Grecia7 e

471 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
471
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grecia7 e

  1. 1. La civilisation grecque Civilização grega
  2. 2. Localização geográfica A Grécia situa-se no sul da Europa, na Península Balcânica, sendo banhada pelo Mediterrâneo Oriental, pelo Mar Egeu e pelo Mar Jónio. No séc. V a.C., incluía as ilhas do Mar Egeu e a Ásia Menor.
  3. 3. La Grèce Antique: - péninsule de la Grèce actuelle - les îles de la mer Égée - la côte égéenne de l’Asie Mineure
  4. 4. Condições naturais da Grécia: •Costas muito recortadas • Existência de inúmeras ilhas, principalmente no Mar Egeu • Relevo muito montanhoso • Existência de poucas planícies férteis • Poucos rios e de pequeno caudal (com pouca água) • Clima mediterrânico (Verões quentes e secos; Invernos suaves).
  5. 5. Atividades económicas: • Agricultura: trigo (blé) e cevada (orge) (nos vales e pequenas planícies); vinha (vigne), oliveira (olivier) e figueira (figuier) (nas encostas). • Pastorícia: carneiros (moutons) e cabras (chèvres) (nas zonas altas). • Actividades marítimas: pesca e comércio. Colheita da azeitona Comércio
  6. 6. Formação das cidades-estados No séc. VIII a.C., a Grécia estava dividida em centenas de cidades-estados (cités) ou polis (comunidades de cidadãos, com leis, governo e território próprios, que se estendia em volta de um centro urbano). Surgiram devido às dificuldades de comunicação provocadas pelo muito montanhoso. relevo
  7. 7. Organização do espaço urbano na cidade-estado: • Acrópole: zona alta da cidade, onde se localizavam os principais templos.
  8. 8. • Ágora: praça pública da cidade, onde as pessoas se reuniam para trocar ideias, conviver e fazer comércio.
  9. 9. • Zona habitacional: formada pelas casas de habitação.
  10. 10. Colonização grega A partir do séc. VIII a.C., os gregos expandiram-se pelas margens do Mar Mediterrâneo e do Mar Negro, fundando aí novas cidades – as colónias (colonies). Causas da colonização: • Procura de novas terras para a agricultura, pois a Grécia não tinha terras férteis. • Procura de matérias-primas que pudessem utilizar no artesanato. • Procura de produtos e mercados para o comércio.
  11. 11. As colónias mantinham laços com a cidade-mãe (metrópole): tinham a mesma cultura (culture), a mesma língua (langue) e a mesma religião (religion). Teatro grego de Siracusa (Sicília – Itália) Templo grego de Paestum Itália
  12. 12. ATENAS E O ESPAÇO MEDITERRÂNICO No séc. V a. C., Atenas (Athènes) tornou-se a cidade-estado mais importante de toda a Grécia. Atenas está localizada na Península da Ática.
  13. 13. Condições naturais da cidade-estado de Atenas: • Pouco montanhosa. • Existência de planícies férteis. Atividades económicas: • Extração mineira. • Agricultura (vinha, oliveira, figueira, cereais). • Criação de gado. • Recolha de mel (miel). • Artesanato. • Comércio.
  14. 14. ECONOMIA ATENIENSE Marítima (Maritime) Devido à importância das atividades marítimas Mercantil (Mercantile) Devido à importância do comércio Devido à utilização da Monetária (Monétaire) moeda como prática corrente
  15. 15. SOCIEDADE ATENIENSE Cidadãos (citoyens): • Eram considerados cidadãos em Atenas todos os homens, livres, com mais de 18 anos, com o serviço militar cumprido (durava dois anos) e filhos de pai e mãe ateniense. • Direitos : eram os únicos com direito a possuir terras e casas e a poder participar no governo da cidade. • Deveres: pagar impostos e de cumprir o serviço militar.
  16. 16. Famílias dos cidadãos (Familles des citoyens): • Eram formadas pelas mulheres (femmes) e crianças (enfants), que não tinham qualquer direito político ou de ter bens próprios. • À mulher cabia a educação dos filhos e a organização da vida doméstica; vivia habitualmente limitada a uma parte da casa que lhe era destinada (o gineceu).
  17. 17. Metecos: • Eram estrangeiros (étrangers), pois não tinham nascido em Atenas. • Direitos: não podiam ter casas ou terras; não podiam casar com atenienses; não podiam participar no governo. •Deviam pagar impostos e cumprir serviço militar. • Dedicavam-se principalmente ao comércio e artesanato.
  18. 18. Escravos (esclaves): • Não tinham direitos (eram tratados como simples animais). • Principal dever: trabalhar para os donos (Estado ou particulares) nas mais diversas atividades.
  19. 19. A DEMOCRACIA ATENIENSE Evolução política de Atenas: Monarquia Aristocracia Tirania Democracia Monarchie Aristocratie Tyrannie Démocratie
  20. 20. Regime democrático: Democracia Demos (Povo) Cracia (Poder) A democracia é o regime político em que o poder está nas mãos do povo (ou dos cidadãos).
  21. 21. O regime democrático aperfeiçoou-se mais no tempo de Péricles que criou um pagamento a todos os cidadãos que participassem nos órgãos de governo. Nenhum cidadão deveria ser impedido de participar na vida política da sua polis.
  22. 22. Funcionamento da democracia ateniense: Cidadãos Eclésia ou Assembleia Popular • Decidia sobre a paz e a guerra • Aprovava as leis • Dirigia a política externa • Fiscalizava os Magistrados
  23. 23. Cidadãos Sorteio de 500 cidadãos Sorteio de 6000 cidadãos Bulé (Conselho dos 500) Helieia ou Tribunal do Helieu Preparação dos projectos de lei Julgamento de crimes comuns
  24. 24. Magistrados (Poder executivo) 10 Arcontes (sorteados por um ano) 10 Estrategos (eleitos por um ano) Funções religiosas e judiciais • Comandavam o exército e marinha • Controlavam as finanças Formavam o Tribunal do Areópago (crimes de morte)
  25. 25. Limites da democracia ateniense: • O direito de voto e de participação na vida política estava reservado apenas aos cidadãos, uma minoria. • Desrespeito pelos direitos humanos: a escravatura era prática corrente. • Práticas anti-democráticas: ostracismo e condenação à morte.

×