ROMANTISMO
PROFª MARIA CRISTINA
LITERATURA
Contexto
Histórico
Proclamação
da
Independência
Chegada da
Família Real
No Brasil
Período
de
Regência
•1808 - chegada ao Brasil de D. João VI e da família
Real.
•1808/1821 - abertura dos portos às nações amigas;
instalações ...
PROCLAMAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA
1822 - Proclamação da Independência.
No dia 7 de abril de 1831, D. Pedro abdica
do cargo de imperador, retorna à Europa e
deixa o trono para seu filho Pedro, d...
No dia 7 de março de 1808, a Família Real
portuguesa, fugindo do exército
de Napoleão Bonaparte, desembarca na
Baía de Gua...
3ª GERAÇÃO
Característica
2ª GERAÇÃO
Característica
1ª GERAÇÃO
Característica
O Romantismo europeu foi adaptado à escola brasileira
Nacionalismo com ênfase na cor local
Indianismo: O índio é idealizad...
Mal-do-século
Pessimismo
Evasão da morte
Amor é sinônimo de idealização e erotismo
Satanismo (incredulidade)
2ª Geração: E...
O amor, na 3ª geração, é carregado de
sensualidade.
Engajamento social: luta por uma causa
Poesia de temática social
Condo...
FUNDAMENTOS DO
ESTILO ROMÂNTICO
Liberdade de
expressão
Egocentrismo Nacionalismo
O direito à liberdade de expressão garante a qualquer indivíduo a
possibilidade de se manifestar, de buscar e receber info...
Em uma época marcada por tantas deturpações de personalidade, deve-se
considerar que não se tem dado a importância devida ...
O nacionalismo é um sentimento de valorização marcado pela
aproximação e identificação com uma nação. O termo também
se ap...
SÍNTESE
 O Romantismo é a primeira estética literária a
reivindicar uma literatura autenticamente brasileira e
inaugura a...
COMÉDIA DE COSTUMES
 A comédia de costumes caracteriza-se pela criação de
tipos e situações de época, com uma sutil sátir...
PESQUISA
1º) Pesquisar os principais poetas de cada geração;
2º) Analisar um poema de um dos poetas pesquisados (1ª, 2ª
ou...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Literatura romantismo

9.513 visualizações

Publicada em

1 comentário
11 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.513
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
216
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
396
Comentários
1
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Literatura romantismo

  1. 1. ROMANTISMO PROFª MARIA CRISTINA LITERATURA
  2. 2. Contexto Histórico Proclamação da Independência Chegada da Família Real No Brasil Período de Regência
  3. 3. •1808 - chegada ao Brasil de D. João VI e da família Real. •1808/1821 - abertura dos portos às nações amigas; instalações de bibliotecas e escolas de nível superior; início da atividade editorial. •1822 - Proclamação da Independência. Daí nasce o desejo de uma literatura autenticamente brasileira. •1831 - abdicação de D. Pedro I e início do Período de Regência, que vai até 1840 (maioridade de D. Pedro II); fundação da Companhia Dramática Nacional; início da Guerra do Paraguai até 1840).
  4. 4. PROCLAMAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA 1822 - Proclamação da Independência.
  5. 5. No dia 7 de abril de 1831, D. Pedro abdica do cargo de imperador, retorna à Europa e deixa o trono para seu filho Pedro, de 5 anos como Príncipe Regente.
  6. 6. No dia 7 de março de 1808, a Família Real portuguesa, fugindo do exército de Napoleão Bonaparte, desembarca na Baía de Guanabara.
  7. 7. 3ª GERAÇÃO Característica 2ª GERAÇÃO Característica 1ª GERAÇÃO Característica
  8. 8. O Romantismo europeu foi adaptado à escola brasileira Nacionalismo com ênfase na cor local Indianismo: O índio é idealizado para que possa representar valores brasileiros OBS.: O amor na 1ª geração romântica é ingênuo, íntimo, idealizado. 1ª Geração: Início do Romantismo no Brasil (Nacionalismo/ Sentimentalismo)
  9. 9. Mal-do-século Pessimismo Evasão da morte Amor é sinônimo de idealização e erotismo Satanismo (incredulidade) 2ª Geração: Escapismo/ Mal-do-século Os artistas levam às últimas consequências a descrença na solução dos problemas existenciais. A única solução para resolverem suas angústias é por meio da evasão da realidade.
  10. 10. O amor, na 3ª geração, é carregado de sensualidade. Engajamento social: luta por uma causa Poesia de temática social Condoreirismo (exagero) Erotismo 3ª Geração: Engajamento/ Condoreirismo O declínio da monarquia, a luta pela abolição da escravidão, a campanha pela instauração da república. Isso é o que fez o poeta romântico sair da individualidade e se integrar ao universo social.
  11. 11. FUNDAMENTOS DO ESTILO ROMÂNTICO Liberdade de expressão Egocentrismo Nacionalismo
  12. 12. O direito à liberdade de expressão garante a qualquer indivíduo a possibilidade de se manifestar, de buscar e receber informações e ideias de todos os tipos, independentemente da intervenção de terceiros. Isto pode ocorrer oralmente, de forma escrita, através da arte ou de qualquer meio de comunicação.
  13. 13. Em uma época marcada por tantas deturpações de personalidade, deve-se considerar que não se tem dado a importância devida ao ego, frente a tantas situações de desarmonia e desvios de condutas éticas e morais. Percebe-se que tem predominado o egocentrismo, que, embora seja constantemente confundido com individualismo, na realidade, trata-se de algo muito mais complexo e comprometedor para a estruturação emocional e psicológica do ser humano.
  14. 14. O nacionalismo é um sentimento de valorização marcado pela aproximação e identificação com uma nação. O termo também se aplica às ações coletivas de movimentos sociais e políticos tendentes a propor reclamações nacionalistas.
  15. 15. SÍNTESE  O Romantismo é a primeira estética literária a reivindicar uma literatura autenticamente brasileira e inaugura a Era Nacional da literatura. Tendo como grande projeto a construção de uma identidade nacional, os autores desse período valorizam os elementos nacionais para consolidar o sentimento de brasilidade nascido com a independência política do país em 1822. No Brasil, o Romantismo durou de 1836 a 1881, teve três gerações poéticas e quatro tendências de prosa ficcional. Também contou com obras de teatro, incluindo a de Martins Pena, com suas comédias de costume.
  16. 16. COMÉDIA DE COSTUMES  A comédia de costumes caracteriza-se pela criação de tipos e situações de época, com uma sutil sátira social. Proporciona uma análise dos comportamentos humanos e dos costumes num determinado contexto social, tratando frequentemente de amores ilícitos, da violação de certas normas de conduta, ou de qualquer outro assunto, sempre subordinados a uma atmosfera cômica. A trama desenvolve-se a partir dos códigos sociais existentes, ou da sua ausência, na sociedade retratada. As principais preocupações dos personagens são a vida amorosa, o dinheiro e o desejo de ascensão social. O tom é predominantemente satírico, espirituoso e cômico, oscilando entre o diálogo vivo e cheio de ironia e uma linguagem às vezes conivente com a amoralidade dos costumes.
  17. 17. PESQUISA 1º) Pesquisar os principais poetas de cada geração; 2º) Analisar um poema de um dos poetas pesquisados (1ª, 2ª ou 3ª geração), destacando as características. Observação: A pesquisa pode ser realizada em duplas ou individualmente. Atividade para nota, valendo 10.

×