Semana de arte moderna

2.042 visualizações

Publicada em

Slide sobre a Semana de arte moderna

1 comentário
5 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.042
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
127
Comentários
1
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Semana de arte moderna

  1. 1. SEMANA DE ARTE MODERNA
  2. 2. SEMANA DE ARTE MODERNA • A Semana de Arte Moderna, também chamada de Semana de 22, ocorreu em São Paulo no ano de 1922, nos dias 13 a 17 de fevereiro, no Teatro Municipal da cidade. • Apesar do designativo "semana", o evento ocorreu em três dias. Cada dia da semana trabalhou um aspecto cultural: pintura e escultura,poesia, literatura e música. O evento marcou o início do modernismo no Brasil e tornou-se referência cultural do século XX.
  3. 3. CAPA DO CATÁLOGO DA SEMANA DA ARTE MODERNA.
  4. 4. ORIGENS • A Semana de Arte moderna ocorreu em uma época cheia de turbulências políticas, sociais, econômicas e culturais. As novas vanguardas estéticas surgiam e o mundo se espantava com as novas linguagens desprovidas de regras. Alvo de críticas e em parte ignorada, a Semana não foi bem entendida em sua época • Seu objetivo era renovar o ambiente artístico e cultural da cidade com "a perfeita demonstração do que há em nosso meio em escultura, arquitetura, música e literatura sob o ponto de vista rigorosamente atual", como informava o Correio Paulistano, órgão do partido governista paulista, em 29 de janeiro de 1922.
  5. 5. PARTICIPANTES • Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa- Lobos, Tarsila do Amaral, Tácito de Almeida, Di Cavalcanti, entre outros. • O grupo formado por Oswald de Andrade, Guilherme de Almeida, Menotti del Picchia, Di Cavalcante e Mário de Andrade, organizou uma série de conferências, exposições e concertos para divulgar as novas posturas estéticas que eles já discutiam havia anos.
  6. 6. Mário de Andrade (primeiro à esquerda, no alto), Rubens Borba de Moraes (sentado, segundo da esquerda para a direita) e outros modernistas em 1922, dentre os quais (não identificados) Tácito, Baby, Mário de Almeida e Guilherme de Almeida e Yan de Almeida Prado.
  7. 7. VAIAS, RELINCHOS E MIADOS: O ESPANTO DO PÚBLICO • Na noite de 13 de fevereiro, a elite paulistana compareceu em peso ao Teatro Municipal, alugado por 847 mil réis (algo próximo a R$ 20.000,00), para assistir à conferência de abertura, feita por Graça Aranha. A confusão aconteceu na segunda noite (15 de fevereiro). Menotti del Picchia, reagindo à reprovação da plateia, afirmou que os conservadores provavelmente desejavam força- los enforca-los “um a um”. Quando Ronald de Carvalho leu o poema “Os sapos”, no qual Manuel Bandeira critica a estética parnasiana, a agitação virou confusão.
  8. 8. CARTAZ ANUNCIANDO O ÚLTIMO DIA DA SEMANA.
  9. 9. ULTIMO DIA DO EVENTO • 17 de fevereiro (Sexta-feira) O dia mais tranquilo da semana, apresentações musicais de Villa- Lobos, com participação de vários músicos. O público em número reduzido, portava-se com mais respeito, até que Villa-Lobos entra de casaca, mas com um pé calçado com um sapato, e outro com chinelo; o público interpreta a atitude como futurista e desrespeitosa e vaia o artista impiedosamente. Mais tarde, o maestro explicaria que não se tratava de modismo e, sim, de um calo inflamado…
  10. 10. IMPORTANTES FIGURAS DO MODERNISMO, EM 1922. MÁRIO DE ANDRADE (SENTADO), ANITA MALFATTI (SENTADA, AO CENTRO) E ZINA AITA (À ESQUERDA DE ANITA).
  11. 11. DA ESQUERDA PARA A DIREITA: PAGU, ELSIE LESSA, TARSILA DO AMARAL, ANITA MALFATTI, EEUGÊNIA, ÁLVARO MOREYRA
  12. 12. ABAPORU Autor: Tarsila do Amaral (`Participante da Semana de Arte Moderna) Ano: 1928 Técnica: óleo sobre tela Dimensões: 85 cm × 73 cm Localização: Museu de arte latino-americana de Buenos Aires (MALBA)
  13. 13. RESULTADO DA SEMANA DE ARTE MODERNA DE 1922 Início da consolidação do modernismo no Brasil e ruptura com movimentos anteriores.
  14. 14. REFERÊNCIAS • M. ABAURRE ,Maria Luiza; M. ABAURRE, Maria Bernadete; PONTARA, Marcela: Português, contexto, interlocução e sentido. 1ª edição, São Paulo, 2008. • Wikipédia, a enciclopédia livre, disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Abaporu>

×