A Colonização na América Portuguesa

19.335 visualizações

Publicada em

Apresentação em PPT sobre a Colonização na América Portuguesa - 7º ano.

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.335
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
309
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Colonização na América Portuguesa

  1. 1. A COLONIZAÇAO NA AMÉRICA PORTUGUESA Escola Municipal Dr. Nelcy Noronha (09.18.032) Prof. Danilo de Lima Rio de Janeiro – Novembro/2013
  2. 2. AMÉRICA PORTUGUESA OU BRASIL?  O Brasil já foi chamado de Ilha de Vera Cruz e Terra de Santa Cruz. A expressão Terra do Brasil tem origem no comércio do pau-brasil, que os portugueses exploravam no século XVI. Foi essa expressão que prevaleceu.  O Brasil do período colonial era muito diferente do atual. Não havia um sentimento de nacionalidade nos moradores, e o território era bem menor. É por essa razão que muitos historiadores, a exemplo de Fernando Novais, questionam a expressão “Brasil colônia”. Para eles, a expressão América portuguesa é a mais apropriada.
  3. 3. O ENCONTRO ENTRE DOIS MUNDOS
  4. 4. O ENCONTRO ENTRE DOIS MUNDOS  Os primeiros contatos entre portugueses e nativos americanos, ocorridos entre o final do século XV e o início do século XVI, foram relativamente pacíficos, apesar do estranhamento causado pelas diferenças entre ambos em relação ao aspecto físico e aos costumes.  Os exploradores portugueses não encontraram ouro ou pedras preciosas em suas primeiras incursões à América. Por essa razão, a Coroa procurou garantir seus domínios no Oriente, principalmente das lucrativas rotas de comércio nas Índias.
  5. 5. A EXTRAÇÃO DO PAU-BRASIL  O primeiro produto explorado pelos portugueses em terras americanas foi o pau-brasil. Sua exploração foi declarada monopólio da Coroa, que a transferia a comerciantes portugueses em troca de pagamento de taxas.
  6. 6. A EXTRAÇÃO DO PAU-BRASIL  O pau-brasil era adquirido por meio do escambo, uma relação comercial simples pela qual os portugueses forneciam produtos aos indígenas em troca do seu trabalho na extração do pau-brasil. Os indígenas cortavam a madeira e a transportavam até as caravelas portuguesas.
  7. 7. A COROA DECIDE COLONIZAR A AMÉRICA  A presença constante de outros europeus no litoral brasileiro, também interessados em explorar o pau-brasil, começou a preocupar a Coroa portuguesa. Para garantir a posse e a defesa da colônia, fortes e feitorias foram construídos em vários pontos do litoral.  Outro fato que acelerou o processo de colonização do Brasil foi a perda do monopólio do comércio das especiarias orientais por parte da Coroa portuguesa para holandeses e espanhóis. A ocupação do território garantiria não só a defesa da colônia, mas também a exploração de riquezas que compensariam a diminuição dos lucros no Oriente.  Os portugueses tinham desenvolvido nas ilhas atlânticas o cultivo da cana-deaçúcar. Essa lavoura oferecia bons lucros, pois o açúcar era muito valorizado pelas elites europeias daquela época.  O litoral nordestino oferecia as condições ideias para o cultivo da cana: clima quente e úmido e a presença do solo de massapê. Assim, a partir de meados do século XVI, o açúcar tornou-se o principal produto de exportação da América portuguesa.
  8. 8. MUDANÇAS NA RELAÇÃO COM OS INDÍGENAS  As relações entre portugueses e indígenas continuaram pacíficas mesmo com a exploração do pau-brasil. Os conflitos ocasionais com os indígenas estavam relacionados às alianças que estes estabeleciam nas guerras entre portugueses e franceses.  Porém, as tensões tornaram-se inevitáveis quando os portugueses começaram a escravizar os nativos, obrigando-os a abandonar suas tribos e a trabalhar em certas atividades, sobretudo na lavoura de cana-de-açúcar.  A guerra entre conquistadores e nativos, conhecida como guerra justa, tornou-se uma prática frequente. No século XVII, muitas populações nativas já haviam sido praticamente dizimadas. As que sobreviveram insolaram-se no interior do território ou foram submetidas ao domínio europeu.

×