Universidade Federal do Rio Grande - FURG           Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação- PROPESP             Institut...
Início => 2008 = Edital FINEP   PROPESP /ICHIReformulação       = Edital 2 FINEPSubmissão do Projeto
Desenvolvimento Estudo sobre a estrutura da FURG Estudo em outros Ris Elaboração da Proposta sobre a Política Instituciona...
FundamentaL no processo de implemen-tação do RI FURG = APOIO e incentivo daPró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação(PROPES...
Estudos originados a partir do OJS/RI  FURG• Correa, Tatiane Priscila Pinto. A usabilidade da  seção de avaliação do Siste...
Estudos originados a partir do RI FURG• Milbrath, Barbara Duarte. Levantamento da  produção científica sobre repositórios ...
“Ressalta-se que as respostas mais frisadas dizemrespeito à área de informática, causado pelodesconhecimento do Dspace ou ...
15%                      62%                 Bibliotecários     23%                                          Docentes     ...
4      4     3,5                           3         3      3     2,5                                                     ...
27%         20%                           Docentes                           Profissionais da                           eq...
“... os fatores que influenciam na evidência e exposiçãoda ferramenta, o registro em diretórios e coletores dedados, não s...
Registro da Política Institucional de autoarquivamento no ROARMAP                                                  (PIRES,...
Menção do RI na página inicial da instituição                                         (PIRES, E. M. 2011)
(Fonte: BOSO, A. K. 2011)
“...do total dos RIs implantados, as regiões Sul eNordeste contam com 26,07% e 26,04%,respectivamente, alcançando juntas 5...
“... se considerarmos as IFES com RIs já compolíticas implantadas e disponibilizadas aosusuários esse número cai para 7,21...
Facilidades x dificuldades do RI FURG     PONTOS POSITIVOSR    • Política institucional     • Registro no ROARMAPI    • Re...
PONTOS NEGATIVOSR   • Mudanças na equipeI   • Falta pessoal de TI    •(=mais consequencias)    • AutoarquivamentoF   • atu...
FURG rumos do RI• = Ferramenta de Gestão• Autoarquivamento• Ampliação da equipe
REFERENCIAS•   BOSO, Augiza Karla. Repositórios de instituições federais de ensino superior    e suas políticas : análise ...
Obrigada!!!   Obrigada ao IBICTe ao Sr. Milton Shintaku!angelicacdm@gmail.com
Angélica Miranda - Universidade Federal do Rio Grande - FURG
Angélica Miranda - Universidade Federal do Rio Grande - FURG
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Angélica Miranda - Universidade Federal do Rio Grande - FURG

1.487 visualizações

Publicada em

ConfOAMesa Redonda - Políticas de Acesso Aberto, Angélica Miranda - Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Angélica Miranda - Universidade Federal do Rio Grande - FURG

  1. 1. Universidade Federal do Rio Grande - FURG Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação- PROPESP Instituto de Ciências Humanas e da Informação- ICHI Repositório Institucional daUniversidade Federal do Rio Grande: acesso livre ao conhecimento produzido Angélica C. D. Miranda
  2. 2. Início => 2008 = Edital FINEP PROPESP /ICHIReformulação = Edital 2 FINEPSubmissão do Projeto
  3. 3. Desenvolvimento Estudo sobre a estrutura da FURG Estudo em outros Ris Elaboração da Proposta sobre a Política Institucional – PII (PROPESP) = aprovação
  4. 4. FundamentaL no processo de implemen-tação do RI FURG = APOIO e incentivo daPró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação(PROPESP).
  5. 5. Estudos originados a partir do OJS/RI FURG• Correa, Tatiane Priscila Pinto. A usabilidade da seção de avaliação do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) na opinião dos avaliadores do Portal de Periódicos Científicos da FURG. Rio Grande: FURG, 2011.• Cruz, Franciele Scaglioni da. O processo de criação e manutenção dos repositórios institucionais. Rio Grande: FURG, 2011.
  6. 6. Estudos originados a partir do RI FURG• Milbrath, Barbara Duarte. Levantamento da produção científica sobre repositórios no Brasil de 2001 – 2010. Rio Grande: FURG, 2011.• Pires,Elisângela Mota. Repositórios institucionais: características através da visibilidade. Rio Grande: FURG, 2011.
  7. 7. “Ressalta-se que as respostas mais frisadas dizemrespeito à área de informática, causado pelodesconhecimento do Dspace ou por dificuldadesdurante a instalação do sistema, além de dificuldadesno momento de customização do Dspace e de errosinternos no sistema.”(CRUZ, F. S. da 2011)
  8. 8. 15% 62% Bibliotecários 23% Docentes Analistas de sistemasProfissionais que exercem a função de gestor do RI CRUZ, F. S. da (2011)
  9. 9. 4 4 3,5 3 3 3 2,5 1a2 2 3a4 2 5a6 7a8 1,5 mais de 9 1 1 0,5 0 1a2 3a4 5a6 7a8 mais de 9 Total de pessoas por equipeCRUZ, F. S. da (2011)
  10. 10. 27% 20% Docentes Profissionais da equipe Estagiarios 53%Processo de arquivamento CRUZ, F. S. da (2011)
  11. 11. “... os fatores que influenciam na evidência e exposiçãoda ferramenta, o registro em diretórios e coletores dedados, não são efetivos. A inexistência ou falta deaplicação das políticas de informação nas instituições éapontada como um dos principais fatores para ainvisibilidade da ferramenta.” (PIRES, E. M. 2011)
  12. 12. Registro da Política Institucional de autoarquivamento no ROARMAP (PIRES, E. M. 2011)
  13. 13. Menção do RI na página inicial da instituição (PIRES, E. M. 2011)
  14. 14. (Fonte: BOSO, A. K. 2011)
  15. 15. “...do total dos RIs implantados, as regiões Sul eNordeste contam com 26,07% e 26,04%,respectivamente, alcançando juntas 52,11% dototal dos RIs das IFES, ou seja, mais da metadedas RIs das instituições federais de ensinosuperior.”(BOSO, A. K. 2011)
  16. 16. “... se considerarmos as IFES com RIs já compolíticas implantadas e disponibilizadas aosusuários esse número cai para 7,21%, ou seja,apenas 7 IFES possuem RIs com políticasinstituidas e disponibilizadas aosusuários.”(BOSO, A. K. 2011)
  17. 17. Facilidades x dificuldades do RI FURG PONTOS POSITIVOSR • Política institucional • Registro no ROARMAPI • Registro no Opendoar • Plano de MarketingF • FUNPAGE • Padronizaçao/Catálogo Discussões em grupoU • Adaptação ao RCAAP para tomada de decisõesR • Núcleo de estudosG • Sala própria • Apoio da Adm. Superior • Apoio do IBICT
  18. 18. PONTOS NEGATIVOSR • Mudanças na equipeI • Falta pessoal de TI •(=mais consequencias) • AutoarquivamentoF • atualizaçaoU •...RG
  19. 19. FURG rumos do RI• = Ferramenta de Gestão• Autoarquivamento• Ampliação da equipe
  20. 20. REFERENCIAS• BOSO, Augiza Karla. Repositórios de instituições federais de ensino superior e suas políticas : análise sob o aspecto das fontes informacionais. Florianópolis, SC, 2011.• CORREA, Tatiane Priscila Pinto. A usabilidade da seção de avaliação do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) na opinião dos avaliadores do Portal de Periódicos Científicos da FURG. Rio Grande: FURG, 2011.• CRUZ, Franciele Scaglioni da. O processo de criação e manutenção dos repositórios institucionais. Rio Grande: FURG, 2011.• Milbrath, Barbara Duarte. Levantamento da produção científica sobre repositórios no Brasil de 2001 – 2010. Rio Grande: FURG, 2011.• PIRES,Elisângela Mota. Repositórios institucionais: características através da visibilidade. Rio Grande: FURG, 2011.
  21. 21. Obrigada!!! Obrigada ao IBICTe ao Sr. Milton Shintaku!angelicacdm@gmail.com

×