Leitura orante

1.219 visualizações

Publicada em

Aula apresentada na escola vivencial no dia 14/09/2011. Professor, economista e contador José Humberto Delalibera.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.219
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
49
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Leitura orante

  1. 1. A LEITURA ORANTE
  2. 2. Leitura orante <ul><li>Como reflexão um dos métodos mais antigos de leitura e meditação da Palavra de Deus: a leitura orante, ou a “lectio divina”. </li></ul><ul><li>O Concílio Vaticano II já dizia que “só pela luz da fé e meditação da Palavra de Deus, pode alguém, sempre e por toda a parte, reconhecer Deus, em quem vivemos e nos movemos e somos (At 17,28), procurar em todo o acontecimento a Sua vontade, ver Cristo em todos os homens”.( Vat. II, Apostolicam Actuositatem, 4 ). </li></ul>
  3. 3. <ul><li>A partir deste trecho , podemos deduzir que a leitura e a meditação da Palavra de Deus se tornam fundamentais para quem está em busca da própria vocação e do próprio chamado. É a Palavra que forma e dá vida ao Cristo em nós, que aos poucos irá nos revelar o plano e o projeto de Deus em nossa vida. </li></ul>
  4. 4. Tratando-se de um chamado divino , a vocação é algo de sobrenatural, que não pertence ao humano. É Deus quem chama, Foi Ele que pensou em nós desde a fundação do mundo para colaborarmos com o seu Reino. Quando Jesus diz “não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi” (Jo 15,16), queria justamente sublinhar isso.
  5. 5. A leitura orante da Bíblia , portanto, torna-se um meio, um instrumento para aprofundar o que Deus quer da minha vida dia após dia, é um exercício que me ajuda, aos poucos, a interiorizar as mesmas atitudes e comportamentos que foram do próprio Jesus, que obedeceu ao Pai até o último momento da sua existência.
  6. 6. A coisa mais importante será encontrar um tempo durante o dia, para dedicar-se à leitura e à meditação da Palavra de Deus. O lugar pode ser a igreja ou até mesmo um quarto da casa ou um lugar sossegado, como nos sugere o próprio Jesus quando nos diz: “... quando orares, entra no teu quarto e, fechando a tua porta, ora ao teu Pai que está lá, no segredo...”. (Mt 6,6)
  7. 7. O texto a se refletir ou meditar pode ser o Evangelho ou a leitura do dia, ou qualquer leitura da Bíblia que relate uma vocação, um chamado a partir de Abraão, os profetas... até chegar ao Novo Testamento, com a vocação de Maria, os apóstolos etc...
  8. 8. INICIANDO Antes de começar a “lectio divina”, fazer um momento de silêncio pensando que vou encontrar o Senhor. Peço a Deus perdão pelas minhas ofensas porque a pureza do coração e a humildade são características fundamentais para entrar na leitura do texto bíblico .
  9. 9. Num segundo momento , coloco-me na presença de Deus, rezo um Pai Nosso tentando olhar-me como Deus me olha. No fim, peço ao Pai o dom do Espírito Santo porque a Bíblia é um livro inspirado por Deus e, portanto, deve ser lido e interpretado com a ajuda do Espírito Santo.
  10. 10. PRIMEIRO PASSO A leitura do texto A leitura consiste em alimentar-se da Palavra. Ela deve ser feita com atenção, com serenidade, sem subestimar o que pode parecer secundário, interpretando corretamente o sentido histórico. É importante ler e reler o texto, tentando compreender o que se acabou de ler, procurando questionar-se sobre o sentido das palavras e prestando atenção sobre o que elas querem nos dizer.
  11. 11. SEGUNDO PASSO A meditação Através da meditação se examina a Palavra, se guarda no coração como fez Maria, que “conservava cuidadosamente todos os acontecimentos e os meditava no seu coração” (Lc 2,19) . O objetivo deste passo É chegar ao conhecimento da verdade que está contida na Palavra. O termo usado por muitos autores aqui é “mastigar e ruminar” o texto bíblico para aprofundar e penetrar nas palavras e mensagens. Atrás de cada palavra está o Senhor que me fala. Aqui é importante recordar Outros passos bíblicos paralelos, a compreender e confrontar o texto com a minha vida ou com experiências do passado, estimular o desejo de saber o que Deus quer de mim...
  12. 12. TERCEIRO PASSO A oração Vou ofertar na oração o que a leitura e a meditação do texto me fizeram conhecer e desejar. Neste momento falo com o Senhor de amigo para amigo sobre aquilo que o Espírito me inspirou. A oração, portanto , se torna uma entre as possíveis respostas ao apelo do Senhor, é uma reação que segue ao toque que Deus operou no meu coração através da sua Palavra. E assim a Palavra de Deus se torna uma Luz para o meu caminho, é algo que orienta os meus passos, o meu viver. Conforme estou vivendo a minha vida, posso pedir neste diálogo com Deus que Ele me oriente, posso pedir-lhe perdão pelas minhas ofensas, louvá-lo e agradecê-lo. Se estiver pensando no meu futuro, posso aproveitar deste momento para pedir-lhe Luz necessária para fazer a sua vontade e encontrar o caminho que Ele desde sempre traçou para mim.
  13. 13. <ul><li>1.ª SEMANA: Estudo do tema </li></ul><ul><li>• Sugerimos que convidem um assessor. </li></ul><ul><li>• Em grupos (máximo 5 componentes) discutir as seguintes questões: </li></ul><ul><li>Por que lemos tão pouco a Palavra de Deus? </li></ul><ul><li>2) É importante “mastigar” e “ruminar” a Palavra de Deus? Por quê? </li></ul><ul><li>Plenário • Escolher uma leitura para fazer a “lectio divina” na próxima semana! </li></ul><ul><li>2.ª SEMANA: Espiritualidade </li></ul><ul><li>(Sugerimos que este encontro seja feito em um local diferente e que possa ter duração mais longa): </li></ul><ul><li>• Ao longo do encontro realizar a experiência da “lectio divina”. </li></ul><ul><li>• Ao final , todos podem escrever uma oração ofertando aquilo que meditaram através da leitura. </li></ul><ul><li>• Pode-se ainda fazer uma celebração na qual todos possam ler suas orações . </li></ul>
  14. 14. 4.ª SEMANA: Vida de Grupo • Fazer uma grande celebração/caminhada envolvendo toda a comunidade. • No local de partida cada um faz uma leitura (individual). • Durante a caminhada vai-se meditando a Bíblia. • Finalizar com um grande louvor à Bíblia. 3.ª SEMANA: Compromisso • Retomar a meditação feita na semana anterior. • De dois em dois , ir a uma casa e conversar com uma família sobre a meditação realizada. • Partilhar os frutos produzidos pela experiência meditativa da semana anterior e da visita à família. • Organizar a caminhada da próxima semana.
  15. 15. Palestra: José Humberto Delalibera Arte: Eliana

×