Relatório de
Sustentabilidade
2014
Sumário
02 Mensagem do presidente
03 Destaques
04 A Brasil Kirin
07 Resultados econômicos
09 Governança da sustentabilidad...
Na direção certa
O ano de 2014 foi muito importante para a Brasil
Kirin, tanto em relação aos resultados de negócio
como à...
Uma das Melhores Empresas
paraTrabalhar – Great Place
to Work (GPTW) Brasil,
publicada pela revista Época
Guia Você S/A – ...
Jovem, mas cheia de história
Com sede na cidade de Itu, no interior de São Paulo, a Brasil Kirin faz parte de um
dos maior...
Missão, visão, valores G4-56
Missão
•	Estar presente na vida do consumidor com inovação e qualidade,
conquistando sua conf...
A indústria de bebidas emprega mais de 300 mil pessoas no País. A sazonalidade é
uma das principais características do mer...
Resultados econômicos
Desafios e oportunidades
O ano de 2014 foi muito desafiador para a Brasil Kirin. A competitividade d...
Impactos econômicos indiretos
A Brasil Kirin possui um sistema de inteligência integrado que monitora e estuda
diversas ár...
Desafios para o desenvolvimento sustentável
Sustentabilidade e crescimento estratégico são gerenciados de forma conjunta n...
coordenadores ao presidente) da Brasil Kirin concluíram os treinamentos online
disponíveis no portal de educação corporati...
A definição dos temas materiais
No final de 2013, a Brasil Kirin, em parceria com uma consultoria, definiu seus
temas mate...
Aspecto GRI
G4-18, G4-19
Impactos dentro e/ou fora da organização*
G4-20, G4-21
Água
Água
D – oferta hídrica local; eficiê...
Ambiente de trabalho
Desempenho econômico D/F – riqueza gerada e distribuída com stakeholders
Emprego
D – retenção de tale...
Inovação e alegria
Movida pela vontade de inovar e pelo impulso de levar ao consumidor produtos com
as mais novas tecnolog...
Em abril de 2014, a cerveja vencedora do concurso Mestre Cervejeiro 2013,
do estilo American Ipa Pale Ale, foi lançada em ...
Investimentos no portfólio
Ao longo de 2014, a Brasil Kirin investiu para fortalecer sua marca institucional e gerar
valor...
de Biociências (LNBio), que integra o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais
(CNPEM), em Campinas (SP). Um dos...
Responsabilidade pelo produto
A conscientização para o consumo responsável de bebidas alcoólicas faz parte
do trabalho da ...
Outros projetos de conscientização envolvem o portal Sem Excesso, feito em
parceria com a Associação Brasileira de Bebidas...
Foco do consumidor
A Brasil Kirin tem como principal eixo de seu planejamento estratégico o foco do
consumidor. Para isso,...
Governança
O modelo de governança da Brasil Kirin é orientado pelas práticas da Kirin
Holdings Company e está estruturado ...
dia e o trabalho de compliance. Sua responsabilidade está em disseminar assuntos
relacionados a temas de“ser e estar em co...
Ética
Desde 2012, a Brasil Kirin possui o canal de Conduta e Ética – Fale com a Brasil
Kirin, que é gerenciado por uma aud...
Oportunidades e crescimento
Respeito, transparência e comprometimento com as pessoas. Sejam funcionários,
consumidores ou ...
Funcionários por
nível funcional
G4-LA12
2012 2013 2014
Homens Mulheres Homens Mulheres Homens Mulheres
Conselho -   - -  ...
Número de desligamentos por gênero
G4-LA1
2013 2014
Masculino 2.130 2.929
Feminino 272 542
Número de contratações por gêne...
Composição dos grupos responsáveis pela governança e
discriminação de empregados por categoria funcional* G4-LA12
Gênero (...
Desenvolvimento
A Brasil Kirin investe em treinamentos e capacitações para todos os seus
funcionários. O conteúdo de apren...
Em 2014, a Academia Brasil Kirin desenvolveu uma parceria com um programa
de pós-graduação e terá, em 2015, a primeira tur...
•	Desenvolvendo Pessoas com Assertividade: mostra a importância do papel do
líder e apresenta ferramentas para o seu desen...
A Brasil Kirin investe constantemente nas ferramentas de gestão de seus
funcionários. Em 2014, passou a utilizar a Gestão ...
Remuneração e benefícios
A Brasil Kirin trabalha com base na metodologia Hay Group para remuneração
dos funcionários. A em...
Anualmente, a área de SSMA organiza campanhas com foco na prevenção de
doenças crônicas e campanhas de vacinação.
Todos os...
Contratação local G4-EC6
A Brasil Kirin busca contratar profissionais localmente – considerando a
contratação de pessoas r...
Na abertura da operação do Centro de Distribuição de Jaboatão dos Guararapes (PE),
houve uma paralisação dos motoristas e ...
A empresa segue com rigor as legislações dos órgãos reguladores do setor: Ministério
da Agricultura, Pecuária e Abastecime...
Reclamações e casos de não conformidade
Em 2014, foi criado um canal direto para que clientes (revendedores dos produtos
B...
Em parceria com duas grandes redes de varejo, a empresa desenvolve o projeto
Back Haul, que aproveita caminhões que fariam...
Fornecedores
As diversas matérias-primas que compõem o mix de produtos da Brasil Kirin
dependem de 400 fornecedores espalh...
Governo e órgãos setoriais
A Brasil Kirin é uma empresa atuante e faz parte de várias iniciativas voltadas ao
desenvolvime...
Comunidades
Consciente do seu papel no desenvolvimento das comunidades onde opera,
a Brasil Kirin investe e apoia projetos...
Em Itu (SP), foram inaugurados dois núcleos de vôlei, que atenderão 100 crianças,
no mesmo modelo de Campinas. A Brasil Ki...
Comitê Projetos Incentivados
Em 2014, foi formado um comitê multidisciplinar para apoiar a organização na
análise e gestão...
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
RAS Brasil Kirin 2014
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

RAS Brasil Kirin 2014

1.569 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.569
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

RAS Brasil Kirin 2014

  1. 1. Relatório de Sustentabilidade 2014
  2. 2. Sumário 02 Mensagem do presidente 03 Destaques 04 A Brasil Kirin 07 Resultados econômicos 09 Governança da sustentabilidade 14 Nossos produtos e nossas marcas 20 Estratégia 21 Governança 21 Gestão de riscos 23 Ética 24 Públicos de relacionamento 44 Nossos processos e impactos 54 Declaração de garantia 57 Índice GRI 77 Créditos Com publicação anual, esta é a terceira edição do Relatório de Sustentabilidade da Brasil Kirin, que apresenta as principais conquistas e desafios da companhia nas áreas de responsabilidade socioambiental, resultados operacionais, financeiros, de gestão e de governança no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2014. Inclui as mesmas operações cobertas nas Demonstrações Financeiras. G4-28; G4-30 Preparadas de acordo com as diretrizes G4 da GRI (Global Reporting Initiative), opção Abrangente, as informações aqui publicadas atualizam dados do relato de 2013 e abrangem todas as unidades da empresa no Brasil. O documento tem como objetivos prestar contas e compartilhar resultados, conquistas e desafios com os principais públicos com os quais a Brasil Kirin se relaciona diretamente: funcionários, consumidores, clientes, fornecedores, franqueados, revendas, governo, associações de classe e representativas do setor de bebidas e alimentos, organizações não governamentais, parceiros de negócios, jornalistas, especialistas e formadores de opinião. G4-24; G4-29; G4-32 A identificação desses stakeholders, bem como os temas abordados nesta publicação, são resultantes de pesquisas conduzidas pela Vice-Presidência de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade e validadas pelo Comitê de Sustentabilidade em novembro de 2013. A seleção dos temas seguiu a matriz de materialidade da Brasil Kirin, construída com uma consultoria externa em 2013 (leia mais em Governança da sustentabilidade – página 5 do PDF). Para o relato de 2014, o Comitê de Sustentabilidade definiu os assuntos a serem abordados por cada tema material da matriz. Em 2015, um novo processo de materialidade será realizado. G4-25, G4-26 Mais do que apresentar as ações desenvolvidas pela Brasil Kirin ao longo de 2014, este relatório auxilia a empresa no estabelecimento de um plano de ação para futuros projetos que envolvam a evolução da governança da sustentabilidade. G4-18 Para enviar comentários e sugestões, entre em contato conosco pelo e-mail sustentabilidade@brasilkirin.com.br. G4-31 Introdução Relatório de Sustentabilidade 2014 1Brasil Kirin
  3. 3. Na direção certa O ano de 2014 foi muito importante para a Brasil Kirin, tanto em relação aos resultados de negócio como às ações de sustentabilidade. Foi o período em que superamos vários desafios na busca dos nossos objetivos de médio e longo prazos, definidos em nosso Plano de Negócios (MTBP – Mid Term Business Plan). Historicamente, temos trabalhado com temas ligados ao desenvolvimento sustentável, mas o grande diferencial em 2014 foi a implantação da gestão da matriz de materialidade – uma metodologia que permite a identificação das principais necessidades e preocupações dos nossos públicos de relacionamento. Após a criação da Vice-Presidência de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade, no início de 2013, o ano de 2014 foi o momento de cristalizar a cultura da gestão integrada. O desafio de transmiti-la e consolidá-la junto aos nossos públicos de relacionamento e parceiros de negócio se manterá, com o objetivo de ter a sustentabilidade sempre ligada ao crescimento, à competitividade e à rentabilidade do negócio. O comprometimento com a identificação e a gestão dos impactos das nossas ações tem como objetivo contribuir perenemente para a evolução social, ambiental e econômica. Isso foi fundamental para nossa atuação na crise hídrica sem precedentes vivenciada em Itu (SP). Considerando o nosso compromisso de longa data com a gestão da água – expresso em nossos processos produtivos e também na parceria, desde 2007, com a Fundação SOS Mata Atlântica para recuperação de áreas desmatadas e conservação de mananciais –, conseguimos contribuir de diversas formas para minimizar, dentro do possível, os impactos da escassez desse recurso natural. Só em 2014, foram doados 20 mil m3 de água para instituições municipais (cerca de 685 caminhões pipa), em parceria com a Prefeitura, além da disponibilização gratuita de uma fonte para a população. Também foram doados milhares de pacotes de garrafas de água para hospitais, creches, escolas e instituições sem fins lucrativos de Itu. Mensagem do presidente GRI“Também trabalhamos de forma intensa a marca institucional e começamos a ampliar a percepção das pessoas em relação aos nossos produtos e às iniciativas que a companhia apoia. Algo que traz valor para a marca e nos fortalece ainda mais.” Do ponto de vista macroeconômico, o ano foi também muito desafiador. Mesmo com a realização do Mundial de Futebol no País e o período eleitoral, que movimentaram o mercado durante o ano, o setor de bebidas teve um crescimento moderado. Começamos então uma busca por caminhos alternativos para crescer de forma sustentada, rentável, repensando a estratégia de atuação das marcas e da distribuição em todo o País. Embora a economia do País esteja caminhando de forma lenta, entendemos existir oportunidades de crescimento no mercado de bens de consumo não duráveis e estaremos atentos a isso. O desafio será entender como operar em um cenário de previsível desaceleração, em um mercado com alto encargo de impostos e cujos insumos (alumínio, lúpulo, malte e cevada) são diretamente influenciados pela flutuação cambial, principalmente de dólares e euros. “A Brasil Kirin é uma empresa formada por uma essência sólida. Trabalhamos de forma incansável a gestão do conhecimento e o aprimoramento de nossos funcionários.” Nossa expectativa para 2015 é de crescimento, com uma projeção de aproximadamente 4%, buscando oportunidades tanto para a empresa quanto para as comunidades onde está inserida. G4-1, G4-2 Boa leitura! Gino Di Domenico Presidente Relatório de Sustentabilidade 2014 2Brasil Kirin
  4. 4. Uma das Melhores Empresas paraTrabalhar – Great Place to Work (GPTW) Brasil, publicada pela revista Época Guia Você S/A – As Melhores Empresas para Você Trabalhar, publicado pelas revistas Exame e Você S/A Melhor empresa em“Governança da Sustentabilidade”, segundo o Guia Exame de Sustentabilidade Lançamento de quatro novas cervejas especiais das marcas Baden e Eisenbahn, além da japonesa Kirin Ichiban 13 mil toneladas de açúcar a menos nas bebidas, com o Programa Açúcar na Medida Schin, nos últimos três anos 96% dos líderes capacitados em sustentabilidade 50 mil pessoas impactadas peloTour Brasil Kirin 648 mil horas de treinamento para os funcionários Redução de 7% no número de acidentes em relação a 2013 Aumento de 10% na quantidade de materiais enviados para reciclagem nas fábricas, somando mais de 33 mil toneladas 17% do volume total de refrigerantes em PET produzidos com resina PET 100% reciclada Aquecimento solar em Manaus, gerando economia de 50% no consumo de gás natural das caldeiras Redução de 8,5% no consumo de energia das fábricas, comparado com o de 2013 Economia de 142 mil litros de diesel com o programa Back Haul, em parceria com o varejo 100% dos transportadores logísticos participantes do programa Excelência em Transporte e Frota (ETRAF) Uso de rodotrens, que emitem 25% menos CO2 do que caminhões convencionais Cerca de 3 milhões de mudas de mais de 100 espécies de árvores produzidas no Centro de Experimentos Florestais SOS Mata Atlântica – Brasil Kirin O trabalho de restauração gerou o afloramento de 19 nascentes, com uma estimativa de aumento de 20% das águas subterrâneas e 5% das águas superficiais 30 mil pessoas participantes do programa Aprendendo com a Mata Atlântica, em parceria com a SOS Mata Atlântica, nos últimos quatro anos 11 comunidades beneficiadas pelo projeto Salvador em Campo, em parceria com a Prefeitura de Salvador (Bahia) Destaques Relatório de Sustentabilidade 2014 3Brasil Kirin
  5. 5. Jovem, mas cheia de história Com sede na cidade de Itu, no interior de São Paulo, a Brasil Kirin faz parte de um dos maiores grupos de bebidas do mundo, a japonesa Kirin Holdings Company. Com uma estratégia focada na satisfação dos consumidores, na inovação e na criação de marcas fortes, a Brasil Kirin trabalha para reforçar sua identidade institucional junto aos consumidores, destacando produtos já conhecidos no mercado e o seu poder de inovação com tecnologia japonesa. G4-3, G4-5 Com sede no Japão, a Kirin Holdings está presente em vários países. Até dezembro de 2014, suas 270 empresas contavam com aproximadamente 46 mil funcionários. Só no Brasil, são mais de 11 mil pessoas, espalhadas pelas 13 unidades fabris, localizadas em 11 estados – Manaus (AM), Benevides (PA), Caxias (MA), Horizonte (CE), Alagoinhas (BA), Recife e Igarassu (PE), Alexânia (GO), Blumenau (SC), Igrejinha (RS), Cachoeiras de Macacu (RJ), Campos do Jordão e Itu (SP) –, pelos 23 Centros de Distribuição próprios e pelas 186 revendas, responsáveis pelo atendimento a mais de 600 mil pontos de venda. G4-8, G4-9, G4-10, G4-17 A Brasil Kirin A Brasil Kirin Resultadoseconômicos GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 4Brasil Kirin
  6. 6. Missão, visão, valores G4-56 Missão • Estar presente na vida do consumidor com inovação e qualidade, conquistando sua confiança e admiração • Marcas: de valor e rentáveis • Distribuição: presença e execução eficaz • Pessoas: engajadas com resultados superiores Visão • Ser uma empresa inovadora de bebidas que dão prazer e alegria Valores • Pessoas: compromisso. Orgulho de ser Brasil Kirin. Preparadas • Serviços: foco do consumidor/cliente. Construção de parcerias. Excelência na execução • Resultados: resultados superiores. Empresa de sucesso. Reconhecimento A Brasil Kirin Resultadoseconômicos GRI CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO PRÓPRIOS UNIDADES FABRIS Manaus (AM), Benevides (PA), Caxias (MA), Horizonte (CE), Alagoinhas (BA), Recife e Igarassu (PE), Alexânia (GO), Blumenau (SC), Igrejinha (RS), Cachoeiras de Macacu (RJ), Campos do Jordão e Itu (SP) Onde estamos G4-27 (imagem ilustrativa) Relatório de Sustentabilidade 2014 5Brasil Kirin
  7. 7. A indústria de bebidas emprega mais de 300 mil pessoas no País. A sazonalidade é uma das principais características do mercado de alcoólicos e não alcoólicos, com um consumo maior concentrado nos meses de verão. O setor é responsável por 3% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e gerou, no período deste relato, R$ 33,4 milhões em impostos. Hoje, o setor passa por um momento de desafios, já que, depois de uma longa negociação com o governo federal, entrará em vigor, em 2015, um novo modelo tributário para o segmento de bebidas frias (cervejas, água, refrigerantes e isotônicos). Com o novo modelo, a carga tributária do setor aumentará 10%. No mercado de refrigerantes, os países emergentes encabeçaram alta de 3,3% no volume vendido no mundo entre 2013 e 2014. Existe também uma tendência de aumento de volume dos produtos funcionais, que deve se manter para os próximos anos: o consumo de energéticos cresceu 9,8% no mundo, em 2014, e o volume de vendas de água engarrafada subiu 6,1%. No Brasil, dados do Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe) da Receita Federal mostram que a fabricação de refrigerantes, em 2014, foi de 15,83 bilhões de litros, o que representa um aumento de 1,46% em relação a 2013. Já o setor cervejeiro registrou, em 2014, crescimento de produção de 4,28% em relação a 2013. O ano foi impulsionado pelas altas temperaturas, pelo Carnaval, em março, e pela realização do Mundial de Futebol. O cenário para 2015 se mostra um pouco mais conservador, e empresas de todos os segmentos deverão fazer uma gestão rígida de custos. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil), o aumento de juros deverá ter reflexos nos produtos dependentes de crédito, o que pode ser uma oportunidade para o setor de alimentos e bebidas. O setor de bebidas no Brasil Relatório de Sustentabilidade 2014 6Brasil Kirin
  8. 8. Resultados econômicos Desafios e oportunidades O ano de 2014 foi muito desafiador para a Brasil Kirin. A competitividade do setor e a instabilidade do mercado resultaram num ano atípico, que terminou com um cenário econômico muito diferente do planejado. Para todos os setores, havia uma expectativa maior de crescimento. O volume registrado pelo Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe) para toda a indústria apontou um aumento na produção de 4,28 % em cervejas e 0,98 % em refrigerantes. Assim, todo o planejamento e as metas previstas pela Brasil Kirin foram revistas no segundo semestre e, dessa forma, a empresa conseguiu manter os resultados dentro do mesmo patamar de anos anteriores. O segundo semestre chegou com um forte freio no consumo, a Receita Bruta de Vendas atingiu um valor consolidado de R$ 7.193 bilhões, 3,4% menor que 2013. Tanto a revisão dos descontos comerciais, quanto a otimização do mix de novas marcas, contribuíram para o melhor desempenho da Receita Operacional Líquida (ROL), que foi de R$ 3.987 bilhões em 2014. Saímos de um prejuízo de mais de R$ 65 milhões em 2013 para um lucro operacional de aproximadamente R$ 23 milhões em 2014. O resultado do ROL representou aumento de 1% em relação a 2013 e o resultado econômico, Ebitda 2014, foi de R$ 472 milhões, ficando equilibrado em relação a 2013. G4-9 O cenário macroeconômico do ano mostrou a importância de buscar caminhos para continuar crescendo de forma sustentada, o que levou a companhia a começar a desenhar, ainda em 2014, um novo formato de trabalho com foco especial na distribuição e comercialização. A Brasil Kirin vai trabalhar para entender como o mercado deve se comportar nesse novo ciclo e buscar, nesse modelo de crescimento econômico moderado, todas as oportunidades que se apresentarem viáveis. A Brasil Kirin Resultadoseconômicos GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 7Brasil Kirin
  9. 9. Impactos econômicos indiretos A Brasil Kirin possui um sistema de inteligência integrado que monitora e estuda diversas áreas da indústria de bebidas, conjunturas socioeconômicas, hábitos de consumo e dinâmicas de mercado em geral. Esses estudos são elaborados a partir de uma metodologia que possibilita a criação de cenários e seus respectivos impactos. Os impactos econômicos indiretos identificados em 2014 dizem respeito às mudanças nas regras de impostos sobre produtos. A indústria de bebidas é fortemente taxada por impostos diretos e indiretos, que, caso sofram alterações drásticas ou constantes, poderão representar a viabilidade ou não do negócio. A geração de empregos diretos e indiretos, que em 2014 foi influenciada positivamente pela abertura de cinco novos centros de distribuição próprios, também impacta, indiretamente, a geração de riqueza e a comunidade (funcionários, acionistas e a comunidade do entorno das nossas operações). G4-EC8 As doações de água para a cidade de Itu, por causa da crise no abastecimento que afetou a região, geraram um impacto econômico indireto na comunidade, ao beneficiar a população e o seu acesso a serviços básicos de saúde (doação para postos de saúde) durante esse período de restrições. G4-EC7 A empresa também avalia a influência de suas operações e as implicações financeiras, riscos e oportunidades decorrentes de mudanças climáticas. A decisão de investir, em 2012, em um parque eólico localizado no município de Acaraú (CE) para geração de energia alternativa e a gestão de água, há vários anos, são alguns exemplos dessa avaliação preventiva. G4-EC2 A Brasil Kirin Resultadoseconômicos GRI Demonstração de valor adicionado (R$ mil) G4-EC1 2013 2014 Acionistas (remuneração de capital próprio) – – Colaboradores (remuneração, benefícios e encargos para empregados) 662.331,19 720.862,49 Governo (impostos, taxas e contribuições) 1.337.637,91 1.462.657,09 Lucro retido/Prejuízo do exercício (65.462,47) 22.823,42 Juros e aluguéis (remuneração de capital de terceiros) 462.526,66 571.538,38 Investimentos na comunidade* 180,90 286,16 * Foram consideradas somente as doações (em produtos ou apoio a projetos via leis de incentivo federal) realizadas pela empresa à comunidade por meio de instituições sociais. Leia mais sobre investimentos sociais em Comunidades. Relatório de Sustentabilidade 2014 8Brasil Kirin
  10. 10. Desafios para o desenvolvimento sustentável Sustentabilidade e crescimento estratégico são gerenciados de forma conjunta na Brasil Kirin. A cada dia e a cada novo projeto – seja na área corporativa, nos centros de distribuição ou na produção –, é feita a análise dos possíveis impactos no curto e no longo prazos. Com a criação, em fevereiro de 2013, da Vice-Presidência de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade, houve a consolidação de ações e estratégias que antes não estavam integradas ao planejamento da Brasil Kirin. A governança da sustentabilidade está diretamente ligada à Presidência e desempenha um papel estratégico para o crescimento da Brasil Kirin. Suas atribuições incluem a integração e o alinhamento das áreas social, financeira e ambiental na conquista de resultados concretos, conforme as estratégias definidas pela empresa, com foco na criação do valor compartilhado. E, para isso, seguem os temas definidos como prioritários para a companhia em 2014. Para conhecê-los, clique aqui (pág 5 do PDF – Construção da Materialidade). G4-35, G4-36, G4-45 O tema sustentabilidade faz parte do mapa estratégico da companhia, sistematizado no Balanced Scorecard, e compõe critérios da remuneração variável de todos os funcionários. G4-51 Em 2014, a participação da liderança nos treinamentos da Escola de Sustentabilidade fez parte da remuneração variável dos funcionários corporativos, com o objetivo de aprofundar os conhecimentos fundamentais sobre o tema a partir da liderança e, assim, formar as bases para a consolidação da inserção da sustentabilidade no core business. No final de 2014, 96% dos líderes (de Governança da sustentabilidade Governança da sustentabilidade GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 9Brasil Kirin
  11. 11. coordenadores ao presidente) da Brasil Kirin concluíram os treinamentos online disponíveis no portal de educação corporativa, contabilizando mais de 3 mil cursos concluídos. O Comitê de Sustentabilidade, um grupo de liderança multifuncional, discute ações e projetos estratégicos a serem implantados pela empresa. Fazem parte desse Comitê, que se reúne a cada dois meses, líderes das áreas de Qualidade Assegurada, Planejamento e Logística, Marca Institucional, Desenvolvimento Econômico e Financeiro, Suprimentos, Comunicação Corporativa, Desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO), Industrial, Jurídico, Segurança, Saúde e Meio Ambiente (SSMA), Comercial e Sustentabilidade. G4-34, G4-43, G4-47 Pelo segundo ano consecutivo, a Brasil Kirin está entre as empresas mais sustentáveis do País no Guia Exame de Sustentabilidade 2014. A empresa também foi destaque na categoria Governança da Sustentabilidade, um reconhecimento pela estruturação estratégica do seu trabalho e pelo forte envolvimento das diversas áreas internas da companhia. Em 2014, 61 empresas de 19 setores fizeram parte do ranking. Trabalho reconhecido Governança da sustentabilidade GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 10Brasil Kirin
  12. 12. A definição dos temas materiais No final de 2013, a Brasil Kirin, em parceria com uma consultoria, definiu seus temas materiais. Para isso, foram consultados os públicos interno e externo, além de documentos da empresa e boas práticas adotadas tanto internamente quanto pelo mercado. Dos 12 temas escolhidos, oito foram definidos como prioritários pelo Comitê de Sustentabilidade (veja a matriz de materialidade) para a gestão 2014, e os outros quatro serão incluídos na gestão 2015, quando será feita uma nova matriz de materialidade. G4-24, G4-26 Os temas são: Para saber mais sobre os temas, clique aqui (pág 5 do PDF – Construção da Materialidade) G4-18, G4-19, G4-20, G4-21, G4-27, G4-37, G4-48 Água* Consumo responsável de bebidas* Embalagens* Marcas fortes* Gestão de fornecedores* Cultura inovadora* Ambiente de trabalho* Foco do consumidor e produtos com benefícios sociais* Desenvolvimento local ** Energia e emissões GEE ** Geração de valor para o acionista e lucratividade ** Gestão da biodiversidade ** * Temas materiais prioritários para a gestão dos negócios no período de 2014 ** Temas materiais prioritários incluídos na gestão dos negócios em 2015 Governança da sustentabilidade GRI Matriz de materialidade G4-27 * Temas materiais prioritários. Eixoexterno Eixo interno Água* Consumo responsável de bebidas* Embalagens* Marcas fortes* Gestão de fornecedores* Cultura inovadora* Ambiente de trabalho* Foco do consumidor e produtos com benefício social* Desenvolvimento local Energia e emissões de GEE Geração de valor para acionista e lucratividade Gestão da biodiversidade Relatório de Sustentabilidade 2014 11Brasil Kirin
  13. 13. Aspecto GRI G4-18, G4-19 Impactos dentro e/ou fora da organização* G4-20, G4-21 Água Água D – oferta hídrica local; eficiência da operação; otimização constante no uso dos recursos F – disponibilidade hídrica para o entorno das operações; proteção de nascentes e bacias Efluentes e resíduos D – eficiência da operação; atendimento às normas F – qualidade do efluente; destinação correta e/ou valorização dos resíduos da operação Conformidade D/F - os impactos deste aspecto não foram avaliados para este ciclo de relato Consumo responsável de bebidas Saúde e segurança do cliente D/F – inovação em produtos visando benefícios à saúde, aliados aos atributos de sabor e indulgência desejados pelo mercado consumidor Rotulagem de produtos e serviços D/F – informação sobre estilos de vida saudáveis; estímulo à saúde (vitaminas, redução de açúcar, propriedades nutritivas) Embalagens Produtos e serviços D – reciclagem das embalagens; logística reversa F – impacto ambiental das embalagens; pós-consumo; coleta seletiva nas regiões onde ocorre o consumo; conformidade com a Política Nacional de Resíduos Sólidos Marcas fortes Rotulagem de produtos e serviços D/F – percepção de marca pelos clientes; escolha por produtos Brasil Kirin Comunicações de marketing D/F – construção de marcas inspiradoras e desejadas; atendimento às diretrizes de propaganda e marketing (como Conar) Gestão de fornecedores Práticas de compras D – processo de otimização de compras; aspectos de conformidade de fornecedores F – incentivo e fomento a empresas próximas das nossas operações Avaliação ambiental D/F – conformidade com legislação; gestão de impactos ambientais da cadeia produtiva Avaliação em práticas trabalhistas D/F – conformidade com legislação e padrão Brasil Kirin; gestão de impactos trabalhistas; estímulo de boas práticas em toda a cadeia Avaliação em direitos humanos/ Avaliação D – conformidade com práticas da Kirin Holdings de proteção aos direitos humanos F – estímulo de boas práticas em toda a cadeia Avaliação em impactos na sociedade D – oportunidade de melhoria na gestão de riscos sobre impactos negativos e positivos da cadeia e na sociedade F – estímulo de boas práticas em toda a cadeia Trabalho infantil D/F – conformidade com práticas da Kirin Holdings e da Brasil Kirin de proteção aos direitos da criança Trabalho forçado ou análogo ao escravo D/F – conformidade com as práticas da Kirin Holdings e da Brasil Kirin de não aceitar essa forma de trabalho em suas operações nem na cadeia Mecanismos de queixas e reclamações relacionadas a direitos humanos D – contribuição para a gestão de riscos socioambientais; diálogo com stakeholders F – transparência; busca por boas práticas, ética e governança na cadeia produtiva Liberdade de associação e negociação coletiva D – não há F – conformidade com as práticas da Kirin Holdings de proteção ao trabalhador e com a legislação trabalhista brasileira Cultura inovadora Produtos e serviços D – inovação na operação industrial; melhoria contínua em serviços (indústria, distribuição e atendimento ao mercado) Correlação entre os temas materiais, os aspectos GRI e os impactos dos mesmos, dentro e fora da Brasil Kirin Governança da sustentabilidade GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 12Brasil Kirin
  14. 14. Ambiente de trabalho Desempenho econômico D/F – riqueza gerada e distribuída com stakeholders Emprego D – retenção de talentos; adequação das condições de trabalho; turnover; aderência à cultura da empresa F – empregabilidade dos funcionários Diversidade e igualdade de oportunidades D – atratividade e retenção de talentos F – reconhecimento externo; ambiente ético e justo Igualdade de remuneração entre homens e mulheres D/F – boas práticas empresariais de emprego; retenção de talentos; igualdade de gênero Não discriminação D/F – retenção de talentos; aderência à cultura da empresa Mecanismos de queixas sobre práticas trabalhistas D/F – promoção de ambiente íntegro e justo Treinamento e educação D/F – retenção de talentos; empregabilidade; resposta às necessidades do negócio; exercício de cidadania Saúde e segurança do trabalho D – produtividade; promoção de ambiente de trabalho seguro F – disseminação de boas práticas em toda a cadeia Relações trabalhistas D/F – os impactos deste aspecto não foram avaliados para este ciclo de relato Foco do consumidor e produtos com benefícios sociais Rotulagem de produtos e serviços D – atualização constante para atendimento à legislação; informação sobre benefícios dos produtos aos consumidores F – acesso à informação (por exemplo, utilização do SAC); mapeamento de alergênicos Saúde e segurança do cliente D – aspectos de qualidade exigidos em nossas operações F – oferecer produtos de qualidade e seguros para o cliente Privacidade do cliente D/F – os impactos deste aspecto não foram avaliados para este ciclo de relato Alimentos saudáveis e com preços acessíveis D – inovação em produtos visando benefícios à saúde aliados ao sabor F – acesso a produtos saudáveis; estímulo a estilos de vida saudáveis Desenvolvimento local Presença de mercado D – disponibilidade de mão de obra local; existência de incentivos para implantação de operações F – geração de empregos; impacto na economia dos municípios onde há operações Impactos econômicos indiretos D/F – disponibilidade de infraestrutura (como estradas e tecnologia); educação F – incentivo ao desenvolvimento local (como educação e acesso à saúde) Comunidades locais D/F – disponibilidade e capacitação de mão de obra; qualidade de vida nas cidades onde operamos; ações de responsabilidade socioambiental no município; desenvolvimento de fornecedores no entorno das operações Energia e emissões de GEE Energia D – eficiência da operação; disponibilidade energética nacional e local F – disponibilidade de fontes de energia renováveis e não renováveis Emissões D – eficiência da operação industrial e de distribuição; Índice Geral de Sustentabilidade das fábricas F – gestão de impactos em mudanças climáticas e/ou qualidade do ar Transporte D/F – os impactos deste aspecto não foram avaliados para este ciclo de relato Geração de valor para o acionista e lucratividade Desempenho econômico D – desenvolvimento do negócio no País; retorno dos investimentos aos acionistas F – geração de emprego; pagamento de impostos; impactos de financiamentos Geral D/F – criação de valor compartilhado com investimentos ambientais Gestão da biodiversidade Biodiversidade D/F – disponibilidade hídrica e de matérias-primas Efluentes e resíduos D/F – proteção das nascentes e corpos hídricos * D – dentro da Brasil Kirin  F – fora da Brasil Kirin Governança da sustentabilidade GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 13Brasil Kirin
  15. 15. Inovação e alegria Movida pela vontade de inovar e pelo impulso de levar ao consumidor produtos com as mais novas tecnologias, que marquem momentos de confraternização e alegria, a Brasil Kirin possui um vasto portfólio de bebidas alcoólicas e não alcoólicas. A consolidação da marca Brasil Kirin, realizada por meio de uma campanha publicitária institucional em 2014, trouxe ainda mais força para os produtos. Com o slogan“Brasil Kirin, você já conhece e não sabia!”, a campanha faz uma associação direta das marcas de alguns produtos com a marca institucional, lançada há dois anos. G4-9, G4-17 Nossos produtos e nossas marcas Nossos produtos e nossas marcas Produtos da Brasil Kirin GRI As melhores cervejas Líder no mercado de cervejas especiais no País, a Brasil Kirin reforça o seu posicionamento com o concurso Mestre Cervejeiro da Eisenbahn. A final da quarta edição do evento, que teve mais de mil inscritos (um aumento de mais de 60% em relação aos 620 competidores de 2013), aconteceu em outubro de 2014, quando cinco cervejeiros artesanais disputaram o título da melhor Belgian Blond Ale, que será produzida na fábrica da Eisenbahn de Blumenau (SC) e lançada em março de 2015. O vencedor foi Anderson Faller, após sua cerveja conquistar o júri composto por mestres cervejeiros, beer sommeliers, jornalistas e blogueiros conhecedores da bebida. Alcoólicos: Schin, Nova Schin, Devassa, Baden Baden, Eisenbahn, Cintra, Glacial, Schin no Grau e Kirin Ichiban (cerveja japonesa lançada em 2014 no Brasil). Não alcoólicos: Água Schin, Schin Refrigerantes, Itubaína, Fruthos (néctar de frutas), Skinka (bebida mista de frutas), Fibz (refrigerante sem açúcar com fibras) e ECCO! (único energético do mercado de baixa caloria com suco de frutas). G4-4, G4-9 Relatório de Sustentabilidade 2014 14Brasil Kirin
  16. 16. Em abril de 2014, a cerveja vencedora do concurso Mestre Cervejeiro 2013, do estilo American Ipa Pale Ale, foi lançada em versão especial e limitada, reconhecendo o talento dos cervejeiros caseiros Fabert Araujo e André Canuto. A Eisenbahn Frosty Bison foi distribuída nas regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste. Também em 2014, a Baden Baden e a Eisenbahn, marcas de cervejas especiais, foram premiadas no World Beer Awards (competição anual que acontece na Inglaterra e elege as melhores cervejas do mundo), na International Beer Challenge 2014 (que há 18 anos reconhece globalmente os melhores rótulos de cerveja) e na 22ª edição do Australian International Beer Awards. A Eisenbahn conquistou prêmios também no European Beer Star, uma das competições mais importantes do mundo, realizada na Alemanha. Essas premiações tornaram a Brasil Kirin a empresa fabricante de cervejas mais premiada da América Latina.  Ainda para reforçar sua presença no mercado de cervejas premium, há o sistema de franquias da Cervejaria Devassa. No fim de 2014, havia 27 unidades em 11 estados, incluindo o Distrito Federal, instaladas nas regiões Sul (Paraná e Santa Catarina), Sudeste (São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro), Nordeste (Bahia, Pernambuco, Paraíba e Ceará) e Centro-Oeste (Goiás e Distrito Federal). A recém-chegada Kirin Ichiban – cuja produção utiliza apenas a primeira prensagem do mosto cervejeiro – conquistou o mercado nacional. Inicialmente com foco no crescente número de restaurantes japoneses no País, a cerveja de sabor marcante e refrescante caiu no gosto dos apreciadores da bebida, o que fez com que a empresa apostasse em um trabalho de maior visibilidade nos pontos de venda. Os próximos passos são ampliar a distribuição e aumentar o volume de produção. Já a marca Baden Baden teve seu portfólio aumentado com o lançamento da Baden Baden Witbier, distribuída nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Sua produção é inspirada nas tradicionais witbier belgas, uma cerveja leve, bastante cítrica e, muitas vezes,“temperada”com coentro ou casca de laranja. Outro lançamento foi a Baden Baden 15 anos edição limitada, uma cerveja estilo Heller Bock, versão mais clara e encorpada que a bock tradicional, com um aroma pronunciado de malte e uma cor que varia do dourado forte ao âmbar. Nossos produtos e nossas marcas Relatório de Sustentabilidade 2014 15Brasil Kirin
  17. 17. Investimentos no portfólio Ao longo de 2014, a Brasil Kirin investiu para fortalecer sua marca institucional e gerar valor para os produtos do seu portfólio, que foi incrementado com o lançamento de quatro novas cervejas especiais (duas da Baden Baden e duas da Eisenbahn), além da japonesa Kirin Ichiban. No mercado de não alcoólicos, os destaques foram a ampliação do mercado de vendas do Fibz e da Itubaína, além da redução de açúcar na linha Schin Refrigerantes (leia mais sobre o Programa Açúcar na Medida a seguir). Inovação com sabor A linha de não alcoólicos, responsável por cerca de 40% das vendas da Brasil Kirin, teve importantes inovações ao longo de 2014, especialmente em relação aos ingredientes. Para reduzir o açúcar da marca Schin Refrigerantes, foi criado o Programa Açúcar na Medida Schin. A campanha publicitária foca no cuidado com a família e mostra como uma bebida com menos açúcar em sua composição pode ser muito saborosa. O programa – que, nos últimos três anos, retirou 13 mil toneladas de açúcar de seus produtos, o que representa 28% do volume de produção – também incentiva o consumidor a praticar exercícios e a adotar hábitos de vida mais saudáveis, com dicas no site www.schinrefrigerantes.com.br. G4-FP6, G4-FP7 Biotecnologia A fim de desenvolver novos produtos e processos na fabricação da cerveja utilizando biotecnologia de ponta, a Brasil Kirin firmou uma parceria com o Laboratório Nacional Um dos principais ingredientes da cerveja, junto do malte, da água e da levedura, o lúpulo é responsável pelo amargor da bebida. Importado dos Estados Unidos e de alguns países da Europa, um dos principais obstáculos para sua produção no Brasil é o clima – já que o lúpulo precisa de condições específicas de temperatura, luz e umidade para que seu sabor se torne adequado para a produção de cervejas. Em parceria com um pequeno produtor da região de Campos do Jordão (SP), a Brasil Kirin iniciou a produção para o desenvolvimento de um lúpulo brasileiro, que se adeque às condições locais e que tenha características regionais (existem diversas variedades de lúpulo, cada uma com características bem definidas, que variam em potência e aromas de acordo com as condições climáticas de onde são produzidas). Ainda existe um longo caminho para o plantio em escala comercial, mas os objetivos são criar uma identidade nacional, inovar no mercado de cervejas especiais e impulsionar o desenvolvimento local, gerando valor compartilhado para o negócio e a sociedade. E isso já foi possível no lançamento da Baden Baden 15 Anos, primeira cerveja da Brasil Kirin a usar esse lúpulo em sua formulação. Lúpulo brasileiro GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 16Brasil Kirin
  18. 18. de Biociências (LNBio), que integra o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas (SP). Um dos projetos, que já está sendo desenvolvido, pretende otimizar as fases do processo da produção da cerveja. Com a parceria, o laboratório disponibiliza infraestrutura para as pesquisas, e a Brasil Kirin, os investimentos. Fibz, o refrigerante sem açúcar e com fibras lançado em 2013, teve sua primeira campanha publicitária veiculada em São Paulo, em junho de 2014. Além da produção de dois filmes, a campanha teve desdobramentos na fanpage da marca, que trazia dicas, e outras ações, como merchandising em TV aberta. Em setembro, Itubaína foi lançada no mercado baiano. Disponível nas versões 2 litros e lata (350 ml), o refrigerante foi distribuído em milhares de pontos de venda. Em outubro, Itubaína chegou ao Rio Grande do Sul, em embalagens PET 2 litros e lata (350 ml), esta com a marca Itubaína Retrô. Fibz em São Paulo; Itubaína na Bahia e no Rio Grande do Sul Nossos produtos e nossas marcas Para estreitar o relacionamento e aproximar o consumidor da Brasil Kirin, a empresa reforçou seu programa de visitas guiadas pelas fábricas. No passeio, os visitantes têm a oportunidade de conhecer os processos da fabricação dos produtos e, no final, fazer uma degustação. Em 2014, mais de 50 mil pessoas fizeram a visita, disponível nas fábricas de Itu, Campos do Jordão, Alagoinhas e Cachoeiras do Macacu. Desde o fim de 2014, é oferecido um tour para crianças (este só na unidade de Itu, em São Paulo) e um para adolescentes, com roteiros diferenciados. Os objetivos são mostrar como acontecem os processos de produção das bebidas não alcoólicas e o ciclo de vida dos produtos, incluindo os aspectos de qualidade, segurança, meio ambiente e saúde do consumidor. Tour Brasil Kirin Relatório de Sustentabilidade 2014 17Brasil Kirin
  19. 19. Responsabilidade pelo produto A conscientização para o consumo responsável de bebidas alcoólicas faz parte do trabalho da Brasil Kirin. No primeiro semestre de 2014, demos continuidade à parceria com a campanha“Pacto Pela Vida”, iniciativa do Ministério das Cidades para transformar o trânsito em um espaço seguro para todos. Em razão do período eleitoral, a campanha não foi divulgada no segundo semestre nos eventos patrocinados pelas marcas de produtos alcoólicos. Em parceria com a CervBrasil, a empresa lançou, em São Bernardo do Campo (SP), o projeto Cidade Responsável, cujo objetivo é contribuir para a inibição do consumo de álcool por menores de idade e do consumo excessivo associado à condução de veículos. O piloto desse trabalho aconteceu na cidade de Fernandópolis, interior de São Paulo, e, aos poucos, começa a ser ampliado para outros municípios. O foco é criar uma discussão em torno do assunto, não só nas escolas, mas também no ambiente familiar. Para isso, o projeto contempla ações preventivas em escolas, pontos de venda de bebidas e diversos outros locais espalhados pela cidade. Empório Brasil Kirin Criado em 2012, o Empório Brasil Kirin nasceu com a proposta de ser uma loja própria para funcionários. Com o crescimento da demanda externa, a companhia optou por expandir os serviços, e, desde janeiro de 2014, o empório atende os consumidores de Itu (SP) e região. A loja oferece todos os produtos do portfólio, incluindo os lançamentos que são distribuídos em outros estados e itens exclusivos das marcas, como copos, taças, abridores, aventais e bonés. O novo empório foi construído em contêineres, uma escolha que considera critérios de sustentabilidade, pois permite modularidade e flexibilidade, com redução na geração de resíduos sólidos nas obras de instalação física. Em algumas unidades fabris, como Cachoeiras de Macacu (RJ) e Horizonte (CE), foi implantado o Empório Virtual, exclusivo para funcionários, onde eles podem adquirir produtos do portfólio e itens exclusivos das marcas. Nossos produtos e nossas marcas Relatório de Sustentabilidade 2014 18Brasil Kirin
  20. 20. Outros projetos de conscientização envolvem o portal Sem Excesso, feito em parceria com a Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe), e o apoio à campanha Trânsito Consciente, da Polícia Militar do Estado de São Paulo com a CervBrasil. O consumo responsável também é disseminado internamente, com a Política Interna de Consumo Responsável de Álcool. São realizados treinamentos, palestras e constantes discussões. O curso e-learning sobre Consumo Responsável do Álcool, que faz parte dos pilares de treinamento da Escola de Sustentabilidade e cuja realização é meta para todos os líderes com cargo a partir de coordenadores, está disponível aos funcionários no portal da Academia Brasil Kirin desde 2013. Mais de 2.800 funcionários concluíram o treinamento desde então – sendo 82% em 2014. Para aqueles que participam de processos de degustação de cerveja, é feito um acompanhamento mais próximo, com monitoramento periódico e exames específicos anuais. Já os motoristas terceirizados são convidados a participar do programa Excelência em Transporte e Frota (ETRAF), que estimula práticas de saúde e segurança no trânsito. Respeito ao consumidor Desde 2013, a Brasil Kirin é signatária e atua em linha com a“Estratégia Global para Reduzir o Consumo Prejudicial de Álcool”da Organização Mundial da Saúde (OMS). Por meio desse compromisso, os produtores de cerveja, vinho e destilados participantes se comprometem a atuar em cinco frentes: G4-15 • redução do consumo de bebidas alcoólicas por menores de idade; • fortalecimento e expansão dos códigos de boas práticas de marketing; • fornecimento de informações ao consumidor e inovação responsável de produto; • redução da condução sob o efeito de álcool; • busca pelo apoio de varejistas para a redução do consumo prejudicial de álcool. No Brasil, todas as comunicações de marketing, publicidade, promoção ou patrocínio estão sujeitas às regras locais, que a companhia atende integralmente. A Brasil Kirin não comercializa nenhum produto proibido no mercado brasileiro. Eventuais questionamentos ou debates públicos em torno do portfólio de produtos são tratados setorialmente. G4-PR6 Nossos produtos e nossas marcas GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 19Brasil Kirin
  21. 21. Foco do consumidor A Brasil Kirin tem como principal eixo de seu planejamento estratégico o foco do consumidor. Para isso, definiu três pilares essenciais: marcas, distribuição e pessoas. Criado em 2012 e conhecido como Visão 2015, esse planejamento estratégico reforça pontos como compreensão do mercado, construção de marcas sólidas, fortalecimento de ações comerciais e de distribuição, aprimoramento da eficiência operacional, busca de sinergia dentro do grupo, expansão do programa de sustentabilidade e crescimento dos funcionários. Em 2015, o planejamento passará por uma revisão, com foco no crescimento da Brasil Kirin e em ganhos de mercado. G4-1 Estruturado em ciclos de longo prazo, o planejamento estratégico do Grupo Kirin cobre nove anos, divididos em revisões de médio prazo, com duração de três anos. O alcance dos resultados estipulados influencia diretamente a remuneração variável dos funcionários, pois cada um se torna responsável pelo cumprimento das metas, que incluem aspectos da sustentabilidade, como questões ambientais e sociais. Estratégia Estratégia Governança Gestão de riscos Ética GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 20Brasil Kirin
  22. 22. Governança O modelo de governança da Brasil Kirin é orientado pelas práticas da Kirin Holdings Company e está estruturado da forma descrita a seguir. G4-34, G4-35, G4-36 Conselho de Administração: constituído por sete membros, entre eles o presidente executivo, três executivos expatriados da Kirin Holdings Company sem função executiva e dois diretores independentes, reúne-se a cada dois meses, de acordo com uma agenda anual pré-definida. São responsabilidades do Conselho definir as metas de governança, disseminar e adaptar as estratégias globais da Kirin Holdings e garantir que ações e negócios estejam alinhados à Missão, à Visão, aos Valores e às políticas internas. Alguns membros também fazem parte de três comitês auxiliares: Auditoria e Finanças, Estratégia e Pessoas e Remuneração. O recrutamento de conselheiros independentes tem apoio de consultoria externa e segue critérios estabelecidos no Governance Charter – documento com as diretrizes orientadoras da atuação do Conselho. A companhia não divulga a remuneração dos conselheiros, informação considerada estratégica e confidencial. G4-38, G4-39, G4-40, G4-42, G4-45, G4-46 Comitê de Auditoria e Finanças: atua na identificação, supervisão e gestão de riscos. Está diretamente ligado ao Conselho de Administração e conta com o apoio da auditoria interna, da área de controles internos e prevenção de fraudes e da ferramenta de gestão Enterprise Risk Management (ERM). Reúne-se de cinco a seis vezes ao ano. Comitê de Pessoas e Remuneração: traz para o Conselho de Administração análises independentes e objetivas, consultoria e assistência sobre questões relativas a pessoas e remuneração. Aqui também está o Comitê de Conduta, que avalia a necessidade de sanções e punições aos infringentes do código de conduta e das normas e procedimentos. Reúne-se cinco vezes ao ano. Comitê de Estratégia: define as diretrizes estratégicas e delibera sobre projetos que possam tornar o Grupo Kirin mais forte, por meio de atuações locais. Reúne-se de cinco a seis vezes ao ano. Diretoria Executiva: reúne mensalmente vice-presidentes ligados diretamente ao presidente para estabelecer diretrizes e conduzir ações voltadas para o desempenho econômico, social e ambiental. G4-45, G4-47 Gestão de riscos Responsável pelo gerenciamento dos riscos mais relevantes para a companhia e seus públicos de relacionamento, a área trabalha na construção do mapa de riscos, que orienta planos de ação preventivos e corretivos. O processo também serve de base para os projetos de auditoria interna. Compliance Integrante da Vice-Presidência de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade desde 2014, a área de Compliance cuida da gestão da ética ao orientar, disseminar e promover o cumprimento dos princípios e dos compromissos de conduta estabelecidos no Código de Conduta da Brasil Kirin, além de propor atualizações mediante a incorporação de novos conceitos e práticas. Atua em conjunto com as demais áreas para assegurar o cumprimento da legislação e o atendimento a políticas, princípios e regulamentos internos. Trabalha com base em três pilares – Prevenir, Agir e Assegurar – e é reforçada por cerca de 85 agentes multiplicadores, conhecidos como Champions, ou Guardiões da Conduta. Os Guardiões da Conduta, que são funcionários identificados e reconhecidos como exemplo de conduta e ética por seus colegas, se dividem entre as funções do dia a Estratégia Governança Gestão de riscos Ética GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 21Brasil Kirin
  23. 23. dia e o trabalho de compliance. Sua responsabilidade está em disseminar assuntos relacionados a temas de“ser e estar em conformidade”nas reuniões de equipe, além da participação em cursos online (e-learning) para o aprimoramento de suas capacidades de comunicação e recebimento de informações. A equipe de Compliance aplicou, no primeiro semestre, uma pesquisa com todos os funcionários para medir a aderência do tema compliance na organização. A pesquisa teve a adesão de mais de 7 mil funcionários. No segundo semestre, a área visitou diversas unidades para entender melhor os desafios de cada local, realizando reuniões de disseminação e alinhamento com as lideranças. Por meio do e-mail compliance@brasilkirin.com.br, os funcionários podem buscar aconselhamento sobre comportamento ético, dúvidas sobre conduta e ainda questões relacionadas à integridade organizacional. G4-57, G4-SO4 Em 2014, com a entrada em vigor da Lei 12.846/2013, que dispõe sobre a responsabilização administrativa e civil de pessoas jurídicas pela prática de atos de corrupção contra a administração pública, nacional ou estrangeira, a Brasil Kirin fez um mapeamento de todas as suas áreas e criou um programa de prevenção à corrupção, seguindo as diretrizes do Grupo Kirin, que, por sua vez, está sujeito às leis dos Estados Unidos (FCPA – Foreign Corruption Practices Act) e do Reino Unido (UKBA – United Kingdom Bribery Act). G4-56, G4-57 As principais lideranças de todas as áreas da empresa passaram pelo treinamento da lei 12.846/13. Após o treinamento, foram realizadas 136 entrevistas individuais com líderes ou pessoas indicadas pela liderança para avaliação de risco das atividades das áreas que se relacionam com o poder público. Em 2015, a Brasil Kirin reforçará sua estrutura de controles de prevenção à corrupção em toda a empresa. G4-SO3 Estratégia Governança Gestão de riscos Ética GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 22Brasil Kirin
  24. 24. Ética Desde 2012, a Brasil Kirin possui o canal de Conduta e Ética – Fale com a Brasil Kirin, que é gerenciado por uma auditoria independente e pode ser acessado tanto pelo público interno quanto pelo externo por telefone, e-mail e hotsite. O canal está aberto para receber qualquer tipo de denúncia que possa gerar algum dano à reputação ou imagem da organização. Todas as informações (exceto quando envolvem a própria área) são avaliadas pela equipe de Compliance e encaminhadas para as áreas responsáveis. Mensalmente, a área faz um estudo das ocorrências recebidas para trabalhar em planos de ação preventivos junto aos vice-presidentes de cada área e reporta semestralmente os resultados para a matriz no Japão. G4-37, G4-49, G4-57, G4-58 Ocorreram quatro casos relacionados à corrupção interna no período deste relato. Dois estão em investigação e dois foram encerrados. Esses últimos envolviam o mesmo funcionário, que foi desligado, e um fornecedor, que foi descredenciado. G4-37, G4-49, G4-50, G4-57, G4-58 É possível entrar em contato com o canal pelo telefone 0800 707 98 76, pelo e-mail falecom@brasilkirin.com.br ou pelo hotsite www.deloitte.com.br/ falecomabrasilkirin. G4-50, SO3, SO5 Atendimento à legislação A Brasil Kirin adota toda a regulamentação disposta no ordenamento jurídico nacional e segue o Compromisso para Publicidade Responsável (Pledge), um compromisso público relacionado à publicidade de alimentos e bebidas para crianças assinado em 2009 por diversas empresas de alimentos e bebidas. G4-15 GRIEstratégia Governança Gestão de riscos Ética Relatório de Sustentabilidade 2014 23Brasil Kirin
  25. 25. Oportunidades e crescimento Respeito, transparência e comprometimento com as pessoas. Sejam funcionários, consumidores ou fornecedores, a Brasil Kirin valoriza e age de forma clara e cuidadosa com cada um dos seus públicos. Pessoas A Brasil Kirin busca profissionais alinhados aos seus valores e oferece um caminho rico em oportunidades de aprendizado e crescimento. Estimula um ambiente saudável, informal e favorável, tanto para o desenvolvimento profissional quanto pessoal, em todas as suas unidades. Ao fim de 2014, a companhia contava com 11.662 funcionários, distribuídos entre funções industriais, comerciais e administrativas. Com a abertura de novas operações de distribuição no Brasil, o quadro de funcionários aumentou. Mesmo com retração do mercado em todos os segmentos, na Brasil Kirin as contratações superaram as demissões em 4,89%, mantendo seu quadro de funcionários estável. G4-10, G4-LA1 Públicos de relacionamento Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 24Brasil Kirin
  26. 26. Funcionários por nível funcional G4-LA12 2012 2013 2014 Homens Mulheres Homens Mulheres Homens Mulheres Conselho -   - -   - 1  - Diretoria 34 1 37 4 31 3 Gerência 211 26 214 34 209 34 Chefia/coordenação 551 99 547 113 518 125 Técnica/supervisão 437 115 466 112 435 70 Administrativo 940 710 951 740 839 641 Operacional 7.054 447 7.508 468 7.886 498 Trainees* - - 6 15 - - Aprendizes 177 127 158 130 187 185 Total por gênero 9.404 1.525 9.887 1.616 10.106 1.556 Total 10.929 11.503 11.662 * Base utilizada de dezembro de 2014. Dos 21 trainees participantes do programa 2013, 20 foram efetivados em agosto de 2014, em áreas do Corporativo, Unidades de Negócios, Fábricas e Centros de Distribuição. Funcionários por tipo de contrato G4-10 2012 2013 2014 Homens Mulheres Homens Mulheres Homens Mulheres Tempo determinado 328 137 217 137 254 206 Tempo indeterminado 9.076 1.388 9.670 1.479 9.852 1.350 Total por gênero 9.404 1.525 9.887 1.616 10.106 1.556 Total 10.929 11.503 11.662 Funcionários por tipo de emprego G4-10 2012 2013 2014 Homens Mulheres Homens Mulheres Homens Mulheres Jornada integral 9.174 1.410 9.721 1.512 9.945 1.410 Meio período 208 137 166 104 161 146 Total por gênero 9.382 1.547 9.887 1.616 10.106 1.556 Total 10.929 11.503 11.662 Funcionários por região G4-10 2012 2013 2014 Homens Mulheres Homens Mulheres Homens Mulheres Sul 1.094 159 1.175 163 1.207 150 Sudeste 4.389 878 3.843 913 3.794 787 Centro-Oeste 606 67 616 63 583 63 Nordeste 3.269 403 3.871 409 3.900 468 Norte 46 18 382 68 622 88 Total por gênero 9.404 1.525 9.887 1.616 10.106 1.556 Total 10.929 11.503 11.662 * Os terceiros contratados não são contabilizados nas tabelas acima e a seguir. Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 25Brasil Kirin
  27. 27. Número de desligamentos por gênero G4-LA1 2013 2014 Masculino 2.130 2.929 Feminino 272 542 Número de contratações por gênero G4-LA1 2013 2014 Masculino 2.618 3.156 Feminino 354 485 Taxa de rotatividade por gênero (%) G4-LA1 2013 2014 Masculino 24,01 30,11 Feminino 19,37 33,00 Número de desligamentos por faixa etária G4-LA1 2013 2014 Abaixo de 30 anos 943 1.512 Entre 30 e 50 anos 1.396 1.841 Acima de 50 anos 63 118 Número de contratações por faixa etária G4-LA1 2013 2014 Abaixo de 30 anos 1.517 1.881 Entre 30 e 50 anos 1.423 1.704 Acima de 50 anos 32 56 Taxa de rotatividade por faixa etária (%) G4-LA1 2013 2014 Abaixo de 30 anos 10,69 14,55 Entre 30 e 50 anos 12,25 15,20 Acima de 50 anos 0,41 0,75 Número de desligamentos por região G4-LA1 2013 2014 Sul 486 511 Sudeste 959 1.670 Centro-Oeste 125 169 Nordeste 765 1.017 Norte 67 104 Número de contratações por região G4-LA1 2013 2014 Sul 558 522 Sudeste 1.379 1.537 Centro-Oeste 155 117 Nordeste 790 1.087 Norte 90 378 Taxa de rotatividade por região (%) G4-LA1 2013 2014 Sul 4,54 4,43 Sudeste 10,16 13,75 Centro-Oeste 1,22 1,23 Nordeste 6,76 9,02 Norte 0,68 2,07 Taxa de novas contratações por gênero (%) G4-LA1 2013 2014 Masculino 88,09 86,68 Feminino 11,91 14,89 Taxa de novas contratações por faixa etária (%) G4-LA1 2013 2014 Abaixo de 30 anos 51,04 51,66 Entre 30 e 50 anos 47,88 46,80 Acima de 50 anos 1,08 1,54 Taxa de novas contratações por região (%) G4-LA1 2013 2014 Sul 18,78 14,34 Sudeste 46,40 42,21 Centro-Oeste 5,22 3,21 Nordeste 26,58 29,85 Norte 3,03 10,38 Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 26Brasil Kirin
  28. 28. Composição dos grupos responsáveis pela governança e discriminação de empregados por categoria funcional* G4-LA12 Gênero (%) 2013 2014 Homens Mulheres Total Homens Mulheres Total Conselho 100 0 0 100 0 100 Diretoria 90 10 100 91 9 100 Gerência 86 14 100 86 14 100 Chefia/coordenação 82 18 100 81 19 100 Técnica/supervisão 82 18 100 86 14 100 Administrativo 57 43 100 57 43 100 Operacional 94 6 100 94 6 100 Aprendizes 55 45 100 50 50 100 Trainees 29 71 100 0 0 0 * Base utilizada de dezembro de 2014. Dos 21 trainees participantes do programa 2013, 20 foram efetivados em agosto de 2014, em áreas do Corporativo, Unidades de Negócios, Fábricas e Centros de Distribuição. Portadores de deficiência (%) 2013 2014 Homens Mulheres Total Homens Mulheres Total Conselho 0 0 0 0 0 0 Diretoria 0 0 0 0 0 0 Gerência 1 0 0 0 0 0 Chefia/coordenação 1 0 0 0 0 0 Técnica/supervisão 2 1 1 0 0 0 Administrativo 2 3 3 4 3 4 Operacional 4 19 12 5 17 11 Aprendizes 9 7 8 10 11 10 Trainees 0 0 0 0 0 0 Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 27Brasil Kirin
  29. 29. Desenvolvimento A Brasil Kirin investe em treinamentos e capacitações para todos os seus funcionários. O conteúdo de aprendizagem é disponibilizado na Academia Brasil Kirin e está dividido em três etapas: • Integração Institucional: traz o entendimento da empresa para novos funcionários; • Integração Funcional: ajuda nos conhecimentos básicos para que os profissionais possam exercer sua função; • Trilha de Aprendizagem: ações educacionais que orientam o desenvolvimento das competências nas diversas áreas da empresa. Em um ano de consolidação de suas oito escolas – Comercial, Liderança, Supply Chain, Gestão, Sustentabilidade, Cultura, Marketing e Serviços –, a Academia Brasil Kirin está se preparando para se transformar em uma Universidade Corporativa nos próximos anos. A empresa também possui programas e treinamentos internos, externos e parcerias com universidades, instituições e escolas de idiomas. Todos os funcionários podem tomar parte nos cursos, considerando as políticas internas e as ferramentas de avaliação de desempenho. Faixa etária (%) 2013 2014 Abaixo de 30 anos Entre 30 e 50 anos Acima de 50 anos Abaixo de 30 anos Entre 30 e 50 anos Acima de 50 anos Conselho Homem 0 50 50 0 29 71 Mulher 0 0 0 0 0 0 Diretoria Homem 0 68 32 0 68 32 Mulher 0 100 0 0 100 0 Gerência Homem 2 89 9 0 89 11 Mulher 3 97 0 3 94 3 Chefia/coordenação Homem 10 83 7 11 85 5 Mulher 19 72 9 16 78 6 Técnica/supervisão Homem 18 77 5 13 82 5 Mulher 20 77 3 17 81 1 Administrativo Homem 35 62 3 30 59 11 Mulher 45 55 0 36 63 1 Operacional Homem 34 60 6 31 63 6 Mulher 45 50 5 44 51 5 Aprendizes Homem 99 1 0 99 1 0 Mulher 99 1 0 100 0 0 Trainees Homem 100 0 0 0 0 0 Mulher 100 0 0 0 0 0 Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 28Brasil Kirin
  30. 30. Em 2014, a Academia Brasil Kirin desenvolveu uma parceria com um programa de pós-graduação e terá, em 2015, a primeira turma de funcionários que farão especialização em Gestão Estratégica de Negócios latosensu na modalidade incompany. Incentivos à empregabilidade dos funcionários incluem serviços de recolocação para ex-funcionários de nível gerencial e acima, em todas as unidades de negócio. Denominado Outplacement, o programa teve 28 participantes em 2014, com investimento de R$ 675 mil. G4-LA10 Treinamento e capacitação em horas Em 2014, foram mais de 648 mil horas de treinamento – sendo 55,6 horas a média por funcionário. G4-LA9 Média de horas de treinamento por ano [G4-LA9] Categoria Funcional / Gênero 2013 2014 Funcionários Horas Horas por colaborador Funcionários Horas Horas por colaborador Diretoria 41 6.358 155,1 34 700,7 20,6 Homens 37 6.145 166,1 31 607,1 19,6 Mulheres 4 214 53,4 3 93,6 31,2 Gerência 249 17.803 71,5 243 10.612 43,7 Homens 215 15.537 72,3 209 9.239,5 44,2 Mulheres 34 2.266 66,7 34 1.372,1 40,4 Chefia/Coordenação 656 60.160 91,7 643 40.957 63,7 Homens 537 49.983 93,1 518 34.595 66,8 Mulheres 119 1.0176 85,5 125 6.361,9 50,9 Técnica/supevisão 561 49.499 88,2 505 19.536 38,7 Homens 460 41.451 90,1 435 17.434 40,1 Mulheres 101 8.048 79,7 70 2.102,4 30,0 Administrativo 1.740 105.990 60,9 1.480 69.279 46,8 Homens 980 58.359 59,6 839 36.436 43,4 Mulheres 760 47.631 62,7 641 32.843 51,2 Operacional 7.968 584.133 73,3 8.384 490.672 58,5 Homens 7.500 550.246 73,4 7.886 458.990 58,2 Mulheres 468 33.886 72,4 498 31.682 64 Aprendizes 288 13.614 47,3 372 16.426 44,2 Homens 158 6.667 42,2 187 8.991,7 48,1 Mulheres 130 6.947 53,4 185 7.434,4 40,2 TOTAL 11.503 837.557 72,8 11.662 648.202 55,6 Homens 9.887 728.389 73,7 10.106 566.311 56,04 Mulheres 1.616 109.168 67,6 1.556 81.891 52,6 Públicos de relacionamento GRI Liderança, performance e potencial G4-LA 10 A Brasil Kirin não só trabalha para desenvolver seus profissionais, mas também busca os talentos dentro da sua equipe para desenhar o mapa sucessório. Com o Programa Lealdade, a empresa procura identificar e desenvolver pessoas-chave para assumir posições estratégicas, com foco na retenção das competências e no plano de sucessão. O processo analisa a performance e o potencial individual para assumir uma posição hierarquicamente superior. Para os que já estão em posição de liderança, a empresa oferece cursos de capacitação e desenvolvimento com foco nas competências essenciais para o cargo: Relatório de Sustentabilidade 2014 29Brasil Kirin
  31. 31. • Desenvolvendo Pessoas com Assertividade: mostra a importância do papel do líder e apresenta ferramentas para o seu desenvolvimento e o das equipes; • Segurança Baseada em Comportamento: cria uma disciplina que ajuda a identificar um conjunto de comportamentos que permita a redução de acidentes e a conscientização de que segurança é responsabilidade de todos; • Líder Coach: explora as ferramentas fundamentais de coaching e sua utilidade. Em 2014, a Escola de Liderança da Academia Brasil Kirin realizou mais de 37 mil horas de capacitação. Performance Todos os funcionários participam do Ciclo de Performance da Brasil Kirin, um trabalho que estimula o autodesenvolvimento, traz clareza sobre as expectativas da empresa e aproxima o profissional do seu gestor. Ele envolve quatro etapas, que devem ser cumpridas pelo funcionário e por seu líder direto (Contratar, Acompanhar, Analisar e Devolutiva), dando origem ao Plano de Desenvolvimento Individual (PDI), construído anualmente, com base nos objetivos estratégicos da empresa. O ciclo de avaliação ocorre uma vez por ano e inclui funcionários que tenham, no mínimo, três meses de empresa. Além disso, a avaliação 90° é realizada do nível de coordenação para baixo, e a avaliação 360°, do nível gerencial para cima. Essa avaliação impacta o pagamento de funcionários em cargos a partir de gerentes (veja quadro abaixo). G4-LA 11 Percentual de funcionários que receberam análise de desempenho e desenvolvimento de carreira (%)* G4-LA11 2012 2013 2014 Homens Mulheres Homens Mulheres Homens Mulheres Total 10.929 11.503 11.662 Funcionários submetidos à análise de desempenho e desenvolvimento de carreira 9.131 1.552 9.887 1.616 10.106 1.556 Missão, Responsabilidades e Indicadores (MRI) – % por gênero 76% 66% 84% 64% 97,8% 99,4% Feedback 90º – % por gênero – Competências Essenciais 82% 75% 80% 80% 71% 70% Feedback 90º – % por gênero – Competências Área* n/a n/a 79% 80% 71% 70% Feedback 360º – % por gênero 89% 85% 0% 0% 100% 100% % Total 83% 75% 61% 56% 85% 85% * O percentual de funcionários que participaram das avaliações de Feedback 90º teve uma queda em comparação com 2013, pois, no ano anterior, foram considerados os funcionários afastados, desligados e os não elegíveis à ferramenta. Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 30Brasil Kirin
  32. 32. A Brasil Kirin investe constantemente nas ferramentas de gestão de seus funcionários. Em 2014, passou a utilizar a Gestão Integrada de Pessoas (GIP), sistema que une todas a plataformas da área de Desenvolvimento Humano Organizacional, como os módulos de avaliações (Feedback 90° e 360°), Missão, Responsabilidades e Indicadores (MRI), atração, seleção e oportunidades, além de Remuneração, Academia Brasil Kirin (Educação e Treinamento), Sucessão, Plano de Desenvolvimento Individual e Carreira. O GIP está disponível para todos os funcionários, que passaram por treinamentos específicos ao longo do ano. Com ele, é possível gerar relatórios de forma integrada e confiável, o que contribui para que os líderes tomem decisões com mais rapidez. Em 2014, a companhia foi listada nas duas maiores pesquisas de clima organizacional do País: as 130 Melhores Empresas para Trabalhar 2014 – GPTW Brasil, publicada pela revista Época, e o Guia Você S/A – As 150 Melhores Empresas para Você Trabalhar 2014, publicado pelas revistas Exame e Você S/A. Mais do que valorizar a empresa e as pessoas, essas pesquisas ajudam no desenvolvimento de ações para aumentar a satisfação dos funcionários. A comunicação entre as pessoas é um ponto fundamental no processo de desenvolvimento organizacional. Entre todas as ferramentas existentes na empresa, o diálogo entre funcionários e líderes, como a Reunião de valores e Avanço da estratégia e os comitês de liderança, são caminhos mais curtos para deixar claros os processos e procedimentos. Em 2014, a melhoria da comunicação face a face foi um dos pontos trabalhados pela área de Desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO) e deve ser intensificada em 2015. Desenvolvimento em primeiro lugar Orgulho de ser Brasil Kirin Comunicação face a face Relatório de Sustentabilidade 2014 31Brasil Kirin
  33. 33. Remuneração e benefícios A Brasil Kirin trabalha com base na metodologia Hay Group para remuneração dos funcionários. A empresa não faz distinção salarial entre homens e mulheres, independentemente de suas funções. A proporção da remuneração média de homens e mulheres em todas as categorias funcionais da Brasil Kirin está na faixa de 1%. G4-52, G4-LA13 Todos os funcionários estão incluídos no Programa de Participação nos Resultados (PPR), que considera os resultados do grupo (Ebitda) e os resultados da localidade (Mapa Estratégico Local). A combinação desses dois indicadores pode levar à multiplicação do salário mensal (até 200%). Já a área de Vendas possui um sistema de remuneração que é relativo às comissões. Todos os funcionários recebem os benefícios previstos em lei. Outros benefícios oferecidos*: • assistências médica e odontológica extensivas aos dependentes; • vale-transporte fornecido conforme a lei nos distribuidores próprios (DPs); nas unidades fabris, há transporte fretado; • todos os funcionários recebem cesta básica mensal; • nas unidades fabris onde há estrutura física é ofertado o restaurante interno; funcionários dos DPs e demais unidades e os que têm atividades externas recebem cartão eletrônico (ticket); • assistência odontológica oferecida compulsoriamente nas unidades fabris e por adesão nos DPs; • todos os funcionários recebem, mensalmente, produtos Brasil Kirin (mini case); • cobertura para incapacidade/invalidez: cumprimento legal para acidente de trabalho e algumas convenções que regem estabilidade durante determinado período após o regresso ao trabalho. G4-LA2 * Essas informações englobam todas as unidades fabris e distribuidores próprios. OsbenefíciosoferecidosatodososfuncionáriosefetivosdaBrasilKirin(unidadesfabris edistribuidorespróprios)sãovale-alimentação,vale-transporte(nocasodetransporte fretadoparacidadesintermunicipais,ofuncionáriocontribuicomumvalormensal),seguro devida,planodesaúdeeodontológico,licenças-maternidadeepaternidade,entreoutros. O plano de pensão segue o padrão de contribuição definida, com participação voluntária no plano Básico e contrapartida sobre a participação da empresa no plano Gerencial (ambos com a possibilidade de aporte e contribuições voluntárias). As informações específicas sobre valores do plano de pensão são consideradas estratégicas para o negócio e, por isso, não serão relatadas. G4-LA2, G4-EC3 Em 2014, 66 mulheres usufruíram da licença-maternidade, sendo que 63 retornaram ao trabalho após o término da licença. Após 12 meses, 51 mulheres continuavam empregadas – uma taxa de retenção de 77,3%. As demissões dessas funcionárias ocorreram a pedido, término de contrato de trabalho ou dispensa sem justa causa (em função do desempenho). Em relação à licença-paternidade, a Brasil Kirin está de acordo com a legislação, que prevê cinco dias de licença após o nascimento do filho. No período do relato, 367 funcionários usufruíram do benefício. Esse período de licença não impacta na taxa de retenção, segundo avaliação da empresa. G4-LA3 Saúde e segurança Responsável pela prevenção de acidentes, doenças ocupacionais e impactos ambientais, a área de Segurança, Saúde e Meio Ambiente (SSMA) atua na implantação e no gerenciamento de procedimentos para garantir o bem-estar de todos os funcionários. Em 2014, a área de Saúde passou a integrar a Vice-Presidência de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade, especificamente a gerência de SSMA (até então, a área se reportava ao DHO). Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 32Brasil Kirin
  34. 34. Anualmente, a área de SSMA organiza campanhas com foco na prevenção de doenças crônicas e campanhas de vacinação. Todos os funcionários são representados por comitês de saúde e segurança. Entre eles estão a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), que conta com 416 funcionários, e a Brigada de Emergência, que soma 964 funcionários, distribuídos nas fábricas e centros de distribuição. Há ainda o Pilar de Segurança, Saúde e Meio Ambiente do programa TPM e os Comitês de Ergonomia, que funcionam nas operações onde o TPM está implantado. No total, 13% da força de trabalho da Brasil Kirin atua na governança do tema saúde e segurança do trabalho. G4-LA5 Já os riscos químicos, físicos, biológicos e ergonômicos são mapeados no Programa de Prevenção de Risco Ambientais (PPRA), para que a empresa possa atuar de forma efetiva em sua prevenção primária. O resultado do PPRA, realizado anualmente em toda a empresa, aponta que existem funcionários envolvidos em atividades ocupacionais que apresentam risco de doenças específicas. Para garantir o controle desses riscos ocupacionais, é realizado, anualmente, o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), que garante o controle e o monitoramento da prevenção dos riscos de doenças especificas. G4-LA7 Para os funcionários expostos em atividades ocupacionais, a Brasil Kirin realiza também os seguintes programas de educação e treinamento: • integração de SSMA para 100% dos funcionários e terceiros; • Semana Interna de Prevenção de Acidente do Trabalho (Sipat); • elaboração de Lição Ponto a Ponto (LPPs) com temas relacionados a melhorias do ambiente de trabalho e à prevenção de riscos. E, para prevenir e controlar o risco, são realizados os seguintes programas: • Segurança Baseada em Comportamento (SBC), aplicado pelos líderes, gestores e integrantes da Cipa; • Registro de Quase Acidente (RQA), ferramenta de fácil acesso a todos os funcionários; • nas unidades fabris, existe a aplicação de registro de melhorias, em que o próprio funcionário pode propor uma melhoria para o seu ambiente de trabalho, podendo ser replicada para as demais unidades; • desenvolvimento de grupos de estudos para redução de riscos, com o envolvimento de funcionários de várias áreas para facilitar o debate e a avaliação por pontos de vista diferentes. A empresa realizou uma avaliação dos riscos de doenças crônicas em toda a equipe funcional e implantou um módulo específico em seu sistema SAP para otimizar seu monitoramento e a gestão em saúde e segurança. O número de acidentes com os empregados teve redução aproximada de 7%, comparado ao de 2013. Essa queda ocorreu em virtude do nível de maturidade dos funcionários em relação aos temas de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA). A taxa de absenteísmo relatada para o ano de 2014 considera os dias perdidos por causa de acidente de trabalho – nos anos anteriores, como mostra o cálculo de 2013, eram considerados os dias não trabalhados por diversos motivos, além de acidente de trabalho. Os acordos sindicais contemplam diversas questões de saúde e segurança, como a permanência de ambulâncias nas fábricas. A prática da Brasil Kirin e a legislação vigente, no entanto, dão conta de outros temas contemplados pelos acordos, como o uso de equipamento de proteção individual (EPI) e a criação de comitês de saúde e segurança. A aplicação dos EPIs atinge 100% dos funcionários. G4-LA8 Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 33Brasil Kirin
  35. 35. Contratação local G4-EC6 A Brasil Kirin busca contratar profissionais localmente – considerando a contratação de pessoas residentes em um raio de 80 km das unidades. Para as posições estratégicas, são buscados líderes dentro de um escopo nacional. Em 2014, tivemos um número menor de vagas para a alta gerência. Tivemos ainda um aproveitamento interno dos funcionários dos demais níveis, o que justifica a variação no percentual, em comparação com 2013. Informações de saúde e segurança G4-LA6 2013 2014 Empregados Empregados total total Número de acidentes **** 420 391 Taxa de lesões** 16,22 14,64 Taxa de doenças ocupacionais 0,01% 0,00% Taxa de dias perdidos*** 9.764 12.202 Taxa de absenteísmo* 15,22% 0,33%* Total de óbitos no período 0 0 * Taxa de absenteísmo: cálculo utilizado (nº empregados x nº de dias úteis x 12 meses)/nº de dias perdidos por acidente do trabalho)). A taxa de absenteímo de 2013 não foi recalculada por não haver informações disponíveis com os mesmos critérios adotados em 2014. ** Taxa de lesões: cálculo utilizado (taxa de frequências): n° de acidentes x 1.000.000/HHT (horas-homem trabalhadas) + HE (horas extras). *** Taxa de dias perdidos: para o cálculo dos dias perdidos, é somado o total de dias corridos perdidos por acidentes, sendo contados como dias perdidos a partir do primeiro dia após a data do acidente. ****O sistema de regras aplicado no registro e relato de estatísticas de acidentes segue as recomendações da OIT. Foram consideradas todas as unidades fabris e distribuidores próprios. Não estão disponíveis os dados desse indicador descrito por gênero. Foram contabilizados 48 acidentes envolvendo terceiros durante o ano de 2014; outras informações não estão disponíveis. Contratação local 2012 2013 2014 Porcentagem de membros de alta gerência provenientes de comunidades locais* 58% 49,5% 22% Porcentagem de empregados provenientes de comunidades locais 88% 90% 96% * Considerando os profissionais que estão posicionados como gerente nível 1, diretor, vice-presidente e presidente na estrutura hierárquica da companhia. Comunicação interna Clareza e transparência nas informações guiam a comunicação entre a Brasil Kirin e seus funcionários. A empresa possui diversos canais de comunicação interna e desenvolve constantemente ações de endomarketing. Entre os principais veículos estão murais físicos instalados em pontos estratégicos, a revista bimensal Novas, envio de e-mails, a intranet Conexão e o Blog do Presidente. Em dezembro de 2014, foi iniciado o piloto da TV Corporativa na unidade de Itu (fábrica e corporativo). Esse canal de comunicação deverá ser expandido para as demais unidades em 2015. Veja os números dos canais de comunicação: • mais de 600 notícias publicadas na Conexão; • 19 posts publicados no Blog do Presidente; • 14 mensagens publicadas no Espaço do Líder (canal criado em agosto de 2013); • 33 vídeos divulgados na Central Multimídia; • quase 600 temas publicados nos jornais murais; • mais de 400 e-mails enviados (e-mail marketing e comunicados gerais); • mais de 80 ações de endomarketing (envolvendo marcas de produtos, eventos e projetos institucionais). Direitos humanos A Brasil Kirin trabalha questões de direitos humanos em seu Código de Conduta, e as informações são divulgadas interna e externamente, para os públicos de relacionamento. Em 2014, foi lançado o Código de Conduta dos Fornecedores, que dissemina uma cultura de respeito aos direitos humanos na cadeia de valor da empresa. Ainda não há processo formal de avaliação de direitos humanos ou impactos de direitos humanos. G4-HR9 Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 34Brasil Kirin
  36. 36. Na abertura da operação do Centro de Distribuição de Jaboatão dos Guararapes (PE), houve uma paralisação dos motoristas e ajudantes causada por reclamações sobre as estruturas provisórias dos vestiários. Quando o sindicato da categoria foi até a empresa para apurar os fatos, deparou-se com outros pleitos elencados por trabalhadores estáveis e reintegrados sobre reajuste salarial e outras melhorias financeiras. Para solucionar o caso, foi constituída uma comissão de funcionários, que, com o sindicato, negociou as condições solicitadas. A porcentagem do tempo de trabalho perdido por causa da paralisação de um dia foi de 4,36% horas do total mensal da localidade. G4-FP3, G4-HR4 Caminho aberto para negociação Todas as 276 queixas e reclamações relativas a impactos sobre direitos humanos foram solucionadas. Em relação a 2013, houve redução de 7,2% nos casos de assédio, motivada principalmente pela visibilidade proporcionada pelo“Fale com a Brasil Kirin”, pela ação das lideranças locais, assim como pelo treinamento via e-learning sobre assédio, que teve adesão de mais de 90% da liderança. Em 2015, as ações preventivas terão continuidade, a fim de evitar recorrências e novas ocorrências. G4-HR12 Discriminação No período deste relato, ocorreram cinco casos procedentes sobre discriminação. Todos os casos foram solucionados após as seguintes ações: G4-HR3 • reorientação sobre os valores da Brasil Kirin; • realização de treinamento de assédio moral e reforço sobre as atitudes esperadas por um gestor da Brasil Kirin; • reciclagem com gestores sobre assédio moral e valorização da diversidade. Públicos de relacionamento GRI Consumidores O consumidor é uma das principais razões de ser da Brasil Kirin. Com foco em sua satisfação e no desenvolvimento de produtos inovadores, a empresa trabalha de forma constante para conhecer e atender as diferentes necessidades das pessoas em todo o País. Por meio do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), a empresa recebe manifestações de consumidores por e-mail e pela linha 0800, disponível em todos os estados do Brasil. Em 2014, essa central registrou 33.901 chamados, 15% menos que no ano anterior. Desses, 85% foram solucionados no primeiro contato – um ponto percentual a mais do que em 2013, quando 84% dos casos foram solucionados. A Brasil Kirin sempre busca melhorias nos procedimentos, com o objetivo de garantir a satisfação dos consumidores com respostas definitivas e agilidade na solução.   Ao receber reclamações sobre a qualidade ou a não conformidade de um produto, a Central de Relacionamento providencia a troca acionando o operador logístico, responsável por visitar e efetuar a troca na casa do consumidor. Em 2014, foram realizadas 2.281 trocas, 20% menos que em 2013. As principais marcas estão presentes nas redes sociais, que são acompanhadas constantemente para dar respostas imediatas a qualquer comentário. A empresa também trabalha com pesquisas de controle, medição, acompanhamento e exploração de novas oportunidades. O SAC elabora uma pesquisa para avaliar a satisfação dos consumidores e clientes em relação ao atendimento prestado. Em 2014, 90% dos clientes/consumidores declararam-se “Muito Satisfeitos/Satisfeitos”com o atendimento, e 86% consideraram-se“Muito Satisfeitos/ Satisfeitos”em relação ao tempo de espera para serem atendidos. Em 2013, esses números foram 92% e 89%, respectivamente – a empresa não considera essa diferença significativa e trabalha constantemente em melhorias no seu sistema de atendimento. G4-PR5 Relatório de Sustentabilidade 2014 35Brasil Kirin
  37. 37. A empresa segue com rigor as legislações dos órgãos reguladores do setor: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Agência Nacional deVigilância Sanitária (Anvisa)/Ministério da Saúde (MS), Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), Departamento Nacional de Produtos Minerais (DNPM), Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) e Ministério da Justiça. Possui, também, um sistema de registro do produto e aprovação de rotulagem, com procedimentos definidos, organizados e registrados. G4-PR3 Todos os produtos vendidos no mercado nacional apresentam na rotulagem o modo de conservação, manuseio e, em casos específicos, validade após aberto. Além disso, a Brasil Kirin está sempre em busca de novas tecnologias e tipos de embalagens para a redução de resíduos e incentivo à reciclagem: • nas embalagens plásticas (PET), garrafas descartáveis e latas, há símbolos indicando sobre o descarte consciente do produto; • nas embalagens secundárias (plásticos de embalagem e caixas de papelão), consta a informação de que as mesmas são recicláveis. G4-PR3 Os rótulos dos produtos da Brasil Kirin possuem informações completas sobre valores nutricionais, composição, modo de conservação, rastreabilidade e alergênicos. A empresa concluiu o mapeamento de todos os ingredientes usados nos produtos que podem causar alergias. Para a elaboração dos produtos, são utilizados estritamente ingredientes aprovados no Brasil. G4-PR1 Em 2014, não houve não conformidade com regulamentos e códigos voluntários relacionados a informações e rotulagem de produtos e serviços que tenha resultado em multa ou penalidade. Entre as metas para 2015 estão a melhoria constante dos rótulos para um maior entendimento do consumidor em relação ao produto. Esse trabalho é desenvolvido em parceria com as áreas de Marketing, Jurídico e a Central de Relacionamento. G4-PR4 Clientes Manter um relacionamento próximo e de confiança com seus clientes é um dos pilares da Brasil Kirin. Por todo o País, os cerca de 600 mil pontos de venda de pequeno, médio e grande portes são tratados com a mesma atenção pela equipe de vendas. Em 2014, teve início um trabalho de aproximação com o ponto de venda (bares, supermercados e restaurantes), focado na realidade de cada cliente e nas necessidades dos seus consumidores. Para 2015, essas ações devem ser intensificadas, especialmente com a nova estrutura de atuação da equipe de vendas e o desenvolvimento de um novo conceito de trabalho para a força comercial. O objetivo é ter o produto certo, no local certo, trazendo mais efetividade para as vendas e mais agilidade logística por meio do conhecimento apurado das necessidades de cada ponto de venda. Públicos de relacionamento GRI AsaçõesdesustentabilidadepensadaspelaBrasilKirinvãoalémdaproduçãoe distribuição.Elaschegamatéospontosdevenda,comacompradenovosequipamentos queusamgasesrefrigerantesnaturais,oshidrocarbonos(HCs).Ascomprasrealizadasem 2014eprevistasparaoiníciode2015somammaisde2.200refrigeradores,dosquais36% jáestãodisponíveisemestabelecimentoscomerciaisquevendemprodutosBrasilKirin. Além de possuir uma emissão de gases de efeito estufa quase nula – a mudança representa um impacto 99% menor no aquecimento global, se comparado ao do modelo anterior –, essa tecnologia consome menos energia e melhora a eficiência do sistema de refrigeração. Essas unidades estão identificadas com um selo e QR code para esclarecer a iniciativa aos stakeholders. Inovação até no refrigerador Relatório de Sustentabilidade 2014 36Brasil Kirin
  38. 38. Reclamações e casos de não conformidade Em 2014, foi criado um canal direto para que clientes (revendedores dos produtos Brasil Kirin) tirem suas dúvidas financeiras, simplificando o atendimento e resolvendo com agilidade questões de cobranças indevidas, entre outras. Até 2013, o canal utilizado era o Fale com a Brasil Kirin. Durante o ano, foram recebidas 20.420 chamadas pelo número de telefone 11 2118-9500, das quais 1.053 foram consideradas cobranças indevidas. As áreas de Logística, Comercial e Financeira estão desenvolvendo ações para mitigar tais cobranças. G4-PR8 No mesmo período, ocorreram dois casos de não conformidade relacionados à comunicação de produtos e serviços. Um deles por postagem no Twitter, que foi objeto de processo administrativo perante o Conar – a Brasil Kirin retirou a postagem do ar antes mesmo do processamento da decisão oficial. Outro caso, que ainda não foi julgado pelo Conar, refere-se a um comercial de TV. G4-PR7 Logística e entrega otimizada Em 2014, a Brasil Kirin investiu em uma ferramenta de otimização de transportes para entregas. O projeto – que já deu o retorno esperado em menos de um ano – ajudou a reduzir em 8% os custos logísticos e em 9% os tempos de entrega, aumentando a confiabilidade no serviço e o planejamento das agendas, com a diminuição de caminhões em circulação. Entre as iniciativas está o monitoramento em tempo real para aproveitar o retorno de veículos vazios para as fábricas, combinando inclusive as movimentações de matéria-prima com produto acabado e a exploração de diversos modais de transportes. Cerca de 80% do volume de transferência de produtos fabricados no Sul e Sudeste e destinados ao Norte e Nordeste são realizados por meio de cabotagem, o que contribui para uma redução significativa de 76% na geração de CO2. Outra ação de impacto para a logística foi a inclusão do rodotrem (tipo de caminhão de grande porte, com comprimento entre 25 e 30 metros) na frota de transporte. Com maior capacidade de carga, os caminhões, que estão rodando desde 2014, trazem mais agilidade ao transporte, diminuindo em 43% a quantidade de viagens realizadas, em comparação com um caminhão convencional, assim como uma redução de 25% tanto no consumo de combustível como na emissão de CO2. Atualmente, 17% do escoamento da fábrica de Itu para abastecimento de seus CDs é feito por rodotrens. Em 2013, a Brasil Kirin começou a desenvolver um projeto piloto, em parceria com a montadora Mercedes Benz, para a produção de um caminhão com as dimensões menores, como as de um veículo urbano de carga, mas com dois eixos traseiros e maior capacidade, para distribuir os produtos dentro das cidades. Esses modelos começaram a ser utilizados em 2014 e, hoje, totalizam 99 veículos rodando em todo o Brasil. Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 37Brasil Kirin
  39. 39. Em parceria com duas grandes redes de varejo, a empresa desenvolve o projeto Back Haul, que aproveita caminhões que fariam uma viagem sem carga para transportar produtos Brasil Kirin. Depois de fazer a entrega nas lojas, os caminhões dos parceiros são carregados em uma das nossas unidades e, em vez de voltarem para o centro de distribuição da rede varejista vazios, transportam nossas bebidas. Com isso, não são realizadas 2.411 viagens com frota própria, deixando de rodar cerca de 450 mil km (equivalentes a 11 voltas ao redor daTerra*) que seriam percorridos com veículos vazios. Isso significou uma redução de emissão de 366 t CO2 eq, além de evitar o consumo de 142 mil litros de diesel**. O projeto foi criado há mais de cinco anos, em Itu (SP). Três anos atrás, foi implantado em Igrejinha (RS) e, em 2014, foi expandido para o Nordeste, nas fábricas de Alagoinhas (BA), Recife e Igarassu (PE). G4-EN30 * Uma volta ao redor da Terra possui 39.840 km. ** Fator considerado para consumo de 3,17 km p/litro de diesel para veículo pesado. Projeto Back Haul Públicos de relacionamento Em 2014, a área de Logística consolidou seu plano de promover um novo modelo de governança para os 23 Centros de Distribuição (CDs). Trata-se de um trabalho integrado com as áreas corporativas, com reporte mensal para avaliação de oportunidades de melhoria e avanços conquistados. Inclui ainda um projeto de melhoria nas condições ergonômicas e de jornada dos funcionários da área de Logística, o que aumentou a produtividade e a satisfação dos mesmos. Além disso, foi feita uma ampla divulgação do processo para os funcionários, para que todos entendessem integralmente os passos da operação. Esse novo modelo de governança faz parte do Plano de Eficiência Logística, que vem sendo desenvolvido pela Brasil Kirin nos últimos dois anos. Círculo virtuoso Relatório de Sustentabilidade 2014 38Brasil Kirin
  40. 40. Fornecedores As diversas matérias-primas que compõem o mix de produtos da Brasil Kirin dependem de 400 fornecedores espalhados pelo País. Há prioridade na contratação de fornecedores localizados nos estados onde as fábricas estão instaladas, incentivando o desenvolvimento social local. A gestão da cadeia de suprimentos é parte essencial para o bom andamento dos negócios. Para isso, a área de Suprimentos está dividida em três grupos: • Compras: de materiais diretos (prioritariamente matérias-primas e embalagens), indiretos (transporte, demais materiais e serviços) e parceiros de mídia, marketing e trade – responsável pela contratação dos parceiros de negócio; • Inteligência de suprimentos: realiza diversos estudos de mercado e commodities; • Gestão de fornecedores (homologação): processo por meio do qual os fornecedores recebem um manual com as regras do programa de gestão de fornecedores e o Código de Conduta, onde constam as práticas que a Brasil Kirin considera adequadas para que a empresa se torne uma parceira de negócio. Em 2014, 157 fornecedores que foram considerados para contratação foram avaliados com base nos critérios de homologação.Todos recebem o manual com as regras do programa e o Código de Conduta, onde constam as práticas que a Brasil Kirin considera adequadas para o fornecedor se tornar um parceiro de negócios. Para os demais fornecedores, o Código de Conduta e o Manual do Fornecedor serão incluídos, no ano de 2015, no site institucional da Brasil Kirin. Ainda para 2015, a área de Gestão de Fornecedores continuará com a responsabilidade de homologar empresas que possuam uma gestão ambiental e social estabelecida, documentada e implantada e de monitorar, com certificações e auditorias, a execução das mesmas. Através do monitoramento trimestral, a área de Gestão de Fornecedores solicitará, se necessário, planos de ação de melhoria. Caso as regras não sejam cumpridas, poderá haver a rescisão do contrato. Ainda não há processo formal de avaliação de impactos ambientais na cadeia de fornecedores. G4-EN33 Todos os nossos fornecedores assinam contrato com cláusulas sobre a não concordância da Brasil Kirin com práticas como desrespeito ao meio ambiente, trabalho escravo e trabalho infantil. As cláusulas de compliance foram incluídas nos contratos no primeiro semestre de 2013 e as de anticorrupção, em fevereiro de 2014. G4-LA14; G4-HR10; G4-SO9; G4-EN32; G4-12, G4-FP1, G4-LA15; G4-HR5; G4-HR6; G4-HR11 A Brasil Kirin considera os fornecedores locais aqueles que estão situados em um raio de até 200 km de todas as plantas produtivas. G4-EC9 Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 39Brasil Kirin
  41. 41. Governo e órgãos setoriais A Brasil Kirin é uma empresa atuante e faz parte de várias iniciativas voltadas ao desenvolvimento do setor e do País. Em 2014, participou de 14 entidades de classe, associações e organizações: G4-16 • ABA: Associação Brasileira de Anunciantes (2010); • Aberje: Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (2010) – até junho 2014; • Abia: Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (2011); • Abinam: Associação Brasileira da Indústria de Águas Minerais (2010); • Abir: Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas Não Alcoólicas (2010); • Abrabe: Associação Brasileira de Bebidas (2010); • Adial: Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (2010); • Aficam: Associação dos Fabricantes de Componentes da Amazônia (2011); • CEBDS: Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (2013); • Cempre: Compromisso Empresarial para Reciclagem (2010); • CervBrasil: Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (2012); • Conar: Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (2010); • Instituto Akatu: Consumo Consciente para um Futuro Sustentável (2013); • MBC: Movimento Brasil Competitivo (2014). Iniciado em 2012, o programa Excelência em Transporte e Frota (ETRAF) tem como objetivo garantir a qualidade e a melhoria contínua na contratação e gestão do transporte. Constituído por várias fases, tem foco no comportamento dos motoristas em relação a segurança no volante, combate ao uso de drogas ilícitas e exploração sexual de menores nas estradas. Depois de três anos de intenso trabalho, o programa, que começou em Itu, já está em todo o Brasil, promovendo dias especiais com cursos sobre segurança, exames médicos, exposição de equipamentos e inspeções gratuitas de veículos. Em 2014, a aderência das empresas e motoristas terceirizados aos processos de avaliação do ETRAF foi de 100%. A empresa também trabalha em parcerias com Caminhão 100%, movimento de conscientização pela prática da manutenção preventiva veicular para redução de acidentes de trânsito e valorização da vida, e, desde 2013, com o Programa Na Mão Certa, que tem como foco a proteção de crianças e adolescentes contra o abuso e a exploração sexual. Em 2014, 20% dos parceiros logísticos contratados que realizam transporte entre as fabricas e os CDAs eram signatários do Programa. Durante o Carnaval de 2014, foi realizada uma ação de comunicação e sensibilização junto aos transportadores parceiros, impactando 100 empresas. Evolução constante 31 parceiros estiveram no 1º Encontro de Fornecedores, em novembro de 2014, quando foram discutidos os desafios da indústria em incorporar aspectos de sustentabilidade em toda a cadeia produtiva, o papel dos fornecedores e as perspectivas. Seis cases de sustentabilidade foram apresentados por fornecedores. Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 40Brasil Kirin
  42. 42. Comunidades Consciente do seu papel no desenvolvimento das comunidades onde opera, a Brasil Kirin investe e apoia projetos alinhados à sua visão estratégica e que estejam de acordo com as necessidades locais. As ações de relacionamento com as comunidades são desenvolvidas por meio de doações e investimento social privado em projetos locais existentes. Para o desenvolvimento de qualquer projeto social próprio, a empresa realiza uma conversa informal com a comunidade ou agentes públicos para conhecer a real necessidade de desenvolvimento local. Todas as unidades da empresa possuem comitês estruturados para a comunicação com as comunidades, além do canal “Fale com a Brasil Kirin”, que disponibiliza e-mail e uma linha 0800. Se alguma denúncia chega pelo serviço de SAC, cujo número está nos rótulos de todas as embalagens, as mesmas são direcionadas para as áreas responsáveis na empresa (leia mais em Estratégia). G4-SO1; G4-SO11 Projetos Entre os projetos apoiados estão o Qualifica Macacu, que, em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), oferece cursos de curta duração na área de produção industrial para funcionários e moradores da cidade de Cachoeiras de Macacu (RJ). Em 2014, 15 pessoas concluíram o curso, 3 funcionários e 12 moradores da cidade. Em Campinas (SP), onde temos um Centro de Distribuição Avançado (CDA), apoiamos o time de vôlei masculino profissional Brasil Kirin e também as categorias de base, formadas por jovens atletas de 14 a 21 anos que estão se preparando para ascender à categoria profissional. Os ingressos para as partidas dos jogos de vôlei realizados no Ginásio do Taquaral, em Campinas, foram trocados por alimentos não perecíveis – ação que gerou a doação de 4 toneladas de alimentos para 24 entidades na cidade. Também participamos com doações de produtos para algumas atividades da Feac, entidade que reúne as organizações sociais de Campinas. Também em Campinas, mantemos parceria com o Instituto Compartilhar, ação idealizada pelo ex-jogador e técnico da Seleção Brasileira de Vôlei masculino Bernardinho que oferece aulas de vôlei para jovens carentes em escolas municipais de Campinas. Participam do projeto 450 crianças. Públicos de relacionamento GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 41Brasil Kirin
  43. 43. Em Itu (SP), foram inaugurados dois núcleos de vôlei, que atenderão 100 crianças, no mesmo modelo de Campinas. A Brasil Kirin está mapeando outras cidades onde possui operações para ampliação dos núcleos de vôlei. Na região de Sorocaba (SP), apoia o projeto Sacolona. Em parceria com a CCR, foram enviadas lonas de comunicações (banners) descartadas que servem como matéria-prima para a confecção de bolsas, carteiras e artesanato, gerando renda para um grupo de costureiras da cidade de Capela do Alto. Alguns produtos são disponibilizados no Empório Brasil Kirin, em Itu. E estojos confeccionados pelas costureiras foram incluídos no kit escolar (do 1º ao 4º ano do Ensino Fundamental) dos filhos de funcionários da empresa para o ano letivo de 2015. Em Salvador (BA), onde temos dois Centros de Distribuição, houve o apoio à Prefeitura para o projeto Salvador em Campo, de promoção à saúde e qualidade de vida por meio do incentivo à prática de esportes e lazer nas comunidades. A parceria já beneficiou 11 comunidades, onde foram criados espaços para escolinhas de iniciação esportiva, jogos e campeonatos. G4-SO1; G4-FP4 Em Sorocaba (SP), patrocina o time profissional masculino de futsal. A equipe reúne nomes consagrados e grandes revelações, além do talento do craque Falcão. Na temporada 2014, eles tiveram a alegria de conquistar os grandes títulos de campeão da Liga Futsal e Paulista 2014. Relatório de Sustentabilidade 2014 42Brasil Kirin
  44. 44. Comitê Projetos Incentivados Em 2014, foi formado um comitê multidisciplinar para apoiar a organização na análise e gestão de projetos incentivados que estão em linha com a estratégia da empresa (incentivo federal e estadual). Esse comitê é formado pelas áreas de Sustentabilidade, Marca Institucional, Marketing e Eventos, Planejamento Financeiro e Tributário. Outras áreas são convidadas a participar das reuniões e apresentar projetos ao comitê. Em 2014, mais de R$ 2,7 milhões foram destinados a projetos patrocinados via incentivo do ICMS, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, BA e RS. G4-EC4 Em um projeto piloto implantado em comunidades do Rio de Janeiro, a Brasil Kirin une propostas de sustentabilidade, empreendedorismo e desenvolvimento social. Em dezembro de 2014, foi inaugurado um Ponto de Entrega Voluntária (PEV) no Morro do Alemão. A ideia é engajar as pessoas na redução do lixo da comunidade, separando tudo o que pode ser reciclado e encaminhando para a Estação de Reciclagem, administrada pela ONG local Educap. Para incentivar a população a levar o material reciclável limpo e separado, as pessoas acumulam pontos, que são trocados por diversos brindes. Também nesta e em outras comunidades a empresa está incentivando a formação de microdistribuidores exclusivos de produtos Brasil Kirin, gerando renda para esses empreendedores e relacionamento próximo com os pontos de venda das comunidades. Para 2015, existem planos de expansão desse projeto piloto. Economia e sustentabilidade na base da pirâmide GRI Relatório de Sustentabilidade 2014 43Brasil Kirin

×