Gravidez na Adolescência e Aborto

422 visualizações

Publicada em

Gravides vs Aborto...

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
422
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gravidez na Adolescência e Aborto

  1. 1. • Adolescência A adolescência é uma etapa de nossas vidas marcada por uma porção de transformações: no corpo, nos sentimentos, nas relações com os outros. É um tempo de conhecer, descobrir, experimentar. Todo o crescimento que acontece nessa fase tem um objetivo importante: o amadurecimento físico e emocional. A gravidez precoce está se tornando cada vez mais comum na sociedade contemporânea, pois os adolescentes estão iniciando a vida sexual mais cedo. É muito importante que haja diálogo entre os pais, os professores e os próprios adolescentes, como forma de esclarecimento e informação O prazer momentâneo que os jovens sentem durante a relação sexual transforma-se em uma situação desconfortável quando descobrem a gravidez. • Gravidez Precoce
  2. 2. A gravidez na adolescência é um problema mundial, pois atinge principalmente a classe social mais carente e de menor escolaridade, sendo na maioria das vezes não planejada. Meninas muito novas engravidam e na verdade ainda são verdadeiras crianças para terem filhos, os corpos ainda estão em formação não estão prontos pra uma gravidez, que pode prejudicar muito a vida dessas meninas no futuro e ao mesmo tempo ocorrerem diversos riscos na hora do parto. O corpo na idade perfeita para ter filhos é depois do 18 anos a 30 anos de idade. Antigamente as mulheres tinham filhos quando eram muito novas também, mas era dentro do casamento, coisa que hoje não é mais assim, as meninas engravidam fora do casamento e são praticamente obrigadas a morar junto, mas isso não é o pior motivo, meninas que engravidam num período muito próximo ao de sua primeira menstruação pode ter vários riscos de gestação devido à imaturidade da vascularização uterina, causando partos prematuros ou uma placenta insuficiente, pré-eclâmpsia ou eclâmpsia, anemia, infecção urinária ou vaginal, etc. Porém esta faixa etária coincide com a maior não aceitação da gestação, e adolescentes não tem abertura como de uma mulher adulta, fazendo que o parto seja uma cesariana causando mais riscos ainda a uma jovem menina. • Riscos
  3. 3. Como Evitar? A adolescência é uma fase de transformações na vida de uma pessoa, tanto psicológicas como físicas. É nesse período que ela começa a fazer descoberta e desenvolve a atração pelo sexo opostos. Os primeiros namoros acontecem nessa faixa etária e a maioria já vem acompanhada das relações sexuais. Apesar das informações serem divulgadas continuamente através dos meios de comunicação, família e escola, várias adolescentes ficam grávidas e argumentam que desconheciam os perigos. Esse fato causa uma série de modificações na vida da jovem, muitas vezes ela se vê obrigada a abandonar os estudos para cuidar do filho. A melhor forma de evitar uma gravidez precoce é investindo na prevenção, assim é fundamental usar algum método contraceptivo. A pílula é eficaz para evitar a gravidez, mas não protege o organismo das DSTs, então use camisinha.
  4. 4. Porque Engravidaram? • A falta de métodos contraceptivos • O relacionamento familiar • Falta de informação • O não uso dos métodos contraceptivos • Pretexto para casar em busca de um carinho que não tem em casa
  5. 5. A que consequências leva? • Na gravidez e no parto o risco de complicações é muito maior; • Os estudos são interrompidos; • Desentendimento na relação, por o rapaz não querer ‘’assumir’’ a criança; • Perder a liberdade; • Solidão, depressão;
  6. 6. Como se sentem as adolescentes que engravidam? • Na maioria das adolescentes os sentimentos que se tem são de arrependimento e surpresas; • A maior parte das vezes sentem vergonha, e por isso escondem a sua gravidez; • Ficam inseguras com o que querem fazer, ter a criança ou fazer um aborto; • Com receio de contar ao parceiro, pois tem medo que ele não queira a criança.
  7. 7. O que fazer quando se engravida ainda na adolescência? É natural rolar um baita arrependimento por não ter agido de um jeito diferente e por ter deixado as coisas chegarem a esse ponto. Mas pensa bem: a responsabilidade não é só sua. Ela também é do seu ficante ou namorado. Agora, se isso não muda muito as coisas, considere que o fato de ficar se torturando com essa sensação de culpa também não vai ajudar em nada a resolver os problemas que estão aí, bem diante do seu nariz. Então, aceite que não tem mais como voltar atrás e concentre toda a sua atenção nas atitudes que precisará tomar a partir de agora, para que os impactos negativos na sua vida, na vida da sua família e, principalmente, na vida do seu filho, sejam os menores possíveis.
  8. 8. CATEGORIAS (Idade) PRIMEIRA GRAVIDEZ Até aos 13 1 Entre 14 e 17 10 Entre 17 e 20 14 Entre 20 e 24 5 Tabela
  9. 9. 3% 33% 47% 17% PRIMEIRA GRAVIDEZ Até aos 13 Entre 14 e 17 Entre 17 e 20 Entre 20 e 24 Gráfico

×