais da doutrina espírita
 
02.02 allan kardec 1_parte
02.02 allan kardec 1_parte02.02 allan kardec 1_parte
02.02 allan kardec 1_parte
 
Esdei 01.01 parte ii_2016
Esdei 01.01 parte ii_2016Esdei 01.01 parte ii_2016
Esdei 01.01 parte ii_2016
 
Contexto Histórico - Espiritismo - Pintores
Contexto Histórico - Espiritismo - PintoresContexto Histórico - Espiritismo - Pintores
Contexto Histórico - Espiritismo - Pintores
 
Fatos que antecederam a codificação do espiritismo
Fatos que antecederam a codificação do espiritismoFatos que antecederam a codificação do espiritismo
Fatos que antecederam a codificação do espiritismo
 
Contexto Histórico do século XIX - escritores
Contexto Histórico do século XIX - escritoresContexto Histórico do século XIX - escritores
Contexto Histórico do século XIX - escritores
 
Antecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRitaAntecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRita
 
Reflexões espiritas e espiritualistas
Reflexões espiritas e espiritualistasReflexões espiritas e espiritualistas
Reflexões espiritas e espiritualistas
 
Grandes etapas da história da terra
Grandes etapas da história da terraGrandes etapas da história da terra
Grandes etapas da história da terra
 
Contexto histórico - Espiritismo
Contexto histórico - EspiritismoContexto histórico - Espiritismo
Contexto histórico - Espiritismo
 
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificaçãoPrimeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
 
Origem e natureza do Espirito parte 3
Origem e natureza do Espirito parte 3Origem e natureza do Espirito parte 3
Origem e natureza do Espirito parte 3
 
Etapas Da História Da Terra
Etapas Da História Da TerraEtapas Da História Da Terra
Etapas Da História Da Terra
 
Palestra 01 contexto histórico do século xix na europa
Palestra 01 contexto histórico do século xix na europaPalestra 01 contexto histórico do século xix na europa
Palestra 01 contexto histórico do século xix na europa
 
02.01 fenominos parte 1_hydesville
02.01 fenominos parte 1_hydesville02.01 fenominos parte 1_hydesville
02.01 fenominos parte 1_hydesville
 

Semelhante a Origem e natureza do Espirito parte 1

imortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfimortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfAndrPlez1
 
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20Patricia Farias
 
A genese revisao capitulos 1 2 3
A genese revisao capitulos 1 2  3A genese revisao capitulos 1 2  3
A genese revisao capitulos 1 2 3Fernando Pinto
 
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdfG1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdfFilipeDuartedeBem
 
Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05Leonardo Pereira
 
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindoGenese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindoFernando A. O. Pinto
 
Capitulo VI - Vida espirita
Capitulo VI - Vida espiritaCapitulo VI - Vida espirita
Capitulo VI - Vida espiritaMarta Gomes
 
Esde módulo 04 - roteiro 02 - origem e natureza do espírito
Esde    módulo 04 - roteiro 02 - origem e natureza do espíritoEsde    módulo 04 - roteiro 02 - origem e natureza do espírito
Esde módulo 04 - roteiro 02 - origem e natureza do espíritoElysio Laroide Lugarinho
 
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e ExpiaçõesEvangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e ExpiaçõesAntonino Silva
 
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSALFLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSALDenise Aguiar
 
Reencarnação oportunidade divina
Reencarnação oportunidade divinaReencarnação oportunidade divina
Reencarnação oportunidade divinamarcionora
 
A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...
A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...
A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...Daniel de Melo
 
Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4Candice Gunther
 

Semelhante a Origem e natureza do Espirito parte 1 (20)

imortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfimortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdf
 
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
 
A genese revisao capitulos 1 2 3
A genese revisao capitulos 1 2  3A genese revisao capitulos 1 2  3
A genese revisao capitulos 1 2 3
 
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdfG1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
 
Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05
 
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindoGenese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
 
Capitulo VI - Vida espirita
Capitulo VI - Vida espiritaCapitulo VI - Vida espirita
Capitulo VI - Vida espirita
 
Esde módulo 04 - roteiro 02 - origem e natureza do espírito
Esde    módulo 04 - roteiro 02 - origem e natureza do espíritoEsde    módulo 04 - roteiro 02 - origem e natureza do espírito
Esde módulo 04 - roteiro 02 - origem e natureza do espírito
 
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e ExpiaçõesEvangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
 
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSALFLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
05 ciclo basico
05 ciclo basico05 ciclo basico
05 ciclo basico
 
05 ciclo basico
05 ciclo basico05 ciclo basico
05 ciclo basico
 
Reencarnação oportunidade divina
Reencarnação oportunidade divinaReencarnação oportunidade divina
Reencarnação oportunidade divina
 
Reencarnação Oportunidade Divina
Reencarnação Oportunidade DivinaReencarnação Oportunidade Divina
Reencarnação Oportunidade Divina
 
A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...
A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...
A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...
 
04 - O Consolador
04 - O Consolador04 - O Consolador
04 - O Consolador
 
Rot 2 mod 4 fund 1
Rot 2 mod 4 fund 1Rot 2 mod 4 fund 1
Rot 2 mod 4 fund 1
 
Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4
 

Mais de Denise Aguiar

CAPÍTULO 1 - A FAMÍLIA SOARES - LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO
CAPÍTULO 1 - A FAMÍLIA SOARES - LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃOCAPÍTULO 1 - A FAMÍLIA SOARES - LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO
CAPÍTULO 1 - A FAMÍLIA SOARES - LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃODenise Aguiar
 
EXAMINANDO A OBSESSÃO - PARTE 2 DO LIVRO ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OB...
EXAMINANDO A OBSESSÃO - PARTE 2 DO LIVRO ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OB...EXAMINANDO A OBSESSÃO - PARTE 2 DO LIVRO ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OB...
EXAMINANDO A OBSESSÃO - PARTE 2 DO LIVRO ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OB...Denise Aguiar
 
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...Denise Aguiar
 
Cientistas estudo da evolução quadro TEORIAS EVOLUCIONISTAS
Cientistas   estudo da evolução   quadro TEORIAS EVOLUCIONISTASCientistas   estudo da evolução   quadro TEORIAS EVOLUCIONISTAS
Cientistas estudo da evolução quadro TEORIAS EVOLUCIONISTASDenise Aguiar
 
PARTE 4 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 4 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 4 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 4 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobreDenise Aguiar
 
PARTE 3 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 3 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 3 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 3 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobreDenise Aguiar
 
PARTE 2 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 2 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 2 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 2 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobreDenise Aguiar
 
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobreDenise Aguiar
 
Sobrevivência do Espírito
Sobrevivência do EspíritoSobrevivência do Espírito
Sobrevivência do EspíritoDenise Aguiar
 
Poesia o mal e o sofrimento
Poesia o mal e o sofrimentoPoesia o mal e o sofrimento
Poesia o mal e o sofrimentoDenise Aguiar
 
Atributos da divindade
Atributos da divindadeAtributos da divindade
Atributos da divindadeDenise Aguiar
 
Provas da existência deus
Provas da existência deusProvas da existência deus
Provas da existência deusDenise Aguiar
 
Provas da existência Deus
Provas da existência DeusProvas da existência Deus
Provas da existência DeusDenise Aguiar
 
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásiaTerminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásiaDenise Aguiar
 
Tipos de Psicografia
Tipos de PsicografiaTipos de Psicografia
Tipos de PsicografiaDenise Aguiar
 
02.01 fenominos parte 2_mesas girantes
02.01 fenominos parte 2_mesas girantes02.01 fenominos parte 2_mesas girantes
02.01 fenominos parte 2_mesas girantesDenise Aguiar
 
Esdei 01.02 conceito e objeto
Esdei 01.02 conceito e objetoEsdei 01.02 conceito e objeto
Esdei 01.02 conceito e objetoDenise Aguiar
 

Mais de Denise Aguiar (19)

CAPÍTULO 1 - A FAMÍLIA SOARES - LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO
CAPÍTULO 1 - A FAMÍLIA SOARES - LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃOCAPÍTULO 1 - A FAMÍLIA SOARES - LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO
CAPÍTULO 1 - A FAMÍLIA SOARES - LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO
 
EXAMINANDO A OBSESSÃO - PARTE 2 DO LIVRO ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OB...
EXAMINANDO A OBSESSÃO - PARTE 2 DO LIVRO ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OB...EXAMINANDO A OBSESSÃO - PARTE 2 DO LIVRO ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OB...
EXAMINANDO A OBSESSÃO - PARTE 2 DO LIVRO ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OB...
 
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
 
Cientistas estudo da evolução quadro TEORIAS EVOLUCIONISTAS
Cientistas   estudo da evolução   quadro TEORIAS EVOLUCIONISTASCientistas   estudo da evolução   quadro TEORIAS EVOLUCIONISTAS
Cientistas estudo da evolução quadro TEORIAS EVOLUCIONISTAS
 
PARTE 4 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 4 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 4 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 4 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
 
PARTE 3 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 3 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 3 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 3 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
 
PARTE 2 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 2 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 2 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 2 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
 
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
 
Sobrevivência do Espírito
Sobrevivência do EspíritoSobrevivência do Espírito
Sobrevivência do Espírito
 
Poesia o mal e o sofrimento
Poesia o mal e o sofrimentoPoesia o mal e o sofrimento
Poesia o mal e o sofrimento
 
providência divina
providência divinaprovidência divina
providência divina
 
Atributos da divindade
Atributos da divindadeAtributos da divindade
Atributos da divindade
 
Provas da existência deus
Provas da existência deusProvas da existência deus
Provas da existência deus
 
Provas da existência Deus
Provas da existência DeusProvas da existência Deus
Provas da existência Deus
 
Existência de Deus
Existência de DeusExistência de Deus
Existência de Deus
 
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásiaTerminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
 
Tipos de Psicografia
Tipos de PsicografiaTipos de Psicografia
Tipos de Psicografia
 
02.01 fenominos parte 2_mesas girantes
02.01 fenominos parte 2_mesas girantes02.01 fenominos parte 2_mesas girantes
02.01 fenominos parte 2_mesas girantes
 
Esdei 01.02 conceito e objeto
Esdei 01.02 conceito e objetoEsdei 01.02 conceito e objeto
Esdei 01.02 conceito e objeto
 

Último

Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoInsituto Propósitos de Ensino
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoInsituto Propósitos de Ensino
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiamaysa997520
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 

Último (11)

Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 

Origem e natureza do Espirito parte 1

  • 1. MÓDULO IV – Existência e sobrevivência do Espírito ROTEIRO 2: ORIGEM E NATUREZA DO ESPÍRITO - PARTE 1 ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA PROGRAMA FUNDAMENTAL - TOMO I
  • 2. Federação Espírita Brasileira. Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental Tomo I.
  • 3. MÓDULO IV EXISTÊNCIA E SOBREVIVÊNCIA DO ESPÍRITO OBJETIVO GERAL •Propiciar conhecimento a respeito da existência e da sobrevivência do Espírito OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Informar a respeito da origem e da natureza do Espírito, segundo a Doutrina Espírita. • Explicar, em linhas gerais, como se processa a evolução do princípio inteligente. ROTEIRO 2 ORIGEM E NATUREZA DO ESPÍRITO
  • 4. ESPÍRITO Do latim spirĭtus sopro, exalação, alma, a parte imaterial do ser humano.
  • 5. Haveria, assim, dois elementos gerais do Universo: a matéria e o espírito? Sim e acima de ambos, Deus, o criador, o pai de todas as coisas. Essas três coisas são o princípio de tudo o que existe, a trindade universal... O Livro dos Espíritos. Questão 27 REVISÃO
  • 8. 1. ORIGEM DO ESPÍRITO
  • 9. Ensina a Doutrina Espírita que o espírito (escrito em letra minúscula) é o [...] princípio inteligente do Universo (6), sendo a inteligência seu atributo essencial (7). Esse princípio inteligente, que tem sua origem no [...] elemento inteligente universal (21), passa por um processo de elaboração e individualização até transformar-se no ser denominado Espírito. (4, 23)
  • 10. Assim, a palavra Espírito, tanto é empregada para designar o princípio inteligente do Universo, quanto para designar esse mesmo princípio após a sua individualização.
  • 11. O Espírito (princípio inteligente individualizado) é criado por Deus. Não é, porém, uma emanação ou uma porção da Divindade.
  • 12. É sua obra, [o Espírito ...] exatamente qual a máquina o é do homem que a fabrica. A máquina é obra do homem, não é o próprio homem (10).
  • 13. Deus cria o Espírito pela sua vontade, como o faz em relação a tudo no Universo (13). Como Deus jamais deixou de criar, a criação dos Espíritos é permanente (12). O Espírito é a individualização do princípio inteligente assim como o corpo é a individualização do princípio material (11).
  • 14. Essa individualização do princípio inteligente se efetua numa série de existências que precedem o período da Humanidade (22), existências essas onde o princípio inteligente passa a primeira fase do seu desenvolvimento, ensaiando-se para a vida. Esse seria para o Espírito, por assim dizer, o seu período de incubação (4).
  • 15. É, de certo modo, um trabalho preparatório, como o da germinação, por efeito do qual o princípio inteligente sofre uma transformação e se torna Espírito. Entra então no período da humanização, começando a ter consciência do seu futuro, capacidade de distinguir o bem do mal e a responsabilidade dos seus atos (23).
  • 16. 23. Que é o Espírito? “O princípio inteligente do Universo.” a) - Qual a natureza íntima do Espírito? “Não é fácil analisar o Espírito com a vossa linguagem. Para vós, ele nada é, por não ser palpável. Para nós, entretanto, é alguma coisa. Ficai sabendo: coisa nenhuma é o nada e o nada não existe.” (6) QUESTÃO 23 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE PRIMEIRA: DAS CAUSAS PRIMÁRIAS - CAPÍTULO II: DOS ELEMENTOS GERAIS DO UNIVERSO - ESPÍRITO E MATÉRIA
  • 17. 24. Espírito é sinônimo de inteligência? “A inteligência é um atributo essencial do Espírito. Uma e outro, porém, se confundem num princípio comum, de sorte que, para vós, são a mesma coisa.” (7) QUESTÃO 24 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE PRIMEIRA: DAS CAUSAS PRIMÁRIAS - CAPÍTULO II: DOS ELEMENTOS GERAIS DO UNIVERSO - ESPÍRITO E MATÉRIA
  • 18. Na linguagem correta, a inteligência é atributo do Espírito e não sinônimo, por não ser igual à fonte de onde promana. Os valores da alma são inúmeros, por vezes incontáveis, na área do seu despertamento espiritual. As nossas comparações são pálidas, referindo-se ao Espírito. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ – QUESTÃO 24 COMENTADA
  • 19. [...] Estudemos, de mãos dadas, em todas as escolas do mundo, e ingressemos cada vez mais no estudo da escola espiritual, porque ela é um passo a mais para a nossa libertação. Alcançaremos a paz espiritual pelo trabalho de luz, na luz de Deus. http://www.olivrodosespiritoscomentado.com/fev1q24c.html O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ – QUESTÃO 24 COMENTADA
  • 20. 606. Donde tiram os animais o princípio inteligente que constitui a alma de natureza especial de que são dotados? “Do elemento inteligente universal.” a) Então, emanam de um único princípio a inteligência do homem e a dos animais? “Sem dúvida alguma, porém, no homem, passou por uma elaboração que a coloca acima da que existe no animal.” QUESTÃO 606 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO XI - DOS TRÊS REINOS - OS ANIMAIS E O HOMEM
  • 21. 607. Dissestes (190) que o estado da alma do homem, na sua origem, corresponde ao estado da infância na vida corporal, que sua inteligência apenas desabrocha e se ensaia para a vida. Onde passa o Espírito essa primeira fase do seu desenvolvimento? “Numa série de existências que precedem o período a que chamais Humanidade.” QUESTÃO 607 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO XI - DOS TRÊS REINOS - OS ANIMAIS E O HOMEM
  • 22. a) Parece que, assim, se pode considerar a alma como tendo sido o princípio inteligente dos seres inferiores da criação, não? “Já não dissemos que todo em a Natureza se encadeia e tende para a unidade?
  • 23. Nesses seres, cuja totalidade estais longe de conhecer, é que o princípio inteligente se elabora, se individualiza pouco a pouco e se ensaia para a vida, conforme acabamos de dizer. É, de certo modo, um trabalho preparatório, como o da germinação, por efeito do qual o princípio inteligente sofre uma transformação e se torna Espírito. Entra então no período da humanização, começando a ter consciência do seu futuro, capacidade de distinguir o bem do mal e a responsabilidade dos seus atos.
  • 24. Assim, à fase da infância se segue a da adolescência, vindo depois a da juventude e da madureza. Nessa origem, coisa alguma há de humilhante para o homem. Sentir-se-ão humilhados os grandes gênios por terem sido fetos informes nas entranhas que os geraram? Se alguma coisa há que lhe seja humilhante, é a sua inferioridade perante Deus e sua impotência para lhe sondar a profundeza dos desígnios e para apreciar a sabedoria das leis que regem a harmonia do Universo.
  • 25. Reconhecei a grandeza de Deus nessa admirável harmonia, mediante a qual tudo é solidário na Natureza. Acreditar que Deus haja feito, seja o que for, sem um fim, e criado seres inteligentes sem futuro, fora blasfemar da Sua bondade, que se estende por sobre todas as suas criaturas.” QUESTÃO 607- a - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO XI - DOS TRÊS REINOS - OS ANIMAIS E O HOMEM
  • 26. b) Esse período de humanização principia na Terra? “A Terra não é o ponto de partida da primeira encarnação humana. O período da humanização começa, geralmente, em mundos ainda inferiores à Terra. Isto, entretanto, não constitui regra absoluta, pois pode suceder que um Espírito, desde o seu início humano, esteja apto a viver na Terra. Não é frequente o caso; constitui antes uma exceção.” QUESTÃO 607- b - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO XI - DOS TRÊS REINOS - OS ANIMAIS E O HOMEM
  • 27. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA INFÂNCIA DA VIDA O Espírito, quando se humaniza, não fica necessariamente no mundo onde começou a dar seus primeiros passos no reino vegetal e animal.
  • 28. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA Os mundos que circulam no universo são casas do mesmo Deus, capazes de abrigar multidões de seres que correspondem às suas necessidades espirituais.
  • 29. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA Troca-se de casas planetárias, como se troca de escolas, quando preciso. Entretanto, muitos ficam onde começaram a despertar. MERCÚRIO
  • 30. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA Nada na vida é estático; as leis têm aberturas diversas para mostrar aos homens estudiosos a grandeza de Deus. Os homens, na sua primeira infância, são como crianças ou talvez piores que muitas dessas, que já carregam bagagem de outras vidas. JÚPITER
  • 31. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA Deus não tem pressa, mas não pára de operar. Assim deves fazer igualmente: deixar, por onde passares, o traço das coisas boas que já aprendeste. NASA/AMES/JPL-CALTECH - KEPLER-22B
  • 32. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA O animal que rasteja no chão com o perpassar (transcorrer) dos milênios, ouvirá dentro de si, quando já preparado, as palavras anotadas por Lucas, no capítulo onze, versículo dez: "Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra e a quem bate abrir-se-á.“ Na humanização do animal, ele vai tendo o princípio de consciência do seu futuro.
  • 33. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA A extensão do tempo a que se submete é o pedido de melhoria; os seus movimentos, a busca no silêncio, e as lutas que tem no seu reino, são as batidas nas portas do progresso, para achar a sua melhoria, que vem na mudança de reinos.
  • 34. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA Alguma luz brilha na sua mente, a lhe dizer da esperança em uma vida melhor e a face da infância vai se transformando, qual a da criança do mundo para a adolescência e depois para alcançar a madureza.
  • 35. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA São processos que regulam todos os reinos da natureza, mas, o grandioso é que todas as coisas caminham para essa vida livre e grandiosa. Assim Deus o quer.
  • 36. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA Como já dissemos, a Terra não é o ponto de partida de todas as reencarnações, nem o fim. Nos mundos onde existem humanidades reencarnadas, processam-se neles as trocas.
  • 37. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA Avalanches de entidades periodicamente saem e entram, para engrandecimento das criaturas de Deus. Muitos Espíritos querem descobrir a sua gênese, mas nem sempre lhes é permitido.
  • 38. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA Essas verdades vêm com lentidão, de acordo com as necessidades espirituais e a vontade de Deus. Sem a permissão de Deus, nada será feito. Compreende-se, pois, que existe um comando central, nas mãos d'Aquele que tudo criou por amor.
  • 39. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA Assim como há Espíritos de alta hierarquia comunicando-se na Terra, há os que ainda não sabem o que fazem; são alunos nos primeiros anos de escola, a quem por vezes, é permitido o intercâmbio, como exercício de aprendizado.
  • 40. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 607 COMENTADA Os Espíritos não devem se sentir humilhados por saberem que vieram do reino animal, pois tal se deu por vontade do Criador, e todos passam pelo mesmo processo para alcançar a inteligência.
  • 41. 23. Tomando a Humanidade no grau mais baixo da escala espiritual, como se encontra entre os mais atrasados selvagens, perguntarão se é aí o ponto inicial da alma humana.
  • 42. Na opinião de alguns filósofos espiritualistas, o princípio inteligente — que é diferente do princípio material — se individualiza e elabora, passando pelos diversos graus da vida animal. É aí que a alma ensaia para a vida e desenvolve suas primeiras faculdades pelo exercício.
  • 43. Por assim dizer, esse seria para ela o período de incubação. Chegada ao grau de desenvolvimento que esse estado comporta, ela recebe as potencialidades especiais que formam a alma humana. Haveria assim filiação espiritual do animal para o homem, como há filiação corporal. A GÊNESE CAPÍTULO XI GÊNESE ESPIRITUAL – ITEM 23
  • 44. 79. Pois que há dois elementos gerais no Universo: o elemento inteligente e o elemento material, poder-se-á dizer que os Espíritos são formados do elemento inteligente, como os corpos inertes o são do elemento material? “Evidentemente. Os Espíritos são a individualização do princípio inteligente, como os corpos são a individualização do princípio material. A época e o modo por que essa formação se operou é que são desconhecidos.” QUESTÃO 79 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO I - DOS ESPÍRITOS - ORIGEM E NATUREZA DOS ESPÍRITOS
  • 45. 80. A criação dos Espíritos é permanente, ou só se deu na origem dos tempos? “É permanente. Quer dizer: Deus jamais deixou de criar.” QUESTÃO 80- O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO I - DOS ESPÍRITOS - ORIGEM E NATUREZA DOS ESPÍRITOS
  • 46. 81. Os Espíritos se formam espontaneamente, ou procedem uns dos outros? “Deus os cria, como a todas as outras criaturas, pela Sua vontade. Mas, repito ainda uma vez, a origem deles é mistério.” QUESTÃO 81- O LIVRO DOS ESPÍRITOS - PARTE SEGUNDA - DO MUNDO ESPÍRITA OU MUNDO DOS ESPÍRITOS - CAPÍTULO I - DOS ESPÍRITOS - ORIGEM E NATUREZA DOS ESPÍRITOS
  • 47. Acreditar que os Espíritos se formam espontaneamente é desconhecer as leis do Criador, a Sua ação benfeitora em todo o universo. Por não dispormos de outro termo mais adequado, cabe-nos dizer que Deus nos criou pela Sua potente força de vontade. E como se encontra na gênese: Faça-se a luz, e a luz se fez. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
  • 48. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA Em relação à alma, podemos dizer que o disse: “Faça-se o Espírito, e o Espírito se fez, não deixando de ser um simbolismo divino, na divina estrutura da criação. O tempo na contagem humana, que se gastou para que o Espírito se expressasse como alma inteligente, está perdido no próprio tempo.”
  • 49. Nada se opera no esquema de Deus sem o trabalho permanente d'Ele mesmo e dos Seus filhos maiores, disseminados em toda a criação universal. [...] A Suprema Inteligência do Universo não deseja esconder os Seus segredos da humanidade encarnada e desencarnada, porém, a revelação deve ser gradativa, para evitar perturbações naqueles que não suportam uma verdade mais acentuada. Devemos intentar andar de passo a passo e, quando o progresso nos chamar, busquemos acelerar nossa marcha, por já suportarmos o entendimento. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
  • 50. Tudo que Ele fez está perfeito; a ignorância é que nos faz ver erro onde não existe. Estamos todos em processo de despertamento espiritual, e aí é que encontramos a desarmonia, sem que ela exista realmente. Se Deus nos criou à Sua Semelhança, no que devemos crer, estamos de posse de muitas qualidades, que aparecerão com o tempo, que fará desabrochar os nossos talentos pelas bênçãos do próprio Criador. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
  • 51. Somos Seus filhos, e já que moramos no mesmo lar, somos herdeiros diretos do Seu amor. Compete a nós outros sabermos usar esses dons espirituais, como sementes que devemos semear, de sorte que devemos saciar a fome com os seus frutos. Analisemos os nossos pensamentos e a seleção que temos o direito de fazer. Parece que eles surgem espontaneamente, no que tange ao que sentimos, no entanto, eles têm um princípio na nossa mente ou em mentes exteriores. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
  • 52. Não se formam espontaneamente, e eis que se trata de pensamentos. No que se refere ao Espírito, a coisa é muito mais séria. Seria sua formação espontânea? Certamente que não; é uma programação divina, a Sua mais perfeita criação. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
  • 53. Nada existe imperfeito, saído das Suas mãos de luz. O entendimento da formação das coisas e dos Espíritos nos leva ao maior respeito por tudo que nos serve e que nos ajuda a ascender para o infinito. Agora, devemos pedir a Jesus para nos ajudar a compreender com mais acerto certas leis que nos assistem e nos comandam. O LIVRO DOS ESPÍRITOS COMENTADO PELO ESPÍRITO MIRAMEZ - QUESTÃO 81 COMENTADA
  • 54. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA KARDEC, Allan. A gênese. Trad. de Guillon Ribeiro. 48. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. Cap. 11, item 10, p. 210-211. 2. ______. Item 11, p. 211. 3. ______. Item 12, p. 211. 4. ______. Item 23, p. 216. 5. ______. Cap. 14, item 10, p. 279. 6. KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Trad. de Guillon Ribeiro. 86. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. Questão 23, p. 59. 7. ______. Questão 24, p. 59. 8. ______. Questão 44, p. 65. 9. ______. Questão 45, p. 66. 10. ______. Questão 77, p. 80. 11. ______. Questão 79, p. 81. 12. ______. Questão 80, p. 81. 13. ______. Questão 81, p. 81. 14. ______. Questão 82, p. 82.
  • 55. 15. ______. Questão 88, p. 83. 16. ______. Questão 88-a, p. 83. 17. ______. Questão 89, p. 84. 18. ______. Questão 91, p. 84. 19. ______. Questão 92, p. 84. 20. ______. Questão 92-a, p. 84. 21. ______. Questão 606. 22. ______. Questão 607, p. 299. 23. ______. Questão 607-a, p. 299. 24. DELANNE, Gabriel. A evolução anímica. Tradução de Manuel Quintão. 11. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. Cap. 2 (A alma animal), item: A Evolução da alma, p. 75-77. 25. DENIS, Léon. O problema do ser, do destino e da dor. 28. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. Cap. 9 (A evolução e finalidade da alma), p. 122-123. 26. XAVIER, Francisco Cândido. Evolução em dois mundos. Pelo Espírito André Luiz. 23. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. Primeira parte. Cap. 3 (Evolução e corpo espiritual), item: Primórdios da vida, p. 37-38. 27. ______. item: Dos artrópodos aos dromatérios e anfitérios, p. 40. 28. ______. item: Faixas inaugurais da razão, p. 41. 29. ______. item: Elos desconhecidos da evolução, p. 41-42.
  • 56. IEDC Instituto Espírita Dias da Cruz DAE Departamento de Assistência Espiritual Facilitadores: Denise Maria de Aguiar da Silva Deise Cristina Maciel de Aguiar 2017