Brasil: urbanização e principais problemas urbanos

1.040 visualizações

Publicada em

Processo de urbanização. Principais problemas urbanos. Rede Urbana e Hierarquia Urbana Principais Regiões Metropolitanas.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.040
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
116
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Brasil: urbanização e principais problemas urbanos

  1. 1. Urbanização e problemas urbanos Prof. Demétrio Melo Geografia do Brasil www.slideshare.net/demetrio33 www.melo-geografia.blogspot.com.br
  2. 2. Visão Geral Brasil 26 estados e 1 Distrito Federal 5565 municípios 8.534.960,5 km2 Cerca de 200 mi hab.
  3. 3. Urbanização Processos que aceleraram a urbanização: Industrialização; Mecanização agrícola; Êxodo rural.
  4. 4. Vista parcial da Av. Paulista Praia de Ubatuba-SP Existem inúmeras formas de lazer na cidade de São Paulo, entretanto poucas pessoas usufruem desses meios de consumo. O transporte é caro e os equipamentos geralmente encontram-se distantes da população Lazer
  5. 5. Vista de satélite da Cidade do Rio de Janeiro Na cidade do Rio de Janeiro atual há 1 morador em favela para cada habitante geral. O rápido processo de precarização do trabalhador e a falta de controle urbano originaram parte dos problemas enfrentados por seus cidadãos. Plano Urbano
  6. 6. Inversão térmica
  7. 7. São Paulo e sua camada de poluição atmosférica Inversão térmica: cidade de São Paulo
  8. 8. GRANDE SALVADOR Área: 4 375,123 km² População: 3 919 864 hab Densidade: 895,94 hab./km² PIB: R$ 73,0 bi PIB per capito: R$ 20.020 A Região Metropolitana de Salvador foi instituída pela Lei Complementar Federal nº 14 de 8 de junho de 1973 8
  9. 9. GRANDE RECIFE A Região Metropolitana do Recife foi instituída pela Lei Complementar Federal nº 14 de 8 de junho de 1973. Área: 2 770,452 km² População: 3 887 261 hab Densidade: 1 403,11 hab./km² PIB: R$ 75,89 bi (IBGE/2012) PIB per capito: R$ 22.340 9
  10. 10. GRANDE FORTALEZA Área: 6 967,144 km² População: 3 818 380 hab Densidade: 548,06 hab./km² PIB: R$ 60,58 bi (IBGE/2012) PIB Per capito: R$ 16.191 A Região Metropolitana de Fortaleza foi instituída pela Lei Complementar Federal nº 14 de 8 de junho de 1973 10
  11. 11. Área: 7.946,84 km² População: 20 284 891 hab. Densidade: 2.552,57 hab./km² PIB: R$ 760, 046 bi PIB per capito: R$ 38.348,15 11 A Região Metropolitana de São Paulo foi instituída pela Lei Complementar Federal nº 14 de 8 de junho de 1973. Constitui a Grande Metrópole Brasileira, ou seja, o topo da Hierarquia Urbana Nacional e acordo com o IBGE. Sua área de extrapola os limites do território nacional.
  12. 12. Área: 3 791,910 km² População: 2 976 433 hab. Densidade: 784,94 hab./km² PIB: R$ 105.398,47 PIB per capito: R$ 48.332,79 12 A Região Metropolitana de Campinas, está na hierarquia como Capital Regional A, constituída por 20 municípios, criada por LCE em 19 de junho de 2000 e representa quase 2% do PIB nacional.
  13. 13. Área: 9 467,797 km² População: 5 783 773 hab. Densidade: 610,89 hab./km² PIB: R$ 149,4 bi PIB per capito: R$ 25.830,00 13 Grande Belo Horizonte, foi criada em 1973 pela Lei Complementar Federal n.º 14 de 1973, é a maior Metrópole Regional na hierarquia o IBGE. É a terceira maior aglomeração urbana do Brasil, o maior aglomerado urbano fora do eixo Rio-São Paulo.
  14. 14. A gigantesca aglomeração urbana no Sudeste identificada acima como Megalópole se estende desde o interior de São Paulo à Grande Rio de Janeiro. Não é um fenômeno exclusivamente urbano, já que aglutina áreas rurais de diversos municípios dos estados de SP e RJ. Conta com cerca de 46 mil km2, representa 20% da população total brasileira e quase 60% da produção industrial brasileira. 14
  15. 15. Área: 56.433,60 População: 4.118.54 hab. Densidade: 72,97 hab./km² PIB: R$ 160,2 bi PIB per capito: R$ 41.723 15 Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno é uma região integrada de desenvolvimento econômico, criada pela Lei Complementar nº 94, de 19 de fevereiro de 1998É constituída pelo Distrito Federal, alguns municípios de Goiás e de Minas Gerais.
  16. 16. Área: 10.346,00 km² População: 4.181.836 hab. Densidade: 404,2 hab./km² PIB: R$ 94,8 bi PIB per capito: R$ 23.225,0016 A Região Metropolitana de Porto Alegre, também conhecida como Grande Porto Alegre, foi criada pela lei complementar federal nº 14, de 8 de Junho de 1973.
  17. 17. 17 Área: 16.582,00 km² População: 3.466.981 hab. Densidade: 209,08 hab./km² PIB: R$ 74,8 bi PIB per capito: R$ 22.953,67 A Região Metropolitana de Curitiba, também conhecida como Grande Curitiba, foi criada pela lei complementar federal nº 14, de 8 de Junho de 1973.
  18. 18. Grande Belém 18 A Região Metropolitana de Belém foi criada pela Lei Complementar Federal em 1973. Área: 3.566,222 km² População: 2.581.661 hab. Densidade: 723,92 hab./km² PIB: R$ 26,99 bi PIB per capito: R$ 10.465,00
  19. 19. Grande Manaus 19 Área: 101.475,124 km² População: 2 360 491 hab. Densidade: 23,26 hab./km² PIB: R$ 51,396 bi PIB per capito: R$ 19.943,94 A Região Metropolitana de Manaus foi criada pela Lei Complementar Estadual nº 52 de 30 de maio de 2007
  20. 20. BRASIL: HIERARQUIA URBANA (IBGE) Desde a Constituição Federal de 1988 que a política metropolitana fica a cargo de cada unidade federativa. Mas a hierarquia da rede urbana brasileira é realizada pelo IBGE. 20
  21. 21. BRASIL: REGIÕES METROPOLITANAS As regiões metropolitanas são áreas contiguas (conurbadas), criadas com a finalidade de integrarem os sistemas urbanos comuns: transportes, coleta de resíduos, redes de saneamento, eletrificação. As primeiras foram criadas na década de 1970. 21
  22. 22. REGIÕES METROPOLITANAS 22 Institutos de pesquisa como o IBGE, o IPEA, o DIEESE e a FGV realizam levantamentos dos principais indicadores sociais e econômicos nas 10 maiores regiões metropolitanas do Brasil, já que mais um terço de toda a população encontra-se nelas.
  23. 23. AS DESIGUALDADES SOCIAIS E ECONÔMICAS NO BRASIL ESTÃO RELACIONADAS A QUE FATORES?
  24. 24. Habitação Segundo levantamento da Adm. Municipal existem mais de 14 mil moradores de rua na cidade de São Paulo. Existem 750 favelas cadastradas na cidade do Rio de Janeiro, contra mais de 1400 em São Paulo. Segundo o IBGE em 2000 haviam mais de 1.248.091 na Grande Rio e mais de 1.678.00 na Grande SP.
  25. 25. Segundo estimativas das Nações Unidas o Brasil em 2020 terá mais de 55 milhões de pessoas vivendo em favelas. O acelerado crescimento dos centros do Sudeste criaram cenas como essas. O antagonismo entre riqueza e pobreza. Favelas do Morumbi-SP
  26. 26. Trabalho e renda Indústria têxtil-SP A força de trabalho feminina já supera os 50% da PEA, entretanto a média salarial delas é cerca de 80% da remuneração dos homens. Indústria automotiva-SP
  27. 27. Transporte Na capital paulista a média dos engarrafamentos chega a 100 km. O que gera perdas financeiras e aumenta os custos com o transporte. Curitiba: estações de ônibus Metrô em São Paulo: superlotação
  28. 28. Transporte A precarização dos sistemas de transporte públicos em centros como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília consomem em média 30% da renda do trabalhador. Outro sério problema é a diminuição da produtividade, uma vez que as longas viagens da casa ao trabalho consomem muitas horas daqueles que necessitam se deslocar.
  29. 29. A concepção democrática pautada no voto é insuficiente para que haja plena cidadania, revela as fragilidades que a sociedade deve enfrentar, principalmente quando se trata de minorias, de gênero ou questões raciais. Brasil: desigualdades
  30. 30. Violência Urbana O Brasil é um dos mais violentos países do mundo. Entretanto, as taxas de letalidade são diferentes se analisados pela cor, renda e gênero.
  31. 31. Possíveis Soluções Incremento da massa assalariada; Criação de programas que ampliem o acesso à moradia popular; Controle público das áreas que ofereçam maior risco à construção; Incentivo ao transporte público de qualidade; Maior controle da frota de veículos que circulam nos centros urbanos de maior adensamento demográfico e econômico; Utilização dos sistemas de análise de sensoriamento remoto para o planejamento urbano; Remoção das habitações das áreas de risco natural e social; Estímulos ao crédito rural à proprietários rurais; Por em prática o plano Nacional de Prevenção à Catástrofes Naturais.
  32. 32. Professor Demétrio Melo - Geografia Professor Demétrio Melo Graduado e Licenciado pela Universidade Federal da Paraíba Mestrando em Geografia pela UFPB – Linha Urbano e Rural Pós-Graduação em Geografia e Gestão Ambiental – Universidade Integrada de Patos Desejo bons estudos Entre em contato para maiores esclarecimentos: www.melo-geografia.blogspot.com www.slideshare.net/Demetrio33 Prof. Demétrio Melo Currículo Lattes 32

×