Prof Demétrio Melo - TD 2ª Série E.M. - Brasil: Climas

7.843 visualizações

Publicada em

Resumo das principais características climáticas do Brasil, com exercícios.

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.843
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.000
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
79
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prof Demétrio Melo - TD 2ª Série E.M. - Brasil: Climas

  1. 1. 1 GráficaGEO ALUNO: _______________________________________________________________ SÉRIE:_______________ TURNO_________ BRASIL: DISTRIBUIÇÃO CLIMÁTICA Em nosso território ocorrem climas tipicamente tropicais, ou seja, a média térmica anual nunca é menor que 18° C. Porém a regularidade térmica mascara as grandes variações entre as diversas paisagens brasileiras, pois há na Região Norte temperaturas mais elevadas, enquanto que na Região Sul as médias no inverno chegam a 9° C. Dessa maneira é bom lembrar que existem vários fatores que interferem na dinâmica climática brasileira: FATORES GEOGRÁFICOS VARIÁVEIS ATMOSFÉRICAS  RELEVO  LATITUDE  UMIDADE  PRECIPITAÇÕES  ALTITUDE  MARITIMIDADE  PRESSÃO ATMOSFÉRICA  INCIDÊNCIA SOLAR  CONTINENTALIDADE  CORRENTES OCEÂNICAS  VENTOS  MASSAS DE AR  ALBEDO  VEGETAÇÃO  HIDROGRAFIA Com a combinação desses fatores o País apresenta a seguinte distribuição climática: CLASSIFICAÇÃO SEGUNDO KÖPPEN Am: Clima Equatorial (média térmica acima de 18°C, precipitação superior à evapotranspiração, breve estação seca) Aw: Clima Tropical típico (média térmica acima de 18°C, chuvas de verão) As’: Clima Tropical úmido ou litorâneo (média térmica acima de 18ºC, precipitação média de 2000mm, chuvas no outono-inverno); Bsh: Tropical semiárido (média térmica acima de 18°C, evapotranspiração superior às chuvas, precipitação de outono) Cwa: Tropical de altitude (média térmica do mês mais frio está entre -3° e 18°C, chuvas de verão, verão quente) Cf: Subtropical (média térmica entre -3° e 18°C, sem estação seca) Observe os climogramas abaixo e suas respectivas paisagens morfoclimáticas: Características: Características: 2ºS ANOSProfº: DEMÉTRIO – www.melo-geografia.blogspot.com
  2. 2. 2 GráficaGEO Características: Características: Características: Características: Exercícios de Fixação 01.(Eng. Itajubá) No Brasil existem três grandes regiões climáticas: A) equatorial, temperada e desértica. B) equatorial, tropical e subtropical. C) tropical, subtropical e temperada. D) desértica, equatorial e tropical. E) subtropical, desértica e temperada. 02. (ECMAL) Com base nos conhecimentos sobre os climas do Brasil, sua distribuição e sua influência no espaço geográfico, pode-se afirmar: A) O clima das cidades pode ser alterado a longo prazo, em decorrência dos desmatamentos, do aumento populacional e da instalação de áreas industriais que ocasionam o aumento das temperaturas e a formação de "ilhas de calor".
  3. 3. 3 GráficaGEO B) O acompanhamento das massas de ar e de frentes é feito pelos laboratórios de cartografia, que elaboram mapas mensais chamados cartas naturais. C) O Brasil apresenta todos os tipos climáticos dependentes da circulação intertropical, não sofrendo influência de outras massas de ar. D) A Região Sul é a única que goza do efeito do clima tropical de altitude, proporcionando condições saudáveis ao homem, como ocorre em Petrópolis e em Teresópolis. E) O clima tropical com duas estações aparece, sobretudo, na Costa Oriental do Brasil na área da Mata Atlântica. 03. (FPACL) O clima do Rio Grande do Sul deve ser classificado como subtropical, ao invés de temperado, fundamentalmente porque: A) apresenta as quatro estações bem definidas. B) apresenta um complicador: intensa pluviosidade durante todo ano. C) não apresenta as quatro estações bem definidas. D) apresenta pequena amplitude térmica anual. E) apresenta uma estação seca bem definida. 04. (UERJ) Leia o trecho do roteiro do filme "Central do Brasil", dirigido por Walter Salles: “O caminhão está parado no meio do mato próximo da estrada. César e Dora estão sentados no chão junto a uma fogueirinha. Josué ficou no caminhão. César: - É, no sertão também faz frio” A característica climática do sertão nordestino que se relaciona ao frio referido no texto acima é: A) intensificação de secas no verão B) expressiva amplitude térmica diária C) regularidade na distribuição das chuvas D) permanente atuação da massa equatorial continental 05.(MACK) Observe a tabela e as afirmações abaixo e assinale a alternativa correta. TEMPERATURAS MÉDIAS ANUAIS Cidade Altitude Latitude Média térmica anual Vitória 2 m 20 °19’S 24,4°C Belo Horizonte 852 m 19° 56’S 21,5°C I. Vitória, cidade portuária, tem sua formação climática apenas constituída pela continentalidade, o que resulta em maiores variações térmicas. II. As duas cidades apresentam temperaturas médias anuais próximas, típicas de áreas em que se tem o domínio climático tropical úmido. III. Situadas em latitudes muito próximas, as cidades mencionadas na tabela possuem temperaturas médias distintas devido às diferenças de altitudes. É correto apenas o que se afirma em: A) I. B) I e II. C) II. D) III E) II e III. 06.(UNCISAL) Com base nos conhecimentos sobre os elementos e os fatores do clima, pode-se afirmar: A) As regiões mais quentes têm peso do ar maior, enquanto, nas regiões mais frias, o peso do ar é menor. B) O ar atmosférico sempre se desloca das zonas de altas pressões para outras de baixas pressões. C) As brisas sopram do mar para a terra durante a noite e da terra para o mar, durante o dia. D) A continentalidade é definida pela aproximação de uma região em relação ao mar; Maceió e Aracaju são cidades influenciadas por esse efeito. E) As latitudes têm grande influência nas temperaturas; quando as latitudes aumentam, as temperaturas também aumentam. 07. A atmosfera não é estável. Movimenta-se constantemente, devido à desigualdade na distribuição, pela superfície terrestre, da radiação solar, da umidade e de outros fatores. Isso pode ser observado nos cartogramas a seguir: BRASIL: REGIÕES CLIMÁTICAS E MASSAS DE Relativamente a esse assunto, sabe-se que 1.( V ) no território brasileiro predomina a ação de massas de ar quentes, continentais e oceânicas. 2.( V ) a massa polar atlântica atua com regularidade na porção meridional do Brasil, sendo responsável pela formação de geadas e queda de neve durante o inverno. 3.( F ) a massa equatorial continental exerce grande influência no médio e baixo Amazonas e no litoral, ao passo que a equatorial atlântica afeta, sobretudo, a Amazônia ocidental. 4.( V ) a massa tropical continental determina longas estiagens na depressão do Paraguai (Pantanal mato- grossense). 08. (ACAFE) A atmosfera não é um corpo estável. Está em constante movimento. Em relação a esta importante camada gasosa que envolve o planeta, é FALSO afirmar: A) As massas de ar são grandes volumes da atmosfera com características físicas mais ou menos uniformes. B) A atmosfera é composta principalmente de nitrogênio, oxigênio e, em menor proporção, gás carbônico, gases cobres e vapor d’água. C) Os movimentos que a atmosfera apresenta resultam das diferenças de aquecimento que nela ocorrem.
  4. 4. 4 GráficaGEO D) A distribuição igualitária da energia solar pelas diferentes latitudes explica o aquecimento homogêneo da terra. E) A dinâmica das massas de ar é o fenômeno responsável pela variação do tempo meteorológico. 09.(ULBRA) As precipitações atmosféricas superficiais e não superficiais são bastante variadas, e acontecem de diferentes formas. A única alternativa que não explica corretamente o tipo de precipitação é a de letra: A) a geada ocorre quando a temperatura da superfície atinge o ponto de congelamento antes de ocorrer a saturação e o vapor de água se transforma em uma fina camada de gelo. B) O orvalho se forma durante a noite devido ao resfriamento do ar próximo à superfície terrestre. C) O granizo é constituído pelo gelo e se forma pela ação de fortes correntes convectivas que realizam o transporte das gotas de água condensadas para as camadas mais elevadas e mais frias, onde se dá o congelamento. D) As chuvas orográficas ou de relevo resultam da ascensão vertical do ar, provocada por fortes correntes de convecção. A precipitação acontece no encontro de uma massa úmida com uma massa seca. E) As chuvas frontais resultam do encontro de uma massa de ar frio com uma massa de ar quente. 10. (UFU) Observe a seguir a carta sinótica do Brasil, que evidencia os campos de alta pressão (A) e de baixa pressão (B) sobre o continente. A carta apresenta, ainda, as linhas de mesma pressão (isobaras), que vão de 1010 a 1030 milibar (mb), a propagação de uma frente fria sobre o Brasil central, do centro de mais alta pressão (1030mb) para os de pressões menores (1014 e 1012mb) e, também, o deslocamento de uma frente quente sobre a porção Sudeste do País, além de uma frente fria sobre o litoral do Nordeste. Sobre as informações contidas na carta sinótica, assinale a alternativa correta. A) Os centros de alta pressão de 1030 e 1014 indicados em “A” dificultam a ocorrência de chuvas pelo fato de serem áreas dispersoras de vento. B) Uma frente fria ocorre quando o ar quente, mais denso e mais pesado, empurra o ar frio para cima e para frente. C) A frente fria que corta o Brasil de NW a SE deixa o tempo estável, com baixa umidade e nebulosidade reduzida, uma vez que o ar frio é normalmente seco. D) A frente fria, localizada próxima ao litoral do nordeste, não consegue produzir chuvas nesta região, fato este que explica a seca no semiárido nordestino. ANOTAÇÕES GEOGRÁFICAS

×