O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

teorias da personalidade - Carl Rogers

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Psicologia humanista
Psicologia humanista
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 19 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (19)

Semelhante a teorias da personalidade - Carl Rogers (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

Anúncio

teorias da personalidade - Carl Rogers

  1. 1. Centro Universitário UnirG Psicologia 2º Período Disciplina: Teorias da Personalidade Professora: Kennya Teixeira Alunos: Andressa Dantas da Silva Daniela Ponciano Oliveira Dennis Martins Adriano Iris da Silva Pontes Jely Tayane Ferreira Luiz Felipe Milhomem Maria Aparecida Arruda
  2. 2. DINÂMICA
  3. 3. Carl Rogers Estrutura da Personalidade: O organismo e o Self: Congruência e Incongruência
  4. 4. Carl Rogers  Carl Ransom Rogers (1902- 1987) foi o mais influente psicólogo na história americana, desenvolveu a Psicologia Humanista;  Rogers prioriza o indivíduo enquanto pessoa, valorizando a auto- realização, seu crescimento pessoal.  Em suas teorias ele desenvolveu a Estrutura da Personalidade. Carl Rogers 1902-1987
  5. 5. A Estrutura da Personalidade  O organismo é o foco de toda experiência, potencialmente disponível para a consciência.  Campo da Experiência: abarca tudo o que ocorre no organismo em qualquer momento.  O campo da experiência é única para cada indivíduo, é um mundo particular e individual que pode ou não corresponder à realidade objetiva.
  6. 6. O Self  O Self é a visão que a pessoa tem de si própria, baseada nas experiências passadas, estimulações presentes e expectativas futuras, e é onde contém a tendência para a realização.
  7. 7. O Self Real É a visão real de si mesmo.
  8. 8. É aquilo que você gostaria de ser, como você se imagina ser, isto é, uma visão ideal de si mesmo. O Self Ideal
  9. 9.  A extensão da diferença entre o Self real e o Self ideal é um indicador de desconforto, insatisfação e dificuldades neuróticas;  Por isso o self ideal pode se tornar um obstáculo ao desenvolvimento pessoal.
  10. 10.  A aceitação de si mesmo como se é na realidade, e não como se quer ser, é um sinal de saúde mental. Esta aceitação de si mesmo não implica em resignação, mas sim como meio de estar mais próximo da realidade, pois é somente a partir do reconhecimento de suas características reais é possível buscar meios eficazes para o desenvolvimento.
  11. 11. Congruência Roger define congruência como o grau de exatidão entre a experiência e a tomada de consciência. Um alto grau de congruência significa que uma pessoa é ajustada, madura, aceita toda a variedade de experiências sem ameaça ou ansiedade.
  12. 12. Incongruência Ocorre quando há diferenças entre a tomada de consciência, a experiência e a comunicação desta. Por exemplo: Pessoas que dizem estar passando por um período maravilhoso mas que se mostram entediadas, isoladas ou facilmente doentes, estão revelando incongruência
  13. 13. Campo Experiencial Self Comunicação Consciência Congruência: coerência do sujeito em termos de seus pensamentos, sentimentos, percepções e ações.
  14. 14. O Selfie de hoje  Selfie é um neologismo, que significa que na linguagem jovem auto- retrato, e é uma foto tirada e compartilhada na internet.  Normalmente uma selfie é tirada pela própria pessoa que aparece na foto, com um celular que possui uma câmera frontal.
  15. 15.  “O único homem que se educa é aquele que aprendeu como aprender: que aprendeu como se adaptar e mudar; que se capacitou de que nenhum conhecimento é seguro, que nenhum processo de buscar conhecimento oferece uma base de segurança”. (ROGERS , COELHO e JOSÉ, 1993)
  16. 16. Vídeo I
  17. 17. Considerações Finais
  18. 18.  Agradecemos à atenção de todos e nos colocamos para maiores esclarecimento. Andressa Dantas da Silva Daniela Ponciano Oliveira Dennis Martins Adriano Iris da Silva Pontes Jely Tayane Ferreira Luiz Felipe Milhomem Maria Aparecida

×