SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
Especialização em Tecnologias da Informação e da Comunicação
                              Aplicadas à Educação


                              PÓLO: Restinga Sêca
                     DISCIPLINA: Elaboração de Artigo Científico
                 PROFESSORA ORIENTADORA: Carolina Iuva de Mello
                                    05/11/2010



             Os alunos da periferia e o uso de tecnologia em sala de aula

          Students at the periphery and the use of technology in classroom

                            CABRAL, Guiomar Cezar,
   Licenciada em Letras Português/Inglês pelo Centro Universitário Franciscano


Resumo: Este trabalho tem como finalidade aprofundar estudos sobre casos que deram
certo no uso de tecnologias em sala de aula. Como fonte de estudo foi utilizada uma
escola localizada na zona oeste da cidade de Santa Maria/RS, a qual trabalha com
crianças carentes usando metodologias avançadas por acreditar que estes alunos têm a
mesma capacidade que alunos de escolas pagantes de aprender e desenvolverem-se
como cidadãos. Utiliza-se das tecnologias para auxiliar o professor no trabalho com
alunos de diferentes meios onde cada um tem problemas diversos e trazem para a escola
estes contextos. As tecnologias são um atrativo juntamente com trabalho com projetos e
foi o que utilizou-se ao trabalhar a Língua Inglesa e a Língua Portuguesa nestas turmas
de 8ª séries.

Palavras Chaves: Tecnologias, Alunos, Periferia.

Abstract:: This work has with a finally to further studies about cases that were successful
in using technology in the classroom. As a source of study, a school located in Santa
Maria, which works with needy children using advanced methodologies for believing that
these students have the same capacity as paying school students to learn and develop as
citizens. It utilizes the technologies to help the teacher to work with students from different
backgrounds where each has different problems and bring these to school contexts. The
technologies are an attractive along with project work and that's we used to work in
English and Portuguese Language in this 8th grades.

Keywords: Technology, Students, Periphery.
1 INTRODUÇÃO


      É fato que cada vez mais o aluno aprende usando a internet, navegando em sites
que crescem a cada dia com assuntos que o atualizam e auxiliam dentro e fora da sala de
aula. O uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) aplicadas à
educação já vem a algum tempo sendo discutido por professores e gestores. Porém, não
se pode discutir sobre este assunto pensando que usar tecnologias é apenas levar
computadores para sala de aula ou os alunos ao laboratório de informática e trabalhar o
conteúdo da mesma forma sem inovar e adaptar este conteúdo as necessidades dos
educandos com aprendizagens que os façam compreender e apropriar-se de novos
conhecimentos.
      Cada vez mais se discute sobre o crescimento das tecnologias na atualidade e a
escola não pode ficar fora. É fato que o uso de tecnologias para fazer com que os alunos
conheçam trabalhos de outras escolas faz com que eles sintam-se cada vez mais
estimulados a escrever e a ler devido ao ambiente ser mais acolhedor. Também é o caso
de professores que trabalham com blogs onde os alunos colocam seus trabalhos, fazendo
com que estes tenham prazer em escrever e pesquisar sobre assuntos diversos,
procurando aprimorar sua escrita no momento que percebem que outras pessoas irão ler
seus trabalhos e não mais somente os colegas e o seu meio escolar.
      Em comunidades que trabalham em rede, principalmente escolas privadas,
percebe-se cada vez mais o aumento no interesse pelas atividades que serão realizadas
em Laboratórios de Informática ou em blogs devido ao fato de poderem mostrar o que
estão trabalhando para outras escolas, trocando experiências. Outra atividade muito
comum são os campeonatos esportivos que escolas privadas realizam, proporcionando
que alunos de uma mesma rede compitam de maneira sadia, ocasionando um interesse
na aprendizagem do conteúdo em questão.
      O que não é tão comum é conseguir trabalhar determinados assuntos com várias
disciplinas de forma conjunta, explorando temas diversos tendo a interdisciplinaridade
como mais um recurso para chegarmos ao objetivo final – a aprendizagem do aluno.
      Segundo Gardner citado no blog Sala de Terapia (2009), todos os indivíduos
normais são capazes de uma atuação em pelo menos sete diferentes e, até certo ponto,
independentes áreas intelectuais. Ele sugere que não existem habilidades gerais, duvida
da possibilidade de se medir a inteligência através de testes de papel e lápis e dá grande
importância a diferentes atuações valorizadas em culturas diversas. Finalmente, ele
define inteligência como a habilidade para resolver problemas ou criar produtos que sejam
significativos em um ou mais ambientes culturais.
         Este artigo procura avaliar pontos positivos e negativos decorrentes da utilização
das tecnologias, assim como apresentar os resultados obtidos, ou seja, as dificuldades e
as possibilidades encontradas, na utilização das TICs no ensino. O estudo de caso aqui
relatado ocorreu durante o ano letivo de 2009 e o primeiro semestre de 2010 com alunos
do Ensino Fundamental, disciplinas de Língua Portuguesa e Inglês, de uma escola da
periferia da cidade de Santa Maria, Rio Grande do Sul, utilizando-se de materiais
disponíveis no Laboratório de Informática da escola para fazer com que os alunos tenham
gosto pela leitura.


2 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA


         De acordo com Pierre Levy (1998), existe uma relação de aprendizagem entre
indivíduos ao passar mensagens para vários receptores e isto é o que permite que a
aprendizagem chegue a um número maior de pessoas, como por exemplo, no caso da
educação a distância onde hoje observa-se pessoas de comunidades distantes cada vez
mais conseguindo ter uma formação, fato até então impossível para muitas pessoas sem
acesso à educação por motivos diversos.
         Levy (1998) ainda reforça que as realidades virtuais compartilhadas, que podem
fazer comunicar milhares ou mesmo milhões de pessoas, devem ser consideradas como
dispositivos de comunicação „todos-todos‟, típicos da cibercultura. Para ele o que conta na
tecnologia é a maneira como esta é utilizada e não a técnica por si só. Destaca também a
importância dos blogs no processo de ensino–aprendizagem por acreditar que a internet
torna transparente informações que até então eram restritas a apenas um pequenos
grupo.
         Lynn Alves, professora do mestrado em educação e contemporaneidade da Uneb e
autora do livro: Game Over: Jogos Eletrônicos e Violência demonstra a importância da
tecnologia, em especial os jogos eletrônicos, na vida dos jovens contemporâneos. Com a
utilização de alguns jogos eletrônicos, a exemplo do Simcity, Civilizations e RPG, os
professores têm a possibilidade de trabalhar em geografia e história, pois o jogo desafia
os estudantes, faz com que administrem recursos, criem cidades, planejem, façam
escolhas, entre outros (ANJOS, 2007).
Pode-se destacar nestes jogos o aprendizado de regras, já que o jogador deve
estar inserido no funcionamento delas. Além disso, a aprendizagem de uma língua
estrangeira é possibilitada nestes jogos, facilitando e disponibilizando uma comunicação
viável e prática no seu cotidiano.
      De acordo com Alves (apud Anjos, 2007), até mesmo os jogos violentos, tanto
criticados por inúmeros pais, podem servir de fonte de aprendizado e estímulo entre o
público jovem. Para o autor, podemos trabalhar a questão cognitiva, já que os jogos
exigem habilidade sensorial e motora, planejamento e tomada de decisões.
      Segundo especialistas, o uso de softwares educativos está cada vez mais dentro
das salas de aula e o professor deve cada vez mais atualizar-se para não ficar no
passado. Aulas de língua estrangeira são cada vez mais ministradas à distância através
de softwares que trazem a realidade de uma sala de aula com professores e alunos
questionando e comunicando-se através de aulas virtuais, chats, videoconferências. Isto é
o futuro cada vez mais presente.
      De acordo com o professor universitário, Iury Lammel (apud Anjos, 2007):

                      O processo da educomunicação é inevitável porque a matéria – prima da educação é a
                      informação. A informação sofre a revolução, então, a educação também sofre. Além do
                      mais a geração Y cresceu com a informática e está acostumada a se informar por
                      intermédio da tecnologia. Eles cão exigir do professor essa forma de educação.


      Com este comentário o professor exemplifica de que trata neste texto, ou seja, a
importância da educação fazer uso cada vez mais de softwares educativos para ensino-
aprendizagem e quanto este método é eficaz na aprendizagem dos nossos educandos
nos dias atuais.
      Observa-se nos estudos e exemplos citados acima a educação cada vez mais
utilizando-se de tecnologias para auxiliar na aprendizagem de educandos. Vê-se
constantemente em telejornais, cursos que surgem com educação à distância que
favorecem no auxílio para rever ou aprender sobre temas variados.
      As escolas também estão percebendo esta importância e por este motivo fazendo
uso cada vez mais de softwares e outras tecnologias para auxiliar na aprendizagem, são
professores de língua estrangeira e também no auxílio do ensino – aprendizagem de
outras disciplinas como já citamos anteriormente o caso da língua portuguesa para a
leitura e pesquisa sobre contos de Machado de Assis usando tecnologias para a
aprendizagem de outras culturas e vivências as quais cada vez mais trazem os
educandos para a sala de aula.
      O uso de chats está cada vez mais sendo utilizado como uma das maneiras de
socializar a aprendizagem, pois os educandos comunicam-se cada vez mais através
destes meios e com isto descobrem e aprendem coisas novas, fato até então possível
apenas com a utilização de livros e um professor frente a uma classe.
      Percebe-se também um crescimento muito grande de livros digitalizados o que
possibilita que professores possam utilizar-se de leituras e pesquisas enriquecedoras de
materiais disponíveis com grande valor qualitativo desde que este professor trabalhe junto
com os educandos orientando-os nestas pesquisas.
      Não é fácil fazer com que os professores percebam o quanto suas aulas podem
crescer e tornarem-se mais atraentes, este é um caminho que precisa e já está sendo
trilhado. Com isto deve-se caminhar ao encontro do interesse dos alunos, sempre
ansiosos por novidades, e procurar superar estas expectativas aperfeiçoando-se sempre.
      Outro exemplo do uso das Tics no ensino é a rádio Escola Brasil, que tem sua
programação diária voltada à educação com cunho social. Os programas são gravados e
disponibilizados no site, com espaços de interação entre a rádio e seu público, como o
„Fale Conosco‟ que é um endereço de e-mail usado para comunicação entre a rádio e os
internautas” Assim, percebe-se cada vez mais o emprego de novas tecnologias na
educação como uma forma de potencializar o ensino e atrair a atenção dos alunos, que
não se satisfazem mais apenas com a metodologia oferecida pelos livros didáticos. As
web rádios surgem como uma alternativa de inserir a educação em um contexto
tecnológico mais real e atrativo para os estudantes.


3 O ESTUDO DE CASO


      O trabalho aqui relatado foi realizado nas disciplinas de Língua Portuguesa / Inglês,
respectivamente de 5ª a 8ª séries, em uma escola da rede particular localizada na zona
oeste (Bairro Nova Santa Marta) do município de Santa Maria. Esta escola foi construída
em uma região caracterizada pelo histórico de mobilização social a qual começou com a
ocupação feita em 1990 na antiga Fazenda Santa Marta. Através deste fato as famílias,
desde então, estão habituadas a lutar por melhores condições de vida, citando atualmente
a conquista da regularização da área pelo município e as obras do PAC – Programa de
Aceleração do Crescimento.
A faixa etária dos alunos está entre 10 e 14 anos, considerando que muitos
pertencem a uma realidade extremamente carente e sem estrutura familiar. Desta forma,
a escola os ampara por meio de projetos sociais em turno inverso. Independente da sua
realidade social, os alunos demonstram muito interesse pelas atividades propostas pela
instituição devido ao reconhecimento que os próprios possuem pelos projetos oferecidos.
      Ao longo de toda a sua existência, a escola trabalha com a pedagogia por projetos
de aprendizagem. De acordo com a visão de Freire (1991):


                      é preciso unir diferentes culturas, racionalidades, processos históricos e formas
                      de vida, que convivem em um mundo cada vez mais globalizado e complexo, é a
                      alternativa para suprir a opressão das estruturas e sistemas de dominação pelo
                      homem.


      A partir da necessidade de trabalhar as diferentes realidades mencionadas, os
educandos das 8° séries desta escola escolhem a cada semestre um projeto diferente
para trabalhar, interdisciplinarmente, assuntos que estejam relacionados à realidade da
região onde vivem e que sejam de interesse das turmas, sendo que, desde cedo são
trabalhados a serem protagonistas e empreendedores de suas vidas. Esse tema permite
múltiplas atividades, possibilitando que o aprendizado extrapole os limites da sala de aula,
corroborando para melhorias significativas na sociedade brasileira.
      O conhecimento de diversas culturas e modos de vida permite ao aluno o
desenvolvimento de várias habilidades para resolver situações e problemas presentes na
vida contemporânea, como o preconceito, a intolerância, a constante e crescente
velocidade da informação e o uso imprescindível das tecnologias, entre outras. Assim, o
projeto em questão torna-se de fundamental importância no processo de aprendizagem
desses jovens cidadãos.
      No ano de 2010 as turmas de 8ª série estão trabalhando com o tema Futuro. Já no
ano de 2009 tiveram-se alguns objetivos traçados, iniciando-se pelo trabalho de produção
de textos e leitura usando o Laboratório de Tecnologias, procurando incentivar a leitura de
obras clássicas e fazer com que os alunos escrevessem sobre problemas de seu
cotidiano.
      A cada encontro semanal um assunto era tratado, assunto este que fosse de
interesse da turma, como por exemplo, o ensino médio e com isto a mudança de escola,
já que a que eles estavam não tinha ensino médio. Também problemas como as ruas
esburacadas, problemas da juventude, política, etc. A cada semana um assunto aparecia
nas conversas com a turma e no Laboratório de tecnologias transformava-se em histórias
e era digitalizado.
       Deste trabalho conseguiu-se elaborar um e-book com o material produzido pelos
alunos; ainda em conjunto com o Laboratório de tecnologias foram trabalhados contos de
Machado de Assis numa visão moderna; realizada releitura de obras a partir da
interpretação das mesmas com uma visão mais atual. Como uma primeira atividade foi
feita a divisão em pequenos grupos e escolha dos contos pelos alunos, após escolher a
maneira como cada grupo iria trabalhar as obras. Alguns grupos escolheram que iriam
criar vídeos, outros iriam apresentar em forma de teatro e outros criaram uma
apresentação no programa Power Point com informações sobre a obra escolhida. Feita a
separação e organização dos trabalhos foram realizadas algumas aulas no Laboratório
para organizar os trabalhos e após a apresentação. No final do ano foi organizada uma
mostra dos trabalhos dos alunos.
       Fez-se também a organização de trabalhos com vídeos e buscou-se incentivar os
alunos a trabalharem com música nas aulas de língua inglesa, pois conforme já citado os
alunos não tinham muito interesse em aulas de língua inglesa devido a pouca carga
horária e por morarem na periferia nunca usariam esta aprendizagem. Com este trabalho
não só ficaram animados como sentiram-se motivados a criar outros vídeos sobre música
que falavam sobre o futuro e a paz envolvendo os colegas com fotos sobre a turma .
Através da tradução da letra os alunos organizam apresentações onde ilustravam
atividades sobre paz, meio ambiente, futuro, enfim, algo que realmente os tocasse de
alguma forma, sendo que a música deveria aparecer não apenas uma tradução literal,
mas uma interpretação através das imagens colocadas no vídeo. O trabalho com a obra
de Machado de Assis foi de grande relevância devido ao envolvimento com outras
disciplinas e o interesse dos alunos em perceber as modificações geográficas e culturais
da cidade do Rio de Janeiro no século XIX; trabalhar com professores de outras
disciplinas como Educação Artística e Geografia criando desenho e estudando a mudança
geográfica desde a década de 30 até os dias atuais. O interesse deles cresceu ai estudar
sobre a vida de Machado de Assis e com isto procuraram outros professores, inclusive de
Ensino Religioso, para saber sobre a vida da mulher em outras religiões.
       A pesquisa sobre a mulher na obra de Machado de Assis partiu do grupo ao
conversar e perceber que a mulher da época era bem diferente da atualidade em muitos
aspectos, porém também ainda percebiam ainda um grande preconceito inclusive no
trabalho feminino.
       O inicio do trabalho acima partiu de uma conversa com os alunos onde percebeu-
se a falta de interesse que os mesmo tinham em trabalhar contos clássicos, pois estavam
acostumados com leituras mais atuais. Na Língua Inglesa acontecia a mesma coisa. Os
alunos tinham pouco ou nenhum interesse devido a pouca carga horária.
       Resolveu-se então, em conjunto com a professora do Laboratório de Informática,
que os alunos usariam este espaço disponível e criariam vídeos com músicas em Língua
Inglesa e que estes vídeos não seriam uma tradução literal, mas uma interpretação
pessoal. Os alunos usaram os softwares PowerPoint e Movie Maker para criar seus
vídeos, colocando tanto fotos tiradas dos colegas como imagens encontradas da internet
(Figuras 1 e 2).




Figura 1 – Os alunos trabalhando no Laboratório de Informática
Figura 2 – Reescrita de Contos




                        Ao ensinar nossos alunos a buscar e processar as informações armazenadas na
                        Web, estaremos contribuindo para formar um cidadão responsável pela
                        construção de seu conhecimento e preparados para a aprendizagem ao longo da
                        vida. A formação continuada é um requisito atual e a autonomia uma característica
                        básica dos aprendizes do século 21 (PAIVA, 2001, p.97).


       Na disciplina de Língua Portuguesa, como já foi anteriormente citado os alunos
tiveram que reescrever contos de Machado de Assis da maneira que achassem mais fácil
ou trabalhariam criando um vídeo ou teatro sobre a obra. Ao final deveriam falar sobre a
visão da mulher na obra trabalhada.
       Com a leitura dos contos, os alunos partiram para uma pesquisa na internet a
respeito da vida de Machado de Assis (Quem ele foi? Como ele viveu?). Mesmo não
gostando do tipo de leitura rebuscada, os alunos ficaram encantados ao conhecer mais a
fundo a vida do escritor e constataram que este foi uma pessoa com visão mais à frente
do seu tempo.
       Entre os contos trabalhados estão: A Cartomante, A Chinela Turca, O Enfermeiro,
Conto de Escola e O Espelho. A partir de pesquisas bibliográficas e na internet, os alunos
estudaram a realidade socioeconômica e cultural do Rio de Janeiro no século XIX e na
atualidade. Prontamente, diferenças como a questão da urbanização (favelização),
transportes, habitação, turismo, moda, economia, diferentes culturas ampliadas pelas
migrações entre outros assuntos foram constatadas pelos alunos e evidenciadas a partir
de pesquisas de imagens das diferentes épocas.
      Considerando as diversas culturas na cidade do Rio de Janeiro, os alunos
despertaram o seu interesse pelo papel da mulher dentro destas diferentes realidades, em
especial a da cultura islâmica. Com isto, eles constataram que o papel da mulher no islã é
muito contrastante com a cultura ocidental. A forma de registro foi realizada através da
produção de textos. A cultura do Islâ também foi trabalhada na disciplina de Ensino
Religioso, pois o conhecimento de outras religiões é algo que faz com que os alunos
tenham interesse por ser diferente.   Para externar o conhecimento através de uma visão
artística, a outra forma de registro utilizada foi à representação do sentimento abstraído
deste estudo na forma de desenhos.
      Este trabalho foi realizado no ano de 2009 em conjunto com professores de
diferentes áreas. Foi um trabalho muito gratificante o que fez com que neste ano fossem
realizadas outras atividades de leitura de contos e poemas no Laboratório de Informática
e trabalhos de criação de vídeos com as músicas trabalhadas pelos alunos sobre a vida,
paz e meio ambiente na disciplina de Língua Inglesa. Pretende-se, no próximo trimestre,
trabalhar a criação de Paródias sobre músicas e realizar a filmagem de peças de teatros
sobre alguns contos lidos para apresentação na Mostra de Trabalhos ao final do trimestre.
      Os alunos da escola são trabalhados desde cedo o uso de tecnologias como a
criação de vídeos, trabalhos no Laboratório de Tecnologiase isto faz com que tenham um
grande aprendizado ao chegar às séries finais. São alunos que têm opinião e sabem
colocar as idéias sobre o que desejam e as tecnologias são apenas mais um dos meios
usados por estes educandos na sua realização de trabalhos para alcançar objetivos
maiores.
      Educados sentem-se prazerosos a cada aula e esperam com ansiedade o dia de
trabalhar no Laboratório de Tecnologias. O que para eles era algo maçante, como leitura
de livros e trabalho com literatura, tornou-se algo prazeroso, pois não mais fazem
somente resumos de livros ou fichas de leitura para entregar, mas conhecem sobre a vida
do autor, suas obras, época em que viveu e vão além mostrando interesse em pesquisar
sobre outros temas. Com toda esta pesquisa de forma interdisciplinar esperam ver um
resultado logo, através de novas aprendizagens pois percebem a aprendizagem a cada
leitura quando criam a apresentação dos trabalhos e pesquisam (Figura 3). É algo
instigante, já que ficam livres para trabalhar, mas com a responsabilidade de produzir algo
que traga novidades para todos.




Figura 3 – Apresentação do trabalho pelos alunos.


       Este aspecto é abordado por Freire (1991, p. 65) ao afirmar que “a opressão, que é
um controle esmagador, é necrófila. Nutre-se do amor à morte e não do amor à vida. A
concepção “bancária”, que a ela serve também o é”. Ao perceber que todos são capazes,
a educação se torna algo gostoso e prazeroso, fazendo com que os sujeitos se sintam
autores e queiram fazer a sua história. Os que são considerados incapazes, através de
práticas pedagógicas convencionais desgastadas veem resgatada a sua dignidade,
quando lhes é dada a oportunidade. Não há como gostar do que lhe reprova, exclui e
marginaliza. Freire defende a educação que socializa e faz com que os educandos
sintam-se parte.


4 CONSIDERAÇÕES FINAIS


       A partir das atividades realizadas neste projeto, possibilita-se aos alunos
identificarem e compreenderem as mais diversas realidades sejam elas culturais,
religiosas, políticas, históricas ou geográficas.
       Dessa forma, acredita-se ter possibilitado aos alunos a produção de um
conhecimento significativo sobre a atualidade dos assuntos estudados, pois cada
educando teve ao longo do semestre a possibilidade de se posicionar de maneira crítica,
responsável e construtiva nas diferentes situações sociais, utilizando o diálogo como
forma de mediar conflitos e de tomar decisões coletivas.
      Um dos pontos positivos do trabalho aqui relatado foi a pesquisa feita sobre as
mulheres, o que gerou outras pesquisas, inclusive nas disciplinas de Língua inglesa e de
Geografia quanto à visão da mulher no mundo e em outras religiões. Os alunos em sua
grande maioria se animaram e se esforçaram na realização dos trabalhos, alcançando
ótimos resultados.
      Já o principal ponto negativo foi a dificuldade que alguns alunos ainda têm para
conseguir acessar as tecnologias, considerando que muitos não possuem estes recursos
em suas casas. Este problema pode ser amenizado se todas as escolas possibilitarem o
acesso e uso das tecnologias aos alunos e a comunidade escolar através de projetos que
estimulem, ensinem e insiram estas pessoas neste universo.
      Percebe-se também que muitos professores deixam de trabalhar as tecnologias por
sentirem-se inseguros com as dúvidas que muitos alunos têm frente à realização de
trabalhos no Laboratório de Tecnologias. Em relação a este fato, pensa-se que a
formação destes professores deve ser mais reflexiva, que possibilite discussões sobre
assuntos como as TICs já no início dos cursos de licenciatura. Deve-se ver até que ponto
a educação realmente é realizada significativamente com aprendizagem verdadeira.
      Como trabalho futuro sugere-se a realização de uma pesquisa com alunos
formados, analisando como estão se posicionando no mercado de trabalho. Estariam os
alunos tendo melhores oportunidades por saberem usar melhor as tecnologias?
      Percebe-se que cada vez mais professores estão usando as tecnologias como
auxilio nas aulas e este uso só fortalece o trabalho do professor, faz com que as aulas
fiquem mais atraentes e o aprendizado mais gratificante.

REFERÊNCIAS

ANJOS, Juracy dos. Blog Overmundo. Educação e Tecnologia: uma aliança necessária.
2007. Disponível em < www.overmundo.com.br/overblog/educacao-e-tecnologia-uma-
alianca-necessaria > Acesso em 23de Agosto de 2010

CANFIL, D. C.; ROCHA, D.; PAZ, C.C. Podcasts: A Contribuição das Novas Mídias
para o Processo de Ensino e Aprendizagem em Sala de Aula. Intercom – Sociedade
Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. X Congresso de Ciências da
Comunicação na Região Sul – Blumenau – 28 a 30 de maio de 2009

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 25a.
Ed. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1991.
ESCOLA BRASIL. Disponível em <www.escolabrasil.org.br> Acesso em agosto de 2010

LÉVI, Pierre; A Conexão Planetária: O Mercado, o Ciberespaço, a Consciência. São
Paulo: Editora 34,201.

___________. A Inteligência Coletiva: Por Uma Antropologia do Ciberespaço. São Paulo:
Loyola, 1995.

PAIVA, V.L. M. de O. A www e o ensino de inglês. Revista Brasileira de Lingüística
Aplicada. v.1, n.1, p. 93-116, 2001.

SALA DE TERAPIA. Disponível em: <http://saladeterapia.blogspot.com/2009/05/teoria-
das-inteligencias-multiplas-e.html> Acesso em 24de setembro/2010




Guiomar Cezar Cabral - guiccabral@hotmail.com
Carolina Iuva de Mello – carolinaiuva@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto Suporte Tecnológico: O Atlas da Modernidade
Projeto Suporte Tecnológico: O Atlas da ModernidadeProjeto Suporte Tecnológico: O Atlas da Modernidade
Projeto Suporte Tecnológico: O Atlas da ModernidadeElizete Iran
 
“O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: breve retrospectiva h...
“O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: breve retrospectiva h...“O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: breve retrospectiva h...
“O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: breve retrospectiva h...AngelMarcoposufg
 
Projeto de tese - Seminário de Investigação em Multimédia em Educação
Projeto de tese - Seminário de Investigação em Multimédia em EducaçãoProjeto de tese - Seminário de Investigação em Multimédia em Educação
Projeto de tese - Seminário de Investigação em Multimédia em Educaçãoprofceliagraca
 
RecensãO Critica
RecensãO CriticaRecensãO Critica
RecensãO CriticaAnaSAnaO
 
Lptic Recensão
Lptic RecensãoLptic Recensão
Lptic RecensãoAnaAndreia
 
O ensino de língua espanhola na era digital o facebook como ferramenta auxili...
O ensino de língua espanhola na era digital o facebook como ferramenta auxili...O ensino de língua espanhola na era digital o facebook como ferramenta auxili...
O ensino de língua espanhola na era digital o facebook como ferramenta auxili...Elaine Teixeira
 
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto MarquesSão João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto MarquesCursoTICs
 
Trabalho informática
 Trabalho informática Trabalho informática
Trabalho informáticadezzaf
 
O Uso Da Tecnologia No Ensino De LíNguas
O Uso Da Tecnologia No Ensino De LíNguasO Uso Da Tecnologia No Ensino De LíNguas
O Uso Da Tecnologia No Ensino De LíNguasBiancaCosta
 
Tecnologias Do Passado, Do Presente E Do Futuro
Tecnologias Do Passado, Do Presente E Do FuturoTecnologias Do Passado, Do Presente E Do Futuro
Tecnologias Do Passado, Do Presente E Do FuturoEliane Oliveira
 
O facebook como nova face de leitura e de escrita que tem a escola a ver com ...
O facebook como nova face de leitura e de escrita que tem a escola a ver com ...O facebook como nova face de leitura e de escrita que tem a escola a ver com ...
O facebook como nova face de leitura e de escrita que tem a escola a ver com ...maar santanna
 
O Software Educativo Nas Aulas De LíNgua Inglesa Como Essa Ferramenta é Uti...
O Software Educativo Nas Aulas De LíNgua Inglesa   Como Essa Ferramenta é Uti...O Software Educativo Nas Aulas De LíNgua Inglesa   Como Essa Ferramenta é Uti...
O Software Educativo Nas Aulas De LíNgua Inglesa Como Essa Ferramenta é Uti...Adriana Sales Zardini
 
Especialização tecnologias do passado, do presente e do futuro
Especialização   tecnologias do passado, do presente e do futuroEspecialização   tecnologias do passado, do presente e do futuro
Especialização tecnologias do passado, do presente e do futuroEliane Oliveira
 
Artigo Resumido - Sala de Leitura e Tecnologiasl_e_tec_2
Artigo Resumido - Sala de Leitura e Tecnologiasl_e_tec_2Artigo Resumido - Sala de Leitura e Tecnologiasl_e_tec_2
Artigo Resumido - Sala de Leitura e Tecnologiasl_e_tec_2Elirame Elirame
 
Tecnologia Educacional
Tecnologia EducacionalTecnologia Educacional
Tecnologia Educacionaleveelang
 

Mais procurados (19)

Projeto Suporte Tecnológico: O Atlas da Modernidade
Projeto Suporte Tecnológico: O Atlas da ModernidadeProjeto Suporte Tecnológico: O Atlas da Modernidade
Projeto Suporte Tecnológico: O Atlas da Modernidade
 
“O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: breve retrospectiva h...
“O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: breve retrospectiva h...“O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: breve retrospectiva h...
“O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: breve retrospectiva h...
 
Projeto de tese - Seminário de Investigação em Multimédia em Educação
Projeto de tese - Seminário de Investigação em Multimédia em EducaçãoProjeto de tese - Seminário de Investigação em Multimédia em Educação
Projeto de tese - Seminário de Investigação em Multimédia em Educação
 
RecensãO Critica
RecensãO CriticaRecensãO Critica
RecensãO Critica
 
Lptic Recensão
Lptic RecensãoLptic Recensão
Lptic Recensão
 
O ensino de língua espanhola na era digital o facebook como ferramenta auxili...
O ensino de língua espanhola na era digital o facebook como ferramenta auxili...O ensino de língua espanhola na era digital o facebook como ferramenta auxili...
O ensino de língua espanhola na era digital o facebook como ferramenta auxili...
 
Projeto multimídia
Projeto multimídiaProjeto multimídia
Projeto multimídia
 
Construindo apresentaçãoironi
Construindo apresentaçãoironiConstruindo apresentaçãoironi
Construindo apresentaçãoironi
 
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto MarquesSão João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
 
Trabalho informática
 Trabalho informática Trabalho informática
Trabalho informática
 
O Uso Da Tecnologia No Ensino De LíNguas
O Uso Da Tecnologia No Ensino De LíNguasO Uso Da Tecnologia No Ensino De LíNguas
O Uso Da Tecnologia No Ensino De LíNguas
 
Tecnologias Do Passado, Do Presente E Do Futuro
Tecnologias Do Passado, Do Presente E Do FuturoTecnologias Do Passado, Do Presente E Do Futuro
Tecnologias Do Passado, Do Presente E Do Futuro
 
O facebook como nova face de leitura e de escrita que tem a escola a ver com ...
O facebook como nova face de leitura e de escrita que tem a escola a ver com ...O facebook como nova face de leitura e de escrita que tem a escola a ver com ...
O facebook como nova face de leitura e de escrita que tem a escola a ver com ...
 
O Software Educativo Nas Aulas De LíNgua Inglesa Como Essa Ferramenta é Uti...
O Software Educativo Nas Aulas De LíNgua Inglesa   Como Essa Ferramenta é Uti...O Software Educativo Nas Aulas De LíNgua Inglesa   Como Essa Ferramenta é Uti...
O Software Educativo Nas Aulas De LíNgua Inglesa Como Essa Ferramenta é Uti...
 
10
1010
10
 
Especialização tecnologias do passado, do presente e do futuro
Especialização   tecnologias do passado, do presente e do futuroEspecialização   tecnologias do passado, do presente e do futuro
Especialização tecnologias do passado, do presente e do futuro
 
Trabalho informática
Trabalho informáticaTrabalho informática
Trabalho informática
 
Artigo Resumido - Sala de Leitura e Tecnologiasl_e_tec_2
Artigo Resumido - Sala de Leitura e Tecnologiasl_e_tec_2Artigo Resumido - Sala de Leitura e Tecnologiasl_e_tec_2
Artigo Resumido - Sala de Leitura e Tecnologiasl_e_tec_2
 
Tecnologia Educacional
Tecnologia EducacionalTecnologia Educacional
Tecnologia Educacional
 

Destaque

Merice barbon dalmoro
Merice barbon dalmoroMerice barbon dalmoro
Merice barbon dalmoroequipetics
 
Angelita scalamato
Angelita scalamatoAngelita scalamato
Angelita scalamatoequipetics
 
Maristela stefanello
Maristela stefanelloMaristela stefanello
Maristela stefanelloequipetics
 
Restinga Sêca - Fabiane da Silva Montoli
Restinga Sêca - Fabiane da Silva MontoliRestinga Sêca - Fabiane da Silva Montoli
Restinga Sêca - Fabiane da Silva MontoliCursoTICs
 
Thiago torbes prates
Thiago torbes pratesThiago torbes prates
Thiago torbes pratesequipetics
 
Agudo - Daniel Biasoli
Agudo - Daniel BiasoliAgudo - Daniel Biasoli
Agudo - Daniel BiasoliCursoTICs
 
Três de Maio - Simone Raquel Frank
Três de Maio - Simone Raquel FrankTrês de Maio - Simone Raquel Frank
Três de Maio - Simone Raquel FrankCursoTICs
 
Três de Maio - Solange Backes
Três de Maio - Solange BackesTrês de Maio - Solange Backes
Três de Maio - Solange BackesCursoTICs
 
Três de Maio - Osmar Sipmann
Três de Maio - Osmar SipmannTrês de Maio - Osmar Sipmann
Três de Maio - Osmar SipmannCursoTICs
 
Três de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
Três de Maio - Terezinha Nilza ZawatskiTrês de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
Três de Maio - Terezinha Nilza ZawatskiCursoTICs
 

Destaque (10)

Merice barbon dalmoro
Merice barbon dalmoroMerice barbon dalmoro
Merice barbon dalmoro
 
Angelita scalamato
Angelita scalamatoAngelita scalamato
Angelita scalamato
 
Maristela stefanello
Maristela stefanelloMaristela stefanello
Maristela stefanello
 
Restinga Sêca - Fabiane da Silva Montoli
Restinga Sêca - Fabiane da Silva MontoliRestinga Sêca - Fabiane da Silva Montoli
Restinga Sêca - Fabiane da Silva Montoli
 
Thiago torbes prates
Thiago torbes pratesThiago torbes prates
Thiago torbes prates
 
Agudo - Daniel Biasoli
Agudo - Daniel BiasoliAgudo - Daniel Biasoli
Agudo - Daniel Biasoli
 
Três de Maio - Simone Raquel Frank
Três de Maio - Simone Raquel FrankTrês de Maio - Simone Raquel Frank
Três de Maio - Simone Raquel Frank
 
Três de Maio - Solange Backes
Três de Maio - Solange BackesTrês de Maio - Solange Backes
Três de Maio - Solange Backes
 
Três de Maio - Osmar Sipmann
Três de Maio - Osmar SipmannTrês de Maio - Osmar Sipmann
Três de Maio - Osmar Sipmann
 
Três de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
Três de Maio - Terezinha Nilza ZawatskiTrês de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
Três de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
 

Semelhante a Restinga Sêca - Guiomar Cezar Cabral

Apresentação Recife Hipertexto 2013
Apresentação Recife Hipertexto 2013Apresentação Recife Hipertexto 2013
Apresentação Recife Hipertexto 2013Yanna Dias
 
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...aninhaw2
 
Tendencia Pedagogica Neocognitivista
Tendencia Pedagogica NeocognitivistaTendencia Pedagogica Neocognitivista
Tendencia Pedagogica NeocognitivistaSandra Azevedo
 
Cultura da escola saberes e competencias
Cultura da escola  saberes e competenciasCultura da escola  saberes e competencias
Cultura da escola saberes e competenciasDenilson André
 
Literacia Digital – desenvolvendo competência para atuar com e no mundo media...
Literacia Digital – desenvolvendo competência para atuar com e no mundo media...Literacia Digital – desenvolvendo competência para atuar com e no mundo media...
Literacia Digital – desenvolvendo competência para atuar com e no mundo media...Daniela Azevedo
 
Texto exemplo
Texto exemploTexto exemplo
Texto exemplo231511
 
Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski  Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski equipetics
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulartequipetics
 
Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
Santana do Livramento - Maribel Pires da RosaSantana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
Santana do Livramento - Maribel Pires da RosaCursoTICs
 
Pedagogia Surda
Pedagogia SurdaPedagogia Surda
Pedagogia Surdalexmarcal
 
São João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
São João do Polêsine - Andreia Vedoin CieloSão João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
São João do Polêsine - Andreia Vedoin CieloCursoTICs
 
O uso das TIC's na Educação - Proinfo
O uso das TIC's na Educação - ProinfoO uso das TIC's na Educação - Proinfo
O uso das TIC's na Educação - ProinfoClaudinhan2
 
O uso das TIC's na Educação - Proinfo
O uso das TIC's na Educação - ProinfoO uso das TIC's na Educação - Proinfo
O uso das TIC's na Educação - ProinfoClaudinhan2
 
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira MoraesSantana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira MoraesCursoTICs
 
2014 uel lem_artigo_josiane_fernandes_vilaca
2014 uel lem_artigo_josiane_fernandes_vilaca2014 uel lem_artigo_josiane_fernandes_vilaca
2014 uel lem_artigo_josiane_fernandes_vilacaJaqueline Cerezoli
 
Tecnologias móveis no ensino e aprendizagem da língua inglesa
Tecnologias móveis no ensino e aprendizagem da língua inglesaTecnologias móveis no ensino e aprendizagem da língua inglesa
Tecnologias móveis no ensino e aprendizagem da língua inglesaNeuza Pedro
 
Projeto oficina
Projeto oficinaProjeto oficina
Projeto oficinasanrose18
 
O uso ada tecnologia na educação
O uso ada tecnologia na educaçãoO uso ada tecnologia na educação
O uso ada tecnologia na educaçãofernanda255
 

Semelhante a Restinga Sêca - Guiomar Cezar Cabral (20)

Apresentação Recife Hipertexto 2013
Apresentação Recife Hipertexto 2013Apresentação Recife Hipertexto 2013
Apresentação Recife Hipertexto 2013
 
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
 
Tendencia Pedagogica Neocognitivista
Tendencia Pedagogica NeocognitivistaTendencia Pedagogica Neocognitivista
Tendencia Pedagogica Neocognitivista
 
Cultura da escola saberes e competencias
Cultura da escola  saberes e competenciasCultura da escola  saberes e competencias
Cultura da escola saberes e competencias
 
Literacia Digital – desenvolvendo competência para atuar com e no mundo media...
Literacia Digital – desenvolvendo competência para atuar com e no mundo media...Literacia Digital – desenvolvendo competência para atuar com e no mundo media...
Literacia Digital – desenvolvendo competência para atuar com e no mundo media...
 
Texto exemplo
Texto exemploTexto exemplo
Texto exemplo
 
Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski  Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulart
 
Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
Santana do Livramento - Maribel Pires da RosaSantana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
 
Pedagogia Surda
Pedagogia SurdaPedagogia Surda
Pedagogia Surda
 
São João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
São João do Polêsine - Andreia Vedoin CieloSão João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
São João do Polêsine - Andreia Vedoin Cielo
 
O uso das TIC's na Educação - Proinfo
O uso das TIC's na Educação - ProinfoO uso das TIC's na Educação - Proinfo
O uso das TIC's na Educação - Proinfo
 
O uso das TIC's na Educação - Proinfo
O uso das TIC's na Educação - ProinfoO uso das TIC's na Educação - Proinfo
O uso das TIC's na Educação - Proinfo
 
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira MoraesSantana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
 
Leticia erika
Leticia erikaLeticia erika
Leticia erika
 
Apresentacao
ApresentacaoApresentacao
Apresentacao
 
2014 uel lem_artigo_josiane_fernandes_vilaca
2014 uel lem_artigo_josiane_fernandes_vilaca2014 uel lem_artigo_josiane_fernandes_vilaca
2014 uel lem_artigo_josiane_fernandes_vilaca
 
Tecnologias móveis no ensino e aprendizagem da língua inglesa
Tecnologias móveis no ensino e aprendizagem da língua inglesaTecnologias móveis no ensino e aprendizagem da língua inglesa
Tecnologias móveis no ensino e aprendizagem da língua inglesa
 
Projeto oficina
Projeto oficinaProjeto oficina
Projeto oficina
 
O uso ada tecnologia na educação
O uso ada tecnologia na educaçãoO uso ada tecnologia na educação
O uso ada tecnologia na educação
 

Mais de CursoTICs

Três de Maio - Nilda Clair de Souza Binn
Três de Maio - Nilda Clair de Souza BinnTrês de Maio - Nilda Clair de Souza Binn
Três de Maio - Nilda Clair de Souza BinnCursoTICs
 
Três de Maio - Mercia Maria Vogel
Três de Maio - Mercia Maria VogelTrês de Maio - Mercia Maria Vogel
Três de Maio - Mercia Maria VogelCursoTICs
 
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso TuzzinTrês de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso TuzzinCursoTICs
 
Três de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
Três de Maio - Laenir Ana Busanello SipmannTrês de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
Três de Maio - Laenir Ana Busanello SipmannCursoTICs
 
Três de Maio - Kerly Jussana Backes
Três de Maio - Kerly Jussana BackesTrês de Maio - Kerly Jussana Backes
Três de Maio - Kerly Jussana BackesCursoTICs
 
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de MattosTrês de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de MattosCursoTICs
 
Três de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
Três de Maio - Emilene Andréa EichelbergerTrês de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
Três de Maio - Emilene Andréa EichelbergerCursoTICs
 
Três de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
Três de Maio - Claudenir Beatriz GrizottiTrês de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
Três de Maio - Claudenir Beatriz GrizottiCursoTICs
 
Três de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
Três de Maio - Arlete Justina Monegat HamerskiTrês de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
Três de Maio - Arlete Justina Monegat HamerskiCursoTICs
 
Três de Maio - Taísa Soares Valdameri
Três de Maio - Taísa Soares ValdameriTrês de Maio - Taísa Soares Valdameri
Três de Maio - Taísa Soares ValdameriCursoTICs
 
Sobradinho - Simoni Timm Hermes
Sobradinho - Simoni Timm HermesSobradinho - Simoni Timm Hermes
Sobradinho - Simoni Timm HermesCursoTICs
 
Sobradinho - Saionara Carlotto da Silva
Sobradinho - Saionara Carlotto da SilvaSobradinho - Saionara Carlotto da Silva
Sobradinho - Saionara Carlotto da SilvaCursoTICs
 
Sobradinho - Rômulo Limberger da Silva
Sobradinho - Rômulo Limberger da SilvaSobradinho - Rômulo Limberger da Silva
Sobradinho - Rômulo Limberger da SilvaCursoTICs
 
Sobradinho - Marcele Lazzari
Sobradinho - Marcele LazzariSobradinho - Marcele Lazzari
Sobradinho - Marcele LazzariCursoTICs
 
Sobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano MachadoSobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano MachadoCursoTICs
 
Sobradinho - Larissa Perobelli Rech
Sobradinho - Larissa Perobelli RechSobradinho - Larissa Perobelli Rech
Sobradinho - Larissa Perobelli RechCursoTICs
 
Sobradinho - Helena Maria da Silva Rech
Sobradinho - Helena Maria da Silva RechSobradinho - Helena Maria da Silva Rech
Sobradinho - Helena Maria da Silva RechCursoTICs
 
Sobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
Sobradinho - Fátima Regina da Silva BandeiraSobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
Sobradinho - Fátima Regina da Silva BandeiraCursoTICs
 
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro VendruscolloSobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro VendruscolloCursoTICs
 
Sobradinho - Daniela Carlotto
Sobradinho - Daniela CarlottoSobradinho - Daniela Carlotto
Sobradinho - Daniela CarlottoCursoTICs
 

Mais de CursoTICs (20)

Três de Maio - Nilda Clair de Souza Binn
Três de Maio - Nilda Clair de Souza BinnTrês de Maio - Nilda Clair de Souza Binn
Três de Maio - Nilda Clair de Souza Binn
 
Três de Maio - Mercia Maria Vogel
Três de Maio - Mercia Maria VogelTrês de Maio - Mercia Maria Vogel
Três de Maio - Mercia Maria Vogel
 
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso TuzzinTrês de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
 
Três de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
Três de Maio - Laenir Ana Busanello SipmannTrês de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
Três de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
 
Três de Maio - Kerly Jussana Backes
Três de Maio - Kerly Jussana BackesTrês de Maio - Kerly Jussana Backes
Três de Maio - Kerly Jussana Backes
 
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de MattosTrês de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
 
Três de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
Três de Maio - Emilene Andréa EichelbergerTrês de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
Três de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
 
Três de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
Três de Maio - Claudenir Beatriz GrizottiTrês de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
Três de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
 
Três de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
Três de Maio - Arlete Justina Monegat HamerskiTrês de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
Três de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
 
Três de Maio - Taísa Soares Valdameri
Três de Maio - Taísa Soares ValdameriTrês de Maio - Taísa Soares Valdameri
Três de Maio - Taísa Soares Valdameri
 
Sobradinho - Simoni Timm Hermes
Sobradinho - Simoni Timm HermesSobradinho - Simoni Timm Hermes
Sobradinho - Simoni Timm Hermes
 
Sobradinho - Saionara Carlotto da Silva
Sobradinho - Saionara Carlotto da SilvaSobradinho - Saionara Carlotto da Silva
Sobradinho - Saionara Carlotto da Silva
 
Sobradinho - Rômulo Limberger da Silva
Sobradinho - Rômulo Limberger da SilvaSobradinho - Rômulo Limberger da Silva
Sobradinho - Rômulo Limberger da Silva
 
Sobradinho - Marcele Lazzari
Sobradinho - Marcele LazzariSobradinho - Marcele Lazzari
Sobradinho - Marcele Lazzari
 
Sobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano MachadoSobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano Machado
 
Sobradinho - Larissa Perobelli Rech
Sobradinho - Larissa Perobelli RechSobradinho - Larissa Perobelli Rech
Sobradinho - Larissa Perobelli Rech
 
Sobradinho - Helena Maria da Silva Rech
Sobradinho - Helena Maria da Silva RechSobradinho - Helena Maria da Silva Rech
Sobradinho - Helena Maria da Silva Rech
 
Sobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
Sobradinho - Fátima Regina da Silva BandeiraSobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
Sobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
 
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro VendruscolloSobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
 
Sobradinho - Daniela Carlotto
Sobradinho - Daniela CarlottoSobradinho - Daniela Carlotto
Sobradinho - Daniela Carlotto
 

Último

AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxrenatacolbeich1
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 

Último (20)

AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 

Restinga Sêca - Guiomar Cezar Cabral

  • 1. Especialização em Tecnologias da Informação e da Comunicação Aplicadas à Educação PÓLO: Restinga Sêca DISCIPLINA: Elaboração de Artigo Científico PROFESSORA ORIENTADORA: Carolina Iuva de Mello 05/11/2010 Os alunos da periferia e o uso de tecnologia em sala de aula Students at the periphery and the use of technology in classroom CABRAL, Guiomar Cezar, Licenciada em Letras Português/Inglês pelo Centro Universitário Franciscano Resumo: Este trabalho tem como finalidade aprofundar estudos sobre casos que deram certo no uso de tecnologias em sala de aula. Como fonte de estudo foi utilizada uma escola localizada na zona oeste da cidade de Santa Maria/RS, a qual trabalha com crianças carentes usando metodologias avançadas por acreditar que estes alunos têm a mesma capacidade que alunos de escolas pagantes de aprender e desenvolverem-se como cidadãos. Utiliza-se das tecnologias para auxiliar o professor no trabalho com alunos de diferentes meios onde cada um tem problemas diversos e trazem para a escola estes contextos. As tecnologias são um atrativo juntamente com trabalho com projetos e foi o que utilizou-se ao trabalhar a Língua Inglesa e a Língua Portuguesa nestas turmas de 8ª séries. Palavras Chaves: Tecnologias, Alunos, Periferia. Abstract:: This work has with a finally to further studies about cases that were successful in using technology in the classroom. As a source of study, a school located in Santa Maria, which works with needy children using advanced methodologies for believing that these students have the same capacity as paying school students to learn and develop as citizens. It utilizes the technologies to help the teacher to work with students from different backgrounds where each has different problems and bring these to school contexts. The technologies are an attractive along with project work and that's we used to work in English and Portuguese Language in this 8th grades. Keywords: Technology, Students, Periphery.
  • 2. 1 INTRODUÇÃO É fato que cada vez mais o aluno aprende usando a internet, navegando em sites que crescem a cada dia com assuntos que o atualizam e auxiliam dentro e fora da sala de aula. O uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) aplicadas à educação já vem a algum tempo sendo discutido por professores e gestores. Porém, não se pode discutir sobre este assunto pensando que usar tecnologias é apenas levar computadores para sala de aula ou os alunos ao laboratório de informática e trabalhar o conteúdo da mesma forma sem inovar e adaptar este conteúdo as necessidades dos educandos com aprendizagens que os façam compreender e apropriar-se de novos conhecimentos. Cada vez mais se discute sobre o crescimento das tecnologias na atualidade e a escola não pode ficar fora. É fato que o uso de tecnologias para fazer com que os alunos conheçam trabalhos de outras escolas faz com que eles sintam-se cada vez mais estimulados a escrever e a ler devido ao ambiente ser mais acolhedor. Também é o caso de professores que trabalham com blogs onde os alunos colocam seus trabalhos, fazendo com que estes tenham prazer em escrever e pesquisar sobre assuntos diversos, procurando aprimorar sua escrita no momento que percebem que outras pessoas irão ler seus trabalhos e não mais somente os colegas e o seu meio escolar. Em comunidades que trabalham em rede, principalmente escolas privadas, percebe-se cada vez mais o aumento no interesse pelas atividades que serão realizadas em Laboratórios de Informática ou em blogs devido ao fato de poderem mostrar o que estão trabalhando para outras escolas, trocando experiências. Outra atividade muito comum são os campeonatos esportivos que escolas privadas realizam, proporcionando que alunos de uma mesma rede compitam de maneira sadia, ocasionando um interesse na aprendizagem do conteúdo em questão. O que não é tão comum é conseguir trabalhar determinados assuntos com várias disciplinas de forma conjunta, explorando temas diversos tendo a interdisciplinaridade como mais um recurso para chegarmos ao objetivo final – a aprendizagem do aluno. Segundo Gardner citado no blog Sala de Terapia (2009), todos os indivíduos normais são capazes de uma atuação em pelo menos sete diferentes e, até certo ponto, independentes áreas intelectuais. Ele sugere que não existem habilidades gerais, duvida da possibilidade de se medir a inteligência através de testes de papel e lápis e dá grande importância a diferentes atuações valorizadas em culturas diversas. Finalmente, ele
  • 3. define inteligência como a habilidade para resolver problemas ou criar produtos que sejam significativos em um ou mais ambientes culturais. Este artigo procura avaliar pontos positivos e negativos decorrentes da utilização das tecnologias, assim como apresentar os resultados obtidos, ou seja, as dificuldades e as possibilidades encontradas, na utilização das TICs no ensino. O estudo de caso aqui relatado ocorreu durante o ano letivo de 2009 e o primeiro semestre de 2010 com alunos do Ensino Fundamental, disciplinas de Língua Portuguesa e Inglês, de uma escola da periferia da cidade de Santa Maria, Rio Grande do Sul, utilizando-se de materiais disponíveis no Laboratório de Informática da escola para fazer com que os alunos tenham gosto pela leitura. 2 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA De acordo com Pierre Levy (1998), existe uma relação de aprendizagem entre indivíduos ao passar mensagens para vários receptores e isto é o que permite que a aprendizagem chegue a um número maior de pessoas, como por exemplo, no caso da educação a distância onde hoje observa-se pessoas de comunidades distantes cada vez mais conseguindo ter uma formação, fato até então impossível para muitas pessoas sem acesso à educação por motivos diversos. Levy (1998) ainda reforça que as realidades virtuais compartilhadas, que podem fazer comunicar milhares ou mesmo milhões de pessoas, devem ser consideradas como dispositivos de comunicação „todos-todos‟, típicos da cibercultura. Para ele o que conta na tecnologia é a maneira como esta é utilizada e não a técnica por si só. Destaca também a importância dos blogs no processo de ensino–aprendizagem por acreditar que a internet torna transparente informações que até então eram restritas a apenas um pequenos grupo. Lynn Alves, professora do mestrado em educação e contemporaneidade da Uneb e autora do livro: Game Over: Jogos Eletrônicos e Violência demonstra a importância da tecnologia, em especial os jogos eletrônicos, na vida dos jovens contemporâneos. Com a utilização de alguns jogos eletrônicos, a exemplo do Simcity, Civilizations e RPG, os professores têm a possibilidade de trabalhar em geografia e história, pois o jogo desafia os estudantes, faz com que administrem recursos, criem cidades, planejem, façam escolhas, entre outros (ANJOS, 2007).
  • 4. Pode-se destacar nestes jogos o aprendizado de regras, já que o jogador deve estar inserido no funcionamento delas. Além disso, a aprendizagem de uma língua estrangeira é possibilitada nestes jogos, facilitando e disponibilizando uma comunicação viável e prática no seu cotidiano. De acordo com Alves (apud Anjos, 2007), até mesmo os jogos violentos, tanto criticados por inúmeros pais, podem servir de fonte de aprendizado e estímulo entre o público jovem. Para o autor, podemos trabalhar a questão cognitiva, já que os jogos exigem habilidade sensorial e motora, planejamento e tomada de decisões. Segundo especialistas, o uso de softwares educativos está cada vez mais dentro das salas de aula e o professor deve cada vez mais atualizar-se para não ficar no passado. Aulas de língua estrangeira são cada vez mais ministradas à distância através de softwares que trazem a realidade de uma sala de aula com professores e alunos questionando e comunicando-se através de aulas virtuais, chats, videoconferências. Isto é o futuro cada vez mais presente. De acordo com o professor universitário, Iury Lammel (apud Anjos, 2007): O processo da educomunicação é inevitável porque a matéria – prima da educação é a informação. A informação sofre a revolução, então, a educação também sofre. Além do mais a geração Y cresceu com a informática e está acostumada a se informar por intermédio da tecnologia. Eles cão exigir do professor essa forma de educação. Com este comentário o professor exemplifica de que trata neste texto, ou seja, a importância da educação fazer uso cada vez mais de softwares educativos para ensino- aprendizagem e quanto este método é eficaz na aprendizagem dos nossos educandos nos dias atuais. Observa-se nos estudos e exemplos citados acima a educação cada vez mais utilizando-se de tecnologias para auxiliar na aprendizagem de educandos. Vê-se constantemente em telejornais, cursos que surgem com educação à distância que favorecem no auxílio para rever ou aprender sobre temas variados. As escolas também estão percebendo esta importância e por este motivo fazendo uso cada vez mais de softwares e outras tecnologias para auxiliar na aprendizagem, são professores de língua estrangeira e também no auxílio do ensino – aprendizagem de outras disciplinas como já citamos anteriormente o caso da língua portuguesa para a leitura e pesquisa sobre contos de Machado de Assis usando tecnologias para a
  • 5. aprendizagem de outras culturas e vivências as quais cada vez mais trazem os educandos para a sala de aula. O uso de chats está cada vez mais sendo utilizado como uma das maneiras de socializar a aprendizagem, pois os educandos comunicam-se cada vez mais através destes meios e com isto descobrem e aprendem coisas novas, fato até então possível apenas com a utilização de livros e um professor frente a uma classe. Percebe-se também um crescimento muito grande de livros digitalizados o que possibilita que professores possam utilizar-se de leituras e pesquisas enriquecedoras de materiais disponíveis com grande valor qualitativo desde que este professor trabalhe junto com os educandos orientando-os nestas pesquisas. Não é fácil fazer com que os professores percebam o quanto suas aulas podem crescer e tornarem-se mais atraentes, este é um caminho que precisa e já está sendo trilhado. Com isto deve-se caminhar ao encontro do interesse dos alunos, sempre ansiosos por novidades, e procurar superar estas expectativas aperfeiçoando-se sempre. Outro exemplo do uso das Tics no ensino é a rádio Escola Brasil, que tem sua programação diária voltada à educação com cunho social. Os programas são gravados e disponibilizados no site, com espaços de interação entre a rádio e seu público, como o „Fale Conosco‟ que é um endereço de e-mail usado para comunicação entre a rádio e os internautas” Assim, percebe-se cada vez mais o emprego de novas tecnologias na educação como uma forma de potencializar o ensino e atrair a atenção dos alunos, que não se satisfazem mais apenas com a metodologia oferecida pelos livros didáticos. As web rádios surgem como uma alternativa de inserir a educação em um contexto tecnológico mais real e atrativo para os estudantes. 3 O ESTUDO DE CASO O trabalho aqui relatado foi realizado nas disciplinas de Língua Portuguesa / Inglês, respectivamente de 5ª a 8ª séries, em uma escola da rede particular localizada na zona oeste (Bairro Nova Santa Marta) do município de Santa Maria. Esta escola foi construída em uma região caracterizada pelo histórico de mobilização social a qual começou com a ocupação feita em 1990 na antiga Fazenda Santa Marta. Através deste fato as famílias, desde então, estão habituadas a lutar por melhores condições de vida, citando atualmente a conquista da regularização da área pelo município e as obras do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento.
  • 6. A faixa etária dos alunos está entre 10 e 14 anos, considerando que muitos pertencem a uma realidade extremamente carente e sem estrutura familiar. Desta forma, a escola os ampara por meio de projetos sociais em turno inverso. Independente da sua realidade social, os alunos demonstram muito interesse pelas atividades propostas pela instituição devido ao reconhecimento que os próprios possuem pelos projetos oferecidos. Ao longo de toda a sua existência, a escola trabalha com a pedagogia por projetos de aprendizagem. De acordo com a visão de Freire (1991): é preciso unir diferentes culturas, racionalidades, processos históricos e formas de vida, que convivem em um mundo cada vez mais globalizado e complexo, é a alternativa para suprir a opressão das estruturas e sistemas de dominação pelo homem. A partir da necessidade de trabalhar as diferentes realidades mencionadas, os educandos das 8° séries desta escola escolhem a cada semestre um projeto diferente para trabalhar, interdisciplinarmente, assuntos que estejam relacionados à realidade da região onde vivem e que sejam de interesse das turmas, sendo que, desde cedo são trabalhados a serem protagonistas e empreendedores de suas vidas. Esse tema permite múltiplas atividades, possibilitando que o aprendizado extrapole os limites da sala de aula, corroborando para melhorias significativas na sociedade brasileira. O conhecimento de diversas culturas e modos de vida permite ao aluno o desenvolvimento de várias habilidades para resolver situações e problemas presentes na vida contemporânea, como o preconceito, a intolerância, a constante e crescente velocidade da informação e o uso imprescindível das tecnologias, entre outras. Assim, o projeto em questão torna-se de fundamental importância no processo de aprendizagem desses jovens cidadãos. No ano de 2010 as turmas de 8ª série estão trabalhando com o tema Futuro. Já no ano de 2009 tiveram-se alguns objetivos traçados, iniciando-se pelo trabalho de produção de textos e leitura usando o Laboratório de Tecnologias, procurando incentivar a leitura de obras clássicas e fazer com que os alunos escrevessem sobre problemas de seu cotidiano. A cada encontro semanal um assunto era tratado, assunto este que fosse de interesse da turma, como por exemplo, o ensino médio e com isto a mudança de escola, já que a que eles estavam não tinha ensino médio. Também problemas como as ruas
  • 7. esburacadas, problemas da juventude, política, etc. A cada semana um assunto aparecia nas conversas com a turma e no Laboratório de tecnologias transformava-se em histórias e era digitalizado. Deste trabalho conseguiu-se elaborar um e-book com o material produzido pelos alunos; ainda em conjunto com o Laboratório de tecnologias foram trabalhados contos de Machado de Assis numa visão moderna; realizada releitura de obras a partir da interpretação das mesmas com uma visão mais atual. Como uma primeira atividade foi feita a divisão em pequenos grupos e escolha dos contos pelos alunos, após escolher a maneira como cada grupo iria trabalhar as obras. Alguns grupos escolheram que iriam criar vídeos, outros iriam apresentar em forma de teatro e outros criaram uma apresentação no programa Power Point com informações sobre a obra escolhida. Feita a separação e organização dos trabalhos foram realizadas algumas aulas no Laboratório para organizar os trabalhos e após a apresentação. No final do ano foi organizada uma mostra dos trabalhos dos alunos. Fez-se também a organização de trabalhos com vídeos e buscou-se incentivar os alunos a trabalharem com música nas aulas de língua inglesa, pois conforme já citado os alunos não tinham muito interesse em aulas de língua inglesa devido a pouca carga horária e por morarem na periferia nunca usariam esta aprendizagem. Com este trabalho não só ficaram animados como sentiram-se motivados a criar outros vídeos sobre música que falavam sobre o futuro e a paz envolvendo os colegas com fotos sobre a turma . Através da tradução da letra os alunos organizam apresentações onde ilustravam atividades sobre paz, meio ambiente, futuro, enfim, algo que realmente os tocasse de alguma forma, sendo que a música deveria aparecer não apenas uma tradução literal, mas uma interpretação através das imagens colocadas no vídeo. O trabalho com a obra de Machado de Assis foi de grande relevância devido ao envolvimento com outras disciplinas e o interesse dos alunos em perceber as modificações geográficas e culturais da cidade do Rio de Janeiro no século XIX; trabalhar com professores de outras disciplinas como Educação Artística e Geografia criando desenho e estudando a mudança geográfica desde a década de 30 até os dias atuais. O interesse deles cresceu ai estudar sobre a vida de Machado de Assis e com isto procuraram outros professores, inclusive de Ensino Religioso, para saber sobre a vida da mulher em outras religiões. A pesquisa sobre a mulher na obra de Machado de Assis partiu do grupo ao conversar e perceber que a mulher da época era bem diferente da atualidade em muitos
  • 8. aspectos, porém também ainda percebiam ainda um grande preconceito inclusive no trabalho feminino. O inicio do trabalho acima partiu de uma conversa com os alunos onde percebeu- se a falta de interesse que os mesmo tinham em trabalhar contos clássicos, pois estavam acostumados com leituras mais atuais. Na Língua Inglesa acontecia a mesma coisa. Os alunos tinham pouco ou nenhum interesse devido a pouca carga horária. Resolveu-se então, em conjunto com a professora do Laboratório de Informática, que os alunos usariam este espaço disponível e criariam vídeos com músicas em Língua Inglesa e que estes vídeos não seriam uma tradução literal, mas uma interpretação pessoal. Os alunos usaram os softwares PowerPoint e Movie Maker para criar seus vídeos, colocando tanto fotos tiradas dos colegas como imagens encontradas da internet (Figuras 1 e 2). Figura 1 – Os alunos trabalhando no Laboratório de Informática
  • 9. Figura 2 – Reescrita de Contos Ao ensinar nossos alunos a buscar e processar as informações armazenadas na Web, estaremos contribuindo para formar um cidadão responsável pela construção de seu conhecimento e preparados para a aprendizagem ao longo da vida. A formação continuada é um requisito atual e a autonomia uma característica básica dos aprendizes do século 21 (PAIVA, 2001, p.97). Na disciplina de Língua Portuguesa, como já foi anteriormente citado os alunos tiveram que reescrever contos de Machado de Assis da maneira que achassem mais fácil ou trabalhariam criando um vídeo ou teatro sobre a obra. Ao final deveriam falar sobre a visão da mulher na obra trabalhada. Com a leitura dos contos, os alunos partiram para uma pesquisa na internet a respeito da vida de Machado de Assis (Quem ele foi? Como ele viveu?). Mesmo não gostando do tipo de leitura rebuscada, os alunos ficaram encantados ao conhecer mais a fundo a vida do escritor e constataram que este foi uma pessoa com visão mais à frente do seu tempo. Entre os contos trabalhados estão: A Cartomante, A Chinela Turca, O Enfermeiro, Conto de Escola e O Espelho. A partir de pesquisas bibliográficas e na internet, os alunos estudaram a realidade socioeconômica e cultural do Rio de Janeiro no século XIX e na atualidade. Prontamente, diferenças como a questão da urbanização (favelização),
  • 10. transportes, habitação, turismo, moda, economia, diferentes culturas ampliadas pelas migrações entre outros assuntos foram constatadas pelos alunos e evidenciadas a partir de pesquisas de imagens das diferentes épocas. Considerando as diversas culturas na cidade do Rio de Janeiro, os alunos despertaram o seu interesse pelo papel da mulher dentro destas diferentes realidades, em especial a da cultura islâmica. Com isto, eles constataram que o papel da mulher no islã é muito contrastante com a cultura ocidental. A forma de registro foi realizada através da produção de textos. A cultura do Islâ também foi trabalhada na disciplina de Ensino Religioso, pois o conhecimento de outras religiões é algo que faz com que os alunos tenham interesse por ser diferente. Para externar o conhecimento através de uma visão artística, a outra forma de registro utilizada foi à representação do sentimento abstraído deste estudo na forma de desenhos. Este trabalho foi realizado no ano de 2009 em conjunto com professores de diferentes áreas. Foi um trabalho muito gratificante o que fez com que neste ano fossem realizadas outras atividades de leitura de contos e poemas no Laboratório de Informática e trabalhos de criação de vídeos com as músicas trabalhadas pelos alunos sobre a vida, paz e meio ambiente na disciplina de Língua Inglesa. Pretende-se, no próximo trimestre, trabalhar a criação de Paródias sobre músicas e realizar a filmagem de peças de teatros sobre alguns contos lidos para apresentação na Mostra de Trabalhos ao final do trimestre. Os alunos da escola são trabalhados desde cedo o uso de tecnologias como a criação de vídeos, trabalhos no Laboratório de Tecnologiase isto faz com que tenham um grande aprendizado ao chegar às séries finais. São alunos que têm opinião e sabem colocar as idéias sobre o que desejam e as tecnologias são apenas mais um dos meios usados por estes educandos na sua realização de trabalhos para alcançar objetivos maiores. Educados sentem-se prazerosos a cada aula e esperam com ansiedade o dia de trabalhar no Laboratório de Tecnologias. O que para eles era algo maçante, como leitura de livros e trabalho com literatura, tornou-se algo prazeroso, pois não mais fazem somente resumos de livros ou fichas de leitura para entregar, mas conhecem sobre a vida do autor, suas obras, época em que viveu e vão além mostrando interesse em pesquisar sobre outros temas. Com toda esta pesquisa de forma interdisciplinar esperam ver um resultado logo, através de novas aprendizagens pois percebem a aprendizagem a cada leitura quando criam a apresentação dos trabalhos e pesquisam (Figura 3). É algo
  • 11. instigante, já que ficam livres para trabalhar, mas com a responsabilidade de produzir algo que traga novidades para todos. Figura 3 – Apresentação do trabalho pelos alunos. Este aspecto é abordado por Freire (1991, p. 65) ao afirmar que “a opressão, que é um controle esmagador, é necrófila. Nutre-se do amor à morte e não do amor à vida. A concepção “bancária”, que a ela serve também o é”. Ao perceber que todos são capazes, a educação se torna algo gostoso e prazeroso, fazendo com que os sujeitos se sintam autores e queiram fazer a sua história. Os que são considerados incapazes, através de práticas pedagógicas convencionais desgastadas veem resgatada a sua dignidade, quando lhes é dada a oportunidade. Não há como gostar do que lhe reprova, exclui e marginaliza. Freire defende a educação que socializa e faz com que os educandos sintam-se parte. 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS A partir das atividades realizadas neste projeto, possibilita-se aos alunos identificarem e compreenderem as mais diversas realidades sejam elas culturais, religiosas, políticas, históricas ou geográficas. Dessa forma, acredita-se ter possibilitado aos alunos a produção de um conhecimento significativo sobre a atualidade dos assuntos estudados, pois cada educando teve ao longo do semestre a possibilidade de se posicionar de maneira crítica,
  • 12. responsável e construtiva nas diferentes situações sociais, utilizando o diálogo como forma de mediar conflitos e de tomar decisões coletivas. Um dos pontos positivos do trabalho aqui relatado foi a pesquisa feita sobre as mulheres, o que gerou outras pesquisas, inclusive nas disciplinas de Língua inglesa e de Geografia quanto à visão da mulher no mundo e em outras religiões. Os alunos em sua grande maioria se animaram e se esforçaram na realização dos trabalhos, alcançando ótimos resultados. Já o principal ponto negativo foi a dificuldade que alguns alunos ainda têm para conseguir acessar as tecnologias, considerando que muitos não possuem estes recursos em suas casas. Este problema pode ser amenizado se todas as escolas possibilitarem o acesso e uso das tecnologias aos alunos e a comunidade escolar através de projetos que estimulem, ensinem e insiram estas pessoas neste universo. Percebe-se também que muitos professores deixam de trabalhar as tecnologias por sentirem-se inseguros com as dúvidas que muitos alunos têm frente à realização de trabalhos no Laboratório de Tecnologias. Em relação a este fato, pensa-se que a formação destes professores deve ser mais reflexiva, que possibilite discussões sobre assuntos como as TICs já no início dos cursos de licenciatura. Deve-se ver até que ponto a educação realmente é realizada significativamente com aprendizagem verdadeira. Como trabalho futuro sugere-se a realização de uma pesquisa com alunos formados, analisando como estão se posicionando no mercado de trabalho. Estariam os alunos tendo melhores oportunidades por saberem usar melhor as tecnologias? Percebe-se que cada vez mais professores estão usando as tecnologias como auxilio nas aulas e este uso só fortalece o trabalho do professor, faz com que as aulas fiquem mais atraentes e o aprendizado mais gratificante. REFERÊNCIAS ANJOS, Juracy dos. Blog Overmundo. Educação e Tecnologia: uma aliança necessária. 2007. Disponível em < www.overmundo.com.br/overblog/educacao-e-tecnologia-uma- alianca-necessaria > Acesso em 23de Agosto de 2010 CANFIL, D. C.; ROCHA, D.; PAZ, C.C. Podcasts: A Contribuição das Novas Mídias para o Processo de Ensino e Aprendizagem em Sala de Aula. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. X Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul – Blumenau – 28 a 30 de maio de 2009 FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 25a. Ed. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1991.
  • 13. ESCOLA BRASIL. Disponível em <www.escolabrasil.org.br> Acesso em agosto de 2010 LÉVI, Pierre; A Conexão Planetária: O Mercado, o Ciberespaço, a Consciência. São Paulo: Editora 34,201. ___________. A Inteligência Coletiva: Por Uma Antropologia do Ciberespaço. São Paulo: Loyola, 1995. PAIVA, V.L. M. de O. A www e o ensino de inglês. Revista Brasileira de Lingüística Aplicada. v.1, n.1, p. 93-116, 2001. SALA DE TERAPIA. Disponível em: <http://saladeterapia.blogspot.com/2009/05/teoria- das-inteligencias-multiplas-e.html> Acesso em 24de setembro/2010 Guiomar Cezar Cabral - guiccabral@hotmail.com Carolina Iuva de Mello – carolinaiuva@gmail.com