Downloads aula_09_1814

233 visualizações

Publicada em

teste

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
233
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Downloads aula_09_1814

  1. 1. Vasos úteis para Deus O caráter de um Vencedor
  2. 2. Vasos úteis para Deus II Tm 2:19-21 Entretanto, o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os que lhe pertencem. E mais: Aparte-se da injustiça todo aquele que professa o nome do Senhor. 20 Ora, numa grande casa não há somente utensílios de ouro e de prata; há também de madeira e de barro. Alguns, para honra; outros, porém, para desonra. 21 Assim, pois, se alguém a si mesmo se purificar destes erros, será utensílio para honra, santificado e útil ao seu possuidor, estando preparado para toda boa obra.
  3. 3. Vasos úteis para Deus Quais são as marcas daqueles que são “vasos úteis” na mão de Deus? O caráter de Jesus deve ser impresso em nosso caráter, mas como isso pode ser feito? Como podemos receber o caráter de Cristo em nós?
  4. 4. Vasos úteis para Deus Não há maior privilégio do que ser usado como instrumento de Deus em nossa geração. Mas quem Deus pode usar? O Senhor quer usar todos os seus filhos, mas será que o Senhor vai usar qualquer tipo de crente?
  5. 5. 1. Aqueles que amam o Senhor Muitos querem fazer coisas, mas quantos querem fazer a vontade de Deus? Existem aqueles que amam o Senhor e aqueles que amam o quê o Senhor dá e faz por eles. Qual deles você é?
  6. 6. 2. Aqueles que tem revelação do Senhor Muitas pessoas sabem muita coisas sobre Deus, mas não conhecem a Deus. Não sabem discernir os seus caminhos, seus princípios. Conhecer é algo no espírito e não na mente, é fruto de intimidade, de experiência. 2 Timóteo 3:7 que aprendem sempre e jamais podem chegar ao conhecimento da verdade.
  7. 7. 3. Aqueles cujo ego foi tratado Você já foi tratado por Deus em seu caráter? Existem duas maneiras do tratamento de Deus: revelação ou exposição. Quem nunca foi tratado não pode ser usado por Deus. Permita o tratamento de Deus!
  8. 8. 3. Aqueles cujo ego foi tratado Você se parece com quem você anda. Jacó acha Labão e Maria anda com Isabel. Não é a aparência exterior que conta, mas o espírito da pessoas, suas experiências com Cristo, sua realidade espiritual. Deus testará nossa realidade nestes dias: Existe uma bondade natural e uma bondade espiritual.
  9. 9. 4. Aqueles que querem a unção de Deus Muitos dizem que unção é tudo, mas não é o único fator na vida de um vencedor. Saul foi escolhido por Deus, ungido, mas falhou porque ao Deus tratar o seu caráter ele não foi aprovado. Precisamos de um caráter tratado para reter a unção que Deus quer derramar sobre nós.
  10. 10. 5. Caráter aprovado Os quatro primeiros sinais nos qualificam para sermos usados por Deus, mas o limite da utilidade para Deus será definido pelo caráter. A sua rotina afeta seu futuro. Algo que você está fazendo todos os dias está transformando a sua vida.
  11. 11. 5. Caráter aprovado A sua palavra representa você, mas o caráter é aquilo que você é! As pessoas não serão testadas pelo que dizem ou pelo o quê os outros falam sobre ela, mas pelo seu caráter, sua prática, sua conduta, seus frutos, sua atitude.
  12. 12. 5.1 – Constituição do caráter A personalidade é constituída de temperamento e caráter. Temperamento é genética, disposições naturais, gostos, preferências. Isso é inato! Caráter é sua atitude, ações aprendidas com outros.
  13. 13. 5.1 – Constituição do caráter Ser agressivo é temperamento, ser desorganizado é caráter. O irmão estourado não é temperamento é caráter. Temperamento é herdado, caráter é aprendido. Nós confundimos temperamento com caráter e relevamos.
  14. 14. 5.1 – Constituição do caráter A desculpa da falta de caráter para muitos é o temperamento. Caráter é aprendido e você irá repetir isso, mas a glória é que podemos mudar esses traços. Não devemos escolher ninguém com base no temperamento, mas no caráter.
  15. 15. 5.1 – Constituição do caráter Não escolhemos o que é mais agradável para nós mesmos, mas para o Reino de Deus. Existem pessoas que quando estão nervosos estouram, outras travam. Isso não é temperamento, mas caráter. Os líderes vencedores conseguem vencer seu temperamento.
  16. 16. 5.1 – Constituição do caráter O glorioso é que podemos aprender a moldar o nosso caráter para servir a Deus. Precisamos conhecer os caminhos de Deus para o tratamento do nosso caráter e não fugir da disciplina do Senhor.
  17. 17. 5.2 – Caráter e unção Existem duas vias na Bíblia: caráter e unção caminham juntos. A unção é vital e primordial, mas sem o caráter é limitada, superficial e não terá sustentação. (Ex do Copo)
  18. 18. 5.2 – Caráter e unção A unção é o material, mas o caráter o meio. A madeira é a unção, mas o caráter é a ferramenta. A unção pode mudar o caráter. O caráter não acrescenta unção mas pode tirá-la.
  19. 19. 5.2 – Caráter e unção Trabalhamos muito com base no mérito. Deus não aceita! Ap 3:18 – “...que compres...”
  20. 20. 5.2 – Caráter e unção Quando mandamos um recém- convertido liderar ele diz que não está preparado porque a sua base é o mérito. Ele deve aprender que sua base é Cristo. Muito caráter sem fruto é morte. Muita unção sem caráter é desperdício.
  21. 21. 5.2 – Caráter e unção Caráter não é legalismo. Não toca nisso, não toca naquilo, mas é fruto de andar com Jesus. Quando andamos com alguém ficamos parecidos com ele. A visão de santidade é distorcida e legalista na mente da maioria dos irmãos.
  22. 22. Dois modos de ser usado A obra de Deus não depende de nós, mas Deus nos usa para a sua obra (I Co 3:9) A nossa força natural precisa ser quebrantada, mas por outro lado precisamos de um caráter forte. Somos fracos diante de Deus e forte diante dos homens.
  23. 23. Dois modos de ser usado Deus não usa os fracos, mas Ele só aceita os fracos. Quem é fraco deve sempre o ser diante de Deus, mas nunca diante dos homens. Aceite os desafios que são colocados diante de você. Líderes não se desnudam diante do povo, mas diante de Deus.
  24. 24. Dois modos de ser usado Líderes não falam que estão sem rumo para o povo, mas para Deus e para os seus discipuladores. Somos Leões diante do povo e Cordeiros diante de Deus. Deus espera que os seus homens sejam homens de verdade.
  25. 25. Dois modos de ser usado Nem tudo se conta para a parte mais frágil. Isso é injusto e tolo. Muitos fazem da esposa a sua mãe e sua confidente. Compartilhe somente aquilo que edifica. A idéia comum é que servir a Deus é fria: Quem é chamado por Deus passa necessidade.
  26. 26. Dois modos de ser usado O grande teste da liderança é resolver problemas. O tamanho de um líder é medido pelo tamanho dos problemas que ele consegue solucionar. Um grande líder tem grandes pessoas ao seu lado, em sua equipe, seguindo-o.
  27. 27. Dois modos de ser usado Deus não precisa de nós é um extremo equivocado. Somos a sarça e Deus o fogo, mas Ele não queima a sarça, somente a usa como combustível. A sarça não alimenta o fogo, é somente seu apoio, sua continuidade.
  28. 28. Dois modos de ser usado O microfone não acrescenta nada na mensagem, assim é o caráter. Ele sustenta a mensagem, dá credibilidade, realidade, alcance. O púlpito não acrescenta nada para a Bíblia, mas a Bíblia precisa de um púlpito para se apoiar.
  29. 29. Dois modos de ser usado Existem alguns traços no caráter de um vencedor que devem ser evidenciados pelas suas práticas. A seguir veremos algumas marcas daqueles que tem sido transformados pelo Espírito Santo em seu caráter:
  30. 30. 1. Autenticidade Aquilo que ele é por dentro é por fora, é previsível, não muda, não há variação em seu caráter. Deus é assim! O que ele gosta continua gostando. Ele não tem dois pesos e duas medidas.
  31. 31. 1. Autenticidade Líderes, maridos, pais, esposas tem que ser previsíveis. Um trata de um jeito e outro de outro. Os critérios variam. Isso traz insegurança. As coisas acontecem por um caminho claro, definido e previsível. Isso é coerência.
  32. 32. 1. Autenticidade Isso torna as pessoas sólidas, confiáveis, consistentes. Precisamos definir sementes, padrões, critérios. (pastores que chegam na igreja, amigos, parentes...) Não escondemos sentimentos, somos transparentes.
  33. 33. 1. Autenticidade Ele é coerente por dentro e por fora. Se ele está contrariado, assume. Acham que é errado demonstrar as emoções. Jesus tinha emoções externadas. O que é por dentro é por fora. (Templo, cambistas)
  34. 34. 2. Exatidão Não seja mais ou menos, mas preciso, exato. Dar um jeitinho, fazer de conta que deu certo, demonstra falta de caráter. (Relatórios) Pessoas inexatas são descuidadas, relaxadas (Jr 48:10)
  35. 35. 3. Seriedade Pessoas sérias são rigorosas. Rigor fala de excelência. Quem tem cinco e fala que tem cinqüenta não é sério, não merece credibilidade. Sérios com o trabalho para com Deus. Mandamos fazer e fazemos juntos.
  36. 36. 3. Seriedade Seriedade demonstra o padrão de Deus, a coisa mais importante do mundo, a casa de Deus. Não anda com frivolidade e demonstra os limites. As pessoas sabem a distância que tem que manter.
  37. 37. 3. Seriedade Ser sério não é ser calado, carrancudo, mas discreto. Seriedade é um traço do caráter de Cristo. Ele era alegre, acessível, bondoso mas não era coleguinha, amiguinho dos discípulos e do povo. Era pastor, mestre e senhor.
  38. 38. 4. Diligência Rm 12:11. Diligência é o contrário de preguiça. O líder é o fator mais importante de crescimento em qualquer organização. As pessoas sempre estão em função do dia de lazer, do horário e não do labor.
  39. 39. 4. Diligência A diligência demonstra trabalho sério, encargo e ministério. Quem não é diligente ainda não tem ministério, só um serviço religioso. Crie uma agenda de atendimento, uma rotina própria, disciplinas espirituais.
  40. 40. 5. Minuncioso O minuncioso é cuidadoso, organizado, zeloso. Isso demonstra o seu encargo, as coisas tem que acontecer com a marca da excelência. Os detalhes falam a respeito do nosso caráter. (Jz 7:1-7)
  41. 41. 6. Estabilidade Não se move ou muda facilmente e nem entra em pânico. Estabilidade é firmeza, constância. Não é movido por novidades, modas... Quem não é estável não lidera. Não é teimoso, obstinado.
  42. 42. 7. Força Determinação e firmeza são traços do caráter de Jesus (Lc 9:51; Is 50:7) Não é ser inflexível. Tudo que não é flexível quebra. O líder é o fator de escape da estrutura.
  43. 43. 8. Profundidade O superficial é insensato, não é confiável, não se enxerga. Sempre natural nas colocações, raso na Palavra. Inspirar respeito e ser fonte de conselho. O profundo atrai o profundo e o raso atrai o raso.
  44. 44. 9. Paciência Não ficar ansioso e perseverar. Você sempre vai decepcionar com as pessoas. Esse é o momento de conhecer a pessoa. A sua célula deve ser um lugar onde se pode voltar, um lugar de amor e aceitação. Não é ser lento, demorado, moroso.
  45. 45. 10. Concentração Ter foco, querer uma coisa de cada vez. Concentração é poder: laser, locomotiva, jato de água. O grande problema é querer fazer tudo de uma vez. O foco nos ajuda a medir resultados.
  46. 46. 11. Intensidade Chave para o crescimento. Cada lugar exige uma atitude. Atitude é a sua roupa, assumimos a atitude da intensidade. Cada uma à sua maneira. O líder não tem direito de não ser intenso, de submeter a sua própria vontade.
  47. 47. 11. Intensidade Somos conservadores na organização, na excelência, mas não no culto ao Senhor. Você tem o que você tolera. Somos salvos pelo falar e cheios do Espírito Santo abrindo a boca. (Rm 10:9/ Ef 5:19)
  48. 48. 11. Intensidade Os irmãos não estão acostumados a forçar o seu espírito, induzir, conduzir. (Sl 119:112) Ninguém é salvo espontaneamente, livremente. Somente para o inferno é espontâneo.
  49. 49. 12. Responsabilidade Não contratamos ninguém porque ele é cristão, mas porque é excelente, responsável. Líderes que abandonam célula, trabalho, compromissos, não avisam não tem responsabilidade. Estes não serão usados pelo Senhor.
  50. 50. 12. Responsabilidade Eu assumo as conseqüências dos meus atos. Ser responsável é assumir os desafios e vencê-los até o fim. Ser responsável é responder àquilo que Deus tem chamado você para ser, um líder.
  51. 51. Apêndice Existem outras características do caráter de um vencedor que estão no apêndice de sua apostila a partir da página 79.

×