Tecendo sobre a Inclusão Escolar

806 visualizações

Publicada em

Trabalho pesquisado e elaborado para uma atividade em sala a partir do texto: A educação especial na perspectiva da inclusão escolar-escola comum e escola inclusiva

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
806
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
81
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tecendo sobre a Inclusão Escolar

  1. 1. A Inclusão escolar, oPPP e o AEE.Faculdade AmadeusAracaju, maio de 2013
  2. 2. FAMA - FACULDADE AMADEUSNÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO,PESQUISA E EXTENSÃO - NUPPEInclusão Escolar e InovaçãoProfessor: Néclea DantasDanielle SouzaWecsley Oliveira*Trabalho discutido a partir do texto: AEE-Escola comum na perspectivainclusiva com pesquisas na internet e opiniões.
  3. 3. Entendendo a Inclusão Escolar• Ambientes escolares inclusivos sãofundamentados em uma concepção deidentidade e diferenças, em que asrelações entre ambas não se ordenam emtorno de oposições binárias(normal/especial, branco/negro,masculino/feminino, pobre/rico). Nelesnão se elege uma identidade como normaprivilegiada em relação às demais.
  4. 4. • Todos se igualam pelas suasdiferenças!!• Mas como garantir o direito àDIFERENÇA nas escolas?• Qual o real sentido de educar? Oque está sendo a NOSSAeducação?
  5. 5. • A educação inclusiva questiona aartificialidade das identidades normais eentende as diferenças como resultantesda multiplicidade, e não da diversidade,como comumente se proclama. Trata-sede uma educação que garante o direitoà diferença e não à diversidade, poisassegurar o direito à diversidade écontinuar na mesma, ou seja, é seguirreafirmando o idêntico.
  6. 6. • É na DIFERENÇA que hámultiplicidade(atividade,produção, disseminação). Nósaprendemos uns com os outrospor conta da individualidade ehabilidade de cada um, poisjuntos fazemos o TODO!!!!• E qual o NOSSO papel?
  7. 7. O Papel do Professor• Ensinar alunos tão diferentes uns dos outros exige oprofessor e a escola uma reconstrução deconceitos,reavaliação da filosofia de inclusão daescola e redimensionamento do projeto políticopedagógico. Assim, será útil para o bom andamentodo trabalho pedagógico e para a obtenção dosresultados desejados:• Propor ações pedagógicas que evidenciem ocomeço, meio e fim de cada atividade;• Conhecer cada aluno na suaindividualidade, respeitando seu ritmo e tempo deaprendizagem, buscando a interação com a família eoutros profissionais envolvidos;
  8. 8. O Papel do Professor• Oferecer um ambiente estimulante, encorajador,socialmente receptivo e afetivamente acolhedor, enfim,favorável ao desenvolvimento de todos;• Garantir o posicionamento correto do aluno, o qualcontribui para seu bom desempenho;• Evitar barreiras arquitetônicas, instrumentais,comunicacionais e atitudinais na sala de aula e nasdemais dependências da escola;• Estabelecer limites e regras para favorecer aconvivência em grupo;
  9. 9. O Papel do Professor• Considerar a importância da seleção do tipo dematerial utilizado, nos aspectos: segurança ehigiene;• Ser agente transformador para um mundomais justo, solidário e inclusivo.• É importante ressaltar que não existem receitasprontas para atender a cada necessidadeeducacional especial. A escola, além dasorientações compartilhadas, deve buscarinformações e orientações que ampliem aspossibilidades, para que todos os alunosencontrem um ambiente adequado e acessível.
  10. 10. PPP• É projeto porque reúne propostas de ação concreta a executar durante determinado período de tempo.• É político por considerar a escola como um espaço de formação de cidadãos conscientes, responsáveis e críticos, que atuarão individual e coletivamente na sociedade, modificando os rumos que ela vai seguir.• É pedagógico porque define e organiza as atividades e os projetos educativos necessários ao processo de ensino e aprendizagem.
  11. 11. • O PPP deve está voltado para as práticas inclusivas, pois, todos os seres humanos independentes de cor, raça, nível social, religioso, formação física ou psicológica possuem direito ao acesso a educação de qualidade. A criança com necessidade educativa deve ser inserida na escola regular, para tanto o currículo deve ser adaptado para atender as necessidades gerais da classe escolar. O espaço físico e a formação de professores capacitados também devem ser enfocados.• Na elaboração do Projeto Político Pedagógico é necessário identificar e analisar as modalidades do ensino especial bem como as classificações direcionadas as pessoas com necessidades educativas.
  12. 12. O que é o AEE?Um serviço da Educação Especial que identifica, elabora e organiza recursos pedagógicos e de acessibilidade que eliminem as barreiras para a plena participação dos alunos, considerando as suas necessidades específicas.O AEE complementa e/ou suplementa a formação do aluno com vistas à autonomia e independência na escola comum e fora dela.
  13. 13. O que faz o AEE?• Apoia o desenvolvimento do aluno com deficiência, transtornos gerais de desenvolvimento e altas habilidades;• Disponibiliza o ensino de linguagens e de códigos específicos de comunicação e sinalização;• Oferece tecnologia assistiva (TA);• Adequa  e produz materiais didáticos e pedagógicos, tendo em vista as necessidades específicas dos alunos;• Acompanha o uso  desses materiais e recursos em sala de aula, sem, contudo, interferir no ensino dos conteúdos curriculares.
  14. 14. O PPP e o AEEDesde abril de 2009, o Projeto PolíticoPedagógico da Escola deve contemplar oAEE como uma das dimensões da escoladas diferenças.• No PPP, deve ser previsto a organização erecursos para o AEE: sala de recursosmultifuncional; matrícula do aluno no AEE;aquisição de equipamentos; indicação deprofessor para o AEE; articulação entreprofessores do AEE e os do ensino comum eredes de apoio internos e externos à escola.
  15. 15. As diferenças se fazem iguais quandoessas/todas as pessoas são colocadasem um grupo que as aceite, pois nosacrescentam valores morais e de respeitoao próximo, com todos tendo os mesmosdireitos e recebendo as mesmasoportunidades diante da vida.
  16. 16. Cada escola é um “mundo”!• “Cada escola é única e precisa ser, comoseus alunos reconhecida e valorizada nassuas diferenças.”• Cada um tem sua história, vivência,singularidade e isso é nos tornadiferentes, DESAFIO!• INCLUIR NÃO É SEGREGAR...INCLUIRNÃO É SÓ ADAPTAR, NÃO É SÓMATRICULAR...
  17. 17. O que fazer?Não adiantam as leis, normas, diretrizesse a escola e muito menos o professornão quiser e promover a mudança!CONHECIMENTO+FORTE COMPROMISSO+DETERMINAÇÃO + DECISÃO

×