Extinção e tráfico de animais

4.761 visualizações

Publicada em

Slide sobre Extinção e tráfico de animais

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • man so memo salvar as imagens e criar proprio slide neh naum inveis de verifik email fikdik
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.761
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
103
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Extinção e tráfico de animais

  1. 1. Extinção e tráfico de animais
  2. 2. Introdução Com a redução das florestas e o tráfico de animais silvestres, muitas espécies de animais estão entrando em extinção. Governos de diversos países e sociedades protetoras de animais tem investido recursos para evitar tal violência contra os animais. A exploração inadequada dos recursos naturais, sem um plano de manejo adequado, tem causado a extinção de centenas de espécies da fauna brasileira.
  3. 3. Extinção de espécies animais As últimas pesquisas apontam que milhares de espécies animais foram extintas nos últimos cem anos. Muitas destas espécies jamais serão conhecidas por gerações futuras. Sabemos que, muitas delas, poderiam revelar ao homem informações importantes sobre o meio ambiente e até mesmo a cura para determinados tipos de doenças.
  4. 4. O Golfinho do Rio Chinês é uma das espécies extintas mais recentemente. Bastante parecido com o boto da Amazônia, esta variedade de golfinhos emigrou desde o Oceano Pacifico para o rio Yangtzé há uns 20 milhões de anos.
  5. 5. Quagga é uma espécie de zebra extinguiu-se completamente na África do Sul aproximadamente em 1870. Tinha uma pelagem parda (sem riscas) no lombo nos traseiros, e de riscas negras na cara, pescoço, costados e crinas, como têm as demais zebras.
  6. 6. Extinção no Brasil O Brasil possui uma lista com 627 espécies ameaçadas de extinção, de acordo com pesquisa realizada em 2008 pelo Ministério do Meio Ambiente. A lista anterior, divulgada em 1989, tinha 218 animais. Essas espécies estão descritas no chamado Livro Vermelho. É alarmante notar que mesmo na categoria criticamente ameaçada, a quantidade de espécies ainda é enorme. São 130 espécies de invertebrados terrestres, 16 anfíbios, 20 répteis, 160 aves, 69 mamíferos, 78 invertebrados aquáticos e 154 peixes.
  7. 7. A Ararinha-Azul,ave brasileira também conhecida como Arara-Celeste, Arara-do- Nordeste e Arara-Spixi, foi considerada extinta na Natureza em 2002, pelo IBAMA.
  8. 8. O Mutum-de-Alagoas é uma ave brasileira que antes era encontrada na Mata Atlântica, mas desde 1999 acredita-se que esteja extinta na natureza: há cerca de 120 indivíduos vivendo em cativeiro.
  9. 9. Extinção Natural O desaparecimento natural ocorre por meio de catástrofes da natureza e da competição com indivíduos mais eficientes para prosseguir com a evolução da vida na Terra. Porém, o surgimento e a extinção natural acontecem de forma extremamente lenta, em milhões de anos, como aconteceu com os dinossauros. O que vemos hoje, é a interferência direta do homem sobre a natureza, movida pelos seus próprios interesses.
  10. 10. Tiranossauro Rex, que surgiu há aproximadamente 220 milhões de anos, e foi extinto através de ações da natureza.
  11. 11. O Homem e seu papel na extinção As ações humanas são o principal agente do processo de extinção das demais formas de vida no planeta: desmatamento, poluição, expansão demográfica e das cidades em ritmo acelerado. No Brasil, a onça-pintada está muito perto da extinção. Ela precisa de vasto território para sobreviver, e ele está sendo tomado pelas cidades, monocultura e pecuária.
  12. 12. Este é o Orangotango de Sumatra - um primata exclusivo da ilha Indonésia. A espécie está em extinção por causa do desmatamento das florestas tropicais e também porque os filhotes são roubados das mães para serem vendidos como bichos de estimação. Atualmente existem apenas 7 mil indivíduos no planeta.
  13. 13. Tráfico de animais Tráfico de animais é o comércio ilegal de animais protegidos e é um problema sério para a conservação das espécies. Desmatamento, urbanização e poluição são as principais causas do desaparecimento de espécies animais e vegetais, o tráfico de animais também tem um impacto significativo sobre algumas espécies. No Brasil, o tráfico de animais silvestres é considerado Crime ambiental conforme legislação em vigor.
  14. 14. O Elefante Asiático sofre grande risco de extinção. Desde o início do século 20, mais da metade dos indivíduos foi aniquilada pela ação humana. A espécie, que já perdeu grande parte de seu habitat natural, é caçada por comerciantes de marfim e domesticada para fins turísticos em vários países do sudoeste asiático, principalmente na Tailândia.
  15. 15. Animais da Fauna Amazônica mais traficados • Mico-estrela • Macaco-prego • Preguiça-de-três-dedos • Tamanduá-mirim • Cascavel • Jacaré • Iguana • Pássaro-preto • Curió • Papagaio verdadeiro • Cardeal
  16. 16. O Leopardo Persa é um dos animais com maior risco de extinção no mundo. A espécie, que era comumente encontrada no Oriente Médio (principalmente na Turquia e no Irã), foi dizimada por guerras, traficantes de peles, desmatamentos e atropelamentos. Atualmente, existem pouco mais de mil indivíduos adultos em todo o planeta.
  17. 17. No Brasil, Tucanos e araras são os animais mais traficados ao exterior Papagaios, araras, periquitos e tucanos são as principais espécies de animais silvestres da Amazônia contrabandeados para Estados das Regiões Sul e Sudeste do Brasil e até para o exterior. Os animais chegam a ser comercializados por até R$ 50 mil.
  18. 18. Conclusão Infelizmente o homem tem demonstrado uma dificuldade grande em viver em harmonia com a natureza. As espécies animais e vegetais sempre foram vítimas da violência e degradação proporcionadas pelo ser humano. A ganância e o desrespeito do ser humano sempre foram constantes na relação entre homem e natureza. Temos muito a aprender com os indígenas neste aspecto. Eles sempre souberam respeitar a natureza, pois sabem que sua existência depende diretamente do meio ambiente.

×