Página 2 de 27
Minicurso
Civil 3D para Projetos Ambientais
IX SEAUPP
UNESP
Presidente Prudente
Autor: Rafael Colucci
Página 3 de 27
Sobre o autor:
É autor na Editora Técnica Guru desde 2012, tendo uma gama de cursos nas áreas de
geoprocess...
Página 4 de 27
Minicurso
Civil 3D para Projetos Ambientais
Sumário
1 Criação do Modelo Digital de Terreno (MDT)..............
Página 5 de 27
1 Criação do Modelo Digital de Terreno (MDT)
No primeiro módulo deste Minicurso sobre Civil 3D aprenderemos...
Página 6 de 27
com um equipamento de precisão é possível afirmar que as análises realizadas neste terreno possuirão um alt...
Página 7 de 27
Neste momento, teremos uma superfície criada, porém ainda não temos o MDT, já que ainda não inserimos as
in...
Página 8 de 27
5. Na janela que surgiu, clique no símbolo (+) e navegue até o local onde salvou o seu arquivo de pontos.
E...
Página 9 de 27
2 Análises de Superfície
Uma das principais vantagens de utilizar o Civil 3D para projetos de infraestrutur...
Página 10 de 27
Análise de bacias e sub-bacias no Civil 3D
2. Clique na opção Run Analysis, representada por uma seta na j...
Página 11 de 27
clicaremos com o botão direito na superfície desejada (na Toolspace) e em seguida selecionaremos a
opção “...
Página 12 de 27
Abaixo podemos visualizar o resultado da análise realizada. Lembrando que qualquer que seja a análise real...
Página 13 de 27
Criando alinhamentos a partir de polylines no Civil 3D
2. Selecione a polyline desejada e clique em ok. No...
Página 14 de 27
Configurando o alinhamento criado no Civil 3D
A imagem abaixo mostra o resultado com uma aplicação para vi...
Página 15 de 27
Para criarmos um perfil longitudinal realizaremos o seguinte procedimento.
1. Na aba Home, clique em Profi...
Página 16 de 27
3. Agora que o perfil está criado, não clique em ok, mas sim em Draw in Profile View. A seguinte caixa de
...
Página 17 de 27
3.3 Grupos de seções transversais
Para visualizarmos seções transversais no Civil 3D utilizamos um objeto ...
Página 18 de 27
Criando o grupo de seções transversais no Civil 3D
3. Assim que criarmos o grupo de seções, a seguinte bar...
Página 19 de 27
Selecionando os parâmetros de criação das seções transversais
5. Nesta caixa de diálogos podemos configura...
Página 20 de 27
3.4 Vistas de seções
Agora que já temos um grupo de seções transversais criaremos uma vista de seção para ...
Página 21 de 27
Escolhendo a seção pelo estaqueamento.
3. Clique em um ponto do seu desenho para inserir a sua vista de se...
Página 22 de 27
A partir destes objetos somos capazes de construir e obter vários tipos de análises em projetos de estrada...
Página 23 de 27
3. Clique em um ponto na tela para inserir a Assembly criada.
Vista ampliada de uma Assembly no Civil 3D
4...
Página 24 de 27
Selecione o conjunto de subassemblies de canais
6. Escolha a opção Channel.
Escolhendo uma subassemblie pa...
Página 25 de 27
Seção tipo que será utilizada para construir o canal a partir de corredores.
8. A partir da janela de prop...
Página 26 de 27
1. Na guia Home, clique em Corridor. Na caixa de diálogos que aparecerá, dê um nome ao corredor, escolha
o...
Página 27 de 27
Vista bi dimensional do corredor
A partir de ferramentas de visualização tridimensionais poderemos analisa...
Apostila Curso Civil 3D para Projetos Ambientais UNESP 2013 -  Cursos Guru
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apostila Curso Civil 3D para Projetos Ambientais UNESP 2013 - Cursos Guru

3.563 visualizações

Publicada em

Apostila Minicurso Civil 3D para Projetos Ambientais
IX SEAUPP - UNESP - Presidente Prudente. Aprenda mais em www.cursosguru.com.br/cursos/autocad-civil-3d/

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.563
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
330
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
225
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila Curso Civil 3D para Projetos Ambientais UNESP 2013 - Cursos Guru

  1. 1. Página 2 de 27 Minicurso Civil 3D para Projetos Ambientais IX SEAUPP UNESP Presidente Prudente Autor: Rafael Colucci
  2. 2. Página 3 de 27 Sobre o autor: É autor na Editora Técnica Guru desde 2012, tendo uma gama de cursos nas áreas de geoprocessamento, onde ensina a utilizar softwares como o AutoCAD Civil 3D e AutoCAD Map 3D. Possui graduação em Física, porém, atua na área de projetos ambientais desde 2009, quando iniciou seu Mestrado em Engenharia da Energia. Sua especialidade é o estudo de rompimentos de barragens utilizando o HEC-RAS. Atualmente cursa doutorado em Engenharia de Materiais na Universidade Federal de Itajubá e atua como estagiário docente na disciplina HDY 001 – Sistema de Análise de Rios.
  3. 3. Página 4 de 27 Minicurso Civil 3D para Projetos Ambientais Sumário 1 Criação do Modelo Digital de Terreno (MDT)................................................................................................ 5 1.1 Arquivos de pontos topográficos................................................................................5 1.2 Superfícies.................................................................................................................5 2 Análises de Superfície.................................................................................................................................... 9 3 Alinhamentos, perfis longitudinais e vistas de seções.................................................................................... 12 3.1 Alinhamentos ..........................................................................................................12 3.2 Perfis Longitudinais.................................................................................................14 3.3 Grupos de Seções transversais .................................................................................17 3.4 Vistas de seções.......................................................................................................20 4 Corredores ................................................................................................................................................... 21 4.1 Assembly ou seção tipo ...........................................................................................22 4.2 Criando o corredor...................................................................................................25
  4. 4. Página 5 de 27 1 Criação do Modelo Digital de Terreno (MDT) No primeiro módulo deste Minicurso sobre Civil 3D aprenderemos a trabalhar com o objeto mais básico deste software que é a Superfície. As Superfícies são objetos tridimensionais que representam o terreno estudado, podendo ser obtidas a partir de topografia, curvas de nível de cartas topográficas e imagens de satélite. 1.1 Arquivos de pontos topográficos Os arquivos de pontos topográficos possuem, na maior parte dos casos, extensões txt, contendo informações de coordenadas X, Y e Z. Arquivo de pontos no formato PENZ do Civil 3D Tais informações podem ser obtidas de diversas formas, desde levantamentos topográficos, até a aquisição de imagens de satélites. Neste caso, temos um arquivo de pontos provenientes de um levantamento de topografia feito com GPS. 1.2 Superfícies A partir deste tipo de arquivo somos capazes de construir objetos tridimensionais no Civil 3D, que representem o terreno estudado de uma forma muito próxima da real. Caso seu levantamento topográfico tenha sido realizado
  5. 5. Página 6 de 27 com um equipamento de precisão é possível afirmar que as análises realizadas neste terreno possuirão um alto grau de confiabilidade. Superfície criada a partir de pontos topográficos no Civil 3D No Civil 3D, este objeto recebe o nome de Superfície de triangulação, e é criado a partir de triângulos obtidos pelas informações de coordenadas do arquivo de pontos. O resultado é o que chamamos de Modelo Digital de Terreno. Para criarmos uma superfície no Civil 3D podemos utilizar o seguinte procedimento. 1. Clicar em Surfaces e em seguida escolher a opção Create Surface. 2. Na caixa de diálogos Create Surface, precisaremos nomear a superfície e escolher um estilo. Criando uma superfície no Civil 3D
  6. 6. Página 7 de 27 Neste momento, teremos uma superfície criada, porém ainda não temos o MDT, já que ainda não inserimos as informações de topografia. Faremos isso adicionando uma Definição. 3. Clique no símbolo de (+), ao lado da opção Surface, na Toolspace, e clique novamente no (+), ao lado da superfície criada. Selecionando a Superfície no Civil 3D 4. Clique no símbolo (+), ao lado de Definition, e em seguida clique com o botão direito na opção Point Files e selecione a opção Add. Adicionando um arquivo de pontos topográficos na Superfície no Civil 3D
  7. 7. Página 8 de 27 5. Na janela que surgiu, clique no símbolo (+) e navegue até o local onde salvou o seu arquivo de pontos. Escolha e clique em Open. Selecionando o arquivo de pontos topográficos 6. Escolha a opção PENZ, como formato do arquivo de pontos, desmarque as demais caixas de diálogo e clique em ok. Veja o resultado. Superfície criada a partir do arquivo de pontos PENZ
  8. 8. Página 9 de 27 2 Análises de Superfície Uma das principais vantagens de utilizar o Civil 3D para projetos de infraestrutura é a capacidade deste software em auxiliar o usuário na obtenção de informações. A partir de análises realizadas em uma superfície podemos obter várias informações importantes para projetos na área ambiental, como análises de declividades, elevações e até mesmo traçado de bacias e sub-bacias. Para realizar qualquer tipo de análise em superfícies, clique com o botão direito na superfície desejada e escolha a opção “Surface Properties”. Propriedades de Superfícies Ao clicarmos na opção “Analysis” poderemos escolher vários tipos de análises de superfícies disponíveis. Abaixo veremos o procedimento para realizar uma análise do tipo Watersheds, que nos fornece as bacias e sub-bacias de um determinado local. 1. Na guia Analysis, escolha a opção Watersheds, em Analysis Type.
  9. 9. Página 10 de 27 Análise de bacias e sub-bacias no Civil 3D 2. Clique na opção Run Analysis, representada por uma seta na janela acima. Resultado da análise de bacias no Civil 3D 3. Ao clicar em ok, ainda não poderemos visualizar o resultado do traçado das bacias e sub bacias no Civil 3D, já que o estilo da superfície não permite essa visualização. Para corrigirmos esse pequeno defeito, Run Analysis
  10. 10. Página 11 de 27 clicaremos com o botão direito na superfície desejada (na Toolspace) e em seguida selecionaremos a opção “Edit Surface Style”. Editando estilos de superfície no Civil 3D 4. Podemos alterar várias opções no estilo da superfície, porém, como queremos visualizar o resultado da análise, acessaremos a opção Display e clicaremos na lâmpada ao lado da opção Watersheds, fazendo com que ela fique acesa. Escolhendo o que será mostrado em um estilo de superfícies no Civil 3D
  11. 11. Página 12 de 27 Abaixo podemos visualizar o resultado da análise realizada. Lembrando que qualquer que seja a análise realizada será necessário alterar o estilo para visualizar o resultado. Análise tipo Watersheds no Civil 3D 3 Alinhamentos, perfis longitudinais e vistas de seções 3.1 Alinhamentos Os alinhamentos são objetos bidimensionais que ao serem aplicados em superfícies podem fornecer diversos tipos de análises, como perfis longitudinais e vistas de seções transversais. A forma mais simples de criar um alinhamento é transformando uma polyline em alinhamento. Veremos abaixo o procedimento para criarmos alinhamentos a partir de polylines. 1. Na aba home, clique em Alignment, e em seguida, selecione a opção “Create Alignments from Objects”
  12. 12. Página 13 de 27 Criando alinhamentos a partir de polylines no Civil 3D 2. Selecione a polyline desejada e clique em ok. Note que ao realizar este procedimento uma seta surgirá no seu alinhamento, indicando o sentido do estaqueamento. Se o sentido estiver correto pressione Enter. Se não, pressione R e em seguida pressione Enter. Sentido do estaqueamento de um alinhamento no Civil 3D 3. Na caixa de diálogos Create Alignments from Objects, daremos um nome ao alinhamento e escolheremos estilos e estilos de rótulos. Ao finalizar o processo clique em ok.
  13. 13. Página 14 de 27 Configurando o alinhamento criado no Civil 3D A imagem abaixo mostra o resultado com uma aplicação para visualizarmos o alinhamento de forma mais detalhada. Vista ampliada de um alinhamento no Civil 3D 3.2 Perfis Longitudinais Os perfis longitudinais são objetos do Civil 3D que mostram a variação de cota de um alinhamento. Basicamente, podemos dizer que um perfil longitudinal representa o formato do terreno por onde o alinhamento está passando. Estaqueamento
  14. 14. Página 15 de 27 Para criarmos um perfil longitudinal realizaremos o seguinte procedimento. 1. Na aba Home, clique em Profiles e em seguida escolha a opção Create Surface Profile. Criando perfis longitudinais no Civil 3D 2. Na caixa de diálogos Create Surface Profile escolha o alinhamento, a superfície e clique em Add. Selecionando o alinhamento e a superfície
  15. 15. Página 16 de 27 3. Agora que o perfil está criado, não clique em ok, mas sim em Draw in Profile View. A seguinte caixa de diálogos será apresentada. Criando uma vista de perfil 4. Dê um nome à sua vista de perfil e clique em Create Profile View. O Civil 3D solicitará um local para inserir a vista de perfil, sendo assim, selecione um local no seu desenho e visualize o perfil longitudinal. Perfil longitudinal ampliado
  16. 16. Página 17 de 27 3.3 Grupos de seções transversais Para visualizarmos seções transversais no Civil 3D utilizamos um objeto chamado Sample Lines. As sample lines nos fornecerão uma vista bidimensional, de um corte transversal ao alinhamento. Estes objetos são extremamente úteis em vários projetos ambientais, como, por exemplo, estudos de canais. Segue abaixo o procedimento para criar seções transversais no Civil 3D. 1. Na aba Home, clique em Sample Lines. Em seguida, pressione Enter para escolher o alinhamento desejado em uma lista e clique em ok. Escolhendo o alinhamento para criar seções transversais no Civil 3D. 2. Na caixa de diálogos Create Sample Line dê um nome para o grupo de seções transversais e verifique se a superfície selecionada é a desejada. Em seguida clique em ok.
  17. 17. Página 18 de 27 Criando o grupo de seções transversais no Civil 3D 3. Assim que criarmos o grupo de seções, a seguinte barra de ferramentas surgirá. Com ela, poderemos escolher como desenharemos os locais das seções. Nesta barra de ferramentas, clique na seta ao lado da opção Sample Line Creation Methods e selecione a opção By Range of Stations. Escolhendo o método de desenho das Sample Lines. 4. Ao clicarmos na opção “By Range of Stations” seremos levados à seguinte caixa de diálogos.
  18. 18. Página 19 de 27 Selecionando os parâmetros de criação das seções transversais 5. Nesta caixa de diálogos podemos configurar a largura da nossa seção transversal e também a distância entre cada uma. Para isso, altere as configurações para:  Left Swath Width: 300 m  Right Swath Width: 300 m  Sampling Increments: 50 m (todos) 6. Clique em ok e veja o resultado. Vista ampliada de um grupo de seções transversais
  19. 19. Página 20 de 27 3.4 Vistas de seções Agora que já temos um grupo de seções transversais criaremos uma vista de seção para que possamos analisar melhor o terreno estudado. Para isso, siga o procedimento abaixo. 1. Na aba Home, clique em Section Views e, em seguida, selecione a opção Create Section View. Criando vistas de seção no Civil 3D 2. Na caixa de diálogos, Create Section View General, dê um nome a sua vista de seção, escolha a estaca desejada e clique em Create Section View.
  20. 20. Página 21 de 27 Escolhendo a seção pelo estaqueamento. 3. Clique em um ponto do seu desenho para inserir a sua vista de seção e veja o resultado. Vista de seção criada no Civil 3D. 4 Corredores Corredores são objetos tridimensionais criados a partir da união de outros objetos do Civil 3D, como alinhamentos, perfis longitudinais e seções tipos.
  21. 21. Página 22 de 27 A partir destes objetos somos capazes de construir e obter vários tipos de análises em projetos de estradas, canais e pontes. 4.1 Assembly ou seção tipo Antes de criarmos o corredor precisamos criar um objeto chamado Seção Tipo, ou Assembly, que definirá a característica do corredor. Para criarmos uma Assembly seguiremos o procedimento abaixo. 1. Na guia Home, clique em Assembly e em seguida na opção Create Assembly. Criando uma Assembly no Civil 3D 2. Dê um nome a sua Assembly e em seguida clique em ok. Caixa de diálogos Create Assembly
  22. 22. Página 23 de 27 3. Clique em um ponto na tela para inserir a Assembly criada. Vista ampliada de uma Assembly no Civil 3D 4. Agora que já temos a seção criada, iremos desenhá-la a partir de alguns objetos chamados Subassemblies. Para isso, clique no botão Tool Palettes, na guia Home. Selecionando a opção Tool Palettes O conjunto de paletas chamado Tool Palettes fornece todas as subassemblies disponíveis no Civil 3D, podendo variar desde simples traços até componentes de estradas e canais. 5. Na Tool Palettes selecione a opção Trench Pipes.
  23. 23. Página 24 de 27 Selecione o conjunto de subassemblies de canais 6. Escolha a opção Channel. Escolhendo uma subassemblie para canais trapezoidais. 7. Clique na Assembly e visualize o resultado.
  24. 24. Página 25 de 27 Seção tipo que será utilizada para construir o canal a partir de corredores. 8. A partir da janela de propriedades altere os valores de profundidade e largura de fundo para:  Profundidade: 5 metros  Largura de fundo: 50 metros. Alterando as características do canal. Agora que criamos a seção tipo do canal, podemos criar o corredor no Civil 3D. 4.2 Criando o corredor Para criarmos o corredor seguiremos os passos abaixo.
  25. 25. Página 26 de 27 1. Na guia Home, clique em Corridor. Na caixa de diálogos que aparecerá, dê um nome ao corredor, escolha o alinhamento, o perfil, a Assembly e a superfície que fornecerão as características bi e tridimensionais do corredor. Selecionando os parâmetros do corredor no Civil 3D 2. Clicando em Ok, seremos levados à seguinte caixa de diálogos, onde basicamente, clicaremos em Ok novamente. Finalizando o corredor no Civil 3D 3. Ao clicar em ok, o Civil 3D irá processar as informações e criar o canal a partir do corredor.
  26. 26. Página 27 de 27 Vista bi dimensional do corredor A partir de ferramentas de visualização tridimensionais poderemos analisar melhor o corredor, para isso, podemos utilizar as ferramentas Orbit, Object Viewer e Drive. Vista 3D de um corredor no Civil 3D. Com isso, encerramos este minicurso e esperamos que as ferramentas aqui aprendidas possam auxiliá-los durante a graduação e, principalmente, quando estiverem exercendo a profissão de Engenheiro Ambiental.

×