SlideShare uma empresa Scribd logo

Panorama do nt 3

Aula 3 Panorama do NT

1 de 39
Baixar para ler offline
PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO
ENSINAI – Pb. Lisandro Cronje
Tenda da Fazendinha
EPÍSTOLAS PAULINAS – Colossenses
a Filemom
INTRODUÇÃO

As sete últimas epístolas paulinas são: Colossenses, 1 e 2
Tessalonicenses, 1 e 2 Timóteo, Tito e Filemom.

Colossenses destaca a glória dede Cristo como Cabeça da
igreja;

1 Tessalonicenses relata a consoladora esperança da
futura vinda de Cristo;

2 Tessalonicenses esclarece a doutrina do retorno de
Cristo;

1 Timóteo contém preciosos conselhos a um jovem
ministro do evangelho;

2 Timóteo anuncia mais conselhos de Paulo ao seu filho na
fé;
EPÍSTOLAS PAULINAS – Colossenses
a Filemom
INTRODUÇÃO

Tito, exorta um evangelista em um campo trabalhoso; e

Filemom é uma carta pessoal do apóstolo Paulo que
recomenda um escravo fugitivo ao seu dono.
EPÍSTOLAS PAULINAS
1. COLOSSENSES
- Colossos era uma cidade da Frígia. Alguns naturais de la
estiveram em Jerusalém no dia de Pentecostes, At2.10. Paulo
atravessou essa região tanto na segunda como na terceira viagem
missionária, At16.6; 18.23, contudo há indícios de que Paulo não
teve oportunidade de ir à Colossos, Cl2.1. É possível que seja fruto
do trabalho do apóstolo em Éfeso, At19.10, visto que Colossos
ficava perto das fronteiras da Ásia, a uns 160 km a leste de Éfeso.
Epafras, Ef1.7; 4.12,13 pode ter sido evangelizado por Paulo e
fundador da Igreja nesta cidade.
- Paulo estava preso em Roma (Cartas da Prisão) , ocasião em que
chegou Epafras, vindo de Colossos e por razões que
desconhecemos, acabou ficando também preso em Roma, Fm23.
Epafras, o possível pastor de Colossos levou a Paulo a notícia deu
ma perigosa heresia que se propagava na Igreja.
EPÍSTOLAS PAULINAS
1. COLOSSENSES
- Foi então que escreveu esta carta, enviando-a por mãos de
Tíquico e Onésimo, Cl4.7-9, os quais levaram também a carta
aos Efésios e outra a Filemom, Ef6.21. O principal propósito da
Epístola era combater a heresia e os falsos mestres em
Colossos.
EPÍSTOLAS PAULINAS - Colossenses
1.1. Autoria e Data

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2 epístolas paulinas
2 epístolas paulinas2 epístolas paulinas
2 epístolas paulinasJosé Santos
 
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”JUERP
 
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1Natalino das Neves Neves
 
A epístola aos romanos parte 1
A epístola aos romanos   parte 1A epístola aos romanos   parte 1
A epístola aos romanos parte 1Wyllamys Silva
 
EEPOAD - Epístolas Cristãs 2
EEPOAD - Epístolas Cristãs 2EEPOAD - Epístolas Cristãs 2
EEPOAD - Epístolas Cristãs 2Jamerson Maia
 
Apresentação 2 Coríntios - Teologia
Apresentação 2 Coríntios - Teologia Apresentação 2 Coríntios - Teologia
Apresentação 2 Coríntios - Teologia Rodrigo F Menegatti
 
O Discipulado Cristão nas Cartas aos Tessalonicenses
O Discipulado Cristão nas Cartas aos TessalonicensesO Discipulado Cristão nas Cartas aos Tessalonicenses
O Discipulado Cristão nas Cartas aos TessalonicensesJUERP
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosCelso Napoleon
 
Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1Moisés Sampaio
 
4º trimestre 2015 adolescentes lição 05
4º trimestre 2015 adolescentes lição 054º trimestre 2015 adolescentes lição 05
4º trimestre 2015 adolescentes lição 05Joel Silva
 
6 epístolas gerais pedro
6 epístolas gerais pedro6 epístolas gerais pedro
6 epístolas gerais pedroJosé Santos
 

Mais procurados (20)

As cartas paulinas
As cartas paulinasAs cartas paulinas
As cartas paulinas
 
2 epístolas paulinas
2 epístolas paulinas2 epístolas paulinas
2 epístolas paulinas
 
Epistolas paulinas
Epistolas paulinasEpistolas paulinas
Epistolas paulinas
 
As Cartas de Paulo
As Cartas de PauloAs Cartas de Paulo
As Cartas de Paulo
 
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
 
10. 2a. epístola de paulo aos corintios
10. 2a. epístola de paulo aos corintios10. 2a. epístola de paulo aos corintios
10. 2a. epístola de paulo aos corintios
 
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
 
A epístola aos romanos parte 1
A epístola aos romanos   parte 1A epístola aos romanos   parte 1
A epístola aos romanos parte 1
 
EEPOAD - Epístolas Cristãs 2
EEPOAD - Epístolas Cristãs 2EEPOAD - Epístolas Cristãs 2
EEPOAD - Epístolas Cristãs 2
 
Cartas paulinas
Cartas paulinasCartas paulinas
Cartas paulinas
 
Apresentação 2 Coríntios - Teologia
Apresentação 2 Coríntios - Teologia Apresentação 2 Coríntios - Teologia
Apresentação 2 Coríntios - Teologia
 
O Discipulado Cristão nas Cartas aos Tessalonicenses
O Discipulado Cristão nas Cartas aos TessalonicensesO Discipulado Cristão nas Cartas aos Tessalonicenses
O Discipulado Cristão nas Cartas aos Tessalonicenses
 
I e ii_tessalonicenses
I e ii_tessalonicensesI e ii_tessalonicenses
I e ii_tessalonicenses
 
2 coríntios autobiografia de uma pessoa no espírito
2 coríntios   autobiografia de uma pessoa no espírito2 coríntios   autobiografia de uma pessoa no espírito
2 coríntios autobiografia de uma pessoa no espírito
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos Romanos
 
Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1
 
8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos
 
4º trimestre 2015 adolescentes lição 05
4º trimestre 2015 adolescentes lição 054º trimestre 2015 adolescentes lição 05
4º trimestre 2015 adolescentes lição 05
 
Epistolas gerais aluno
Epistolas gerais alunoEpistolas gerais aluno
Epistolas gerais aluno
 
6 epístolas gerais pedro
6 epístolas gerais pedro6 epístolas gerais pedro
6 epístolas gerais pedro
 

Semelhante a Panorama do nt 3

Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.Nehemias Santos
 
As cartas pastorais
As cartas pastoraisAs cartas pastorais
As cartas pastoraisguest1671d3
 
SLIDE JOVENS EBDS LIÇÃO 01 - 3 TRI 2023.pptx
SLIDE JOVENS EBDS LIÇÃO 01 - 3 TRI 2023.pptxSLIDE JOVENS EBDS LIÇÃO 01 - 3 TRI 2023.pptx
SLIDE JOVENS EBDS LIÇÃO 01 - 3 TRI 2023.pptxJOSELAURINDODASILVA
 
Lição 01 - Uma mensagem à igreja local e à liderança
Lição 01 -  Uma mensagem à igreja local e à liderançaLição 01 -  Uma mensagem à igreja local e à liderança
Lição 01 - Uma mensagem à igreja local e à liderançaRegio Davis
 
Uma Mensagem à Igreja Local e à Liderança
Uma Mensagem à Igreja Local e à LiderançaUma Mensagem à Igreja Local e à Liderança
Uma Mensagem à Igreja Local e à LiderançaAntonio Fernandes
 
39 tito e filemom
39 tito e filemom39 tito e filemom
39 tito e filemomPIB Penha
 
Aula nº 1 introdução
Aula nº 1   introduçãoAula nº 1   introdução
Aula nº 1 introduçãoWelton Dias
 
epistolaspaulinascorrigidas.pdf
epistolaspaulinascorrigidas.pdfepistolaspaulinascorrigidas.pdf
epistolaspaulinascorrigidas.pdfcadastromoria
 
I e ii_tessalonicenses.b
I e ii_tessalonicenses.bI e ii_tessalonicenses.b
I e ii_tessalonicenses.bricardosantista
 
comentario biblico-1 tessalonicenses (moody)
comentario biblico-1 tessalonicenses (moody)comentario biblico-1 tessalonicenses (moody)
comentario biblico-1 tessalonicenses (moody)leniogravacoes
 
comentário biblico-1 coríntios (moody)
comentário biblico-1 coríntios (moody)comentário biblico-1 coríntios (moody)
comentário biblico-1 coríntios (moody)leniogravacoes
 
Epistola Paulina Completo.pptx
Epistola Paulina  Completo.pptxEpistola Paulina  Completo.pptx
Epistola Paulina Completo.pptxLucianoMachado52
 
A Bíblia (Aula 10): Epístolas as Igrejas (part. 1)
A Bíblia (Aula 10): Epístolas as Igrejas (part. 1)A Bíblia (Aula 10): Epístolas as Igrejas (part. 1)
A Bíblia (Aula 10): Epístolas as Igrejas (part. 1)Gustavo Zimmermann
 
Estudo - 1 Tessalonicenses ( Comentário de Moody )
Estudo - 1 Tessalonicenses ( Comentário de Moody )Estudo - 1 Tessalonicenses ( Comentário de Moody )
Estudo - 1 Tessalonicenses ( Comentário de Moody )ibpcursos
 

Semelhante a Panorama do nt 3 (20)

STNB-NT2-M2
STNB-NT2-M2STNB-NT2-M2
STNB-NT2-M2
 
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.
 
Introdução ao Novo testamento
Introdução ao Novo testamentoIntrodução ao Novo testamento
Introdução ao Novo testamento
 
As cartas pastorais
As cartas pastoraisAs cartas pastorais
As cartas pastorais
 
SLIDE JOVENS EBDS LIÇÃO 01 - 3 TRI 2023.pptx
SLIDE JOVENS EBDS LIÇÃO 01 - 3 TRI 2023.pptxSLIDE JOVENS EBDS LIÇÃO 01 - 3 TRI 2023.pptx
SLIDE JOVENS EBDS LIÇÃO 01 - 3 TRI 2023.pptx
 
Lição 01 - Uma mensagem à igreja local e à liderança
Lição 01 -  Uma mensagem à igreja local e à liderançaLição 01 -  Uma mensagem à igreja local e à liderança
Lição 01 - Uma mensagem à igreja local e à liderança
 
Uma Mensagem à Igreja Local e à Liderança
Uma Mensagem à Igreja Local e à LiderançaUma Mensagem à Igreja Local e à Liderança
Uma Mensagem à Igreja Local e à Liderança
 
39 tito e filemom
39 tito e filemom39 tito e filemom
39 tito e filemom
 
Aula nº 1 introdução
Aula nº 1   introduçãoAula nº 1   introdução
Aula nº 1 introdução
 
epistolaspaulinascorrigidas.pdf
epistolaspaulinascorrigidas.pdfepistolaspaulinascorrigidas.pdf
epistolaspaulinascorrigidas.pdf
 
I e ii_tessalonicenses.b
I e ii_tessalonicenses.bI e ii_tessalonicenses.b
I e ii_tessalonicenses.b
 
comentario biblico-1 tessalonicenses (moody)
comentario biblico-1 tessalonicenses (moody)comentario biblico-1 tessalonicenses (moody)
comentario biblico-1 tessalonicenses (moody)
 
STNB-NT2-M1
STNB-NT2-M1STNB-NT2-M1
STNB-NT2-M1
 
comentário biblico-1 coríntios (moody)
comentário biblico-1 coríntios (moody)comentário biblico-1 coríntios (moody)
comentário biblico-1 coríntios (moody)
 
01.pptx
01.pptx01.pptx
01.pptx
 
Epistola Paulina Completo.pptx
Epistola Paulina  Completo.pptxEpistola Paulina  Completo.pptx
Epistola Paulina Completo.pptx
 
A Bíblia (Aula 10): Epístolas as Igrejas (part. 1)
A Bíblia (Aula 10): Epístolas as Igrejas (part. 1)A Bíblia (Aula 10): Epístolas as Igrejas (part. 1)
A Bíblia (Aula 10): Epístolas as Igrejas (part. 1)
 
Paulo vida e_obra
Paulo vida e_obraPaulo vida e_obra
Paulo vida e_obra
 
Atos dos apostolos
Atos dos apostolos Atos dos apostolos
Atos dos apostolos
 
Estudo - 1 Tessalonicenses ( Comentário de Moody )
Estudo - 1 Tessalonicenses ( Comentário de Moody )Estudo - 1 Tessalonicenses ( Comentário de Moody )
Estudo - 1 Tessalonicenses ( Comentário de Moody )
 

Mais de Lisanro Cronje

Mais de Lisanro Cronje (9)

PANORAMA_DO_AT_4.ppt
PANORAMA_DO_AT_4.pptPANORAMA_DO_AT_4.ppt
PANORAMA_DO_AT_4.ppt
 
PANORAMA_DO_AT_2.ppt
PANORAMA_DO_AT_2.pptPANORAMA_DO_AT_2.ppt
PANORAMA_DO_AT_2.ppt
 
PANORAMA_DO_AT_1.ppt
PANORAMA_DO_AT_1.pptPANORAMA_DO_AT_1.ppt
PANORAMA_DO_AT_1.ppt
 
PANORAMA_DO_AT_3.ppt
PANORAMA_DO_AT_3.pptPANORAMA_DO_AT_3.ppt
PANORAMA_DO_AT_3.ppt
 
Historia da igreja aula 2
Historia da igreja aula 2Historia da igreja aula 2
Historia da igreja aula 2
 
Historia da igreja aula 1
Historia da igreja aula 1Historia da igreja aula 1
Historia da igreja aula 1
 
Panorama do at 3
Panorama do at 3Panorama do at 3
Panorama do at 3
 
Panorama do at 1 Ensinai
Panorama do at 1 EnsinaiPanorama do at 1 Ensinai
Panorama do at 1 Ensinai
 
Panorama do at 2
Panorama do at 2Panorama do at 2
Panorama do at 2
 

Último

2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfalexandrerodriguespk
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 

Panorama do nt 3

  • 1. PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO ENSINAI – Pb. Lisandro Cronje Tenda da Fazendinha
  • 2. EPÍSTOLAS PAULINAS – Colossenses a Filemom INTRODUÇÃO  As sete últimas epístolas paulinas são: Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses, 1 e 2 Timóteo, Tito e Filemom.  Colossenses destaca a glória dede Cristo como Cabeça da igreja;  1 Tessalonicenses relata a consoladora esperança da futura vinda de Cristo;  2 Tessalonicenses esclarece a doutrina do retorno de Cristo;  1 Timóteo contém preciosos conselhos a um jovem ministro do evangelho;  2 Timóteo anuncia mais conselhos de Paulo ao seu filho na fé;
  • 3. EPÍSTOLAS PAULINAS – Colossenses a Filemom INTRODUÇÃO  Tito, exorta um evangelista em um campo trabalhoso; e  Filemom é uma carta pessoal do apóstolo Paulo que recomenda um escravo fugitivo ao seu dono.
  • 4. EPÍSTOLAS PAULINAS 1. COLOSSENSES - Colossos era uma cidade da Frígia. Alguns naturais de la estiveram em Jerusalém no dia de Pentecostes, At2.10. Paulo atravessou essa região tanto na segunda como na terceira viagem missionária, At16.6; 18.23, contudo há indícios de que Paulo não teve oportunidade de ir à Colossos, Cl2.1. É possível que seja fruto do trabalho do apóstolo em Éfeso, At19.10, visto que Colossos ficava perto das fronteiras da Ásia, a uns 160 km a leste de Éfeso. Epafras, Ef1.7; 4.12,13 pode ter sido evangelizado por Paulo e fundador da Igreja nesta cidade. - Paulo estava preso em Roma (Cartas da Prisão) , ocasião em que chegou Epafras, vindo de Colossos e por razões que desconhecemos, acabou ficando também preso em Roma, Fm23. Epafras, o possível pastor de Colossos levou a Paulo a notícia deu ma perigosa heresia que se propagava na Igreja.
  • 5. EPÍSTOLAS PAULINAS 1. COLOSSENSES - Foi então que escreveu esta carta, enviando-a por mãos de Tíquico e Onésimo, Cl4.7-9, os quais levaram também a carta aos Efésios e outra a Filemom, Ef6.21. O principal propósito da Epístola era combater a heresia e os falsos mestres em Colossos.
  • 6. EPÍSTOLAS PAULINAS - Colossenses 1.1. Autoria e Data
  • 7. EPÍSTOLAS PAULINAS - Colossenses 1.2. Tema e Propósito - Parece tratar-se de uma mistura das religiões grega, judaica e orientais, espécie de culto de “pensamentos esotéricos”, que se apresentava sob o nome de “filosofia”, Cl2.8, inculcando o culto dos anjos como intermediários entre Deus e o homem, Cl2.18, e insistindo na rígida observância de certas exigências judaicas, indo quase ao ponto do ascetismo, Cl2.16,21, tudo isso exposto em frases retumbantes de uma pretensa superioridade, e tudo como parte do Evangelho de Cristo. 1.3. Destinatários - à igreja de Colossos, cidade da Ásia Menor, provavelmente fundada por Epafras (1.7,8; At 19.10) 1.4. Esboço: Livro
  • 8. EPÍSTOLAS PAULINAS - Colossenses
  • 9. EPÍSTOLAS PAULINAS - Colossenses 1.5. Destaques - Colossenses contém uma das mais sublimes declarações a respeito da Glória de Cristo (1.15-23) - Declara a posição da igreja, unida em Cristo (2.2); completa em Cristo (2.10); morta com Cristo (2.20); ressuscitada com Cristo (3.1) 1.6. Características Especiais - Destinada para também ser lida em Laodicéia (4.16).
  • 10. EPÍSTOLAS PAULINAS 2. 1TESSALONICENSES - A Igreja de Tessalônica foi fundada na segunda viagem missionária de Paulo após deixar Filipos, At17.1-9. Tudo indica que Paulo começou o trabalho nessa cidade pregando por três sábados seguidos na sinagoga dos judeus, At17.2. - O tempo que Paulo passou em Tessalônica foi de muito trabalho, 1ts2.9; 2Ts3.8, de maneira que não teve tempo suficiente para instruir plenamente a Igreja. Expulso de Tessalônica, dirigiu-se a Beréia, uns 80km ao oeste. Logo, porém, foi tangido também daí, deixando Silas e Timóteo. - Ao chegar a Atenas, 320km ao sul, sozinho, mandou recado a Beréia para que esses dois amigos fossem ter com ele o mais breve possível, At17.14,15.
  • 11. EPÍSTOLAS PAULINAS 2. 1TESSALONICENSES - Chegando eles a Atenas, Paulo cheio de ansiedade pela jovem igreja de Tessalônica, imediatamente mandou Timóteo de volta para lá. Quando este regressou, Paulo tinha saído de Atenas para Corinto. - Timóteo trouxe a notícia de que os cristãos tessalonicenses estavam suportando suas perseguições com bravura, mas que alguns haviam falecido e os outros estavam embaraçados para saber como esses falecidos lucrariam alguma coisa da vinda do Senhor, doutrina esta a que Paulo, evidentemente, tinha dado ênfase especial quando estivera com eles. - Foi então que o Apóstolo escreveu esta carta para dizer-lhes, principalmente, que os que morreram em Cristo não perderão nada quando o Senhor vier.
  • 12. EPÍSTOLAS PAULINAS – 1Tessalonicenses 2.1. Autoria e Data
  • 13. EPÍSTOLAS PAULINAS – 1Tessalonicenses 2.2. Tema e Propósito - O tema principal é o retorno de Cristo; outro tema sugerido é a palavra ouvida e vivida. - Os cretes eram oriundos do paganismo (1.9). Por ter sido Paulo ter sido expulso, esses crentes ficaram sem apoio externo em meio a perseguição, o propósito de Paulo era incentivar os novos convertidos a suportarem as provações (3.3-5), instruí-los no viver piedoso (4.1-8), etc. 2.3. Destinatários - a igreja dos Tessalonicenses, que era composta principalmente de gentios, posto que os Judeus rejeitaram sua mensagem. 2.4. Esboço: Livro
  • 15. EPÍSTOLAS PAULINAS – 1Tessalonicenses 2.5. Destaques - O texto sobre a ressurreição dos crentes e sobre o arrebatamento da igreja (4.13-18) 2.6. Características Especiais - Acredita-se que tenha sido a primeira carta escrita por Paulo, a não ser que Gálatas tenha sido escrita aos crentes da Galácia do Sul.
  • 16. EPÍSTOLAS PAULINAS 3. 2TESSALONICENSES - Nesta carta temos outras instruções sobre a vinda do Senhor. Possivelmente escrita poucas semanas ou meses, depois da primeira epístola. Na primeira, Paulo falara da vinda do Senhor como sendo súbita e inesperada. Nesta, ele explica que não ocorrerá se não depois da apostasia.
  • 17. EPÍSTOLAS PAULINAS – 2Tessalonicenses 3.1. Autoria e Data
  • 18. EPÍSTOLAS PAULINAS - 2Tessalonicenses 3.2. Tema e Propósito - O seu propósito na segunda carta era animar seus novos convertidos que enfrentavam perseguições, exortá-los a dar bom testemunho cristão e a trabalhar cada um pelo seu sustento e corrigir certos erros doutrinários sobre os eventos dos tempos do fim, com relação ao dia do Senhor, ou dia de Cristo, 2Ts 2.2. 3.3. Destinatários - a igreja dos Tessalonicenses, que era composta principalmente de gentios, posto que os Judeus rejeitaram sua mensagem. 3.4. Esboço: Livro
  • 20. EPÍSTOLAS PAULINAS - 2Tessalonicenses 3.5. Destaques - Em 2Tessalonicenses encontramos um dos textos mais completos sobre a apostasia do final dos tempos (2.3-12). 3.6. Características Especiais - Nesta carta Paulo descreve o Anticristo com termos que não se acham em outras partes da Bíblia (2.3,8)
  • 21. EPÍSTOLAS PAULINAS 4. 1TIMÓTEO - 1 e 2 Epístola a Timóteo e a Tito são, comumente chamadas “Epístolas Pastorais”. Prevalece a opinião de que foram escritas entre a primeira e a segunda prisão de Paulo, entre 64 a 67 d.C.. - Alguns críticos racionalistas modernos têm aventado a teoria de que tais cartas foram obra de algum autor desconhecido, que, trinta a cinqüenta anos depois da morte de Paulo, as escreveu usando o nome deste, para inculcar certas doutrinas. Não há base histórica para essa opinião. Desde o princípio, estas Epístolas têm sido consideradas como escritos genuínos de Paulo.
  • 22. EPÍSTOLAS PAULINAS - 1Timóteo 4.1. Autoria e Data
  • 23. EPÍSTOLAS PAULINAS - 1Timóteo 4.2. Tema e Propósito - A conduta ministerial do obreiro cristão é um tema adequado a essa carta. Foi escrita com um tríplice propósito: 1. Orientar Timóteo acerca da vida pessoal e ministerial; 2. Exortá-lo a defender a sã doutrina dos falsos mestres; e 3. Instruí-lo a respeito de alguns assuntos e problemas da igreja de Éfeso. 4.3. Destinatários - Timóteo era um convertido de Paulo (1.2) e passou a acompanhar o apóstolo na segunda e terceira viagens missionárias (At 16.3;Fp 1.1), depois a Éfeso (1.3), como representante do apóstolo. 4.4. Esboço: Livro
  • 25. EPÍSTOLAS PAULINAS - 1Timóteo 4.5. Destaques - As qualificações exigidas dos bispos e diáconos (3.1-13) 4.6. Características Especiais - Umas das cartas de Paulo mais carregadas de emoção, endereçada a um amigo e companheiro.
  • 26. EPÍSTOLAS PAULINAS 5. 2 TIMÓTEO - Na segunda Epístola de Paulo a Timóteo, temos a última Palavra de Paulo, e consequentemente, seu brado de triunfo na hora da morte. O livro de Atos termina com Paulo na prisão em Roma, por volta do ano 64d.C. - A crença comum é que ele foi absolvido, voltou à Grécia e à Ásia Menor, mas mais adiante foi novamente preso possivelmente em Trôade, 2Tm4.13, e levado de volta a Roma. Desta vez foi pelos agentes do imperador e não, como da primeira vez, pelos judeus. - Agora como criminoso, 2Tm2.9, não como antes, por alguma violação técnica da lei judaica. Tudo leva a crer que pode ter sido em relação como incêndio de Roma. A perseguição neroniana surgiu em virtude do grande incêndio de Roma, ocorrido em 64d.C.
  • 27. EPÍSTOLAS PAULINAS - 2Timóteo 5.1. Autoria e Data
  • 28. EPÍSTOLAS PAULINAS - 2Timóteo 5.2. Tema e Propósito - “O bom soldado de Cristo” (2.3). Paulo escreve ao jovem evangelista a fim de encorajá-lo a prosseguir no trabalho ministerial. 5.3. Destinatários - Timóteo era um convertido de Paulo (1.2) e passou a acompanhar o apóstolo na segunda e terceira viagens missionárias (At 16.3;Fp 1.1), depois a Éfeso (1.3), como representante do apóstolo. 5.4. Esboço: Livro
  • 30. EPÍSTOLAS PAULINAS - 2Timóteo 5.5. Destaques - Um dos versículos mais citados das cartas pastorais é 2.2:” O que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem a outros”. 5.6. Características Especiais - Foi o último escrito de Paulo e contém sua emocionante despedida (4.7.8).
  • 31. EPÍSTOLAS PAULINAS 6. TITO - Tito era grego; acompanhou Paulo a Jerusalém; contra sua circuncisão esse apóstolo se manifestou firmemente, Gl2.3-5. Foi um dos convertidos de Paulo, Tt1.4. Alguns anos mais tarde, aparece como apóstolo em Éfeso, de onde é enviado a Corinto para investigar certas desordens e iniciar o levantamento da oferta para os crentes pobres de Jerusalém, 2Co 8.6,10. - Regressando de Corinto, encontrou Paulo na Macedônia e, depois de lhe expor a situação, foi mandado de volta àquela cidade, na frente do apóstolo, levando a segunda Epístola aos Coríntios, para preparar o caminho à ida de Paulo e terminar o levantamento da oferta, 2Co2.3, 12, 13; 7.5, 6, 13, 14; 8.16, 17, 18, 23; 12.14, 18. O fato de ser Tito escolhido para investigar a situação aflitiva em Corinto indica que Paulo devia considerá-lo um líder cristão de muita capacidade, prudente e maneiroso.
  • 32. EPÍSTOLAS PAULINAS - Tito 6.1. Autoria e Data
  • 33. EPÍSTOLAS PAULINAS - Tito 6.2. Tema e Propósito - A carta ressalta deveres ministeriais além da ênfase na vida da igreja. - Paulo enviou-lhe a carta junto com Zenas e Apolo, numa viagem que passava por Creta (3.13) a fim de dar autorização e orientações a Tito para enfrentar a oposição(1.5), instruções a respeito da fé e da conduta e advertências a respeito dos falsos mestres. 6.3. Destinatários - Tito era grego; acompanhou Paulo a Jerusalém; contra sua circuncisão esse apóstolo se manifestou firmemente, Gl 2.3-5. Foi um dos convertidos de Paulo, Tt1.4. 6.4. Esboço: Livro
  • 35. EPÍSTOLAS PAULINAS - Tito 6.5. Destaques - Relaciona as qualificações ao ministério cristão (1.5-9) 6.6. Características Especiais - Ênfase nas boas obras (1.16; 2.7 etc.) levou alguns a questionar a autoria de Paulo, mas a passagem de 3.5 desfaz essa teoria.
  • 36. EPÍSTOLAS PAULINAS 7. FILEMOM - Filemom era um cristão de Colossos, dos convertidos de Paulo, pessoa abastada. Em sua casa reunia-se uma igreja. Parece que ele e Paulo eram amigos íntimos. E Onésimo era o nome de um escravo de Filemom. É possível que fosse um jovem muito talentoso. O exército romano, em suas excursões, muitas vezes capturava moços e moças dos melhores e muito inteligentes, e levava-os para vendê-los como escravos. - É uma das quatro cartas da prisão (Efésios, Filipenses, Colossenses e Filemom).
  • 37. EPÍSTOLAS PAULINAS - Filemom 7.1. Autoria e Data
  • 38. EPÍSTOLAS PAULINAS - Filemom 7.2. Tema e Propósito - Reconciliação e perdão seriam os temas principais da carta. - Seu propósito é estritamente pessoal. 7.3. Destinatários - Filemom, um cristão que morava em Colossos, homem rico proprietário de escravos. 7.4. Esboço: Livro
  • 39. EPÍSTOLAS PAULINAS - Filemom 7.5. Destaques - O fervoroso apelo em favor do escravo fugitivo (12-19). 7.6. Características Especiais - Das quatro cartas que Paulo enviou a pessoas em particular, só a de Filemom não é pastoral, sendo a mais breve de todas.