A INCLUSÃO 
“ A inclusão é um longo processo a 
ser constituído, o importante é a 
mudança de atitude com o papel 
de tran...
APAE “CENTRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL JOSÉ CORRAL MARTINS” 
FÓRUM PCD 
Profissional responsável: Cristina de Souza 
Assistente...
ROTEIRO 
TEMA; 
OBJETIVOS 
APRESENTAÇÃO; 
IDENTIFICAÇÃO DAS PRINCIPAIS 
DIFICULDADES; 
VERDADES E MITOS; 
CONCEITOS ESSENC...
FÓRUM PCD 
TEMA: Atribuições da Sociedade e 
Família em relação 
aos PCDs e PNEs.
OBJETIVOS 
Orientar a pais, familiares e profissionais em 
geral quanto às suas 
atribuições para com a sociedade, comunid...
APRESENTAÇÃO 
As pessoas com 
deficiência frequentemente 
são vítimas de preconceito 
e discriminação.
IDENTIFICAÇÃO DAS PRINCIPAIS DIFICULDADES 
DIFICULDADES LOCOMOTORAS: 
Pessoas que usam bengalas, muletas, cadeiras de roda...
DIFICULDADES SENSORIAIS: 
Pessoa com perda de visão parcial, total ou problemas 
clínicos como: graus elevados de astigmat...
Dificuldades de Aprendizagem 
-Dislexia: é a dificuldade que aparece na leitura, 
impedindo o aluno de ser fluente, pois f...
-Discalculia: é a dificuldade para cálculos e números, de 
um modo geral os portadores não identificam os sinais das 
quat...
-Dislalia: é a dificuldade na emissão da fala, apresenta 
pronúncia inadequada das palavras, com trocas de fonemas e 
sons...
TDAH: O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é 
um problema de ordem neurológica, que trás consigo sinais 
ev...
DIFICULDADES GLOBAIS: 
Pessoas que se utiliza de sua 
condição normal, para excluir, 
discriminar ou ignorar qualquer tipo...
VERDADES E MITOS 
Verdades: 
•Deficiência não é doença; (deficiência é adquirida, e 
doença é congênita); 
•Algumas crianç...
MITOS: 
•Todo surdo é mudo: 
•Todo cego têm tendência à música; 
•Deficiência é fruto de herança familiar; 
•Existem reméd...
CONCEITOS ESSENCIAIS 
Fica adotada a terminologia PCD, PNE, descartando 
definitivamente do linguajar comum e da mídia; 
O...
Todos são iguais é uma expressão que fica 
definitivamente descartada por absoluta falta de 
conexão com a realidade; 
A P...
O QUE TEMOS EM FAVOR DO PCD 
BPC – Lei 8.742 de 07/12/1993: 
Em 07/12/1993, o governo Federal sancionou a 
LOAS (Lei Orgân...
Passe Livre intermunicipal (SETASS): Transporte 
gratuito para viagens dentro do Estado 
Passe Livre interestadual (SUS e ...
Estatuto da Acessibilidade: 
São os direitos e deveres do PCD estabelecidos em lei. 
A Lei 10.048/2000 originou o Decreto ...
DIREITOS DAS PESSOAS COM DE DEFICIÊNCIA 
“Dados da ONU Organização das Nações Unidas estima 
que uma em cada dez pessoas a...
De acordo com o senso 2000 realizado pelo IBGE 
temos um tabela com os seguintes dados: 
Tabela 08 
Estimativa com algum t...
ACOMODAÇÕES DA FAMÍLIA 
A violação dos direitos, como uso indevido de 
benefício estará sujeito à perda deste. 
O abandono...
Outro tipo de acomodações da família é de 
pensar que as secretarias de Saúde, 
Assistência Social, Educação, Igrejas e af...
Saibam que, apesar de direito 
UNIVERSAL e EQUITATIVO 
do cidadão, estes órgãos são de retaguarda, nada é de 
graça, a dem...
Outra coisa que pede e enfatiza aos familiares, que 
não é porque o serviço oferecido é de graça, que não 
precisa de resp...
AS RESPONSABILIDADES DA FAMÍLIA 
A família é responsável pelos seus entes, seja 
criança, adolescente, idoso, PCD ou não e...
O custo de vida de um PCD é muito alto. 
Uma das responsabilidades dos pais e familiares entre todas 
as outras é a paciên...
FINALIZAÇÃO 
Os nossos PCDs ficarão gratos e 
orgulhosos com a colaboração da família e se 
sentirão felizes em saber que ...
BIBLIOGRAFIA 
POLÍTICA NACIONAL DEA ASSISTÊNCIA SOCIAL; 
LEI ORGÂNICA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL; 
CADERNOS DE AÇÃO – TRABALHO ...
AGRADECEMOS A 
PRESENÇA E A 
ATENÇÃO DE 
TODOS!
Secretaria Municipal de Saúde de 
Nioaque 
Cristina de Souza 
ph.cristina@hotmail.com 
9605-7539 – 9200-2505
Cristina de Souza Fórum PCD apresentado na Semana de enfrentamento ao preconceito ao PCD em Nioaque-MS
Cristina de Souza Fórum PCD apresentado na Semana de enfrentamento ao preconceito ao PCD em Nioaque-MS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cristina de Souza Fórum PCD apresentado na Semana de enfrentamento ao preconceito ao PCD em Nioaque-MS

752 visualizações

Publicada em

Material apresentado na Semana de enfrentamentoao Predconceito ao PCD Nioaque-MS

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
752
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cristina de Souza Fórum PCD apresentado na Semana de enfrentamento ao preconceito ao PCD em Nioaque-MS

  1. 1. A INCLUSÃO “ A inclusão é um longo processo a ser constituído, o importante é a mudança de atitude com o papel de transformar a sociedade valorizando o ser humano” Edinamar Aparecida de Oliveira
  2. 2. APAE “CENTRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL JOSÉ CORRAL MARTINS” FÓRUM PCD Profissional responsável: Cristina de Souza Assistente Social CRESS/MS 1499 NIOAQUE-MS ABRIL-2010
  3. 3. ROTEIRO TEMA; OBJETIVOS APRESENTAÇÃO; IDENTIFICAÇÃO DAS PRINCIPAIS DIFICULDADES; VERDADES E MITOS; CONCEITOS ESSENCIAIS; O QUE TEMOS EM FAVOR DO PCD; DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA; TABELA 08 DO IBGE; ACOMODAÇÕES DA FAMÍLIAS; RESPONSABILIDADES DA FAMÍLIA; FINALIZAÇÃO; BIBLIOGRAFIA
  4. 4. FÓRUM PCD TEMA: Atribuições da Sociedade e Família em relação aos PCDs e PNEs.
  5. 5. OBJETIVOS Orientar a pais, familiares e profissionais em geral quanto às suas atribuições para com a sociedade, comunidade e família, para a erradicação da exclusão, discriminação e preconceito aos PCDs e PNEs.
  6. 6. APRESENTAÇÃO As pessoas com deficiência frequentemente são vítimas de preconceito e discriminação.
  7. 7. IDENTIFICAÇÃO DAS PRINCIPAIS DIFICULDADES DIFICULDADES LOCOMOTORAS: Pessoas que usam bengalas, muletas, cadeiras de rodas, com membros inferiores mutilados, que usam algum tipo de aparato ortopédico fixo ou provisório, mães com crianças de colo, senhoras com sacolas, entre outras; DIFICULDADES CORPORAIS: Pessoas idosas, cardiopatas, reumáticas, portadoras de mal de Chagas, Alzheimer, Parkinson, obesas, extremamente baixas, ou de muita elevada estatura com membros superiores lesados, gestantes após 6º mês e convalescentes em geral;
  8. 8. DIFICULDADES SENSORIAIS: Pessoa com perda de visão parcial, total ou problemas clínicos como: graus elevados de astigmatismo, hipermetropia, miopia, presbiopia, catarata, estrabismo, daltonismo; com perda parcial ou total de audição, com problemas clínicos nos tímpanos e no ouvido médio, com problemas de fala total (mudas) ou parcial. DIFICULDADES INTELECTUAIS/CULTURAIS: Pessoas com diferentes graus de incapacidade mental. Analfabetos ou sem domínio da língua;
  9. 9. Dificuldades de Aprendizagem -Dislexia: é a dificuldade que aparece na leitura, impedindo o aluno de ser fluente, pois faz trocas ou omissões de letras, inverte sílabas, apresenta leitura lenta, dá pulos de linhas ao ler um texto, etc. Estudiosos afirmam que sua causa vem de fatores genéticos, mas nada foi comprovado pela medicina. - Disgrafia: normalmente vem associada à dislexia, porque se o aluno faz trocas e inversões de letras conseqüentemente encontra dificuldade na escrita. Além disso, está associada a letras mal traçadas e ilegíveis, letras muito próximas e desorganização ao produzir um texto.
  10. 10. -Discalculia: é a dificuldade para cálculos e números, de um modo geral os portadores não identificam os sinais das quatro operações e não sabem usá-los, não entendem enunciados de problemas, não conseguem quantificar ou fazer comparações, não entendem seqüências lógicas e outros. Esse problema é um dos mais sérios, porém ainda pouco conhecido.
  11. 11. -Dislalia: é a dificuldade na emissão da fala, apresenta pronúncia inadequada das palavras, com trocas de fonemas e sons errados, tornando-as confusas. Manifesta-se mais em pessoas com problemas no palato, flacidez na língua ou lábio leporino. -Disortografia: é a dificuldade na linguagem escrita e também pode aparecer como conseqüência da dislexia. Suas principais características são: troca de grafemas, desmotivação para escrever, aglutinação ou separação indevida das palavras, falta de percepção e compreensão dos sinais de pontuação e acentuação.
  12. 12. TDAH: O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é um problema de ordem neurológica, que trás consigo sinais evidentes de inquietude, desatenção, falta de concentração e impulsividade. Hoje em dia é muito comum vermos crianças e adolescentes sendo rotulados como DDA (Distúrbio de Déficit de Atenção), porque apresentam alguma agitação, nervosismo e inquietação, fatores que podem advir de causas emocionais. É importante que esse diagnóstico seja feito por um médico e outros profissionais capacitados.
  13. 13. DIFICULDADES GLOBAIS: Pessoas que se utiliza de sua condição normal, para excluir, discriminar ou ignorar qualquer tipo de dificuldade acima citada.
  14. 14. VERDADES E MITOS Verdades: •Deficiência não é doença; (deficiência é adquirida, e doença é congênita); •Algumas crianças portadoras com deficiências necessitam de escolas especiais; •As adaptações são recursos necessários para facilitar a integração dos educandos com necessidades especiais na escola. (Banheiros, bebedouros, carteiras escolares, orelhões, comunicação, treinamento de docentes etc). •Síndromes de origem genética não são contagiosas; •O deficiente intelectual não é louco.
  15. 15. MITOS: •Todo surdo é mudo: •Todo cego têm tendência à música; •Deficiência é fruto de herança familiar; •Existem remédios milagrosos, que curam deficiências; •As pessoas com necessidades especiais são eternas crianças; •Todo deficiente mental é dependente.
  16. 16. CONCEITOS ESSENCIAIS Fica adotada a terminologia PCD, PNE, descartando definitivamente do linguajar comum e da mídia; O PCD, PNE, não poderá ser vítima de discriminação, da indiferença, nem do isolamento; Fica esclarecido que deficiência nunca foi doença ou incapacidade.
  17. 17. Todos são iguais é uma expressão que fica definitivamente descartada por absoluta falta de conexão com a realidade; A PCD, não quer piedade, comiseração, abominando as pejorativas imagens de “coitadinho” e do “desvalido pela sorte”.
  18. 18. O QUE TEMOS EM FAVOR DO PCD BPC – Lei 8.742 de 07/12/1993: Em 07/12/1993, o governo Federal sancionou a LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social), que no seu Art. 20 concede um salário mínimo à Pessoa com Deficiência e ao Idoso com 65 anos ou mais que incapacitada para a vida produtiva e independente, onde a renda per capita seja igual ou inferior a ¼ do salário mínimo.
  19. 19. Passe Livre intermunicipal (SETASS): Transporte gratuito para viagens dentro do Estado Passe Livre interestadual (SUS e Ministério dos Transportes): para viagens dentro do Estado TFD passagem para acompanhantes no caso de tratamento de saúde em qualquer lugar do país, ajuda de custo para estadia e alimentação. Casa da Saúde: Fornecimento de órteses e próteses ortopédica e oftalmológica de qualquer natureza, cadeiras de rodas; Tratamentos ortodônticos, auditivo e bucomaxilofacial pela FUNCRAF, Hospital Universitário e U.F.M.S., CAMS e às Secretárias Municipais;
  20. 20. Estatuto da Acessibilidade: São os direitos e deveres do PCD estabelecidos em lei. A Lei 10.048/2000 originou o Decreto 5.296/04, de 02/12/04 institui de 30 a 48 meses (isto é até 2.010) para adequação e obriga os órgãos da administração direta e indireta e empresas privadas a adequarem os seus projetos imobiliários, edificações e mobiliários ao uso de pessoas com deficiência. A Lei Complementar 683 de 18/09/92 determina a garantia de 5% dos cargos e empregos em concursos públicos às pessoas com deficiências, nas empresas privadas o percentual varia de 1 a 5% dependendo do número de funcionários
  21. 21. DIREITOS DAS PESSOAS COM DE DEFICIÊNCIA “Dados da ONU Organização das Nações Unidas estima que uma em cada dez pessoas apresenta algum tipo de deficiência, possuindo limitações funcionais, permanentes, temporárias, totais, parciais, congênitas ou adquiridas. Os indivíduos portadores de deficiência auditiva, física, mental, visual ou múltipla necessitam de reabilitação por meio de um conjunto de terapias e serviços que envolvem atividades médicas, pedagógicas e sociais necessárias à sua plena integração na sociedade.”
  22. 22. De acordo com o senso 2000 realizado pelo IBGE temos um tabela com os seguintes dados: Tabela 08 Estimativa com algum tipo de deficiência e Distribuição Percentual por Região Brasileira. Região Total da População Estimativa de Deficiência % Norte 15.359.608 2.262.470 14,73 Nordeste 53.591.197 9.003.321 16,80 Sudeste 80.915.332 10.559.450 13,06 Sul 16.804.990 2.406.474 14,32 Centro Oeste 13.895.375 1.931.457 13,90 Fonte: Página 20 do Plano Nacional de Assistência Social
  23. 23. ACOMODAÇÕES DA FAMÍLIA A violação dos direitos, como uso indevido de benefício estará sujeito à perda deste. O abandono do incapaz, também o levará à transferência do recurso para outro responsável.
  24. 24. Outro tipo de acomodações da família é de pensar que as secretarias de Saúde, Assistência Social, Educação, Igrejas e afins, têm obrigação de oferecer estes tipos de serviços.
  25. 25. Saibam que, apesar de direito UNIVERSAL e EQUITATIVO do cidadão, estes órgãos são de retaguarda, nada é de graça, a demanda é muito alta e o recurso muito pouco e tudo é muito caro e se não houver verba suficiente para isto elas não funcionam.
  26. 26. Outra coisa que pede e enfatiza aos familiares, que não é porque o serviço oferecido é de graça, que não precisa de responsabilidade. É preciso compromisso com os horários e respeitos com os profissionais.
  27. 27. AS RESPONSABILIDADES DA FAMÍLIA A família é responsável pelos seus entes, seja criança, adolescente, idoso, PCD ou não e devem prover os seus componentes. Protegê-los e defendê-los. Tais Programas federais, não são para o sustento da família e sim para o auxílio do PCD, até que a família saia da vulnerabilidade deixando de estar sob risco social, e se auto promover
  28. 28. O custo de vida de um PCD é muito alto. Uma das responsabilidades dos pais e familiares entre todas as outras é a paciência, a tolerância, a perseverança, pois não os PCDs e PNEs que se adequam ao nosso meio, é o meio que se adequam a eles vivem devem ser propícios às suas necessidades. Além disso, devem ser cuidadosamente higienizados, alimentados, medicados, muito bem cuidados, cada qual levado ao seu tratamento em que foi submetido. A família é a única e a maior referência na conquista dos espaços. O que se deve combater, é o preconceito de qualquer natureza.
  29. 29. FINALIZAÇÃO Os nossos PCDs ficarão gratos e orgulhosos com a colaboração da família e se sentirão felizes em saber que a família está empenhada no seu processo de reabilitação melhorando assim a sua auto-estima.
  30. 30. BIBLIOGRAFIA POLÍTICA NACIONAL DEA ASSISTÊNCIA SOCIAL; LEI ORGÂNICA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL; CADERNOS DE AÇÃO – TRABALHO COM FAMÍLIAS; FAMÍLIA E SUAS NUANCES; IR E VIR DIREITO DE TODOS; ESTATUTO DA ACESSIBILIDADE; GUIA DA CIDADANIA E DA COMUNIDADE DO ESTADO DE SP; CONSTITUIÇÃO FEDERAL; PAIS E DIRIGENTES, UMA PARCERIA EFICIENTE. Jussara de Barros- Graduada em Pedagogia-Equipe Brasil Escola
  31. 31. AGRADECEMOS A PRESENÇA E A ATENÇÃO DE TODOS!
  32. 32. Secretaria Municipal de Saúde de Nioaque Cristina de Souza ph.cristina@hotmail.com 9605-7539 – 9200-2505

×