SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Baixar para ler offline
Produção
Escola de Administração
Profa. Daniela Brauner – danibrauner@gmail.com
Evolução histórica da
2016/1
O que é produção?
3
O que é produção?

Ação de produzir;

A criação de produtos e serviços
é a razão de existência de
qualquer organização;
Evolução da produção
Existia produção na Pré-história?
Paleolítico ou
Idade da Pedra Lascada
1º período do homem na Terra.
Há dois milhões de anos.
4
Mesolítico
Surgimento da agricultura.
Neolítico ou Idade da Pedra Polida
surgimento da metalurgia e do
comércio através das trocas de
alimentos excedentes. Organização
em grupos – tribos, aldeias, cidades
– e da divisão de poderes.

O homem, em sua evolução, sempre fabricou produtos e serviços na medida
em que surgiam e evoluíam suas necessidades;

Inicialmente, com a produção artesanal, o artesão respondia por todo o
processo de transformação.
Evolução da produção
Revolução industrial
5
FONTE: Drucker, P.,Managing in the next Society, 2002. Trecho disponível em: <http://bit.ly/1Ks4buj>. Acesso em 28/04/2015.
…das mãos às máquinas…
+ Produtos
- Custo
…a invenção da ferrovia….
Mobilidade de pessoas e produtos
Nova dimensão para a economia!
1820 1829
Evolução da produção
Organização da produção

Necessidade de buscar constantemente por melhores métodos de
trabalho e processos capazes de obter produtividade, ou seja,
produzir mais com o menor custo possível;

Neste contexto começou a se estabelecer a organização da produção.
Grandes fábricas?
Muitos operários?
Maior produção?
Menor custo?
Competitividade?
ORGANIZAR!!
6
Evolução da produção
Taylorismo (1911)*

Desenvolvido pelo engenheiro norte-americano
Frederick Taylor (1856-1915) - o pai da administração científica

Ênfase nas tarefas, aumentando a eficiência em nível operacional;

Características:

Substituir métodos empíricos e improvisados por métodos científicos e testados
(planejamento)

Supervisionar - trabalho executado como estabelecido (controle)

Muita preocupação em reduzir o tempo de produção;

Disciplinar o trabalho (execução): - conversas + economia de movimentos;

Trabalhadores especializados:

fazendo somente uma etapa do processo (singularização das funções)

selecionados por aptidões e treinados (seleção e preparo)
* Publicação: TAYLOR, Frederick W. Principles of Scientific Management. Nova Iorque: Harper & Row, 1911.
7
Evolução da produção
Fordismo – 1913* com auge em 1945

Desenvolvido pelo empresário americano Henry Ford (1863-1947);

*Introduziu a primeira linha de montagem automobilística em 1913;

Ênfase na produção em série e em massa e na verticalização da produção;

Produto barato, simples = lucro na quantidade de vendas;

Características:

Verticalização da produção (input era a matéria-prima);

Produção em massa – introdução da esteira;

Estoques e lotes de produção elevados (muitos do mesmo);
8
Borracha, aço,
madeira, vidro
Evolução da produção
Fordismo
Fordismo Ontem e Hoje
https://www.youtube.com/watch?v=noIo3tYkHq4
Na Linha de Montagem Fordismo,
Produção em Massa e Sociedade de consumo
https://www.youtube.com/watch?v=2mLCYiTX5l
U
Evolução da produção
Toyotismo

Desenvolvido pelo engenheiro mecânico Taiichi Ohno (1912 – 1990);

Introduzido pós-segunda guerra mundial, mas teve seu auge em 1970;

Extrair o lucro máximo em cima de cada produto (devido a crise no Japão);

Características:

Produção flexível – descentralização – fornecedores associados;

Automação – robotização – tecnologia;

Controle total de qualidade;

Produção enxuta: Just-in-time (sob demanda) + Kanban;

Trabalhadores multifuncionais: equipes em ilhas de produção;
1
0
Sistema Toyota de Produção
https://www.youtube.com/watch?v=SH8IItbvH_0
11
Evolução da produção
Outsourcing ou terceirização

Após a segunda guerra vieram as multinacionais,
a internacionalização da produção e o
outsourcing;

Consiste na transferência, de uma organização
para outra, da responsabilidade pela execução
de atividades (terceirização);

É uma alternativa para redução de custos e
aumento de produtividade;

Ajuda a empresa a manter o foco;
12
Evolução da produção
Internacionalização da produção
 Oportunidade de terceirizar seu processo produtivo para outros
países, reduzindo custos e utilizando fornecedores especializados;
 Transferência de unidades produtivas para países e regiões com
menores custos de produção;
Ex: - produtos made in China;
- carros ingleses e peças fabricadas na Republica Checa;
- empresas estrangeiras com desenvolvimento de software no Brasil;
Califórnia
Estados Unidos
13
Evolução da produção
Globalização da Produção
 Divisão internacional do trabalho;
 Um único produto tem várias origens.
Ex.: um automóvel é montado no Brasil, mas as peças vêm de outras
nacionalidades:
 os bancos vem da china
 os pneus da Indonésia
 o motor da Argentina
 os painéis da Tailândia etc.
14
Evolução da produção
Computadores, Internet e os novos serviços
1950
Sistemas de
Processamento
de dados
1960
Sistemas geravam
relatórios
Surgimento dos
computadores
1969
Internet
1970
Sistemas de
Apoio à
Tomada de
Decisão
1980
TI como
função
importante
nas
organizações
2000
Muitos serviços Web
1989-90
WWW
1997
1973
Primeiros
celulares
1990
PDAs
2007
Smartphones
1939
2010 – até hoje
- Startups tecnológicas
- Aplicativos para smartphones
- Mudanças no modelo de negócios
de grandes empresas
- Nuvem
- Big Data
- Internet das coisas
15
FASE EMBRIONÁRIA
• Basicamente foi um período em que as
empresas estrangeiras, seguindo uma
política expansionista, procuravam
implantar linhas de montagem e
distribuidoras de seus produtos;
• Nesse período várias empresas
automobilísticas vieram para o Brasil
(GM, Volksvagen, Mercedez-benz);
• Criação de indústrias de base, como a
siderurgia.
Evolução da produção no Brasil
1919-1957
16
Slides cedidos pela profa. Aurora Zen (EA/UFRGS)
Expansão acelerada
• Fase de ouro da indústria
brasileira, com crescimento de
58% ao ano;
• Estímulo ao capital
estrangeiro;
• Recursos eram investidos em
linhas de montagem de
veículos e fabricação de
componentes.
17
Evolução da produção no Brasil
1958-1962
Slides cedidos pela profa. Aurora Zen (EA/UFRGS)
Retração do mercado (1963-1968)
• Devido à recessão, o mercado sentiu forte
queda de produção;
O milagre econômico (1968-1978)
• Embalado pelo espírito nacionalista, há um expansão
considerável na economia;
• Indústria automobilística crescia a taxas de 20% ao ano.
A década perdida (1978-1990)
• As taxas de crescimento são negativas e surge a inflação
alimentada por uma política de correção monetária;
• Políticas governamentais confusas, estabelecimento de
reservas de mercado e a instabilidade política, que retraíam
qualquer possibilidade de investimento.
Evolução da produção no Brasil
1963-1990
Slides cedidos pela profa. Aurora Zen (EA/UFRGS)
18
A busca da competitividade (década de 90)
• Com a abertura da economia, na década de 90, as
empresas buscaram melhorias na qualidade e
produtividade.
• Evasão de multinacionais e falência de empresas
brasileiras sem condições de competir no mercado
externo;
• Programas de redução de custos e busca de
qualidade;
• Estes programas foram fundamentados no método
da Qualidade Total, inspirado na indústria
japonesa, e representam uma realidade passada,
não representando, assim, uma real
competitividade internacional.
Evolução da produção no Brasil
a partir de 1990
Slides cedidos pela profa. Aurora Zen
19
As ênfases...
ARTESANAL (ATÉ 1780)
TRANSIÇÃO DO ARTESANATO À
INDUSTRIALIZAÇÃO (1780-1860)
DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL (1860-1914)
MULTINACIONAIS (1914-1945)
ORGANIZAÇÃO MODERNA (1945-1980)
INCERTEZA (APÓS 1980)
2
0
ÊNFASE NAS TAREFAS
ÊNFASE NA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL
ÊNFASE NAS PESSOAS
ÊNFASE NA TECNOLOGIA
ÊNFASE NO AMBIENTE
20
Slides cedidos pela profa. Aurora Zen (EA/UFRGS)
não de meio ambiente…
mas sim o ambiente empresarial,
tudo que acontece em volta.
Falando em meio-ambiente…
e a responsabilidade ambiental na organização da produção?
- Controle de qualidade do processo de produção;
- Diminuição da geração de resíduos;
- Diminuição da emissão de poluentes;
- Diminuição do consumo energético da fábrica;
- Reciclagem de resíduos;
- Matérias primas alternativas;
- Uso racional de recursos naturais;
Emissão de poluentes
Geração de resíduos
Matéria-prima natural
21
Exemplos de ações com responsabilidade
ambiental nas operações

Dicas de gestão ambiental
https://www.youtube.com/watch?v=BVgXt-0d5oc

Tramontina
https://www.youtube.com/watch?v=zjWD8YWI0x8

GM em Joinville
http://conteudopublicitario.terra.com.br/chevrolet/veja-6-acoes-d
e-uma-das-fabricas-mais-sustentaveis-do-mundo,5f1a2de06a3e8cc71d4
36b6dcfb99d228k8uRCRD.html
22
Cronograma
A PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA
ESTARÁ NO MOODLE!
https://moodleinstitucional.ufrgs.br/
AGL02072 - U (16/1) inclui turmas B e C:
https://moodle.ufrgs.br/course/view.php?id=36134
23
Mudanças no cronograma da disciplina
serão informadas no MOODLE

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Processos de Produção
Processos de ProduçãoProcessos de Produção
Processos de ProduçãoMauro Enrique
 
Análise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresAnálise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Andrey Martins
 
Aula 04 introducao processos de transformação - db
Aula 04   introducao processos de transformação - dbAula 04   introducao processos de transformação - db
Aula 04 introducao processos de transformação - dbDaniela Brauner
 
Introdução à Gestão da Produção
Introdução à Gestão da ProduçãoIntrodução à Gestão da Produção
Introdução à Gestão da ProduçãoEliseu Fortolan
 
Aula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoAula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoNJS Consultoria
 

Mais procurados (20)

Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Processos de Produção
Processos de ProduçãoProcessos de Produção
Processos de Produção
 
Aula 3 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 3 - Planejamento e Controle da Produção IIAula 3 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 3 - Planejamento e Controle da Produção II
 
Análise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresAnálise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo Pires
 
PCP
PCPPCP
PCP
 
Supply Chain
Supply ChainSupply Chain
Supply Chain
 
Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1
 
Logística empresarial
Logística empresarialLogística empresarial
Logística empresarial
 
Gestão da produção aula 01
Gestão da produção   aula 01Gestão da produção   aula 01
Gestão da produção aula 01
 
Exercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABCExercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABC
 
Indústria 4.0 Tecnologia e inovação
Indústria 4.0 Tecnologia e inovaçãoIndústria 4.0 Tecnologia e inovação
Indústria 4.0 Tecnologia e inovação
 
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
 
Aula 7 - Sistemas de Produção
Aula 7 - Sistemas de ProduçãoAula 7 - Sistemas de Produção
Aula 7 - Sistemas de Produção
 
Aula 04 introducao processos de transformação - db
Aula 04   introducao processos de transformação - dbAula 04   introducao processos de transformação - db
Aula 04 introducao processos de transformação - db
 
Administração da producao
Administração da producaoAdministração da producao
Administração da producao
 
Introdução à Gestão da Produção
Introdução à Gestão da ProduçãoIntrodução à Gestão da Produção
Introdução à Gestão da Produção
 
2 aula produtividade
2 aula produtividade2 aula produtividade
2 aula produtividade
 
01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística
 
Aula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoAula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismo
 
Ética Empresarial
Ética EmpresarialÉtica Empresarial
Ética Empresarial
 

Destaque

Aula 02 evolução historica sistemas de informação - db
Aula 02   evolução historica sistemas de informação - dbAula 02   evolução historica sistemas de informação - db
Aula 02 evolução historica sistemas de informação - dbDaniela Brauner
 
Aula 02 introducao adm da produção - db
Aula 02   introducao adm da produção - dbAula 02   introducao adm da produção - db
Aula 02 introducao adm da produção - dbDaniela Brauner
 
Aula05 - Metodologias Ágeis
Aula05 - Metodologias ÁgeisAula05 - Metodologias Ágeis
Aula05 - Metodologias ÁgeisDaniela Brauner
 
Sistemas de Produção I - Aula 1
Sistemas de Produção I - Aula 1Sistemas de Produção I - Aula 1
Sistemas de Produção I - Aula 1logisticafacil
 
Produção cap1 aula 1
Produção cap1   aula 1Produção cap1   aula 1
Produção cap1 aula 1Diego José
 
Administração de produção 1
Administração de produção 1Administração de produção 1
Administração de produção 1Romilson Cesar
 
Aula 7 - Índice H e Scimago Journal Rank
Aula 7 - Índice H e Scimago Journal RankAula 7 - Índice H e Scimago Journal Rank
Aula 7 - Índice H e Scimago Journal RankLeticia Strehl
 
Eae 49 - evol hom anim a esp - apresentação
Eae   49 - evol hom anim a esp - apresentaçãoEae   49 - evol hom anim a esp - apresentação
Eae 49 - evol hom anim a esp - apresentaçãoNorberto Scavone Augusto
 
Proposta de doutorado - Alinhamento de esquemas baseado em instâncias
Proposta de doutorado - Alinhamento de esquemas baseado em instânciasProposta de doutorado - Alinhamento de esquemas baseado em instâncias
Proposta de doutorado - Alinhamento de esquemas baseado em instânciasDaniela Brauner
 
NRENs in the Dissemination of Innovative Low Cost Global Solutions: From Univ...
NRENs in the Dissemination of Innovative Low Cost Global Solutions: From Univ...NRENs in the Dissemination of Innovative Low Cost Global Solutions: From Univ...
NRENs in the Dissemination of Innovative Low Cost Global Solutions: From Univ...Daniela Brauner
 
Web Semântica e Ontologias
Web Semântica e OntologiasWeb Semântica e Ontologias
Web Semântica e OntologiasDaniela Brauner
 
Papel estratégico e objetivos da produção cap 2
Papel estratégico e objetivos da produção   cap 2Papel estratégico e objetivos da produção   cap 2
Papel estratégico e objetivos da produção cap 2Diego José
 
Escala de Avaliação do Trabalho
Escala de Avaliação do TrabalhoEscala de Avaliação do Trabalho
Escala de Avaliação do TrabalhoDiego José
 
Eae aula 4 - as Raças Primitivas
Eae   aula 4 - as Raças PrimitivasEae   aula 4 - as Raças Primitivas
Eae aula 4 - as Raças PrimitivasRoberto Rossignatti
 
Aula 7 petróleo prof. pedro ibrapeq
Aula 7 petróleo   prof. pedro ibrapeqAula 7 petróleo   prof. pedro ibrapeq
Aula 7 petróleo prof. pedro ibrapeqPedro Monteiro
 

Destaque (20)

Aula 02 evolução historica sistemas de informação - db
Aula 02   evolução historica sistemas de informação - dbAula 02   evolução historica sistemas de informação - db
Aula 02 evolução historica sistemas de informação - db
 
Aula 02 introducao adm da produção - db
Aula 02   introducao adm da produção - dbAula 02   introducao adm da produção - db
Aula 02 introducao adm da produção - db
 
Aula05 - Metodologias Ágeis
Aula05 - Metodologias ÁgeisAula05 - Metodologias Ágeis
Aula05 - Metodologias Ágeis
 
Sistemas de Produção I - Aula 1
Sistemas de Produção I - Aula 1Sistemas de Produção I - Aula 1
Sistemas de Produção I - Aula 1
 
Produção cap1 aula 1
Produção cap1   aula 1Produção cap1   aula 1
Produção cap1 aula 1
 
Administração de produção 1
Administração de produção 1Administração de produção 1
Administração de produção 1
 
LIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISE
LIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISELIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISE
LIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISE
 
Aula 7 - Índice H e Scimago Journal Rank
Aula 7 - Índice H e Scimago Journal RankAula 7 - Índice H e Scimago Journal Rank
Aula 7 - Índice H e Scimago Journal Rank
 
Eae 49 - evol hom anim a esp - apresentação
Eae   49 - evol hom anim a esp - apresentaçãoEae   49 - evol hom anim a esp - apresentação
Eae 49 - evol hom anim a esp - apresentação
 
Proposta de doutorado - Alinhamento de esquemas baseado em instâncias
Proposta de doutorado - Alinhamento de esquemas baseado em instânciasProposta de doutorado - Alinhamento de esquemas baseado em instâncias
Proposta de doutorado - Alinhamento de esquemas baseado em instâncias
 
NRENs in the Dissemination of Innovative Low Cost Global Solutions: From Univ...
NRENs in the Dissemination of Innovative Low Cost Global Solutions: From Univ...NRENs in the Dissemination of Innovative Low Cost Global Solutions: From Univ...
NRENs in the Dissemination of Innovative Low Cost Global Solutions: From Univ...
 
Web Semântica e Ontologias
Web Semântica e OntologiasWeb Semântica e Ontologias
Web Semântica e Ontologias
 
Papel estratégico e objetivos da produção cap 2
Papel estratégico e objetivos da produção   cap 2Papel estratégico e objetivos da produção   cap 2
Papel estratégico e objetivos da produção cap 2
 
Moisés
MoisésMoisés
Moisés
 
Escala de Avaliação do Trabalho
Escala de Avaliação do TrabalhoEscala de Avaliação do Trabalho
Escala de Avaliação do Trabalho
 
Eae aula 4 - as Raças Primitivas
Eae   aula 4 - as Raças PrimitivasEae   aula 4 - as Raças Primitivas
Eae aula 4 - as Raças Primitivas
 
Aula 7 petróleo prof. pedro ibrapeq
Aula 7 petróleo   prof. pedro ibrapeqAula 7 petróleo   prof. pedro ibrapeq
Aula 7 petróleo prof. pedro ibrapeq
 
Adm Producao
Adm ProducaoAdm Producao
Adm Producao
 
administração da producão
administração da producãoadministração da producão
administração da producão
 
Administração da Produção
Administração da ProduçãoAdministração da Produção
Administração da Produção
 

Semelhante a Evolução da Produção em

Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrialLuizS20
 
As origens domundo atual 8º ano.
As origens domundo atual 8º ano.As origens domundo atual 8º ano.
As origens domundo atual 8º ano.Professor
 
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdfSlide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdfKarinyRocha4
 
Capitalismo Informacional
Capitalismo InformacionalCapitalismo Informacional
Capitalismo InformacionalIvanilson Lima
 
Industrialização - Revoluções.ppt
Industrialização - Revoluções.pptIndustrialização - Revoluções.ppt
Industrialização - Revoluções.pptIgor da Silva
 
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...Gustavo Soares
 
Sebrae MT Novembro Versao 04
Sebrae MT Novembro Versao 04Sebrae MT Novembro Versao 04
Sebrae MT Novembro Versao 04Ricardo Neves
 
Globalização e as revoluções industriais TOMAZ POMPEU.pptx
Globalização e as revoluções industriais TOMAZ POMPEU.pptxGlobalização e as revoluções industriais TOMAZ POMPEU.pptx
Globalização e as revoluções industriais TOMAZ POMPEU.pptxAnandaRodrigues14
 
Espacialização das Multinacionais
Espacialização das MultinacionaisEspacialização das Multinacionais
Espacialização das Multinacionaisjulianeli
 
A revolução técnico científica
A revolução técnico científicaA revolução técnico científica
A revolução técnico científicaCharlles Moreira
 
Industrialização mundial
Industrialização mundialIndustrialização mundial
Industrialização mundialArtur Lara
 
3 ano apostila completa 2015 aula 01 e 02
3 ano apostila completa 2015   aula 01 e 023 ano apostila completa 2015   aula 01 e 02
3 ano apostila completa 2015 aula 01 e 02Francisco Oliveira
 
Multinacionais e globalização
Multinacionais e globalizaçãoMultinacionais e globalização
Multinacionais e globalizaçãoClarice Fernandes
 
A grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudesteA grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudesteRosemildo Lima
 
ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - Aula 01.pptx
ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - Aula 01.pptxADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - Aula 01.pptx
ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - Aula 01.pptxAna Carolina de Avila
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Mundo desenvolvido e subdesenvolvido
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Mundo desenvolvido e subdesenvolvidowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Mundo desenvolvido e subdesenvolvido
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Mundo desenvolvido e subdesenvolvidoAulasEnsinoMedio
 

Semelhante a Evolução da Produção em (20)

Desenvolvimento de produtos
Desenvolvimento de produtosDesenvolvimento de produtos
Desenvolvimento de produtos
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
As origens domundo atual 8º ano.
As origens domundo atual 8º ano.As origens domundo atual 8º ano.
As origens domundo atual 8º ano.
 
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdfSlide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
 
Indústria geografia ensino médio
Indústria geografia ensino médioIndústria geografia ensino médio
Indústria geografia ensino médio
 
Capitalismo Informacional
Capitalismo InformacionalCapitalismo Informacional
Capitalismo Informacional
 
A globalização e seus fluxos.pptx
A globalização e seus fluxos.pptxA globalização e seus fluxos.pptx
A globalização e seus fluxos.pptx
 
Industrialização - Revoluções.ppt
Industrialização - Revoluções.pptIndustrialização - Revoluções.ppt
Industrialização - Revoluções.ppt
 
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
 
Sebrae MT Novembro Versao 04
Sebrae MT Novembro Versao 04Sebrae MT Novembro Versao 04
Sebrae MT Novembro Versao 04
 
Globalização e as revoluções industriais TOMAZ POMPEU.pptx
Globalização e as revoluções industriais TOMAZ POMPEU.pptxGlobalização e as revoluções industriais TOMAZ POMPEU.pptx
Globalização e as revoluções industriais TOMAZ POMPEU.pptx
 
Espacialização das Multinacionais
Espacialização das MultinacionaisEspacialização das Multinacionais
Espacialização das Multinacionais
 
A revolução técnico científica
A revolução técnico científicaA revolução técnico científica
A revolução técnico científica
 
Industrialização mundial
Industrialização mundialIndustrialização mundial
Industrialização mundial
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
3 ano apostila completa 2015 aula 01 e 02
3 ano apostila completa 2015   aula 01 e 023 ano apostila completa 2015   aula 01 e 02
3 ano apostila completa 2015 aula 01 e 02
 
Multinacionais e globalização
Multinacionais e globalizaçãoMultinacionais e globalização
Multinacionais e globalização
 
A grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudesteA grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudeste
 
ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - Aula 01.pptx
ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - Aula 01.pptxADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - Aula 01.pptx
ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - Aula 01.pptx
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Mundo desenvolvido e subdesenvolvido
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Mundo desenvolvido e subdesenvolvidowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Mundo desenvolvido e subdesenvolvido
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Mundo desenvolvido e subdesenvolvido
 

Mais de Daniela Brauner

Data Science e Inteligência de dados - Inteligencia artificial e machine lear...
Data Science e Inteligência de dados - Inteligencia artificial e machine lear...Data Science e Inteligência de dados - Inteligencia artificial e machine lear...
Data Science e Inteligência de dados - Inteligencia artificial e machine lear...Daniela Brauner
 
Data Science - Big Data - Data Driven
Data Science - Big Data - Data DrivenData Science - Big Data - Data Driven
Data Science - Big Data - Data DrivenDaniela Brauner
 
Business Analytics - Data Science Processes
Business Analytics - Data Science Processes Business Analytics - Data Science Processes
Business Analytics - Data Science Processes Daniela Brauner
 
Validando a proposta de valor com MVP
Validando a proposta de valor com MVPValidando a proposta de valor com MVP
Validando a proposta de valor com MVPDaniela Brauner
 
Aula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e CronogramaAula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e CronogramaDaniela Brauner
 
Aula03 - Termo de Abertura de Projeto
Aula03 - Termo de Abertura de ProjetoAula03 - Termo de Abertura de Projeto
Aula03 - Termo de Abertura de ProjetoDaniela Brauner
 
Dados científicos, Serviços nacionais de dados e Research Data Alliance
Dados científicos, Serviços nacionais de dados e Research Data AllianceDados científicos, Serviços nacionais de dados e Research Data Alliance
Dados científicos, Serviços nacionais de dados e Research Data AllianceDaniela Brauner
 
Aula - Sistemas de Informação
Aula - Sistemas de InformaçãoAula - Sistemas de Informação
Aula - Sistemas de InformaçãoDaniela Brauner
 
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOKAula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOKDaniela Brauner
 
Aula00 - Gerência de Projetos - Como surgem os projetos nas empresas
Aula00 - Gerência de Projetos - Como surgem os projetos nas empresasAula00 - Gerência de Projetos - Como surgem os projetos nas empresas
Aula00 - Gerência de Projetos - Como surgem os projetos nas empresasDaniela Brauner
 
AULA02 - Gerência de Projetos - PMI
AULA02 - Gerência de Projetos - PMIAULA02 - Gerência de Projetos - PMI
AULA02 - Gerência de Projetos - PMIDaniela Brauner
 
Apresentacao ForumRNP 2015 - Daniela Brauner
Apresentacao ForumRNP 2015 - Daniela BraunerApresentacao ForumRNP 2015 - Daniela Brauner
Apresentacao ForumRNP 2015 - Daniela BraunerDaniela Brauner
 

Mais de Daniela Brauner (12)

Data Science e Inteligência de dados - Inteligencia artificial e machine lear...
Data Science e Inteligência de dados - Inteligencia artificial e machine lear...Data Science e Inteligência de dados - Inteligencia artificial e machine lear...
Data Science e Inteligência de dados - Inteligencia artificial e machine lear...
 
Data Science - Big Data - Data Driven
Data Science - Big Data - Data DrivenData Science - Big Data - Data Driven
Data Science - Big Data - Data Driven
 
Business Analytics - Data Science Processes
Business Analytics - Data Science Processes Business Analytics - Data Science Processes
Business Analytics - Data Science Processes
 
Validando a proposta de valor com MVP
Validando a proposta de valor com MVPValidando a proposta de valor com MVP
Validando a proposta de valor com MVP
 
Aula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e CronogramaAula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e Cronograma
 
Aula03 - Termo de Abertura de Projeto
Aula03 - Termo de Abertura de ProjetoAula03 - Termo de Abertura de Projeto
Aula03 - Termo de Abertura de Projeto
 
Dados científicos, Serviços nacionais de dados e Research Data Alliance
Dados científicos, Serviços nacionais de dados e Research Data AllianceDados científicos, Serviços nacionais de dados e Research Data Alliance
Dados científicos, Serviços nacionais de dados e Research Data Alliance
 
Aula - Sistemas de Informação
Aula - Sistemas de InformaçãoAula - Sistemas de Informação
Aula - Sistemas de Informação
 
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOKAula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
 
Aula00 - Gerência de Projetos - Como surgem os projetos nas empresas
Aula00 - Gerência de Projetos - Como surgem os projetos nas empresasAula00 - Gerência de Projetos - Como surgem os projetos nas empresas
Aula00 - Gerência de Projetos - Como surgem os projetos nas empresas
 
AULA02 - Gerência de Projetos - PMI
AULA02 - Gerência de Projetos - PMIAULA02 - Gerência de Projetos - PMI
AULA02 - Gerência de Projetos - PMI
 
Apresentacao ForumRNP 2015 - Daniela Brauner
Apresentacao ForumRNP 2015 - Daniela BraunerApresentacao ForumRNP 2015 - Daniela Brauner
Apresentacao ForumRNP 2015 - Daniela Brauner
 

Evolução da Produção em

  • 1. Produção Escola de Administração Profa. Daniela Brauner – danibrauner@gmail.com Evolução histórica da 2016/1
  • 2. O que é produção?
  • 3. 3 O que é produção?  Ação de produzir;  A criação de produtos e serviços é a razão de existência de qualquer organização;
  • 4. Evolução da produção Existia produção na Pré-história? Paleolítico ou Idade da Pedra Lascada 1º período do homem na Terra. Há dois milhões de anos. 4 Mesolítico Surgimento da agricultura. Neolítico ou Idade da Pedra Polida surgimento da metalurgia e do comércio através das trocas de alimentos excedentes. Organização em grupos – tribos, aldeias, cidades – e da divisão de poderes.  O homem, em sua evolução, sempre fabricou produtos e serviços na medida em que surgiam e evoluíam suas necessidades;  Inicialmente, com a produção artesanal, o artesão respondia por todo o processo de transformação.
  • 5. Evolução da produção Revolução industrial 5 FONTE: Drucker, P.,Managing in the next Society, 2002. Trecho disponível em: <http://bit.ly/1Ks4buj>. Acesso em 28/04/2015. …das mãos às máquinas… + Produtos - Custo …a invenção da ferrovia…. Mobilidade de pessoas e produtos Nova dimensão para a economia! 1820 1829
  • 6. Evolução da produção Organização da produção  Necessidade de buscar constantemente por melhores métodos de trabalho e processos capazes de obter produtividade, ou seja, produzir mais com o menor custo possível;  Neste contexto começou a se estabelecer a organização da produção. Grandes fábricas? Muitos operários? Maior produção? Menor custo? Competitividade? ORGANIZAR!! 6
  • 7. Evolução da produção Taylorismo (1911)*  Desenvolvido pelo engenheiro norte-americano Frederick Taylor (1856-1915) - o pai da administração científica  Ênfase nas tarefas, aumentando a eficiência em nível operacional;  Características:  Substituir métodos empíricos e improvisados por métodos científicos e testados (planejamento)  Supervisionar - trabalho executado como estabelecido (controle)  Muita preocupação em reduzir o tempo de produção;  Disciplinar o trabalho (execução): - conversas + economia de movimentos;  Trabalhadores especializados:  fazendo somente uma etapa do processo (singularização das funções)  selecionados por aptidões e treinados (seleção e preparo) * Publicação: TAYLOR, Frederick W. Principles of Scientific Management. Nova Iorque: Harper & Row, 1911. 7
  • 8. Evolução da produção Fordismo – 1913* com auge em 1945  Desenvolvido pelo empresário americano Henry Ford (1863-1947);  *Introduziu a primeira linha de montagem automobilística em 1913;  Ênfase na produção em série e em massa e na verticalização da produção;  Produto barato, simples = lucro na quantidade de vendas;  Características:  Verticalização da produção (input era a matéria-prima);  Produção em massa – introdução da esteira;  Estoques e lotes de produção elevados (muitos do mesmo); 8 Borracha, aço, madeira, vidro
  • 9. Evolução da produção Fordismo Fordismo Ontem e Hoje https://www.youtube.com/watch?v=noIo3tYkHq4 Na Linha de Montagem Fordismo, Produção em Massa e Sociedade de consumo https://www.youtube.com/watch?v=2mLCYiTX5l U
  • 10. Evolução da produção Toyotismo  Desenvolvido pelo engenheiro mecânico Taiichi Ohno (1912 – 1990);  Introduzido pós-segunda guerra mundial, mas teve seu auge em 1970;  Extrair o lucro máximo em cima de cada produto (devido a crise no Japão);  Características:  Produção flexível – descentralização – fornecedores associados;  Automação – robotização – tecnologia;  Controle total de qualidade;  Produção enxuta: Just-in-time (sob demanda) + Kanban;  Trabalhadores multifuncionais: equipes em ilhas de produção; 1 0
  • 11. Sistema Toyota de Produção https://www.youtube.com/watch?v=SH8IItbvH_0 11
  • 12. Evolução da produção Outsourcing ou terceirização  Após a segunda guerra vieram as multinacionais, a internacionalização da produção e o outsourcing;  Consiste na transferência, de uma organização para outra, da responsabilidade pela execução de atividades (terceirização);  É uma alternativa para redução de custos e aumento de produtividade;  Ajuda a empresa a manter o foco; 12
  • 13. Evolução da produção Internacionalização da produção  Oportunidade de terceirizar seu processo produtivo para outros países, reduzindo custos e utilizando fornecedores especializados;  Transferência de unidades produtivas para países e regiões com menores custos de produção; Ex: - produtos made in China; - carros ingleses e peças fabricadas na Republica Checa; - empresas estrangeiras com desenvolvimento de software no Brasil; Califórnia Estados Unidos 13
  • 14. Evolução da produção Globalização da Produção  Divisão internacional do trabalho;  Um único produto tem várias origens. Ex.: um automóvel é montado no Brasil, mas as peças vêm de outras nacionalidades:  os bancos vem da china  os pneus da Indonésia  o motor da Argentina  os painéis da Tailândia etc. 14
  • 15. Evolução da produção Computadores, Internet e os novos serviços 1950 Sistemas de Processamento de dados 1960 Sistemas geravam relatórios Surgimento dos computadores 1969 Internet 1970 Sistemas de Apoio à Tomada de Decisão 1980 TI como função importante nas organizações 2000 Muitos serviços Web 1989-90 WWW 1997 1973 Primeiros celulares 1990 PDAs 2007 Smartphones 1939 2010 – até hoje - Startups tecnológicas - Aplicativos para smartphones - Mudanças no modelo de negócios de grandes empresas - Nuvem - Big Data - Internet das coisas 15
  • 16. FASE EMBRIONÁRIA • Basicamente foi um período em que as empresas estrangeiras, seguindo uma política expansionista, procuravam implantar linhas de montagem e distribuidoras de seus produtos; • Nesse período várias empresas automobilísticas vieram para o Brasil (GM, Volksvagen, Mercedez-benz); • Criação de indústrias de base, como a siderurgia. Evolução da produção no Brasil 1919-1957 16 Slides cedidos pela profa. Aurora Zen (EA/UFRGS)
  • 17. Expansão acelerada • Fase de ouro da indústria brasileira, com crescimento de 58% ao ano; • Estímulo ao capital estrangeiro; • Recursos eram investidos em linhas de montagem de veículos e fabricação de componentes. 17 Evolução da produção no Brasil 1958-1962 Slides cedidos pela profa. Aurora Zen (EA/UFRGS)
  • 18. Retração do mercado (1963-1968) • Devido à recessão, o mercado sentiu forte queda de produção; O milagre econômico (1968-1978) • Embalado pelo espírito nacionalista, há um expansão considerável na economia; • Indústria automobilística crescia a taxas de 20% ao ano. A década perdida (1978-1990) • As taxas de crescimento são negativas e surge a inflação alimentada por uma política de correção monetária; • Políticas governamentais confusas, estabelecimento de reservas de mercado e a instabilidade política, que retraíam qualquer possibilidade de investimento. Evolução da produção no Brasil 1963-1990 Slides cedidos pela profa. Aurora Zen (EA/UFRGS) 18
  • 19. A busca da competitividade (década de 90) • Com a abertura da economia, na década de 90, as empresas buscaram melhorias na qualidade e produtividade. • Evasão de multinacionais e falência de empresas brasileiras sem condições de competir no mercado externo; • Programas de redução de custos e busca de qualidade; • Estes programas foram fundamentados no método da Qualidade Total, inspirado na indústria japonesa, e representam uma realidade passada, não representando, assim, uma real competitividade internacional. Evolução da produção no Brasil a partir de 1990 Slides cedidos pela profa. Aurora Zen 19
  • 20. As ênfases... ARTESANAL (ATÉ 1780) TRANSIÇÃO DO ARTESANATO À INDUSTRIALIZAÇÃO (1780-1860) DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL (1860-1914) MULTINACIONAIS (1914-1945) ORGANIZAÇÃO MODERNA (1945-1980) INCERTEZA (APÓS 1980) 2 0 ÊNFASE NAS TAREFAS ÊNFASE NA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ÊNFASE NAS PESSOAS ÊNFASE NA TECNOLOGIA ÊNFASE NO AMBIENTE 20 Slides cedidos pela profa. Aurora Zen (EA/UFRGS) não de meio ambiente… mas sim o ambiente empresarial, tudo que acontece em volta.
  • 21. Falando em meio-ambiente… e a responsabilidade ambiental na organização da produção? - Controle de qualidade do processo de produção; - Diminuição da geração de resíduos; - Diminuição da emissão de poluentes; - Diminuição do consumo energético da fábrica; - Reciclagem de resíduos; - Matérias primas alternativas; - Uso racional de recursos naturais; Emissão de poluentes Geração de resíduos Matéria-prima natural 21
  • 22. Exemplos de ações com responsabilidade ambiental nas operações  Dicas de gestão ambiental https://www.youtube.com/watch?v=BVgXt-0d5oc  Tramontina https://www.youtube.com/watch?v=zjWD8YWI0x8  GM em Joinville http://conteudopublicitario.terra.com.br/chevrolet/veja-6-acoes-d e-uma-das-fabricas-mais-sustentaveis-do-mundo,5f1a2de06a3e8cc71d4 36b6dcfb99d228k8uRCRD.html 22
  • 23. Cronograma A PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA ESTARÁ NO MOODLE! https://moodleinstitucional.ufrgs.br/ AGL02072 - U (16/1) inclui turmas B e C: https://moodle.ufrgs.br/course/view.php?id=36134 23 Mudanças no cronograma da disciplina serão informadas no MOODLE