Texto narrativo

3.096 visualizações

Publicada em

O texto narrativo, diferença entre conto e crônica, descrição.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.096
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
250
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Texto narrativo

  1. 1. Texto Narrativo Redação
  2. 2. Texto narrativo  História que envolve personagens realizando ações;  Sucessão de fatos que se situam em um tempo e espaço.  Prosa: texto em parágrafos, segue os limites do papel/suporte.  Verso: maior liberdade de composição.
  3. 3. Elementos  Personagens: realizam ações que formam a sequência narrativa. Características físicas e/ou psicológicas determinadas. Redondas: alto grau de densidade psicológica, maior complexidade, imprevisível.  Tendência a redonda: Grau de densidade psicológica mediano. Linearidade nas ações, mas pode surpreender. Planas: baixo grau de densidade psicológica, ações lineares.  Tipo: Representa uma classe ou grupo social.  Estereótipo: Representação excessiva de uma determinada categoria social.
  4. 4. Elementos  Narrador: relata a história. Personagem (1ª p.) / Observador (3ª p.); Onisciente (neutro/seletivo).  Tempo: momento em que se desenvolve a história.  Espaço: local dos acontecimentos.  Enredo: sequência dos fatos. Ordem cronológica (temporal) ou psicológica (anacrônica ou flash backs). Conflito: situação de tensão. Clímax: ponto máximo de tensão. Desfecho: finalização, “resolução” do conflito.
  5. 5. Conto x Crônica  Conto: Enredo concentrado no conflito. Um só conflito. Narrativa “curta”, mas densa. Literário.  Crônica: Gênero híbrido entre literatura e jornalismo. Linguagem simples e próxima do leitor. Retrata eventos e fatos do cotidiano. É comum a crônica usar humor e ironia.
  6. 6. Exemplos Trecho de “União, gente” de Luís Fernando Veríssimo, publicado no livro “A mesa voadora” “Nunca se despreze o poder de uma ideia cuja hora chegou. Minha rebelião contra a salsinha ganha adeptos e, a julgar pela correspondência, esta era uma causa à espera do primeiro grito. Só não conseguimos ainda nos organizar e partir para a mobilização – manifestações de rua, abraços a prédios públicos – porque persiste uma certa indefinição de conceitos. Eu sustento que “salsinha” é nome genérico para tudo que está no prato só para enfeite ou para confundir o paladar, o que incluiria até aquelas galhos de coisa nenhuma espetados no sorvete, o cravo no doce de coco, etc. Outros, com mais rigor, dizem que salsinha é, especificamente, o verdinho picadinho que você não consegue raspar de cima da batata cozida, por exemplo, por mais que tente. Outros, mais abrangentes do que eu, dizem que salsinha é o nome de tudo o que é persistentemente supérfluo em nossas vidas, da retórica ao porta-aviões, passando pelo cheiro-verde”. [...]
  7. 7. Exemplos Trecho de “O dia em que explodiu Mabata-bata” de Mia Couto, publicado no livro “Contos africanos de língua portuguesa” “De repente, o boi explodiu. Rebentou sem um múúú. No capim em volta choveram pedaços e fatias, grãos e folhas de boi. A carne já eram borboletas vermelhas. Os ossos eram moedas espalhadas. Os chifres ficaram num qualquer ramo, balouçando a imitar a vida, no invisível do vento. O espanto não cabia em Azarias, o pequeno pastor. Ainda há um instante ele admirava o grande boi malhado, chamado de Mabata-bata. O bicho pastava mais vagaroso que a preguiça. Era o maior da manada, régulo da chifraria, e estava destinado como prenda de lobolo do tio Raul, dono da criação. Azarias trabalhava para ele desde que ficara órfão. Despegava antes da luz para que os bois comessem o cacimbo das primeiras horas. Olhou a desgraça: o boi poeirado, eco de silêncio, sombra de nada. ‘Deve ser foi um relâmpago’, pensou”. [...]
  8. 8. Descrição Redação
  9. 9. Descrição  Ilustrativa.  Caracteriza.  Adjetivos e verbos de ligação.  Aspectos: Visuais, táteis, sonoros, gustativos, olfativos, psicológicos.  Subjetiva: Literária, metafórica, sinestésica.  Objetiva: Não literária, objetiva, exata, detalhada.

×