Ruca e o dia da bruxas i

600 visualizações

Publicada em

História infantil sobre o "Dia das Bruxas" (Halloween)

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
600
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
44
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ruca e o dia da bruxas i

  1. 1. t . “aê, 315, . ri: 'm . v3, n ¡. '¡¡_<_ F #y '. '+~*, ~;, a 4 5381:. ~. _)_'
  2. 2. Finalmente tinha chegado o dia 31 de outubro, data em que se comemora o Dia das Bruxas! A mamã estava a ajudar o Ruca a vestir o fato de astronauta que ele tanto queria e ela tinha feito. -Então, meu homenzínho do espaço, pronto para a partida? - perguntou o papá, com o capacete de astronauta na mão. -Estou quase pronto! - respondeu o Ruca. - 1
  3. 3. -Olha, Rosital- Também fiz um fato para til - disse a mamã. - Um lindo fato de palhaço. -Nãol - exclamou a Rosita, um pouco assustada. -Fiiha, não queres ir com o teu irmão dizer "Doçuras ou travessuras” Tens a certeza? -Nãaaaaaoool - choramíngou a Rosita. Í
  4. 4. O Ruca nem queria acreditar que a sua irmã mais nova não quisesse disfarçar-se nem pedir doces pelas portas. -Sabes filho, se calhar a Rosita ainda é muito pequenina para gostar do Dia das Bruxas como tu- explicou a mamã. -Eu fico em casa com ela e tu vais com o papá, está bem? §
  5. 5. Quando o Ruca e o papá finalmente saíram para a rua, olharam para as casas dos vizinhos e admiraram as suas decoraães. O bairro deles estava mesmo assustador. .. A *JH* . 'l . .f (Nx l/
  6. 6. -Onde queres ir primeiro, Ruca? Que tal irmos à casa do Sr. Cintra? - sugeriu o papá. O Ruca achou uma ótima ideia. Bateu à porta do vizinho e, timidamente, disse: -Doçuras ou travessuras? e ; e . . f””*7@® *ou i
  7. 7. -Ah, olá Rucal - exclamou o . Sr. Cintra. -Que surpresa! Não é todos os dias que recebo a visita de um astronauta! O Ruca ficou muito contente por o Sr. Cintra o ter reconhecido, mesmo estando ele disfarçado. -Espera um pouco que vou lá dentro buscar umas guloseimas - disse o Sr. Cintra. Daqui a nada, ele regressou com uma mão cheia de doces e colocou-os no saco do Dia da Bruxas do Ruca.
  8. 8. As crianças estavam todas muito bem disfarçados e corriam, entusiasmados, de casa em casa, batendo à porta dos vizinhos. -Olha para mim Rucal Sou um monstro assustadorl - disse uma das crianças quando viu o Ruca. -Aryrrrr/ i'- _wi x' 4 _ wi** › , _ . . _ x 'r > . l i l l' _ í x / t. . .. 2.. . _ * T x J, 'l' ' * '* e” x" 'J frr-f m' d». f' 'v' , ' f' . Ç (JI H_ “P417 . -v- _UL * Lui¡ s_ *~ 1 6' AR ~ » ' ; fvf , If J ( , â rx f), w É é r L ¡lz k X, nñ/ «f/ _, ¡ 7-< C t1 : r (A74. b» *fl- jfw v1_ 1 à, Ã ›. t? r** e ko” ” 3-, , 7*” 'Íe _ 4_ jm
  9. 9. -E eu sou um astronauta! - disse o Ruca. Depois, virou-se para o papá e sussurrou: -Sabes quem são, papá? O Luís está disfarçado de monstro e a Clementina de enfermeira. -Vejam os doces que já recebi! - exclamou de seguida a Clementina, muito orgulhosa, abrindo o seu saco para mostrar a quantidade de doces aos dois amigos.
  10. 10. O Ruca, o Luís e a Clementina continuaram a sua aventura do Dia das Bruxas e decidiram ir à casa seguinte todos juntos. -Doçuras ou travessuras? - gritaram os três mal a porta se abriu. Em pouco tempo, os seus sacos de doces estavam completamente cheios. -Estã na hora de irmos para casa disse o papá. -Oh, já? -lamentou o Ruca -Ruca e se fossemos pedir doces a tua casa? - sugeriu o Luís. -Que boa ideia! - disse o Ruca. . __ uirh-ã x) Y . A_¡J , I Al t É . ' _ gia( , , 1 q. › 'k
  11. 11. Os três amigos correram na frente e, quando chegaram a casa do Ruca, bateram à porta e gritaram em coro: -Doçuras ou travessuras? -Ahl Quem temos nós aqui? Um astronauta, um monstro e uma enfermeira - disse a mamã do Ruca, com a Rosita ao colo. - Achas que se arranjam umas guloseimas, Rosita? O papá do Ruca e a mamã da Clementina, que também tinham ficado para trás, também estavam a chegar. W 'T '
  12. 12. A Rosita estava um pouco assustada a olhar para aqueles três meninos tão diferentes. -Rosita, não tenhas medo. Sou eu, o Rucal E estes são o Luís e a Clementina. A Rosita sorriu, pois tinha reconhecido o irmão e os seus amigos. -Mamã, acho que a Rosita já não tem medo do Dia das Bruxasl - disse o Ruca -Dia das Bruxasl - exclamou a Rosita, toda contente. -Sim, viva o Dia das Bruxasl - acrescentou o Ruca, divertido. , l , M 2./ a (x. _fr r _ _ L / '* . I o l . g k j 1/ ; Tí . V, ! k . ç. l ! Í _ «Çlrí /
  13. 13. FIM l' U C Cl e o Dia da: Bruxa; d? Elaborado por: Cristina Moreira

×