Saúde e corpo

896 visualizações

Publicada em

Alimentos e saúde, dedicados ao nosso bem-estar.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
896
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Saúde e corpo

  1. 1. Saúde e Corpo Unidade 8
  2. 2. Tomás: Bom dia, Sr. doutor.Médico: Bom dia Sr. Tomás.Tomás: Sr. doutor, sinto-me muito mal. Tenho febre e dores de cabeça desde domingo.Médico: Pode abrir a boca, por favor? Diga ahhh…Tomás: Ahhh…. Ai…ai! Ai Sr. doutor. Dói-me a garganta.Médico: O senhor tem a garganta inflamada! Vou receitar-lhe um antibiótico para a infecção e uns comprimidos para a febre. O senhor tem de tomar o antibiótico de 8 em 8 horas.Tomás: Três vezes ao dia?Médico: Sim, Sr. Tomás, com certeza. E sempre depois de cada refeição.Tomás: Obrigado, Sr. doutor, e bom dia.Médico: Bom dia e as rápidas melhoras.
  3. 3.  Qual é o problema do Sr. Tomás? Qual é o diagnóstico do médico? Quais são os medicamentos que o Sr. Tomás vai tomar? Quantas vezes por dia é que ele tem de tomar o antibiótico? Quando é que ele deve tomar o medicamento? Desde quando é que o Sr. Tomás se sente mal?
  4. 4. Tomás: Bom dia, Dra. Augusta.Farmacêutica: Olá, bom dia, sr. Tomás. Como está?Tomás: Não estou nada bem. Tenho dores de cabeça, estou com febre desde domingo e agora tenho dores de garganta.Farmacêutica: Está muito frio! E com estas oscilações de temperatura. Pode dar-me a receita, por favor?Tomás: Aqui está!Farmacêutica: Ora… vai levar um antibiótico em comprimidos e um xarope para a tosse.Tomás: Mas… eu não tenho tosse. Tenho febre e dores de cabeça.Farmacêutica: Péço desculpa, mas a letra do médico é muito difícil de ler! Tem toda a razão. São comprimidos para a febre.Tomás: Comprimidos? Mas dói-me a garganta. Não posso engolir os comprimidos.Farmacêutica: Tem de conseguir… vai ver que melhora depressa. Aqui estão os seus medicamentos! São 50€.Tomás: O quê??? Acho que já estou melhor. Já não preciso dos remédios.
  5. 5.  Onde foi o Sr. Tomás? O que foi lá comprar? Ele está com dores de barriga? Qual foi a medicação que o médico lhe prescreveu? Porque é que ele não quer tomar compridos para as dores de garganta? No final, porque é que o Sr. Tomás fica tão zangado?
  6. 6. DOERDói-me a cabeça Doem-me os ouvidosDói-lhe a barriga Doem-lhe os dentes
  7. 7. Ana: Bom dia, senhor doutor.Nutricionista: Bom dia, D. Ana.Ana: Sra. Doutora, estou com um problema. Acho que estou muito gorda pois peso 20 quilos a mais para a minha altura.Nutricionista: O que é que costuma comer habitualmente?Ana: Bem… costumo comer uns docitos de vez em quando, bebo refrigerantes e como batatas fritas todos os dias.Nutricionista: E legumes? Come legumes?Ana: Não, isso não. Tenho medo de comer muitos legumes. Podem provocar-me diarreia.Nutricionista: Os legumes?? E desporto? Pratica algum desporto?Ana: Às vezes vou a pé à mercearia do bairro.Nutricionista: E fica muito longe?Ana: Fica mais ou menos a três metros de casa…
  8. 8. Ter de/ Ter que + A dona Ana tem deInfinitivo emagrecer. A dona Ana tem que emagrecer.(Não) dever + infinitivo A dona Ana deve emagrecer, ela não deve engordar.
  9. 9.  A dona Ana tem de ficar mais magra…Imagine que você é a ou o nutricionista. Quais são os conselhos que pode dar à Ana para ela ser mais saudável?Exemplo: A dona Ana deve comer mais fruta. Deve andar mais a pé; deve evitar comer fritos...
  10. 10.  Os alimentos que considera mais saudáveis; Os alimentos que fazem mal à saúde; Os alimentos que prefere.
  11. 11.  Levanta-te! Faz a cama! Arruma o quarto! veste-te! Bebe o leite! Vai para a escola!
  12. 12. Presente do Indicativo Verbos terminados em –ar /Ex: FALAR)Ele fala Fala baixo! (Informal/singular)Eu falo Fale baixo (formal/singular) Falem baixo! (informal e formal plural)Presente do Indicativo Verbos terminados em –er/-ir (exemplo: comer e abrir)Ele come/ Ele abre Come a sopa! / Abre a janela! (informal/singular)Eu como/ Eu abro Coma a sopa! / Abra a janela! (formal singular) Comam a sopa!/ Abram a janela! (informal e formal plural)
  13. 13. -ar (FALAR) er/ir comer/abrirNão fales alto! = formal singular + s Não comas doces!(informal/singular) Não abras a janela! (informal/singular)Não fale alto Não coma doces!(formal/singular) Não abra a janela (formal/singular)Não falem alto! Não comam doces!(Informal e formal plural) Não abram a janela! (Informal e formal plural) Assim, como podemos reparar, no imperativo negativo só é diferente a forma usada para o tratamento informal no singular (tu). Todas as outras – tratamento formal no singular (você) e tratamento informal e formal no plural (vocês, os senhores, as senhoras) são iguais na afirmativa ou negativa.
  14. 14. SINGULAR PLURAL Informal Formal Informal e formal Afirmativo Negativo Afirmativo/negativo Afirmativo/negativoSer Sê Não sejas (não) seja (não) sejamEstar Está Não estejas (não) esteja (não)estejamDar Dá Não dês (não) dê (não) dêem Ir Vai Não vás (não) vá (não) vão Usamos as formas do imperativo para: - Dar ordens – Feche a porta, por favor. -Dar conselhos – Não fumes, tanto. -Dar sugestões – Vão de táxi. É mais rápido.
  15. 15. Exemplo – verbo VESTIR Verbo LER Verbo PÔR(TU) Veste o casaco . (TU) ________ o jornal. (TU) ________ a mesa.(VOCÊ) Vista a camisola. (VOCÊ) ________ o livro. (VOCÊ) ________ a(VOCÊS) Vistam os (VOCÊS) ___________ as camisola.casacos. instruções. (VOCÊS) ___________ as camisolas. Verbo FAZER Verbo TRAZER Verbo DESPIR(TU) ________ o trabalho. (TU) ________ o jornal. (TU) ________ o casaco.(VOCÊ) ________ o (VOCÊ) ________ o livro. (VOCÊ) ________ aalmoço. (VOCÊS) ___________ os gabardine.(VOCÊS) ___________ os documentos. (VOCÊS) ___________ osexercícios. casacos. Verbo IR Verbo VIR(TU) ________ ao supermercado. (TU) ________ a minha(VOCÊ) ________ aos correios. casa.(VOCÊS) ___________ falar com o professor. (VOCÊ) ________ a Lisboa. (VOCÊS) ___________ cá a casa.
  16. 16.  Dar conselhos/ expressar obrigação- Dever + infinitivo;- Ter de + Infinitivo (= ter que);- Deves deixar de fumar.- Tens de deixar de fumar.- O senhor tem de tomar o antibiótico três vezes ao dia. Pedir informações sobre um facto/perguntar pela saúde de um doente- Como está?/ Está melhor? Responder a pedido de informações ou sobre a sua saúde ou a de outra pessoa:- Estou bem, obrigado.- Estou com dores de cabeça.- Sim, estou melhor./ Não, não estou melhor.
  17. 17. O corpo A cabeçaO braço (os braços) O cabelo (os cabelos)O cotovelo (os cotovelos) O pescoçoA mão (as mãos) O olho (os olhos)A perna (as pernas) A orelha (as orelhas)O joelho (os joelhos) O ouvido (os ouvidos)O pé (os pés) O nariz A boca O lábio (os lábios) A língua / O dente (os dentes) Artigos de farmácia Serviços de saúdeO medicamento/ o remédio O hospital/ a clínicaO xarope A farmáciaO comprimido (os comprimidos) O médicoO supositório O enfermeiroA pomada O farmacêuticoO penso rápido/ o penso higiénico O doenteO tampão Marcar consultaO preservativo A consulta
  18. 18. Estados e necessidades Estados físicos/doenças fisiológicasTer fome/ estar com fome Estar saudávelTer sede/ estar com sede Estar bem/ sentir-se bemTer/estar com frio Estar doente/ ter uma doençaTer/estar com calor Estar mal/ sentir-se malTer sono/ estar com sono Estar um pouco doente/ estar adoentadoEstar cansado/ cansar-se Doer a cabeça/ o ouvido/ os dentesO cansaço A dor/ as doresEstar nervoso/ enervar-se Ter um acidenteEstar fraco/ estar com fraqueza Cortar/ cortar-se: o pé/ a cabeça Ter febre/ estar com febre Ter uma constipação/ estar constipado Ter tosse/ estar com tosse tossir
  19. 19.  Cristina Alves, Abril de 2012

×