O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Revista Fitos Eletrônica: acesso aberto e ciência aberta
na construção do conhecimento em pesquisa,
desenvolvimento e inov...
De periódico impresso a periódico eletrônico
em Acesso Aberto
 Criada em 2005 em sua versão impressa e publicada pela ALA...
Revista Fitos Eletrônica: Comunicação Científica
estratégica do NGBS
 Missão do NGBS: promoção da inovação em medicamento...
Ciência Aberta
 A construção do conhecimento da inovação em medicamentos da
biodiversidade a partir dos ASPLs considera a...
Inovação aberta
 Coloca na prática os conceitos contidos no livro da Comissão Européia em que
inovação aberta significa e...
Revista Fitos Eletrônica: cumprindo seu papel
no Acesso Aberto, Ciência Aberta e Inovação
Aberta
 Divulga pesquisas produ...
Publicação Eletrônica – Sistema OJS
 Tipos de manuscritos publicados: artigos originais de pesquisa, revisão,
comunicação...
Agroecologia - Paulo Lopes,
UFSCar,SP
Botânica - Marcelo Galvão, Fiocruz,
RJ
Ciências Farmacêuticas - João Paulo
Viana Lei...
Corpo Editorial
 Formado, no momento, por 13 pesquisadores, sendo 11 de diferentes instituições
brasileiras e 2 de instit...
Avaliação dos manuscritos:
 Blind and Peer review
 Referees: Corpo Editorial Científico e pareceristas ad hoc, provenien...
Indexação
Cumprindo exigências
 Os manuscritos publicados, recebem identificação DOI.
B4 – Interdisciplinar
e-ISSN: 2446-...
0
2
4
6
2014 2015 2016 2017
Edições Publicadas
0
50
100
150
2014 2015 2016 2017
Total de submissões
Evolução
0
50
100
2014...
Visibilidade
 Portal de Periódicos da Fiocruz
 Fanpage
 Informativo e Sumário da Revista Fitos, enviado por mailing lis...
0
500
1000
1500
2014 2015 2016 2017
Usuários e Leitores Cadastrados
Usuários cadastrados Leitores cadastrados
Resultados
L...
Contexto Atual da Publicação Científica
Mercado editorial altamente
competitivo
Periódicos Científicos Jovens de
Instituiç...
Principais Desafios
 Obtenção de recursos, especialmente para tradução do site da RFE para o
inglês
 Ampliação da visibi...
Na luta pelo acesso aberto “estão em jogo o
conhecimento aberto e compartilhado contra formas
empresariais que tentam suje...
OBRIGADO,
revistafitos@far.fiocruz.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revista Fitos: Acesso Aberto e ciência aberta na construção do conhecimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação de medicamentos da biodiversidade - CONFOA 2017

252 visualizações

Publicada em

Revista Fitos: Acesso Aberto e ciência aberta na construção do conhecimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação de medicamentos da biodiversidade
Rosane de Albuquerque dos Santos Abreu, Glauco de Kruse Villas Bôas

Publicada em: Ciências
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Revista Fitos: Acesso Aberto e ciência aberta na construção do conhecimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação de medicamentos da biodiversidade - CONFOA 2017

  1. 1. Revista Fitos Eletrônica: acesso aberto e ciência aberta na construção do conhecimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação de medicamentos da biodiversidade. Editada pelo Núcleo de Gestão em Biodiversidade e Saúde (NGBS) de Farmanguinhos/FIOCRUZ. Revista científica interdisciplinar, trimestral e gratuita. Publica artigos científicos sobre pesquisa, desenvolvimento e inovação em medicamentos da biodiversidade Rosane Abreu Glauco Villas Bôas
  2. 2. De periódico impresso a periódico eletrônico em Acesso Aberto  Criada em 2005 em sua versão impressa e publicada pela ALANAC  Em 2011 foi emcampada pelo NGBS- Farmanguinhos/Fiocruz e em 2014 tornou-se um periódico em Acesso Aberto para contribuir com a difusão da inovação e da ciência abertas, em medicamentos da biodiversidade
  3. 3. Revista Fitos Eletrônica: Comunicação Científica estratégica do NGBS  Missão do NGBS: promoção da inovação em medicamentos da biodiversidade, apoiando-se em conceitos que definem a inovação como um processo dinâmico e social, que se afasta do modelo linear ou de transações bilaterais.  Propõe o modelo de inovação a ser realizado através do trabalho dinâmico, multi- colaborativo, em rede - RedesFito  RedesFito são organizadas a partir de arranjos e sistemas produtivos locais (ASPLs), identificados nos principais biomas brasileiros, migrando de projetos isolados e preconcebidos, para a produção complexa do conhecimento que perpassa os ambientes econômico e social. http://redesfito.far.fiocruz.br
  4. 4. Ciência Aberta  A construção do conhecimento da inovação em medicamentos da biodiversidade a partir dos ASPLs considera as possibilidades apresentadas pela ciência aberta para a realização de projetos estruturantes, participativos, ou seja, envolvendo todos os atores sociais em sua elaboração e de forma cooperativa, potencializando a disponibilização gratuita de informações de pesquisa, conhecimento tácito, o seu uso e reuso com reprodução de métodos, etc.
  5. 5. Inovação aberta  Coloca na prática os conceitos contidos no livro da Comissão Européia em que inovação aberta significa envolver muitos atores no processo de inovação, de pesquisadores aos empreendedores, dos detentores do conhecimento tradicional aos usuários.  Significa abrir o processo inovativo para todos os atores de forma que o conhecimento circule livremente e possa ser transformado em produtos e serviços, criando novos mercados.
  6. 6. Revista Fitos Eletrônica: cumprindo seu papel no Acesso Aberto, Ciência Aberta e Inovação Aberta  Divulga pesquisas produzidas nas diferentes e complexas etapas de desenvolvimento de um medicamento da biodiversidade, destacando sua característica interdisciplinar.  Áreas do Conhecimento para submissão de manuscritos:  Agroecologia  Botânica  Ciências Farmacêuticas (Farmácia; Farmacotecnia; Análise e Controle de Medicamentos e afins)  Educação e Conhecimento  Etno-ciências (Etnobotânica e Etnofarmacologia)  Engenharia de Medicamentos e Produtos Naturais  Farmacologia (Farmacologia Clínica e Experimental)  Política e Gestão (Políticas Públicas; Política e Planejamento Governamental; Crescimento Econômico e Saúde Pública)  Química  Toxicologia
  7. 7. Publicação Eletrônica – Sistema OJS  Tipos de manuscritos publicados: artigos originais de pesquisa, revisão, comunicação breve, perspectiva, resenha e carta  Idiomas: português, inglês e espanhol.  Estrutura da Equipe Editorial – Equipe de Coordenação Científica, Editores de Área, Editoria Executiva e Corpo Editorial  Equipe de Coordenação Científica - Glauco Villas Bôas, Marcelo Galvão e José Luiz Mazzei  Editoria Executiva – Rosane Abreu
  8. 8. Agroecologia - Paulo Lopes, UFSCar,SP Botânica - Marcelo Galvão, Fiocruz, RJ Ciências Farmacêuticas - João Paulo Viana Leite, UFV, MG Editores de Área Educação e Conhecimento - Marcos Sorrentino, USP Etno-Ciências - Fatima Chechetto, UNIFESP Engenharia de Medicamentos e PN - Elaine Albuquerque, UFBA Farmacologia - Emiliano de Oliveira Barreto, UFAL – AL Política e Gestão- Glauco de Kruse Villas Boas, Fiocruz RJ Química- José Luiz Mazzei da Costa, Fiocruz RJ Toxicologia - Israel Felzenszwalb, UERJ
  9. 9. Corpo Editorial  Formado, no momento, por 13 pesquisadores, sendo 11 de diferentes instituições brasileiras e 2 de instituições internacionais – Europa e América do Sul  Novos pesquisadores estão sendo convidados, especialmente para as novas áreas de submissão de manuscritos. Escritório Editorial: assistente editorial, administrador técnico do sistema OJS e design gráfico e revisora, com apoio de assessoria de gestão e comunicação do NGBS.
  10. 10. Avaliação dos manuscritos:  Blind and Peer review  Referees: Corpo Editorial Científico e pareceristas ad hoc, provenientes de instituição diferente daquela do(s) autor(es).  Aspectos avaliados: adequação do título ao conteúdo; estrutura da redação; citações e referências; qualidade técnica e científica; relevância e originalidade. Formato de publicação:  HTML, PDF e EPUB de padrão internacional para ebooks, visando a publicação online em dispositivos móveis.
  11. 11. Indexação Cumprindo exigências  Os manuscritos publicados, recebem identificação DOI. B4 – Interdisciplinar e-ISSN: 2446-4775
  12. 12. 0 2 4 6 2014 2015 2016 2017 Edições Publicadas 0 50 100 150 2014 2015 2016 2017 Total de submissões Evolução 0 50 100 2014 2015 2016 2017 Percentual de Aceitação e Rejeição de Manuscritos Aceito Rejeitado
  13. 13. Visibilidade  Portal de Periódicos da Fiocruz  Fanpage  Informativo e Sumário da Revista Fitos, enviado por mailing list.
  14. 14. 0 500 1000 1500 2014 2015 2016 2017 Usuários e Leitores Cadastrados Usuários cadastrados Leitores cadastrados Resultados Localidades de Acesso Fonte: Google Analytics – mago 2014 a set 2017 Estatísticas de Acesso Fonte: Google Analytics – mago 2014 a set 2017
  15. 15. Contexto Atual da Publicação Científica Mercado editorial altamente competitivo Periódicos Científicos Jovens de Instituição Pública Profissionalização do processo editorial Internacionalização
  16. 16. Principais Desafios  Obtenção de recursos, especialmente para tradução do site da RFE para o inglês  Ampliação da visibilidade  Indexação em outras bases de dados cientificamente reconhecidas  Aumento do índice de impacto  Manutenção da qualidade dos Artigos  Investimento em divulgação, especialmente para fora do Brasil
  17. 17. Na luta pelo acesso aberto “estão em jogo o conhecimento aberto e compartilhado contra formas empresariais que tentam sujeitar bens públicos a interesses econômicos privados.” (Jorge Alberto Machado, USP)
  18. 18. OBRIGADO, revistafitos@far.fiocruz.br

×