INTRODUÇÃO



Orientador: Prof. Dr. Fernando Auil
Turma 64:
André Cavalcante dos Santos
Bruno Croci de Oliveira
Caio César...
TEMA




Conhecimento científico e
   desenvolvimento.
HIPÓTESE




Os softwares livres são suficientes para
 suprir as necessidades das pessoas
   portadoras de deficiência vis...
ESCLARECIMENTOS

Acessibilidade:
 Significa não apenas permitir que pessoas com deficiências ou
 mobilidade reduzida parti...
METODOLOGIA

• Pesquisa em instituições de apoio ao
  deficiente visual e artigos científicos.

• Aprendizagem de alguns l...
WEBANYWHERE


• Serviço web que possibilita que o portador
  de deficiência visual navegue na internet.

• Multiplataforma...
WEBANYWHERE


• Vídeo



• Site do WebAnywhere
WEBANYWHERE


Prós:
• Facilidade de acesso e portabilidade;


Contras:
• Pouca compatibilidade com
  recursos de internet ...
DOSVOX

• Especificações
    •   Sistema composto de 70 programas
    •   Leitor de tela
    •   Necessário instalação
   ...
DOSVOX

• Projeto desenvolvido em 1993
• Núcleo de Computação Eletrônica da
  UFRJ
• José Antônio dos Santos Borges
• Prim...
DOSVOX
NVDA

• Totalmente Open-source com uma base
  grande de contribuintes;
• Compatibilidade com Windows;
• Portabilidade;
• E...
ARTIGO


• NVDA - NonVisual Desktop Access
   – Publicadado no site do guia do hardware:
      » http://www.guiadohardware...
INSTITUIÇÃO


• Instituto Padre Chico
  – Setor de Informática
  – Utilizam leitor de tela


• Virtual Vision
  – Software...
CONCLUSÃO


Algumas considerações deve ser
  tomadas.
  – Instituições e organizações conseguem
    obter softwares comerc...
PESQUISA




Fonte: Avaliação das tecnologias de softwares existentes para a Inclusão Digital de
dEficientesvisuais atravé...
REFERÊNCIA


•   BORGES, José Antônio. Manual do Dosvox. Núcleo de
    Computação Eletrônica da UFRJ – Universidade Federa...
REFERÊNCIA
•   Micro Power Technologies. Disponível em:
    <http://www.micropower.com.br/v3/pt/acessibilidade/vv5/index.a...
REFERÊNCIA
•   Software leitor de telas NVDA. Disponível em: <http://www.nvda-
    project.org/> Acessado em: 28/09/2009.
...
REFERÊNCIA
•   Software livre no governo do Brasil. Disponível em:
    <www.softwarelivre.gov.br> Acessado em: 27/09/2009....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Deficientes Visuais tem, de fato, acesso à inclusão digital através de Softwares Livres?

6.396 visualizações

Publicada em

Trabalho de Pesquisa sobre acessibilidade e software livre.

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.396
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
249
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
85
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Deficientes Visuais tem, de fato, acesso à inclusão digital através de Softwares Livres?

  1. 1. INTRODUÇÃO Orientador: Prof. Dr. Fernando Auil Turma 64: André Cavalcante dos Santos Bruno Croci de Oliveira Caio César Lemes Bastos Dan Shinkai Daniel Bissoli Moriera Daniel Pinheiro Barreto
  2. 2. TEMA Conhecimento científico e desenvolvimento.
  3. 3. HIPÓTESE Os softwares livres são suficientes para suprir as necessidades das pessoas portadoras de deficiência visual.
  4. 4. ESCLARECIMENTOS Acessibilidade: Significa não apenas permitir que pessoas com deficiências ou mobilidade reduzida participem de atividades que incluem o uso de produtos, serviços e informação, mas a inclusão e extensão do uso destes por todas as parcelas presentes em uma determinada população. Leitores de Tela: Software usado para obter resposta do computador por meio sonoro fazendo a interação com o usuário, Usado principalmente por deficientes visuais.
  5. 5. METODOLOGIA • Pesquisa em instituições de apoio ao deficiente visual e artigos científicos. • Aprendizagem de alguns leitores de tela e a elaboração de tutoriais dos mesmos. • Publicação do Artigo: • NVDA - NonVisual Desktop Access
  6. 6. WEBANYWHERE • Serviço web que possibilita que o portador de deficiência visual navegue na internet. • Multiplataforma(Windows, Linux, Mac OS). • Não necessita de instalação.
  7. 7. WEBANYWHERE • Vídeo • Site do WebAnywhere
  8. 8. WEBANYWHERE Prós: • Facilidade de acesso e portabilidade; Contras: • Pouca compatibilidade com recursos de internet como formulários e sites em Flash.
  9. 9. DOSVOX • Especificações • Sistema composto de 70 programas • Leitor de tela • Necessário instalação • Versão atual: 4.1 • Problemas? • Programa ultrapassado • Difícil manuseio
  10. 10. DOSVOX • Projeto desenvolvido em 1993 • Núcleo de Computação Eletrônica da UFRJ • José Antônio dos Santos Borges • Primeiro software em português
  11. 11. DOSVOX
  12. 12. NVDA • Totalmente Open-source com uma base grande de contribuintes; • Compatibilidade com Windows; • Portabilidade; • Está se equiparando aos software comerciais.
  13. 13. ARTIGO • NVDA - NonVisual Desktop Access – Publicadado no site do guia do hardware: » http://www.guiadohardware.net/artigos/nvda/ – Repercutiu e foi citado em alguns sites: » http://nnn.softwarelivre.org/furusho/blog/acessibilidade-open- source-nvda-nonvisual-desktop-access » http://br-linux.org/2009/acessibilidade-open-source-nvda- %E2%80%93-nonvisual-desktop-access/ » http://www.jubeobr.com/guia-hardware-net-f-1124-4376.html » http://www.guls.com.br/planeta/category/aplicacoes/page/3/ » http://www.fearp.usp.br/sti/?q=aggregator/sources/2&page=6
  14. 14. INSTITUIÇÃO • Instituto Padre Chico – Setor de Informática – Utilizam leitor de tela • Virtual Vision – Software comercial da empresa Micropower.
  15. 15. CONCLUSÃO Algumas considerações deve ser tomadas. – Instituições e organizações conseguem obter softwares comerciais gratuitamente através de convênios. – Uma pesquisa com usuários tornou-se inviável devido a falta de tempo. – Porém ....
  16. 16. PESQUISA Fonte: Avaliação das tecnologias de softwares existentes para a Inclusão Digital de dEficientesvisuais através da utilização de Requisitos de qualidade. Clóvis Silveira1, Regina O. Heidrich1, Patrícia B. S. Bassani1
  17. 17. REFERÊNCIA • BORGES, José Antônio. Manual do Dosvox. Núcleo de Computação Eletrônica da UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. <http://www.nce.ufrj.br>. • BORGES, José Antônio. Dosvox – um novo acesso dos cegos à cultura e ao trabalho. Revista Benjamin Constant, n° 3 – maio de 1996. (IBCENTRO/MEC). • Software leitor de telas Jaws. Disponível em: http://www.freedomscientific.com/products/fs/jaws-product- page.asp> Acessado em 28/09/2009.
  18. 18. REFERÊNCIA • Micro Power Technologies. Disponível em: <http://www.micropower.com.br/v3/pt/acessibilidade/vv5/index.as p> Acessado em: 25/10/2009. • Leitor de tela WebAnywhere. Disponível em: <webanywhere.cs.washington.edu> Acessado em: 22/10/2009. • Silveira, Clóvis; Heidrich, Regina O.; Bassani, Patrícia B. S.. Avaliação das tecnologias de softwares existentes para a Inclusão Digital de dEficientes visuais através da utilização de Requisitos de qualidade. Disponível em: <http://www.cinted.ufrgs.br/ciclo9/artigos/10bClovis.pdf > Citado em: 3/12/2009.
  19. 19. REFERÊNCIA • Software leitor de telas NVDA. Disponível em: <http://www.nvda- project.org/> Acessado em: 28/09/2009. • Software leitor de telas DosVox. Disponível em: <http://intervox.nce.ufrj.br/dosvox/ > Acessado em: 28/09/2009. • LDB (Lei de Diretrizes e Bases) 96 – Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília, 2002. Disponível em http://www.mec.gov.br/ibc/hist.htm> Acesso em: 28/09/2009.
  20. 20. REFERÊNCIA • Software livre no governo do Brasil. Disponível em: <www.softwarelivre.gov.br> Acessado em: 27/09/2009. • AFB American Foundation for the Blind. Disponível em: <www.afb.org> Acessado em: 27/09/2009. • Sociedade brasileira de visão subnormal. Disponível em: <www.cbo.com.br/subnorma> Acessado em: 27/09/2009. • Lei Ordinária - LEI N.º 7.853, de 24 de outubro de 1989. Brasília, 1989. Disponível em www.planalto.gov.br/ccivil/LEIS/L7853.htm> Acessado em 29/09/2009.

×