O EFEITO DA ESCALA EM PROCESSAMENTO DE CANA-DE-   AÇÚCAR: ESTUDO DE CASOAutor: Wilson Lucena Maranhão NetoOrientador: Lean...
Agenda• Introdução.• Pergunta de pesquisa.• Objetivos.• Referencial teórico.• Metodologia.• Principais resultados.• Consid...
INTRODUÇÃO
Cadeia da Produção de Cana• História da Cana-de-Açúcar• Desenvolvimento de novos     produtos   e  tecnologias• Cadeia de ...
Cenário Brasileiro da Indústria• Atual Expansão e Consolidação do Setor• 30% da produção nos 5 maiores grupos• 22% das usi...
Produção da Cana-de-açúcar
Processamento da Cana-de-açúcar                   Colheita          Amostragem         Mesa Alimentadora           Preparo...
PERGUNTA DA PESQUISA
Pergunta da Pesquisa• Qual o efeito da formação de custos e das variáveis  críticas na Economia de Escala em Usinas de Can...
OBJETIVOS DA PESQUISA
Principais Objetivos• Analisar os pontos críticos na formação dos  custos desta cadeia;• Sugerir um modelo para determinaç...
Referencial Teórico
Contabilidade de Custos•   Custos de formação de lavoura•   Custos fixos e variáveis;•   Custos diretos e indiretos;•   Mé...
Custos Fixos e Variáveis• Custos fixos e os níveis de capacidade;• Custos fixos de curto e longo prazo;• Custos e a curva ...
Economia de Escala• Economia de escala ocorre quando o custo médio de  produção cai enquanto o volume de produção  aumenta...
Economia de Escala• A função Custo Médio (CMe) tem um ponto de  mínimo custo médio, onde a quantidade (Q)  produzida otimi...
Metodologia
Tipo da Pesquisa e Levantamento            de Dados• A pesquisa é do tipo analítica apresentada em  modelo de artigo com e...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Descrição das Usinas Pesquisadas EMPRESA       USINA A      USINA B       USINA CLocalização       SP          MG         ...
Classificação de Custos Fixos/Variáveis
Custos Segregados Safra 2011
Determinação da Escala Ótima
Resultados da Escala Ótima (Q*) e    Custo Médio Mínimo (Cme*)• A Usina A tem a maior escala ótima devido aos custos de te...
Análise da Influência de Variáveis          Críticas (Usina B)1 – Preço da Terra:
Análise da Influência de Variáveis          Críticas (Usina B)2 – % Cana Própria:
Análise da Influência de Variáveis          Críticas (Usina B)3 – Índice de Mecanização:        Fonte: NEVES & CONEJERO (2...
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Pergunta da Pesquisa• Existe uma grande influência das  características da formação de custos de cada  usina na economia d...
Proposta de Método de Análise da Economia     de Escala em Processamento de cana:• Avaliação da contabilidade de custos da...
Limitações da Pesquisa e Sugestão     para Próximos Trabalhos• Pela obtenção da coleta de dados, de custos  consolidados, ...
Muito Obrigado!Wilson Lucena Maranhão Neto  wlmaranhao@uol.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

T39 tcc o efeito da escala em processamento de cana de açúcar estudo de caso_wilson lucena

2.203 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.203
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

T39 tcc o efeito da escala em processamento de cana de açúcar estudo de caso_wilson lucena

  1. 1. O EFEITO DA ESCALA EM PROCESSAMENTO DE CANA-DE- AÇÚCAR: ESTUDO DE CASOAutor: Wilson Lucena Maranhão NetoOrientador: Leandro José Morilhas
  2. 2. Agenda• Introdução.• Pergunta de pesquisa.• Objetivos.• Referencial teórico.• Metodologia.• Principais resultados.• Considerações finais.
  3. 3. INTRODUÇÃO
  4. 4. Cadeia da Produção de Cana• História da Cana-de-Açúcar• Desenvolvimento de novos produtos e tecnologias• Cadeia de Valor: Foco da Pesquisa
  5. 5. Cenário Brasileiro da Indústria• Atual Expansão e Consolidação do Setor• 30% da produção nos 5 maiores grupos• 22% das usinas em poder de multinacionais Fonte: UNICA
  6. 6. Produção da Cana-de-açúcar
  7. 7. Processamento da Cana-de-açúcar Colheita Amostragem Mesa Alimentadora Preparo de Canavial Cana água Bagaço Vapor Energia Caldeiras Geração Extração de Caldo EnergiaCaldo Levedura Clado Clarificado Mosto Etanol (Etanol) Vinho Ferm. Fermentação Centrifugação Destilação Caldo MassaTratamento de Xarope Açúcar Clarificado Cozida CentrifugaçãoClado (Açúcar)(Decantador) Evaporação Cristalização e Secagem
  8. 8. PERGUNTA DA PESQUISA
  9. 9. Pergunta da Pesquisa• Qual o efeito da formação de custos e das variáveis críticas na Economia de Escala em Usinas de Cana- de-açúcar?
  10. 10. OBJETIVOS DA PESQUISA
  11. 11. Principais Objetivos• Analisar os pontos críticos na formação dos custos desta cadeia;• Sugerir um modelo para determinação da escala ótima neste tipo de indústria.• Analisar como as variáveis críticas influenciam a Economia de Escala nestes tipos de empresas;
  12. 12. Referencial Teórico
  13. 13. Contabilidade de Custos• Custos de formação de lavoura• Custos fixos e variáveis;• Custos diretos e indiretos;• Métodos de custeio: – Variável; – Absorção; – Custeio ABC
  14. 14. Custos Fixos e Variáveis• Custos fixos e os níveis de capacidade;• Custos fixos de curto e longo prazo;• Custos e a curva de aprendizagem• Análise do contextoEx: Mão de Obra no corte da cana
  15. 15. Economia de Escala• Economia de escala ocorre quando o custo médio de produção cai enquanto o volume de produção aumenta;• Deseconomia de escala; Fonte: VENDRUSCOLO & ALVES (2008)
  16. 16. Economia de Escala• A função Custo Médio (CMe) tem um ponto de mínimo custo médio, onde a quantidade (Q) produzida otimiza a produção
  17. 17. Metodologia
  18. 18. Tipo da Pesquisa e Levantamento de Dados• A pesquisa é do tipo analítica apresentada em modelo de artigo com estudo de caso;• Os dados foram coletados em três empresas do setor sucroenergético através de planilha própria;• Os respondentes eram os gestores das áreas administrativa e financeiras destas usinas.
  19. 19. PRINCIPAIS RESULTADOS
  20. 20. Descrição das Usinas Pesquisadas EMPRESA USINA A USINA B USINA CLocalização SP MG NO/NE Idade 30 anos 5 anos 2 anosCapacidade 5 Milhões 2,2 Milhões 2,5 Milhões (ton/ano) Cana 4 Milhões 1,7 Milhões 1,4 Milhões Processada2011 (t/ano)
  21. 21. Classificação de Custos Fixos/Variáveis
  22. 22. Custos Segregados Safra 2011
  23. 23. Determinação da Escala Ótima
  24. 24. Resultados da Escala Ótima (Q*) e Custo Médio Mínimo (Cme*)• A Usina A tem a maior escala ótima devido aos custos de terra mais altos e da tecnologia mais antiga;• A Usina B apesar de estar numa área com concorrência de outras culturas possui o melhor custo médio mínimo, o que pode ser um reflexo da alta produtividade;• A Usina C tem um baixo custo de produção da cana, tem boa produtividade mas necessita de irrigação.
  25. 25. Análise da Influência de Variáveis Críticas (Usina B)1 – Preço da Terra:
  26. 26. Análise da Influência de Variáveis Críticas (Usina B)2 – % Cana Própria:
  27. 27. Análise da Influência de Variáveis Críticas (Usina B)3 – Índice de Mecanização: Fonte: NEVES & CONEJERO (2010)
  28. 28. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  29. 29. Pergunta da Pesquisa• Existe uma grande influência das características da formação de custos de cada usina na economia de escala em processamento de cana-de-açúcar;• A influência de algumas variáveis são críticas e outras não (nem sempre é “intuitivo”) e devem ser consideradas no planejamento estratégico de empresas deste setor com sua devida importância;
  30. 30. Proposta de Método de Análise da Economia de Escala em Processamento de cana:• Avaliação da contabilidade de custos da usina;• Classificação correta em custos fixos e variáveis;• Análise gráfica da curva de custo médio por tonelada de cana;• Determinação da Escala Ótima e do ponto de Custo Médio Mínimo;• Análise das principais variáveis que podem influir na Economia de Escala desta usina.
  31. 31. Limitações da Pesquisa e Sugestão para Próximos Trabalhos• Pela obtenção da coleta de dados, de custos consolidados, cabe um maior detalhamento e classificação destes custos em estudos futuros;• A análise de variáveis críticas foi realizada com apenas 3 parâmetros influenciadores da formação de custo, uma análise com mais será bastante rica• O setor tem por hábito gerenciar os custos por atividade, não atentando para o custo total ou custo médio total de produção, não tendo a visão aqui apresentada.
  32. 32. Muito Obrigado!Wilson Lucena Maranhão Neto wlmaranhao@uol.com.br

×