Sons e instrumentos musicais

3.992 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Sons e instrumentos musicais

  1. 1. SONS E INSTRUMENTOS MUSICAIS
  2. 2. O som O som é uma onda longitudinal, que só se propaga em meios materiais (sólidos, líquidos ou gases) e que tem freqüência que está compreendida na faixa entre 20 hertz e 20 000 hertz. Música é uma palavra de origem grega vem de musiké téchne, a arte das musas - e se constitui, basicamente, de uma sucessão de sons, entremeados por curtos períodos de silêncio, organizada ao longo de um determinado tempo.
  3. 3. Todos os fenômenos sonoros estão relacionados às vibrações dos corpos materiais. Quando escutamos um som é porque um determinado corpo está vibrando, produzindo aquele som. Quando falamos o som é emitido pela vibração das cordas vocais; quando batemos em um tambor com um pedaço de madeira ou com a própria mão, fazemos esse corpo vibrar produzindo o som; quando as cordas de um violão ou violino se movimentam elas vibram e emitem sons.
  4. 4. Esquema representando a audição humana. (Azul: ondas sonoras; Vermelho: tímpano; Amarelo: cóclea; Verde: Células receptoras de som; Púrpura: espectro de frequências da resposta da audição; Laranja: Potencial de ação do nervo.
  5. 5. A música A música é um dos principais elementos da nossa cultura. Há indícios de que desde a préhistória já se produzia música, provavelmente como conseqüência da observação dos sons da natureza. É de cerca do ano de 60.000 a.C. o vestígio de uma flauta de osso e de 3.000 a.C. a presença de liras e harpas na Mesopotâmia.
  6. 6. Quando um baterista faz vibrar os tambores, essa vibração se propaga pelo ar na forma de ondas de pressão
  7. 7. Ondas Sonoras Onda sonora é uma onda mecânica que necessita de um meio material para se propagar. Assim, diferentemente da onda eletromagnética, a onda sonora não se propaga no vácuo. Em Física definimos ondas sonoras como sendo ondas mecânicas, pois somente se propagam através de um meio material. Diferentemente das ondas eletromagnéticas (como, por exemplo, a luz), as ondas sonoras não podem se propagar no vácuo.
  8. 8. Esquema representando duas ondas sonoras de diferentes frequências.
  9. 9. Frequência e velocidade das ondas sonoras Dependendo da fonte emitente, as ondas sonoras podem apresentar qualquer frequência, desde poucos hertz (como as ondas produzidas por abalos sísmicos), até valores extremamente elevados (comparáveis às frequências da luz visível). Porém, nós, seres humanos, só conseguimos ouvir ondas sonoras cujas frequências estejam compreendidas entre 20 Hz e 20.000 Hz, sendo chamadas, genericamente, de sons. Ondas sonoras que possuem frequência abaixo de 20 Hz são denominadas infrassons e as ondas que possuem frequência superior a 20.000 Hz são denominadas ultrassons.
  10. 10. Nível de intensidade de um som A intensidade do som é a qualidade que nos permite caracterizar se um som é forte ou fraco e depende da energia que a onda sonora transfere. O nível de intensidade sonora é definido em escala logarítmica pelo fato de que o ser humano possui a peculiaridade de que sua sensibilidade varia linearmente enquanto que o estímulo respectivo varia exponencialmente.
  11. 11. Nível de intensidade de um som
  12. 12. Relação entre frequência e altura de um som Altura é a forma como o ouvido humano percebe a freqüência dos sons. As baixas freqüências são percebidas como sons graves e as mais altas como sons agudos, ou tons graves e tons agudos. Tom é a altura de um som na escala geral dos sons. Intensidade é a percepção da amplitude da onda sonora. Também é chamada, freqüentemente, de volume ou pressão sonora.

×