Plantas alucinógenas slide2

600 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
600
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plantas alucinógenas slide2

  1. 1.  • Jurema: O vinho de jurema, preparado à base da Mimosa hostilis, é usado por índios e caboclos do interior do Brasil. A jurema sintetiza uma potente substância alucinógena, a dimetiltriptamina ou DMT, responsável pelos seus efeitos alucinógenos. 
  2. 2.   Mescal ou Peyot: Cacto utilizado desde tempos remotos na América Central em rituais religiosos. Produz a substância alucinógena mesclalina. Não existe no Brasil.
  3. 3.  Nome científico: Zantedeschia aethiopica Spreng.  Nome popular: copo-de-leite.  Parte tóxica: todas as partes da planta  Sintomatologia: a ingestão e o contato podem causar sensação de queimação, edema (inchaço) de lábios, boca e língua, náuseas, vômitos, diarréia, salivação abundante, dificuldade de engolir e asfixia; o contato com os olhos pode provocar irritação e lesão da córnea.  Princípio ativo: oxalato de cálcio. 
  4. 4.  Família: Araceae. Nome científico: Dieffenbachia picta Schott. Nome popular: aninga-do-Pará.  Parte tóxica: todas as partes da planta. Sintomas: a ingestão e o contato podem causar sensação de queimação, edema (inchaço) de lábios, boca e língua, náuseas, vômitos, diarréia, salivação abundante, dificuldade de engolir e asfixia; o contato com os olhos pode provocar irritação e lesão da córnea. Princípio ativo: oxalato de cálcio, saponinas.

×