Livro digital de Daniela Silva

2.632 visualizações

Publicada em

Esta é uma atividade realizada durante as aulas da Orientadora Jaqueline para fins avaliativos.

Publicada em: Educação
2 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.632
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
65
Comentários
2
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro digital de Daniela Silva

  1. 1. LÚDICIDADE NAEDUCAÇÃOINFANTILAUTOR: DANIELA SILVA DOS SANTOS
  2. 2. SUMÁRIO Apresentação.................................................................4 Introdução.....................................................................5 Como trabalhar ludicidade na educação infantil............6 Exemplos de atividades ............................................7 Considerações finais.................................................8 Referencias................................................................9 Imagens....................................................................10
  3. 3. APRESENTAÇÃO Este trabalho acadêmico tem como objetivo apresentar aimportância das atividades lúdicas sendo ela primordialem todo o processo da infância. Visto que, brincar é aessência da criança e através da brincadeira que elaconstrói e reconstrói sua personalidade e seu mundo,assim estruturando-se para desafios do mundo. Aimportância das atividades lúdicas em todo o contextode desenvolvimento da criança em uma parceria entre aeducação infantil para as demais áreas de aprendizagem.As fases de desenvolvimentos devem ser conhecidaspara que as atividades lúdicas amplie não apenas oprazer da criança em brincar, mas desenvolva outrashabilidades que são essenciais como cognitiva, motora,e afetiva.
  4. 4. INTRODUÇÃO Segundo Vygotsky, o lúdico é educativo quando desperta na criança acuriosidade. Precisamos aproveitar o lúdico em sala de aula comofacilitador da aprendizagem. Os jogos e as brincadeiras pedagógicasdespertam nas crianças os gostos pela vida. As regras criadas pelo jogoproporcionam ao educando a zona de desenvolvimento proximal. |O serhumano se desenvolve a partir do aprendizado, que envolve a interferênciadireta ou indireta de outros seres humanos. A ludicidade, amplia odesenvolvimento cognitivo e motor dos indivíduos . Com esta ampliaçãoos mesmos passam a conhecer um universo maravilhoso do faz de conta,os seus limites e capacidades, alem de desenvolver o lado humanista doser humano. Mas hoje em dia as crianças nem sabem a importância daludicidade e das brincadeiras, pois a tecnologia transforma o mundo delese trouxe a tona brinquedos que não exigem criatividade e muito menosesforço. Com a era da informação as crianças passam a maior parte do seutempo na frente de um computador, televisão ou se entretendo combrinquedos eletrônicos, fazendo com que brinquem menos e socializemmenos com outras crianças, com isso a criança perdeu o habito saudávelde brincar com outras brincadeiras e até mesmo de ver o mundo pelajanela.
  5. 5. COMO TRABALHAR LÚDICIDADE NAEDUCAÇÃO INFANTIL A ludicidade é uma atividade que tem valor educacional,mas além desse valor, que lhe é inerente, ela tem sidoutilizada como recurso pedagógico, aplicadoprincipalmente a partir do movimento e dos métodosativos. A ludicidade, direciona o educando em seusesquemas mentais para a realidade que o cerca,aprendendo-a e assimilando-a mais claramente o seucontexto. Desta forma, afirmar-se que, por meio dasatividades lúdicas, é possível expressar, assimilar econstruir a realidade. Sendo assim, possível aprenderqualquer disciplina utilizando da ludicidade.
  6. 6. EXEMPLOS DE ATIVIDADES Podemos utilizar da criatividade e resgatarbrincadeiras antigas: amarelinha, bolinha de gude,cantigas de roda, passa anel, roda pião, pula corda,roda de leitura, corridas de saco, dança da laranja,movimentos com bambolê, criar e empinar pipaentre outras, que faz parte de seu cotidiano onde elasbrincam e se divertem nas horas de lazer.
  7. 7. CONSIDERAÇÕES FINAIS A ludicidade na educação infantil é essencialpara o desenvolvimento das crianças, ondeexercitam a sua capacidade de socialização,habilidade necessária em qualquer ambiente queexija convivência e trajeto social e além de ativara memória e o desenvolvimento da coordenaçãomotora. O maior problema dessa situação é queas crianças não acabam brincando de maneiraadequada, pois não a interação com outrascrianças.
  8. 8. REFERENCIAS BRANDES, Donna; PHILLIPS, Howard. Manual de jogos educativos. Lisboa: Moraes, ed.1028,1997. CARLOS, Ana Fani Alessandri. O lugar no/do mundo. São Paulo: Labur Edições, 2007. FEIJÓ, O. G. Corpo e Movimento: Uma Psicologia para o Esporte. Rio de Janeiro: ed. Shape, 1992. HARVEY, David. Condição pós- moderna. São Paulo: Loyola, 1992. LEITE, Adriana Figueira. O lugar: duas acepções geográficas. Anuário do Instituto de Geociências – UFRJ, Rio de Janeiro, v. 21, 1998. LUCCI, Elian Alabi. A escola pública e o Lúdico. Disponível em: <http:/www.hot.Opôs.Com/videtur18/elian.htm. Acesso em 12 outubro 2004. LUCKESI, Cipriano. Desenvolvimento dos estados de consciência e ludicidade. In: LUCKESI, Cipriano (org.). Ensaios de ludopedagogia. N.1, Salvador UFBA/FACED, 2000. _______________. Educação, ludicidade e prevenção das neuroses futuras: uma proposta pedagógica a partir da Biossíntese. In: LUCKESI, Cipriano Carlos (org.). Ludopedagogia – ensaios 1; educação e ludicidade. Salvador: ed. Gepel, 2000.
  9. 9.  Aranha, m. L. De A. Filosofia da educação. 2.Ed. São paulo: moderna, 1996. Bressan, c.R. (Coord). Educação infantil. Florianópolis: secretaria de estado da Educação/ COGEN, 1988. Cabral, s. Psicomotricidade relacional: prática clínica e escolar. Rio de janeiro: Revinter, 2000. Chapecó. Coletivo do CEIM pequeno príncipe. Relato de experiência da construção da Educação popular na educação infantil. Chapecó/ SC: secretaria de educação e cultura de Chapecó, dez. 1988. 170 C a d e r n o m u l t i d i s c i p l i n a r d e p ó s - g r a d u a ç ã o d a u c p , p i t a n g a , v . 1 , n . 2 , p .1 5 6 – 1 7 0 , F e v . 2 0 1 0 . Lapierre, a; acouturier, b. A simbologia do movimento. Porto alegre: artmed, 1988. Le camus, jean. O corpo em discussão. Porto alegre: artes médicas, 1986, p.16. Piaget, j. Epistemologia genética. Lisboa: dom quixote, 1971. Santa roza, elisa. Quando o brincar é dizer: a experiência psicanalítica na infância. Rio De janeiro: relume- dumará, 1993. Wallon, h. Psicologia e educação da infância. Lisboa: estampa, 1975. Winnicott, d. W. O brincar ; a realidade. Rio de janeiro: imago, 1975. Http://proavirtualg42.Pbworks.COM/W/18673040/vygotsky%20a%educa%c3%a7%c3%a3o

×