1
Higiene Ocupacional
Pós-Graduação
a distância
Presidente da Fundação Educacional Lucas Machado
Prof. Domingos Sávio Lage Guerra
Diretor Geral da Faculdade de Ciências M...
SUMÁRIO
1.	 MENSAGEM INSTITUCIONAL • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •
2.	 INSTITUTO DE PESQUI...
4
Caro aluno,
Seja bem-vindo ao Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas (IPG) da
Faculdade de Ciências Médi...
5
A Fundação Educacional Lucas Machado - FELUMA, por meio da Faculdade de Ciên-
cias Médicas de Minas Gerais - FCMMG, ofer...
6
A missão do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas é oferecer cursos
de pós-graduação lato sensu e exten...
7
e intencional por parte dos agentes envolvidos que fazem uso das tecnologias de in-
formação e interação.
O Decreto nº 2...
8
5.	 Apresentação do Curso
4.	Autorização
AUTORIZAÇÃO
Portaria nº 4.018 de 22 de novembro de 2005.
(DOU de 23/11/2005 Seç...
9
das condições de vida, relação magistralmente descrita no estudo de Engels sobre a
realidade da Inglaterra nessa época.
...
10
•	 Compreender a estratégia de monitoramento de agentes nos ambientes
de trabalho.
•	 Conhecer as técnicas de realizaçã...
11
10.	 Estrutura do Curso
• Disciplina 01
• Disciplina 02
• Disciplina 03
• Disciplina 04
• Disciplina 06
• Disciplina 07...
12
11.	 Ementa das Disciplinas
11.1	 Fundamentos da Higiene Ocupacional
Base conceitual referente às responsabilidades, at...
13
12.	 Bibliografia Básica do Curso
Monitoramento e avaliação ambiental das exposições às radiações ionizantes.
11.8	 Age...
14
13.	 Corpo Docente
Prof. Airton Marinho
Mestre em Saúde Pública, área Saúde e Trabalho, UFMG. Médico do Trabalho. Audit...
15
Prof. Otto Herman
Mestre em Administração, área de concentração Mercadologia e Administração Estra-
tégica, UFMG. Espec...
16
• Disciplina
07
• Disciplina
08
• Disciplina
09
• Disciplina
10
70h
35h
42h
28h
14h
21h
15h
12/01/2015
a
22/03/2015
23/...
17
* Esse cronograma poderá sofrer alterações.
15.	 Programação do Primeiro Encontro
Presencial
Data
14/02/2014
14/02/2014...
18
16.	 Programação do Segundo Encontro
Presencial
17.	 Programação do Terceiro Encontro
Presencial
* Esse cronograma pode...
19
18.	 Processo de Avaliação
De acordo com as definições da Resolução CNE/CES Nº 1 , de abril de 2001, a avaliação
abrang...
20
21.	 Trabalho de Conclusão de Curso – TCC
20.	 Local de Realização das Atividades
Atenção! Para envio de trabalhos fora...
21
Avaliação da questão ética: O Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) tem como objetivo
garantir a adequação às normas emanad...
22
Prazos: Após a apresentação, o aluno terá até 30 dias para atualizar seu TCC, apri-
morando seu conteúdo, caso haja int...
23
Será considerado reprovado o aluno que não atender aos critérios de assiduidade e
aproveitamento já explicitados neste ...
24
27.	 Secretaria Acadêmica
28.	 Suporte Técnico
29.	Biblioteca
30.	 Biblioteca Virtual
31.	 Especificações Técnicas
A se...
25
32.	 Disposições Gerais
33.	 Atendimento aos Alunos
deverá ter acesso a um computador com a seguinte configuração mínim...
Anotações
Anotações
28
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2 guia do curso - t12

349 visualizações

Publicada em

HO

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

2 guia do curso - t12

  1. 1. 1 Higiene Ocupacional Pós-Graduação a distância
  2. 2. Presidente da Fundação Educacional Lucas Machado Prof. Domingos Sávio Lage Guerra Diretor Geral da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais Prof. Lucas Viana Machado Diretor do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas Prof. Cirênio de Almeida Barbosa Superintendente de Planejamento e Desenvolvimento do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas Profª. Kely Cristina Pereira Vieira Coordenadora Didático-Pedagógica do Instituto de Pesquisa e Pós- graduação Ciências Médicas Profª. Danielle Monteiro Lima Coordenadora Administrativa do Centro de Pesquisa e Pós-Graduação Izabela Magalhães Pinto Brasil Barcellos Coordenador do Curso de Pós-graduação Lato sensu em Higiene Ocu- pacional Prof. Airton Marinho da Silva Analista Pedagógico do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas Profª. Adriana Tavares de Oliveira Analista Técnico do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas Elaine Dias Pires Pereira Suporte Técnico do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas Bárbara Nunes Tolentino Secretaria Acadêmica do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciên- cias Médicas Alzira Queres Giovanni Processo Seletivo do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas Paula Fernanda Valadares Corrad CORPO ADMINISTRATIVO
  3. 3. SUMÁRIO 1. MENSAGEM INSTITUCIONAL • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 2. INSTITUTO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CIÊNCIAS MÉDICAS • • • • • • 2.1 HISTÓRICO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 2.2 MISSÃO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 2.3 OBJETIVOS • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 3. EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 4. AUTORIZAÇÃO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 5. APRESENTAÇÃO DO CURSO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 6. OBJETIVOS DO CURSO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 6.1 GERAL • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 6.2 ESPECÍFICOS • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 7. COORDENADOR DO CURSO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 8. CARGA HORÁRIA DO CURSO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 9. PÚBLICO ALVO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 10. ESTRUTURA DO CURSO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11. EMENTA DAS DISCIPLINAS • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11.1 FUNDAMENTOS DA HIGIENE OCUPACIONAL • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11.2 TEMPERATURAS EXTREMAS • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11.3 AGENTES QUÍMICOS • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11.4 RUÍDO E VIBRAÇÃO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11.5 INSTRUMENTAÇÃO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11.6 TOXICOLOGIA • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11.7 RADIAÇÕES IONIZANTES E NÃO IONIZANTES • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11.8 AGENTES BIOLÓGICOS E BIOSSEGURANÇA • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11.9 ERGONOMIA • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 11.10 METODOLOGIA CIENTÍFICA • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 12. BIBLIOGRAFIA BÁSICA DO CURSO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 13. CORPO DOCENTE • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 14. CRONOGRAMA DO CURSO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 15. PROGRAMAÇÃO DO PRIMEIRO ENCONTRO PRESENCIAL • • • • • • • • • • • • • 16. PROGRAMAÇÃO DO SEGUNDO ENCONTRO PRESENCIAL • • • • • • • • • • • 17. PROGRAMAÇÃO DO TERCEIRO ENCONTRO PRESENCIAL • • • • • • • • • • • • 18. PROCESSO DE AVALIAÇÃO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 19. ENTREGA DE TRABALHOS • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 20. LOCAL DE REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 21. TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO – TCC • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 22. CONDIÇÕES PARA CERTIFICAÇÃO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 23. FREQUÊNCIA • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 24. REPROVAÇÃO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 25. ANALISTA PEDAGÓGICO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 26. TRATAMENTO ESPECIAL • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 27. SECRETARIA ACADÊMICA • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 28. SUPORTE TÉCNICO • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 29. BIBLIOTECA • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 30. BIBLIOTECA VIRTUAL • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 31. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 32. DISPOSIÇÕES GERAIS • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 33. ATENDIMENTO AOS ALUNOS • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 4 5 5 6 6 6 8 8 9 9 9 10 10 10 11 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 13 14 16 17 18 18 19 19 20 22 22 22 23 23 23 24 24 24 24 24 25 25
  4. 4. 4 Caro aluno, Seja bem-vindo ao Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas (IPG) da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais (FCMMG) - Fundação Educacional Lucas Machado (FELUMA). Estamos iniciando mais um curso na modalidade à distância e nossa maior alegria é re- cebê-lo como parte de nossa Instituição. Ao acreditar em nossos ideais e vir estudar no IPG, você nos permite compartilhar excelentes momentos durante o período do curso e contribuir de forma ímpar para a sua formação profissional e pessoal. Sentimo-nos orgulhosos em tê-lo como parte da história do IPG, que está iniciando a sua jornada em mais uma nova modalidade de ensino, mas com a mesma competência e compromisso que a Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais oferece há mais de 60 anos aos nos- sos alunos. Estamos honrados em fazer parte da sua vida. A você que inicia agora o curso de especialização, que está buscando novos conheci- mentos para atuar com eficiência como profissional que lhe permitirá uma melhor in- serção profissional no mercado de trabalho, esteja certo de que o seu objetivo é parte das nossas metas e que estaremos trabalhando para torná-lo um profissional capaz no campo da Higiene Ocupacional. Você está recebendo este Guia, que tem como finalidade prestar-lhe esclarecimentos acerca dos procedimentos acadêmicos, ressaltando-se que, por se tratar de um doc- umento geral, a especificidade de determinados cursos não estão aqui relacionadas. Havendo dúvidas, a Coordenação do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas estará à sua disposição para esclarecê-las. Agradecemos por confiar no IPG, por ter escolhido a nossa Instituição, que tem como missão promover o desenvolvimento do homem e do meio em que vive, através de uma relação recíproca com a sociedade. Bons estudos! Equipe do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas 1. Mensagem Institucional
  5. 5. 5 A Fundação Educacional Lucas Machado - FELUMA, por meio da Faculdade de Ciên- cias Médicas de Minas Gerais - FCMMG, oferece ensino de qualidade há mais de seis décadas, por meio do seu competente corpo docente, ambulatórios e hospital próp- rios. Com dedicação e entusiasmo, vem formando profissionais de saúde socialmente responsáveis, comprometidos com o bem-estar da população, com a prevenção de doenças e com o restabelecimento da saúde dos pacientes. Em sua trajetória, a Faculdade conquistou reconhecimento pela sua excelência e tradição. Prova disso é o número de pessoas que procuram a instituição para cursos de graduação, pós-graduação e extensão. Grande parte desses alunos retorna à FCMMG, ora para compor o corpo docente, ora para investir na formação continuada ou na atualização de conhecimentos. A Internet e os demais recursos da comunicação e da informação estão se firmando cada vez mais como grandes e poderosos recursos didático-pedagógicos no processo de ensino-aprendizagem individualizado de todos que fizerem uso dos mesmos em sua prática formativa, bem como possibilitam com que a aprendizagem ocorra no ritmo e nas condições escolhidas pelos próprios estudantes. Diante da nova realidade do setor educacional em todo o mundo e da reestrutur- ação dos modelos pedagógicos, decorrentes das mudanças na nossa sociedade, faz-se necessário evoluir. A velocidade com que a informação passou a circular, a evolução das tecnologias e descobertas no campo da saúde, o volume de pesquisas em andamento, a necessidade tão evidente de investir em educação continuada e a quebra do paradigma espaço/tempo levaram a FELUMA e a FCMMG a se lançarem em um importante em- preendimento: o lançamento do Núcleo de Educação à Distância - NEAD, atualmente denominado Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas, indo assim ao encontro das novas exigências mercadológicas. A Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, mantida pela Fundação Educacional Lucas Machado - FELUMA foi credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) para oferta de cursos de pós-graduação lato sensu à distância nas suas áreas de competência acadêmica pela portaria nº 4.018 de 22 de novembro de 2005. (DOU de 23/11/2005 Seção 1, p. 16) 2. Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas Mensagem Institucional 2.1 Histórico
  6. 6. 6 A missão do Instituto de Pesquisa e Pós-graduação Ciências Médicas é oferecer cursos de pós-graduação lato sensu e extensão na área da saúde, nas modalidades presencial e à distância, pautado em preceitos éticos e de excelência e em sintonia com os princí- pios e valores da FELUMA. O IPG, com base na legislação educacional, no Plano de Desenvolvimento Institucional e no Projeto Pedagógico Institucional, tem como objetivos para os cursos na modali- dade à distância: A Educação a Distância (EAD) é uma modalidade de ensino que vem se consolidando no cenário educacional. Para entender um pouco mais sobre esta modalidade é impor- tante considerar que se trata de um processo de ensino-aprendizagem com caracterís- ticas específicas, em que alunos, professores, tutores e monitores encontram-se em momentos e espaços físicos distintos, onde o aprendizado ocorre de forma planejada • Integrar a Pós-graduação lato sensu a distância à missão e filosofia da FELUMA, atendendo às especificidades dos currículos dos cursos. • Estabelecer políticas de Pós-Graduação lato sensu a distância para cur- sos da área da saúde em consonância com as legislações vigentes e tendências atuais da Pós-Graduação a Distância. • Estabelecer uma política de qualidade de ensino na Pós-Graduação lato sensu a Distância, avaliadas pela Comissão Própria de Avaliação – CPA. • Contribuir com pesquisas e atividades práticas no desenvolvimento de sua comunidade acadêmica, profissional e da sociedade brasileira. • Planejar, estruturar e coordenar cursos, programas e atividades de inter- esse científico, técnico e cultural. • Promover e organizar eventos visando à divulgação de conhecimentos culturais, científicos e técnicos por meio de publicações e outras formas de co- municação. • Incentivar as atividades de pesquisa e investigação científica nas diversas áreas de conhecimento, visando à difusão dos benefícios gerados à sociedade em geral. • Estimular a capacidade de criação, inovação e construção do conheci- mento. • Promover experiências educativas relevantes e significativas. 2.2 Missão 2.3 Objetivos 3. Educação a Distância
  7. 7. 7 e intencional por parte dos agentes envolvidos que fazem uso das tecnologias de in- formação e interação. O Decreto nº 2.494/1998, que regulamenta o Artigo 80 da Lei de Diretrizes e Bases (Lei nº 9.394/1996), define EAD como “uma forma de ensino que possibilita a auto- aprendizagem, com a mediação de recursos didáticos sistematicamente organizados, apresentados em diferentes suportes de informação, utilizados isoladamente ou com- binados, e veiculados pelos diversos meios de comunicação”. É importante observar que a educação a distância não pode ser vista como substitutiva da educação convencional, presencial. São duas modalidades do mesmo processo. Nesse sentido, a educação a distância pode contribuir de forma significativa para o de- senvolvimento educacional de um país, notadamente de uma sociedade com as carac- terísticas brasileiras, onde o sistema educacional não consegue desenvolver as múltiplas ações que a cidadania requer. Para que a qualidade do processo ensino-aprendizagem, proposta pelo IPG, seja desen- volvida são necessárias ações por parte do alunado, tais como: 1. Acessar o ambiente virtual de aprendizagem para interagir com a comunidade de aprendizagem (aluno, professor, tutor, coordenador e equipe IPG) de forma síncrona e assíncrona. 2. Publicar no fórum de discussão as dúvidas relacionadas às unidades de cada disci- plina, para esclarecimento do tutor e do professor. 3. Posicionar-se de forma crítica e reflexiva diante dos temas estudados relacionados à prática profissional e intelectual. 4. Enviar mensagens aos colegas para realização/discussão de trabalhos em grupo. 5. Analisar o feedback do tutor para as atividades, buscando a construção coletiva do conhecimento e a troca de experiências. 6. Acompanhar frequentemente o relatório de notas em cada disciplina. 7. Responder aos questionários de avaliação das disciplinas. “a educação, nas suas mais diversas modalidades, não tem condições de sanar nossos múltiplos problemas nem satisfazer nossas mais variadas necessidades. Ela não salva a sociedade, porém, ao lado de outras in- stâncias sociais, ela tem um papel fundamental no processo de distan- ciamento da incultura, da acriticidade e na construção de um processo civilizatório mais digno do que este que vivemos”. (LUCKESI, 1989)
  8. 8. 8 5. Apresentação do Curso 4. Autorização AUTORIZAÇÃO Portaria nº 4.018 de 22 de novembro de 2005. (DOU de 23/11/2005 Seção 1, p. 16) O Ministro de Estado da Educação, usando da competência que lhe foi delegada pelo Decreto nº 1.845, de 28 de março de 1996, e nº 3.860 de 9 de julho de 2001 alterado pelo Decreto nº 3.908 de 4 de setembro de 2001, e tendo em vista o Parecer nº 378/2005 da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, conforme consta do Processo nº 23000.015378/2004-45, do Ministério da Educação, resolve: Art. 1º Credenciar, pelo prazo de 5 (cinco) anos, a Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, mantida pela Fundação Educacional Lucas Machado, ambas estabelecidas na cidade de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, exclusivamente para oferta de cursos de pós-graduação lato sensu a distância nas suas áreas de competência acadêmi- ca. Art. 2º Determinar que a SESu/MEC, acompanhe o desenvolvimento do primeiro ano da oferta dos cursos a distância ministrados pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. FERNANDO HADDAD Desde os primórdios da civilização as atividades laborais têm causado, além de sustentação da família e satisfação das necessidades básicas, também doen- ças advindas das condições de trabalho, o que relatou de modo claro e sim- ples, o assim chamado “Pai da Medicina do Trabalho”, a incorporação de per- guntas específicas sobre a ocupação durante a anamnese clínica, antecipando formas de prevenir e tratar enfermidades, como as ósteo-musculares, ainda prevalentes. O conhecimento das relações entre o trabalho e o adoecer constitui parte da vida e cultura da humanidade. O uso de recursos para a prevenção de acidentes de tra- balho já aparecia na Bíblia, em Deuteronômio XXII:8, onde se recomenda a monta- gem de parapeitos na construção de edificações para evitar quedas. No entanto, a prevenção de agressões contra a saúde e a integridade física, associadas ao trabal- ho, surgiu somente com a incorporação do paradigma da medicina social do século XIX, que reconhece as condições de trabalho como um dos aspectos importantes
  9. 9. 9 das condições de vida, relação magistralmente descrita no estudo de Engels sobre a realidade da Inglaterra nessa época. No século XX, o conhecimento sobre essa temática floresceu, não apenas por força do desenvolvimento científico da medicina e da saúde pública, mas também das chamadas áreas tecnológicas como a engenharia da segurança e higiene do trabalho, a toxicologia e a ergonomia, incorporando definitivamente o modelo da saúde do trabalhador, em consonância a saúde pública e a saúde coletiva. A Higiene Ocupacional oferece formação técnica para avaliação de um posto de tra- balho, buscando identificar possíveis riscos que possam levar o trabalhador a adoecer, em razão das condições de trabalho, específicas de suas atividades de ofício. Este curso oferece subsídio teórico e prático para atuação em programas de melhoria do ambiente de trabalho, através do conhecimento dos riscos existentes, que envolvem equipes multidisciplinares e inter-setoriais, assim como profissionais de saúde ocupa- cional, gerentes e trabalhadores. Capacitar profissionais das áreas das ciências da saúde, exatas, sociais e humanas na avaliação, reconhecimento, prevenção e controle de doenças advindas das atividades e processos desenvolvidos pelo trabalhador, possibilitando a melhoria contínua dos pro- cessos, atividades e do ambiente de trabalho dos trabalhadores na busca constante da manutenção da saúde do trabalhador. 6. Objetivos do Curso 6.1 Geral 6.2 Específicos • Conhecer os riscos ambientais existentes nos processos e atividades das diversas funções nos ambientes de trabalho face ao histórico de ocorrência de doenças advindas do trabalho. • Compreender a responsabilidade e atuação do Higienista Ocupacional no contexto da realidade atual do país, das empresas e da legislação trabalhista. • Desenvolver habilidades e competências para atuação junto às diversas funções interdisciplinares, coordenando ações corretivas, projetos e investimen- tos na prevenção de riscos ambientais. • Discutir a existência dos riscos psicológicos e sua real possibilidade de danos aos trabalhadores. • Identificar, aferir e monitorar os agentes físicos, químicos e biológicos nos ambientes de trabalho.
  10. 10. 10 • Compreender a estratégia de monitoramento de agentes nos ambientes de trabalho. • Conhecer as técnicas de realização de exames laboratoriais e dos equipa- mentos de aferição existentes no mercado – aula prática. 7. Coordenador do Curso 8. Carga Horária do Curso 9. Público Alvo Prof. Airton Marinho Mestre em Saúde Pública, área Saúde e Trabalho, pela UFMG. Médico do Trabalho. Auditor-Fiscal do Trabalho do MTE em MG. Professor do Curso de Engenharia de Se- gurança do Trabalho. Professor do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho da FCMMG. Professor do Curso de Pós-Graduação em Ergonomia da UFMG. Professor do curso de Especialização em Higiene Ocupacional. O curso de Especialização em Higiene Ocupacional tem carga horária de 498 horas, distribuída em 448 horas em atividades a distância no ambiente virtual de aprendizagem e 50 horas em encontros presenciais previamente agendados. O curso acontecerá de outubro/2013 a abril/2015. Profissionais da área de atenção à saúde ocupacional: • Profissionais de nível superior das áreas de ciências exatas: Engenhei- ros, Arquitetos, Agrônomos, Geólogos, Químicos, Físicos e de ciências biológi- cas: Médicos, Enfermeiros, Fisioterapeutas, Terapeutas Ocupacionais, Psicólogos, Biólogos, Fonoaudiologistas e outros profissionais que desejam atuar no campo prevencionista. • Profissionais de empresas dos setores de serviços, industrial e extrativ- ista. • Docentes dos cursos de especialização em Segurança e Medicina do Tra- balho.
  11. 11. 11 10. Estrutura do Curso • Disciplina 01 • Disciplina 02 • Disciplina 03 • Disciplina 04 • Disciplina 06 • Disciplina 07 • Disciplina 08 • Disciplina 09 • Disciplina 10 • Disciplina 05 35 Horas 28 Horas 70 Horas 77 Horas 35 Horas 70 Horas 35 Horas 42 Horas 28 Horas 14 Horas 21 Horas 15 Horas 28 Horas (7 horas presenciais) Nereu Nunes Pedro Sergio Zuchi Maria Beatriz Lanza Airton Marinho Marcos Eugênio Abrantes Airton Marinho Ivo Torres de Almeida Fundamentos da Higiene Ocupacional Temperaturas Extremas Agentes Químicos Ruído e Vibração Toxicologia Instrumentação virtual e presencial Radiações Ionizantes e Não Ionizantes Agentes Biológicos e Biossegurança Ergonomia I Encontro Presencial II Encontro Presencial III Encontro Presencial Apresentação de TCC Metodologia Científica Encontros Presenciais Disciplina Carga Horária Professor(a) Fernando Antonio Cláudio Pedro Sergio Zuchi Pedro Sergio Zuchi Airton Marinho Total de Carga Horária 498 Horas
  12. 12. 12 11. Ementa das Disciplinas 11.1 Fundamentos da Higiene Ocupacional Base conceitual referente às responsabilidades, atribuições e qualificações profissionais para aplicação nas disciplinas do curso de higiene ocupacional. Estatística aplicada à prevenção de doenças ocupacionais. 11.2 Temperaturas Extremas Conceito de temperaturas. Conceito de trocas térmicas entre o ambiente e o ser hu- mano. Avaliação ocupacional para compreensão dos efeitos no organismo e as formas de prevenção de sobrecarga térmica. 11.3 Agentes Químicos Absorção e efeitos dos agentes químicos no organismo humano. Avaliação quantitativa e qualitativa destes agentes no ambiente de trabalho. Ações para eliminação / neutrali- zação dos efeitos sobre os indivíduos. 11.4 Ruído e Vibração Conceito do Som. Parâmetros para avaliação do ruído. Avaliação ocupacional do ruído. Dosimetria. Análise de frequências, adição de ruídos e medidas de controle. 11.5 Instrumentação Conhecimento técnico e manuseio de equipamentos de aferição dos agentes ambien- tais. 11.6 Toxicologia Conceitos básicos de toxicologia ocupacional. Noções de toxicidade, riscos químicos e seu controle. Conhecimentos sobre intoxicações causadas por substâncias tóxicas no organismo do trabalhador. Noções de monitorização ambiental e biológica. Relação entre Limites de Tolerância ambientais e Limites Biológicos de Exposição. Toxicologia aplicada à prevenção de doenças ocupacionais. 11.7 Radiações Ionizantes e Não Ionizantes Conceito. Utilização em instalações médicas, indústrias e outros ambientes de trabalho.
  13. 13. 13 12. Bibliografia Básica do Curso Monitoramento e avaliação ambiental das exposições às radiações ionizantes. 11.8 Agentes Biológicos e Biosseguranças Conceitos básicos de Riscos biológicos: definição e características. Risco de transmis- são e consequências dos riscos biológicos para a saúde. Classificação dos agentes bi- ológicos em função do risco de infecção. Avaliação dos riscos biológicos. Síndrome do Edifício Doente e avaliação da exposição a contaminantes biológicos. Precauções universais, controle dos riscos biológicos, manutenção de sistemas de ventilação. Pro- cedimentos de controle e destino de resíduos. Equipamentos de Proteção Individual – EPI e o controle médico em riscos biológicos. Panorama da legislação brasileira sobre riscos biológicos. 11.9 Ergonomia Fatores físicos no ambiente de trabalho. Distúrbios nas condições de saúde dos indi- víduos. Identificação de estratégia ergonômica dos postos de trabalho. Equipamentos e ferramentas de trabalho para prevenção de DORTs. 11.10 Metodologia Científica Ciência e ideologia. Tipos de conhecimento. Métodos e técnicas para o Trabalho de Conclusão de Curso – TCC. Estilos de redação, referências e citações bibliográficas segundo as normas da ABNT. GONÇALVES, EL. A empresa e a saúde do trabalhador. São Paulo: Pioneira (USP), 1988. ILO INTERNATIONAL LABOUR ORGANIZATION. Toxicologia. In: Enciclopedia de Salud y seguridad em el Trabajo. Cap. 33. MENDES, R. Patologia do trabalho. 2ed. São Paulo: Atheneu. 2003. OPPERMANN, CM. Manual de biossegurança para serviços de saúde. Prefeitura Mu- nicipal de Porto Alegre. Disponível em <http://www.cepis.ops-oms.org/bvsacd/cd49/ manualbiossegurancaa.pdf> Acesso em 10 mar. 2010. SALGADO, Clóvis C. Insalubridade e Periculosidade: Aspectos. São Paulo: FUNDA- CENTRO, 1978. SALIBA, Tuffi Messias. Manual Prático de higiene ocupacional e PPRA: Avaliação e con- trole dos riscos ambientais. 2ed. São Paulo: LTr, 2009.
  14. 14. 14 13. Corpo Docente Prof. Airton Marinho Mestre em Saúde Pública, área Saúde e Trabalho, UFMG. Médico do Trabalho. Auditor- Fiscal do Trabalho do MTE em MG. Professor do Curso de Engenharia de Segurança do Trabalho. Professor do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho da FCMMG. Professor do Curso de Pós-Graduação em Ergonomia da UFMG. Coordenador e Pro- fessor do curso de Especialização em Higiene Ocupacional. Prof. Ivo Torres de Almeida Doutor e Mestre em Engenharia Mineral, USP. Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho, UDP. Especialista em Higiene Ocupacional, USP. Engenheiro de Minas, UFOP. Experiência na Vale S/A. na Coordenação do Núcleo de Higiene Ocupacional. Gerência de Segurança do Trabalho - GASSS. Professor do curso de Especialização em Higiene Ocupacional. Prof. Marcos Eugênio Abrantes Doutorando em Engenharia Nuclear, UFMG. Mestre em Ciências em Engenharia Nucle- ar. Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho. Engenheiro Civil. Pesquisador em radioproteção no Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear da UFMG. Supervisor de radioproteção com autorização para atuar na Comunidade Europeia de Energia Atômica - EURATOM. Consultor em Engenharia de Segurança do Trabalho. Professor do curso de Especialização em Higiene Ocupacional. Profª. Maria Beatriz de Freitas Lanza Mestre em Administração de Empresas. MBA em Gestão de Negócios. Pós-graduação em Gestão Ambiental. Curso de Análise Ergonômica do Trabalho. Curso em Ergonomia Aplicada ao Trabalho. Pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho. Engen- heira Civil. Experiência nas áreas de Engenharia de Segurança do Trabalho desde 1993 e em Ergonomia a partir de 1997, como consultora em empresas de ramos variados. Gestão do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Saúde do Trabalhador na Cia. São Geraldo de Viação. Atuação em perícias da justiça do trabalho. Instrutora dos cursos de Insalubridade e Periculosidade e Higiene Ocupacional – ASTEC. Profes- sora do curso de Especialização em Higiene Ocupacional. Prof. Nereu Nunes Pós-graduação em Higiene Ocupacional. Engenheiro de Produção. Engenheiro de Se- gurança do Trabalho. MBA Executivo em Gestão Empresarial. Bacharel em Informática. Diretor da Empresa MESTRA – Segurança e Saúde Ocupacional. Consultor. Assistente técnico em perícias trabalhistas. Instrutor de cursos voltados à Higiene Ocupacional. Professor de Segurança do Trabalho. Professor do curso de Especialização em Higiene Ocupacional.
  15. 15. 15 Prof. Otto Herman Mestre em Administração, área de concentração Mercadologia e Administração Estra- tégica, UFMG. Especialista em Gestão Estratégica, área de concentração Marketing, UFMG e Bacharel em Administração, Centro Universitário Newton Paiva. Consultor da Goecking e Londes Assessoria e Treinamento Ltda. Professor e Coordenador de cursos de Pós-Graduação Lato sensu presencial e a distância, Ciências Médicas e outras insti- tuições. Atou na Caixa Econômica Federal na área comercial. Experiência de docência internacional em Pós-Graduação na África e em universidades de renome como USP de Ribeirão Preto. Prof. Pedro Sérgio Zuchi Mestre em Engenharia de Produção – Área de Concentração em Ergonomia e Or- ganização do Trabalho. Engenheiro de Segurança do Trabalho, KENNEDY. Engen- heiro Agrônomo, UFRRJ. Pesquisador da FUNDACENTRO até janeiro 2010. Professor Adjunto nos Cursos de Graduação em Engenharia Mecânica, Mecatrônica e Elétrica, PUCMINAS. Professor dos Cursos de Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho, FUMEC. Professor no Curso de Pós-Graduação em Ergonomia pela IEC/ PUCMINAS e FUMEC. Professor do Curso de Medicina do Trabalho na FCMMG. Pro- fessor no Curso de Pós-Graduação em Engenharia Ferroviária pela IEC/PUCMINAS. Professor do curso de Especialização em Higiene Ocupacional.
  16. 16. 16 • Disciplina 07 • Disciplina 08 • Disciplina 09 • Disciplina 10 70h 35h 42h 28h 14h 21h 15h 12/01/2015 a 22/03/2015 23/03/2015 a 26/04/2015 27/04/2015 a 07/06/2015 Marcos Eugênio Abrantes Airton Marinho Radiações Ionizantes e Não Ionizantes Agentes Biológicos e Biossegurança Ergonomia 14 e 15/02/2014 27/10/2014 a 09/11/2014 e 08/06/2015 a 21/06/2015 24, 25 e 26/10/2014 18 e 19/09/2015 I Encontro Presencial II Encontro Presencial III Encontro Presencial Apresentação de TCC Metodologia Científica Encontros Presenciais Pedro Sergio Zuchi Otto Herman Airton Marinho Total de Carga Horária 498 Horas Período de recesso:14/07/2014 a 03/08/2014; 15/12/2014 a 11/01/2015; 13/07/2015 a 02/08/2015. * Este calendário poderá sofrer alterações. 14. Cronograma do Curso • Disciplina 01 • Disciplina 02 • Disciplina 03 • Disciplina 04 • Disciplina 05 • Disciplina 06 35h 28h 70h 77h 35h 28h Nereu Nunes 17/02/2014 a 23/03/2014 24/03/2014 a 20/04/2014 21/04/2014 a 29/06/2014 30/06/2014 a 28/09/2014 29/09/2014 a 19/10/2014 10/11/2014 a 14/12/2014 Pedro Sergio Zuchi Maria Beatriz Lanza Airton Marinho Ivo Torres de Almeida Fundamentos da Higiene Ocupacional Temperaturas Extremas Agentes Químicos Ruído e Vibração Toxicologia Instrumentação (21h a distância e 7h no II Encontro Presencial em 03/08/2014) Disciplina CH Data Fernando Antonio Cláudio
  17. 17. 17 * Esse cronograma poderá sofrer alterações. 15. Programação do Primeiro Encontro Presencial Data 14/02/2014 14/02/2014 14/02/2014 14/02/2014 15/02/2014 15/02/2014 15/02/2014 15/02/2014 15/02/2014 15/02/2014 15/02/2014 LOCAL Sem Sex Sex Sex Sex Sab Sab Sab Sab Sab Sab Sab 18h30min às 19h 19h às 20h30min 20h30min às 21h 21h às 22h30min 08h às 10h 14h às 16h30min 16h30min às 18h 16h30min às 16h45min 10h às 10h15min 12h30min às 14h 10h15min às 12h30min Retirada de Kit Abertura e Apresentação do Curso Coffe-Break Coffe-Break Apresentação do Ambiente Virtual de Aprendizagem Coffe-Break Almoço (livre) Abordagem técnica-pedagógica para eficiência do aprendizado - Prof. Airton Marinho Ruído e Vibração Prof.Tuffi Messias Saliba A Busca da Excelência da Higiene Ocupacional: fundamentos, técnicas e desafios Profª.Maria Margarida Teixeira Moreira Lima ABHO / FUNDACENTRO - Regional SP O Perfil do Higienista Ocupacional: antecedentes e atuação Profª.Maria Margarida Teixeira Moreira Lima ABHO / FUNDACENTRO - Regional SP Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais Alameda Ezequiel Dias, 275 – Centro. Belo Horizonte / Minas Gerais Horário Evento
  18. 18. 18 16. Programação do Segundo Encontro Presencial 17. Programação do Terceiro Encontro Presencial * Esse cronograma poderá sofrer alterações. * Esse cronograma poderá sofrer alterações. Data Data 24/10/2014 18/09/2015 24/10/2014 18/09/2015 19/09/2015 24/10/2014 25/10/2014 19/09/2015 26/10/2014 26/10/2014 26/10/2014 26/10/2014 25/10/2014 19/09/2015 19/09/2015 19/09/2015 25/10/2014 25/10/2014 19/09/2015 25/10/2014 19/09/2015 26/10/2014 LOCAL LOCAL Sem Sem Sex Sex Sex Sex Sab Sex Sab Sab Dom Dom Dom Dom Dom Sab Sab Sab Sab Sab Sab Sab Sab Sab 19h às 20h30min 18h30min às 19h 20h30min às 21h 19h às 22h30min 08h às 10h 21h às 22h30min 08h às 10h 10h às 10h15min 08h às 10h30min 10h30min às 10h45min 10h45min às 12h 13h30min às 17h 14h às 18h 16h45min às 18h 14h às 16h30min 10h15min às 12h30min 10h às 10h15min 12h30min às 14h 12h às 13h30min Ruído e Vibração Prova Presencial das disciplinas 6, 7, 8 e 9 Apresentação de TCC Apresentação de TCC Apresentação de TCC Apresentação de TCC Agentes Químicos Coffe-Break Metodologia Científica Coffe-Break Coffe-Break Aula e Prova Prática da disciplina 5 Coffe-Break Aula e Prova Prática da disciplina 5 Aula e Prova Prática da disciplina 5 Prova Presencial das disciplinas 1, 2, 3 e 4 Coffe-Break Radiação Ionizante e Não Ionizante Coffe-Break Almoço (livre) Almoço (livre) Almoço (livre) Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais Alameda Ezequiel Dias, 275 – Centro. Belo Horizonte / Minas Gerais Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais Alameda Ezequiel Dias, 275 – Centro. Belo Horizonte / Minas Gerais Horário Horário Evento Evento 10h15min às 12h30min 16h30min às 16h45min 12h30min às 14h
  19. 19. 19 18. Processo de Avaliação De acordo com as definições da Resolução CNE/CES Nº 1 , de abril de 2001, a avaliação abrange o aproveitamento acadêmico e a frequência nos encontros presenciais. A certificação do curso de especialização em Higiene Ocupacional está vinculada à avaliação da frequência nos encontros presenciais, do aproveitamento em cada disci- plina igual e/ou superior a 70% do total e à aprovação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). A frequência tem registro dos encontros presenciais mediante assinatura em lista nominal e os resultados serão lançados, junto com o aproveitamento acadêmi- co, no ambiente virtual de aprendizagem. O resultado do Aproveitamento Acadêmico é expresso na forma de nota de acordo com o desempenho nos trabalhos de avaliação em cada disciplina. Cada disciplina distribuirá 100 pontos, sendo 60 pontos de atividades no ambiente virtual de aprendizagem e 40 pontos de avaliação presencial, exceto nas disciplinas de Instrumentação, que também será avaliada no 2º Encontro Presencial com o desen- volvimento de atividades práticas, e de Metodologia Científica, que será avaliada em 100,0 pontos no ambiente virtual de aprendizagem. O trabalho de conclusão de curso será avaliado em 60 pontos de construção do trabalho (parte escrita) e 40 pontos de apresentação para a banca examinadora, no 3º Encontro Presencial. A 1ª avaliação realizada no 2º Encontro Presencial contemplará as disciplinas 1, 2, 3, 4 e 5, já a 2ª avaliação, realizada no 3º Encontro Presencial, contemplará as disciplinas 6, 7, 8 e 9. Serão considerados aprovados os pós-graduandos com nota igual ou superior a 70 pon- tos obtidos durante o desenvolvimento do curso. Os alunos que apresentarem nota igual ou inferior a 69 pontos terão direito a exame especial que substitui as avaliações da disciplina e é realizado em data(s) definida(s) e divulgada(s) pela Coordenação do IPG. 19. Entrega de Trabalhos A entrega de trabalhos acadêmicos deve seguir as orientações do tutor e ser postada no ambiente virtual de aprendizagem de acordo com o calendário acadêmico pré-es- tabelecido. O aluno que não cumprir a pontuação mínima de 70% de aproveitamento acadêmico será considerado reprovado na disciplina, inviabilizando a obtenção do cer- tificado. Os trabalhos desenvolvidos para as disciplinas deverão ser digitados em fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 12, espaçamento duplo.
  20. 20. 20 21. Trabalho de Conclusão de Curso – TCC 20. Local de Realização das Atividades Atenção! Para envio de trabalhos fora da data prevista no cronograma é necessário solicitar a abertura do link de postagem para o Suporte Técnico no ambiente virtual de aprendizagem, via mensagem individual e com identificação adequada, por exemplo: NOME / CURSO / TURMA / DISCIPLINA / UNIDADE DE ESTUDO / ATIVIDADE. Esses trabalhos serão avaliados em 70% do total. Os encontros presenciais estão previstos para acontecerem na Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais podendo acontecer em outros locais informados previamente, e momentos não presenciais através da utilização do ambiente virtual de aprendizagem Moodle – www.cienciasmedicasvirtual.org.br O Trabalho de Conclusão de Curso tem como objetivo principal o aprimoramento e a integralização dos conhecimentos e a solidificação dos conteúdos assimilados durante o curso, visando à sua atuação no campo profissional e da pesquisa. Obtenção de certificado: Para obtenção do certificado será exigida a elaboração do TCC, que deverá ser desenvolvido individualmente seguindo as normas da ABNT e da Instituição, assim como sua apresentação à banca examinadora que ocorrerá no 3º Encontro Presencial em 19/09/2015. Metodologia Científica: As informações para a elaboração do trabalho de conclusão de curso acontecerão durante a disciplina de Metodologia Científica nos períodos de 27/10/2014 a 09/11/2014 (1ª etapa) e 08/06/2015 a 21/06/2015 (2ª etapa). Dispensa de Metodologia Científica: Caso o aluno já tenha cursado esta disciplina em outro curso de mesmo nível ou superior (especialização, mestrado ou doutora- do), será necessário apresentar documento oficial da instituição como comprovação acompanhado de solicitação de dispensa da disciplina junto à Secretaria Acadêmica até 30/09/2014. Após esta data, os pedidos de dispensa de disciplina serão automat- icamente indeferidos. Caso o pedido de dispensa seja deferido, o aluno não cursará a disciplina de Metodologia Cientifica, mas deverá apresentar o Projeto de Pesquisa para o orientador de conteúdo, antes de iniciar a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso que será apresentado à banca examinadora. Orientador de conteúdo: Durante a elaboração do TCC, o aluno terá um orientador de conteúdo, que atuará junto ao aluno após a segunda etapa da disciplina de Metodo- logia Científica, até a entrega do trabalho final no IPG. A distribuição dos orientadores de conteúdo será divulgada no ambiente virtual de aprendizagem, durante a segunda etapa da disciplina. O aluno também deverá publicar uma cópia do TCC no ambiente virtual de aprendi- zagem Moodle até o dia 30/08/2015, para leitura e avaliação prévia, dos componentes da banca examinadora, juntamente com a apresentação do trabalho utilizando o Pow- erPoint.
  21. 21. 21 Avaliação da questão ética: O Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) tem como objetivo garantir a adequação às normas emanadas pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) em sua Resolução Nº 196/96 para, dentre outros critérios, proteção ética dos envolvidos que estejam participando de um projeto de pesquisa. Caso a pesquisa envolva seres humanos, o aluno será orientado a: 1. Solicitar à Diretoria Administrativa da Instituição pesquisada uma autorização (Termo de Concordância) para a realização da pesquisa, bem como para a utilização dos dados institucionais. 2. Submeter seu trabalho ao Comitê de Ética em Pesquisa da Instituição pes- quisada ou da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais - FCMMG. Para tanto, o projeto deverá ser cadastrado na Plataforma Brasil (http://www.saude.gov.br/plata- formabrasil) do Ministério da Saúde com antecedência, para que o parecer seja liberado antes da apresentação à banca examinadora. Avaliação da questão ética: O Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) tem como objetivo garantir a adequação às normas emanadas pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) em sua Resolução Nº 196/96 para, dentre outros critérios, proteção ética dos envolvidos que estejam participando de um projeto de pesquisa. Caso a pesquisa envolva seres humanos, o aluno será orientado a: 1. Solicitar à Diretoria Administrativa da Instituição pesquisada uma autorização (Termo de Concordância) para a realização da pesquisa, bem como para a utilização dos dados institucionais. 2. Submeter seu trabalho ao Comitê de Ética em Pesquisa da Instituição pes- quisada ou da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais - FCMMG. Para tanto, o projeto deverá ser cadastrado na Plataforma Brasil (http://www.saude.gov.br/plata- formabrasil) do Ministério da Saúde com antecedência, para que o parecer seja liberado antes da apresentação à banca examinadora. A Plataforma Brasil é uma base nacional e unificada de registros de pesquisas envolvendo seres humanos para todo o sistema CEP/Conep. Ela permite que as pesquisas sejam acompanhadas em seus diferentes estágios - desde sua submissão até a aprovação final pelo CEP e pela Conep, quando necessário - possibilitando inclusive o acompanhamen- to da fase de campo, o envio de relatórios parciais e dos relatórios finais das pesquisas (quando concluídas). O sistema permite, ainda, a apresentação de documentos também em meio digital, propiciando ainda à sociedade o acesso aos dados públi- cos de todas as pesquisas aprovadas. Pela Internet é possível a todos os envolvidos o acesso, por meio de um ambiente compartilhado, às informações em conjunto, diminuindo de forma significativa o tempo de trâmite dos projetos em todo o sistema CEP/CONEP.
  22. 22. 22 Prazos: Após a apresentação, o aluno terá até 30 dias para atualizar seu TCC, apri- morando seu conteúdo, caso haja intervenção nesse sentido pela banca examinadora. Em seguida, deverá postar a versão final no ambiente virtual de aprendizagem para avaliação do professor da disciplina de Metodologia Científica. Após a avaliação do TCC pelo professor, o aluno deverá encaminhar uma versão digital (CD) à Secretaria Acadêmica do IPG. A liberação do certificado ocorrerá 90 dias após os 30 dias do prazo para atualização do TCC. Especificações: O TCC deverá ser formatado conforme orientações do professor da disciplina de Metodologia Científica e de acordo com as Normas da ABNT, contendo na capa do trabalho: nome da instituição, nome do aluno, título do trabalho, cidade e ano (a cidade sede do curso, ou seja, Belo Horizonte). Essas informações também de- verão constar na capa do CD. Endereço para envio do TCC digitalizado: Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação Ciências Médicas - Alameda Ezequiel Dias, 275 - 2º andar - Centro - Belo Horizonte/MG - CEP: 30.130-110. O certificado de conclusão de curso será liberado pelo IPG ao aluno considerado aprovado e sem pendências institucionais (frequência, aproveitamento acadêmico, aprovação do TCC, quitação financeira, documentação e biblioteca). Observa-se: Para fins de aprovação nas disciplinas, e, consequentemente no curso, além dos trabal- hos regulares a serem realizados, a frequência nos encontros presenciais é obrigatória. O aluno deverá verificar seu nome na lista de presença e assiná-la a cada aula/prova durante os encontros presenciais. Com relação à frequência no ambiente virtual de aprendizagem, esta será computada pela entrega das atividades. 22. Condições para Certificação 23. Frequência • Aproveitamento mínimo de 70% (setenta por cento) dos pontos dis- tribuídos sobre 100% (cem por cento) em cada disciplina. • Cada professor/tutor, em sua disciplina, é responsável pela avaliação do desempenho discente, tanto na forma quanto no número de avaliações. • Independentemente do número de atividades avaliativas realizadas, o professor/tutor registra apenas a nota total expressa em valores numéricos de 0 (zero) a 100 (cem) no diário da disciplina.
  23. 23. 23 Será considerado reprovado o aluno que não atender aos critérios de assiduidade e aproveitamento já explicitados neste manual. Qualquer reprovação implicará no não recebimento do certificado. É importante ressaltar que o IPG não se responsabilizará por ofertar disciplinas isoladas. O aluno reprovado ficará em situação pendente até que seja realizado um novo curso que ofereça a mesma disciplina. A analista pedagógica é responsável pelo acompanhamento e registro acadêmico- pedagógico do aluno durante o curso. É de sua responsabilidade o esclarecimento de dúvidas e orientações acerca da dinâmica do curso e do aproveitamento acadêmico do aluno. Para se comunicar com a analista pedagógica utilize a mensagem individual como canal direto. O prazo para resposta é estabelecido de acordo com a característica da solici- tação do aluno. Designamos como “tratamento especial” casos de alunos que fogem às regras gerais estabelecidas neste guia. Ele envolve prazos alternativos para entrega de atividades, realização de avaliações e apresentação de TCC, licença maternidade, todos mediante comprovação documental e solicitação via formulário próprio. O pedido será analisado podendo ser ou não deferido. O pedido de tratamento especial deverá ser realizado com antecedência mínima de 30 dias da data de realização do encontro presencial, salvo em casos excepcionais. O pedido de tratamento especial deverá ser feito em formulário próprio enviado para o e-mail do aluno após solicitação via Ambiente Virtual de Aprendizagem, para a Analista Pedagógica, e deverá vir acompanhado de documento ou atestado que comprove tal situação. O prazo para resposta é estabelecido de acordo com a solicitação do aluno e poderá ser deferido ou não pela coordenação mediante justificativa apresentada. 25. Analista Pedagógico 26. Tratamento Especial 24. Reprovação
  24. 24. 24 27. Secretaria Acadêmica 28. Suporte Técnico 29. Biblioteca 30. Biblioteca Virtual 31. Especificações Técnicas A secretaria acadêmica é responsável pelo acompanhamento e registro do aluno du- rante o curso. É de responsabilidade desta secretaria o atendimento às solicitações de atestados, declarações, históricos e outros documentos que deverão ser solicitados através de formulários próprios, com a especificação do que é pretendido. O prazo para resposta é estabelecido de acordo com a espécie do documento solicitado. No ambiente virtual de aprendizagem há um campo específico para atendimento e comunicação direta com a Secretaria Acadêmica. Sempre que houver alterações nos dados cadastrais (endereço, telefone, etc.), o aluno deverá comunicar à secretaria acadêmica para devidas atualizações. O suporte técnico é responsável pelo atendimento e registro técnico durante o curso. É de responsabilidade deste suporte o esclarecimento de dúvidas e orientações de caráter técnico, por meio de um canal específico de comunicação direta disponível no ambiente virtual de aprendizagem. O prazo para resposta é estabelecido de acordo com a característica da solicitação do aluno. Os alunos matriculados nos programas de pós-graduação terão acesso à Biblioteca, onde deverão apresentar comprovante de matrícula e atender a todos os procedimen- tos de funcionamento da mesma. Os alunos regularmente matriculados nos programas de pós-graduação terão acesso aos computadores da Biblioteca Virtual da FCMMG. Os computadores poderão ser utilizados para digitação de trabalhos, consulta à inter- net e troca de e-mail, ficando vedada, a impressão dos mesmos que deverão ser salvos em mídia externa. O Aluno terá acesso a um Ambiente Virtual de Aprendizagem, desenvolvido em con- formidade com o modelo de educação a distância da instituição (Moodle) e para tanto,
  25. 25. 25 32. Disposições Gerais 33. Atendimento aos Alunos deverá ter acesso a um computador com a seguinte configuração mínima: Em relação a softwares, sugerimos que o aluno tenha em seu computador alguns itens importantes. Alguns materiais de apoio, Podcast e Vídeos, exigem a utilização dos seguintes programas: Observação: Para conexões discadas, o acesso a conteúdos em formato multimídia como animação, áudio, slides e vídeo pode ser razoavelmente demorado. As ferramen- tas de interação (Chat e Fórum) poderão ser utilizadas de forma satisfatória. Casos omissos serão analisados pela Comissão Técnica e Pedagógica do IPG, com base no regimento interno da instituição. Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação Ciências Médicas - IPG Segunda-feira a Sexta-feira das 08h às 18h Alameda Ezequiel Dias, 275 / 2º andar – Centro Belo Horizonte / MG – Cep. 30130-110 Telefone: 31-3248-7172 / Telefax: 31- 3248-7172 Site: www.cienciasmedicasvirtual.org.br E-mail: cmv@feluma.org.br • Processador de 750 Mhz, Intel, Pentium ou AMD e memória RAM de 256MB. • Placa de vídeo configurada para 800 x 600 pixels e 256 cores (recomen- da-se 1024 x 768 pixels e 65536 cores/16 bits). • Placa de som com caixas acústicas ou fones de ouvido. • Sistema Operacional: Windows 2000 (SP4), XP (SP2 ou SP3) ou Win- dows Vista (SP1). • Arquivos PDF: Adobe Reader 8 ou superior. • Textos: Processadores de texto com compatibilidade para abrir e salvar arquivos no formato .doc (no mínimo Microsoft Word 97-2003). • Planilhas: Software com compatibilidade para abrir e salvar arquivos no formato .xls (no mínimo Microsoft Excel 97-2003). • Apresentações: Software com compatibilidade para abrir e salvar ar- quivos no formato .pps e .ppt (Microsoft PowerPoint 97-2003). • Arquivos de áudio e vídeo: Recomendável que o computador tenha instalado os plugins Media Player e Flash. • Correio eletrônico pessoal (e-mail): hotmail, yahoo, gmail, outros. • Navegador de Internet: Internet Explorer 6.0 ou superior, Firefox 3 ou superior. • Acesso à internet: Conexão mínima para linha discada de 56Kbps. Ideal: Banda larga de no mínimo 150Kbps.
  26. 26. Anotações
  27. 27. Anotações
  28. 28. 28

×