SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
2º SEMESTRE 2013
TRABALHANDO GRAMÁTICA,
ORTOGRAFIA E AUTOESTIMA
USANDO O WORD NA REESCRITA
DE TEXTOS
O grilo, a centopeia e a joaninha

Estão no jardim, comendo folhas.
Apareceram outros bichinhos para
comer com eles.
Eles receberam bem seus amiguinhos.
Antonio João
05/11/2013
A pescaria de Pedro
Pedro foi pescar na lagoa. O dia estava lindo!
Pedro pegou três peixes grandes e gordos.
Ele levou os peixes para casa, para comer com seus

pais.
A mãe dele fritou os peixes para eles comerem no
almoço.
Pedro gosta de pescar.
Lucas Aparecido
31/10/13
O grilo, a centopeia e a joaninha

Estão no jardim passeando e
brincando.
Eles gostam de brincar no
jardim com as folhas e capim.
Lucas Daniel
05/11/2013
A bruxa Ernestina
Era uma vez uma bruxa que se chama Ernestina e
morava num castelo. Ela era muito má com as crianças que
morava perto dela.
Uma dia ela vestiu uma fantasia de jovem, porque a
Ernestina queria um bebê para cuidar.
Uma mãe engravidou e teve oito filhos, ela era muito
pobre e não tinha condições de criar tantos filhos. A bruxa
ficou sabendo que ela queria dar dois de seus filhos para a
adoção e foi correndo para pegar os bebês para adoção.
Ernestina pegou uma menina que se chama Feiurinha
e um menino que chama Daniel. Ernestina cada dia que
passava ficava mais bonita e boazinha com os meninos. E os
meninos também ficavam mais bonitos e grandes.
Debora Camargo Souza
05/11/2013
A ilha da bruxa
Esta historia já foi contada a 7 anos atrás. Era uma
linda manhã de domingo um casal estava se mudando para
uma ilha, lá morava uma bruxa que odiava crianças. Daquele
casal nasceu duas lindas meninas gemias, depois de 5 anos
estavam passeando pela floresta e escutaram um barulho e
resolveram ir lá ver, era a bruxa que estava em cima de uma
árvore e as pegou.
A bruxa matou as crianças e os pais das crianças ela os
enforcou. Desde então esta bruxa colocou o nome da ilha de
“Ilha da bruxa maldita” dizem que até hoje a bruxa espera
mais pessoas para fazer a mesma coisa. Nesses 7 anos ela
construiu um cemitério e armadilhas para capturar pessoas.
Dizem também que quem entra lá nunca mais vai ser visto.
FIM
Noemi
Capinópolis, 01 de novembro de 2013

Querido Papai!!!
Quero agradecer por tudo que você faz
por mim. Pela educação, pelos passeios.
Gosto muito quando andamos de
bicicleta, quando brinca comigo, quando
jogamos futebol no corredor.
Amo-te de mais pai.

Abraços e beijos
Alfredo
Capinópolis, 06 de novembro de 2013
Querida Professora Dalva
Meu aniversário é no dia 11 de maio.
Vamos fazer uma festinha aqui em casa e
gostaria muito que a senhora viesse com o seu
marido.
Um beijo!!!

Renan
Como é bom ser diferente
Ser diferente é normal, porque nascemos
de pais diferentes.
Devemos tratar a todos de forma igual,
porque todos merecem ser tratados bem.
O preconceito é um defeito muito ruim,
só trás maldade e é bullying.
O mundo sem preconceito é muito bom
para viver bem e feliz.
FIM
Renan 20/11/2013
Os namorados
Um dia um rapaz negro estava andado pela
floresta sem camisa e sem calça, quando chegou à
sua casa que percebeu que estava sem roupa.
Sua namora ficou muito brava, brigou com ele e
foi embora para casa da sua mãe.
Ele chorou e foi pedir desculpa para sua
namorada.
A namorada dele o desculpou e eles viveram
felizes para sempre.
Lucas
21/11/2013
SER FORTE OU NÃO
Para ficar forte é preciso fazer exercício,
ter uma boa alimentação, dormir na hora certa,
estudar direito.
As pessoas conseguem bons empregos e
formam famílias felizes se lutarem para isso.
Não precisando ser forte.
Ramon
21/11/2013
Carlos Miguel
21/11/2013
Usado o sate www.senninha( criar história)
A casa da minha avó
Fui passar a semana na casa da minha avó. Foi muito legal, ela até me ensinou a cozinhar, me
ensinou a fazer uma torta de morango que é uma delicia.
Mas não estava tudo perfeito não, estava faltando a minha mãe, que tinha ido trabalhar em outra cidade e
eu tinha ficado muito triste na casa da minha avó. Tentei disfarçar, mas minha avó percebeu e perguntou com
voz cheia de carinho:
- O que foi minha neta querida?
Eu respondi:
- Nada vovó!
Minha vó falou:
- Então esta bem.
Ela saiu e eu pensei que tinha conseguido engana-la, ela já sabendo de tudo resolveu me fazer
uma surpresa.
À noite caí, eu pedi a benção a minha avó e fui dormi. No outro dia bem cedinho a minha vó foi
até o quintal e cortou um pé de mamão e deixou no jeito para fazer o doce que eu adorava e foi fazer seu
café da manhã. Eu levantei com o cheiro do café, me arrumei e foi tomar café.
Mas tarde a minha avó me chamou:
- Laura vem aqui tenho uma coisa para você?
Eu logo respondi:
- Estou indo vovó!
E fui correndo, chegando lá...
- Olhe aqui o doce que você adora.
- Obrigada vovó!!!
- De nada minha neta.
Laura com a boca cheia falou:
- Vovó pode fala uma coisa?
- Sim! Disse sua avó.
- Tudo na vida tem fim, só quero que nunca se esqueça de mim.
Sua vó chorando falou:
- Eu nunca vou te esquecer, tá.
A sua mãe que tinha ido trabalhar, tinha acabado de chegar, topou aquela cena e falou:
- Eu também quero?
- Mamãe você voltou?
- Sim e vou comer o doce que minha mãe fez com tanto amor.
Amanda 19/11/13
SALA DE RECURSOS
Professora: Dalva Alves Pereira Martins
Escola Municipal Higino Guerra
2013

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Discurso direto e indireto
Discurso direto e indiretoDiscurso direto e indireto
Discurso direto e indireto
Gisela Alves
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
marciaco
 
áRvores da floresta
áRvores da florestaáRvores da floresta
áRvores da floresta
catarina01
 
Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)
efaesan
 
Minha webquest
Minha webquestMinha webquest
Minha webquest
VPS1
 
Vamos encontrar a daisy fim
Vamos encontrar a daisy fimVamos encontrar a daisy fim
Vamos encontrar a daisy fim
Isaura Rosa
 
Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]
sallesz
 
Projeto primavera páscoa-2012
Projeto  primavera páscoa-2012Projeto  primavera páscoa-2012
Projeto primavera páscoa-2012
Armindo Costa
 

Mais procurados (19)

Apresentação1livrovirtual atualizada
Apresentação1livrovirtual atualizadaApresentação1livrovirtual atualizada
Apresentação1livrovirtual atualizada
 
Discurso direto e indireto
Discurso direto e indiretoDiscurso direto e indireto
Discurso direto e indireto
 
Ativ38mariaapfa
Ativ38mariaapfaAtiv38mariaapfa
Ativ38mariaapfa
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
 
Entrada de diário
Entrada de diárioEntrada de diário
Entrada de diário
 
O voo do_jika
O voo do_jikaO voo do_jika
O voo do_jika
 
áRvores da floresta
áRvores da florestaáRvores da floresta
áRvores da floresta
 
Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)
 
Ondjaki 3
Ondjaki 3Ondjaki 3
Ondjaki 3
 
Iaci
IaciIaci
Iaci
 
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOMCHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
 
Minha webquest
Minha webquestMinha webquest
Minha webquest
 
História da Maria Castanha
História da Maria CastanhaHistória da Maria Castanha
História da Maria Castanha
 
Vamos encontrar a daisy fim
Vamos encontrar a daisy fimVamos encontrar a daisy fim
Vamos encontrar a daisy fim
 
Nossa Escola tem História
Nossa Escola tem HistóriaNossa Escola tem História
Nossa Escola tem História
 
Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]
 
Projeto primavera páscoa-2012
Projeto  primavera páscoa-2012Projeto  primavera páscoa-2012
Projeto primavera páscoa-2012
 
Histórias selecionadas do Ateliê
Histórias selecionadas do Ateliê Histórias selecionadas do Ateliê
Histórias selecionadas do Ateliê
 
Dino e Cia: Mansão Bons Modos
Dino e Cia: Mansão Bons ModosDino e Cia: Mansão Bons Modos
Dino e Cia: Mansão Bons Modos
 

Destaque

Folder Marcha Crianca 2010 - miolo
Folder Marcha Crianca 2010 - mioloFolder Marcha Crianca 2010 - miolo
Folder Marcha Crianca 2010 - miolo
Ática Scipione
 
Apostila matemática quantidades
Apostila matemática quantidadesApostila matemática quantidades
Apostila matemática quantidades
Isa ...
 
Silabario livro
Silabario  livroSilabario  livro
Silabario livro
Isa ...
 
Texto o menino e a árvore
Texto o menino e a árvoreTexto o menino e a árvore
Texto o menino e a árvore
silviacerqueira1
 
Encontros vocálicos (2)
Encontros vocálicos (2)Encontros vocálicos (2)
Encontros vocálicos (2)
Lakalondres
 
Atividade avaliativa 3 bimestre 4º ano matemática
Atividade avaliativa 3 bimestre 4º ano   matemáticaAtividade avaliativa 3 bimestre 4º ano   matemática
Atividade avaliativa 3 bimestre 4º ano matemática
André Moraes
 

Destaque (20)

Ortografia e acentuação
Ortografia e acentuaçãoOrtografia e acentuação
Ortografia e acentuação
 
Livreto coletânia de texto dos estudantes do 4º ano
Livreto coletânia de texto dos estudantes do 4º ano Livreto coletânia de texto dos estudantes do 4º ano
Livreto coletânia de texto dos estudantes do 4º ano
 
Atividade Avaliativa Língua Portuguesa
Atividade Avaliativa Língua PortuguesaAtividade Avaliativa Língua Portuguesa
Atividade Avaliativa Língua Portuguesa
 
Dicas de Ortografia
Dicas de OrtografiaDicas de Ortografia
Dicas de Ortografia
 
Os 11 dígrafos
Os 11 dígrafosOs 11 dígrafos
Os 11 dígrafos
 
Folder Marcha Crianca 2010 - miolo
Folder Marcha Crianca 2010 - mioloFolder Marcha Crianca 2010 - miolo
Folder Marcha Crianca 2010 - miolo
 
Gramática e Ortografia
Gramática e OrtografiaGramática e Ortografia
Gramática e Ortografia
 
Apostila matemática quantidades
Apostila matemática quantidadesApostila matemática quantidades
Apostila matemática quantidades
 
Dígrafos
DígrafosDígrafos
Dígrafos
 
Atividade para alfabetização com parlenda
Atividade para alfabetização com parlendaAtividade para alfabetização com parlenda
Atividade para alfabetização com parlenda
 
Silabario livro
Silabario  livroSilabario  livro
Silabario livro
 
Encontros consonantais
Encontros consonantaisEncontros consonantais
Encontros consonantais
 
Texto o menino e a árvore
Texto o menino e a árvoreTexto o menino e a árvore
Texto o menino e a árvore
 
Atividades diversas
Atividades diversasAtividades diversas
Atividades diversas
 
Saerjinho 6º ano
Saerjinho 6º anoSaerjinho 6º ano
Saerjinho 6º ano
 
Atividade avaliativa de português
Atividade avaliativa de portuguêsAtividade avaliativa de português
Atividade avaliativa de português
 
Encontros vocálicos (2)
Encontros vocálicos (2)Encontros vocálicos (2)
Encontros vocálicos (2)
 
Atividade avaliativa 3 bimestre 4º ano matemática
Atividade avaliativa 3 bimestre 4º ano   matemáticaAtividade avaliativa 3 bimestre 4º ano   matemática
Atividade avaliativa 3 bimestre 4º ano matemática
 
Sugestão para atividade avaliativa de português
Sugestão para atividade avaliativa de portuguêsSugestão para atividade avaliativa de português
Sugestão para atividade avaliativa de português
 
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
 

Semelhante a Produção de texto 2ºsemestre

Cd 3ª. SéRie 2008.Ppt1
Cd 3ª. SéRie 2008.Ppt1Cd 3ª. SéRie 2008.Ppt1
Cd 3ª. SéRie 2008.Ppt1
guest39a3a5d
 
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power PointHistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
enir.ester
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
Taty Ny
 
2ºs Anos A e B 2011
2ºs Anos A e B 20112ºs Anos A e B 2011
2ºs Anos A e B 2011
ConexaoAlvim
 

Semelhante a Produção de texto 2ºsemestre (20)

Histórias em família
Histórias em famíliaHistórias em família
Histórias em família
 
Sugestões de problemas criados a partir do gênero.
Sugestões de problemas criados a partir do gênero.Sugestões de problemas criados a partir do gênero.
Sugestões de problemas criados a partir do gênero.
 
Cd 3ª. SéRie 2008.Ppt1
Cd 3ª. SéRie 2008.Ppt1Cd 3ª. SéRie 2008.Ppt1
Cd 3ª. SéRie 2008.Ppt1
 
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power PointHistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
 
Livro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendesLivro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendes
 
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOMCHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
 
Textos dos alunos novembro-2013
Textos dos alunos novembro-2013Textos dos alunos novembro-2013
Textos dos alunos novembro-2013
 
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bomChapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
 
Letras com rugas
Letras com rugasLetras com rugas
Letras com rugas
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
Ensino religioso 2
Ensino religioso 2Ensino religioso 2
Ensino religioso 2
 
Projeto Recordação
Projeto RecordaçãoProjeto Recordação
Projeto Recordação
 
Lenda africana
Lenda africanaLenda africana
Lenda africana
 
Recordação Mãe
Recordação MãeRecordação Mãe
Recordação Mãe
 
Apres.textos2014
Apres.textos2014Apres.textos2014
Apres.textos2014
 
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das CrônicasProjeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
 
Bianca
BiancaBianca
Bianca
 
Contos africanos
Contos africanosContos africanos
Contos africanos
 
Slaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaSlaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escola
 
2ºs Anos A e B 2011
2ºs Anos A e B 20112ºs Anos A e B 2011
2ºs Anos A e B 2011
 

Mais de Dalva Pereira Martins

Mais de Dalva Pereira Martins (19)

Aniversário aurelisa 47
Aniversário aurelisa 47Aniversário aurelisa 47
Aniversário aurelisa 47
 
Apresentação textos Sala Recursos e Reforço Escolar
Apresentação textos Sala Recursos e Reforço EscolarApresentação textos Sala Recursos e Reforço Escolar
Apresentação textos Sala Recursos e Reforço Escolar
 
Apresentação Projeto Primavera
Apresentação Projeto PrimaveraApresentação Projeto Primavera
Apresentação Projeto Primavera
 
Homenagem Dia dos pais
Homenagem Dia dos paisHomenagem Dia dos pais
Homenagem Dia dos pais
 
Apresentação textos
Apresentação textosApresentação textos
Apresentação textos
 
2°apresentação reforço e recurso2016
2°apresentação reforço e recurso20162°apresentação reforço e recurso2016
2°apresentação reforço e recurso2016
 
Slides ativ.mat.
Slides ativ.mat.Slides ativ.mat.
Slides ativ.mat.
 
Trabalhando a escrita, conhecimento e autoestima
Trabalhando a escrita, conhecimento e autoestima Trabalhando a escrita, conhecimento e autoestima
Trabalhando a escrita, conhecimento e autoestima
 
Apres textos liter
Apres textos literApres textos liter
Apres textos liter
 
Apres.recurso e reforço 2014
Apres.recurso e reforço 2014 Apres.recurso e reforço 2014
Apres.recurso e reforço 2014
 
Apres.2°b
Apres.2°bApres.2°b
Apres.2°b
 
DislexiaDiagnósticoIntervenção
DislexiaDiagnósticoIntervençãoDislexiaDiagnósticoIntervenção
DislexiaDiagnósticoIntervenção
 
IDEB Ultimas atividades
IDEB Ultimas atividadesIDEB Ultimas atividades
IDEB Ultimas atividades
 
Atividades 2ºsemestre
Atividades 2ºsemestreAtividades 2ºsemestre
Atividades 2ºsemestre
 
O cérebro e a aprendizagem
O cérebro e a aprendizagemO cérebro e a aprendizagem
O cérebro e a aprendizagem
 
Meninasnegras 1111
Meninasnegras 1111Meninasnegras 1111
Meninasnegras 1111
 
Ativ.3ºano mandala
Ativ.3ºano mandalaAtiv.3ºano mandala
Ativ.3ºano mandala
 
Apres. aval.ideb
Apres. aval.idebApres. aval.ideb
Apres. aval.ideb
 
Atendimento cognitivo e especializado
Atendimento cognitivo e especializado Atendimento cognitivo e especializado
Atendimento cognitivo e especializado
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 

Produção de texto 2ºsemestre

  • 1. 2º SEMESTRE 2013 TRABALHANDO GRAMÁTICA, ORTOGRAFIA E AUTOESTIMA USANDO O WORD NA REESCRITA DE TEXTOS
  • 2. O grilo, a centopeia e a joaninha Estão no jardim, comendo folhas. Apareceram outros bichinhos para comer com eles. Eles receberam bem seus amiguinhos. Antonio João 05/11/2013
  • 3. A pescaria de Pedro Pedro foi pescar na lagoa. O dia estava lindo! Pedro pegou três peixes grandes e gordos. Ele levou os peixes para casa, para comer com seus pais. A mãe dele fritou os peixes para eles comerem no almoço. Pedro gosta de pescar. Lucas Aparecido 31/10/13
  • 4. O grilo, a centopeia e a joaninha Estão no jardim passeando e brincando. Eles gostam de brincar no jardim com as folhas e capim. Lucas Daniel 05/11/2013
  • 5. A bruxa Ernestina Era uma vez uma bruxa que se chama Ernestina e morava num castelo. Ela era muito má com as crianças que morava perto dela. Uma dia ela vestiu uma fantasia de jovem, porque a Ernestina queria um bebê para cuidar. Uma mãe engravidou e teve oito filhos, ela era muito pobre e não tinha condições de criar tantos filhos. A bruxa ficou sabendo que ela queria dar dois de seus filhos para a adoção e foi correndo para pegar os bebês para adoção. Ernestina pegou uma menina que se chama Feiurinha e um menino que chama Daniel. Ernestina cada dia que passava ficava mais bonita e boazinha com os meninos. E os meninos também ficavam mais bonitos e grandes. Debora Camargo Souza 05/11/2013
  • 6. A ilha da bruxa Esta historia já foi contada a 7 anos atrás. Era uma linda manhã de domingo um casal estava se mudando para uma ilha, lá morava uma bruxa que odiava crianças. Daquele casal nasceu duas lindas meninas gemias, depois de 5 anos estavam passeando pela floresta e escutaram um barulho e resolveram ir lá ver, era a bruxa que estava em cima de uma árvore e as pegou. A bruxa matou as crianças e os pais das crianças ela os enforcou. Desde então esta bruxa colocou o nome da ilha de “Ilha da bruxa maldita” dizem que até hoje a bruxa espera mais pessoas para fazer a mesma coisa. Nesses 7 anos ela construiu um cemitério e armadilhas para capturar pessoas. Dizem também que quem entra lá nunca mais vai ser visto. FIM Noemi
  • 7.
  • 8. Capinópolis, 01 de novembro de 2013 Querido Papai!!! Quero agradecer por tudo que você faz por mim. Pela educação, pelos passeios. Gosto muito quando andamos de bicicleta, quando brinca comigo, quando jogamos futebol no corredor. Amo-te de mais pai. Abraços e beijos Alfredo
  • 9. Capinópolis, 06 de novembro de 2013 Querida Professora Dalva Meu aniversário é no dia 11 de maio. Vamos fazer uma festinha aqui em casa e gostaria muito que a senhora viesse com o seu marido. Um beijo!!! Renan
  • 10.
  • 11. Como é bom ser diferente Ser diferente é normal, porque nascemos de pais diferentes. Devemos tratar a todos de forma igual, porque todos merecem ser tratados bem. O preconceito é um defeito muito ruim, só trás maldade e é bullying. O mundo sem preconceito é muito bom para viver bem e feliz. FIM Renan 20/11/2013
  • 12. Os namorados Um dia um rapaz negro estava andado pela floresta sem camisa e sem calça, quando chegou à sua casa que percebeu que estava sem roupa. Sua namora ficou muito brava, brigou com ele e foi embora para casa da sua mãe. Ele chorou e foi pedir desculpa para sua namorada. A namorada dele o desculpou e eles viveram felizes para sempre. Lucas 21/11/2013
  • 13. SER FORTE OU NÃO Para ficar forte é preciso fazer exercício, ter uma boa alimentação, dormir na hora certa, estudar direito. As pessoas conseguem bons empregos e formam famílias felizes se lutarem para isso. Não precisando ser forte. Ramon 21/11/2013
  • 14. Carlos Miguel 21/11/2013 Usado o sate www.senninha( criar história)
  • 15. A casa da minha avó Fui passar a semana na casa da minha avó. Foi muito legal, ela até me ensinou a cozinhar, me ensinou a fazer uma torta de morango que é uma delicia. Mas não estava tudo perfeito não, estava faltando a minha mãe, que tinha ido trabalhar em outra cidade e eu tinha ficado muito triste na casa da minha avó. Tentei disfarçar, mas minha avó percebeu e perguntou com voz cheia de carinho: - O que foi minha neta querida? Eu respondi: - Nada vovó! Minha vó falou: - Então esta bem. Ela saiu e eu pensei que tinha conseguido engana-la, ela já sabendo de tudo resolveu me fazer uma surpresa. À noite caí, eu pedi a benção a minha avó e fui dormi. No outro dia bem cedinho a minha vó foi até o quintal e cortou um pé de mamão e deixou no jeito para fazer o doce que eu adorava e foi fazer seu café da manhã. Eu levantei com o cheiro do café, me arrumei e foi tomar café. Mas tarde a minha avó me chamou: - Laura vem aqui tenho uma coisa para você? Eu logo respondi: - Estou indo vovó! E fui correndo, chegando lá... - Olhe aqui o doce que você adora. - Obrigada vovó!!! - De nada minha neta. Laura com a boca cheia falou: - Vovó pode fala uma coisa? - Sim! Disse sua avó. - Tudo na vida tem fim, só quero que nunca se esqueça de mim. Sua vó chorando falou: - Eu nunca vou te esquecer, tá. A sua mãe que tinha ido trabalhar, tinha acabado de chegar, topou aquela cena e falou: - Eu também quero? - Mamãe você voltou? - Sim e vou comer o doce que minha mãe fez com tanto amor. Amanda 19/11/13
  • 16.
  • 17. SALA DE RECURSOS Professora: Dalva Alves Pereira Martins Escola Municipal Higino Guerra 2013