Trabalho pronto de sistemas

448 visualizações

Publicada em

Projeto de criação de negócios: aluguel delivros online.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
448
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho pronto de sistemas

  1. 1. jjjjjjjjjjjjjjjjjjbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb bbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb bbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb bbbbbbbbbbbbbbbbb w w w . a l u v r o n l i n e . c o m / c v 2014 Projecto de Criação de negócios Aluguel de Livros Online Gilson Pires EMPRESA: ALUVRONLINE
  2. 2. 1. Quadro Matriz do Projecto Empresa ALUVRONLINE (nome imaginário da empresa projectada) Área de actuação EDUCAÇÃO Unidade física na cidade da Praia Missão Visão estratégica Manter-se na vanguarda do universo da Educação e da aplicação das novas tecnologias ao Ensino através da criação de um modelo de organização e negócio que permita colocar os livros da melhor forma no mercado, A curto prazo: Alargar as áreas disciplinares. A longo prazo: Temos como meta até 2020 diversificar a natureza dos serviços prestados (compras, feira de livros, minicursos online, criação de plataformas de publicações científicas, prémios de melhores publicações, noticias do mundo da literatura, homenagens, encomendas de livros, criação de editoras online). Nome do projecto Aluguel de livros online Ideia geral do projecto É um projecto empresarial inovador no âmbito educacional que visa superar os constrangimentos derivados de barreiras geográficas e temporais no acesso a bibliografias diversos via estratégia aluguel de livros online reforçando a ideia de integração da cultura tecnológica/digital na cultura escolar Público-alvo Estudantes universitários, docentes do nível secundário e superior, investigadores das ciências sociais e do ramo da tecnologia Objectivos  Alugar livros de diversas áreas académicas;  Dar a comunidade académica e população em geral um suporte que facilita o acesso um corpo de bibliografias diversas e creditadas;  Contribuir para melhor desenvolvimento e qualidade dos trabalhos científicos que são realizadas nas universidades e noutros sectores de educação;  Reduzir os custos de aquisição das bibliografias;  Diminuir o stresse que surge nos académicos devido a falta das bibliografias e vias de acesso;  Sensibilizar as vantagens da utilização das redes electrónicas no ensino; PROJECTO DE EMPRENDEDORISMO: CRIAÇÃO DE NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS
  3. 3. Finalidades  Preencher as lacunas relacionadas a falta e acesso de bibliografia em diversas áreas no seio da comunidade académica e o público em geral;  Superar as barreiras geográficas e temporais no acesso a bibliografias pelos universitários e investigadores. Justificação (razão do projecto) Na nossa sociedade académica temos grande défice no acesso e aquisição das bibliografias, apesar de um número vultuoso de publicações digitais e em formato papel. O poder de compra se mostra cada vez mais enfraquecido frente aos preços descontextualizados neste cenário de crise que afecta com mais intensidade alguns países como Cabo Verde. Sendo assim, vejo como uma alternativa sustentável, o aluguel de livros em formato digital a preços simbólicos e acessíveis, facilitando desta forma os trabalhos investigativos dos académicos. Apresento este projecto como uma alternativa de acesso a um mundo bibliográfico com alvará de qualidade e aquisição por aluguer de livros de vários âmbitos, contribuindo deste modo para a diminuição dos problemas que os académicos, investigadores e pesquisadores enfrentam no desenvolvimento dos seus trabalhos científicos. Ainda mais, penso fazer sentido projectos deste carácter num país de descontinuidade territorial. Relevância (o que o meu projecto vai resolver) A relevância deste projecto se espelha sobretudo nas suas finalidades:  Preencher as lacunas relacionadas a falta e acesso de bibliografia em diversas áreas no seio da comunidade académica e o público em geral;  Superar as barreiras geográficas e temporais no acesso a bibliografias pelos universitários e investigadores. Como implementar Contaremos com o financiamento do governo de Cabo Verde. Será implementado com o apoio das universidades locais e parcerias com Editoras de Língua Portuguesa (Academia do Livro, Oficina do livros, Novas letras) e universidades estrangeiras (Portugueses e Brasileiros- Universidade do Minho, Nova Lisboa, PUC-SP, Universidade de São Paulo, Universidade Feral de Minas Gerais). Para a montagem deste sistemas de aluguel, conta-se com os serviços da empresa de Telecomunicações NOSI.
  4. 4. 2. Componente estrutural da empresa Parafraseando Henry Mtzberg, uma organização é uma unidade social construída maioritariamente pela colectividade visando satisfazer as demandas sociais num determinado domínio, com serviços ou bens de qualidade. Necessareamente tem de estar assente sobre quatro pilares independentes e fundamentais a indicar, conforme Leavitt (1994):  Tarefas: a razão de ser da organização;  Estrutura: Sistema de comunicação, de hierarquia;  Actores: Participantes envolvidos na realização das tarefas;  Tecnologias: ferramentas informático-computacionais, ou meio materiais para a realização das tarefas. Ainda, na senda de Mitzberg (2003), para além desses pilares apontados pelo autor supracitado, nas organizações constam seis partes básicas fundamentais ao seu desempenho e consequentemente ao cumprimento das suas missões. Na ALUVRONLONE, esses seis componentes ficam interligados de acordo com a tabela da estrutura hierárquica apresentado abaixo. 2.1 Ideologia Ideologia Manter-se na vanguarda do universo da Educação e da aplicação das novas tecnologias ao ensino pela inclusão da cultura tecnológica na cultura escolar. 2.2 Cúpula estratégica Cúpula Estratégica Actor Responsabilidade Director geral da empresa (responsável), Presidente e STAFF do presidente Preocupam-se com os objectivos, recursos e políticas de longa duração da empresa gerindo informações a longo prazo sobe forma de cumprir a missão da Empresa.
  5. 5. 2.3 Linha hierárquica Linha hierárquica Gerente Responsabilidade Especificação Função PLANEJAMENTO: Projecção de cada solução; Soluções prever alternativas; ORGANIZAÇÃO: Definir e agrupar actividades consoante responsáveis; DIREÇÃO: Manter os departamentos informados; Delegação de autoridade e distribuição de tarefas e actividades; CONTROLO: Desenvolver padrões que permitem acompanhar a empresa em cada ponto da sua evolução; Financeiro Controle dos lucros da empresa (serviços de contabilidade) e distribuição salarial dos funcionários Responsável pelo sector de vendas Recursos Humanos Responsável pelo recrutamento, selecção e relações entre os funcionários Técnico Monitoramento dos serviços desempenhados pelos técnicos Webdesigner, Responsável pelo design instrucional e pela optimização da interface Marketing Propagandas e difusão da empresa 2.4 Tecnoestrutura Tecnoestrutura Actor Responsabilidade Área de investigação Equipa de investigadores Averiguar e certificar a relevância e a originalidade da obra.
  6. 6. 2.5 Logística Logística Actor Responsabilidade Serviços da NOSI Equipe de Avaliação Externa Parcerias com bibliotecas Portugueses, Brasileiras Serviços de apoio técnico à empresa na sua estabilidade e cumprimento das suas actividades e missão. 2.6 Centro operacional Centro Operacional Responsabilidade Actor Funções Trabalham para fornecer um serviço de qualidade aos clientes (disponibilidade de livros) em tempo real e com os mínimos constrangimentos possíveis, executando os trabalhos diários da empresa. E-clientes Alugar livros Sugestões de melhoria, contribuindo para estabilização da empresa; Agentes de venda Fazer levantamentos dos pedidos e controle de fluxo de livros; Controlar sistemas de prazo de validade de empréstimos Pessoal de distribuição Responsável pela distribuição de bibliografias Consoante áreas e níveis académicos Categorização de obras consoante o seu enquadramento e sua relevância para determinadas áreas disciplinares Técnicos informáticos e multimídia Responsável pela supervisão e administração do site Responsável pelo design instrucional e pela optimização da interface
  7. 7. De acordo com as tabelas acima traçadas, fica definido, conforme indicado abaixo, a organigrama da ALUVRONLINE: Fig.1: Organigrama da Empresa 3. Fundamentação de sistemas de Informação: O caso ALUVRONLINE Um Sistema de Informação (SI) é um sistema assim como outros sistemas. A diferença é que o elemento fulcral nos SI é a própria informação. Seu objetivo é armazenar, tratar e fornecer informações de tal modo a apoiar as funções ou processos de uma empresa, como afirma Alves (1994). Para ALUVRONLINE montaremos um sub-sistema social e de um sub-sistema automatizado. O primeiro inclui as pessoas, processos, informações e documentos. O segundo consiste dos meios automatizados (máquinas, computadores, redes de comunicação) que interligam os elementos do sub-sistema social. Propomos um Sistemas de Gestão Empresarial Integrado conhecida na linguagem anglo-saxonica como Enterprise Resource Planning. Os ERP’s, são sistemas que propiciam a integração de todos os processos de uma organização, isso por que eles possuem uma base de dados única. Tem como objectivo permitir que as empresas possuam uma maior integração entre os processos da organização, pois quanto mais preciso e ágil o fluxo das informações, maior vai ser a velocidade com que esta
  8. 8. informação será processada, o que é essencial para atender a velocidade do mercado globalizado. São sistemas que unem e integram os diversos sistemas rotineiros ou transacionais de uma organização, que permitem integrar os departamentos e os níveis hierárquicos.  A nível operacional: Sistema que realiza e grava transacções de rotina diária necessária para conduzir a empresa (sistema de número requisições diária: de onde são os clientes, que classe requisita mais livros quantos livros são requisitados num mês, de qual área é mais pedida; sistema de cadastro geral- inclusão, exclusão, alteração e consulta; os sistemas de contabilidade (contas a pagar e a receber, balanços); sistemas de aluguel e distribuição.  A nível de conhecimento: a empresa adoptará sistema inteligente de apreciação dos agrados que o livro desperta através de formulários de preenchimento online e número de cadastros à página. Esse sistema permitirá averiguar a popularidade da empresa em país diverso e introduzir conhecimentos novos na bagagem que serve de tomada de decisões estratégicas.  A nível de gestão (linha Hierárquica): Sistema que permite criar indicadores: de venda de requisitos de aluguel: Actuará sobre o sistema operacional e que permite gerar indicadores importantes que serão comunicadas à cúpula estratégica, a fim de reorientar a empresa em novas direcções, com mais inovações e menos constrangimentos quer pelo lado da clientela, quer pelo lado dos funcionário e da própria empresa, prevendo tendências e vias alternativas para o bem deALUVRONLINE. O quadro abaixo ilustra alguns sub-sistemas possivelmente adoptado pela empresa como forma de conseguir uma maior organização e bem-estar o que garante a ALUVRONLINE o poder de tomada de decisões oportunas e consequentemente uma maior estabilidade e visibilidade no mercado. Aqueles sistemas serão adoptados consoante a sua viabilidade:  Económica- Temos recursos?  Organizacional-É ajustável à ALUVRONLINE?  Técnica-Temos capacidade técnica?  Operacional-Será aceite?
  9. 9. Tipos de sistema Objectivos Sistemas de Hipertextos, Hipermídia e Multimídia Objetivo: apresentações de informações, tipo catálogos e produtos ou para treinamento,. Sistemas de Gestão Eletrônica de Documentos (GED) Objetivo: armazenar e recuperar documentos, utilizando bancos de dados. A recuperação é feita por atributos do documento. Sistemas de Informações Textuais (Indexação e Recuperação de Informações) Objetivo: armazenar documentos textuais e recuperá-los por conteúdo (por palavras presentes no texto). Sistemas de Workflow Objetivo: permitir o planejamento e controle do fluxo de trabalho e o roteamento automático de documentos. Sistemas de Database Marketing Objetivo: armazenar informações sobre clientes, com objetivo de apoiar o marketing direto ou de precisão, além de permitir identificar perfis de clientes (para segmentação). Sistemas de Personalização e Recomendação Objetivo: ofertar itens ou oferecer informações a clientes/usuários sem que estes solicitem Sistemas de E-business Objetivo: fazer ou divulgar negócios na Web Sistemas de Business Intelligence Objetivo: encontrar melhores práticas (best practices) e problemas (más práticas) Sistemas de Inteligência Competitiva Objetivo: monitorar concorrentes (quem são os players, onde estão, o que estão oferecendo e como, estratégias, enfoques, novas tendências) Quadro elaborado e adaptado do texto: Sistemas de informação disponível em: http://www.paginas.ucpel.tche.br/~loh/sist-inf.htm 4. Fluxo organizacional A ALUVRONLINE é uma empresa que prima por uma comunicação formal processada de cima para baixo e de baixo para cima, dada a sua própria estrutura formal, mas não descarta a comunicação informal reconhecida hoje como importante. Estes fluxos são explicados pelo eventual proximidade entre os diferentes elementos da empresa, podendo esta proximidade dever-se ao facto dos indivíduos trabalharem numa mesma estrutura e, portanto é inevitável o surgimento de constelações conforme Mitzberg define quando fala nos fluxos organizacionais. Porém, estas constelações podem também ser compostas por indivíduos unidos pela necessidade que têm em
  10. 10. comunicar dentro da organização, para a realização de determinadas tarefas ou funções que lhes são incumbidas e permite uma mais sintonia entre os funcionários e uma produtividade conjunta e integrada. Fica na figura abaixo traçados deste modo os diversos níveis hierárquicos da informação. Fig.2: Estrutura hierárquica da informação Fig. adaptada do texto: Delineando o valor do sistema de informação de uma organização de Eduardo Amadeu Dutra Moresi, disponível em http://www.scielo.br/pdf/ci/v29n1/v29n1a2.pdf 5.1 Requisitos tecnológicos para o sistema No mundo moderno, o sistema de informação (SI) de uma organização ou uma empresa é automatizado por tecnologias como um factor crucial para o melhoramento da competitividade incluindo o redireccionamento, a inovação e o redesenho dos processos de negócio. Dado a natureza e o contexto de surgimento da Comunicado Formalmente Informalmente
  11. 11. ALUVRONLINE, num mundo cada vez mais mediatizado e globalizado caracterizado pela evolução acelerada das tecnologias, a empresa adoptará as tecnologias modernas e capazes que só fazem sentido com o crescente investimento na melhoria dos recursos humanos garantindo a eficácia e eficiência na gestão. Como afirma Alves (1994) “Investir em TI, descurando as pessoas, pode ser na actualidade, dar um passo atrás”. Feitas estas considerações, a ALUVRONLINE adoptará as seguintes tecnologias incluindo hard e soft:  Sistema de Comunicação-intranet, com algumas restrições que garante a confiabilidade de grupos específicos e indicados para o uso;  Internet, totalmente aberto para a clientela e para os demais que querem associar à empresa e contribuir para o seu desenvolvimento;  Extranet, estabelecer relações seguras com parceiros, clientes e fornecedores de obras;  Sistema operativo-Microsoft Windows  Firewell : Servidor proxy  Rede: LAN, MAN e WAN  Equipamentos de rede  Servidores  Site (linguagem html)  Computadores de calibres altos- Workstation /Mainsframe ou servidores;  Router  Hubs-witch  Servidor proxy  Cabos  Outros Equipamentos que serão necessários na operacionalização de projectos  Impressora local e de rede. 5.2 Tipologia de rede: Em árvore Propomos um Sistemas de Gestão Empresarial Integrado com uma base de dado única, faria todo sentido adoptar a tipologia em árvore até porque permitiria um maior controle e um funcionamento unicamente controlado por um mainsframe dedicado, ficando temporariamente disponível para que outros computadores tenham acesso. Esta
  12. 12. tipologia de rede é moderna e consiste numa estação central, a qual se ligam as diferentes estações, ou seja, temos um conjunto de computadores que liga a um hub ou switch. A informação entre as estações deve passar obrigatoriamente pela estação central. Poderia se questionar o facto do computador central bloquear, mas este caso foi pensado e por isso sugerido um sistema de backup que automaticamente guarda todas as transacções da estação central em locais confiáveis (servidores de backup) e acedidas sempre que houver alguns constrangimentos. É uma tipologia facilitadora de manutenção do sistema e permite detetar avarias com facilidade. A figura abaixo ilustra esta tipologia. Fig.3: Tipologia e estrutura de rede adoptado pela ALUVRONLINE 5. Interacção entre Cliente e sistema (Caso de Uso: Cadastro do clientes) A relação da clientela com a empresa será mediatizada quase totalmente pela internet na medida em que a ALUVRONLINE surgiu em contextos da modernidade onde as tecnologias marcam o cenário trazendo grandes desafios aos diversos domínios sociais e sem restrição ao sector empresarial que cada vez mais tem optado pelas tecnologias mais sofisticados e consequentemente formação dos funcionários e recrutamento de técnicos conscientes das vantagens de tecnologias informático- computacionais ligadas a produtividade e rentabilidade no fornecimento dos bens e serviços, o que garante à empresa o grau de estabilidade e competitividade no mundo
  13. 13. empresarial via conceito benchmarck cada vez mais adoptado como princípio e estratégia de promoção das empresa em qualidade dos serviços prestados e sua elevação nos rankings nacionais e internacionais. Ainda põe à disposição páginas de apoio ao cliente no que tange às suas dúvidas e preconceitos em relação à empresa e o manual de operacionalização onde consta as principais informações que servem de orientação aos e-clientes e aos cibernautas e internautas em geral permitindo uma integração por via de uma comunicação saudável e esclarecedora de todas as dúvidas. É nesta senda que a ALUVRONLINE opera. 6.1 Requisitos do sistema A ALUVRONLINE adoptará um sistema inteligente que permite o cliente cadastrar no sistema e, após ser reconhecido pelo sistema consoante critérios, passa a constar em base de dados. O e-cliente procura livros do seu interesse, selecciona o pretendido, clica em cima da opção download. O sistema fará uma cópia automática do livro que se solicitou download e regista o dia em que foi descarregado o livro e o tempo total do contracto de aluguel. Consegue estipular o tempo exactamente conforme escolhido pelo cliente no preenchimento (prazo máximo 99 dias) de modo que a validade do download seja temporizada e logo a versão digital do livro entrará em disfuncionalidade, exibindo uma mensagem de renovação do contrato, agradecimentos e pedidos de desculpas pelos constrangimentos. É de salientar que as versões não permitem a impressão e nem fotocópias. Esta mensagem será exibida dois segundos após download relembrando o cliente das consequências. Caso o usuário tentar por mais que uma vez fazer cópias, recorte das páginas ou outros procedimentos do tipo, o livro entra em disfuncionalidade mesmo que o prazo do contrato de aluguel estiver em dia. As versões dos manuais são disponibilizadas em PDF ou formatos de idêntico carácter. O sistema não aceita trocas a não ser que o prazo de validade tenha terminado e a transacção da quantia de aluguel é transferido automaticamente da conta do usuário para a da empresa. 6.2 Caso de Uso Este caso de uso permite que o usuário (não cadastrado) possa se cadastrar e assim ter acesso às áreas privilegiadas do sistema, como empréstimos de livro em formatos digitais online. 6.3 Atores
  14. 14. Estudantes, leitores não cadastrado. 6.4 Pré-condições (exigências) Acesso à funcionalidade de cadastro de usuário.Cadastro obrigatório para empréstimos 6.5 Pós-condições Usuário cadastrado no sistema e incorporado no sistema pronto a desfrutar das funcionalidades disponível para a sua condição (estudante, investigador, professor, catedráticos). 6.6 Requisitos funcionais Cadastrar o usuário. Não permitir registro de usuário duplicado 6.7 Requisitos não-funcionais As informações pessoais não devem ser exibidas publicamente. 6.8 Fluxo de Eventos O usuário entra na página da empresa (www.aluvronline.com/cv1 ) solicita ao sistema a funcionalidade de cadastro de usuários. O usuário digita os dados referentes ao cadastro:  Nome: texto, obrigatório;  Nº BI e contacto: campo obrigatório;  Email: alfanumérico, obrigatório;  Senha: alfanumérica, obrigatória;  Posição académica: Nível, Tipo de usuário a cadastrar: escolhido dentre as opções “Investigador”, “Estudante”, “Alunos”, “Docente-Licenciados, mestrados, doutorados, catedráticos”; 6.8.1 O usuário submete os dados ao sistema. 6.8.2 O sistema cadastra o usuário. 6. Fluxos Alternativos 7.1 Usuário duplicado Nesta etapa, se o sistema identificar que um usuário com o mesmo nº BI ou contacto telefónico, já foi cadastrado, as seguintes providências serão tomadas: 7.1.1 O sistema emite uma mensagem de “Usuário já cadastrado”. 1 Site imaginário.
  15. 15. 7.1.2 O sistema retorna para o passo 2 do fluxo básico. 7. Campo Obrigatório não preenchido Caso o usuário não tenha preenchido um campo por disfarce ou algo do tipo, o sistema logo detecta, avisa o usuário e identifica o campo obrigatório não preenchido, descendo lentamente ao campo não preenchido. 8. Campo inválido Neste caso, se o sistema identificar que o valor informado em um campo não se encontra num formato válido para o mesmo, os seguintes passos são executados: O sistema emite uma mensagem de “Campo com valor inválido” e exibe de novo o campo para ser preenchido. Após cadastrado, o sistema conta com um formulário de empréstimos de pagamento em prestações mensais e anuais para usuários que preferem. Na figura abaixo, demostra- se estruturalmente esquematizado o Caso de Uso restrito-cadastrar clientes-ilustrando o sistema de aluguel. Fig.4: Caso de uso: cadastrar clientes
  16. 16. 9. Breve descrição O usuário entra na página da empresa e solicita o cadastra. Preenche os campos e o sistema processa e envia uma mensagem de confirmação caso os dados estiverem de acordo com os requisitos exigidos. No caso de falhas, faz o usuário voltar ao homepage e preencher de novo. Temos então o usuário cadastrado. Tudo indo bem, o usuário, faz Login e procura os livros que pretender (no caso de não preenchimento preciso de dados mostra-se sugestão) e o sistema vai processar e validar o pedido conforme situação de crédito. Após cumprir todos os requisitos do sistema o usuário faz o download e pagamento será simultaneamente e feito pelo sistema de transacção. Logo o dinheiro entra automaticamente na conta da empresa. Segundos depois, envia-se um email de comprovação de aluguel pelo correio electrónico do usuário. 10. Consideração finais Estamos certo de que esta empresa terá a sua viabilidade para aqueles que mantém um compromisso sério com a academia. É um projecto que tem lugar estável no contexto actual visto que a educação precisa entrar na modernidade onde as tecnologias fazem parte integrante da cultura escolar. Num país que atravessa momentos de crise é necessário o empreendedorismo e um compromisso de fortalecimento da economia do país com investimentos do tipo. Esperamos que este projecto tenha impacto desejável e que venha resolver, de facto, as principais demandas da população académica Caboverdiana, assim como servir de uma plataforma internacional aos demais que actuam no campo da investigação científica. Estamos a vers este projecto como uma chance das universdidades nacionais se enriquecerem as suas bibliografias através de uma cooperação com a ALUVRONLINE em que os estudantes das referidas universidades passarão a usufruir das bibliografias disponibilizadas pela em presa. Num país de descontinuidade territorial e de baixo poderde copre faz sentido projectos do tipo, cujo os serviços são disponibilizados a um preço consentânea à realidade nacional.
  17. 17. Links consultados (Janeiro 2014) http://paginas.fe.up.pt/~goii2000/M3/redes2.htm http://www.paginas.ucpel.tche.br/~loh/sist-inf.htm http://prof.santana-e- silva.pt/gestao_de_empresas/trabalhos_05_06/word/Teoria%20de%20Mintzberg.pdf http://www.eteavare.com.br/arquivos/30_284.pdf http://prof.santana-e- silva.pt/gestao_de_empresas/trabalhos_05_06/word/Teoria%20de%20Mintzberg.pdf http://www.eteavare.com.br/arquivos/30_284.pdf http://www.dei.isep.ipp.pt/~andre/documentos/redes-classificacao.html http://docs.kde.org/stable/pt_BR/kdesdk/umbrello/uml-elements.html Bibliografia MORESSI, E.A. (2000).Delineando o valor do sistema de informação de uma organização Ci. Inf., Brasília, v. 29, n. 1, p. 14-24, jan./abr. 2000, disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v29n1/v29n1a2.pdf MINTZBERG, Henry (2003). Criando organizações eficazes. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2003. ROCHA, A. (1994). Desenvolvimento de Sistemas de Informação: Estudo sobre a sua condução nas organizações, Tese de Mestrado, Universidade Católica.
  18. 18. Descrição breve- Palavras chaves-cadastro, base de dados, clientes, empresa e funcionários, comprovativo de aluguel, cartão electrónico, disfuncionalidade do book, servidor, download, visa, depósitos, devolução, empréstimos http://docs.kde.org/stable/pt_BR/kdesdk/umbrello/uml-elements.html Conlusão: http://www.dei.isep.ipp.pt/~andre/documentos/redes-classificacao.html Bibliografia: CASO DE USO http://docs.kde.org/stable/pt_BR/kdesdk/umbrello/uml-elements.html

×