Preços de Energia Preços Internacionais de Energia Primária Preços de Electricidade Alguns Rácios Electricidade em Por...
Preços Internacionais         de  Energia Primária
Preços do Petróleo                                                               Criação                                  ...
Preços do Brent 120                            Brent US$/bbl                            Brent EUR/bbl 100   80   60   40  ...
Preços do Gás NaturalFonte: BP Statistical Review of World Energy Report, 2012
Preços do CarvãoFonte: BP Statistical Review of World Energy Report, 2012
Preços de Electricidade
Preços de ElectricidadeFonte: Nordpool Spot, OMIE E OMIP
Alguns Rácios
Rácios de PreçosGás Natural/Petróleo
Rácios de PreçosCarvão/Petróleo
Rácios de PreçosElectricidade/Petróleo e Gás
Rátios de PreçosElectricidade/Petróleo e Gás
Rácios de PreçosElectricidade/Carvão
Electricidade em Portugal
Energia Primária na                                               Produção de Electricidade   tep12 000 000               ...
Produção de Electricidade                                              por Fonte Primária     GWh60 000             Biomas...
Preços e Tarifas de                                                        ElectricidadeEUR/MWh190170150                  ...
MIBEL – O OMI
OMI - Objectivos Beneficiar os consumidores de electricidade dos dois países, através do processo  de integração dos resp...
OMI - Características Independência relativamente a todos os agentes do mercado, pela impossibilidade  de domínio accioni...
Estrutura actual do OMI                 OMIP   OMIP                 SGPS   SGPS                  50%   50%                ...
JOSÉ CARVALHO NETTO - Presidente do OMIP SGPS – Operador do Mercado Ibérico
JOSÉ CARVALHO NETTO - Presidente do OMIP SGPS – Operador do Mercado Ibérico
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

JOSÉ CARVALHO NETTO - Presidente do OMIP SGPS – Operador do Mercado Ibérico

942 visualizações

Publicada em

Licenciado em Engenharia Mecânica pelo Instituto Superior Técnico. É Presidente da Associação Europeia de Bolsas de Energia (EUROPEX) e Presidente do Conselho de Administração do OMIP SGMR, S.A., da OMIClear, SGCCCC, S.A., da OMIP SGPS, SA; e do OMIE, S.A.. Foi Administrador Executivo da REN Armazenagem, S.A. e Administrador da TRANSGÁS (Sociedade Portuguesa de Gás Natural, S.A.), da GDP (Gás de Portugal SGPS, S.A.) e Presidente dos Conselhos de Administração da Dianagás, Duriensegás, Medigás e Paxgás. Foi organizador e criador do sistema estatístico energético português e Chefe do Gabinete de Estudos da Direcção-Geral dos Combustíveis. Do seu percurso internacional é de salientar o cargo de Administrador Principal na Divisão de Análise e Previsões da Direcção-Geral de Energia (DGXVII) da Comissão da União Europeia.

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

JOSÉ CARVALHO NETTO - Presidente do OMIP SGPS – Operador do Mercado Ibérico

  1. 1. Preços de Energia Preços Internacionais de Energia Primária Preços de Electricidade Alguns Rácios Electricidade em Portugal MIBEL – O OMI José Carvalho Netto OMIP SGPS
  2. 2. Preços Internacionais de Energia Primária
  3. 3. Preços do Petróleo Criação da OPEPFonte: BP Statistical Review of World Energy Report, 2012
  4. 4. Preços do Brent 120 Brent US$/bbl Brent EUR/bbl 100 80 60 40 20 0 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011Fonte: BP Statistical Review of World Energy Report, 2012
  5. 5. Preços do Gás NaturalFonte: BP Statistical Review of World Energy Report, 2012
  6. 6. Preços do CarvãoFonte: BP Statistical Review of World Energy Report, 2012
  7. 7. Preços de Electricidade
  8. 8. Preços de ElectricidadeFonte: Nordpool Spot, OMIE E OMIP
  9. 9. Alguns Rácios
  10. 10. Rácios de PreçosGás Natural/Petróleo
  11. 11. Rácios de PreçosCarvão/Petróleo
  12. 12. Rácios de PreçosElectricidade/Petróleo e Gás
  13. 13. Rátios de PreçosElectricidade/Petróleo e Gás
  14. 14. Rácios de PreçosElectricidade/Carvão
  15. 15. Electricidade em Portugal
  16. 16. Energia Primária na Produção de Electricidade tep12 000 000 Outros Petróleo10 000 000 Eólica, Foto e Geotérmica Hídrica Biomassa Carvão 8 000 000 Gás Natural 6 000 000 4 000 000 2 000 000 0 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011Fonte: DGEG – Balanços Energéticos
  17. 17. Produção de Electricidade por Fonte Primária GWh60 000 Biomassa Eólica, Fotovoltaica e Geotérmica55 000 Hídrica50 000 Fósseis45 00040 00035 00030 00025 00020 00015 00010 000 5 000 0 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011Fonte: DGEG – Balanços Energéticos
  18. 18. Preços e Tarifas de ElectricidadeEUR/MWh190170150 BT Doméstico médio130 BT Pequeno industrial MT Médio industrial110 MT Diagrama rectangular90 Alta Tensão Muito Alta Tensão70 Mercado Spot Portugal Mercado Spot Espanha503010 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Fonte: DGEG e OMIE
  19. 19. MIBEL – O OMI
  20. 20. OMI - Objectivos Beneficiar os consumidores de electricidade dos dois países, através do processo de integração dos respectivos sistemas eléctricos Estruturar o funcionamento do mercado com base nos princípios da transparência, livre concorrência, objectividade, liquidez, auto-financiamento e auto-organização Favorecer o desenvolvimento do mercado de electricidade de ambos os países, com a existência de uma metodologia única e integrada, para toda a península ibérica, de definição dos preços de referência Permitir a todos os participantes o livre acesso ao mercado, em condições de igualdade de direitos e obrigações, transparência e objectividade Favorecer a eficiência económica das empresas do sector eléctrico, promovendo a livre concorrência entre as mesmas
  21. 21. OMI - Características Independência relativamente a todos os agentes do mercado, pela impossibilidade de domínio accionista por parte de qualquer deles (limite de 5% a accionista e os do sector eléctrico e gás, no seu conjunto, limitados a 40%; TSOs limitados a 10%) Capacidade reconhecida internacionalmente de isenção e confidencialidade sobre qualquer operação e qualquer agente de mercado Transparência de todos os regulamentos e regras na operação do mercado
  22. 22. Estrutura actual do OMI OMIP OMIP SGPS SGPS 50% 50% MIBGAS

×