Aula dlpa

16.402 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.402
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
376
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
272
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula dlpa

  1. 1. 6 – Demonstração de Lucros ou<br />Prejuízo Acumulados <br />CONCEITO:<br />A Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados expõe as variações ocorridas, durante o exercício, na conta Lucros ou Prejuízos Acumulados, que é classificada no Patrimônio Líquido.<br />Se o seu saldo é devedor, ela recebe o nome de Prejuízos Acumulados; se credor, Lucros Acumulados. <br />A conta é uma só, variando sua denominação de acordo com a natureza do saldo.<br />
  2. 2. 6 – Demonstração de Lucros ou<br />Prejuízo Acumulados <br />DLPA x DMPL<br />As companhias de capital aberto são obrigadas a elaborar a Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. (Inst. CVM nº 59/86)<br />Em comparação com a DLPA, a DMPL é mais abrangente, pois expõe as variações ocorridas durante o exercício em todas as conta do Patrimônio Líquido, inclusive na conta Lucros ou prejuízos Acumulados.<br />Necessariamente, nas Cias. de capital aberto, a DLPA deve ser apresentada, seja isoladamente, seja como parte integrante da DMPL. <br />
  3. 3. BALANCO PATRIMONIAL<br />PASSIVO e PL<br />ATIVO<br />Dividendos a pagar 4.000<br />(40% do lucro vai ser pago<br />como dividendos)<br />D.R.E<br />PATRIMÔNIO LÍQUIDO<br />Lucros Retidos 6.000<br />(60% do lucro vai ser reinvestido)<br />LUCRO 10.0000<br />6 – Demonstração de Lucros ou<br />Prejuízo Acumulados <br />Uma parcela do lucro é distribuída aos donos da empresa (acionistas ou sócios) em dinheiro, remunerando o capital investido. Essa remuneração é conhecida como dividendos.<br />Outra parcela visa à reaplicação na empresa, visando fortalecer o Capital Próprio. Esta parcela é conhecido como lucro retido (não distribuído) e, mais cedo ou mais tarde, irá incorporar ao Capital Social.<br />
  4. 4. 1<br />D.R.E<br />Receita<br />(-) Despesa/Custo<br />Lucro Líquido<br />2<br />D.L.P.Ac.<br />Capital de Terceiros<br />(outras fontes)<br />Saldo de Ano(s) <br />Anterior(es)<br />+ Lucro Líquido deste <br />exerc.<br />3<br />Balanço Patrimonial<br />ATIVO<br />PASSIVO<br />Dividendos<br />Aplicacões<br />de<br />Recursos<br />P. Líquido<br />Investidores<br />(sócios / acionistas)<br />Lucro Retidos<br />6 – Demonstração de Lucros ou<br />Prejuízo Acumulados <br />Evidencia o “destino” do lucro, a canalização, a distribuição do lucro do exercício.<br />Havendo sobras (saldos) de lucros de exercícios anteriores não distribuídos, estas sobras são adicionadas ao lucro do exercício atual.<br />Daí a expressão Lucros Acumulados.<br />Dessa forma, o roteiro contábil é: em primeiro lugar apurar o lucro (ou prejuízo); em segundo lugar transferi-lo para Lucros Acumulados; e em terceiro lugar, após distribuição do lucro aos proprietários (dividendos), canalizar o lucro retido (não distribuído) para o patrimônio líquido (conta dos proprietários):<br />
  5. 5. 6 – Demonstração de Lucros ou<br />Prejuízo Acumulados <br />Ajustes de exercícios anteriores<br />
  6. 6. 6 – Demonstração de Lucros ou<br />Prejuízo Acumulados <br />Transferência do Lucro líquido para Reservas de Lucros<br />RESERVA LEGAL:<br />De acordo com a Lei das S.A, do lucro líquido do exercício, 5% serão aplicados, antes de qualquer destinação, que não deverá exceder 20% do Capital Social. Tem por finalidade assegurar a integridade do Capital Social e somente poderá ser utilizada para compensar prejuízos ou aumentar capital.<br />RESERVA ESTATUTÁRIA:<br />São aquelas prevista nos estatutos da empresa, onde deverá constar critérios para determinar a parcela anual dos lucros líquidos que serão destinados a sua constituição. Ex: Para renovação de Máquinas e Equipamentos.<br />RESERVA PARA CONTINGÊNCIA:<br />Parte do lucro líquido destinado a formação de Reserva com finalidade de compensar, em exercício futuro, a diminuição do lucro decorrente de perda julgada provável.<br />
  7. 7. 6 – Demonstração de Lucros ou<br />Prejuízo Acumulados <br />Proposta da administração para destinação do lucro<br />RESERVA ORÇAMENTÁRIA:<br />Também conhecida como reserva de lucros para expansão. Parcela do lucro líquido poderão ser retidas para expansão da empresa quando prevista em orçamento de capital aprovado em Assembléia Geral.<br />RESERVA DE LUCROS A REALIZAR:<br />Pode haver parte do Lucro Líquido que ainda não foi realizada, por isso, Reservas de Lucros a realizar poderá ser deduzida do Lucro Líquido do Exercício, sendo revertidas em exercícios futuros, em que houver realização financeira.<br />TRANSFERÊNCIA DE LUCRO LÍQUIDO PARA DIVIDENDOS<br />Parte do lucro que se destina aos acionistas da companhia denomina-se Dividendos.<br />
  8. 8. 6 – Demonstração de Lucros ou<br />Prejuízo Acumulados <br />Proposta da administração para destinação do lucro<br />
  9. 9. 6 – Demonstração de Lucros ou<br />Prejuízo Acumulados <br />Proposta da administração para destinação do lucro<br />

×