Estrategias de backup e recovery

76 visualizações

Publicada em

Palestra o SQL Saturday 424 - São Paulo

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
76
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Justificativa do tema: este tema foi escolhido baseado num artigo acadêmico feito no mestrado, que gerou um projeto na CrespiDB e consequentemente um estudo de caso para o mestrado.
    No entanto esta palestra não é acadêmica é baseada em metodologias (Nível 100) para uso do mercado.
    O que isso quer dizer?
    Que não é intenção aqui abordar assuntos de estratégias de backups em ambientes complexos, tão pouco explicar como fazer backup e restore; mas sim transmitir os principais conceitos de backup, como gerar um bom plano de backup e documentá-lo.
  • Falem que o evento é gratuito pra todos, e que os patrocinadores são os responsáveis por garantir o coffee e a infra-estrutura basica pro evento acontecer. Em contra partida, eles querem mostrar seus produtos e serviços, é legal aos participantes conhecerem o que eles tem a oferecer e aceitar receber contatos deles via email.
  • Introdução a Sistemas de Bancos de Dados
    Falar sobre; cópia a frio, dump e backup
  • Quem faz o backup é o responsável por perdurar as informações do negócio.
  • 1 – analise do ambiente, transações, janelas de manutenção, tempo de backup;
    2 – agrupar os backups por critério de recuperação (criticidade e tempo de restauração)
    3 – documentar a estratégia`, importante para demonstrar para o cliente o impacto dos tempos em caso de um restore, o quanto pode ser perdido de dados.
    4 – validar, implementar e testar o plano;
    5 – o documento deve conter um workflow de notificação em caso de falhas;
    6 – o documento deverá conter uma data de validade.
  • Tem link para o documento
  • Essa é uma decisão importante e estratégica.
    Há muitas mídias no mercado algumas são mais rápidas e caras, outras são lentas e mais confiáveis.
    Na verdade tudo depende da estratégia que é melhor adequada para o cliente.
  • Tem o link
  • Neste slide é pra convidar os participantes pro PASS Summit, em Seattle no próximo mês. Os códigos de promoção que dão 150USD de desconto é do SQLManiacs (Código da esquerda) e SQLServerDF (Código da direita). Ambos dão o mesmo desconto, o cara fica a vontade pra usar qualquer um.
  • Falem que o evento é gratuito pra todos, e que os patrocinadores são os responsáveis por garantir o coffee e a infra-estrutura basica pro evento acontecer. Em contra partida, eles querem mostrar seus produtos e serviços, é legal aos participantes conhecerem o que eles tem a oferecer e aceitar receber contatos deles via email.
  • Estrategias de backup e recovery

    1. 1. Estratégias de Backup e Recovery
    2. 2. Quem sou?  Rodrigo Crespi  MCT, MCDBA, MCITP, MCSE, MC*.*  Especialista em Banco de Dados – UGF  Mestrando em Engenharia de Software - UEMC  @SQLCrespi  www.sqlcrespi.com 2 |
    3. 3. Agenda  Backup  Recovery  Plano de Backup e Recovery;  Categorizar os Bancos de Dados;  Documentação Final;  Check-List de Restore;  Perguntas e Respostas.
    4. 4. PATROCINADORES
    5. 5. O que é Backup? “... modo de garantir que o banco de dados de fato é recuperável. Garantir que toda a informação que ele contém possa ser reconstruída a partir de alguma outra informação armazenada de modo redundante em algum outro lugar do sistema.” (Date, 2003)
    6. 6. Por que fazer backup?  Porque os desastres são inevitáveis;  Tipos de desastre:  Falhas de Hardware;  Modificação de Dados;  Falha de Software;  Desastres Locais.
    7. 7. Tipos de Recovery Model  Full Recovery;  Bulk-logged;  Simple;
    8. 8. Tipos de Backup  Filegroup Backup;  Copy-only Backup; Tipo de Backup Conteúdo Recovery Models disponíveis Completo Cópia completa do banco de dados Full, bulk-logged e simple Diferencial Alterações desde o último backup completo Full, bulk-logged e simple Log de Transação Alterações desde o último backup de log (ou completo ou diferencial) Full, bulk-logged
    9. 9. Backups e Tipos de Recovery  Com Recovery Model = Simple  Full;  Full + Differential  Com Recovery Model = Full || Bulk Logged  Full + log  Full + Differential  Full + Differential + Log
    10. 10. Não adianta ...  Backup x Alta-Disponibilidade  Backup x Virtualização  Backup x RAID de Discos
    11. 11. Como Funciona o Recovery  O processo de recovery sempre altera o que ocorreu ou foi processado no último checkpoint.  O algoritmo possui três fases:  Fase 1 – Análise;  Fase 2 – Redo;  Fase 3 – Undo. Conheça o algoritmo ARIES. #ficaadica
    12. 12. O Básico - Plano de Backup e Recovery  Análise dos requisitos de negócios;  Categorizar os backups por critério de recuperação;  Documento do plano estratégico;  Validade, implementação e acompanhamento do plano;  Estabelecer um política de notificação em caso de falha;  Manutenção do plano e da documentação.
    13. 13. Detalhes Importantes  Qual a frequência das alterações de dados?  Horário de maior número de transações?  Quanto dado é aceitável perder?  Qual o tamanho de crescimento do banco de dados?  Janela de manutenção e a influência no backup?  As restrições de orçamento para o backup e manutenção do Banco de Dados?  Qual é o plano de notificação em caso de desastre?
    14. 14. Categorizar os Bancos de Dados Minha sugestão é agrupar os bancos de dados por:  Criticidade;  Tamanho;  Volatilidade. Sugestão de nomes para os grupos:  Missão Crítica Grande;  Negócios Crítico;  Impacto Moderado;  Baixo, sem impacto e não crítico.
    15. 15. Matriz de Classificação (Parâmetros)
    16. 16. Matriz de Classificação (Tamanho)
    17. 17. Matriz de Classificação (Janelas de Backup)
    18. 18. Escolha da Mídia  Capacidade;  Confiança;  Expansão (habilidade de expandir a capacidade original);  Velocidade;  Custo.
    19. 19. Backup Compression  Por padrão vem desabilitado;  Importante habilitar no nível de servidor quando utilizamos log shipping ou mirroring;  Antes de usar deve-se verificar a compatibilidade da mídia de destino.  Analisar o custo da compressão;  Há ganhos nas transferência de backup através da rede.
    20. 20. Redundância de Backup  Backup to URL  Foi introduzido no SQL Server 2012 SP1 CU2;  Espelhamento de Backup  Somente no Enterprise;  Não é igual a usar RAID 5 nos discos de backup;
    21. 21. Documentação  As classificações;  Os procedimentos de backup;  Os procedimentos de restore;  Fluxo de comunicação e caso de desastre;  Data da próxima revisão.
    22. 22. Rascunho do Documento
    23. 23. Exemplo de Documento  Documento de Recuperação.docx
    24. 24. Checklist Para Recovery  Documento técnico para equipe contendo passo-a-passo os procedimentos de restore;  Inclui caminho dos backups;  Dados de segurança;  Instruções sobre a cópia redundante do backup e como recuperar esta cópia; Check-list de restore.docx
    25. 25. Dúvidas
    26. 26. Planning on attending PASS Summit 2015? Start saving today! • The world’s largest gathering of SQL Server & BI professionals • Take your SQL Server skills to the next level by learning from the world’s top SQL Server experts, in over 190 technical sessions • Over 5000 registrations, representing 2000 companies, from 52 countries, ready to network & learn Save $150 right now using discount code LCCOMPRX86 or LCCOMPMD54
    27. 27. PATROCINADORES
    28. 28. Obrigado 28

    ×