O slideshow foi denunciado.
<ul><li>Cordados </li></ul><ul><li>Características gerais: </li></ul><ul><li>Constituem um grupo heterogêneo, abrangendo a...
a) Notocorda ou corda dorsal: Consiste num bastão fibroso que confere sustentação ao corpo. Nos vertebrados, cordados supe...
OBS:  Cordados Invertebrados Os cordados invertebrados ou protocordados não possuem coluna vertebral. São representados po...
 
 
<ul><li>Classe dos peixes: </li></ul><ul><li>Características gerais: </li></ul><ul><li>Pecilotermos </li></ul><ul><li>resp...
A linha lateral é constituída por uma fileira de poros que se comunicam com um canal subcutânea. Neste canal existem célul...
<ul><li>- Os peixes tem 10 pares de nervos cranianos. </li></ul><ul><li>O coração é dotado de 2 câmaras: 1 átrio e 1 ventr...
Tubarão Raia Quimera
Peixes Condrictes Exemplos de condrictes: tubarão, arraia, cação,  peixe-viola, peixe-serra, etc. <ul><li>Esqueleto cartil...
 
<ul><li>Reprodução </li></ul><ul><li>sexuada   </li></ul><ul><li>dióicos.   </li></ul><ul><li>Algumas espécies são ovípara...
 
Peixes Osteíctes Exemplos de osteíctes: tainha, linguado, bagre, pintado, dourado, carpa, truta, etc. <ul><li>esqueleto ós...
 
 
 
Nos  peixes dipnóicos, ou pulmonados , como a  pirambóia , as brânquias são reduzidas e insuficientes para garantir a oxig...
Peixe Pirambóia
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Filo cordado

18.540 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Filo cordado

  1. 1. <ul><li>Cordados </li></ul><ul><li>Características gerais: </li></ul><ul><li>Constituem um grupo heterogêneo, abrangendo animais adaptados para a vida na água doce e salgada, na terra e no mar. </li></ul><ul><li>Triblástico, celomado e deuterostômio. </li></ul><ul><li>Estão divididos em protocordados (destituídos de coluna vertebral e caixa craniana) e eucordados ou vertebrados (os mais evoluídos, além de dotados de coluna vertebral, tem crânio com encéfalo). </li></ul><ul><li>- As características diferenciais e exclusivas dos cordados e que estão presentes pelo menos nos primeiros estágios de desenvolvimento são: </li></ul>
  2. 2. a) Notocorda ou corda dorsal: Consiste num bastão fibroso que confere sustentação ao corpo. Nos vertebrados, cordados superiores, a notocorda é substituída pela espinha dorsal ou coluna vertebral. b) Fendas branquiais: Pequenos orifícios encontrados na faringe que fazem a filtração de alimentos ou à respiração. As fendas permanecem nos protocordados e nos peixes adultos. Nos outros grupos ( anfíbios, répteis, aves, mamíferos), as fendas estão presentes apenas nos embriões, fechando-se no decorrer do desenvolvimento do animal. c)Tubo nervoso dorsal: Apresenta-se como um tubo nervoso longitudinal e único.
  3. 3. OBS: Cordados Invertebrados Os cordados invertebrados ou protocordados não possuem coluna vertebral. São representados por dois subfilos:
  4. 6. <ul><li>Classe dos peixes: </li></ul><ul><li>Características gerais: </li></ul><ul><li>Pecilotermos </li></ul><ul><li>respiração branquial </li></ul><ul><li>- Apresentam linha lateral , que é uma estrutura presente nos 2 lados do corpo dos peixes com função sensorial (permite a percepção de vibrações e de pressões do meio). </li></ul>
  5. 7. A linha lateral é constituída por uma fileira de poros que se comunicam com um canal subcutânea. Neste canal existem células sensoriais que permitem a percepção de vibrações e de pressão da água, variável de acordo com a profundidade
  6. 8. <ul><li>- Os peixes tem 10 pares de nervos cranianos. </li></ul><ul><li>O coração é dotado de 2 câmaras: 1 átrio e 1 ventrículo. Pelo coração circula apenas sangue venoso e é dotado de hemácias nucleadas com hemoglobina. </li></ul><ul><li>O sistema digestivo é completo </li></ul><ul><li>- Compreendem 2 grandes grupos que são os condrictes e osteíctes. </li></ul>
  7. 9. Tubarão Raia Quimera
  8. 10. Peixes Condrictes Exemplos de condrictes: tubarão, arraia, cação, peixe-viola, peixe-serra, etc. <ul><li>Esqueleto cartilaginoso </li></ul><ul><li>A nadadeira caudal é heterocerca ( ramo dorsal mais desenvolvido). </li></ul><ul><li>A boca é ventral e o intestino termina em uma cloaca; </li></ul><ul><li>- Nesses peixes o intestino contém uma dobra denominada tiflosole, que aumenta a superfície de absorção de alimentos. </li></ul><ul><li>Possuem 5 pares de fendas branquiais e um orifício chamado espiráculo, situado antes da 1º fenda branquial; </li></ul><ul><li>- O espiráculo permite a entrada da água que banha as brânquias. </li></ul>
  9. 12. <ul><li>Reprodução </li></ul><ul><li>sexuada </li></ul><ul><li>dióicos. </li></ul><ul><li>Algumas espécies são ovíparas ( fêmeas eliminam ovos que se desenvolvem na água). </li></ul><ul><li>Desenvolvimento direto. </li></ul><ul><li>- Outras espécies são ovovivíparos ( as fêmeas retêm os ovos no interior do corpo até o final do desenvolvimento embrionário, “dando a luz” jovens imaturos. </li></ul>
  10. 14. Peixes Osteíctes Exemplos de osteíctes: tainha, linguado, bagre, pintado, dourado, carpa, truta, etc. <ul><li>esqueleto ósseo </li></ul><ul><li>Nos peixes ósseos a nadadeira caudal é homocerca ( com ramos iguais) </li></ul><ul><li>Nos peixes ósseos existe um saco armazenador de gases, com posição dorsal, chamado bexiga natatória ( função hidrostática , isto é, promove o ajustamento do peso específico do animal ao peso da água). Para encher a bexiga, é mobilizado gases do sangue; para esvaziá-la, os gases são eliminados para o sangue. </li></ul><ul><li>- Nos ósseos a boca é anterior e o intestino termina no ânus; não há cloaca. </li></ul><ul><li>Não tem tiflosole </li></ul><ul><li>- Os osteíctes possuem 4 pares de brânquias e não tem espiráculo. </li></ul>
  11. 18. Nos peixes dipnóicos, ou pulmonados , como a pirambóia , as brânquias são reduzidas e insuficientes para garantir a oxigenação adequada desses animais. As necessidades respiratórias são supridas por uma bolsa vascularizada ligada a faringe, funcionando como um pulmão primitivo (bolsa semelhante à bexiga natatória).
  12. 19. Peixe Pirambóia

×