Mudanças no Feudalismo

13.054 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.054
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
769
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
215
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mudanças no Feudalismo

  1. 1. Dalton Jr.
  2. 2. O Renascimento Urbano No século XIV a Europa medieval começa ganhar uma nova configuração na distribuição social. As cidades passam a exercer uma importância maior. Essa mudança foi acelerada pelo aumento da população. Sem espaço no meio rural, as pessoas começam lentamente a migrar para o espaço urbano (cidades).
  3. 3. Produção de Alimentos: inovações O crescimento da população só foi possível graças as mudanças que ocorreram na agricultura, já que possibilitaram o aumento da produção de alimentos. Algumas mudanças como: Rotação Trienal – Revezamento de produtos agrícolas e períodos de descanso com o objetivo de não esgotar o solo.
  4. 4.  Substituição do arado romano, que penetrava superficialmente o solo, pela charrua, um arado munido de lamina de metal que podia revolver mais profundamente o solo, possibilitando aumento da produção agrícola.
  5. 5.  Difusão dos moinhos, movidos pelo vento ou pela água. Com a utilização desse moinhos, houve um aumento na oferta de farinhas de cereais, melhorando a qualidade da alimentação. Com essas mudanças, apopulação européia, entre0 século XI e o século XIVpraticamente dobrou.
  6. 6. Ampliação do comércio: Burguesese as corporações de Ofício Com o aumento da população nas cidades, houve também uma intensificação na atividade comercial. O uso da moeda começou a ser constante, já que era muito mais simples para realizar as trocas. Já que o comércio passa a ter maior importância, várias pessoas passam a vender produtos trazidos de outros lugares, ou a fabricar seus próprios produtos. É ai que surgem os Burgueses e as Corporações de Ofício.
  7. 7. Burgueses Grandes proprietários de casas comercias; As cidades, nesse período, eram chamadas de Burgos. Como a atividade comercial era mais intensa no meio urbano, quem vivia dela passou a ser chamado de Burguês. Geralmente montavam seu comércio perto da nobreza, já que eram os que mais consumiam os produtos. Alguns burgueses começaram a emprestar moedas e cobrar juros, o que gerava um conflito muito grande com a igreja, que condenava essa prática. Muitos burgueses acumularam grandes fortunas, muitas vezes maior que a da nobreza, mas mesmo
  8. 8. Corporações de Ofícios Nas cidades, havia diversas corporações de ofícios, que também eram chamadas de Guildas. Corporação de Ofício: Podemos definir como associações de artesãos que exerciam a mesma profissão. O objetivo principal era defender os interesses desses profissionais, além de controlarem os preços dos produtos. As principais corporações: pintores, ferreiros, carpinteiros, alfaiates e boticários (espécie de faramacêutico)
  9. 9.  Exerciam algumas funções sociais, como socorrer os trabalhadores doentes e as viúvas, bem como os inválidos. (Podemos refletir sobre o papel do sindicato hoje) Os membros das corporações eram livres, mas as grandes corporações ficavam sob o mando da burguesia, deixando e trabalhador em um plano secundário.
  10. 10. Revoltas nas cidades e noCampo Nas cidades as principais reivindicações eram a maior participação dos pequenos artesãos e jornaleiros (trabalhadores) na administração das cidades, muitas vezes como forma de protesto paravam o trabalho (como uma greve na atualidade). No campo, vários camponeses começaram a fugir, pois as condições de trabalho eram degradantes. Além das fugas várias rebeliões estouraram no século XIV, como a Jacquerie, movimento ocorrido na França, onde os camponeses atacaram as propriedades dos nobres e do clero. A revolta foi controlada, e milhares de camponeses morreram.
  11. 11. Peste Negra e Guerras: Odeclínio do Feudalismo No séc. XIV houve um período de muita fome na Europa. Somado a isso, a falta de higiene e saneamento básico contribuíram para a ploriferação da famosa Peste Negra. Inicialmente, ela era passada por pulgas e ratos, mas depois de contaminada a pessoa poderia também transmitir a doença. Cerca de 1/3 da população européia morreu vítima dessa doença, já que o doente era isolado, e naquele período essa doença não tinha cura..

×