SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Grupo Parlamentar na
                               Assembleia Municipal do Cartaxo


                        DECLARAÇÃO DE VOTO
Data : 30 de Junho de 2009                     N.º de Páginas : 8

Assunto:
                        Câmara Municipal do Cartaxo:
                      “Plano de Saneamento Financeiro”


                   ANÁLISE AOS DOCUMENTOS APRESENTADOS

Tendo analisado os documentos que nos foram apresentados, os Deputados eleitos pelo
PSD para a Assembleia Municipal do Cartaxo, consideram que o RIGOR e a AMBIÇÃO que
prometeram aos munícipes, durante 4 anos, não foram cumpridos!

Vejamos:

    Demonstração do Incumprimento do Plano de Saneamento Financeiro

A - ANTECEDENTES

1 - Tínhamos visto, na última discussão sobre contas que nem com o recurso ao empréstimo
para SANEAMENTO FINANCEIRO, isto é, para reprogramar a dívida e consolidar passivos
financeiros, o Executivo Socialista conseguiu inverter o aumento do Endividamento
Líquido.

2 - Tínhamos também afirmado que relativamente ao cumprimento ou não do PLANO DE
SANEAMENTO FINANCEIRO, o Executivo Socialista não forneceu os elementos a que se
encontra obrigado, inviabilizando qualquer apreciação do cumprimento do mesmo, nos
termos do n.º 7 do art.º 40.º da Lei das Finanças Locais (LFL) e art.º 5.º do Decreto-Lei n.º
38/2008, de 7 de Março, onde designadamente se determina que:

       “7 — Durante o período de vigência do contrato, a apresentação anual de contas à
       assembleia municipal inclui, em anexo ao balanço, a demonstração do
       cumprimento do plano de saneamento financeiro”


3 – Tínhamos, de facto, alguns indícios que apontavam para o INCUMPRIMENTO DO PLANO,
a saber:



                                                                                           1
Grupo Parlamentar na
                              Assembleia Municipal do Cartaxo


   a) Plano de CONTENÇÃO DA RECEITA

   Receita cobrada de 15,5 MILHÕES DE EUROS - A MAIS BAIXA DESDE 2002!

   b) Plano de MAXIMIZAÇÃO DA DESPESA

   Dívida a FORNECEDORES aumentou 3 MILHÕES DE EUROS, mesmo com pagamentos
   realizados com o empréstimo para SANEAMENTO FINANCEIRO!

   Poupança corrente foi de -3,7 MILHÕES DE EUROS, ou seja, o Executivo liderado pelo Dr.
   Paulo Caldas utilizou RECURSOS DE CAPITAL, para pagar DESPESA CORRENTE, em vez de
   INVESTIR!

4 – Tínhamos também alertado para o facto do INCUMPRIMENTO DO PLANO determinar, de
acordo com o n.º 5 do art.º 40.º da LFL:

      - A impossibilidade de contracção de novos empréstimos durante um período de
      cinco anos;
      - A impossibilidade de acesso à cooperação técnica e financeira com a administração
      central.

B – AS OBRIGAÇÕES DO MUNICÍPIO DURANTE O PERÍODO DO EMPRÉSTIMO DE
SANEAMENTO FINANCEIRO



  1 - Cumprir o plano de saneamento financeiro                    AVALIAÇÃO NO
                                                                 PONTO SEGUINTE


  2 - Não celebrar novos empréstimos de saneamento
  financeiro                                                              !
  3 - Elaborar relatórios semestrais sobre a execução do
  plano financeiro e remetê-los, para apreciação, da
                                                                         ×
  Assembleia Municipal


  4 – Envio dos relatórios do ponto anterior aos membros
  do Governo no prazo de 30 dias seguintes ao final do
                                                                         ×
  semestre a que se reportam;




                                                                                       2
Grupo Parlamentar na
                               Assembleia Municipal do Cartaxo



  5 – Inclusão, em anexo ao balanço, da demonstração
  do cumprimento do plano de saneamento financeiro na                  ×
  apresentação anual de contas à assembleia municipal


  6 - Remeter ao Ministro das Finanças e ao ministro que
  tutela as autarquias locais cópia do contrato do
  empréstimo, no prazo de 15 dias a contar da data da
                                                                       ?
  sua celebração



C – O PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO E A AVALIAÇÃO DO SEU CUMPRIMENTO



                     CONTEÚDO DO PLANO                              AVALIAÇÃO


  PLANO DE CONTENÇÃO DA DESPESA CORRENTE:

     a) Recursos Humanos
         - redução do n.º de colaboradores
         - redução de horas extraordinárias e ajudas de custo em
          10%
         -…




                                                                      !
     b) Fornecimentos e Serviços Externos
         - criação de central de compras municipal
         - redução de despesas de energia, comunicação e
         seguros
         - renegociação de contratos de prestação de serviços ao
          Município
         - redução de 7,5% e 300.000€

     c) Encargos Financeiros
         - poupança de 250.000€
         - redução do prazo médio de pagamentos para menos
           de 60 dias

     d) Outras
         - formulação de critérios objectivos para a concessão de
           apoios e subsídios às Associações, IPSS, Clubes
           Desportivos e Outras Entidades

          - Evolução da Despesa Corrente??????




                                                                                3
Grupo Parlamentar na
                                  Assembleia Municipal do Cartaxo


   PLANO DE MAXIMIZAÇÃO DA RECEITA:

       a) Taxas e Licenças
           - intensificação da fiscalização e cobrança
           - implementação do novo regime de taxas – estava em
             elaboração à data da elaboração do Plano
           - sanções e contraordenações mais gravosas




                                                                          !
           - crescimento de 5%

       b) Impostos Municipais
            - crescimento de 2%

       c) Alienação do Património
            - o plano apontava para “não estão previstas vendas
            significativas do mesmo no imediato

       d) Outras
           - aumento significativo da receita resultante de
           arrendamento de espaços e equipamentos municipais e
           prestação de serviços
           - QREN ?

            - Evolução da Receita??????




                                           Em suma:

Face a estes dados e a estas legítimas e fundadas razões, pergunta-se se algum dos
Deputados Municipais é capaz de afirmar que consegue concluir que o PLANO DE
SANEAMENTO FINANCEIRO foi cumprido com base nas 9 páginas da proposta de
DEMONSTRAÇÃO DO CUMPRIMENTO DO PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO??


Aos silenciados, vejamos o conteúdo da proposta COM CORAGEM:


D - PROPOSTA DE DELIBERAÇÃO DA DEMONSTRAÇÃO DO CUMPRIMENTO DO PLANO DE
SANEAMENTO FINANCEIRO

A proposta que deveria ter sido apresentada há uns largos meses atrás e que não tem
sequer o período (designadamente, o SEMESTRE) a que se refere, contém:
1 – os pagamentos em falta a 19/6/2009, com justificações do tipo: “a falta de apresentação
das respectivas certidões”…
4 – os pagamentos efectuados, por entidade e respectivo montante global.




                                                                                         4
Grupo Parlamentar na
                                Assembleia Municipal do Cartaxo


Com estas informações prestadas é legitimo perguntar:

   •    Esta proposta tem alguma coisa a ver com o Plano de Saneamento Financeiro e seu
       cumprimento??????

   •   Algum dos Deputados Municipais tem dúvidas de que a Câmara Municipal não
       utilizou o dinheiro do empréstimo nas dívidas contempladas e contratadas no
       mesmo????

Parece que é isso que este Executivo Socialista quer demonstrar – ou seja, que utilizou o
dinheiro do empréstimo nos pagamentos que constam da listagem e não que cumpriu ou
não cumpriu com o PLANO aprovado por esta ASSEMBLEIA! Mas ninguém pediu tal
justificação!!!

Será que estão com receio de que se afirme o mesmo que já se afirmou relativamente ao
empréstimo do Nó de Acesso à A1, isto é, que serviu para pagar outras despesas que não a
Beneficiação da EN114-2 e da EN365-2 ou a própria comparticipação à BRISA?

Pergunta-se, por isso:

   •   não estará o Município a pagar à empresa Construções Pragosa facturação das
       referidas obras (Beneficiação da EN114-2 e da EN365-2), para as quais já tinha sido
       contraído outro empréstimo de 3.000.000€?
       (pág. 2/9 – pagamento de 2.005.893,54€)

É que, se é isso que o Executivo Socialista pretende demonstrar… fê-lo muito mal!!!

Continuamos sem saber o foi efectivamente pago, designadamente, se foi despesa
assumida e contemplada no empréstimo, ou se porventura, se tratam de novas
despesas…!!!!

Assim se justifica voltar à pergunta que atrás foi feita:

- Algum dos Deputados Municipais consegue afirmar, com base nestas 9 páginas de que as
medidas propostas e aprovadas por esta Assembleia ao nível da contenção da despesa e
da maximização da receita – o PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO - estão a ser
concretizadas?

Vamos fazer um pequeno esforço com base noutros elementos trazidos a esta Assembleia,
que não fazem parte desta proposta, COM CORAGEM:




                                                                                        5
Grupo Parlamentar na
                               Assembleia Municipal do Cartaxo


E – INDÍCIOS DO INCUMPRIMENTO DO PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO

Com base no Relatório Síntese da Actividade Municipal e Situação Financeira, até
Maio/2009, temos:


                     PLANO DE CONTENÇÃO DA DESPESA CORRENTE:

a) Na pág. 15/36, percebemos o seguinte relativamente ao n.º de colaboradores:

   •   ENTRADAS – 1+85+5+4 = 95 (dos quais 85 foram transferências)
   •   SAÍDAS – 8+1 = 9

Houve mais entradas do que saídas… mas o ano ainda não acabou!!!!

b) As despesas pagas com o pessoal até MAIO/09 (pág. 10/36), representam 43% das
despesas pagas em 2008!!!

c) As despesas correntes representam 74% do total das despesas pagas até MAIO/09
(pág10/36).

d) Só de Juros e Outros Encargos já foram pagos 488 mil euros – representam a poupança já
em 2009? (pág10/36)

e) A despesa com Amortizações de empréstimos (Passivos Financeiros – pág 10/36) foi a
maior das despesas de capital – 1,1 MILHÕES DE EUROS (63% das despesas de capital pagas)

f) O Prazo Médio de Pagamentos já se encontra abaixo do limite máximo de 60 dias? O
cálculo da DGAL confirma… o contrário!


                            PLANO DE MAXIMIZAÇÃO RECEITA:

O plano que apontava para “não estão previstas vendas significativas” foi abandonado – o
1.º grande passo deste SANEAMENTO FINANCEIRO é ALIENAÇÃO DE PATRIMÓNIO –
6.000.000€ (proposta constante da Ordem de Trabalhos)

Não há QREN, não há novo regime de taxas, etc., etc., etc.

A taxa de execução do Orçamento da Receita foi de 12,97% até MAIO/2009 – eis a
maximização! (pág 10/36)



                                                                                       6
Grupo Parlamentar na
                               Assembleia Municipal do Cartaxo


A DESPESA CORRENTE é superior à RECEITA CORRENTE em 500 mil euros – eis a poupança
corrente! (pág 10/36)

Que o PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO não está a ser cumprido já todos sabíamos,
porque ainda está para aparecer o 1.º PLANO de um EXECUTIVO liderado pelo Dr. PAULO
CALDAS que seja realista, rigoroso e concretizável!!!! Quem tinha dúvidas, agora já não as
tem certamente!!!!

Mas há – infelizmente – outras más notícias. Vejamos:


SITUAÇÃO FINANCEIRA (pág. 11/36):

Qual é a pressa da ALIENAÇÃO DE PATRIMÓNIO MUNICIPAL:

   a)   o INCUMPRIMENTO DO PLANO;
   b)   a INSUFICIÊNCIA DE RECEITA;
   c)   a DESGOVERNAÇÃO E INEFICÁCIA GOVERNATIVA DO EXECUTIVO “CÔR-DE-ROSA”;
   d)   o AUMENTO DAS DESPESAS;
   e)   o AUMENTO DAS DÍVIDAS A PAGAR!!!!!!!!!

Em finais de 2008, as DÍVIDAS A PAGAR eram de 30,7 MILHÕES DE EUROS e tinham
crescido 3 MILHÕES DE EUROS (já com o empréstimo de 13 MILHÕES incluído).

Em MAIO de 2009, as DÍVIDAS A PAGAR são de 32,0 MILHÕES DE EUROS e cresceram, face
a 2008, 1,3 MILHÕES DE EUROS e face a 2007, 4,3 MILHÕES DE EUROS e só estão em dívida
833 mil euros, acreditando nos dados da proposta!!


                 FACE AO EXPOSTO, CONFIRMA-SE QUE O EXECUTIVO PS:

- NÃO CUMPRIU COM AS OBRIGAÇÕES INFORMATIVAS;
- NÃO APRESENTOU O RELATÓRIO SEMESTRAL COM ELEMENTOS SOBRE O CUMPRIMENTO
DO PLANO, PORQUE NÃO O ESTÁ A CUMPRIR;
- DESGOVERNA A CÂMARA
- AGRAVOU A SITUAÇÃO FINANCEIRA

                                       VOTAÇÃO:

Em suma, face ao exposto, mas também ao ponto em que as finanças municipais se
encontram neste final de mandato, onde se identificam:



                                                                                        7
Grupo Parlamentar na
                             Assembleia Municipal do Cartaxo


   •   a MAIOR DÍVIDA A PAGAR DE SEMPRE;
   •   o ESGOTAMENTO DA CAPACIDADE DE ENDIVIDAMENTO;
   •   o MAIOR DESASTRE FINANCEIRO DE SEMPRE E AS MAIORES INVENÇÕES DE
       SEMPRE PARA ILUDIR RESULTADOS;
   •   o INCUMPRIMENTO DO PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO;
   •   a MENOR AUTONOMIA FINANCEIRA DE SEMPRE;
   •   o PIOR RESULTADO OPERACIONAL DE SEMPRE;
   •   os MAIORES RESULTADOS EXTRAORDINÁRIOS DE SEMPRE;
   •   os erros grosseiros praticados consecutivamente para apresentar resultados
       favoráveis;
   •   a hipoteca das gerações futuras que vão pagar os efeitos do sobre-endividamento
       e/ou ficar despojadas de recursos financeiros a que teriam acesso, caso não se
       recorresse a expedientes pouco sérios para resolver problemas criados;
   •   e, finalmente, pela gestão danosa do erário público;

Os Deputados do PSD na Assembleia Municipal do Cartaxo votam contra.




                                                                                    8

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relatório de investimentos de estatais - maio 2014
Relatório de investimentos de estatais - maio 2014Relatório de investimentos de estatais - maio 2014
Relatório de investimentos de estatais - maio 2014Giovanni Sandes
 
PROGRAMA DE APOIO À ECONOMIA LOCAL
PROGRAMA DE APOIO À ECONOMIA LOCALPROGRAMA DE APOIO À ECONOMIA LOCAL
PROGRAMA DE APOIO À ECONOMIA LOCALpedroribeiro1973
 
Lei complementar n° 101 de 2000
Lei complementar n° 101  de 2000Lei complementar n° 101  de 2000
Lei complementar n° 101 de 2000Aledson Martins
 
Cartilha assagem executivo prefeituras
Cartilha assagem executivo prefeiturasCartilha assagem executivo prefeituras
Cartilha assagem executivo prefeiturasZilton Dacio
 
Aepedeserrap260711
Aepedeserrap260711Aepedeserrap260711
Aepedeserrap260711Ceu Jr
 
Lei nº 010 2005 - estabelece diretrizes da lei orçamentária para o exercíci...
Lei nº 010   2005 - estabelece diretrizes da lei orçamentária para o exercíci...Lei nº 010   2005 - estabelece diretrizes da lei orçamentária para o exercíci...
Lei nº 010 2005 - estabelece diretrizes da lei orçamentária para o exercíci...Ricardo Nogueira
 
Dl 54 a_1999_pocal
Dl 54 a_1999_pocalDl 54 a_1999_pocal
Dl 54 a_1999_pocalMaria Sousa
 
Lei n° 473
Lei n° 473Lei n° 473
Lei n° 473ceceu132
 
Projeto de Lei 1330/10 - Parecer Comissão Orçamento e Finanças - concluso em...
Projeto de Lei 1330/10 - Parecer Comissão Orçamento e Finanças -  concluso em...Projeto de Lei 1330/10 - Parecer Comissão Orçamento e Finanças -  concluso em...
Projeto de Lei 1330/10 - Parecer Comissão Orçamento e Finanças - concluso em...Movimento Nossa BH
 
Geec 22 12700745_1_v1
Geec 22 12700745_1_v1Geec 22 12700745_1_v1
Geec 22 12700745_1_v1Junior Campos
 
Audiência Pública - Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016
Audiência Pública - Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016Audiência Pública - Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016
Audiência Pública - Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016Marcelo Sander
 
Aula 01 orçamento (1)
Aula 01 orçamento (1)Aula 01 orçamento (1)
Aula 01 orçamento (1)Laís Correia
 
Parecer de Constituição e Justiça ao Projeto de Lei No 29-2009 Minha Casa Min...
Parecer de Constituição e Justiça ao Projeto de Lei No 29-2009 Minha Casa Min...Parecer de Constituição e Justiça ao Projeto de Lei No 29-2009 Minha Casa Min...
Parecer de Constituição e Justiça ao Projeto de Lei No 29-2009 Minha Casa Min...Antônio Rosalvo Batista Neto
 
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...pcm1nd
 
Lei Orçamentária Anual de Caruaru para 2014
Lei Orçamentária Anual de Caruaru para 2014Lei Orçamentária Anual de Caruaru para 2014
Lei Orçamentária Anual de Caruaru para 2014gabinetedigitalcaruaru
 

Mais procurados (18)

Relatório de investimentos de estatais - maio 2014
Relatório de investimentos de estatais - maio 2014Relatório de investimentos de estatais - maio 2014
Relatório de investimentos de estatais - maio 2014
 
-1001-questoes-cespe-afo
-1001-questoes-cespe-afo-1001-questoes-cespe-afo
-1001-questoes-cespe-afo
 
PROGRAMA DE APOIO À ECONOMIA LOCAL
PROGRAMA DE APOIO À ECONOMIA LOCALPROGRAMA DE APOIO À ECONOMIA LOCAL
PROGRAMA DE APOIO À ECONOMIA LOCAL
 
Lei complementar n° 101 de 2000
Lei complementar n° 101  de 2000Lei complementar n° 101  de 2000
Lei complementar n° 101 de 2000
 
Cartilha assagem executivo prefeituras
Cartilha assagem executivo prefeiturasCartilha assagem executivo prefeituras
Cartilha assagem executivo prefeituras
 
Aepedeserrap260711
Aepedeserrap260711Aepedeserrap260711
Aepedeserrap260711
 
Lei nº 010 2005 - estabelece diretrizes da lei orçamentária para o exercíci...
Lei nº 010   2005 - estabelece diretrizes da lei orçamentária para o exercíci...Lei nº 010   2005 - estabelece diretrizes da lei orçamentária para o exercíci...
Lei nº 010 2005 - estabelece diretrizes da lei orçamentária para o exercíci...
 
Dl 54 a_1999_pocal
Dl 54 a_1999_pocalDl 54 a_1999_pocal
Dl 54 a_1999_pocal
 
Lei n° 473
Lei n° 473Lei n° 473
Lei n° 473
 
Projeto de Lei 1330/10 - Parecer Comissão Orçamento e Finanças - concluso em...
Projeto de Lei 1330/10 - Parecer Comissão Orçamento e Finanças -  concluso em...Projeto de Lei 1330/10 - Parecer Comissão Orçamento e Finanças -  concluso em...
Projeto de Lei 1330/10 - Parecer Comissão Orçamento e Finanças - concluso em...
 
Lei 2017
Lei 2017Lei 2017
Lei 2017
 
Geec 22 12700745_1_v1
Geec 22 12700745_1_v1Geec 22 12700745_1_v1
Geec 22 12700745_1_v1
 
Audiência Pública - Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016
Audiência Pública - Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016Audiência Pública - Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016
Audiência Pública - Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016
 
Aula 01 orçamento (1)
Aula 01 orçamento (1)Aula 01 orçamento (1)
Aula 01 orçamento (1)
 
Parecer de Constituição e Justiça ao Projeto de Lei No 29-2009 Minha Casa Min...
Parecer de Constituição e Justiça ao Projeto de Lei No 29-2009 Minha Casa Min...Parecer de Constituição e Justiça ao Projeto de Lei No 29-2009 Minha Casa Min...
Parecer de Constituição e Justiça ao Projeto de Lei No 29-2009 Minha Casa Min...
 
Emenda ldo 2013 const. caps
Emenda ldo 2013 const. capsEmenda ldo 2013 const. caps
Emenda ldo 2013 const. caps
 
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
 
Lei Orçamentária Anual de Caruaru para 2014
Lei Orçamentária Anual de Caruaru para 2014Lei Orçamentária Anual de Caruaru para 2014
Lei Orçamentária Anual de Caruaru para 2014
 

Semelhante a Declaraçã de Voto Plano Saneamento Financeiro - CM Cartaxo

Apresentação Transição Caruaru
Apresentação Transição CaruaruApresentação Transição Caruaru
Apresentação Transição CaruaruPaulo Veras
 
Raquel Lyra apresenta relatório da transição municipal
Raquel Lyra apresenta relatório da transição municipalRaquel Lyra apresenta relatório da transição municipal
Raquel Lyra apresenta relatório da transição municipalPortal NE10
 
Lei dos compromissos - o fim do "gastar e depois se vê"
Lei dos compromissos - o fim do "gastar e depois se vê"Lei dos compromissos - o fim do "gastar e depois se vê"
Lei dos compromissos - o fim do "gastar e depois se vê"comunidades@ina
 
Declaracao De Voto Plano E Orcamento CM CARTAXO 2010 (30 Dez. 2009)
Declaracao De Voto Plano E Orcamento CM CARTAXO 2010 (30 Dez. 2009)Declaracao De Voto Plano E Orcamento CM CARTAXO 2010 (30 Dez. 2009)
Declaracao De Voto Plano E Orcamento CM CARTAXO 2010 (30 Dez. 2009)Psd Cartaxo
 
Núcleo mineiro-bh-04.07.2016
Núcleo mineiro-bh-04.07.2016Núcleo mineiro-bh-04.07.2016
Núcleo mineiro-bh-04.07.2016Fabiano Gabriel
 
Questesdeadministraofinanceiraeoramentriaafo passeaki-121222004018-phpapp02
Questesdeadministraofinanceiraeoramentriaafo passeaki-121222004018-phpapp02Questesdeadministraofinanceiraeoramentriaafo passeaki-121222004018-phpapp02
Questesdeadministraofinanceiraeoramentriaafo passeaki-121222004018-phpapp02anabio ribeiro garcia
 
Apostila aulão-tce-sp-2017-1 Ricardo Alexandre
Apostila aulão-tce-sp-2017-1 Ricardo  AlexandreApostila aulão-tce-sp-2017-1 Ricardo  Alexandre
Apostila aulão-tce-sp-2017-1 Ricardo AlexandreEsdrasArthurPessoa
 
Prot. 1088 17 pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...
Prot. 1088 17   pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...Prot. 1088 17   pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...
Prot. 1088 17 pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...Claudio Figueiredo
 
Finanas pblicas aula_04
Finanas pblicas aula_04Finanas pblicas aula_04
Finanas pblicas aula_04Cesar Rabelo
 
Lei complementar n° 101 de 2000
Lei complementar n° 101  de 2000Lei complementar n° 101  de 2000
Lei complementar n° 101 de 2000Aledson Martins
 
Prot. 1218 14 pl 039-2014 - dispõe sobre as diretrizes para elaboração e ex...
Prot. 1218 14   pl 039-2014 - dispõe sobre as diretrizes para elaboração e ex...Prot. 1218 14   pl 039-2014 - dispõe sobre as diretrizes para elaboração e ex...
Prot. 1218 14 pl 039-2014 - dispõe sobre as diretrizes para elaboração e ex...ramonpeyroton
 
Contabilidade-Aplicada-ao-Setor-Público.pptx
Contabilidade-Aplicada-ao-Setor-Público.pptxContabilidade-Aplicada-ao-Setor-Público.pptx
Contabilidade-Aplicada-ao-Setor-Público.pptxTlioMonteiro4
 
Prot. 3363 17 pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...
Prot. 3363 17   pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...Prot. 3363 17   pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...
Prot. 3363 17 pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...Claudio Figueiredo
 
Resposta do governo ao TCU - versão resumida
Resposta do governo ao TCU - versão resumidaResposta do governo ao TCU - versão resumida
Resposta do governo ao TCU - versão resumidaGiovanni Sandes
 
Estrategia - orçamento
Estrategia - orçamentoEstrategia - orçamento
Estrategia - orçamentoKerolBomfim
 

Semelhante a Declaraçã de Voto Plano Saneamento Financeiro - CM Cartaxo (20)

gop
gopgop
gop
 
Prestação de contas
Prestação de contasPrestação de contas
Prestação de contas
 
Apresentação Transição Caruaru
Apresentação Transição CaruaruApresentação Transição Caruaru
Apresentação Transição Caruaru
 
Raquel Lyra apresenta relatório da transição municipal
Raquel Lyra apresenta relatório da transição municipalRaquel Lyra apresenta relatório da transição municipal
Raquel Lyra apresenta relatório da transição municipal
 
Lei dos compromissos - o fim do "gastar e depois se vê"
Lei dos compromissos - o fim do "gastar e depois se vê"Lei dos compromissos - o fim do "gastar e depois se vê"
Lei dos compromissos - o fim do "gastar e depois se vê"
 
Declaracao De Voto Plano E Orcamento CM CARTAXO 2010 (30 Dez. 2009)
Declaracao De Voto Plano E Orcamento CM CARTAXO 2010 (30 Dez. 2009)Declaracao De Voto Plano E Orcamento CM CARTAXO 2010 (30 Dez. 2009)
Declaracao De Voto Plano E Orcamento CM CARTAXO 2010 (30 Dez. 2009)
 
Núcleo mineiro-bh-04.07.2016
Núcleo mineiro-bh-04.07.2016Núcleo mineiro-bh-04.07.2016
Núcleo mineiro-bh-04.07.2016
 
Questesdeadministraofinanceiraeoramentriaafo passeaki-121222004018-phpapp02
Questesdeadministraofinanceiraeoramentriaafo passeaki-121222004018-phpapp02Questesdeadministraofinanceiraeoramentriaafo passeaki-121222004018-phpapp02
Questesdeadministraofinanceiraeoramentriaafo passeaki-121222004018-phpapp02
 
Apostila aulão-tce-sp-2017-1 Ricardo Alexandre
Apostila aulão-tce-sp-2017-1 Ricardo  AlexandreApostila aulão-tce-sp-2017-1 Ricardo  Alexandre
Apostila aulão-tce-sp-2017-1 Ricardo Alexandre
 
Prot. 1088 17 pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...
Prot. 1088 17   pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...Prot. 1088 17   pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...
Prot. 1088 17 pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...
 
Cartaxo
CartaxoCartaxo
Cartaxo
 
Finanas pblicas aula_04
Finanas pblicas aula_04Finanas pblicas aula_04
Finanas pblicas aula_04
 
Lei complementar n° 101 de 2000
Lei complementar n° 101  de 2000Lei complementar n° 101  de 2000
Lei complementar n° 101 de 2000
 
Prot. 1218 14 pl 039-2014 - dispõe sobre as diretrizes para elaboração e ex...
Prot. 1218 14   pl 039-2014 - dispõe sobre as diretrizes para elaboração e ex...Prot. 1218 14   pl 039-2014 - dispõe sobre as diretrizes para elaboração e ex...
Prot. 1218 14 pl 039-2014 - dispõe sobre as diretrizes para elaboração e ex...
 
Lei 913
Lei 913 Lei 913
Lei 913
 
Contabilidade-Aplicada-ao-Setor-Público.pptx
Contabilidade-Aplicada-ao-Setor-Público.pptxContabilidade-Aplicada-ao-Setor-Público.pptx
Contabilidade-Aplicada-ao-Setor-Público.pptx
 
Prot. 3363 17 pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...
Prot. 3363 17   pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...Prot. 3363 17   pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...
Prot. 3363 17 pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...
 
Resposta do governo ao TCU - versão resumida
Resposta do governo ao TCU - versão resumidaResposta do governo ao TCU - versão resumida
Resposta do governo ao TCU - versão resumida
 
2012.09.12 pc cultura_dml
2012.09.12 pc cultura_dml2012.09.12 pc cultura_dml
2012.09.12 pc cultura_dml
 
Estrategia - orçamento
Estrategia - orçamentoEstrategia - orçamento
Estrategia - orçamento
 

Mais de Coragem2009

2011 12-29 - voto de protesto - parque central estacionamento - assembleia de...
2011 12-29 - voto de protesto - parque central estacionamento - assembleia de...2011 12-29 - voto de protesto - parque central estacionamento - assembleia de...
2011 12-29 - voto de protesto - parque central estacionamento - assembleia de...Coragem2009
 
Voto protesto falta de informação obrigatoria_2
Voto protesto falta de informação obrigatoria_2Voto protesto falta de informação obrigatoria_2
Voto protesto falta de informação obrigatoria_2Coragem2009
 
Proposta alteracao taxas - AF VCO 29/12/2011
Proposta alteracao taxas - AF VCO 29/12/2011Proposta alteracao taxas - AF VCO 29/12/2011
Proposta alteracao taxas - AF VCO 29/12/2011Coragem2009
 
Moção retirada da publicidade enganosa
Moção retirada da publicidade enganosaMoção retirada da publicidade enganosa
Moção retirada da publicidade enganosaCoragem2009
 
Juventude amordaçada
Juventude amordaçadaJuventude amordaçada
Juventude amordaçadaCoragem2009
 
Referendo Local Estacionamento - Proposta de Deliberação (28 Dezembro 2011)
Referendo Local Estacionamento - Proposta de Deliberação (28 Dezembro 2011)Referendo Local Estacionamento - Proposta de Deliberação (28 Dezembro 2011)
Referendo Local Estacionamento - Proposta de Deliberação (28 Dezembro 2011)Coragem2009
 
Moção Protesto Protocolos Colectividades (28 Dezembro 2011)
Moção Protesto Protocolos Colectividades (28 Dezembro 2011)Moção Protesto Protocolos Colectividades (28 Dezembro 2011)
Moção Protesto Protocolos Colectividades (28 Dezembro 2011)Coragem2009
 
Apresentação PSD Plano de Saneamento Assembleia Municipal do Cartaxo (28 deze...
Apresentação PSD Plano de Saneamento Assembleia Municipal do Cartaxo (28 deze...Apresentação PSD Plano de Saneamento Assembleia Municipal do Cartaxo (28 deze...
Apresentação PSD Plano de Saneamento Assembleia Municipal do Cartaxo (28 deze...Coragem2009
 
Resultados do referendo no Cartaxo - 18 de Dezembro de 2011
Resultados do referendo no Cartaxo - 18 de Dezembro de 2011Resultados do referendo no Cartaxo - 18 de Dezembro de 2011
Resultados do referendo no Cartaxo - 18 de Dezembro de 2011Coragem2009
 
Declaração de voto - Contas 2009 - Vereadores PSD 27 Abril 2010
Declaração de voto - Contas 2009 - Vereadores PSD  27 Abril 2010Declaração de voto - Contas 2009 - Vereadores PSD  27 Abril 2010
Declaração de voto - Contas 2009 - Vereadores PSD 27 Abril 2010Coragem2009
 
Declaração de voto contas 2009 - PSD - AM Cartaxo 27 Abril 2010
Declaração de voto contas 2009 - PSD - AM Cartaxo  27 Abril 2010Declaração de voto contas 2009 - PSD - AM Cartaxo  27 Abril 2010
Declaração de voto contas 2009 - PSD - AM Cartaxo 27 Abril 2010Coragem2009
 
Programa PSD Legislativas 09
Programa PSD Legislativas 09Programa PSD Legislativas 09
Programa PSD Legislativas 09Coragem2009
 
A Nossa Analise E Os Nossos Principios
A Nossa Analise E Os Nossos PrincipiosA Nossa Analise E Os Nossos Principios
A Nossa Analise E Os Nossos PrincipiosCoragem2009
 
PSD Cartaxo reage ao Relatório do Tribunal de Contas
PSD Cartaxo reage ao Relatório do Tribunal de ContasPSD Cartaxo reage ao Relatório do Tribunal de Contas
PSD Cartaxo reage ao Relatório do Tribunal de ContasCoragem2009
 
Paulo Neves no Povo do Cartaxo
Paulo Neves no Povo do CartaxoPaulo Neves no Povo do Cartaxo
Paulo Neves no Povo do CartaxoCoragem2009
 
Europeias Ctx 09
Europeias Ctx 09Europeias Ctx 09
Europeias Ctx 09Coragem2009
 
Lista Prazo Médio Pagamentos dos Municipios a 31 Dez. 2008
Lista Prazo Médio Pagamentos dos Municipios a 31 Dez. 2008Lista Prazo Médio Pagamentos dos Municipios a 31 Dez. 2008
Lista Prazo Médio Pagamentos dos Municipios a 31 Dez. 2008Coragem2009
 
Contas Cartaxo 2008
Contas Cartaxo 2008Contas Cartaxo 2008
Contas Cartaxo 2008Coragem2009
 

Mais de Coragem2009 (18)

2011 12-29 - voto de protesto - parque central estacionamento - assembleia de...
2011 12-29 - voto de protesto - parque central estacionamento - assembleia de...2011 12-29 - voto de protesto - parque central estacionamento - assembleia de...
2011 12-29 - voto de protesto - parque central estacionamento - assembleia de...
 
Voto protesto falta de informação obrigatoria_2
Voto protesto falta de informação obrigatoria_2Voto protesto falta de informação obrigatoria_2
Voto protesto falta de informação obrigatoria_2
 
Proposta alteracao taxas - AF VCO 29/12/2011
Proposta alteracao taxas - AF VCO 29/12/2011Proposta alteracao taxas - AF VCO 29/12/2011
Proposta alteracao taxas - AF VCO 29/12/2011
 
Moção retirada da publicidade enganosa
Moção retirada da publicidade enganosaMoção retirada da publicidade enganosa
Moção retirada da publicidade enganosa
 
Juventude amordaçada
Juventude amordaçadaJuventude amordaçada
Juventude amordaçada
 
Referendo Local Estacionamento - Proposta de Deliberação (28 Dezembro 2011)
Referendo Local Estacionamento - Proposta de Deliberação (28 Dezembro 2011)Referendo Local Estacionamento - Proposta de Deliberação (28 Dezembro 2011)
Referendo Local Estacionamento - Proposta de Deliberação (28 Dezembro 2011)
 
Moção Protesto Protocolos Colectividades (28 Dezembro 2011)
Moção Protesto Protocolos Colectividades (28 Dezembro 2011)Moção Protesto Protocolos Colectividades (28 Dezembro 2011)
Moção Protesto Protocolos Colectividades (28 Dezembro 2011)
 
Apresentação PSD Plano de Saneamento Assembleia Municipal do Cartaxo (28 deze...
Apresentação PSD Plano de Saneamento Assembleia Municipal do Cartaxo (28 deze...Apresentação PSD Plano de Saneamento Assembleia Municipal do Cartaxo (28 deze...
Apresentação PSD Plano de Saneamento Assembleia Municipal do Cartaxo (28 deze...
 
Resultados do referendo no Cartaxo - 18 de Dezembro de 2011
Resultados do referendo no Cartaxo - 18 de Dezembro de 2011Resultados do referendo no Cartaxo - 18 de Dezembro de 2011
Resultados do referendo no Cartaxo - 18 de Dezembro de 2011
 
Declaração de voto - Contas 2009 - Vereadores PSD 27 Abril 2010
Declaração de voto - Contas 2009 - Vereadores PSD  27 Abril 2010Declaração de voto - Contas 2009 - Vereadores PSD  27 Abril 2010
Declaração de voto - Contas 2009 - Vereadores PSD 27 Abril 2010
 
Declaração de voto contas 2009 - PSD - AM Cartaxo 27 Abril 2010
Declaração de voto contas 2009 - PSD - AM Cartaxo  27 Abril 2010Declaração de voto contas 2009 - PSD - AM Cartaxo  27 Abril 2010
Declaração de voto contas 2009 - PSD - AM Cartaxo 27 Abril 2010
 
Programa PSD Legislativas 09
Programa PSD Legislativas 09Programa PSD Legislativas 09
Programa PSD Legislativas 09
 
A Nossa Analise E Os Nossos Principios
A Nossa Analise E Os Nossos PrincipiosA Nossa Analise E Os Nossos Principios
A Nossa Analise E Os Nossos Principios
 
PSD Cartaxo reage ao Relatório do Tribunal de Contas
PSD Cartaxo reage ao Relatório do Tribunal de ContasPSD Cartaxo reage ao Relatório do Tribunal de Contas
PSD Cartaxo reage ao Relatório do Tribunal de Contas
 
Paulo Neves no Povo do Cartaxo
Paulo Neves no Povo do CartaxoPaulo Neves no Povo do Cartaxo
Paulo Neves no Povo do Cartaxo
 
Europeias Ctx 09
Europeias Ctx 09Europeias Ctx 09
Europeias Ctx 09
 
Lista Prazo Médio Pagamentos dos Municipios a 31 Dez. 2008
Lista Prazo Médio Pagamentos dos Municipios a 31 Dez. 2008Lista Prazo Médio Pagamentos dos Municipios a 31 Dez. 2008
Lista Prazo Médio Pagamentos dos Municipios a 31 Dez. 2008
 
Contas Cartaxo 2008
Contas Cartaxo 2008Contas Cartaxo 2008
Contas Cartaxo 2008
 

Declaraçã de Voto Plano Saneamento Financeiro - CM Cartaxo

  • 1. Grupo Parlamentar na Assembleia Municipal do Cartaxo DECLARAÇÃO DE VOTO Data : 30 de Junho de 2009 N.º de Páginas : 8 Assunto: Câmara Municipal do Cartaxo: “Plano de Saneamento Financeiro” ANÁLISE AOS DOCUMENTOS APRESENTADOS Tendo analisado os documentos que nos foram apresentados, os Deputados eleitos pelo PSD para a Assembleia Municipal do Cartaxo, consideram que o RIGOR e a AMBIÇÃO que prometeram aos munícipes, durante 4 anos, não foram cumpridos! Vejamos: Demonstração do Incumprimento do Plano de Saneamento Financeiro A - ANTECEDENTES 1 - Tínhamos visto, na última discussão sobre contas que nem com o recurso ao empréstimo para SANEAMENTO FINANCEIRO, isto é, para reprogramar a dívida e consolidar passivos financeiros, o Executivo Socialista conseguiu inverter o aumento do Endividamento Líquido. 2 - Tínhamos também afirmado que relativamente ao cumprimento ou não do PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO, o Executivo Socialista não forneceu os elementos a que se encontra obrigado, inviabilizando qualquer apreciação do cumprimento do mesmo, nos termos do n.º 7 do art.º 40.º da Lei das Finanças Locais (LFL) e art.º 5.º do Decreto-Lei n.º 38/2008, de 7 de Março, onde designadamente se determina que: “7 — Durante o período de vigência do contrato, a apresentação anual de contas à assembleia municipal inclui, em anexo ao balanço, a demonstração do cumprimento do plano de saneamento financeiro” 3 – Tínhamos, de facto, alguns indícios que apontavam para o INCUMPRIMENTO DO PLANO, a saber: 1
  • 2. Grupo Parlamentar na Assembleia Municipal do Cartaxo a) Plano de CONTENÇÃO DA RECEITA Receita cobrada de 15,5 MILHÕES DE EUROS - A MAIS BAIXA DESDE 2002! b) Plano de MAXIMIZAÇÃO DA DESPESA Dívida a FORNECEDORES aumentou 3 MILHÕES DE EUROS, mesmo com pagamentos realizados com o empréstimo para SANEAMENTO FINANCEIRO! Poupança corrente foi de -3,7 MILHÕES DE EUROS, ou seja, o Executivo liderado pelo Dr. Paulo Caldas utilizou RECURSOS DE CAPITAL, para pagar DESPESA CORRENTE, em vez de INVESTIR! 4 – Tínhamos também alertado para o facto do INCUMPRIMENTO DO PLANO determinar, de acordo com o n.º 5 do art.º 40.º da LFL: - A impossibilidade de contracção de novos empréstimos durante um período de cinco anos; - A impossibilidade de acesso à cooperação técnica e financeira com a administração central. B – AS OBRIGAÇÕES DO MUNICÍPIO DURANTE O PERÍODO DO EMPRÉSTIMO DE SANEAMENTO FINANCEIRO 1 - Cumprir o plano de saneamento financeiro AVALIAÇÃO NO PONTO SEGUINTE 2 - Não celebrar novos empréstimos de saneamento financeiro ! 3 - Elaborar relatórios semestrais sobre a execução do plano financeiro e remetê-los, para apreciação, da × Assembleia Municipal 4 – Envio dos relatórios do ponto anterior aos membros do Governo no prazo de 30 dias seguintes ao final do × semestre a que se reportam; 2
  • 3. Grupo Parlamentar na Assembleia Municipal do Cartaxo 5 – Inclusão, em anexo ao balanço, da demonstração do cumprimento do plano de saneamento financeiro na × apresentação anual de contas à assembleia municipal 6 - Remeter ao Ministro das Finanças e ao ministro que tutela as autarquias locais cópia do contrato do empréstimo, no prazo de 15 dias a contar da data da ? sua celebração C – O PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO E A AVALIAÇÃO DO SEU CUMPRIMENTO CONTEÚDO DO PLANO AVALIAÇÃO PLANO DE CONTENÇÃO DA DESPESA CORRENTE: a) Recursos Humanos - redução do n.º de colaboradores - redução de horas extraordinárias e ajudas de custo em 10% -… ! b) Fornecimentos e Serviços Externos - criação de central de compras municipal - redução de despesas de energia, comunicação e seguros - renegociação de contratos de prestação de serviços ao Município - redução de 7,5% e 300.000€ c) Encargos Financeiros - poupança de 250.000€ - redução do prazo médio de pagamentos para menos de 60 dias d) Outras - formulação de critérios objectivos para a concessão de apoios e subsídios às Associações, IPSS, Clubes Desportivos e Outras Entidades - Evolução da Despesa Corrente?????? 3
  • 4. Grupo Parlamentar na Assembleia Municipal do Cartaxo PLANO DE MAXIMIZAÇÃO DA RECEITA: a) Taxas e Licenças - intensificação da fiscalização e cobrança - implementação do novo regime de taxas – estava em elaboração à data da elaboração do Plano - sanções e contraordenações mais gravosas ! - crescimento de 5% b) Impostos Municipais - crescimento de 2% c) Alienação do Património - o plano apontava para “não estão previstas vendas significativas do mesmo no imediato d) Outras - aumento significativo da receita resultante de arrendamento de espaços e equipamentos municipais e prestação de serviços - QREN ? - Evolução da Receita?????? Em suma: Face a estes dados e a estas legítimas e fundadas razões, pergunta-se se algum dos Deputados Municipais é capaz de afirmar que consegue concluir que o PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO foi cumprido com base nas 9 páginas da proposta de DEMONSTRAÇÃO DO CUMPRIMENTO DO PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO?? Aos silenciados, vejamos o conteúdo da proposta COM CORAGEM: D - PROPOSTA DE DELIBERAÇÃO DA DEMONSTRAÇÃO DO CUMPRIMENTO DO PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO A proposta que deveria ter sido apresentada há uns largos meses atrás e que não tem sequer o período (designadamente, o SEMESTRE) a que se refere, contém: 1 – os pagamentos em falta a 19/6/2009, com justificações do tipo: “a falta de apresentação das respectivas certidões”… 4 – os pagamentos efectuados, por entidade e respectivo montante global. 4
  • 5. Grupo Parlamentar na Assembleia Municipal do Cartaxo Com estas informações prestadas é legitimo perguntar: • Esta proposta tem alguma coisa a ver com o Plano de Saneamento Financeiro e seu cumprimento?????? • Algum dos Deputados Municipais tem dúvidas de que a Câmara Municipal não utilizou o dinheiro do empréstimo nas dívidas contempladas e contratadas no mesmo???? Parece que é isso que este Executivo Socialista quer demonstrar – ou seja, que utilizou o dinheiro do empréstimo nos pagamentos que constam da listagem e não que cumpriu ou não cumpriu com o PLANO aprovado por esta ASSEMBLEIA! Mas ninguém pediu tal justificação!!! Será que estão com receio de que se afirme o mesmo que já se afirmou relativamente ao empréstimo do Nó de Acesso à A1, isto é, que serviu para pagar outras despesas que não a Beneficiação da EN114-2 e da EN365-2 ou a própria comparticipação à BRISA? Pergunta-se, por isso: • não estará o Município a pagar à empresa Construções Pragosa facturação das referidas obras (Beneficiação da EN114-2 e da EN365-2), para as quais já tinha sido contraído outro empréstimo de 3.000.000€? (pág. 2/9 – pagamento de 2.005.893,54€) É que, se é isso que o Executivo Socialista pretende demonstrar… fê-lo muito mal!!! Continuamos sem saber o foi efectivamente pago, designadamente, se foi despesa assumida e contemplada no empréstimo, ou se porventura, se tratam de novas despesas…!!!! Assim se justifica voltar à pergunta que atrás foi feita: - Algum dos Deputados Municipais consegue afirmar, com base nestas 9 páginas de que as medidas propostas e aprovadas por esta Assembleia ao nível da contenção da despesa e da maximização da receita – o PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO - estão a ser concretizadas? Vamos fazer um pequeno esforço com base noutros elementos trazidos a esta Assembleia, que não fazem parte desta proposta, COM CORAGEM: 5
  • 6. Grupo Parlamentar na Assembleia Municipal do Cartaxo E – INDÍCIOS DO INCUMPRIMENTO DO PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO Com base no Relatório Síntese da Actividade Municipal e Situação Financeira, até Maio/2009, temos: PLANO DE CONTENÇÃO DA DESPESA CORRENTE: a) Na pág. 15/36, percebemos o seguinte relativamente ao n.º de colaboradores: • ENTRADAS – 1+85+5+4 = 95 (dos quais 85 foram transferências) • SAÍDAS – 8+1 = 9 Houve mais entradas do que saídas… mas o ano ainda não acabou!!!! b) As despesas pagas com o pessoal até MAIO/09 (pág. 10/36), representam 43% das despesas pagas em 2008!!! c) As despesas correntes representam 74% do total das despesas pagas até MAIO/09 (pág10/36). d) Só de Juros e Outros Encargos já foram pagos 488 mil euros – representam a poupança já em 2009? (pág10/36) e) A despesa com Amortizações de empréstimos (Passivos Financeiros – pág 10/36) foi a maior das despesas de capital – 1,1 MILHÕES DE EUROS (63% das despesas de capital pagas) f) O Prazo Médio de Pagamentos já se encontra abaixo do limite máximo de 60 dias? O cálculo da DGAL confirma… o contrário! PLANO DE MAXIMIZAÇÃO RECEITA: O plano que apontava para “não estão previstas vendas significativas” foi abandonado – o 1.º grande passo deste SANEAMENTO FINANCEIRO é ALIENAÇÃO DE PATRIMÓNIO – 6.000.000€ (proposta constante da Ordem de Trabalhos) Não há QREN, não há novo regime de taxas, etc., etc., etc. A taxa de execução do Orçamento da Receita foi de 12,97% até MAIO/2009 – eis a maximização! (pág 10/36) 6
  • 7. Grupo Parlamentar na Assembleia Municipal do Cartaxo A DESPESA CORRENTE é superior à RECEITA CORRENTE em 500 mil euros – eis a poupança corrente! (pág 10/36) Que o PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO não está a ser cumprido já todos sabíamos, porque ainda está para aparecer o 1.º PLANO de um EXECUTIVO liderado pelo Dr. PAULO CALDAS que seja realista, rigoroso e concretizável!!!! Quem tinha dúvidas, agora já não as tem certamente!!!! Mas há – infelizmente – outras más notícias. Vejamos: SITUAÇÃO FINANCEIRA (pág. 11/36): Qual é a pressa da ALIENAÇÃO DE PATRIMÓNIO MUNICIPAL: a) o INCUMPRIMENTO DO PLANO; b) a INSUFICIÊNCIA DE RECEITA; c) a DESGOVERNAÇÃO E INEFICÁCIA GOVERNATIVA DO EXECUTIVO “CÔR-DE-ROSA”; d) o AUMENTO DAS DESPESAS; e) o AUMENTO DAS DÍVIDAS A PAGAR!!!!!!!!! Em finais de 2008, as DÍVIDAS A PAGAR eram de 30,7 MILHÕES DE EUROS e tinham crescido 3 MILHÕES DE EUROS (já com o empréstimo de 13 MILHÕES incluído). Em MAIO de 2009, as DÍVIDAS A PAGAR são de 32,0 MILHÕES DE EUROS e cresceram, face a 2008, 1,3 MILHÕES DE EUROS e face a 2007, 4,3 MILHÕES DE EUROS e só estão em dívida 833 mil euros, acreditando nos dados da proposta!! FACE AO EXPOSTO, CONFIRMA-SE QUE O EXECUTIVO PS: - NÃO CUMPRIU COM AS OBRIGAÇÕES INFORMATIVAS; - NÃO APRESENTOU O RELATÓRIO SEMESTRAL COM ELEMENTOS SOBRE O CUMPRIMENTO DO PLANO, PORQUE NÃO O ESTÁ A CUMPRIR; - DESGOVERNA A CÂMARA - AGRAVOU A SITUAÇÃO FINANCEIRA VOTAÇÃO: Em suma, face ao exposto, mas também ao ponto em que as finanças municipais se encontram neste final de mandato, onde se identificam: 7
  • 8. Grupo Parlamentar na Assembleia Municipal do Cartaxo • a MAIOR DÍVIDA A PAGAR DE SEMPRE; • o ESGOTAMENTO DA CAPACIDADE DE ENDIVIDAMENTO; • o MAIOR DESASTRE FINANCEIRO DE SEMPRE E AS MAIORES INVENÇÕES DE SEMPRE PARA ILUDIR RESULTADOS; • o INCUMPRIMENTO DO PLANO DE SANEAMENTO FINANCEIRO; • a MENOR AUTONOMIA FINANCEIRA DE SEMPRE; • o PIOR RESULTADO OPERACIONAL DE SEMPRE; • os MAIORES RESULTADOS EXTRAORDINÁRIOS DE SEMPRE; • os erros grosseiros praticados consecutivamente para apresentar resultados favoráveis; • a hipoteca das gerações futuras que vão pagar os efeitos do sobre-endividamento e/ou ficar despojadas de recursos financeiros a que teriam acesso, caso não se recorresse a expedientes pouco sérios para resolver problemas criados; • e, finalmente, pela gestão danosa do erário público; Os Deputados do PSD na Assembleia Municipal do Cartaxo votam contra. 8